Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Samuel Mineiro

Travessia da Juatinga e cachoeira do Saco Bravo 2012

Posts Recomendados

A travessia da Ponta da Juatinga começou para mim como uma idéia fixa. Há uns 6 meses atrás eu ganhei, ao comprar um fogareiro, uma edição da revista Aventura&Ação e nela vinha uma reportagem ilustrada com belas fotos sobre a Travessia. Na mesma hora eu quis curtir esse visual e assim determinei o destino das minhas férias!

 

1º Dia

No dia 20 de janeiro às 8:00 eu, meu irmão Mateus, meu colega de faculdade Raul e meu amigo de longa data Eduardo saímos de Itajubá, Sul de Minas, rumo a Paraty. Chegamos em Paraty por volta das 12:00 todos muito empolgados, deixamos o meu carro em um estacionamento(20 reais/dia). A caminho da rodoviária fomos ao centro de informações turísticas onde pegamos alguns telefones de barqueiros. Chegamos na hora para pegar o ônibus das 13:30 para Paraty-Mirin , e toda essa correria nos rendeu boas risadas com Eduardo preso junto com sua mochila na roleta! De dentro do ônibus ligamos para os telefones dos barqueiros, que nos levariam de Paraty-Mirin até Pouso do Caraíba, de onde começaríamos a trilha. Descendo do ônibus o barqueiro já estava nos esperando, o barco gastou quase 2 horas, e nos custou 37,5 reais por cabeça.

 

20120323125301.jpg

Rodoviária de Paraty - Raul, Mateus, Samuel e Eduardo - 20/01/2012

 

Tínhamos planejado acampar em Pouso, porém pouco depois de descer do barco conhecemos um grupo de mochileiros que nos alertaram sobre alguns furtos que tinham acontecido na praia. Depois de discutir o assunto mudamos os planos e partimos para Martins de Sá. São cerca de 3km de trilha que nos apresenta uma linda vista do Pouso do Caraíba a aproximadamente 320m do nível do mar, e essa subida irá fazer sua panturrilha queimar. A trilha é firme e não apresenta riscos de desvio mesmo aos mais desatentos. No fim da tarde já estávamos no Camping do simpático Seu Maneco (20 reais/ pessoa). Curtimos o anoitecer na praia e depois jantamos com uma família de surfistas que fizemos amizade (parte do rango eram as refeições da VAPZA embalado a vácuo, mas estavam comprometidas... o que não foi problema para o apetite do Mateus). Mais a noite Eduardo teve um principio de reação alérgica, que ele combateu com muita força de vontade, ‘A mente controla o corpo, a mente controla o corpo...’ e controlou mesmo, a irritação acabou tão rápido como começou. Depois cama, ou melhor, barraca!

 

2º dia

Acordamos por volta das 9:30, muito mais tarde do que o esperado, mas nosso objetivo era curtir o máximo a travessia e não fazê-la no menor tempo e assim não nos preocupamos. Fomos à praia curtir o dia de céu azulão e pela segunda vez perdemos a hora! Voltamos para o camping e após almoçar já era quase 14:00, sabíamos que não daria tempo para chegar à Ponta Negra no mesmo dia. O que poderíamos fazer era adiantar 3km da caminhada indo até Cairuçu das Pedras e lá acampar.. foi o que fizemos. Durante essa caminhada deve-se atravessar um riacho, mas como só atravessar não tem graça, todos caíram na água antes de continuar o trajeto. A trilha toda exige mais atenção do que força física. Chegando em Cairuçu ao fim da tarde encontramos um lugar lindo. A praia tem menos de 60m de largura, suas pedras e pequenez a tornam muito singular! Acampamos(15reais/pessoa) no quintal de uma família caiçara muito simples que nos acolheu com curiosidade. Recarregamos nossas forças no mar e jantamos contemplando a vista... a praia particular daquela família.

 

20120323131113.JPG

Trilha Martins de Sá - Cairuçu das Pedras 21/01/12

 

20120323132101.JPG

Jantar em Cairuçu das Pedras 21/01/12

 

3º dia

Eu e Eduardo acordamos antes do sol nascer para curtir o visual na praia. Descemos do acampamento, estava muito frio, mas depois de poucos minutos tivemos a visão mais bonita de toda trilha. Eu já vi muitos ‘nascer do sol’, mas esse foi FODA!

Levantamos acampamento, arrumamos e redistribuímos o peso das mochilas e nos abastecemos de muita água, pois sabíamos que essa seria a trilha mais difícil. Com 4,6km de muita subida e descida e tendo seu ponto mais alto 540m do nível do mar. Essas grandezas somadas ao calor abalaram nosso desempenho, e durante a trilha existem poucos lugares para reabastecer o cantil, nos obrigando a controlar bem o consumo de água. Se a trilha tivesse 1km a mais a historia teria sido diferente, a mochila do Eduardo se encontrava em péssimo estado e o Raul colhia os frutos amargos da sua vida sedentária.

 

20120323132601.JPG

Nascer do sol em Cairuçu das Pedras 22/01/12

 

Chegando a Ponta Negra dei de cara a uma inscrição na parede de um casebre: ‘Amaivos uns aos outros na Praia Negra’, nesse momento já soube que adoraria o lugar. Fechamos um camping(10reais/pessoa) com uma senhora muito idosa e fomos comer um PF(15 reais) no bar em frente ao mar .. um prato de comida, mas comida de verdade, que nessas horas vale mais do que todo salame e barra de cereal do mundo!! Almoçando conhecemos um casal que estava acampando também e nos informaram sobre a famigerada cachoeira do Saco Bravo. Disseram que a trilha é muito complicada, para não irmos sem guia. Aceitamos a sugestão deles e fechamos com um caiçara que nos cobrou 60 reais!!!! Antes de terminar o dia, Raul deu uma bela topada em uma pedra que lhe abriu o dedão ferindo profundamente seu humor, afinal a última coisa que se pode machucar em um trekking é o pé! Depois de tratar o ferimento tivemos a primeira noite de sono sem rir das suas piadas.

 

4º Dia

Acordamos a 7:30, tomamos um rápido café da manha e preparamos uma mochila de ataque com algumas barras de cereal e água. Nosso guia, apesar de estar exalando álcool, foi muito pontual e chegou no horário combinado contrariando as expectativas. A trilha do Saco Bravo tem 2,5km e parte do trajeto o sol nos castigou, pois as grandes árvores da Mata Atlântica deram lugar às plantações. Chegando a 50m da cachoeira é necessário descer grandes rochas e em uma delas contamos com o auxilio de uma velha corda que lá se encontrava. O guia desceu primeiro e não tivemos dificuldades, menos o Raul que tentou descer de costas para a pedra despertando o lado negro do nosso guia: - ‘ Olha como ele ta descendo, vai morrer essa bosta ainda!!’. Antes de conseguir parar de rir já estávamos na cachoeira. Coisa mais linda, mais cheia de graça, as fotos falam por conta própria. Importante comentar que a trilha é boa, com poucas bifurcações e se mantendo sempre na principal, não há necessidade de guia!

 

20120323143629.JPG

Cachoeira do Saco Bravo 23/01/12

 

De volta para ponta negra curtimos a linda praia até o anoitecer, me arrependi muito de não ter levado snorkel. Jantamos e voltamos à areia para conversar, o céu estava extremamente estrelado. Nessa hora eu queria muito saber identificar mais do que apenas o Cruzeiro do Sul e as Três Marias!

 

5º Dia

Acordamos as 8:00, recolhemos o acampamento e seguimos rumo a famosa Praia do Sono. O sol não teve misericórdia na trilha, muitos trechos são desprovidos de sombra, por isso faça essa trilha o mais cedo possível! No caminho passamos por duas praias desertas, Antiguinhos e Antigos. Ao terminar de andar sobre as pedras de Antigos não resisti e mergulhei no pequeno rio que existe no fim da praia. Aquilo foi tão refrescante que se meus companheiros não me apresassem eu estaria lá ate hoje. A trilha toda são quase 3km, e tem como parte complicada a descida para a praia do sono devido a erosão na trilha. Antes de começar a descida tomamos um ar e curtimos a vista da praia.

 

20120323144608.JPG

Descida para a Praia do Sono 24/01/12

 

Na praia do sono largamos a mochila na areia e ficamos boiando no rio, que deságua perto do fim trilha. Saindo da água era hora de procurar o camping(15reais/pessoa), Raul e Eduardo foram pesquisar e eu e meu irmão ficamos vigiando as mochilas, e ai que a praia mostrou porque tem esse nome. De baixo da copa de uma arvore deitando a cabeça no mochilão cai no sono e só acordei com meu irmão roncando encostado em uma cadeira de bambu!! Escolhido o camping passamos à tarde, ora curtindo a praia, ora curtindo o sono.

 

20120323145012.JPG

Fim de tarde na Praia do Sono 24/01/12

 

6º Dia

O triste dia da volta começou o mais tarde possível. Depois do almoço e um último mergulho recolhemos nossas barracas e seguimos para Laranjeiras. São 2,5km de uma trilha tão sossegada quanto a Praia do Sono, com direito a degraus e corrimãos! Em Laranjeiras pegamos o ônibus para Paraty e de Paraty voltamos para o monótono conforto do lar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ótimo relato Samuel e belíssimas fotos, parabéns.

 

Fizemos Joatinga em Novembro/2011 porém começando por Laranjeiras, infelizmente fomos surpreendidos pela chuva, tendo que abortar o fim da travessia. ::vapapu:: realmente o visual e as passagens são incriveis,

 

Abraços e boas trips... ::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ae Selese, valeu mesmo cara!

Antes de partir pra Juatinga eu pesquisei bastante aqui no mochileiros, li alguns relatos e acabei encontrando e assistindo o seu vídeo da trilha, e por causa dele meu grupo animou ir até o Saco Bravo também! Só tenho que agradecer a voce! hahahahahaha

Demos sorte que São Pedro foi parceiro, só não pegamos sol no primeiro dia.

 

abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Criei a conta no mochileiros justamente para me informar sobre essa travessia, pretendo faze-la no meio do ano e me sinto mais incentivada depois do seu relato. Parabens, e boas aventuras!!

 

Leticia

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Parabéns pelo relato, meu amigo!

 

Estou me organizando pra fazer essa travessia em breve.

 

É muito dificil andar pela trilha até a Ponta Negra? Ela é bem traçada? Li um relato de uma pessoa que acabou pegando uma bifurcação errada e perdeu um bom tempo e perna até voltar.

Gostei da sua ideia de ficar em Cairuçu primeiro. Dá uma quebrada na distância e como não teremos pressa acho que vale a pena. Essa praia fica no caminho mesmo?

 

Grande abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Leo, desculpe a demora pra responder, provavelmente você ja fez a travessia mas em todo caso eu não achei a trilha pra Ponta Negra o monstro de 7 cabeças. Realmente é a mais difícil e longa, mas se você se ficar atento a trilha e a cada bifurcação seguir sempre pelo caminho mais 'pisado' não terá problemas! Sobre acampar em Cairuçu, te garanto que não vai se arrepender. A praia fica no caminho sim, a trilha tangencia a praia pelo alto e se você não tem pressa fique e aproveite o nascer do sol!

 

espero ter ajudado a tempo, abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Maravilha de relato ;) Além de informativo engraçado! Esses são os melhores!

Impossível de não rir com o "Olha como ele ta descendo, vai morrer essa bosta ainda!"

 

Vou no fim do ano passar o réveillon com uma amiga em Paraty e vamos acampar em Ponta Negra, certamente! Tenho pesquisado sobre tudo, pra ver se é tranquilo para duas garotas ::lol4::

 

Abraços!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Nesse feriado 15/11 estarei indo pra Ubatuba na praia da Almada e estou muito a fim de fazer essa caminhada...na verdade queria ir até a cachoeira do saco bravo. Será que é possivel ir e voltar no mesmo dia a partir do tal condominio inicio da trilha da praia do sono ?

Alguem indo neste feriado pra la também ?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...