Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 

Aventureiro-rj

Alto Caparaó - Pico da Bandeira

Posts Recomendados

Alto Caparaó – Pico da Bandeira 15/07/2011 - Relato Dos Mochileiros

 

 

Tudo certo para o esperado dia 15/07 – Nosso destino era Alto do Caparaó-MG – Pico da Bandeira!

A reserva para entrada do Parque foi feita pela internet, com dez dias de antecedência, Eu, Rogério, Tarcila, Léo, Tatiana e Tiago. Só faltava o Tiago desembarcar na quarta-feira 13/07 para confirma presença.

Na quinta Tiago e Tati deram a notícia que não iam subir devido ao frio. Nesse mesmo dia Raphael marcou presença confirmando a subida com gente. Vindo do Rio ele chegaria em Campos na sexta-feira por volta das 06:20hs. Então formou!

Sexta dia 15/07, para nossa alegria era noite de Lua Cheia! Léo se incumbiu de pegar Raphael na Rodoviária e, já tínhamos programado a saída para as 08hs de Campos, pelo site do Google o percurso da viagem levaria em torno de três horas e meia. Então previsão de chegada em Alto do Caparaó por voltas das 12hs.

Com pé na estrada partimos Eu, Rogério e Tarcila ao encontro do Léo e do Raphael que nos aguardava. Nesse percurso lembrei que tinha esquecido o mapa em casa e no caminho liguei para Léo pedindo que imprimisse algum mapa no Google pois o GPS não estava localizando o nosso tão esperado destino.

Ao chegar a casa do Léo fui informado que a impressora estava sem tinta, mas deu para imprimir um pequeno mapa tamanho miniatura.

Só para lembrar que a nossa programação era: Chegar em Caparaó as 12hs bater um rango subir até a Tronqueira de carro e de lá seguir a pé até o Terreirão montar acampamento e assistir ao por sol e as 03hs da madruga pegar trilha e subir até o nosso destino final - Pico da Bandeira e vê uns dos espetáculo mais lindo da Natureza!

Com o pequeno mapa meio confuso seguimos em dois carros – Léo, Raphael e Tarcila, Eu e o Rogério, na Fiat Strada comandávamos o roteiro Rogério como piloto e Eu como navegador, mas com aquele mini mapa tava foda!

Com duas horas de viagem nos perdemos feio lá pelo trevo de Guaçaí e ficamos rodando entre as divisas dos três Estados RJ-ES-MG informação aqui informação ali e nada. Aí paramos para refazer o roteiro com auxilio do GPS do Raphael + o mini mapa. O relógio já marcava meio dia, com fome comemos uns pães que estava no carro do Léo chupamos umas laranjas e decidimos voltar pelo mesmo caminho até chegar no trevo de Guaçuí e pedir informação no Posto da Policia Militar.

Então seguimos, informação dada, seguimos e seguimos e seguimos, atento as placas e setas todos com muita fome, afinal estávamos mais de 06hs na estrada, e finalmente chegamos na portaria do Parque ... só que era pelo do ES e nossa intenção era subir por pelo lado mineiro, do grupo só o Raphael que iria fazer a Travessia começando pelo lado Mineiro .

Mas não desistimos, acobertado com espírito de aventureiro, pegamos informações na portaria do Parque (lado ES), aproveitamos para ir ao banheiro e seguimos de volta pela mesma estrada. Dores do Rio Preto... Em Espera Feliz paramos para bater aquele rango, reabastecer os carros, demos muita risadas (né Léo), Raphael comprou álcool para a espiriteira e fomos enfrente isso já passava das 15hs. Enfim chegamos a Alto do Caparaó-MG onde compramos três pares luvas, do grupo só Tarcila estava com uma boa luva de couro, Léo também comprou uma outra lanterna pois a dele tinha dado tilti.

Logo em seguida estamos nós na entrada principal do Parque Nacional Alto Caparaó, agora pelo lado mineiro como havíamos planejado.

O relógio marcava 17:30hs, peguei a reserva que estava em meu nome, apresentei na portaria passamos pela uma simbólica revistas dos guardas, que foram muito bacana e prestativo, passando varias informações sobre o Parque. Como o Raphael era o único do grupo que ia fazer a Travessia e tava levando uma faca de tamanho não permitido, mas os guardas foram generosos e permitiu a entrada e como a faca estava dentro do mochilão nem pediu para olhar. Assim tudo liberado o adentramos o portal, pagamos $ 17 por cabeça, há só mais um detalhe, o guarda orientou o Rogério para não dar carona na caçamba da picape.

Dica importante para galera! Tem que fazer reserva antecipada para parque por telefone ou pela internet!!

Começamos então a subida da portaria do parque até a Tronqueira, subida árdua muito íngreme, vale lembrar que nessa subida até o Tronqueira a estrada é de terra, alguns pontos tinham calçamento mais muito pouco.

 

Fomos na frente e Léo atrás, passado alguns minutos percebendo que Léo estava demorando muito, resolvemos dar uma parada, mas devido a estrada ser pouco estreita não aconselho essa parada, só ser for necessário!

Esperamos o Léo por uns 10min, e aproveitamos para tirar algumas fotos, nesse momento a mãe natureza nos agraciou com pôr sol! Nossa intenção era ver o por Sol do Terreirão mas como nos perdemos na estrada atrasou bastante a subida.

Ficamos ali parado uns 20min, pois o carro do Léo ferveu!! Dermos mais risada e observamos o sol ir embora! Eu estava bolado em começar a subir a trilha a noite era algo que não estávamos em nossos planos, afinal nosso planejamento era chegar na Tronqueira as 14hs. Rsrsrs!

Então vamos porque já se passava das 17:45hs! Eu e o Rogério seguimos na frente, Tarcila, Léo e Raphael entraram no carro e partimos,... e toma subida e poeira... e aí cadê o carro de Léo? Sumiu de novo! Mais uma parada e nada, o Rogério falou – acho que carro dele não vai conseguir subir!! der repente avistamos o carro do Léo entre as poeira da estrada de chão, e perguntei ao Rogério ué cadê Tarcila e Raphael? Léo tava sozinho no carro os dois tiveram que vir a pé rsrsrs!

Baldeamos os dois para Fiat strada, Tarcila dentro da cabine entre as mochilas, pois mulher tem algumas prioridade ainda mais sendo a única fêm do grupo, e Raphael foi na caçamba, (isso não é permitido peloo regulamento do parque, mas era caso de extrema necessidade) seguimos mais uns 05 minutos e finalmente chegamos na Tronqueira!!!

Hora de deixar carro e preparar para subir colocar um casaco, lanterna, pilhas, encher cantil de água, colocar clorin e partir! Nessa hora já estava escuro. Outra dica – da Tronqueira ao Terreirão são uns 3,7km de caminhada – é uma subida bem tranqüila mas requer um pouco de cuidado, pois é feita com mochila então na hora de preparar o mochilão lembra de levar o necessário – nessa trilha levamos em torno de 2hs de caminhada, bem devagar com varias parada pois todos estavam com peso no lombo. Aí nessa subida evita usar roupas de frio pesada, coloca só um corta vento pq transpira um bocado.

 

Também não se preocupe como água, na Tronqueira tem local para abastecer os cantis. A Trilha tava muito maneira, Lua Cheia mais bonita acobreada de luz, tinha gente descendo, subindo mesmo só vi duas pessoas que passaram por nós numa dessas paradas que fizemos para descanso ou troca de mochila (revezamento da mochila cargueira), só a Tarcila que foi poupada por ser a única Fêm do grupo.

Finalmente chegamos no acampamento Terreirão! Um detalhe importante a trilha estava bem sinalizada. Saímos da Tronqueira 18:05hs e chegamos ao Terreirão as 20hs! Já tinha bastante gente acampada, a paisagem era européia a grama da russa de gelo. Mais até então não percebi o frio devido a caminhada, montamos as barracas, e colocamos nossos agasalhos, toca, luva, parka, calça enfim, tudo para se proteger do frio!

Eu fui o último do grupo a colocar a roupa, a tampa da lixeira estava congelada, tudo era gelo, mesmo assim demorei a me vestir, pois estava bastante suado devido a subida, Rogério tirou a camisa molhada e colocou para secar em cima da barraca, minutos depois ela estava congelada.

Depois de roupa trocada, peguei o termômetro para medir a temperatura, e olha só que doideira!

A temperatura chegou a - 8 graus negativos!

Já se passava das 21hs, hora de preparar um rango e dar uma descansada pois as 03hs da madruga tínhamos que está de pé! Tarcila e Rogério foram pegar água para rango, enquanto eu acendia o fogareiro. Léo se enfiou na barraca e não saiu nem para comer, devido ao frio olha que insisti para ele comer até me ofereci em levar prato dele mas nada, so dizia – Cara to com muito mais muito frio!! Raphael também ficou entocado dentro barraca, fui até ele, e lá estava Raphael com a espiriteira ligada esquentando água para banhar os pés!

Enquanto isso, Tarcila e Rogério vigiavam fogareiro, fomos orientados pelos guardas para não deixarmos resto de comida por causa dos quatis, mas infelizmente eles não apareceram. Enquanto rango cozinhava, deixamos uma caneca com água em cima da mesa, Rogério falou olha só tem uma pedra de gelo na caneca!! Foi uma das cenas que mais me impressionou nesse dia!

Rango pronto, hora de comer, mais uma vez insisti para que Léo comesse um pouco rsrs, e mais uma vez Léo falou – Cara tá muito frio não quero comer não valew... e na boa tava frio pra kct, aproveitei para chamar o Raphael – mesma coisa disse o Raphael – Cristiano ta foda vou banhar meus pés senão eu não consigo relaxar ta muito frio!

Então me juntei à mesa com Tarcila e Rogério para comermos, pó nessa hora foi foda! Percebi que estava sem tato nenhum nas mãos fiquei bolado e disse – pó não sinto minhas mãos ... tirei as luvas minha mão tava muito estranha sei lá parecia que estava roxa ou estava mesmo não sei... Rogério disse cara cuidado não fica sem luva olha hipotermia, Tarcila até que me ofereceu a luva dela, mas disse que tava tranqüilo.

Então vai mais uma dica! Tomem cuidado para não cair nessa roubada, levar uma boa luva de preferência de couro, pequei nesse sentido, contrariando todas as informações que eu havia coletado!

Barriga cheia, hora descansar um pouco, Tarcila e Rogério recolheram os utensílios, lavaram os pratos, enquanto isso fui na barraca do Raphael levar o rango para ele, pó cara tava tenso, e reclamava muito do frio nos pés, até pq ele subiu com 20kg nas costas!! Aqui vale registrar um detalhe, o bastão de caminhada ajuda legal. Na subida para o Terreirão emprestei o meu para o Raphael, e li no mochileiros que uma trip com bastão queima 20% a mais de calorias pois trabalha também os músculos superiores e não só as pernas! Confira! usar-bastoes-de-trekking-ou-nao-usar-t44124.html

Entrei na barraca, tava um frio da porra, ajeitei o isolante térmico entrei dentro saco de dormir e só fiquei com a ponta do nariz para fora, Rogério ainda estava acordado, mas logo apagou, custei um pouco a pegar no sono. Tinha pouco de barulho do lado de fora, ouvia-se uma galera cantando Legião Urbana, outros andando e conversando, com muita dificuldade adormeci, não sei ao certo quanto tempo levei dormindo, a última vez que olhei no relógio já passa das 23hs, no frio de – 8 graus e dentro do saco de dormir impossível ficar vigiando o relógio não dar nem para se mexer muito.... rsrs

Dica importante: Um bom isolante térmico e um Saco de dormir apropriado eu sei o viper da náutica + 5 graus, minha irmã (Tarcila) e o Rogério levaram no saco da náutica antartik – 7 graus dormiram tranqüilos e não passaram perrengues!

Algumas horas de sono, ouvi uma voz Cristiano, Cristiano, Cristiano...vindo do lado de fora , era o Léo já são 02:30hs vamos! Virei para lado o Rogério roncava e nem parecia que estávamos sobre uma temperatura de – 4 graus. É nessa hora a temperatura havia subido para – 4 graus. Chamei o Rogério peguei a mochila de ataque que já tinha preparado antes de deitar sai da barraca, e tinha um galerão do lado de fora!! Tiramos umas fotos mastigamos uns biscoitos e para alto e avante!!

Iniciamos a subida as 03hs e 05min, muita gente subindo parecia uma romaria, são aproximadamente 2,7km de subida bem íngreme, tinha pouco vento mas mesmo assim fiquei com lábios ressecados pois a manteiga de cacau que havia levado era tipo rolon e estava congelado dentro do bolso.

Estava curtindo cada momento da subida algo extremamente diferente de tudo que eu já havia feito. Não é um percurso difícil e não é necessário uso de cordas. A trilha inteira é sinalizada, é só respeitar o caminho. Fomos num ritmo bem devagar, após alguns minutos de trilha nosso amigo Léo pensou em desistir, mas convencemos a continuar, mais uma parada, mais subida e subida e assim por diante!!!! Em vários trechos da trilha encontramos pedra de gelo, após uma seção de fotos mais 15 minutos de descanso e lá fomos nós.

Seguimos enfrente era Lua Cheia

O Céu estava bem estrelado!

Já dava para ouvir e ver as lanternas de galera que já tinha chegado, pensamos poxa falta pouco!! Mais um descanso!

Nessa parada Léo tentou desistir

mas insistimos mais uma vez

não cara vamos vamos ta perto!

Falta muito pouco olha a placa

Né que ele continuou..... caminhamos

Mais um pouco, outra parada, olhamos

Para relógio era 05:30hs...vamos, vamos

O sol vai nascer às 05:45hs as vozes de Quem estava la cima já estava bem nítida.... e nessa parada Léo disse vão vocês que vou descansar mais um pouco e já subo, como estavamos bem próximo resolvemos seguir sem ele!

Então para alto e avante!!! Subimos mais um pouco e....UFaaaa..... chegamos no cume da Montanha, tive a sensação de superação, em vista do que tinha acontecido, foi algo fantástico, ver todas aquelas nuvens, estar em um lugar pouco visitado, uma paisagem fantástica, foi um momento marcante na minha vida, que certamente não irei esquecer. Para quem gosta de trilhas, Pico da Bandeira tem que estar no topo da lista de lugares a conhecer.

Aí foi 10!100!1000!!! Sensação de dever cumprido .... fotos mais fotos vídeos enfim algo inexplicável ....... o sol começou a nascer por volta das 06hs e 25min, ficamos por lá até por voltas das 07hs e 30min Eu, Rogério, Tarcila e Raphael....e cadê o nosso amigo Léo? É infelizmente não subiu, mas depois nos contou que mesmo assim de onde ele estava viu o sol nascer, dormiu em cima de uma pedra, desceu escorregou caiu enfim foi tudo muito bom.

A nossa descida foi tranqüila, em torno de 1h e 30min sem paradas, exceto para seção de fotos. De volta ao acampamento terreirão lá estava o nosso Amigo Léo amarradão felizarço e nós também, tomamos aquele café maneiro... o Raphael ficou nos devendo a panqueca pois esqueceu óleo, mas valew Raphael na próxima vamos te cobrar ok!

Mas foi isso galera, espero que esse relato sirva de informação e inspiração para todos que tenham a intenção de subir o Pico da Bandeira. Vale muito a pena subir a visão que se tem não se explica, é so mesmo subindo pra poder ver, foi uma caminhada longa e gelada, mas nos divertimos muito e teve situações legais de companherismo. O prazer de se estar a quase 3 mil metros é recompensador e faz valer a pena cada desconforto. Possíbilita mais do que uma grande aventura uma chance de fazer e reaproximar amizades, coisas que só o Poder das Montanhas consegue explicar.

Valew Galera pela Trip, obrigado Rogério, Tarcila, Léo e Raphael e até a próxima!!!

 

http://rumoastrilhas.blogspot.com/

 

Dicas para quem vai subir o Pico da Bandeira:

 

* Leve roupas apropriadas e sapatos apropriados (durante a subida vc sente muito calor e lá em cima muito frio, podendo até congelar devido a roupa molhada)

* Boas Lanternas e pilhas reservas

* Para subir ao Pico siga as setas amarelas no chão, elas indicam a trilha correta

 

Alguns sites importantes...

http://www.mochileiros.com

http://www.icmbio.gov.br/parna_caparao/

http://www.altocaparao.mg.gov.br/

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito legal sua retrato!

 

Vou subir o Pico da Bandeira pela primeira vez e to esperando que aguente subir tudo, pois estou em pessima forma física.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...