Ir para conteúdo

Passeios e gastos no Perú (Cusco, Machu Picchu, Cañon del Colca, Nazca, Ica, Huacachina e Paracas)


Posts Recomendados

  • Membros

(VIAGEM OCORRIDA ENTRE 26/05 E 08/06/12)

 

Mais uma vez, devido à grande quantidade de tópicos sobre os lugares supracitados, vou colocar apenas os preços, dicas de alguns passeios e lugares a visitar.

Obs.: Todos os preços são POR PESSOA, exceto as hospedagens (que era diária do quarto) ou quando explicado adiante.

 

 

 

*** CUSCO, VALLE SAGRADO E MACHU PICCHU ***

 

- Aluguel de moto (Tornado 250cc, na Calle Plateros 399). Eles entregam com tanque vazio e você devolve também vazio. Usamos para fazer o Valle Sagrado + Salinas de Maras + Moray: 80 soles a diária;

 

- Ingresso do Valle Sagrado: Custa 70 soles com direito a 4 sítios, válido por 1 dia. Outra opção é o ingresso de 130 soles que dá direito a todos os sítios arqueológicos e museus de Cusco (16 lugares no total), válido por 10 dias;

 

- Entrada nas Salinas de Maras: 5 soles;

 

- Hospedagem Cusco: nos primeiros 2 dias em Cusco ficamos no albergue "El Tuco", a USD 30 a diária em quarto de casal com banheiro privado e café da manhã. O albergue é bem simples, mas é limpo e o dono (Coco) é super gente fina. Fica a 10 minutos da praça de armas (queríamos distância da muvuca e barulheira). Na volta da trilha Salkantay não havia vagas lá e, após indicação do Coco, ficamos no "Southern Comfort", a 50 metros do "El Tuco" e pelo mesmo preço. Esse albergue é sensacional. Quarto muuuuito grande, limpo, ducha quentinha, café da manhã impecável, com direito a suco de laranja NATURAL e panquecas (feitas na hora!)

 

 

 

*** TRILHA SALKANTAY ***

 

DICA: Além de comidinhas para a trilha (bolachas, barra de cereal, chocolate, etc.) leve pastilhas de purificação de água ou prepare o bolso. Uma garrafa de 2 litros de água mineral varia entre 7 e 9 soles nas vendinhas do caminho;

 

- Trilha Salkantay (passeio guiado com todos os transporte e refeições incluídos + ingresso Machu Picchu): Os preços começavam todos em USD 230 por pessoa. Fechamos o nosso por USD 165 sem o último trem, pois já havíamos comprado à parte;

 

- Termas em Santa Teresa: 15 soles (10 da van + 5 das termas);

 

- Ônibus de Águas Calientes a Machu Picchu (não incluído no pacote da trilha): USD 9 por trecho ou USD 17 ida e volta. Pode-se fazer o trajeto caminhando.

 

PROBLEMA I: Caso faça o pacote, fique esperto em qual albergue vão te colocar em Águas Calientes. O nosso foi um tal de "Hostal Choquequirao", onde também há um restaurante. Simplesmente um lixo, cheirando a mofo e muito sujo! Certamente não foi o da foto que a agência nos havia mostrado. ::bad::

 

PROBLEMA II: Nos deu muita raiva e dor de cabeça ::grr:: ser informados pelo nosso guia em Águas Calientes, às 22hs, que a agência não havia comprado nossos ingressos para Machu Picchu. Os guias não são funcionários da agência, na verdade eles montam turmas de diversas agências distintas. De qualquer forma ele era o meu único contato, mas não resolveu o problema. No final das contas não pudemos acompanhar nosso grupo na subida para Machu Picchu, pois tivemos que comprar os ingressos na manhã seguinte e subimos de ônibus para não perder a visita guiada. Na volta para Cusco, com a ajuda do Sr. Coco, voltei na agência e imediatamente nos devolveram o valor correspondente aos ingressos. O nome da agência era URPIS TOUR.

 

 

 

*** AREQUIPA ***

 

- Ônibus de Cusco para Arequipa: 126 soles, assento cama pela Cruz del Sur. Existem empresas que fazem o trecho pela metade do preço, mas como era uma viagem longa (10hs), decidimos não abrir mão do conforto;

 

- Museus: O tempo e a grana estavam curtos, então não ficamos em Arequipa. Os museus estavam na faixa de 20 soles (ex.: p/ ver a Múmia Juanita).

 

 

 

*** CHIVAY ***

 

- Ônibus de Arequipa para Chivay: 14 soles c/ taxa de embarque;

 

- Boleto turístico do Cañon del Colca: 40 soles para sulamericanos;

 

- Hospedagem: Em Chivay ficamos no albergue "Los Portales". Conseguimos fechar por 45 soles, quarto de casal com banheiro privado. Muito bom, quartos amplos e limpos. O local é anexado a um restaurante que serve almoço buffet a 25 soles (muita variedade e muita comida boa);

 

- Mirador do Condor: Fuja das agências! É possível ir ao Mirador do Condor em um ônibus circular usado pelos nativos, custa 4 soles. Um sai às 5hs e o outro às 7hs30. Pode-se pegar o mesmo ônibus na volta ou usar as vans. Ficamos quase 3hs esperando os condores, mas enfim eles saíram; é algo indescritível.

 

Na volta pegamos uma van que parou em Chivay para almoço e de lá direto para Arequipa. Custou 20 soles, valeu a pena! No caminho eles ainda pararam umas 3 ou 4 vezes rapidamente para tirarmos fotos das centenas de lhamas, alpacas e vicunhas que ficam na margem da estrada.

 

 

 

*** NAZCA ***

 

- Ônibus de Arequipa para Nazca: 70 soles, assento cama pela Andorinha Taurus Bus;

 

- Vôo sobre as linhas de Nazca: USD 130 + 25 soles de taxa aeroportuária. Em virtude da pressa pagamos caro! Pesquisando e pechinchado mais, certamente consegue-se chegar nos USD 100. Mesmo assim valeu a pena!

Obs.: As agências vêm com um papo de "3 tipos de vôo e bla bla bla...". Isso é tudo lorota, eu acho que todos fazem o mesmo trajeto, é só para arrancar mais dinheiro do turista desavisado!

 

Chegamos em Nazca +/- às 7hs, fizemos o vôo e fomos embora. Não há muito que fazer lá. Eu queria conhecer também o cemitério Chaullila, mas estavam cobrando muito caro. De novo, pela pressa, não procurei ônibus circulares que fossem até lá.

 

 

 

*** ICA e HUACACHINA ***

 

- Ônibus para Ica: 10 soles pela Soyuz, lata velha com rodas. Mas é uma viagem curta, dá para encarar;

 

- Táxi até lagoa de Huacachina: 6 soles. Lugar DEPLORÁVEL! Sujo, fétido, descuidado; típico lugar turístico. :oops:

 

- Hospedagem Huacachina: Ficamos hospedados no albergue "Casa de Arena". Não gostamos do lugar, mas o taxista, claramente in$$entivado pelo donos do muquifo, ficou com desculpas que outros lugares eram piores (queríamos ao menos ver o tal "Hostel Bananas"). Esse "Casa de Arena" é horrível, pelo menos para quem quer relaxar. Estava abarrotado de israelenses baderneiros, fumando e bebendo o tempo todo! À noite a música alta rola solta até as 5hs da matina. Sem contar que o quarto estava repleto de poeira e areia, o chuveiro era apenas morno e a cama de casal era horrível. Não lembro do preço em soles porque pagamos em dólar, junto com o passeio de bugue nas dunas que custava 30 soles por cabeça. No final a diária mais os passeios de bugue + sandboard ficou em USD 42. Nossa intenção era ficar os 3 dias restantes das férias ali, apenas relaxando e tomando uma cervejinha gelada, mas o lugar era tão lastimável que saímos na manhã seguinte. "Felizmente" foi a única decepção de toda a viagem, conseguiu superar até o problema da agência da trilha Salkantay em Cusco.

 

- Vinícolas: Em Ica aproveitamos para conhecer algumas vinícolas fabricantes de pisco e vinho. Pegamos um taxista mesmo, saiu meio carinho (50 soles) mas ele rodou conosco umas 3 horas levando para vinícolas e nos esperando do lado de fora. Interessante para conhecer o processo de produção da bebida, sendo que no final tem sempre uma degustação na faixa, hehehe! Em uma delas pagamos 5 soles de entrada.

 

 

 

*** PARACAS ***

 

Tendo então "sobrado" 2 dias, fomos a Paracas, que não estava nos planos.

 

- Ônibus de Ica para Paracas: 20 soles (as únicas empresas que fazem Paracas direto são a Cruz del Sur e Oltursa, por isso o preço caro. As demais vão até Pisco ou te deixam na Rodovia Panamericana, sendo necessário então tomar um táxi ou torcer para passar uma van);

 

- Passeio de barco para Islas Ballestas: 30 soles + 6 soles de taxa portuária;

 

- Hospedagem Paracas: Albergue Islas Ballestas, 45 soles a diária em quarto de casal com banheiro privado. O local é bem simples, nosso quarto tinha vista para o mar e também havia TV a cabo;

 

DICA: Saindo de Paracas, as únicas empresas de ônibus sentido Lima são Oltursa e Cruz del Sur, a 45 soles. No nosso caso, pegamos uma van até Pisco por 3 soles + 1 sol em outra van até a Panamericana e de lá passam os ônibus da Soyuz para Lima a cada 30 minutos. O ônibus da Soyuz custou 15 soles.

 

 

 

*** LIMA ***

 

Não posso falar muito de Lima, pois apenas pernoitamos e não passeamos muito pela cidade. A única coisa que deu para perceber é que Lima é uma cidade muito cara para tudo!

 

- Hospedagem: Ficamos no bairro Miraflores, no albergue Lion Backpackers a 32 soles por cabeça em quarto compartilhado, bagunçado e sujo. O banheiro também era bem decadente e a lâmpada estava queimada.

 

O táxi de Miraflores até o aeroporto nos custou 30 soles.

 

 

 

Bom, em resumo é isso. Procurei focar mais nos preços atualizados, mas qualquer dúvida será um prazer ajudar!

 

Abrazo e boas viagens!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 25
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

Cara,

 

Ica propriamente dita não tem muita coisa para se fazer. Eu visitei as bodegas de pisco e vinho rodando com um taxista.

 

No caso do Oásis/Lagoa de Huacachina, talvez eu tenha odiado o lugar pelo fato de ter criado uma expectativa muito grande. Eu estava no final da minha viagem de 14 dias pelo Peru e planejei ficar os 2 ou 3 últimos dias lá, descansando. Mas a tal Huacachina é uma zona. O lugar é muito sujo, fedido, nota-se que está literalmente largado! Eu procuro fugir de locais onde imperam as hordas de turistas que, para mim, são diferentes de "viajantes" (tanto é que optei por chegar a Machu Picchu antes das 6hs). Para piorar, minha intenção de relaxar se foi completamente no albergue onde fiquei, Casa de Arena. Eu até fiz um passeio de bugue (30 soles por cabeça) e isso incluía também umas descidas em prancha de sandboard, mas foi só.

 

Se você for solteiro e festeiro, talvez aproveite mais do que eu, hehehe! ::otemo::

 

Espero ter ajudado, boa viagem!

 

Abrazo!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros
É, entendo que muita gente vá pra lá mesmo para descansar...

Pois é, enquadro-me nesse perfil de solteiro e festeiro, espero que eu goste mesmo uahuahua

 

abraços e parabéns pelo relato!!!

 

Tava lembrando do relato do Helderzito falando que em fevereiro, quando fez a trip dele, o que mais o surpreendeu positivamente foi justamente huacachina com o sandboard e o hostel, justamente o Casa de Arena, no caso dele era Casa de Arena II, mas deve ser o mesmo pq o casa de Arena I é em Arequipa se não me engano. Segundo ele foi o melhor hostel de toda a viagem, chuveiro bem quente, café da manhã farto e diverso e td muito limpo...

 

Ai fiquei pensando...vou com minha namorada e mais uns casais de amigos, somos festeiros ,mas ninguém é solteiro. Tenho boas expectativas de todos os lugares por onde vou passar, sei que algum stress vai acabar rolando em algum lugar e provavelmente por motivo torpe, mas acredito que o mais importante não é estar solteiro, casado, querendo paz ou balada... o que importa é o que você vive e aprende...afinal segundo John Steinbeck: "As pessoas não fazem viagens, são as viagens que fazem as pessoas.”

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros
É, entendo que muita gente vá pra lá mesmo para descansar...

Pois é, enquadro-me nesse perfil de solteiro e festeiro, espero que eu goste mesmo uahuahua

 

abraços e parabéns pelo relato!!!

 

Tava lembrando do relato do Helderzito falando que em fevereiro, quando fez a trip dele, o que mais o surpreendeu positivamente foi justamente huacachina com o sandboard e o hostel, justamente o Casa de Arena, no caso dele era Casa de Arena II, mas deve ser o mesmo pq o casa de Arena I é em Arequipa se não me engano. Segundo ele foi o melhor hostel de toda a viagem, chuveiro bem quente, café da manhã farto e diverso e td muito limpo...

 

Ai fiquei pensando...vou com minha namorada e mais uns casais de amigos, somos festeiros ,mas ninguém é solteiro. Tenho boas expectativas de todos os lugares por onde vou passar, sei que algum stress vai acabar rolando em algum lugar e provavelmente por motivo torpe, mas acredito que o mais importante não é estar solteiro, casado, querendo paz ou balada... o que importa é o que você vive e aprende...afinal segundo John Steinbeck: "As pessoas não fazem viagens, são as viagens que fazem as pessoas.”

 

 

É verdade, também concordo com você...

É essa a ideia mesmo, curtir e ter uma grande expectativa de todos os lugares, afinal se não tivessemos não teria porquê razão passarmos por lá hehehe

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros
É, entendo que muita gente vá pra lá mesmo para descansar...

Pois é, enquadro-me nesse perfil de solteiro e festeiro, espero que eu goste mesmo uahuahua

 

abraços e parabéns pelo relato!!!

 

Tava lembrando do relato do Helderzito falando que em fevereiro, quando fez a trip dele, o que mais o surpreendeu positivamente foi justamente huacachina com o sandboard e o hostel, [...] segundo John Steinbeck: "As pessoas não fazem viagens, são as viagens que fazem as pessoas.”

 

Caros,

 

eu tb concordo, apenas quis mencionar que PARA MIM, foi meio q decepção pq ñ curto balada e eu esperava encontrar um local de sossego. Mas é claro, é mto do perfil de cada um! O pouco que fiquei em Huacachina eu aproveitei ao máximo (sandboard, passeio de tubular "bugue" e um das melhores refeições q tive em td a viagem). E por outro lado foi bom, pois acabei indo a outro lugar q ñ estava nos planos (Paracas), q tb é mto bacana!

 

Abrazos!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros
Você pegou algum mapa para fazer Valle Sagrado + Maras + Moray de moto, ou foi somente por indicação?

 

Na própria locadora me entregaram 2 mapas explicando. Mas é mto tranquilo, a estrada é bem sinalizada em tds os pontos turísticos (q é caso do Valle Sagrado). Salinas de Maras tb é bem fácil de achar, tem placas na estrada.

Moray eu me perdi pq num determinado momento da estrada de terra ela bifurca. Havia uma placa apontando para baixo, porém ela estava na parte de cima da bifurcação. Acho q rodei quase 2 kms qdo encontrei uma senhora e lhe perguntei se aquele era o caminho de Moray. Ela ñ falava espanhol e apenas disse "bajo, bajo". Voltei até a bifurcação e peguei a direita (descendo). Aí foram mais uns 2 kms, heheh!

 

Fora isso foi td tranquilo, pode alugar q vale mtoooooo a pena! Nada melhor do q parar onde quiser p/ tirar boas fotos ou simplesmente ficar apreciando o visual, sem nenhum vidro entre vc e o ar! ::otemo::

 

Abrazo!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...