Ir para conteúdo
zervelis

DINAMARCA NORUEGA SUECIA FINLANDIA E RUSSIA - 18DIAS - MAIO 2012 - EU E MINHA MÃE

Posts Recomendados

Passando por: Copenhagem,Dinamarca; Helsingor,Dinamarca; Bergen,Noruega; Stavanger,Noruega; Preikestolen (Pulpit Rock),Noruega (Lysefjorden); Oslo,Noruega; Estocolmo,Suécia; Helsinque,Finlândia; St.Petersburg,Rússia; Moscou,Rússia

 

A maior parte das fotos estão disponibilizadas em link(só clicar em cima), para tornar a navegação mais rápida. Ainda assim maximizei várias delas e infelizmente a página pode ficar um pouco pesada. Sorry !!! Não deixem de ver todas, vale a pena ::hahaha::::hahaha::

 

AH E por favor, não esqueçam das dúvidas (preferencialmente postadas aqui)... (e elogios ::hãã2:: )

 

Tudo que eu colocar entre “ASPAS” e em ITALICO não foi escrito por mim. Usei minha “liberdade literária” e aviso que pode ter sido levemente modificado ou corrigido bem como aglutinado com outro comentário. No final do depoimento de cada lugar, irei colocar as referências bibliográficas gerais já que isso é fruto do esforço alheio e que me ajudaram muito na viagem a compreender o que era cada um dos lugares.

 

Informações úteis:

 

-É TUDO CARO. ::quilpish::::quilpish::

 

-As tomadas tanto na Europa como na Rússia são daquelas redondinhas, levei uma extensão e usada meus carregadores em todo lugar que ia, sem problemas.

 

-IMPORTANTE:Não deixe de levar mapas do Google e as direções de como fazer para chegar do aeroporto/estação de trem/porto para a hospedagem que tiver reservada e vice versa, rua a rua. Essa é uma das dicas mais valiosas. Chegar lá e ficar procurando e perguntando quando se está com malas e outros acessórios pesados e você SEQUER pode tentar pegar um taxi porque aquele lugar é absurdamente caro = sinônimo de perrengue !!! E mesmo que você esteja a 1 km a dica é IR A PÉ.... É tudo muito simples e fácil quando você está com um mapa da cidade (que você consegue no lugar que chegar), o mapa com as direções do google (leve de casa, vou dar um exemplo) junto com o tempo/distância aproximados e MUITA DISPOSIÇÃO =)

Claro, na Rússia a história é outra, mas vou deixar isso para depois.

 

-Do primeiro ao último dia andei segurando minha máquina (que por sinal era um monstro) pendurada no pescoço e em momento algum me senti ameaçado.

 

-Entre o contato com o hotel/hostel que tiver reservado para ver se existe a possibilidade de deixar a bagagem lá antes do check in ou depois do check out, sem custos. Isso vai reduzir e muito o custo do aluguel de lockers.

 

-Há a possibilidade de pagar MEIA ENTRADA ou entrada promocional(inclusive em trens regionais) se você provar que é estudante. Levei meu papel falsificado da UFRJ (porque já sai da faculdade tem um tempo) e mostrava apenas o UNIVERSIDADE escrito acima que eles aceitavam. Essa não colou na Rússia, logo vale a pena tirar a carteira da ISIC, a única aceita por lá. ::tchann::::tchann::

 

COTAÇÃO APROXIMADA (durante a viagem, desprezando IOF):

 

DKK = COROA DINAMARQUESA (cotação aproximada; R$ 1=DKK 3,1)

NOK = COROA NORUEGUESA (cotação aproximada; R$ 1=NOK 2,9)

SEK = COROA SUECA (cotação aproximada; R$ 1=SEK 3,3)

EUR = EURO (cotação aproximada; R$ 1=EUR 2,60)

RUR = RUBLOS (cotação aproximada; R$ 1=RUR 15)

 

Os gastos totais somaram entre R$ 10 mil e R$ 12 mil para os 2 juntos... tirando a passagem e colocando as taxas de embarque (já que fomos de milhas)... isso porque sou beeem mão de vaca !

 

ATENÇÃO: TODOS OS PREÇOS ABAIXO SÃO PARA DUAS PESSOAS (EU E MINHA MÃE), uns reservados e outros comprados.

 

seria legal vocês dividirem por 3 ao lerem algo da Dinamarca, Noruega ou Suécia. Fica mais fácil já que não estou colocando os preços em reais, caso contrário, futuramente, esse relato poderia ficar muito desatualizado ... 3 seria um número justo tendo em vista o câmbio aproximado. Em Rublos da Rússia, por 15 !

 

DATAS E PREÇOS

 

1/5/2012 Copenhagem - DKK 874,00......Zleep Hotel Centrum (+ café da manhã) - 2 noites

3/5/2012 voo Copenhagem - Bergen (€ 108,80) NORWEGIAN 22:20 Copenhagem - 23:40 Bergen

3/5/2012 Bergen NOK 2.100,00 - Amund's Apartments - 3 noites

5/5/2012 passeio Norway in a Nutshell - NOK 2.090,00 - FJORD TOURS - Round trip from Bergen via Myrdal 08:40-20:40

6/5/2012 Bergen - Stavanger NOK 480,00 - FLAGGRUTEN - TIDE (barco) 12:30 Bergen - 16:55 Stavanger

6/5/2012 Stavanger NOK 1.780,00 Stavanger Bed & Breakfast - (duas noites)

7/5/2012 Stavanger - carro NOK 1.410,00 HERTZ (milhas ilimit) Olav V's gate 13|4005 Stavanger - devolvendo no key drop para ir a Preikstolen

8/5/2012 Stavanger - Oslo NOK 398,00 NSB (trem) 22:20 Stavanger - 07:26 Oslo S

9/5/2012 Oslo NOK 740,00 Confort Hotel Xpress - uma noite

10/5/2012 Oslo - Estocolmo SEK 249,00 SJ, Intercity, train 58 15:49 Oslo S - 22:05 Stockholm C

10/5/2012 Estocolmo SEK 1.785,00 Hotel Micro - 3 noites

13/5/2012 Estocolmo - Helsinque € 139,24 SCANDINAVIAN AIRLINES 10:00 Estocolmo (Arlanda) - 12:10 Helsinque (Vantaa)

13/5/2012 Helsinque € 160,00 Hotel Sokos Hotel Albert - uma noite

14/5/2012 Helsinque - St. Petersburgo RUR 5.176,00...St.Peter Line (Princess Maria - navio) - 19:00 Helsinque - 09:30 St. Petersburg

15/5/2012 St. Petersburgo RUR 2.200,00 Hostel Baby Lemonade - uma noite

16/5/2012 St. Petersburgo - Moscow RUR 3.590,80...025А (Smena) - Express train - 23.00 - May 16, 2012 /// 07.13 May 17, 2012

17/5/2012 Moscow RUR 3.000,00 Ivan Hostel

 

INDICE (para facilitar a vida de quem não quer ver tudo) ::lol4::::lol4::::lol4::::lol4::::lol4::

Até Oslo página 1 - Copenhagem,Dinamarca; Helsingor,Dinamarca; Bergen,Noruega; Stavanger,Noruega; Preikestolen (Pulpit Rock),Noruega (Lysefjorden)

A partir de Oslo até St. Petersburg página 2 - Oslo,Noruega; Estocolmo,Suécia; Helsinque,Finlândia; St.Petersburg,Rússia;

Moscow - página 3 ::love::::love::::love::::love::::love::::love::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A viagem foi com minha mãe de 53 anos, eu tenho 27. Não foi uma viagem de “nights” e nem uma viagem “gastronômica” porque sou bem chatinho para comer. Quando eu via um restaurante italiano ou uma bandeira da Itália eu já corria em disparada... Um bom prato de macarrão salva em qualquer lugar do mundo e eu tava querendo evitar Fast Food, até porque lá fora até isso é caro podendo representar até quase 3 vezes o pago na mesma refeição no Brasil.

Passagens foram tiradas por milhas, pagamos apenas as taxas de embarque que foram por volta de 250 reais cada.

 

Ficamos na região do dia 01 de maio a 19 de maio de 2012 e o tempo foi o mais variado possível...

Dias ensolarados e frios, dias ensolarados e razoáveis, dias chuvosos e frios e etc ... Esteja preparado pra tudo.... Mas a parte que mais gostei ? O sol nasce as 5 da manha e vai até depois das 22 hrs. Chegamos a pegar claridade até quase 23 hrs... e isso porque ainda estávamos em meados da primavera,... imaginem no verão.

Nosso vôo saiu dia 30 de maio com primeira parada em Copenhagem, na Dinamarca.... Mas a viagem foi bem longa já que tivemos uma escala em Portugal e depois em Geneve(Suíça), por sinal linda de cima, onde trocamos para um aviãozinho minúsculo da Scandinavian Airlines com hélices desesperadoras (brotou um medo de avião do nada...) ::mmm:

 

Chegando em Copenhagem já fomos tentar pegar o trem para Kobehavn H, a estação Central de Copenhagem. Era de noite e não tinha viva alma dos guichês então fomos entrar na fila de gente que estava comprando naquelas máquinas eletrônicas... Ticket comprado sem dificuldade e com cartão de crédito... DKK 36 por pessoa.

Alías, só usamos dinheiro mesmo na Rússia. TUDO na Escandinávia foi no cartão.

Tinha que começar dando errado (sorte que daqui pra frente quase nada deu errado) e pegamos o trem no sentido OPOSTO indo para MALMO C (Suécia) e só notamos depois de uns 20 minutos.... ::putz:: Pegando o caminho oposto, chegamos depois de algum tempo a Kobehavn H. Se não tivéssemos errado chegaríamos em 20 minutos, mas acabou que levou 1 hora...

A estação Central de Copenhagem é bem grande e simplesmente foi difícil se localizar no mapa apesar do Hotel ser bem perto. Nada como pedir ajuda ao carinha do cachorro quente que além de nos ajudar num inglês CLARO ainda nos deu o nosso primeiro mapa da cidade... =)

 

Passado o mistério, saímos da Central Station pela parte de trás numa área meio dark e cheio de prostitutas e lojas do gênero, contudo bem tranqüila. Andamos duas ruas e chegamos ao nosso Zleep Centrum Hotel.

Ponto positivo: É bem localizado, barato para os padrões escandinavos quando se pago com antecedência e é possível pagar um café da manhã por um preço razoável e comer muito bem (também com antecedência).

Ponto negativo: não tem wi-fi e apenas um computador na entrada.

Deixamos as coisas por lá e fomos comprar um lanche no 7eleven... Era LITERALMENTE o que nos salvou na viagem e o que mais se aproxima de uma lanchonete com salgados que tem aqui no Brasil... (não é barato não, mas da pra levar...) Compramos 3 croissants e 2 suquinhos de laranja tropicana e pagamos DKK 72 (aproximadamente 24 reais).

 

Dia 02 de maio,quarta – 1º DIA (pq a noite do dia anterior não conta né?)

Dinamarca (Copenhagem)

 

Saímos do hotel cedo depois de comer bastante e fomos rodar começando pela City Hall ou Prefeitura

 

Curiosidade: O que mais vi na cidade eram jovens, bicicletas e mães com crianças... Pelo visto a taxa de natalidade na Dinamarca está ALTISSIMA. É muito legal ver o pessoal ir pro trabalho de bicicleta e largá-la nas esquinas sem cadeados e COM COISAS nas cestinhas .... Eram zilhões de bicicletas na cidade que respeitam os sinais de transito e se engarrafam como carros !

 

1-City Hall Square (Prefeitura) - (Rådhuspladsen) - só paramos e tiramos algumas fotos porque é realmente um prédio muito bonito...

“onde fica o imponente prédio da prefeitura com sua torre do relógio, tem também vários outros prédios bonitos e como não poderia faltar, tem uma estátua do famosíssimo Hans Christian Andersen (para quem não sabe, ele foi o autor das historinhas infantis “Pequena Sereia”, “Patinho Feio”, “Soldadinho de Chumbo”, dentre outros)... O relógio demorou 27 anos pra ser acertado, e só atrasa 1 segundo a cada 300 anos. Segundo o Guiness Book, é a referência mundial no horário. Torre de 106m.”

 

upload/galeria/fotos/20120526112118.JPG

 

2- Strøget – “Nessa mesma praça começa a Stroget, que é uma rua comercial que atravessa o centro da cidade inteiro.” Principal rua de pedestres com várias lojas e uma das mais longas do mundo. “Essa rua é cheia de gente, prédios histórico, restaurantes, ruelas que o levam para outros pontos turísticos e de lojas de todos os modelos, tamanhos e bolsos.”

Resumindo,... tem H&M aqui e da pra comprar alguma coisa e tirar algumas fotos :)

 

upload/galeria/fotos/20120526113259.JPG

 

3- Kongens Nytorv (Nova Praça do Rei) – no final da Strøget. Simplesmente nos serviu de ponto de passagem porque a praça estava toda em obra.

“no final da Strøget. É mais exclusiva e chique da cidade devido aos belos prédios; Thott Palace (atual embaixada francesa), Hotel D’Angleterre (aonde se hospedam as celebridades), Teatro Nacional Dinamarquês (Royal Theater), entre outros.”

 

4- Palácio “Amalienborg”

“construído pelo Rei Frederik V, em meados do século XVIII, para comemorar o tri-centenário da subida da dinastia de Oldenburg ao trono. Tradicionalmente, as famílias mais importantes do reino tinham que construir um palácio seguindo determinadas diretrizes urbanísticas. O complexo de Amalienborg é formado por quatro palácios iguais dispostos simetricamente ao redor da estátua eqüestre de Frederik V, em uma praça octagonal. Todos eles devidamente vigiados por uma guarda real que serve mais para tirar fotos do que pra proteger alguma coisa. É aonde todos os dias, ao meio-dia, acontece a troca da guarda (com os soldadinhos de chumbo). A vista para o outro lado do canal, com a imponente edificação da Ópera de Copenhague.”

Eu particularmente achei um belo fracasso. Todos os países da Europa têm sua famosa troca de guarda, mas essa é tão chatinha apesar de ser um encanto de lugar...

A vista da Ópera House de um lado ao fundo e da Igreja de Mármore, do outro, é que são, junto ao complexo, realmente muito bonitos... Seguindo nessa mesma área, beirando a água, pensávamos estar chegando à famosa Estátua da Pequena Sereia, contudo, antes nos deparamos estar entrando em Churchill Park, um lindo lugar para fotos com uma Igreja graciosa e é a porte de entrada para a Citadela (Kastellet) outra área que vale a pena perder uma hora num lindo dia de sol caminhando e admirando a natureza.

 

upload/galeria/fotos/20120526113825.JPG

 

5- Kastellet (Cidadela)

Onde resolvemos andar andar andar. É uma área muito bonita que fica dentro do Churchill Park. Não se esqueça de tirar foto com o moinho.

“Ainda na região do porto, está a Cidadela ou Kastellet. Construída em 1626, pelo Rei Christian IV, para garantir a proteção contra os ataques vindos do mar. Em 1892, a área foi transformada em um parque. No entanto, o quartel que fica bem no centro do forte continua ativo e às vezes é até fechado para treinamento dos soldados dinamarqueses. A área ainda é militar em algumas partes até hoje. É um local simpático, com um moinho antigo e prédios baixos pintados em tons de laranja, cor típica da cidade. Ao redor da Cidadela encontram-se vários pontos interessantes, como a Igreja de Saint Albans, o Museu da Libertação (Frihedsmuseet), a Fonte de Gefion e Langelinie (Estátua da Grande Linha).

Ainda nessa região, fica Nyboder, um dos bairros mais antigos de Copenhague. Suas casinhas amarelas são inconfundíveis. Foram erguidas a pedido de Christian IV, em 1631, para abrigar os marinheiros da Cidadela. Os apartamentos tinham 40 metros quadrados e eram considerados enormes para os padrões de moradia popular da época. As ruas têm nomes interessantes, que se mantém até hoje, como Krokodillegade (Rua do Crocodilo), Krusemyntegade (Rua da Hortelã) e Hjertensfrydsgade (Rua do Coração Alegre). Dizem as más línguas que quando os soldados estavam sem suas famílias por perto, eles deixavam na janela um gatinho virado para fora e quando suas mulheres estavam em casa, o gatinho ficava voltado para dentro comunicando que eventuais visitas estavam temporariamente suspensas.”

Ainda de cima da Citadela (Kastellet), olhamos para a orla e já deu pra ver aquela aglomeração de gente, era enfim a Pequena Sereia...

ps: não deixem de tirar foto com o Moinho.

 

upload/galeria/fotos/20120526114022.JPG

 

20120526114242.JPG

 

20120526114458.JPG

 

6- Pequena Sereia – Little Mermaid (Den Lille Havfrue)

“Símbolo da cidade. Era uma vez um reino distante, na gelada planície da Dinamarca. Suas terras eram habitadas por nobres famílias e aventureiros vikings. Eles se protegiam do desconhecido na fortaleza de seus castelos e palácios. Afortunadamente, viviam cercados por lagos, fiordes e mares. Nessas águas profundas havia uma "Pequena Sereia" que cantava divinamente. Um dia, ela se apaixona perdidamente pelo príncipe que salvara da fúria do mar. Mas, para viver esse amor teria que mudar toda sua vida, abrir mão de sua voz e sofrer uma transformação. Então, para refletir, a moça senta languidamente numa pedra e se perde em seus pensamentos. Assim começa a fábula escrita por Hans Christian Andersen - o pai dos contos de fadas - ambientada no porto de Copenhague, capital da Dinamarca”.

Ouvi muito, mas MUITO mal mesmo desta coitada dessa sereia que estava esperando o pior,... Foi até bom porque me surpreendi positivamente,... Como o lugar estava naquela região que me encantou, é como se ela tivesse DOBRADO de tamanho... A região possuía jardins bem floridos e como sempre renderam muitas fotos cinematográficas dignas de prêmio =)

 

20120526114644.JPG

 

20120526121257.JPG

 

7-Igreja de Mármore

Já voltando rumo a Nyhavn, decidimos passar nessa igreja que fica atrás da área que abriga o Palácio “Amalienborg” (onde ocorreu aquela decepcionante troca de guarda). Bem bonita e vale umas preces. Pode tirar foto lá.

 

8- Nyhavn

Claro que não podia faltar. É o mesmo que vir ao Rio de Janeiro e não ir a Ipanema ou ao Leblon. Apesar de ser uma região razoavelmente pequena, é um charme... Um canal no meio e muitos barzinhos, restaurantes e pessoas jogando papo pro ar e enchendo a cara... Contudo, o custo é altíssimo... Então só ficamos um pouquinho lá, tiramos fotos e decidimos almoçar em algum outro lugar... A dica que a maior parte das pessoas dá é aproveitar para comer um Smørrebrod por aqui (um pão aberto, típico da região)... ::otemo::

 

upload/galeria/fotos/20120526114904.JPG

 

“certamente um dos lugares mais fotografados de Copenhaguem. Como o nome diz, trata-se de um antigo porto totalmente renovado (ny=novo; havn=porto). Aqui se estabeleceram inúmeros cafés e restaurantes que fazem a alegria de milhares de turistas e dinamarqueses, em especial no verão. E continua funcionando como porto de ancoragem de pequenas embarcações de madeira, o que só confere ao lugar um visual ainda mais bonito. É um dos cartões postais mais cobiçados devido ao colorido das casinhas.”

De lá voltamos pela Strøget onde almoçamos (claro, num italiano, sempre o que salvava a viagem) que nós custou DKK 210 para duas pessoas

 

9- Rundetårn (Round Tower)

“Uma rampona em espiral de estilo único na Europa leva ao topo dessa torre peculiar. A torre foi construída por iniciativa do Rei Christian IV (1588-1648), devido a seu interesse por astronomia. O legal dessa torre é que diferentemente da maioria, o acesso ao topo é por uma rampa espiral e não por escadas. A Torre Redonda foi construída em 1600, como um observatório de astronomia. Além disso, ainda fazem parte do complexo uma igreja e uma biblioteca para os alunos e professores da universidade.”

É um passeio rápido, mas legal, e se tem uma vista bonita da cidade...

Preço: DKK 25 por pessoa.

 

10- Tivoli

É um parque de diversões, ponto MUITO turístico de lá e muito bem comentado. Mas é aquilo. Minha mãe não gosta de fortes emoções e eu não sou muito fã então tiramos só foto na porta mesmo. É praticamente na frente da estação central de Copenhagem (Kobehavn H) que é perto do nosso hotel... ou seja,... sempre ouvíamos os gritos das pessoas quando andávamos para lá e para cá.

 

Dia 03 de maio,quinta – 2º DIA

Dinamarca (Helsingor e Copenhagem) e ida para Bergen na Noruega

 

Acordamos logo cedo e decidimos ir ao famoso Castelo que inspirou Shakespeare em Hamlet, Kronborg Slot. Só que não é tão simples assim, fica em Helsingor, aproximadamente 50 minutos de viagem de trem. E adivinha, ele parte de Kobehavn H, fácil fácil... Foi só comprar o ticket nas maquininhas com o cartão de crédito, mas foi caro viu ...

DKK 108 o trecho por pessoa.

 

1-Kronborg Slot e Helsingor

“Ícone nórdico cercado por um fosso, Kronborg é ao mesmo tempo um castelo renascentista e uma fortaleza militar. O primeiro forte, o de Krogen (O canto), foi ali construído pelo Rei Erik da Pomerania, em 1425, para vigiar os pagamentos das taxas de entrada de navios no Mar Báltico. Alguns anos depois, em 1585, Frederik II mandou erguer um castelo renascentista mais imponente. O Castelo de Kronborg (Castelo da Coroa), que na época era o maior do norte da Europa, vigiava dia e noite as margens do estreito. Em 1658 foi dominado por tropas suecas e usado com propósitos militares por muitos anos. A cobrança de tributos foi suspensa em 1857, depois de 400 anos de pirataria legal. Em 1938 passou a ser aberto para visitação pública. Desde 2000, o castelo está inscrito pela UNESCO como Patrimônio Cultural da Humanidae. Entre suas principais atrações destancam-se o salão de festas principal, a capela e a estátua de "Holger o dinamarquês". A intenção na época era usá-lo como fortaleza e ao mesmo tempo um ponto de cobrança de uma espécie de pedágio dos navios mercantes que entravam no canal. Essa cobrança se deu até 1857, quando a Dinamarca foi pressionada a aboli-la, mas o fez mediante uma compensação. Todos os países tiveram que pagar o equivalente ao que já tinham pago nos últimos dez anos de funcionamento do pedágio. Na verdade, a cobrança se encerrou em 1857, mas a Dinamarca só encerrou as contas em 2002, pois faltava um país pagar o que devia.”

Ganha uma bala quem adivinhar o nome do país ....

Foi um passeio divertido. O lugar é dividido por partes e você pode comprar os ingressos de uma forma avulsa, sendo o conjunto, mas em conta... Então compramos pra tudo e custou DKK 95 por pessoa

 

upload/galeria/fotos/20120526115119.JPG

upload/galeria/fotos/20120526115238.JPG

upload/galeria/fotos/20120526115443.JPG

upload/galeria/fotos/20120526115732.JPG

 

O que mais me chamou atenção foi a parte chamada “casemates”... Apesar de lá ser algo que lembre um calabouço, são túneis, realmente escuros e frios, na parte que fica abaixo do castelo. Dá pra imaginar como o povo sofreu lá embaixo... O castelo em si é robusto, mas não é um castelo rico daqueles banhados de ouro, muito pelo contrário, nunca vi TANTO tapete pendurado nas paredes em toda minha vida... Agora faz tanto sentido porque tudo naquela época pegava fogo e era reconstruído e Kronborg não poderia ser uma exceção.

 

Ao sair do Castelo fomos a estação de trem comprar o ticket e vimos que o próximo só sairia em 2 hrs (fiquem atentos a horários) então decidimos explorar as lojinhas e as ruas muito bonitas da cidade e fazer o nosso almoço por lá. Tudo muito caro, mas que almoço viu. Minha mãe comeu enfim o típico

Smørrebrod e eu comi um “meio disfarçado”. DKK 259 (incluindo a gorjeta).

 

upload/galeria/fotos/20120526115921.JPG

upload/galeria/fotos/20120526120228.JPG

upload/galeria/fotos/20120526120437.JPG

 

De volta a Copenhagem... Cansados mas COM MUITA vontade de conhecer o que faltava... Nada melhor que se perder na cidade né ???

Foi ai que tiramos a melhores fotos e vivos um pouco de como aqueles dinamarqueses vivem,... Poderia resumir tudo em BICICLETA. A saúde impera naquele lugar... Pessoas de terno indo trabalhar de bicicleta não é algo que se vê todo dia.

 

upload/galeria/fotos/20120526120650.JPG

 

20120526120826.JPG

 

upload/galeria/fotos/20120526121008.JPG

upload/galeria/fotos/20120526121148.JPG

 

Rodamos na área do Castelo de Christianborg (atual Parlamento Dinamarquês) e vimos a Igreja Vor Frelsers (Church of our Saviour) de perto. A vontade era subir, mas já estávamos tão cansados que desistimos... Passamos perto de Cristiania, mas não a cruzamos. Aos que gostam de “relaxar” e fugir da “União Européia” em busca de “paz e amor (maconha)”, eu recomendaria Cristiania, mas, como não é muito a minha praia, acabamos parando perto da entrada e voltando pra pegar nossas coisas para partir rumo ao aeroporto. ::dãã2::ãã2::'> ::dãã2::ãã2::'>

 

Pegamos o trem rumo ao aeroporto pagando o mesmo que na vinda (DKK 36 por pessoa) e de lá embarcamos num avião da Norwegian rumo a Bergen. Foram duas horas de um vôo tranqüilo e chegamos lá de noite na chuva!!!

Não é por um acaso que as pessoas SEMPRE reclamam que está chovendo em Bergen. Enfim... No próprio aeroporto minha mãe conseguiu um mapa da cidade que, aliado ao mapa de como chegar ao apartamento alugado que eu tinha levado, tornou tudo mais fácil. Enquanto isso eu passava no 7eleven pra comprar nossos croissants, paninis (é um misto quente mais gostoso) e suco de laranja, digo, nossa janta.

NOK 250 (pasme) !!! ::hahaha::::hahaha::

Mas o aeroporto era longe, tipo 20 km do centro. Pegamos um ônibus NOK 100 por pessoa no cartão e então e saltamos no Fish Market (Fisketorget) no meio da chuva, frio e escuridão...

Aqui deu início a um mini perrengue porque não sabíamos 100% como chegar no Amund”s Apartment já que eu não sabia que estava no Fish Market (naquela hora obviamente não tinha comerciante nenhum na rua) mas conseguimos nos encontrar. Subimos a ladeira e enfim, depois de uma ajudinha de mapas e pessoas solícitas, encontramos o lugar.

Chegando lá, fizemos como combinado e pegamos a chave na casa do homem, around the corner da casa que ficaríamos e pagamos.

 

UM TERROR, ::grr::::grr:: assim como eu classificaria o lugar quando abrimos a porta e demos de cara com uma escada e muita tralha, desorganização e coisas largadas. PQP literalmente... Como paguei pra trazer minha mãe pra esse lugar? Era a opção mais barata... e aquela droga de ladeira?... Como não suspeitei antes? Subimos as escadas xingando meio mundo e demos de cara com 3 portas. Ninguém nos disse qual abrir e cada uma das portas tinha um papel colado com um sorriso! Primeira porta, não abriu, mas a segunda sim.

PRONTO, toda a má impressão se desfez e o apartamento (na verdade um quarto da casa, mas que tinha tudo, de cama, banheiro, fogão e geladeira a tábua de passar roupa e uma vista da enseada com navios) era LINDO e aconchegante. PONTO PARA MIM.

E o melhor, tinha realmente wi-fi e um guestbook que minha mãe ficou horas lendo ... depoimentos de todas as pessoas que passaram por lá e decidiram contar um pouco do que acharam...

Hora de dormir né ? que cama gostosa ...

 

upload/galeria/fotos/20120526121443.JPG

 

Sites consultados:

Blog de Viagem: Mikix no Mundo - http://mikix.com/copenhagem-i/

Viajar pelo Mundo - HELSINGOR E O CASTELO DE HAMLET - http://www.viajarpelomundo.com/2009/10/helsingor-e-o-castelo-de-hamlet.html

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dia 04 de maio,sexta – 3º DIA

Bergen (Noruega)

 

Meu Deus, que frio... que vento. ::Cold::::Cold::

Fomos dar uma de turistas e comer no centro. Pra que né ?

Um café, um chocolate quente e um pão mal feito - NOK 142 ::hahaha::

Eu não sou pobre e trabalho pra gastar, mas exploração também já é demais. Andamos pela cidade, pela região central que é bem bonita e tiramos fotos legais com a orla, as casinhas. É um encanto de cidade. E, por incrível que pareça, o sol estava aparecendo. Fui logo chamar minha mãe para subirmos de Floibanen para ver Bergen de cima.

 

upload/galeria/fotos/20120526122954.JPG

 

1- Mount Floyen and the Funicular (Floibanen) NOK 40 o trecho por pessoa

É como se fosse um teleférico que sobe de costas e você vai vendo a cidade de perto e ficando distante. Muito legal. Contudo, propositalmente, comprei apenas para subir, afinal de contas, tínhamos que ir treinando as pernas...

A vista da cidade é linda, mas que VENTO era aquele? O tempo não abriu em momento algum e nem sombra de sol. Mal conseguíamos sentir a ponta dos dedos, mas ainda assim tiramos centenas de fotos.

 

20120526122442.JPG

 

A hora de descer (a pé) era a mais legal, resolvi cortar caminho na mata e sei que caímos numa área residencial... Sem muitos mistérios nos encontramos e conseguimos retomar o percurso rumo ao centro onde fomos rodar.

 

upload/galeria/fotos/20120526123242.JPG

 

2- Fish Market (Fisketorget) e Bryggen Hanseatic Wharf

Fica tudo perto aqui... Deve ser uns 500m de onde pegamos o Floibanen. Eu não sou chegado a peixe e nem minha mãe e, apesar da insistência do povo em nos dar uma amostra grátis (o que seria ótimo para fazer aquela cidade ter um pouco de prejuízo) não aceitamos nada. Vale lembrar que tem de tudo lá... Claro, tudo que venha do mar (eca), mas também tem umas barraquinhas com artesanato local e outras com pele de animal. Que maldade!!!

 

upload/galeria/fotos/20120526122650.JPG

 

Rodamos até achar algo para almoçar, mas não dei de cara com nenhum italiano e fui apelar para o Mc Donalds que por sinal foi o MAIS caro de toda a minha vida.

US$ 37,5 POR DUAS PROMOÇÕES.(paguei em dólar pq lá não aceitava cartão e a conversão foi de US$1=NOK5) ::hahaha::::hahaha::::hahaha::::hahaha::::hahaha::::hahaha::

 

Mas vejam só, nessa época do ano os museus lá ficam abertos das 11 as 15 ! Não sei se é pra rir ou pra chorar, mas o jeito foi apenas andar mais ... andamos na área do de Bryggen.

“Na margem direita do porto, está o Bryggen, um conjunto de casinhas medievais tortas e com escadinhas que balançam a cada pisada. O Bryggen formava o antigo centro de comércio da cidade, onde os barcos atracavam e foi nomeado patrimônio histórico pela UNESCO”.

 

Já não tinha mais NADA pra fazer. As lojas eram caríssimas, mas mesmo assim fomos as compras, NO RIMI, um supermercado lá que fez a alegria do bolso... compramos muitas coisas :)

NOK 148

e o dia já tinha acabado pra gente. Existia a opção de subir também o Mount Ulriken que é bem mais alto que o Mount Floyen, mas tava chovendo e muito frio então fomos poupar energias. Foi o dia mais calmo de toda a viagem. A noite geou/nevou de leve e o telhado ficou branquinho.

 

Dia 05 de maio,sábado – 4º DIA

Norway in a Nutshell day (Noruega)

 

Um dos dias mais esperados chegou... Dia de Norway numa Casta de Noz... ::otemo::::otemo::::otemo::

Fantástico e não se esqueça de levar sanduíches e coisas pra beber porque é um passeio obrigatório e que leva o dia inteiro.

O barato desse passeio é justamente a vista.

Vou tentar resumir um pouco do que vimos

 

A gente chegou à estação de trem lá em Bergen pra pegar os tickets com uma certa antecedência. Esse é um passeio e não um tour guiado. Ou seja, ninguém fica de babá de você. Você tem os tickets pra chegar a cada lugar e só. Não precisa seguir a ordem, tanto que a gente mudou a nossa. Boa sorte! O máximo que recebe é um folheto com os horários.

Fizemos BERGEN – VOSS – GUDVANGEN – FLAM – MYRDAL (se fizer NESSA ORDEM, siga as minhas dicas abaixo)

MUITA ATENÇÃO AO ESCOLHER O LUGAR, PROCURE JANELAS LIMPAS ou se for o caso LIMPE A JANELA ANTES !!! depois vocês vão entender o motivo.

 

Saímos de Bergen de trem rumo a Voss (sentar na ESQUERDA)... De lá pegamos um ônibus rumo a Gudvangen, simplesmente um passeio fantástico (sentar na DIREITA, preferencialmente na frente e com acesso também a parte ESQUERDA). O ônibus, depois de um tempo, vai descendo a montanha numa ladeira que você jura que não passaria nem se fosse uma bicicleta e é TODA em curva. O desespero bate e ao mesmo tempo é amenizado com aquela vista INCRÍVEL. Uma foto vale mais que mil palavras.

O tempo foi o nosso companheiro porque fez sol durante praticamente todo o passeio.

 

Chegando a Gudvangen pegamos o barco (vá ao banheiro e tire foto com a placa inusitada) que parte num passeio inesquecível pelos fjordes rumo à cidade de Flam. Que maravilha, quantos pássaros, quanta natureza. Casinhas perdidas no meio do nada. Minha mãe até deu comida para os pássaros...

 

 

Em Flam desembarcamos e ficamos nas lojinhas, tinha opção de almoço lá também, mas tínhamos levado nosso próprio lanche. Tudo muito muito caro.

Algum tempo depois é a parte de pegar o famoso trem FLAMSBANA rumo a Myrdal. É muita emoção, SENTAR OBRIGATORIAMENTE NA DIREITA (vale lembrar que isso é o trem saindo de FLAM a MYRDAL, se o seu trajeto for diferente, repense a situação). Nessa parte eu sabia que tinha que limpar a janela e fui copiado por muitos outros passageiros. ::lol3::::lol3::::lol3::

 

vejam o vídeo. que coisa mais linda...

 

 

upload/galeria/fotos/20120526124500.JPG

upload/galeria/fotos/20120526124649.JPG

upload/galeria/fotos/20120526124820.JPG

upload/galeria/fotos/20120526124930.JPG

 

20120526125125.JPG

 

20120526125319.JPG

 

upload/galeria/fotos/20120526125740.JPG

upload/galeria/fotos/20120526125922.JPG

 

20120526130501.JPG

 

upload/galeria/fotos/20120526130654.JPG

upload/galeria/fotos/20120526130941.JPG

upload/galeria/fotos/20120526131312.JPG

upload/galeria/fotos/20120526131531.JPG

upload/galeria/fotos/20120526131648.JPG

 

Nunca passei por tantos túneis na minha vida, todos cavados a mão! Um sol escaldante, um lugar lindo. O trem vai subindo a montanha e tudo fica cada vez mais e mais lindo até que DO NADA a neve aparece e quanto mais ele sobe mais neve aparece. Sei que teve uma hora que ele faz uma parada de 5 minutos pra sairmos e tirarmos fotos em uma cachoeira e começou a nevar. Minha mãe gritava para eu por o casaco mas eu já saia em todas as viagens com aquele maldito casaco que fiquei sem nada :)

Chegamos a Myrdal no meio de muita neve e, depois de algumas fotos, pegamos o trem direto para Bergen e de lá direto para o RIMI comprar nossa janta (NOK 45) e dai para a cama ver as fotos maravilhosas do dia.

 

Existe a possibilidade de pernoitar em alguma cidade mas eu particularmente acho desnecessário. Vi pessoas que reclamaram da ausência do que fazer e da dificuldade de se locomover em povoados quase inabitados.

 

Irei passar alguns links para consulta onde colhi informações:

http://brenob.wordpress.com/2007/07/22/bergen/

http://drieverywhere.net/categoria/viagens/noruega/

http://jrviajando.blogspot.com.br/2011/07/louco-por-fiordes.html

 

Resumo do dia, valeu CADA centavo. ::hãã2::::hãã2::::hãã2::

 

Dia 06 de maio,domingo – 5º DIA

Bergen e Stavanger (Noruega)

 

upload/galeria/fotos/20120526123536.JPG

 

Acordando preparamos tudo e resolvemos partir para o último tour na cidade (com malas mesmo) pra ver se pegávamos algum museu aberto naqueles horários aleatórios. Depois do checkout, descemos para o centro com muita geada na cabeça... Eram bolinhas congeladas e neve que deixou tudo branquinho em questão de segundos. Do nada o sol abriu, derreteu tudo e a festa acabou.Ainda tentamos deixar as malas no guarda volumes da TIDE (empresa que tem o Flaggrutten, tipo um barco que ia nos levar mais tarde a Stavanger), mas estava ainda fechado. Domingo é tudo complicado.O dia estava mais bonito e fomos andar novamente no Mercado do Peixe para comprar algumas besteiras (minha mãe queria pratos – daqueles de empendurar nas paredes – de todos os lugares) e na área de Bryggen.

 

Como o tempo era nosso aliado, resolvemos ver como os comerciantes daquele Porto ali vivia antigamente e enfim achamos um museu aberto porque o que Bryggen não estava.

Mais algumas fotos em Bergen

upload/galeria/fotos/20120526123750.JPG

upload/galeria/fotos/20120526123941.JPG

upload/galeria/fotos/20120526124107.JPG

 

Hanseatic Museum (Hanseatisk)

É um museu muito pequeno, mas tem o seu charme (e o seu preço também) NOK 60 por pessoa que nada mais é que uma grande casa com retoques de épocas mais remotas de Bergen. Mostram as caminhas, os quartos e o modo de como esses comerciantes todos viviam por lá, uma região que hoje parece viver do mar e do turismo.

 

De lá partimos para pegar o Flaggrutten da Tide rumo a Stavanger. É confortável e, apesar de pensar que ficaria enjoado, não fiquei. A viagem é longa então deu pra dar uma relaxada e ver muito mar e alguma chuva (pra variar).

 

Chegando a Stavanger, mapa na mão e subimos uma ladeira básica rumo a nossa hospedagem, Stavanger Bed & Breakfast.

É um lugar bem localizado e razoavelmente barato. Bem parecido com um albergue porque o pessoal fica socializando na sala, principalmente a noite quando é serviço free waffles e geléia. O café da manha também é bom e conta com diversas opções. O wi-fi deixou muito a desejar, tínhamos que fazer malabarismo no quarto para captar o sinal.

Fomos dar uma voltinha em Stavanger e conhecer a cidade. O lugar é uma graça (vale a pena entrar na Igrejinha,fomos na terça). Mas é claro que como era domingo, tudo estava fechado. Fomos jantar num italiano que, por sinal, foi um dos melhores pratos que comi na viagem. Aquele macarrão era divino. NOK 297 para duas pessoas.

 

upload/galeria/fotos/20120526140816.JPG

upload/galeria/fotos/20120526140944.JPG

upload/galeria/fotos/20120526141047.JPG

upload/galeria/fotos/20120526141151.JPG

upload/galeria/fotos/20120526141322.JPG

upload/galeria/fotos/20120526141454.JPG

upload/galeria/fotos/20120526141630.JPG

 

De volta ao albergue para preparar tudo para o dia seguinte em Preikestolen, ainda aproveitamos a hora do free waffle... uhnnnnn

 

Dia 07 de maio,segunda – 6º DIA

Stavanger e PREIKESTOLEN (Noruega)

 

20120608203332.jpg

 

Hoje é o dia. Fomos informados que as trilhas para Preikestolen só abriam nessa época do ano, contudo, o pessoal do albergue tava falando que já tinha transporte disponível para ir. Mas preferi alugar um carro já que tentaríamos no dia seguinte ir a Kjeragbolten (vou antecipar logo que não fomos).

Alugamos o carro na Hertz que fica na Olav’s Gate, bem perto do hotel e atrás da estação de trem de Stavanger, não tem erro. O preço que foi bem salgado para duas diárias e o carro era o Fábia, bem simples, mas confortável. Já sabia que não teria GPS, mas e daí? Caímos de cara na estrada e até balsa tem que pegar. Optamos ir via Lauvik Oannes (caminho mais longo, mas mais bonito e com menos tempo na balsa) e voltamos via TAU (viagem de balsa mais longa). De qualquer forma o trajeto total (considerando a balsa) deve dar uns 60km o trecho.

O trecho dos ferrys para quem ia de carro + duas pessoas - Lauvik Oannes (ida) NOK 89 e Tau Stavanger (volta) NOK 177

A estrada é bem sinalizada e conta com algumas placas de Preikestolen. Contudo, a estrada é bem colada uma na outra e você conta inúmeras ovelhinhas no caminho.

Ao chegar em Preikestolen paramos o carro num estacionamento automático (que você paga na volta, pagamos com o cartão – NOK 100) e começamos a subida. O sol ainda estava a pino. ::mmm:::mmm:::mmm:::mmm:

O trejeto total de subida é de 4km (na volta tem mais 4km, obviamente) e é quase todo formado por pedras. Achei tranqüilo, até pela sinalização de “T’s” grandes e vermelhos que pintaram nas pedras, sinalizando o caminho, mas mesmo assim fui com calma acompanhando minha mãe. Levamos 2 hr e 15 cada trecho, mas da pra fazer mais rápido. O que é bem instável por lá é o tempo. Na subida, do nada o tempo fechou começou a cair aquelas boninhas congeladas e depois nevou MUITO. Quando estávamos a 1km de distância, minha mãe queria parar porque outras pessoas estavam parando com medo da neve. De jeito nenhum né?!!! Continuamos e, quando estávamos quase quase chegando, o sol abriu.

Uns videos nossos para divertir a galera e ver um pouco do perrengue, chuva, sol e neve que pegamos ...

 

 

 

 

QUE LUGAR INDESCRITIVEL que valeu CADA ESFORÇO DA SUBIDA E DA DESCIDA. Foda foda foda foda foda !!! ::hahaha::::hahaha::::hahaha::::hahaha::::hahaha::

Mas eu assumo, é tanta pedra que se você não for com calma poderá levar um belo tombo como nós 2 levamos em momentos distintos. Eu não tava nem ai, queria só proteger a máquina que estava na minha mão. Não esqueça de levar comida e líquido, é claro. Lá não tem nada e você vai precisar. Tinha gente até fazendo “churrasquinho” lá em cima. Na volta pegamos muita chuva e mais bolinhas congeladas na cabeça, e lá embaixo, lá estava ele de novo... O SOL ! vai entender ...

PS: Esse é um dos lugares que subir é tão difícil quanto descer.

 

 

 

20120526132130.JPG

upload/galeria/fotos/20120526132410.JPG

upload/galeria/fotos/20120526132711.JPG

upload/galeria/fotos/20120526133054.JPG

upload/galeria/fotos/20120526133324.JPG

upload/galeria/fotos/20120526133713.JPG

upload/galeria/fotos/20120526133928.JPG

 

20120526134157.JPG

 

upload/galeria/fotos/20120526134351.JPG

 

20120526134649.JPG

 

upload/galeria/fotos/20120526134836.JPG

 

20120526135035.JPG

 

upload/galeria/fotos/20120526135222.JPG

upload/galeria/fotos/20120526135630.JPG

upload/galeria/fotos/20120526135921.JPG

upload/galeria/fotos/20120526140228.JPG

upload/galeria/fotos/20120526140559.JPG

 

O dia realmente foi recompensador, mas era hora de pensar no próximo dia. Ir ou não a Kjeragbolten? Estávamos muito cansados e com as pernas doendo. O melhor era dar um dia de intervalo pelo menos já que Kjerag exige BEM mais (mas eu queria tanto). ::tchann::::tchann::

 

Comemos no Burguer King (NOK 156 para duas pessoas) e depois fomos socializar com o delicioso free waffle com geléia de morango =)

 

Uma dica de link de quem foi a Preikestolen e Kjeragbolten. Atenção, ESSE RELATO É INCRÍVEL !!!

escandinavia-noruega-suecia-e-dinamarca-t53564.html#p565325

 

Dia 08 de maio,terça – 7º DIA

Stavanger e Trem rumo a Oslo (Noruega)

 

A melhor coisa que fizemos foi desistir de Kjeragbolten. Choveu o dia inteeeeiro. Aproveitamos que estávamos com carro e fomos rodar. ::hein:::hein:

Mas rodar SEM GPS numa cidade que não tem sinal de transito é complicado,. Pra onde ir? Onde estamos? Eram perguntas freqüentes ainda mais debaixo de uma chuva torrencial. Tudo nesse dia parecia dar errado. Mas valeu o passeio de carro. Quando enfim achamos alguma coisa entramos num Museu de Arqueologia de Stavanger ... (50 NOK por pessoa) Não é dos piores mas definitivamente não é dos melhores. De lá descobrimos um shopping e ficamos rodando por lá tendo em vista que tava difícil continuar andando naquela chuva. Minha mãe aproveitou para comprar algumas coisas para a casa (uma das poucos artigos mais baratos que no Brasil) e almoçamos num italiano. NOK 105 um prato e duas pessoas comendo ahahahah !!! ::tchann::::tchann::

 

Enrolamos até não mais poder e fomos devolver o carro o que foi quase uma aventura. O estacionamento da Hertz é bem difícil de encontrar e não tem placa alguma. Chegando lá, roubamos o wifi de alguém e ficamos curtindo a chuva cair. Dando a hora, fomos a estação de trem esperar nosso trem para Oslo. Adivinha? Banheiro é pago. Fui rodar a cidade atrás de um banheiro porque eu não tava mais afim de deixar dinheiro naquele lugar e fui no burguer king usar o banheiro e no 7eleven comprar nossa “janta”. (NOK 95) A viagem ia ser longa mas foi bem tranqüila. Os trens da NSB podem não ter cadeiras que deitam mas são super confortáveis, dão travesseirinho, cobertor e protetor de ouvido, além de ter wifi. Mas eu tava com sono então dormi a noite toda. :lol:

 

PS: O RELATO SEGUE NA PRÓXIMA PÁGINA

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara.. ta ótimo seu relato muito bom.... Parabéns...

essa parte de gastos deu uma ideia doque esta por vir... kkkkk

me fala uma coisa essa camera que vc levou ela é profissional??? qual o modelo?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Leandro. eh a Canon T3i

Fantastica.... Aproveitei q um amigo tava indo pros EUA no inicio do ano e encomendei na amazon por 999 dolares um superkit c mil apetrexos e lentes... Aqui daria facil facil mais q cinco mil reais

O video sai INCRIVEL

Futuramente vou ver se dou um up em alguns videos da viagem, como por exemplo no do metro de moscow q eh fantastico

 

Abracos e obrigado

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Leandro. eh a Canon T3i

Fantastica.... Aproveitei q um amigo tava indo pros EUA no inicio do ano e encomendei na amazon por 999 dolares um superkit c mil apetrexos e lentes... Aqui daria facil facil mais q cinco mil reais

O video sai INCRIVEL

Futuramente vou ver se dou um up em alguns videos da viagem, como por exemplo no do metro de moscow q eh fantastico

 

Abracos e obrigado

 

Valew.. também estou interessaado numa profissional a Nikon d5100, ta meio cara a ideia era compra em Berlim.. mas vou passar lá depois da Noruega : (, com relção a stavanger já que vc indicou.. tem como ir até lá, digo até a pulpit rock de trem ou outro meio?? ou preciso necessariamente alugar carro???

Valew.. estamos esperando o resto do relato..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O resto do relato vou postando. Mas n escrevi mais nada ainda. Mto provavelmente postarei mais no prox fds ...

Da p ir p pulpit de meio como onibus por exemplo.... Tem q se informar dos horarios. Entre na pagina de informacoes turisticas de stavanger e manda email

N eh toda epoca do ano q tem ... ::essa::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

To rindo muito com o seu relato, muito legal mesmo. Amanha iremos para kigjerabolt depois eu conto como foi, ah vc ainda foi a restaurante, nos estamos que nem os locais, só no pic nic, mandando ver na farofa!!!!kkk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

hauhuaauhau eu que to rindo de vc Paula. A gente também fez muito

Aproveite Kjerag por mim, que invejinha. Mtas fotos hein

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...