Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Flamel

Venezuela - Roteiro, Rotas e Meios de Transporte

Posts Recomendados

Primeiramente gostaria de registrar que as definições de lugares para conhecer é uma questão fundamentalmente pessoal, e não gostaria de formar juízo sobre "sitios" que nem conheci. Estou só repassando as informações que recebi na Venezuela e que depois de avaliadas por mim, vitimou na mudança de rota.

 

Veja comentário feito no meu relato:

 

"1 - Isla Margarita

Foram categóricos em afirmar que Los Roques é imensamente mais bonito (falo de natureza) do que a Isla Margarita. Disseram que Margarita é muito mais balada e vida noturna, do que curtir as melhores praias da Venezuela, que na opinião deles e de diversas outras pessoas que vivem de turismo lá, beleza como suas praias existem em várias outras. Como o objetivo não era gandaia e sim ecoturismo, além de que, e não tínhamos "plata" e tempo para conhecer os dois, obviamente tivemos que conhecer Los Roques e deixar a Margarita para uma outra oportunidade.

 

2 - Morrocoy

Tínhamos que tirar um lugar da rota pois perdemos tempo com a rodovia fechada, e a escolha foi tirar Morrocoy, seguindo orientações também do povo da Adrenaline. Falaram que os corais em Morrocoy já estão bastante destruídos principalmente pela prática de surf e turismo inconsequente."

 

Me impressionou sobre Isla Margarita é que praticamente todas as pessoas de agência de turismo informaram o que relatei acima (Margarita é noitada/balada, Los Roques é beleza natural, tranquilidade).

Morrocoy foi uma decisão mais difícil. Tínhamos que tirar um passeio da rota, e escolhemos Morrocoy face a questão dos corais (e Mochima depois também por absoluta falta de tempo). Mas seu eu tivesse mais tempo, gostaria de conhecer pelo menos o Parque Nacional de Morrocoy.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Pessoal!

Acabei de fazer o percurso Boa Vista - Mochima - Margarita - Caracas - Morrocoy - Mérida - Boa Vista e gostaria de compartilhar com vocês as experiências que tivemos. Fizemos um roteiro colocando os detalhes da viagem.

Sei que os site mochileiros é bem específico, mochilas e, embora tenhamos ido de carro, acho que as informações ajudarão alguma coisa.

Qualquer pergunta estamos aqui para ajudar. Fomos eu e minha mulher num gol 1.6. Segue abaixo:

 

Viagem pela Venezuela

 

1° dia: (sexta dia 30 de setembro)

Saímos de Boa Vista 12:55 do dia 30 de setembro, chegamos na divisa 3:37, na Polícia Federal e 4:10 já estávamos com os documentos liberados.

De Boa Vista até a divisa 210 Km.

Fomos até Santa Elena e dormimos no hotel Los castaños (25,00 a diária).

 

2° dia: ( sábado 1° de outubro)

Saímos de Santa Elena 5:55.

Tem várias cachoeiras que dá pra ver da estrada.

Até Quebrada do Jaspe dá mais ou menos 30 minutos.( fica no Km 237).

Uma cachoeira que achamos muito bonita foi a de San Francisco de Yuruaní (fica no Km 250, pouco antes da Quebrada do Pacheco).Linda!!!!

Dá pra ver da estrada, mas nós entramos pra bater foto. É estrada de terra, entramos com o nosso carro um gol 1.6, dá pra ir tranqüilo, mas próximo a cachoeira ficamos presos num morro de areia pois o carro estava muito pesado. Mas foi coisa rápida, descemos e empurramos.

No Km 171 tem um posto de gasolina com restaurante e lugar pra acampar.

Chama-se Rápidos de Kamoirán, tem uma pequena cachoeira muito bonita!

Nesse caminho tem dois postos da Guarda Nacional.

Tem uma pequena serra cheia de curvas, mais ou menos do Km 133 até quase o Km 88.

Nesse trecho tem uma curva bem perigosa, são duas seguidas e a segunda é inclinada para a direita ( quase 180°) e na frente tem uma pedra enorme ( A Pedra da Virgem).CUIDADO!

Perto de Upata começam os pedágios ( o primeiro que passamos foi 5 centavos).

Obs.: Na viagem toda o pedágio mais caro que pagamos foi de 50 centavos.

Planejávamos dormir em Puerto Ordaz mas passamos direto, não achamos a entrada.

Fomos para Ciudad Bolívar e dormimos num hotel muito bom.

* Hotel country 30,00 diária, são casinhas separadas o carro fica do lado e tem ar condicionado.

É muito fácil, só pegar a primeira entrada para Ciudad Bolívar e seguir, não é muito longe, passa por um Macro( a esquerda) hipermercado que vende muita coisa barata, e o hotel é em seguida (a direita mesmo).

 

3° dia: (domingo 2 de outubro)

Saímos de Ciudad Bolívar às 6:00, chegamos em El tigre às 7:40 (140 Km).

Depois de El Tigre tem um trecho de estrada ótimo.

Chegamos em Barcelona 9:30 e em Puerto la Cruz 10:10.

De Ciudad Bolívar até Puerto la Cruz 312 Km.

Em Puerto la Cruz compramos o boleto do Ferry e fomos para Mochima.

Obs.:Não fiquem em Puerto la Cruz (se forem para Mochima), o trânsito é muito complicado. Aliás em Barcelona também, pra quem não está acostumado a movimento tome muito cuidado!

Saímos para Mochima às 11:00 e chegamos em Praia Colorado ( pouco antes de Mochima ) 12:10.

O caminho é costeando a montanha e cheio de curvas.

Ficamos em um hotel em Praia Colorado,mas não recomendamos.

Descobrimos no dia seguinte que dava para ficar em Mochima mesmo, tem várias pousadas, restaurantes...

Para conhecer as praias paga-se os passeios de barco.

Preços: - 30.000 bolivares para levar a uma praia e depois buscar.

-100.000(pechinchado) pelo passeio para conhecer todas as praias, ver golfinhos e algumas formações da natureza.

As praias melhores para tomar banho são a Praia Branca e a Praia las Maritas.

 

4° dia: (segunda 3 de outubro)

Fizemos o passeio completo e ficamos em Praia Branca.

 

5° dia: (terça 4 de outubro)

Fomos para Praia las Maritas.

Obs.: Tem restaurante nas duas praias dá pra almoçar lá mesmo.

Uma coisa que notamos foi o serviço de toldos (em todo lugar tem), um toldo com duas cadeiras 15.000 o dia.

Obs.: Pagamos pelo ferry 141.000 bolivares, ida e volta, duas passagens de primeira classe mais o carro.

 

6° dia: ( quarta 5 de outubro)

Saímos de Mochima 8:30 chegamos na estação do Ferry 10:00.

O Ferry saiu 13:00 e chegou 17:30.

É linda a viagem! No caminho passa por Mochima (de longe).

Vimos muitos golfinhos, eles chegavam bem perto do Ferry, e a água era tão clara que dava pra ver eles mesmo embaixo da água. Foi lindo!!!!

Chegamos em Margarita e ficamos no Hotel Imperial (Porlamar), em frente a praia Bela Vista.

A diária era de 57.000 bolivares.

Ficamos num quarto que tinha sacada e vista para o mar. Nos quartos tem ar condicionado e geladeira.

 

7° dia:

(quinta 6 de outubro até 11 de outubro)

Passeamos muito em Margarita, conhecemos muitos lugares, visitamos o Parque Nacional Laguna de la Restinga.

Fomos no parque Diverland.

Tiramos um dia para dar a volta toda na ilha, conhecemos quase todas as praias, as mais bonitas paramos e tomamos banho.

As recomendadas:

-Praia Guacuco- muito grande, com ondas e a água é bem gostosa, afunda aos pouquinhos.

- Praia Manzanillo- sem ondas, águas cristalinas, muito linda!!!!

-Praia Caribe - poucas ondas, com óculos de mergulho pegamos muitas conchinhas.

Um pouco mais funda.

Visitamos outras praias e em seguida fomos para Laguna de la Restinga. Lá pegamos um barco e passeamos pelo Parque, ficamos numa praia de lá (o chão é cheio de conchinhas, nem dá de ver areia), compramos uma concha grande, linda!

Depois fomos para a Península de Macanao, o lugar é lindo! Um pouco diferente do outro lado da ilha, mas seco, com vegetação de cactos.

Compramos várias coisas, tem o MACRO e o SIGO que são hipermercados que vendem de tudo e muito barato.

 

12°dia: (terça 11 de outubro)

Pegamos o Ferry de volta às 7:00 chegamos em Puerto la Cruz 11:50.

Até Caracas mais ou menos 310 km Chegamos 16:50, dormimos lá (hotel altamira, hotéis bem mais caros, ficamos num por 75 000 que era um dos mais baratos) e no dia seguinte fomos para Chichiriviche.

 

13° dia: (quarta 12 de outubro)

Saímos de Caracas 9:00 chegamos em Chichiriviche 12:50.

De Caracas a Chichiriviche 280 Km.

Em Chichiriviche ficamos em barraca, num camping no meio do caminho, na estrada para Chichiriviche a cinco minutos.

Fomos com intenção de ficar dois dias e ficamos cinco. O lugar é lindo, as praias foram as mais maravilhosas de toda a viagem.

Você chega à cidade e pega um barco, tem vários passeios. Você pode ir só até as praias ou fazer o passeio completo (praias, cova do índio, cova da virgem, mangues, etc - 95000). Nós fizemos o passeio e valeu a pena!

Um dos lugares do passeio se chama a cova do índio, tem formações naturais inesquecíveis! E a prova da presença indígena de 3.500 anos antes de Cristo. São desenhos esculpidos na pedra. E dentro da cova tem estalactite, é lindo, só vendo mesmo...

Em Cayo Sombrero (é um pouco mais longe) tem corais e dá pra nadar mesmo sem nenhum equipamento, só um óculos de mergulho. É a cerca de um metro e meio de profundidade e você nada em cima parece que vai encostar.

É simplesmente lindo!!!!!

As outras praias também são lindas, mas são poucas as que tem corais vivos.

 

18° dia: (segunda 17 de outubro)

Saímos de Chichiriviche 6:10.

De Chichiriviche até Mérida.

O melhor caminho é por Baquisimeto, seguindo pelas cidades de San Felipe, Barquisimeto, entrando no estado de Mérida seguimos até El Vigia e de lá para Mérida.

Ficamos no Hotel Montecarlo por 35.000 a diária, fica perto do teleférico (que por azar estava fechado para reparos).

 

19° dia: (terça 18 de outubro)

Fomos até a praça do teleférico e fizemos um passeio de jipe. Têm vários é só procurar, eles ficam esperando. Alguns saem às 8:00, outros no horário que você quiser.

O passeio custou 120.000, mas vale a pena, para quem dirigiu a viagem toda e quer aproveitar a paisagem. Sai de Mérida, passa por todos os povoados até Apartaderos, tem muito artesanato no meio do caminho, vimos o condor (ave da região),visitamos o Parque Nacional de Sierra Nevada, fomos até o Pico el Aguila a 4.600 metros de altitude e vimos o observatório. Na verdade dava para fazer o passeio todo com carro 4x2, O trecho é bem asfaltado.

 

20° dia: (quarta 19 de outubro)

Fomos para Apartaderos, mais ou menos duas horas de viagem.

A estrada de Mérida para Apartaderos é cheia de curvas e para quem não está acostumado é bom ir devagar, mas a estrada é boa não tem buracos.

Ficamos numa pousada perto do observatório, é na estrada, bem fácil de achar. Aconchegante! 30.000 a diária.

O observatório estava fechado ao público (só abre no sábado), mas conseguimos visitar as instalações, só não tivemos a chance de "observar".

 

21° dia: (quinta 20 de outubro)

Saímos de Apartaderos 5:30.

De Apartaderos até Barinitas, onde acabam as serras, duas horas.

De Apartaderos até Caracas mais ou menos 640 km Chegamos 14:20.

22° dia: (sexta 21 de outubro)

Passeamos por Caracas e vimos algumas coisas pra comprar.

Aviso aqueles que forem de carro que Caracas foi onde mais nos perdemos. Considero o trânsito de lá ao de São Paulo em dia de pico. Aconselho um bom mapa e muita paciência, mas muita mesmo.

Lá também tem teleférico e observatório. Fomos muito bem recebidos por Joseba, amigo do Juan Carlos Gamez (fanabus) aqui do fórum. O mesmo nos ajudou tanto na primeira vez que passamos em Caracas quanto no retorno.

 

23° dia: (sábado 22 de outubro)

Saímos de Caracas 7:50 chegamos em Ciudad Bolívar 16:00.(600 km)

Dormimos num hotel entre Ciudad Guayana e Upata, não tenho certeza onde era. Hotel Macagua.

 

24° dia: (domingo 23 de outubro)

Saímos do hotel 5:40 e chegamos no Km 88 10:50. (370 km de distância).

Chegamos em Santa Elena 14:45.

Na fronteira 15:05.

Obs.: O posto da fronteira para liberar os documentos abre final de semana mas fica só até às 18:00.

E, finalmente, Boa Vista 17:45

 

De Upata até Santa Helena tem muitos postos da Guarda Nacional. Na ida fomos parados em dois apenas. Na volta, em cinco, e tínhamos que descer e os mesmos olhavam o carro todo. Tudo que comprar por lá é bom guardar a nota fiscal. É bom passar nesse trecho pela manhã, pois "durante o dia os soldados são menos chatos e pedem menos propina", seus superiores estão por perto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bem engraçado é que vc nem falou o nome do amigo Joseba Mendoza que ajudou vc em Caracas hein? já sei como "alguns" Brasileiros ficam agradecidos pela colaboração que um da.

 

J. Carlos Gámez / Solobuses.com

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
quote:Originally posted by fanabus

 

Bem engraçado é que vc nem falou o nome do amigo Joseba Mendoza que ajudou vc em Caracas hein? já sei como "alguns" Brasileiros ficam agradecidos pela colaboração que um da.

J. Carlos Gámez / Solobuses.com


id="quote">
id="quote">

 

Quê que é isso companheiro! Logo jo!

 

Leia novamente o roteiro da viagem por favor e, antes do "23º dia" está desta forma:

"Fomos muito bem recebidos por Joseba, amigo do Juan Carlos Gamez (fanabus) aqui do fórum. O mesmo nos ajudou tanto na primeira vez que passamos em Caracas quanto no retorno. "

Combinei em te encontrar em barcelona às 11:30, mas devido o atrazo para sair de Caracas acabamos chegando lá 13:30. Com certeza tu não estarias mais lá e nós teríamos tanto chão pela frente que tocamos direto.

Quando saímos de Caracas deixei meu telefone de Boa Vista com Joseba oferecendo minha casa caso vocês passassem por Boa Vista...

Deixa pra lá. Certamente tu não leu a citação que fiz...

Abraços,

Adilson

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
quote:Originally posted by marujodoceu

 

quote:Originally posted by fanabus

 

Bem engraçado é que vc nem falou o nome do amigo Joseba Mendoza que ajudou vc em Caracas hein? já sei como "alguns" Brasileiros ficam agradecidos pela colaboração que um da.

J. Carlos Gámez / Solobuses.com


id="quote">
id="quote">

 

Quê que é isso companheiro! Logo jo!

 

Leia novamente o roteiro da viagem por favor e, antes do "23º dia" está desta forma:

"Fomos muito bem recebidos por Joseba, amigo do Juan Carlos Gamez (fanabus) aqui do fórum. O mesmo nos ajudou tanto na primeira vez que passamos em Caracas quanto no retorno. "

Combinei em te encontrar em barcelona às 11:30, mas devido o atrazo para sair de Caracas acabamos chegando lá 13:30. Com certeza tu não estarias mais lá e nós teríamos tanto chão pela frente que tocamos direto.

Quando saímos de Caracas deixei meu telefone de Boa Vista com Joseba oferecendo minha casa caso vocês passassem por Boa Vista...

Deixa pra lá. Certamente tu não leu a citação que fiz...

Abraços,

Adilson

 


id="quote">
id="quote">

 

Que pena Adilson, não li completo sua mensagem, ísso foi o problema, me desculpe então pelo erro.

 

J. Carlos Gámez / Solobuses.com

Em breve a expedição "SEGUINDO OS PASSOS DA EUCATUR (RR-AM-AC-RO)"

http://es.groups.yahoo.com/group/venbus/

www.solobuses.com

www.heavyduty.fotopic.net

www.eucaturfan.fotopic.net

447010000730.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

gostaria de saber ase foi tranquilo transitar na Venezuela e qual documento do carro alem dos documentos normais tiveram que fazer

preço da gazosa

muito grato

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá!

"gostaria de saber ase foi tranquilo transitar na Venezuela e qual documento do carro alem dos documentos normais tiveram que fazer

preço da gazosa

muito grato"

 

O trânsito é muito tranquilo. É fácil de se localizar pois tem muitas placas e quando ficar na dúvida é só perguntar que o povo é super gente fina e extremamente educados. Algumas cidades são mais tumultuosas pelo número excessivo de carros e o engarrafamento é inevitável. Algumas regras de trânsito também são diferentes,como, por exemplo, quem está na rotatória não tem preferência.

O documento do carro é o seguinte:

-autorização para dirigir no exterior, emitida pelo detran.

Essa autorização será entregue no SENIAT, na fronteira com a Venezuela. Eles, com base na emitida pelo detran, emitirão outra, autorizando você a dirigir dentro do país.

Em nenhum momento, nos posto da guarda nacional, nos solicitaram habilitação ou documento do carro, eles pedem somente a autorização para dirigir, carimbam a mesma e devolvem para você.

São os dois documentos mais importantes, que você deve ter sempre a mão, o passaporte e a autorização para dirigir.

Aconselho a abastecer na próxima cidade depois de Santa Elena, uns 70 km. Os preços da gasolina variam entre R$ 0,08 e 0,097 centavos de real ou Bs 80 e 97 bolívares, ou seja, o tanque sempre cheio...rsrssr...

No mais é isso. Qualquer é só perguntar.

Abraços,

Adilson

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal, em relação a Los Roques

 

a) è necessario fazer a reserva do trecho aereo desde caracas com antecedencia?

b) paga-se uma taxa por dia de estadia no parque?

c) Ha opção de laugar barraca lah?

d)nao opdendo acampar, existe opçoes de hopspedagem barato, ou soh tem hotelzao?

Valeu pela força

Lucio

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...