Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Chile/Argentina - Puerto Varas, Bariloche, Pucon e Santiago - Fev/12 - Com Fotos


Posts Recomendados

  • Membros

Olá pessoal!

 

Voltamos há poucos dias de mais um mochilão pelo Chile (Santiago, Puerto Varas e Pucon) e Argentina (Bariloche e San Martin de Los Andes)! Mais uma vez, uma viagem de sucesso, e nessa, tivemos um pouco mais de conforto que o habitual, em função de fazer a viagem toda com carro alugado e pegarmos ótimos hostels! Quem encarou a viagem comigo foi a namorada (Elisa) e mais um casal de amigos (Tolotti e Pri), obrigado pela cia, inclusive!

 

Nessa viagem, tanto no Chile quanto na Argentina, as paisagens são lindíssimas! Acho que esse é o principal atrativo dessa viagem! Mas além disso, alguns outros ítens complementam e tornam a viagem super encantadora e agradável, a começar pelas estradas, que são ótimas, em sua grande maioria pista dupla e velocidade permitida de 120km/h, a viagem rende mesmo! A gastronomia é outro ponto forte, em todas as cidades haviam ótimos restaurantes com todos tipos de culinária com preços bons (era caro mas mesmo assim mais barato que restaurantes similares no Brasil). O turismo de aventura é bem difundido, com vários trekings em diferentes situações de acordo com cada região! Como fomos no verão não tivemos a oportunidade de aproveitar as estruturas para os esportes de inverno, mas pelo que observamos, deve ser muito interessante tanto esquiar, quanto fazer snow board ou o clássico ski bunda!

 

Nosso roteiro era chegar em Santiago e seguir imediatamente para Puerto Varas, depois íamos a Bariloche, seguindo para Pucón e por último Santiago! As informações para a viagem foram todas agrupadas em um arquivo que está disponível abaixo para quem se interessar, ali estão os custos (previsto) da viagem, as principais atrações, os pontos interessantes em cada destino, hostels, restaurantes, mapas e dicas!

http://www.novaluzcaxias.com.br/roteiros/chile.pdf

 

Viagem Detalhada:

O voo que pegamos saiu de POA as 7:25 com escala em Montevideo, ficamos quase 5 horas no aeroporto, mas chegamos em Santiago dentro do horário previsto, as 15h30min! E tivemos a belíssima vista da Cordilheira de dentro do avião:

 

20120227172301.JPG

 

O horário combinado com a empresa Star (para pegar o Toyota Yaris Sedan) era as 15h30min, mas a empresa não estava lá! Esperamos alguns minutos e nada, então passei a ligar para os números da empresa e nenhum deles era atendido (era sábado e eles não estavam com a empresa aberta), as 16h15min decidimos buscar outra empresa, pois achamos que eles não viriam, então quando comecei a negociação, o cara chegou, quase 1 hora de atraso! Pretendíamos trocar o dinheiro no centro de Santiago para pegar melhor cotação, mas em função do horário trocamos na Afex do aeroporto mesmo, a 268 pesos por real (de todos os países que visitei na américa do sul, aqui foi o único que valeu mais a pena trocar real ao invés de dólar)! Depois de todos os trâmites saímos em direção a Puerto Varas as 17h30min! Fizemos quase 1100km, e chegamos no Hostel Carla Minte quase 4h da manhã, mortos de cansado, foi um "pialo" na cama! Vale a pena fazer as devidas recomendações a esse Hostel, é sensacional, muito bom mesmo! É pequeno e simples, mas é como se estivesse na casa da avó, tudo organizado, limpo e super aconchegante! O preço foi de 30000 pesos por quarto (casal) com banheiro privado, isso deu R$115,00! Mas vale a pena!

 

No dia seguinte visitamos os arredores do Lago Llanquihue, linda paisagem com o lago e o vulcão osorno ao fundo, conforme a foto abaixo! Além de dar a volta no lago, aproveitamos para subir o vulcão, mas em função das nuvens, acabamos tendo baixíssima visibilidade e não deu para aproveitar! Então seguimos para os Saltos de Petrohue, lugar muito bonito com a água em tom esverdeado, sempre com o vulcão ao fundo! Além da paisagem, a cidade é um charme, super aconchegante, com muitos restaurantes, bares e até um casino, o melhor é que nesses bares eles vendem cervejas artesanais deliciosas!

 

20120227173542.JPG

 

 

No terceiro dia (13/02/12), seguimos para a Argentina, San Carlos de Bariloche! A estrada é sensacional, primeiro porque atravessa as cordilheiras e depois porque passa por vários lagos e montanhas, conforme a foto abaixo. O problema maior nessa viagem é a burocracia para passar pela aduana chilena na saída e na aduana argentina na entrada, foi quase 3 horas perdidas nesse processo! Em função disso, chegamos no final da tarde em Bariloche, deixamos tudo no Hostel Los Troncos e fomos para o centro! Tudo bem organizado e atrativo, com ótimas vistas do Lago Nahuel Huapi e dos cerros ao redor! Jantamos um Fondue de queijo, gostoso ma pesado! Muito bom o chocolate e o sorvete do El Turista, mas é caro! Depois direto para o hostel descansar!

 

20120228221009.JPG

 

Acordamos cedinho, café da manhã reforçado com muita "media luna", e saímos para o circuito chico! Como fizemos de carro, fomos parando onde achavamos legal e valeu muito a pena, paisagens lindíssimas, como a da primeira foto abaixo! Por outro lado, acabamos passando a entrada do Cerro Campanario e quando vimos já estavamos na entrada do Cerro Catedral, então decidimos seguir em frente. Em Bariloche, eu acho que a melhor vista é a do Cerro Catedral é ainda melhor que a clássica vista do Campanario, a segunda foto abaixo ilustra isso! Além disso, a estrutura do Catedral é super boa, tem teleféricos e uma confeitaria ótima lá em cima (e pela localização não é tão cara), como era verão, nao tinha neve mas tinha um vento muito forte e mais frio que o minuano véio aqui do Rio Grande! Ah, nessa época eles alugam bicicletas para fazer a decida do cerro, acabei não fazendo porque custava um pouco caro (cerca de R$150,00 uma boa bicicleta e a subida de teleférico para ela), mas me arrependi porque era uma descida sensacional e podia fazer quantas vezes quisesse! A janta nesse dia foi uma ótima Parilla, mas não lembro o nome do restaurante (era na Mitre, um pouco depois do Hostel Los Troncos do lado esquerdo da rua)!

 

20120228223535.JPG

 

20120228223617.JPG

 

No dia 15, após o tradicional café com media luna, fomos direto para o Cerro Campanario, aquele que esquecemos no meio do Circuito Chico, como o teleférico inicia as 9h, chegamos nesse horário e fomos até o topo, os Argentinos dizem que é uma das vistas mais bonitas do mundo, nós tivemos azar e o tempo estava um pouco fechado, com muita neblina e em função disso, nem achamos tão lindo assim, mas segue a primeira foto abaixo, para que vocês tirem suas opiniões! Depois disso, com um mate feito, seguimos para o Ventisquero Negro e Cerro Tronador, a estrada até lá, não é muito boa, mas é longe de ser ruim! Chegamos lá e já não tinha neblina e por isso, ficamos encantados com a vista! É sensacional ver uma geleira negra (ventisquero) e logo acima outra branca (Glacial Manso), é a segunda foto abaixo! Na sequência fomos para o Cerro Tronador, fizemos uma caminhada até a Garganta do Diabo uma cachoeira super bonita que fica no pé do Cerro, bem legal, essa vista está na terceira foto! É um passeio ótimo e vale a pena! A noite seguimos a indicação de outros relatos e fomos ao barzinho Friends, ambiente bem legal, comida boa, mas o preço é alto!

 

20120308112642.JPG

 

20120308112715.JPG

 

20120308112750.JPG

 

Na quinta (16/02), saímos bem cedo com a programação de almoçar em San Martin de Los Andes, para chegar até lá fizemos o passeio dos 7 Lagos, que consiste em uma estrada com diversas paradas em vistas muito bonitas, uma das que eu mais gostei é a vista da chegana em San Martin, que é a foto abaixo. Depois de um super almoço de frente para o Lago Lacar e de ficar um pouco pela cidade, seguimos viagem para Pucon, apesar de pegar um trecho de estrada de chão, a estrada era boa e daria para terminar a viagem em pouco tempo, se não fosse a aduana Argentina e Chilena, ficamos mais de 3h nos processos aduaneiros, muito tempo e muita burocracia! A vantagem era que estavamos ao pé do vulcão Lanin que deixa a paisagem muito bonita! Acabamos chegando no inicio da noite no Frontera Pucon Hostel, o pessoal do Hostel (Leo e Isa) já estavam nos esperando, foram super simpaticos e atenciosos. O hostel é muito bom, ficamos em quartos de frente para o vulcão, com um janelão que dava para uma sacada, realmente um quarto super bom, nível de hotel 4 ou 5 estrelas! Largamos as coisas ali e fomos para o centro jantar e descobrir se no dia seguinte subiríamos o vulcão! Infelizmente, em função do tempo não rolou a subida no dia seguinte, e a janta foi uma pizza com 1 litro de chopp para cada um!

 

20120308115449.JPG

 

No dia seguinte, já que não ia rolar a subida do vulcão, resolvemos fazer um trekking pelo parque Huequehue! O parque é super legal e muito bonito, mas a caminhada é puxada, são quase três horas caminhando morro acima e depois mais duas para voltar, isso tudo caminhando em um ritmo bom e parando somente para tirar algumas fotos, segue abaixo. Nesse dia tivemos azar e quando iniciamos a volta do trekking começou a chover, não teve jeito foram 2 horas na chuva e com frio! Ainda assim valeu a pena, recomendamos a visita ao parque, é um encontro com a natureza, rodeado de araucárias e lagos! Nessa noite, ficamos pelo Hostel mesmo, iria chegar o Cacius, um gaúcho amigo do Leo e inclusive um dos editores aqui do mochileiros, por isso resolvemos fazer um churrasco com risoto de queijo rockfort, saladas e tudo acompanhado de vinho e cerveja chilena, ficou ótimo! Mas o mais legal foi a integração dos hóspedes, reunimos todo mundo para participar e ficamos até tarde conversando! Parabéns ao Leo que puxou a idéia e fez o churrasco e ao Tolotti que fez o risoto! Mas o pior nesse dia, foi ir novamente na agência e descobrir que no sábado também não rolaria a subida ao vulcão, nos disseram que talvez no domingo!

 

20120309113351.JPG

 

20120310150046.JPG

 

Usamos o sábado para ficar mais tranquilos e descansando, então acordamos mais tarde e fomos para uma das tantas termas que tem por lá! São bem diferentes das que tem aqui pelo sul, nós não gostamos muito, porque a água era muito quente, era dificil permanecer na água, por isso, acabamos ficando pouco tempo lá! Já que estávamos com tempo, seguimos para as cachoeiras "Los Tres Saltos", um lugar bem charmoso, com as 3 cascatas, espaço para sentar, rodeado de flores e ainda um restaurante pequeno que servia comidas típicas, ali comemos o pastel de choclo, não gostei, mas se alguem gosta de pamonha vai gostar porque é muito parecido, tem uma foto da iguaria abaixo! Dali voltamos para a cidade e resolvemos alugar umas bicicletas para dar uma volta pela cidade e pelas praias, passeio bem divertido e que custa pouco, a segunda foto é da bahia La Poza, local onde fica o Hostel! Na volta as gurias quiseram passar pelas lojas e resolvemos fazer um lanchinho da tarde num sushi bar, enquanto esperamos elas tomamos umas Austral (cerveja muito boa) e já pedimos a comida, muito bom o sushi deles! Aí que fomos até a Patagônia Adventures e pedimos sobre a subida ao vulcão e para nossa surpresa ia ter no dia seguinte (domingo), depois de uma boa conversa, decidimos subir, as meninas desistiram porque acharam que seria muito puxado, mas eu e o Rodrigo topamos. Já fizemos os ajustes nos equipamentos e deixamos tudo acertado! Dali, jantamos e cama!

 

20120309115423.JPG

 

20120309115523.JPG

 

Enfim, chegou o momento mais esperado da viagem e realmente foi inesquecível! Chegamos na agência as 6:40! Colocamos os equipamentos, pegamos a mochila e o guia já nos alertou "o clima de hoje não está propício, vai ter vento e neblina, se alguém quiser deixar para amanhã, eu recomendo", mas dos 6 que estavam no grupo (eu, o Tolotti, 2 israelenses e um casal de chilenos), ninguem desistiu! Então ele disse: "Quando chegarmos no gelo, eu vou analisar as condições do tempo, e talvez teremos que voltar"! Depois embarcamos na van e em cerca de 30 minutos estavamos no pé do vulcão, se preparando para a subida! No início fomos até um teleférico, apesar do vento, eles liberaram a utilização, então em 20 minutos subimos cerca de 400m de altitude, se fosse caminhando seria 1hora! Ali o vento já é forte e faz frio! Mas começamos a caminhar, foram 2h até chegar no início do gelo (nesse tempo todo, paramos apenas uma vez), ali o guia nos deixou descansar, comer, beber enquanto ele subiu mais um pouco para ver as condições! E para nossa felicidade 15 minutos depois ele liberou a subida, alertando que teria muito vento e pouca visibilidade, mas como o diz a música do Falcão, naquele momento pensamos o óbvio: só o cume interessa! Então continuamos a subida pelo gelo, foram 2,5h com apenas uma parada, no início foi barbada e parecia muito fácil, mas a medida que foi aumentando a inclinação, ficou bem mais puxado e perigoso, resbalar ali podia se tornar um acidente trágico (não aconteceu nada, com ninguém), mas passamos por diversas fissuras no gelo, até chegar bem próximo do cume, ali muda de novo de neve para rochas. Caminhamos por mais 30 minutos e chegamos no cume, bem do lado da cratera, uma sensação maravilhosa de chegar lá, depois de 5horas caminhando, nesse último trecho pegamos muito vento e por isso era muito frio, além disso, o enxofre tem um cheiro forte mesmo! Mas o pior era a neblina, não nos permitiu ver nada. Abaixo coloco algumas fotos ilustrando essa subida toda! Já para a descida, onde tinha neve foi de Sky bunda, é legal, mas é perigoso, tem que cuidar e ir freiando, se não vai saber onde que se vai parar! Foram cerca de 1h fazendo sky bunda e mais 1 hora caminhando até chegar na van. Chegamos de volta a agência um pouco antes das 16h, e já nos esperavam com um lanche e cerveja gelada, ficamos uns 15 minutos por ali, conversando e em seguida voltamos para o hostel, tomamos um banho, guardamos as mochilas e seguimos para Santiago, depois das devidas despedidas. Chegamos no Hostel Providencia em Santiago as 3h, direto para a cama! O colchão era bom, mas o hostel em si, não! O quarto era quente e ficava de frente para a rua, então tinha muito barulho! Por isso, resolvemos mudar no dia seguinte!

 

20120310112656.JPG

 

20120310112725.JPG

 

20120310112757.JPG

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120310112826.JPG 500 333.0078125 Cratera] Juro que a cratera do vulcão ficava bem aí na frente! [/picturethis]

 

20120310113053.JPG

 

No dia 20, resolvemos passear pela cidade, mas perdemos quase a manhã toda para conseguir mudar de hotel. Acabamos conseguindo uma promoção pelo booking no hotel manquehue por U$35,00 por pessoa por dia, mas se tratava de um hotel 4 estrelas super bom! Valeu a pena! Então saímos pelo centro, passamos pela Praça de Armas (primeira foto), pelo Palacio de La Moneda (segunda foto), pela Catedral (terceira foto), pela Igreja da Mercedes, Vista do Cerro Santa Lucia (quarta foto), La Chascona (casa do Pablo Neruda) e Vista do Cerro San Cristobal (quinta foto). Nesse dia, nos encontramos com mais 4 amigos e fomos jantar no Chilenazo, uma parilla no bairro Los Condes, bem bom pra quem costa de carne!

 

20120310115410.JPG

 

20120310115525.JPG

 

20120310115600.JPG

 

20120310115632.JPG

 

20120310115751.JPG

 

A terça feira, penúltimo dia da viagem, foi para Valparaiso e Viña Del Mar! Ótimo passeio! Primeiro fomos para Valparaíso, que é uma cidade construída ao redor do porto (primeira foto), ali aproveitamos para passear pela cidade, que é bem antiga e conserva a arquitetura de tempos antigos, subimos com o teleférico em Artilleria e caminhamos pelo Paseo 21 de Mayo, ótima vista, a primeira foto abaixo foi tirada ali! Então seguimos para La Sebastiana, a casa do Neruda em Valparaiso, hoje é um museu que mantém a decoração de quando o escritor estava vivo (segunda foto). Depois disso, seguimos para Viña Del Mar, a cidade da flores com praias lindas! A terceira foto, é a clássica, tirada no relógio de flores e a quarta foto é da praia que fica perto do relógio, mas tem muitas outras bem legais!

 

20120310135300.JPG

 

20120310135739.JPG

 

20120310135839.JPG

 

20120310140028.JPG

 

No último dia apenas passeamos pelo centro, almoçamos no mercado público e fomos para o aeroporto! No balanço final, minha opinião é que a região dos lagos, sem dúvida, possui uma das paisagens mais bonitas da américa do sul, o contraste entre os lagos e as montanhas deixa um visual lindo! Santiago achei que é a Capital mais organizada, arborizada e bonita da américa do sul, muito porque a cidade conta com a cordilheira dos andes ao fundo! Puerto Varas e Pucon são igualmente organizadas e possuem um clima muito gostoso, oferecem aos turistas muitas opções de atividades, restaurantes, bares, ... e é claro que os vulcões na paisagem dão um ar imponente e diferenciado! Por último, digo que Bariloche tem o clima e as paisagens muito parecidas com as cidades de Puerto Varas e Pucon, mas achei que a estrutura é mais voltada para o inverno, especialmente as estações de esqui, por outro lado, pegamos dias com sol e as paisagens que vimos ficaram lindíssimas. Além disso, e em função das cotações das moedas, os preços em Bariloche são mais acessíveias que no Chile! Por último posso dizer, que voltaria para as 4 cidades! Santiago por ser a capital e fazer a ligação com o Atacama e com a Patagônia, Puerto Varas também voltaria em qualquer época do ano (paisagem, clima, serviços e atrações acima da expectativa), Bariloche gostaria de voltar no inverno para prática dos esportes na neve e Pucon, foi a cidade que eu mais gostei, foram muitos os fatores que me agradaram, desses eu posso citar: a estrutura da cidade, as opções de atividades, a qualidade dos serviços, o Hostel Frontera Pucon e o clima que existe na cidade (não somente o clima do tempo, mas o estado de alegria e satisfação das pessoas que estão ali), e vou voltar para subir o vulcão com o clima aberto! Já escrevi demais, parabéns para quem conseguiu ler até o final e qualquer auxílio que for necessário, estou a disposição para ajudar! Abraço!

 

20120310142745.JPG

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Um belo relato, postado por um cara gente boníssima, que estava acompanhado de outras pessoas igualmente bacanas! ::otemo::

 

Varga, um grande prazer ter conhecido vocês, de verdade. Moramos próximos e fomos nos encontrar lá! Pena não ter dado pra fazer a subida com vocês, mas vamos marcar alguma juntos. Abraço! ::cool:::'>

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Opa gente! Muito obrigado! Mas ainda estou aprendendo a escrever esses relatos!

 

Isa, o que posso te dizer é que está muito mais fácil para ti visitar Bariloche e Santiago do que para nós irmos até Pucon, mas mesmo assim, vamos nos programar para voltar e fazer um novo risoto! E fica tranquila que quando agente for, eu te aviso para que tu faça as encomendas (além do café, é claro)! Muito obrigado pela ajuda no roteiro, pela hospitalidade e pela parceria!

 

Cacius, eu digo o mesmo de ti! Foi ótimo ter te conhecido, e claro que vamos marcar algo, ainda tenho que aprender muita coisa contigo! Que tal uma viagem para alguma parte da África?

 

Leocaetano, muito obrigado pelo parabéns, vindo de pessoas como você, me deixa ainda mais faceiro! E concordo contigo, a paisagem dessa região é sensacional!

 

Abraço!!!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Ótimo relato. Gostaria de saber se alguém pode me ajudar. Vou fazer uma viagem agora em Maio, vou descer em Santiago e estava pensando em alugar um carro para ir até Puerto Varas/Montt passando por Puccon, estou pensando em devolver o carro em uma dessas cidades e pegar um vôo para Buenos Aires. Alguém já fez isso, sabe se consigo devolver o carro e se a taxa por devolver o carro em outra cidade é muito alta?? Alguma sugestão de locadora e se devo reservar antes ou alugar na hora????

Obrigado,

Alan

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

No dia 12/3, segunda-feira, comprei um city tour para duas pessoas incluindo um posseio por Vina del Mar e Valparaíso, pela TURISMO RODOTUR LTDA situada no Terminal de Buses, na estação Universidade de Santiago, do metro.

 

Paguei $40.800 com o cartão de crédito. Ato contínuo, recebi dois torpedos da administradora do meu cartão informando a aprovação de DUAS compras naquela empresa, uma no valor real e outra, fraudada, no valor de U$156,26.

 

Protestei, estressei, entrei em contato com o cartão aqui no Brasil e com o banco para avisar e cancelar as operação, pois desisti do passeio por perder a confiança nos fraudadores e não mais desejar viajar naquela empresa.

Enfim, uma transação gerou dois débitos, um legal, outro fraudado, roubado, etc.

 

Prestem atenção quando forem a Santiago, já que lá não exigem a colocação de senha quando se efetua uma transação com o cartão de crédito. Dei sorte por ter sido avisado, imediatamente, da aprovação das compras, o que me possibilitou agir.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Olá Alanjau,

Eu aluguei e devolvi o carro em Santiago, mas tem muitas empresas que trabalham com devolução em cidades diferentes sem problema, sempre existe uma taxa extra para devolver em outra cidade, mas não falamos de nenhum absurdo de preço. Quanto a reserva, depende o dia e o horário que você pretende pegar o carro, se for em horário comercial durante a semana, você pode alugar o carro na hora, se for em outros horários e for entrar com o carro na Argentina (é necessário seguro e autorização, leva de 2 a 5 dias para vir a papelada) eu sugiro reservar antecipadamente. Agora em fevereiro quando eu fui, como entrei na Argentina, reservei antes o carro, cotei com umas 2 ou 8 empresas, e as 3 melhores opções foram: http://www.seelmann.cl; http://www.starrental.cl e http://www.thriftychile.cl . Acho que é isso! Abraço!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Oi Alessandra,

 

Obrigado! Na verdade, acabamos gastando um pouco menos do que o previsto. Nosso custo final da viagem foi de R$2600,00 por pessoa. Muitos passeios que eu previa custos, acabamos pagando pouco ou nem pagamos nada pois fizemos tudo por conta, já que tinhamos um carro alugado, além disso, muitos desses dias, acabamos nem almoçando, em função dos passeios, ficava aproveitando e acabava somente jantando!

 

O Chile tem preços semelhantes ao Brasil, mas em Pucon por ser uma cidade turística, achei que gastaríamos mais! O Hostel que ficamos era realmente muito bom, um dos melhores que já fiquei, e custou R$120,00 por casal um quarto com sacada de frente para o Vulcão! As refeições tem preços normais você consegue ter uma refeição super boa gastando de R$15,00 a R$40,00. É isso!

 

Abraço!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...