Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 

powerbam

Buenos Aires / El Calafate (BIG ICE) / Torres Del Paine (W) - 18/09/2011 à 01/10/2011

Posts Recomendados

- Observações:

- Organizei os tópicos por cidades e por dia, para vocês terem uma noção maior de como roteirizei a viagem.

- Ao final anexei uma planilha de gastos da viagem, para duas pessoas.

- Acessei vários tópicos no mochileiros que possuíam listas de equipamentos bem mais completas, mas aqui irei relatar somente o que eu levei, algumas coisas eu não achei necessário mas isso vai da experiência de cada pessoa.

 

• Equipamentos para a viagem

 

- Mochila cargueira Trilhas & Rumos Crampon 68 (a mochila e boa e confortável, você pode adquirir a melhor de todas (Quechua, Doite, etc) que se a mesma não estiver confortável você irá sofrer.

- Mochila Ataque Curtlo 35 litros com Camelbak de 2 litros.

- Bota Trekking Braddock Hi-Moutain. Comentei o tópico sobre essa bota dizendo que iria testá-la em terrenos com neve. Confira em http://www.mochileiros.com/botas-braddock-t29420.htm

- Utensílios de camping (canivete, abridor de latas, cadeado para locker, lanternas de testa ou mão).

- Kit Farmácia (remédios para dores musculares, febre, estômago, ataduras, esparadrapo)

- Kit Limpeza (desodorante, shampoo, condicionador, sabonete, escova dente, pasta)

- Cordas elásticas (essenciais para amarrar ou pendurar coisas na mochila)

- Carregador celular, câmera, pen-drive, caneta, caderno pequeno, doleira.

 

 

• Equipamentos Alugados em Puerto Natales – Casa Cecília

 

Casa Cecília Hostal

Calle Tomas Roger, 60 – Puerto Natales

http://www.casaceciliahostal.com/

 

- Bastões para caminhada (par), importante para TDP porque lá os ventos atingem 30/40 km/h.

- Barraca para 2 pessoas que tenha respiradores, devido ao frio a umidade dentro da barraca tende a ficar muito maior então os respiradores ajudam. Verifique o peso da barraca pois influencia muito.

- Saco de Dormir de pluma ou sintético, dependendo da época melhor o de pluma que esquenta mais.

- Isolantes térmicos

- Cozinha completa (Panelas, fogareiro, gás para o fogareiro, talheres, placa de alumínio para cortar vento, copos, pratos).

 

Ps.: mais abaixo irei detalhar valores

 

• Roupas para a viagem

 

- Segunda pele completa da GARMONT (calça comprida, blusa de manga longa)

- 2 pares de meias próprias de trekking (ver quantidade de dias)

- 1 par de meias comuns de algodão e 1 meião de jogar futebol (sempre levo)

- 1 polartec 200 (no meu caso o anorak já possuía polar embutido, caso não tenha recomendo levar um 300)

- 1 calça bermuda de poliamida, de secagem rápida que vira bermuda da GARMONT

- 1 conjunto calça e blusa moleton da Puma

- 1 Gorro e um tubo (tipo um gorro vazado, substitui o cachecol)

- 1 par luvas de fleece

- 1 anorak/parka impermeável e respirável (tipo goretex) com capuz e polar embutido da GARMONT

- 3 camisas dry-fit secagem rápida, super leve. Como participo de corridas levei e quebra um galho.

- 5 Cuecas Box (recomendo sempre usar a cueca por baixo da calça do underwear).

 

DICA:

- Ensaque todas as roupas para evitar que as mesmas molhem.

- Para despachar a mochila nos aeroportos, mtas pessoas utilizam a capa de chuva como proteção. Eu particularmente não gosto, geralmente compro sacos de lixo de 100 litros x 60cm e coloco uns 3 com as presilhas todas fechadas. Também já utilizei aquele filme no aerporto e também filme comum comprado em supermercado, mas o trabalho é maior.

 

• Dinheiro / Taxas de Banco / Cotação

 

- 250 dólares compras a cotação de 1,81 na Confidence Câmbio (Belo Horizonte)

- 250 pesos comprados a cotação de 0,50 na Confidence Câmbio (Belo Horizonte)

- 500 reais trocados

 

-Taxas : o meu banco é o ITAU, então ele cobra R$9,00 + IOF para cada saque no exterior

 

- Lembrem-se de habilitar os cartões para uso internacional nas opções débito (com seu banco) e crédito (com a bandeira do cartão).

 

- VTM (Visa Travel Money) já utilizei em outras vezes mas desta vez preferi ir sem ele. Para que é descontrolado e uma ótima opção pois não cobra taxa nos saques. Mas ele esfaqueia você na cotação.

 

- Cotação em Buenos Aires:

1 real = 2,19 Pesos / 1 dolar = 4,19 Pesos

 

- Cotação no Chile (Puerto Natales)

1 real = 250 pesos Chilenos (Cotação em Puerto Natales)

 

Como fazer os calculos facilmente?

 

- Acesse o site do UOL e pegue a cotação das moedas para o dia, por exemplo o Peso Argentino está (0,44) a cotação.

- Se você fizer a conta ( 1 real /0,44 ) você tem 2,27 pesos argentinos então, 1 real = 2,27 pesos.

- Para saber o inverso ou seja, suponhamos que algo custe 50 pesos e vc quer saber em real basta fazer (50 pesos * 0,44) = 22 reais.

 

Isso vale para o Peso chileno também:

Cotação: 0,0036

1 real / 0,0036 = 277,77 pesos chilenos

Supondo que algo custe 3500 pesos: (3500 * 0,0036) = 12,60 reais.

 

OBS: a cotação muda muito, ainda mais nessa época o dólar estava oscilando muito. Levei dólares porque em Puerto Natales as casa de cambio aceitam reais mas pagam muito pouco.

 

• Roteiro Macro

 

- Dia (18/09 e 19/09) - Buenos Aires

- Dia (20, 21, 22/09) - El Calafate

- Dia (23, 24, 25, 26/09) - Puerto Natales / Torres Del Paine

- Dia (27/09 e 28/09) - Dias reservados para imprevistos

- Dia (29/09) - El Calafate

- Dia (30/09 e 01/09) - Buenos Aires

 

• Roteiro Detalhado

 

1º Dia 18/09/2011 – Embarque Belo Horizonte / Buenos Aires

 

Inicio aqui mais uma viagem, com a certeza de que tudo vai dar certo. Passaporte na mão e pé na trilha, esse é o lema.

 

Antes de embarcar, eu e minha digníssima namorada teríamos que comparecer a um casamento, exatamente as 11 da matina. Por serem pessoas especiais os noivos, faltar era impossível portanto nosso vôo partia as 15 hrs do Aeroporto de Confins (CNF) com destino ao Aeroparque (AEP). Optamos pelo AEP devido ao custo do taxi ser mais barato.

 

Embarcamos, conforme o planejado, como sempre eu passo descalço na alfândega e lembre-se de tirar tudo da mala de mão e pelo amor de todos os deuses do universo NÃO DESPACHE DINHEIRO NA BAGAGEM e de preferência faça o esquema de ensacar a mochila com 2 sacos de lixo mais grossos ou filme plástico porque os hermanos abrem as malas no aeroporto.

 

Nosso vôo chegou no AEP às 21:00 horas, portanto andar para pegar outro tipo de transporte a não ser o TAXI era uma tarefa bem corajosa e ousada. Uma dica e não pegar aqueles TAXIS que param na porta do AEP, sai do Aeroporto e ande um pouco na avenida e pegue os taxis que estão trazendo pessoas e passam vazios. Esses costumam ser mais honestos, aqueles que param no aeroporto são cartas marcadas. Fique de olho no TAXIMETRO porque e ai que vc toma o cano, eu já sabia, mas cochilei e o taxi que era para dar 55 pesos deu 100 pesos. Para não causar desconforto acabei pagando, mas fiquei puto, não pelo taxista e sim pela minha cochilada.

 

Chegando no Hostel America Del Sur, nos hospedamos num quarto compartilhado. Os valores vocês podem consultar na planilha Excel anexa no post. Tomamos uma cerva, repassamos os roteiros e circulamos no mapa o endereço dos outlets e lojas para comprar as roupas, pois eu não tinha nenhuma.

 

Como minha namorada não conhecia BsAs, falei com ela que escolhesse o que ela queria ver e roteirizamos de forma que ela visse alguns pontos turísticos, pois o tempo era curto. Nosso vôo para El Calafate partia de BsAs pela LAN no dia seguinte as 05:00 da manhã , por isso passamos em BsAs para as compras.

 

2º Dia 19/09/2011 – Buenos Aires / Tour de Compras / Pontos Turísticos

 

Bom ficamos assim, primeiro comprar as coisas, depois conhecer os pontos, porque as roupas eram prioridade, sem elas iríamos congelar na patagônia.

 

O roteiro ficou assim:

 

1 - CAMPING CENTER CENTRO - Calle Esmeralda 945 / [email protected] - http://www.camping-center.com.ar

2 – CALLE PARANA – procurar por lojas de aventura / esportes

3 – OUTLETS – Calle Gurruchaga com Calle Aguirre

4 – Visitar Pontos: Obelisco, Puerto Madero, La Boca / Caminitos e mas outro lugar se tivesse tempo.

 

Uma dica, para quem não quer fazer roteiro ou fica perdido quando viaja, e procurar aqueles TourBus. Geralmente eles lhe dão um folder contendo o roteiro, caso vc não queira pegar o TourBus faça o roteiro a pé, o bom que já indica todos os pontos turísticos. Prefiro andar porque você consegue visualizar a cidade por outro ponto de vista e também economiza grana.

 

Continuando, desci para a estação de metro, comprei um ticket de 10 passes e seguimos para o primeiro ponto a Calle Esmeralda. Chegando la decidimos seguir para a Calle Parana que estava mais próxima e como era muito cedo o comércio ainda não estava aberto pois abre as 09:00 hrs, tanto que pegamos um rush no metro, LOTADO.

Não vimos nada na Calle Parana, confesso que andei a rua quase toda e não vi nenhuma loja especializada em roupas de neve, portanto abortamos e seguimos para a Camping Center, chegamos na loja, muito material e o preço é idêntico ao do site. Achei muito caro e decidi seguir para os OUTLETS. Foram decisões rápidas por causa do tempo, porque assim podíamos voltar caso os outlets não fossem melhores.

 

Por ironia do destino chegamos nos outlets e valia mais a pena com certeza, começamos a cotar os preços nas lojas, The North Face, Columbia e Timberland até que achamos o OutLet da GARMONT. Após cotar os preços optei pela GARMONT que além de mais barata os produtos possuem uma qualidade bem melhor do que os do Brasil.

 

Comprei por AR$ 1120,00 pesos as seguintes peças:

- 1 blusa manga longa underwear

- 1 calça comprida underwear

- 1 calça secagem rápida que vira bermuda

- 1 polar 200

- 1 Anorak Impermeável com capuz, polar interno e respiradores laterais.

-1 par de meias de trekking

 

Os Anoraks da TNF estavam na média de 1400 pesos, claro que eram os mais brutos, mas para a minha necessidade era bem a mais do que precisava. Os da Columbia não me agradaram e a Timberland tbm não. Tinha visto os da Ansilta e Marmout la na camping Center, quase o mesmo preço da TNF, logo nesse caso não valia a pena, apesar que Ansilta e jóia.

 

Nessa brincadeira, minha namorada achou um Anorak idêntico ao meu, porém amarelão na promoção por 250 pesos. De graça.

 

Irei criar um tópico falando das roupas, com fotos e especificações, pois não tem nada da GARMONT a não ser botas aqui no mochileiros. Acredito que vai ser de grande valia caso alguém interesse comprar também. Em breve atualizo o post com o LINK.

 

Comprei, passei no cartão e vazamos para o Hostel para guardar as coisas e continuar o percurso. Guardamos as coisas e fomos até o Obelisco, tiramos fotos e descemos até o Retiro, em seguida tomamos um Taxi (15 pesos) até o La Boca / Caminito. Tiramos fotos e pegamos um Taxi para Puerto Madero (13 pesos). Andamos todos os diques, tiramos fotos, paramos no FREEDO e tomamos o sorvete de Dulce de Leche (46 pesos dois cucurachos). Sacamos 1000 pesos e pegamos um Taxi até o Hostel. Preparamos as coisas fomos dormir. Nessa brincadeira gastamos 6 passes de metrô, sobraram 4 ainda.

 

3º Dia 20/09/2011 – AEP / El Calafate (Embarque)

 

Pegamos um taxi pelo próprio hostel (55 pesos) as 3:00 da madrugada, pois nosso vôo era as 05:00 da manhã. Comemos algo no AEP mesmo e seguimos para o embarque. Nosso vôo tinha escala em Ushuaia e a previsão de chegada em El Calafate era as 11 da manhã, so que até USH foi beleza, porém o tempo em El Calafate tava muito ruim e tivemos que posar em Rio Gallegos e seguir de bus até El Calafate.

 

Após a confusão tomamos o ônibus reservado pela LAN CHILE e seguimos por mais 6 hrs de viagem em meio a neve. Paramos em um posto, comemos e chegamos em EL Calafate debaixo de neve. Eram as boas vindas para nós porque não conhecíamos neve até então. Fomos recebidos pelo rapaz do hostel que nos levou 0800 até o Glaciar Del Libertador. Fizemos o check-in e fomos bater perna.

 

Chegamos as 16:00 hrs aproximadamente, demos uma volta na cidade rápida para conhecer e fomos reservar o passeio no BIG ICE através da Hielo & Aventura (770 pesos por pessoa + 70 pesos a entrada do parque). Fomos ao supermercado e fizemos uma compra básica para jantar e para levar para o passeio.

 

Lanche do passeio: Sandubas de Presunto, Queijo e Tomate (3 para cada), barras de cereais (3 para cada), 2 todinhos para cada e uma barra de chocolate.

 

Voltamos para o hostel e fizemos a janta, compartilhamos a mesma com o Gustavo, chofer do hostel muito simpático. Ele estava na cozinha e convidamos para juntar a nos já que tínhamos feito muita coisa, essa janta se transformou num papo muito agradável e ótimas dicas para El Calafate. Terminamos a janta e fomos dormir, pensando no passeio do dia seguinte.

 

4º Dia 21/09/2011 –El Calafate / BIG ICE - Glaciar Perito Moreno

 

As exatamente 07:00 da manha a Hielo & Aventura passou no hostel para nos pegar, entramos na van e seguimos para o parque. Entramos, pagamos a entrada (mais barato para quem é do MERCOSUL) e a primeira parada foi em um mirante onde é possível avistar o glaciar Perito Moreno bem de longe. A paisagem era deslumbrante já que havia nevado e tava tudo branco, coisa que não ocorre em Setembro lá. Paramos para as fotos e seguimos rumo as passarelas.

 

Paramos nas passarelas, ouvimos a historia rapidamente do Perito Moreno em inglês e espanhol e em seguida circulamos pelas mesmas. Avistamos lebres e algumas partes do glaciar se rompendo. E um estrondo absurdo mas show de bola. Tínhamos exatos 30 minutos para percorrer as passarelas e após esse tempo tínhamos que retornar ao transporte para em seguida descermos e pegarmos o catamaran.

 

Ao fim, descemos e pegamos o barco, encontramos com mais pessoas e dps de uns 20 minutos navegando e passando em frente ao glaciar e ouvindo umas curiosidades iniciamos o trekking para subir no glaciar.

Andamos aproximadamente 2 hrs em meio a mata, pedras e beirando o glaciar com paisagens vislumbrantes e chegamos a um ponto onde se coloca os grampoes. Antes na trilha já havíamos parado e pegado os grampoes e um cinturão, cada um recebe o seu e é vestido / calçado pelos guias da Hielo & Aventura.

 

Desde o motorista da van até os guias, manifesto aqui minha satisfação, todos foram atenciosos e sempre prontos a responder as perguntas.

 

Após colocar os grampões começamos a caminhada em meio ao glaciar, andamos por aproximadamente 2,5 hrs ouvindo historias e curiosidades, presenciado as avalanches de neve nos montes e depois paramos para o lanche. Depois de meia hora rangando, continuamos por mais 2,5 hrs até retornar ao ponto inicial para retirada dos grampoes.

Pegamos o catamaran de volta e fomos recebidos com whisky e alfajor. Ganhamos também um broche e um chaveiro da Hielo que é um pé com grampoes, bacana demais.

 

Passeio show de bola e super recomendado, a diferença de preço para o Minitrekking é de aproximadamente 180,00 pesos, mas vale mais a pena porque vc anda bastante no glaciar. Muito bom mesmo.

 

Retornamos ao hostel e fomos jantar, porque estávamos varados de fome. Fomos ao Rick Parrila´s e pegamos uma espécie de Self-service, ou seja, por 65 pesos você tem churrasco com o cordeiro patagônico e um Buffet de salada livre. Tem carne de porco, boi, frango e cordeiro. Deitamos o cabelo no rango, tomamos uma cerva porque somos filhos de deus e vazamos para dormir. Ao chegar no hostel tentamos comprar as passagens para Puerto Natales, mas era somente ate 21 hrs, e já passava das 22 hrs qdo chegamos. Deixamos para comprar na rodoviária no dia seguinte, o preço e o mesmo comprando no hostel então não perca tempo cotando. Eu fiz isso por isso digo que é o mesmo. Como era fora de temporada, somenta a Cootra e uma outra empresa (acho q se chama Zhaaj) estava operando para Puerto Natales, o preço era o mesmo nas duas.

 

5º Dia 22/09/2011 –El Calafate / Puerto Natales (Chile)

 

Chegamos na rodoviária as 07:30 da manhã porque o balaio para PN saia as 08:30 hrs. Adquirimos as passagens por 100 pesos a ida (é 190 ida e volta), como é Setembro e o movimento e mínimo somente as duas as empresas estavam fazendo o trajeto. Preferi comprar so a ida na esperança que na volta as empresas podiam fazer horários diferentes e eu ter essa comodidade. Já adianto que tomei bomba, foi o mesmo horário na volta.

 

Depois de umas 5 hrs de viagem chegamos em Puerto Natales. Desembarcamos e seguimos a pé até a Casa Cecilia, que fica próximo a Plaza de Armas. A cidade e minúscula e não carece de taxi para ir aos hostels. Nos hospedamos por 23 mil pesos quarto de casal e com TV a cabo (confesso q pensei em não sair do quarto por causa da TV, so filme jóia) mas o objetivo da viagem não era esse. Após tomar um banho quente inicia-se a sessão problema, minha namorada estava indisposta desde a saída de El Calafate, fruto da jantar do dia anterior no Rick´s Parrila. Acredito que o motivo não foi a comida e sim o exagero e a mistureba de coisas.

 

Eu como bom moço, fui até a farmácia e comprei um remédio e aproveitei para providenciar o aluguel das coisas, conferir equipamentos e realizar as compras já que pelo roteiro iríamos para Torres Del Paine no dia seguinte. Retornei ao hostel e ela ainda não havia melhorado então dedici que iria adiar por um dia o W de Torres del Paine, assim também teria mais calma. Sábia decisão essa minha, no decorrer vocês entenderão.

 

Aproveitamos e sacamos 200.000 pesos chilenos cada um para as despesas. Para nos dois foi o suficiente e ainda voltei com 2000 pesos na carteira.

 

Fizemos um miojo e uma sopa, e fomos dormir para recuperar as energias e esperar a melhora da minha digníssima.

 

6º Dia 23/09/2011 – Puerto Natales (Chile)

 

Nada como acordar sem despertador e sem obrigação de levantar, pois todos os dias estavam cronometrados e com compromissos. Aproveitamos o dia para andar pela cidade, tirarmos fotos, fomos ao porto e depois fomos almoçar em um restaurante chamado Villa Esperanza ou Santa Esperanza, algo assim, não se preocupem que só tem um com esse nome.

 

Aproveitei meu dia turista e pedi um peixe chamado Congrio, bastante suculento assim como tudo que comemos no restaurante. Em seguida partimos para o supermercado, minha namorada já estava melhor e começamos as compras para TDP. Compramos basicamente o que está nesta lista abaixo, sempre priorizando o mínimo de peso e a quantidade certa para os dias que iríamos ficar lá. Nada de mais e nem nada de menos, era o lema. Procuramos coisas de fácil acomodação dentro da mochila, de preferência em pó. Abaixo a lista:

 

- leite em pó instantâneo e chá

- chocolate em pó

- Suco de frutas em pó (tang)

- açúcar, pão de cachorro quente, manteiga

- macarrão instantâneo e sopão pronto

- arroz pré cozido

- atum ou sardinha em conserva

- molho de tomate pronto (bolonhesa e napolitano).

- frutas secas, castanhas e amêndoas

- barras de cereais, cereal, chocolates, biscoitos

 

Após as compras voltamos para o hostel e terminamos de arrumar as coisas, eliminamos roupas e coisas desnecessárias para levar a Torres Del Paine e deixamos tudo arrumado.

 

Aproveitamos e assistimos uns filmes e descansamos , mais tarde saímos e comemos uma pizza no Masay (bom e barato, tanto que fidelizamos lá), tomamos uns chopes, cervejas e fizemos os últimos ajustes.

 

Refiz o roteiro para TDP, porque com as informações do dono da pousada, um senhor suíço muito gentil e atencioso, o Catamaran do Pudeto até o Paine Grande não estava funcionando, so iria começar a partir de outubro.

Isso foi uma falha minha, apesar de entrar em contato quando estava fazendo a programação da viagem e buscar informações, isso passou despercebido, porque não me dei conta que não li relatos de ninguém que foi em Setembro, somente em outubro. Então fica aqui a DICA. Refazendo as trilhas, vi que iria ter que aumentar um dia no roteiro do W em Torres Del Paine, sendo assim os 3 dias que deixei de gordura foram-se sobrando somente 1 dia e ficando na conta do chá. Sendo assim, mudei mas na hora H mesmo tudo mudou, a idéia não era essa, mas no decorrer do relato vocês irão notar que o tempo encurtou, o cansaço bateu e tivemos que mudar. Ficou o roteiro do W dessa forma, inicialmente:

 

1º Dia – 24/09 – CONAF / Pehoe / Paine Grande – Acampar no Paine Grande

2º Dia – 25/09 – Glaciar Grey Ida e Volta / Italiano – Acampar no Italiano

3º Dia – 26/09 – Italiano / Vale Del Frances / Los Cuernos – Acampar no Los Cuernos

4º Dia – 27/09 – Los Cuernos / Acampamento Chileno – Acampar no Chileno

5º Dia – 28/09 – Retorno Puerto Natales

 

Adquirimos as passagens para TDP (20.000 pesos ida e volta podendo deixar a volta em aberto), sendo que o ônibus passava no hostel as 07:30 da manha com previsão de chegadas as 11 hrs em TDP.

 

7º Dia 24/09/2011 –Puerto Natales / Torres Del Paine

 

1º dia - CONAF / Las Carretas / Paine Grande (Pehoe)

 

Acordamos cedo, tomamos café e pegamos o ônibus as 07:30 para o TDP. Chegamos na Laguna Amarga, pagamos a entrada e seguimos para a CONAF. Aproveitei e perguntei aos guardaparques se todas a trilhas estava normais e se os campings e refúgios estavam abertos. Ele me informou que o Chileno estava fechado, o Grey em reforma. Aqui começa a mudança no roteiro, já que iria acampar lá.

 

Iniciamos a trilha as 11:30 sentido Paine Grande / Pehoe, durante todo o percurso enfrentamos rajadas de vento forte, tinha hora que quase caiamos no chão. Andamos cerca de 4,5 hrs em meio a um descampado, tudo reto sem uma montanha até que conseguimos chegar em um ponto onde adentrávamos mata a dentro. Enfim chegamos no Las Carretas exautos e já sentindo o peso da mochila e com muita fome.

 

Como a pressa era muita, comemos somente uns biscoitos e seguimos caminhando. Passamos por um lago, depois por um descampado de novo, morros, pedras e enfim quase no limite físico avistamos o Paine Grande.

 

Eu e minha namorada temos um preparo físico muito bom, eu sou acostumado com trekking e tenho experiência, ela não tem muita experiência mas tem preparo fisico. Quem acha que é moleza as trilhas com a cargueira nas costas, pode ir esquecendo essa idéia porque não é. Em muitos relatos, vocês poderão encontrar pessoas dizendo que é tranqüilo as trilhas, portanto depende muito da época, mas não é moleza, requer um esforço considerável e um preparo bom.

 

Portanto, como andar enfrentando o vento o desgaste e absurdamente maior, optei pela trilha mais longa no primeiro dia porque sabia que no ultimo dia iríamos estar muito cansados. Os bastões foram essenciais e salvadores em alguns momentos, as pessoas que fizeram a trilha conversavam no camping e sempre ressaltava a dificuldade e o desgaste inicial que foi fazer a parte CONAF/Paine Grande(Pehoe). Tendo em vista que isso não era programado, porque a idéia era tomar o catamaram e fazer o Grey no primeiro dia, já sabia que iria ter que optar por cortar algum trecho. Nesse momento o coração até dói, mas era um mal necessário.

 

Chegamos no Paine Grande, armamos a barraca em qualquer lugar, jantamos e dormimos, não me apeguei muito em escolher o melhor lugar porque estava muito vazio a área de campinga, e como tinham outras barracas na minha frente montadas, elas estava cortando o vendo pra mim. Me programei para acordar as 07 da manha e assim fiz, trocamos a barraca de lugar por causa do vento porque as outras barracas já estavam de saída, tomamos café e iniciamos a caminhada ao Glaciar Grey.

 

 

8º Dia 25/09/2011 –Puerto Natales / Torres Del Paine

 

2º dia - Paine Grande (Pehoe) / Glaciar Grey

 

Iniciamos a jornada para o Grey, um pouco mais descansados e dispostos, e com a mochila de ataque. Fizemos a trilha com tranqüilidade, dentro do tempo esperado, curtindo bastante o visual. Tiramos ótimas fotos, paramos para o lanche e encontramos algumas pessoas nas trilhas, começava então a valer a pena enfrentar um primeiro dia cansativo.

 

Chegamos até o Glaciar Grey, comparando esse glaciar com o Perito Moreno, se chega a conclusão que ele é bem menor, mas é muito belo também e a paisagens dessas trilhas são exuberantes.

 

Retornamos para o Paine Grande, e conversando já havíamos montado outro roteiro na cabeça, a proposta inicial era seguir para o Italiano e acampar lá, mas como demos prioridade a aproveitar o parque e já estava quase escurecendo (trilhas a noite mesmo com lanterna eu não arrisco, gelada). Também entrou a questão do desgaste do primeiro dia, não iríamos conseguir impor um ritmo mais acelerado com a cargueira, já que andamos quase 8 hrs para ir no Grey.

 

Fizemos uma janta deliciosa, trocamos idéia com um brasuca de Fortaleza, com os cozinheiros do refúgio e depois fomos dormir. No próximo dia iria ter mais um martírio com a cargueira nas costas.

 

9º Dia 26/09/2011 –Puerto Natales / Torres Del Paine

 

3º dia - Paine Grande (Pehoe) / Campamento Italiano

 

Começamos a trilha atrasados, pois demoramos muito a desmontar as coisas, sendo assim chegamos no Italiano já era a faixa de meio dia (2,5 hrs de caminhada). Resolvemos parar e fazer o almoço, porque estávamos famintos e após o almoço veio a discussão, fazemos ou não o Valle Del Frances?

Para mim, que gosto de fazer tudo até o final, foi uma decisão doída, mas saberia que não havia tempo, porque já tínhamos perdido a gordura de dias e saído atrasado.

Se dormíssemos no Italiano, teríamos que andar no quarto dia 6,5 de cargueira. Se optássemos por não fazer o Frances, andaríamos somente até o Los Cuernos (2,5 hrs) e no dia seguinte mais 4,5 hrs até o Las Torres.

 

Conversamos, pensamos e pensando no desgaste físico da minha namorada em função do primeiro dia decidi deixar o Vale do Frances para uma próxima oportunidade. Conversando com o guarda parque, ele me disse que de lá se tem um visual de quase todo o parque, então subimos durante 45 minutos para ter uma noção do que estávamos deixando para trás e continuamos a trilha até o acampamento Los Cuernos (2,5 hrs).

 

A trilha (Italiano / Los Cuernos) na minha opinião é a pior de todas, são muitas descidas e subidas com pedras e as suas articulações meio que sentem o peso da mochila. Fizemos o percurso com meia hora a mais do que o normal, paramos bastante e eu ando um pouco rápido, sendo assim não era justo deixar a Thais para trás, então optei por andar com ela, até porque estávamos juntos e nos ajudamos bastante.

 

Nosso principal erro, além de descobrir que o catamaran esta inoperante, foi acordar tarde e demorar para arrumar as coisas. A média de temperatura diária era de 0 a 2 graus de manha, sempre a barraca estava com uma camada fina de gelo, isso fazia com que ficássemos mais tempo debaixo do saco de dormir. Esse frio matinal quase te mata, porque vc tem que tirar luvar para arrumar as coisas e vc não pode suar, senão sente frio. Os outros trekkers sempre levantavam quando estávamos saindo, porém tínhamos o cronograma muito curto, então não podíamos atrasar.

 

Chegamos no Los Cuernos e armamos o acampamento, quase a noite. Jantamos e resolvemos dormir para descansar, tomamos relaxante muscular para ver se melhorava as dores e apagamos. O remédio aqui foi de bastante utilidade, até porque no outro dia estava outra pessoa.

 

10º Dia 27/09/2011 –Puerto Natales / Torres Del Paine

 

4º dia – Acampamento Los Cuenos / Chileno / Las Torres

 

Acordamos bem cedo e dessa vez sabíamos que o atraso nos levaria ao fracasso, conseguimos agilizar o desmonte e arrumar as coisas rapidamente. Partimos para a trilha sentido Las Torres, porque na Guarderia Laguna Amarga recebi a noticia que o acampamento Chileno estava fechado, portanto não poderia acampar lá. Ainda me arrependo de não ter seguido por mais 2,5 até o Chileno e ter acampado por lá mesmo com ele fechado, mas no dia seguinte tive a convicção que iria perder minha caminhada.

 

Do Los Cuernos até o Las Torres é tranqüilo, nada demais, você acompanha todo o tempo o Lago Nordenskjold, chega a pegar um pedaço de praia na beira do lago, paisagens lindas.

 

Chegamos enfim no Las Torres e eu decidido que depois de andar tanto merecia um banho, um jantar e uma cama decente. Resolvemos não acampar na chegada ao Las Torres e decidimos ficar no refugio. Essa decisão custaria um preço salgado, pagamos (23 mil pesos por pessoa no quarto sem cama feita mais 10.500 pelo jantar), mas valeu a pena.

 

Tomei um banco com água quente de 1 hora, lavando até a alma e em seguida fomos jantar. Tomamos uma sopa de Apiaco bastante suculenta, com uns paes deliciosos e em seguida veio o prato principal, que é uma espécie de coxão de frango com batata alemã. Posteriormente a sobremesa, sêmola com vinho, espetacular. O jantar foi muito bem servido em termos de quantidade, e a sopa você podia repetir caso quisesse.

 

Curtimos mais um pouco o refugio e fomos para o quarto, ficamos conversando sobre as trilhas, sobre as paisagens e fazendo um apanhado geral das dificuldades e do retorno que o parque nos proporcionou. Tentei não pensar no que perdi, mas me confortei com a idéia que futuramente voltarei.

 

No próximo dia queríamos ir até as Torres, porque em função da mudança no roteiro, estávamos com o cronograma apertado. Decidimos que mesmo assim iríamos até lá ver as danadas das torres, já era questão de honra. Fomos dormir.

 

11º Dia 28/09/2011 –Puerto Natales / Torres Del Paine / PN

 

4º dia – Refugio Las Torres / Torres Del Paine

 

Acordamos as 6 da manha, deixamos tudo no ponto de bala, como tínhamos que tomar um café rápido, e eles não deixam cozinhar dentro do refugio, tivemos que burlar as regras. Fogo era fora de cogitação então utilizamos água quente da torneira e fizemos nosso achocolatado, comemos os biscoitos e o pão e saímos ainda a noite para as torres, porque senão não iria dar tempo. A trilha é 4,5 para ir e 4,5 para voltar, como tínhamos 6 hrs, ou seja de 7 até as 13 hrs, resolvemos andar somente 3 hrs e voltar, ou seja, somente pegar um bom ângulo para foto.

 

Eis que surge o problema, ao chegar no ponto mais alto, e avistarmos o chileno, tudo já estava tomado por nuvens e o tempo naquele dia amanheceu bastante nublado e com um chuvisco chato. Mesmo se tivéssemos tempo, não iríamos conseguir avistar as torres em sua totalidade. Sendo assim cumprimos nosso cronograma andando as 3 hrs ida e volta, chegamos no refugio quase as 13 hrs.

 

Arrumamos as coisas e ficamos a espera do transporte que nos levaria até a laguna amarga. Da laguna amarga tomamos outro bus para Puerto Natales e ao chegar la entregamos e conferimos o material.

 

Resolvemos comemorar, indo para o Masay e tomar mais chopp e comer, afinal fizemos as trilhas, mas em função de uma certa desorganização não completamos tudo. Mas ficou a certeza de que o Parque TDP e maravilhoso e um lugar onde se deve voltar.

 

Fizemos o W, com umas perninhas menores na letra, porém iniciamos por uma trilha incomum e isso nos desgastou e acabou tirando muito tempo nosso. Voltarei novamente para fazer o Frances e ir até o Mirador das Torres, de preferência com o tempo bom.

 

Aproveitamos e compramos a passagem de volta para EL Calafate, estavamos com o tempo contado no relógio portanto a comemoração iria continuar lá.

 

 

12º Dia 29/09/2011 – Puerto Natales / El Calafate

 

Pegamos o bus para El Calafate as 08:30 da manha, chegamos quase 13 hrs. Decidimos não retornar para o Glaciar Del Libertador e chegando na rodoviária recebemos um folder do Calafate Hostel. Descemos para lá e nos hospedamos por AR$130 pesos o casal, também com televisão.

 

Aproveitamos o resto do dia para ficar perambulando pela cidade, tomamos cervejas artesanais, fizemos compras e depois fechamos o taxi para o aeroporto de El Calafate (65 pesos) com o taxista Mariano, gente fina e pé quente.

 

12º Dia 30/09/2011 –El Calafate / Buenos Aires

 

Nosso vôo partiu de El Calafate as 11:55 hrs, chegamos em Buenos Aires as 15 hrs e decidimos que iríamos andar até o hostel, para assim a Thais conhecer mais a cidade.

 

Como o tempo não estava muito bom, decidimos tomar um taxi e fomos para o hostel America Del Sur, porém o mesmo não havia vagas, então seguimos para o Portal Del Sur.

 

Nos hospedamos em quarto compartilhado e aproveitamos para tomar umas cervejas e trocar idéia no The Roof Bar. Nosso vôo para Belo Horizonte no dia seguinte iria partir as 15:00 hrs portanto teríamos um pouco de tempo ainda para embarcar.

 

13º Dia 01/10/2011 – Buenos Aires / Belo Horizonte

 

Acordamos tarde, fizemos o check out, reservamos o taxi e seguimos para andar na cidade um pouco. Demos um micro role para comprar alfajores e vinho para levar e voltamos ao hostel. Andamos a rua Peru e a Rua Florida, so para olhar mesmo ( eu particularmente não compro nada lá porque é mais caro e como sei andar bem em BsAs sempre vou aos Outlets e shoppings mais distantes). Lembrando que todo domingo tem a feira de San Telmo, eu já conheço de outra viagem e digo que é o melhor lugar para as compras de souvenirs.

 

Decidimos seguir mais cedo para o AEP e embarcar para passarmos no Duty Free. Perdemos bastante tempo efetuando as compras, que é bem melhor que o de Belo Horizonte.

 

Em seguida, fizemos um lanche bastante caro no AEP para eliminar o restante dos pesos argentinos (sobrou 30 com cada) e embarcamos. Chegamos em Belo Horizonte as 21 hrs, depois de uma escala em São Paulo com direito a uma bagunça de conexão feita pela GOL.

 

Bom, termina aqui um pouco dessa experiência que fica marcado para sempre. Se você leu até aqui, obrigado pela atenção e caso tenha dúvidas estou a disposição, so postar ai que respondo.

 

Abaixo a planilha contendo os GASTOS DA VIAGEM - VALORES PARA 2 PESSOAS ( 1 CASAL )

 

lista_equipamento_TDP.xls

 

LINKS / POSTS CONSULTADOS PARA ORGANIZAR A VIAGEM

 

MOCHILEIROS

 

Torres del Paine - circuito "O" - Jan/2010 e circuíto "IOI" fev/2011 : Trilhas & Travessias na América do Sul

torres-del-paine-circuito-o-jan-2010-e-circuito-ioi-fev-2011-t46792.html

 

Trekking W em Torres del Paine - Guia de Informações : Trilhas & Travessias na América do Sul

trekking-w-em-torres-del-paine-guia-de-informacoes-t33579.html

 

Relato Patagônia Dez/2010 - Ushuaia, Punta Arenas, Torres del Paine, El Calafate, El Chaltén : América do Sul - Relatos de Viagem

relato-patagonia-dez-2010-ushuaia-punta-arenas-torres-del-paine-el-calafate-el-chalten-t50958.html

 

Patagônia Argentina e Chilena Outubro 2009 e Set 2010 : América do Sul - Relatos de Viagem - 3

patagonia-argentina-e-chilena-outubro-2009-e-set-2010-t44847-30.html

 

Planilha de custos de viagem ao Uruguai e Argentina : América do Sul - Relatos de Viagem

planilha-de-custos-de-viagem-ao-uruguai-e-argentina-t51010.html

 

OUTROS SITES (COMPRAS, LOJAS, INFORMAÇÕES)

 

Patagônia Austral - http://www.clubedosaventureiros.com/guia-de-trilhas/788-patagonia-astral?start=1

 

Puerto Natales - Tiendas - La Cumbre - http://www.lacumbreonline.cl/index.php/tiendas-cat/tiendas/puerto-natales.html

 

Adrena Esporte e Aventura (BH/MG) - http://www.adrenaonline.com.br

 

Universo Aventura (Buenos Aires) - http://www.universoaventura.com.ar

 

Camping Center - http://www.camping-center.com.ar

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caro Conterrâneo

Sou de BH, e tenho que parabeniza-lo pela qualidade do seu relato, contanto os detalhes que ainda estou analisando, inclusive a sua planilha, que deve ter dado um trabalho enorme para fazer.

Mas o que mais me intrigou, contando que vou fazer praticamente o mesmo percusso que o seu, foi o valor do pacote que pagou para fazer a Trilha no" Glacial Perito Moreno", que achei extremamente caro, pergunto se existe outras alternativas mais baratas, ou só existe mesmo estes guias e preços.

Desde já o agradeço, e se quiser manter contato me adicione no MSN, [email protected], que terei o prazer de lhe fazer um interrogatório sobre sua viagem ::lol4:: . E mais uma vez Parabéns para você e sua namorada!

 

OBS: Estarei indo em janeiro, e o seu relato é o mais atualizado do mochileiros ::otemo:: .

Washington Miguel

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caro Washington,

 

Valeu ai por curtir o relato.

Sobre o BigICE, somente a Hielo & Aventura está autorizada a realizar esse passeio, quando estavamos chegando para começar a trilha vimos algums pessoas descendo de cima do glaciar, mas não consegui ver se era de outra empresa. Vi que tem outras empresas que realizam passeios, acho até que tem outras que fazem o mini-trekking mas não tenho certeza e tambem não sei se é mais em conta.

 

Esse BigIce foi salgado, 770 p/ pessoa, mas valeu a pena, e também já haviamos decicido aki que pagariamos, mas segundo outros relatos ele custava 600 pesos mais ou menos. Talvez seja pela baixa temporada.

 

Valeu...te add aki...abrçs !Viajo direto com outra galera do mochileiros, pessoal do RJ e SP, vamos manter contato que se vc animar cola com a gente nas proximas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Otimo relato!

 

o seu relato é o mais atualizado do mochileiros ::otemo:: .

Tambem to indo pra lá em Dezembro, suas observações e sua planilha me deram uma baaaaita ajuda pra finalizar algumas escolhas no meu roteiro. Mas nao posso deixar de levar em conta que setembro ainda é baixa temporada, logo os preços devem subir um pouquinho apartir do mes que vem...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E ai blz. ::sos::

Estou precisando de sua ajuda, pois vou para Buenos Aires dia 03 de janeiro, e preciso comprar as roupas de frio para ir as Torres

Del Paine, contudo vi que vc comprou suas roupas no Out let da Garmont, contudo não estou encontrando ela lá na Calle Gurruchaga com Calle Aguirre,

foi lá mesmo que fica o endereço da Garmont, The nort Face? só achei a da Timberland.

Desde já agradeço sua atenção

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito legal seu relato Bruno!

 

Acho que foi a primeira vez que leio algum relato de TDP de alguém que tenha feito a trilha que sai da Porteria Serrano até o Paine Grande!

 

E percebi que assim como eu, vc também sofreu bastante nos trechos que teve que carregar o mochilão, né?

 

Quanto a não ter saído tudo como planejado, veja isso como uma oportunidade para voltar a esse lugar incrível e quem sabe incluir uma visita a El Chaltén que tb é lindo!

 

Ah, e que legal que o relato que fiz te ajudou no planejamento da sua viagem!

 

Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...