Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Lima, Cuzco, Machu Picchu, Vale del Colca, La Paz em janeiro de 2012...algumas dicas


Posts Recomendados

  • Membros

Assim que voltei da viagem rumo ao Peru e Bolívia, fiquei pensando se mais um relato seria interessante. Temos aqui no Mochileiros tantos interessantes e completos que realmente refleti sobre escrever ou não. De qualquer forma, talvez algum dado seja interessante para algum colega ou, quem sabe sob a minha ótica não tenha aparecido algo novo? Escrevi então, pulando alguns detalhes já muito conhecidos nos outros relatos. Então coloquei no relato dos locais informações diferentes das dos outros relatos e um detalhe: como trabalho com alimentos, sempre dou ênfase às experiências relacionadas a eles rsrsrsr, passem batido se ficar cansativo rsrsrs.

 

Durante a programação da viagem podemos contar com a ajuda especial de muitos colegas, que, através dos seus relatos, contribuiram muito para que nossa viagem fosse inesquecível! Durante todos os dias no Peru e na Bolívia, lembramos muito de cada um de vocês com muito carinho! Valeu pela paciência nas respostas e pela ajuda!

 

Sigamos então...

 

LIMA:

Saímos de BH às 6:02 para Lima no dia 12/01/2012 pela Tam. A viagem durou 5 horas numa aeronave extremamente apertada, com apenas 1 banheiro. Até para as aeromoças ficava difícil a locomoção. Enfim chegamos em Lima, fuso horário de 3 horas de diferença (em virtude do horário de verão, senão seriam 2h). Pegamos as malas, cambiamos pouquíssimos dólares (cotação muito ruim) e fomos comprar a passagem aérea para Cuzco, queríamos ir no sábado. Optamos por ir de avião pois, como moramos no Nordeste ficamos com receio pela altitude. Vimos comentários de colegas que praticamente perderam parte boa da viagem por causa do mal da altitude. Assim que perguntamos a um policial onde as lojas ficavam ele nos disse que dentro da área interna do aeroporto, próximo ao check-in era mais barata. Fizemos todas as cotações e a Taca foi a mais em conta, o mesmo preço que visualizamos pela internet, meses antes da viagem (95 dólares). A venda das passagens da empresa Taca é na área de check-in, no guichê 1 da Taca. No Peru vôos nacionais pedem 2 h de antecedência e internacionais 3h para o check-in. Pegamos um táxi oficial (veja o registro do táxi num documento que fica com o motorista) por 30 soles. Eles pedem 45, mas, chore, chore, chore. Fomos direto para o hostel Eiffel 35 dólares/ casal (próximo à José Larco)e nem bem chegamos o recepcionista quis nos vender 1001 passeios e ficou falando nisso até o dia que fomos embora! O tempo inteiro nos oferecia táxi por preços muito mais altos que os da rua! Vimos também um alemão pagando 40 dólares por um quarto compartido!!! Fora isso, o hostel é muito bem localizado, em Miraflores, área linda da cidade, onde se pode ver o por do sol no Pacífico pelo shopping Lacomar, passear no Jardim do Amor e Maria Reicchi (onde tem as linhas de Nazca feitas de flores), lugares lindíssimos e perto do hostel. Deixamos nossas mochilas lá, tomamos um banho e fomos conhecer Lima. O tempo estava ótimo mas o céu quase não aparece (fato normal em Lima). É muito interessante, você chega a ouvir aviões mas não consegue ver nem a luz deles se quer! Na esquina do hostel tem um barzinho muito gostoso que serve almoço a 10 soles. Logo depois do hostel, na José Larco, do lado esquerdo da rua tem uma cafeteria, Cafeteria Italiana que vende a porção de batata frita por 6,5 soles, cerveja Cuzquenã pelo mesmo preço e Pisco por 9 soles, tudo gosto demais! Lá aceita dólar e fecha às 23 horas. Caminhando mais um pouco, já no shopping, a vista é linda, o shopping fica “escondido” como que cravado nas pedras e o clima é muito gostoso. Ligamos para o Brasil, em todo Peru os telefones públicos aceitam moedas e com 1 sol você consegue falar mais de 1 minuto no Brasil! E o melhor é que não precisa ficar procurando onde vende cartão, etc...moedas mesmo. Próximo ao hostel, José Larco, aproximadamente 7 quadras tem dois supermercados. A água, 2,5 L custou 2,19 soles e a cerveja gelada 3,3 soles a Cuzquenã e Brahma 1,99s/. tem 3 casas de câmbio nessa rua. Conhecemos o Circuito mágico das águas, fantástico! Há um espetáculo lindo todos os dias, um às 19 horas outro às 21 horas. Vale a pena conhecer o parque. Fomos até a Praça de Armas, lindíssima e na catedral. da praça compramos o passeio para o Mirador San Cristovan, 5 soles. Do mirador vê-se Lima quase toda, muito legal, a cidade vista desse ponto é quase toda marrom e cinza. O caminho é íngreme e a estrada está sendo reformada, preparem-se para emoções...É só você ficar um minutinho na praça que ouve alguém gritando: San Cristovan, San Cristovan. Dura 1 hora. Lima é uma cidade muito charmosa, gostamos muito de conhecê-la. No sábado, chegamos ao aeroporto – do hostel até lá são 30 minutos, aproximadamente, com 2 horas de antecedência. O Vôo durou 50 minutos sendo que o serviço de bordo teve de ser interrompido 3 vezes por causa da turbulência própria do local. O lanche é ótimo, bolo feito com coca, bebida e sanduiche. Você recebe 2 sanduiches se quiser até mais.

 

CUZCO e MACHU PICCHU

Chegamos em Cuzco sentindo uma leve pressão na cabeça que foi aliviada por folhas de coca que qualquer agência/loja no aeroporto tem e fornece com o maior prazer para os turistas sem custo, é só pedir nos balcões. Pegamos um mapa e um táxi. O táxi nos cobrou 10 soles, mas, por 5 todo mundo faz- ficamos sabendo disso depois rsrs-. O hostel onde ficamos foi o Quechua. Ótimo local, tranqüilo, a recepcionista, Carmem é muito atenciosa e agradável. Esse hostel fica subindo a esquina do mercado municipal. Bem localizado, 60 soles/casal, banheiro privativo, decoração nota dez, roupa de cama impecável. O café da manhã é incluso e é praticamente idêntico a todos os hostéis onde ficamos nos 14 dias: café, chá de coca, suco de laranja, leite, 2 pães/pessoa, geléia e margarina. O mercado é interessante, muito artesanato, com os melhores preços da cidade, alimentos muito diferentes dos nossos e muita coisa bonita para presentear. No caso de comer alguma coisa, precisa ter estômago forte...Quem quiser comprar o jogo de xadrez com figuras incas lá é onde o preço é melhor, entre 6 e 10 soles. Logo depois do mercado municipal está o arco de Santa Clara. Mais à frente, na rua Marquéz, 284 está a Antojitos, lanchonete, doceria e restaurante. Os preços são EXCELENTES e as porções são muito grandes. 1/8 de Pollo com batata frita e arroz custa 8,5s/ e é muita comida mesmo e até engraçado o 1/8 de frango em cima do prato...imaginem um prato de arroz e batata frita e de repente pousa um frango em cima dele rsrsrs o tempero é ótimo e o atendimento nota 1000. No cardápio do dia sempre tem muita variedade, 4 opções para você escolher,10 s/. o cardápio do dia inclui: 1 sopa, 1 salada, arroz, batata frita, a carne que você escolher e um suco. Muita comida também, 2 pessoas comem tranquilo. Tem um prato de 17s/ de bife bovino que sinceramente dá para 3 pessoas com muita fome e que gosta muito de carne. O bife é do tamanho do prato raso onde os outros alimentos vem. O café custa 2 soles. No Peru tem vários doces típicos e alguns vc pode encontrar lá. Três leches é ótimo, Lengua de sogra também (3,5s/cada). O café custa 2s o melhor preço que encontramos, ressaltando que o café peruano é fantástico!. Entre o arco e a Antojitos, descendo a rua umas 3 quadras tem o supermercado Mega, muito grande e com muita variedade. Na frente do mercado municipal tem o supermercado Orion, menor que o Mega, mas vende ¼ de Pollo (se 1/8 já era muito imagina ¼) mais batata frita e arroz por 7,9s/ que vem num recipiente descartável para levar. Para conhecer a catedral a forma mais econômica é indo no horário das missas (até às 10h da manhã) após esse horário a entrada é de 30 s/. Para o mal da altitude, Soroche Pills ajuda muito. A indicação é de 3x/dia. O preço é 20 soles 10 cápsulas. No Brasil encontramos Cibalena A 4 comprimidos a cartela, muito mais barato e possui os mesmos princípios ativos. Tomamos 2 dias e depois não precisamos mais. Nem parecia que estávamos tão alto. No city tour- 15 soles/pessoa, o único local que paga-se para entrar (além do boleto turístico) é o templo do Sol, estudantes pagam meia 5s/. O boleto só paga meia quem apresentar a carteira nacional de estudante e tiver até 24 anos (70soles inteira).O passeio dura 5 horas e nos dois últimos sítios arqueológicos faz muito frio, leve 2 blusas grossas. A guia que nos levou chama-se Rosana, fantástica, show de bola. Todos os artesanatos que são vendidos nos locais do city estão disponíveis no mercado municipal e mais barato. Uma das línguas oficiais do Peru é Quechua, tendo oportunidade, ouça alguém conversando. É muito lindo! Segundo os guias, praticamente toda a população de Cuzco fala Quechua. Não conseguimos entender uma palavra sequer quando um taxista conversava com uma passageira.

Quem desejar ficar em Machu Picchu (MP) e voltar somente no outro dia, de Ollanta até Cuzco tem ônibus municipal 10s e muitos taxistas fazem pelo mesmo preço. Optamos por ir de táxi e junto conosco foram outras 2 mulheres nativas. Durante o caminho atinge-se a altura de 4.500 m, frio frio frio. Águas Calientes possui estrutura razoável e a noite tudo fecha cedo porque os turistas dormem cedo porque cedo também vão para MPrsrssr. Sugiro que levem lanches e bastante água para MP e que de preferência não comprem em Águas Calientes porque exceto restaurante, tudo é muito mais caro e tem pouquíssimas opções. Nem todos os hotéis servem café da manhã. O problema é que como tudo abre por volta das 6:30 - 7horas e geralmente saímos às 5 ou 5:30horas, fica difícil conseguir alguma coisa. Então leve...Na fila dos ônibus que vão para MP algumas mulheres vendem café com leite e sanduíches, 4 s o café pequeno e 10s o mini sanduiche.

MP é tudo o que falam e 10000 vezes mais. O dia que fomos, mesmo sendo época das chuvas fez um dia maravilhoso. Nosso guia era razoável mas tinha muita paciência com as milhares de fotos que todos queriam tirar! O templo do sol não é possível visitar e tem uma sala logo na parte de cima da entrada da cidade que a parede está sedendo. Segundo ele, cogita-se que, provavelmente nos próximos anos, MP deverá ficar fechada sem data para reabrir `a visitação para restaurar o local. Tanto que antes o número de turistas ao dia não era limitado. Nunca tinha ouvido isso, mas, pelo menos, faz sentido... Enfim, lindo lugar, inesquecível, encantador...

Retornamos para Cuzco e fomos para La Paz.

 

LA PAZ

 

De Cuzco para La Paz fomos de ônibus pela Nuevo Continente por ser a maia indicada, 78s/pessoa. Sentimos frio demais, a viagem demorou 14 horas e na fronteira - Desaguadero- andamos uns 3 km para voltarmos para o ônibus..ufaaaaa. Essa cidade é muito pobre e desorganizada, pelo menos aparentemente. Em La Paz não tínhamos reservado hostel e pegamos um táxi 10bol até a Rua do Comércio. Próximo a ela encontramos o hostel Majestic. Excelente localização, roupa de cama super limpa, café da manhã incluso, serviço de lavanderia e o melhor...uma vista fenomenal para o monte nevado símbolo de La Paz. Não tínhamos visto ainda, quando abrimos a janela, ficamos boqueabertos com tamanha beleza. No último andar do hostel tem um "mirante" para o monte, lindo lindo. Tomamos um banho, rodamos um pouco e fomos ao shopping. Almoçamos no restaurante na rua Sarganaga, paralela ao hostel, 100% natural. Os pratos são enormes, tem comida típica, Alpaca, LLama,Truta, sanduiches, sucos, etc...Muito limpo (na Bolívia é preciso ter cuidado com salmonelose, cuidado com ovos e alimentos consumidos crus ou com casca) tinha até álcool gel em cada mesa. A truta com acompanhamentos custa 45bol (aprox. 12 reais), a LLama com arroz e batata frita e salada 45 bol também, não tem 10%. Ele fica entre a LLampu e Sarganaga.

No outro dia visitamos o Chacaltaya, fomos de táxi por causa do tempo que tínhamos - 200bol- passeio que durou 5 horas. Estava frio e coseguimos conhecer a neve uh uh uh. Lá em cima, em um local chamado de refúgio, tem uma lanchonete, sugiro tomar um chá de coca assim que chegar lá e vá andando bem devagar...Lindo, tudo branquinho...saudade!!!!

Voltamos para o hostel, pedimos uma pizza e no outro dia fomos para Arequipa. Pegamos o ônibus no cemitério, onde saem os ônibus para várias cidades (20bol até Copacabana). De copa fomos para Arequipa. A paisagem até Copa é linda, o Lago Titicaca com a sua exuberância e largura....vale a pena. Em um determinado local da viagem atravessa-se o Titicaca em um barquinho. É emocionante pensar/sentir que você está em cima do lago navegável mais alto do mundo! Em Puno não fizemos o passeio nas ilhas flutuantes. Puno estava coberto de neve quando passamos. Inclusive no noticiário representantes da cidade estavam falando dos transtornos que a neve nas estradas de Puno traz todos os anos. A viagem de La Paz até Copa durou 3 horas, de Copa para Puno mais 3 de de Puno para Arequipa mais 5. Chegamos em Arequipa mortos...

 

AREQUIPA/Vale del Colca

 

Chegamos à noite em Arequipa e ficamos no hostel real, perto da praça das armas. Já era tarde, domingo e o recepcionista disse que naquela hora somente haveria pizza nas redondezas. Comemos outra rsrsrssr.

Tomamos o café no hostel, encerramos a conta e fomos para a praça das armas procurar um passeio para o Vale del Colca. Assim que chegamos um vendendor estava na praça e nos apresentou o pacote. Metade do preço oferecido pela agência que cotamos em Cuzco - Marlon´s House-pelo mesmo serviço, o Marlon queria cobrar 160 soles e essa agêncai cobrou 75soles. Não me lembro o nome, pois, foram 5 minutos para fechar e o ônibus sair, porém, a agência é a primeira da rua Santa Catalina. Super indico, eles possuem como guia uma peça rara chamada Xavier, gente finísima, super engraçado e extremamente competente. O cara fala 5 idiomas, morou no Brasil, Rio e Salvador, tinha passado o Reveillon em Manaus e iria para Salvador no Carnaval "ficar na Ivete" segundo ele rsrsrs (ficar no bloco da Ivete Sangalo). Ele conduziu muito bem o passeio de 2 dias e 1 noite, sabe muito sobre o vale e gosta muito do que faz. Procurem sempre por ele. No vale, para entrar são 70 soles (Chivay). Era 35 antes e não pode-se pagar meia com carteirinha não. Esse passeio para mim é muito interessante para nós do Brasil, temos a oportunidade de ver condores, LLamas, Alpacas, Canions, águas termais, entre outros. Em Chivay tem um show de danças típicas que achei meio fraco e o jantar também, mas, vale para conhecer. Na pracinha tem uma cafeteria que me surpreendeu. Uma portinha minúscula quase ao lado de um dos arcos, perto do banco municipla, chama-se Aroma Caffee. Entramos três mesinhas apenas, mas...que delícia de café! Eles produzem um café orgânico tipo exportação magnífico. Eles vendem o pó para levar. As tortas são belíssimas e a decoração das mesmas é finalizada no seu prato quando você pede o pedaço. Sabor/aparência/aroma inigualáveis! No mais, há a oportunidade de conhecer as igrejas das cidades vizinhas e o artesanato durante o passeio. Indico muito.

Voltamos para Arequipa, Juanita - a múmia encontrada com o melhor estado de conservação- não estava em Arequipa então conhecemos somente outras snifffffffffffffff. De Arequipa voltamos para Lima de ônibus Cruz del Sur, ônibus super confortável, foram 16 horas que nem sentimos, jantar e café da manhã inclusos. Deixamos as mochilas no hostel Eiffel, rodamos, compramos uma guitarra que meu marido queria comprar, uma cort M 900 linda lindona. Para quem gosta de instrumentos musicais, em Lima na praça 9 de Mayo (praça azul) fica uma loja ao lado da outra, vários instrumentos diferentes, profissionais ou não. Fomos no Larcomar, passeamos mais um pouco, pegamos as mochilas e voltamos para casa, cheios de alegria, nos Sentindo até maiS jovens rsrsrsrs!

 

Abraços a todos, gradecemos a todos os mochileiros pela ajuda, paciência e boa vontade!

 

karis

 

 

Algumas fotos...

 

 

20120305204824.JPG

 

 

20120305205011.JPG

 

 

20120305205314.JPG

 

 

20120305205456.JPG

 

20120305205635.JPG

 

 

 

20120305210045.JPG

 

 

20120305210338.JPG

m7.pdf

m4.pdf

m9.pdf

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Respostas 33
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

Karis, muito bom o relato. Valeu!!

Sobre escrever ou não, sempre há algum detalhe novo, que ainda não tinha visto nos diversos posts/relatos que li, como por exemplo:

- telefones públicos que funcionam somente com moedas;

- folhas de coca gratuitas no aeroporto de Cuzco;

- Hostel Quechua; etc.

Abs!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Amigos,

 

que bom que ajudou em alguma coisa então!

Fico feliz!

Sobre os telefones, é ótimo mesmo! A gente acaba usando as moedas que recebemos de troco e querendo ligar, sempre tem "crédito" com você rsrrs.

 

Qualquer dúvida, manda aí!

 

Abraços,

 

Karis

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...
  • Membros

Olá Karis, ótimo relato! Apesar de ter muitos relatos é sempre importante ter relatos novos como o seu, pois assim as informações se mantêm sempre atualizadas. A informação sobre os telefones ainda não tinha visto, muito boa a dica. Li no teu relato que você mora no Nordeste, então queria saber o que você achou do clima, se é muito frio. Abraço. Alessandra.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Oi Alessandra!

 

Que bom ter gostado do relato! Sou muito detalhista e nutricionista então já viu né???? Relatos enormes e recheados com muitos alimentos rsrsrs!

 

Quanto ao clima, à noite em Cuzco é sempre frio e costuma garoar muito. Devido às características geográficas, até os moradores de regiões próximas relatam que faz frio praticamente o ano todo. Todas as noites usei uma camiseta, blusa de lã e um casaco coberto por dentro e que não molha por fora, ainda assim comprei uma capa de chuva lá. No city tour nossa...faz frio demais nas duas últimas atrações, demais mesmo, caso você vá à tarde, chegará de volta às 19 horas (o city vai de 13 às 19 horas) irá precisar de casaco grosso com certeza. La Paz é tranquilo e Lima também. Uma blusinha de moletom de garantia é o suficiente. Exceto o Chacaltaya. Lá também é muito frio, mesmo se não tiver neve em virtude da altitude. É muito claro também, leve um ótimo óculos de sol. Escorrega bem, use um calçado anti derrapante. Puno é muito frito também, o mesmo clima de Cuzco.

Morei em Minas Gerais até dois anos atrás e mesmo morando no interior de MG que é frio, considerei Cuzco, Puno e Chacaltaya frios.

 

Qualquer outra dúvida Alessandra, esteja à vontade!

 

Ótima viagem para você, querendo vir para o Nordeste também será um prazer!

 

Karis

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Oi Pedrada!

 

Obrigada por ter gostado do relato, espero ter conseguido ajudar!

 

Ficamos 2 dias na Bolívia e 12 no Peru, entre os dias 12/01 a 26/01.

 

Investimos por volta de 2.200,00 sem as passagens, viagem em casal com uma nutricionista louca para provar tudo e um músico louco para ouvir tudo rsrsrsrs.

 

Recalculando, retirando a parte gastronômica da viagem e uma guitarra que compramos, seria por volta de 800 reais/pessoa.

 

Ótima viagem,

 

à disposição

 

Karis

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Como vai Pedrada?

 

No Peru há uma infinidade de doces para você aproveitar, são mais de 3000 doces típicos e o preço é bem convidativo!

Não deixe de ir à Antojitos...muitos doces diferentes dos que temos por aqui...

Aproveite, já que curte culinária também!

 

Taipus de Fora será meu próximo destino...ebaaaaaaa...Assim que concentrar as informações mando para você!

 

Abraços,

 

karis

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...