Ir para conteúdo

16 dias Buenos Aires - Mendoza - Santiago dicas importantes.


Posts Recomendados

  • Membros

Roteiro de 16 dias: Ida - aéreo pela Tam – São Paulo – Buenos Aires

Ônibus pela Andesmar –Buenos Aires – Mendoza

Ônibus pela Cata Internacional – Mendoza – Santiago. Volta – aéreo pela Tam

 

Primeiramente, gostaria de agradecer as dicas que tive aqui que foram muito úteis e coloco algumas observações que percebi na viajem.

Em relação as reservas dos hostels, fiz todas pela web, sem problemas em BsAs- Suítes Florida( na Rua Florida) em Mendoza- Suítes Mendoza (Rua Patrícias Mendocitas) em Santiago – Che Lagarto ( Rua Santo Antonio).

 

Algumas dicas:

Documentação- Fundamental guardar os papeis da imigração dados no avião e no ônibus que serão solicitados pela Polícia Federal Argentina no aeroporto de Ezeiza e no posto da fronteira do Chile, a perda desses papeis causará um transtorno enorme.

Táxi - Um jeito simples de acabar com o mito das notas falsas em táxis da Argentina e Chile, primeiramente, Sempre pague com notas pequenas, evitem pagar com notas de 100 pesos argentinos e 100.000 pesos Chilenos, comigo deu muito certo, sempre se apresente ao taxista e procure saber o seu nome, o que poderá render estórias muito interessantes, e no final da corrida antes de pagar, pegue por ex. a nota de dez e questione o motorista pelo nome, essa nota é de dez? O cara perceberá que vc está atento, e se houver pretensão de golpe, ele irá pensar duas vezes.

Câmbio: Na Argentina, a dica do site é perfeita, vc sairá pela primeira porta automática, siga até a segunda e vire a direita e vá no posto do Banco de La Nacion Argentina, já para saque tem uma agência do Banco Itaú em San Telmo e tb na Av.Corrientes (perto da Florida) saca em peso ou dollar, importante dizer que em Mendoza e Santiago tb tem Itáu, porém, não é possível sacar. Em Mendoza, vá até até a Av. Gen. San Martin ( entre á Av.Las Heras e Espejo,tem vários ) aproveitei e já troquei alguns pesos chilenos, No Chile, na rua Agustinas tem boa cotação.

Roubos: Preste muito atenção as malas nos aeroportos, não desgrude das malas, principalmente qdo alguém vier pedir alguma informação ou deixar cair alguma coisa próximo a vc. Na Argentina, fala-se muito nos bairros Caminito, onde vc é muito “observado”, e pra minha surpresa, várias pessoas pediram pra tomar cuidado em Mendoza, que parece pacata, mais tem um comércio popular muito forte e cheio e um bairro perigoso próximo ao centro, já em Santiago, muito se falou dos batedores de carteira, porém, para nós foi tranqüilo.

Passeios e Guias - Futebol na Argentina, paga-se muito caro os pacotes para assistir a um jogo (110 pesos) ou visitar a La Bombonera com guias ou pacotes de passeios, pegue um táxi, que é baratíssimo e vá por conta própria tanto ao jogo ( de 10 a 50 pesos) só em dinheiro, qto ao museu do Boca, entrada 50 pesos, visita guiada, aceita cartão. No Chile, assistimos Universidade Chile x Nacional de Montivedeo, o ingresso vai de 5.000 (atrás do gol,torcida organizada) e onde eles chamam de Ante, no meio de campo por 12.000 pesos. Em Mendoza, os passeios com guias são essenciais, Passeio do Alto da Montanha (Aconcágua), onde será necessário alugar botas no meio do passeio, por 30 pesos, sem elas fica inviável ficar em pé e não detonar os tênis, não aceita cartão para alugar as botas, os passeios pagos no Hostel, são em dinheiro tb, mais existem diversas empresas pela cidade e todos os tipos de esportes radicais imagináveis que podem aceitar cartão.No Chile, existem aqueles ônibus de tour pela cidade, a empresa é a Turistik, e existem pelo menos dois pontos que podem ser pagos com cartão o Shopping Arauco e no Pátio Belavista,no hostel o pgto é só em dinheiro. Passeio para Concho Y Toro, contratar o passeio é totalmente desnecessário, pega-se o metrô, que é excelente; pegue a linha vermelha direção Los Domenicos e desça na Los Leones e faça transferência (Combination) para linha lilás, direção Plaza de Puente Alto que é a última estação(se descer na estação Las Mercês pagará 1000 pesos a mais pela corrida) o táxi foi 2.000 pesos, vi aqui no site que existe a possibilidade de ir de ônibus, pegar direção Pique e pedir pra descer em frente a Concho Y Toro, 400 pesos.Vale muito a pena, fazer o passeio mais completo, são 5 degustações de vinhos e queijos, ganha-se a tábua de queijos e uma taça e rola um bate-papo com a Somellier, que foi muito descontraído. Pra Vina del Mar e Val Paraíso, há ônibus das empresas Tur-Bus e Pullman que saem a cada 10 ou 15 minutos do Terminal Alameda, uma rodoviária que fica pegada à estação Universidad de Santiago do metrô. A passagem de ida custa entre 2.500 e 4.000 pesos (US$ 5 a US$ 8). Vina fica a 90 km, chegando lá existem várias pessoas que oferecem passeios, a um preço muito menor. Outra opção interessante, é fazer a reserva das diárias para Santiago, e fazer a reserva em Vina, sair cedo de Santiago conhecer Vina (check in ás 10:00) durante o dia com calma,por conta própria, pernoitar e no outro dia conhecer Val Paraiso e já deixar reservado a volta. Para o Valle Nevado e o Atacama contratar o passeio é fundamental.

Compras: Casaco de couro e tênis na BsAs, ainda vale muito a pena. Mendoza, é uma 25 de março, inacreditável a quantidade de lojas de marcas originais e vários shoppings populares (curiosidade, horário de funcionamento do comércio (todos) das 09 ás 13:00 e das 17:00 ás 21:00, acreditem, 4 horas de cesta).Santiago, o vinho é inacreditávelmente barato nos mercados e até na Concho y Toro, Casilero del diablo 3.500 pesos, Carmen 7.000, Marques da Colina 7.990, mas não se empolguem, eles estão rigorosos com o excesso de peso no aeroporto de Santiago, 9 dollares por kilo, deixe suas compras; vinhos, perfumes,lembrançinhas para o Duty free, vale muito a pena.

Hostels: Quem espera luxo, móveis e quartos novos, não fique em Hostel, quem quer um clima com gente feliz e muito diversificada, acomodação simples, com opções de quarto individuais de 40 a 60 reais por dia,todos com café da manhã, em BsAs e Mendoza sem Tv, no Chile com Tv. Todos, muito bem localizados, no Centro ,perto do Metrô e das principais atrações turísticas, pode ficar em hostel que valerá, muito a pena, fora a opção de poder utilizar a cozinha se precisar.

Espero que tenhamos ajudado, e qualquer dúvida perguntem fomos do dia 30/08 e voltamos 14/09. Nelson e Bete

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

olá junior!

Tamb[em estou aproveitando as dicas daqui do forum,mas estou em duvidas com relacao a mendoza e a santiago,estou indo dia 5 de outubro para B.A. no mesmo hostel que vcs se hospedaram.Mas em Mendoza e Santiago ainda nao escolhi.Tamb[em gostaria de saber sobre o nome das empresas q vc contratou em mendza.

 

desde ja grata pela atencao!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...