Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Bolívia, Chile e Peru - 30 dias inesquecíveis


Posts Recomendados


  • Respostas 593
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Hola chicos de Brasil!!!   Vou relatar minha experiência nesse tradicional mochilão entre Bolívia Chile e Peru que aconteceu entre os dias 01 e 30 de junho. Lembrando que o fato de ser comum

Em 2022 farei essa viagem novamente. Bolívia, Chile e Peru, 10 anos depois. Aguardem.

Olha ai Sorrent, depois de 8 anos, o relato ta bombando ainda!!!! hahahaha Melhor relato do mochileiros!!! hahaha Top

Posted Images

  • Membros
Valeu Sorrent pelas dicas.

Quanto a MP, pra subir na Wayna Pichu precisa reservar com antecedência, ou dá pra acertar direto com a agência estando em Cusco?

 

vlw ::otemo::

 

 

Dá pra fazer os dois, parece que dá pra reservar pela internet mas tb pode ser pela agência. eu não consegui subir o Wayna pois tava tudo esgotado por causa do Inty Raimy.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Mais uma duvida:

Quanto a carregar eletronicos durante a noite, eu fiquei em um hostel em SP nos ultimos 2 dias e lá tinha uma tomada dentro do armario, entao da pra deixar carregando lá dentro durante a noite, e nesses lugares q vc foi como é?

E tbm quanto a computadores nos hostels, eles tem algum pra poder passar fotos e videos pro hd externo (quero filmar bastante, mas tbm tirar diversas fotos).

E em dezembro-janeiro vc axa q é uma boa época pra ir, ouvi um pessoal dizendo q tem muito chuva aí já daria certos problemas com locomoção e tal?

E por fim (já foram diversas perguntas :D), nessa época (dezembro-janeiro) vc axa q dá pra ir q nem vc, sem reservar praticamente nada e fazer isso tudo lá, principalmente hostels e passeios pagos??? (Considerando q com a teoria do fim do mundo nesse ano, é bem provavel q muitas pessoas de diversas nacionalidades irão pra lá na msm epóca, acredito eu). To na terceira pagina do topico ainda mas to axando bem completo. Vlw mais uma vez pela ajuda..

ahh e no Peru precisa do passaporte msm?? Eu achava q por toda essa parte da américa do sul só era necessário a identidade.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Rutka,

Que perrengue hein rs, vc foi guerreiro de ir pra esse passeio punk despreparado, mas

deve ter valido a pena mesmo assim, só pelo fato de vc conhecer seus limites. ::tchann::

Teoricamente as outras pessoas do passeio estavam mais preparadas que vc pq eles devem ter dormido mais, porém eles também desistiram, não completaram

Por isso imagio que além de um preparo físico, exige certo preparo mental, como disse o brother ali de cima.

Além de roupas técnicas, é claro.

 

Vou passar em Arequipa daqui uns dias, daí vamos ficar nesse impasse de escolher entre El Misty / Colca / Escalada / Rafting

Parabéns pelo relato do El Misty. Foi bem esclarecedor! ::otemo::

 

Hahah, nem me fale! Mas com certeza valeu sim.. se o guia me falasse q faltava 1 hora eu teria feito um esforço maior, mas 3 horas era impossível..

Quanto ao pessoal eles também não aguentaram mesmo, de certa forma me supreendi com Felix, pois ele estava muito bem! A esposa dele também.. enfim, acontece né! Acho que é um pouco a questão da mente mesmo, pq tem que encarar com tudo!! E Obrigado! ::otemo::

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Oi Rafa!!!

Meooo que relato bom demais de ler!!!

Eu particularmente tava total interessada na parte de SPA (que viajo agora em outubro pra lá)... mas agora deu vontade de ir pra Bolívia e Peru tb!!!

Parabéns!!

Dúvida: carteirinha de vacina internacional pra SPA é necessário??

bjs!!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

Parabéns pelo relato!

 

Começei a ler, e não consegui parar..rs li até o este último post!! Pretendo fazer essa trip em julho ou agosto próximo!!

 

Quanto ao mal da altitude, não teve problemas com isso? Você postou as fotos da sua trip em algum site, ou blog, ou face? eu gostaria de ver :) algumas fotos não consegui visualizar aqui no tópico.

 

abraço!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

13° Dia - Nazca x Paracas

 

Chegamos bem cedo em Nazca, o dia ainda começava a clarear. Alguns queriam fazer o sobrevoo das linhas mas não tinham nada agendado, na verdade nem sabíamos onde ir. andamos umas duas ou três quadras e com esse monte de mochilas, estava na cara que éramos turistas e logo chegou um senhor e começou a nos oferecer passeios, hostel, etc. Explicamos nossa situação e ele fez uma proposta interessante, se fechássemos o passeio do voo com ele, poderíamos utilizar as dependências do hotel e pagar apenas 5 soles para deixar as mochilas guardadas. Não queríamos aceitar a primeira proposta mas como estava cedo, tudo fechado, não tivemos muita escolha. Fomos com ele ver o hotel e gostamos do lugar. Embora não fossemos utilizar nenhum quarto, queríamos ver antes. Guardamos nossas mochilas e queríamos comer algo mas não encontramos nehum lugar aberto que desse pra ficar então o cidadão disse que podíamos usar o terraço do hotel para comer. Saímos e na mesma rua encontramos um mercadinho aberto e compramos algumas besteiras para o café. Comemos no último andar do hotel com uma visão privilegiada da cinzenta Nazca e depois que terminamos, voltamos para conversar com o senhor X (como não lembro o nome dele, vou chamá-lo de X hehehe) sobre os preços do passeio.

Os interessados em fazer o voo, eram o Saulo, Adriano e Beatriz e como não participei muito da conversa, não sei quais foram os preços, talvez o Adriano possa contar melhor sobre isso. Só sei que o Sr. X insistia que os preços eram tabelados e que você podia ir em qualquer lugar que não iria encontrar por menos. Nessa indecisão toda, X nos ofereceu outro passeio para nós que não iríamos fazer o voo e daria um desconto se todos fizéssemos, aquele papinho de vendedor. A proposta seria vistar no período da manhã o cemitério Chauchillo, um local onde encontraram umas ossadas de um povo antigo bem doidão com uns cabelos estilosos e à tarde os outros irem para o sobrevoo das linhas. Discute daqui, discute dali e enfim todos topamos até porque o passeio não seria caro, creio que uns 20 soles mais uma taxa lá no cemitério.

O passeio sairia umas 10 da manhã então ficamos enrolando um pouco. Nesse dia acho até que demos sorte pois ficamos acomodados ao lado da piscina do hotel e transformamos aquilo na nossa "sala de estar" hehehe, tinha sofá, banheiro com chuveiro, sala para guardar as mochilas, lugar pra comer, piscina e internet e não estávamos pagando nada por aquilo. Ótimo. Sr. X ia cobrar os 5 soles mas como fechamos o passeio ficou por isso mesmo. ::otemo::

 

20120903135957.JPG

 

Nazca é bem conhecida pelas famosas linhas e em todo canto da cidade há referências a elas, a cidade em si não tem nada de muito interessante então se você for passar por lá, chegar de manhã e sair no final da tarde é mais do que suficiente, tem tempo de sobra pra você pensar se aquelas linhas foram criadas por ETs ou por alguem que fumou um baseado dos bons. ::lol4::

No horário combinado a van passou para nos buscar e no caminho paramos para pegar uns outros turistas, dois casais gringos. Van cheia, seguimos rumo às múmias. :D. O cemitério fica a uns 30 Km do centro então não é muito demorado.

Esse cemitério na verdade é uma área bem grande com algumas valas no chão onde estão nossas amigas centenárias. Chegando lá o guia começa a contar toda a história de quando e como elas foram encontradas, saqueadores, Indiana Jones bla bla bla fala, fala e fala enquanto andamos de uma vala para outra. Tem famílias inteiras, casais, crianças, tem esqueleto pra todos os gostos e em alguns deles é possível ver até a pele. Próximo à entrada há um lugar com uma múmia exposta numa caixa de vidro mas infelizmente ainda não pude realizar meu sonho de infância que é amarrar meu pé no de uma múmia com alguém e sair com ela andando por aí (quem já assistiu Chapolim vai entender hahaha ::lol4:: ). O passeio é bem fraquinho, vale mais pela parte histórica da coisa ou se você tem algum fetiche com esqueletos, sei lá, hoje em dia nada mais me surpreende. ::hãã2:: . O guia também foi muito fraco na minha opinião. falou um pouco depois deixou a galera livre pra passear por lá, eu estava curtindo mais por estar na famosa Nazca e nem tanto por ver esqueletos cabeludos.

 

20120903144011.JPG

 

20120903144126.JPG

 

20120903144258.JPG

 

20120903144406.JPG

 

20120903144452.JPG

Uma das múmias

 

20120903144539.JPG

 

20120903144633.JPG

 

20120903144756.JPG

 

20120903145100.JPG

 

Terminamos o passeio, fomos pagar a taxa de visitação, 8 soles, compramos nossas camisetas escrito "I ::love:: Mummy" e voltamos para a van. No caminho paramos numa oficina onde se produz objetos de cerâmica de forma artesanal. tem toda uma explicação teatral sobre como tudo é feito, explicações sobre as diferenças da cerâmica peruana, chinesa etc etc e depois de tudo é claro que tem uma lojinha onde poemos comprar algumas lembranças.

 

20120903145905.JPG

 

20120903150024.JPG

 

20120903150117.JPG

 

Saimos de lá, cada um com suas réplicas de vasos da dinastia Ming e fomos embora. Nessa hora o grupo se separou, os que iam fazer o voo seguiram em outro carro. Antes de voltarmos o guia ainda parou num lugar onde era feita extração de ouro, provavelmente era algum conhecido dele. Vimos como é feito o processo e ainda pudemos ficar frente a frente com o que segundo o cara lá disse era ouro puro. Depois mais uma vez há uma lojinha para comprar brincos, anéis e outras tranqueiras de ouro. Não vou negar, se aquilo era ouro mesmo, os preços estavam bem convidativos mas não compramos nada.

 

20120903152614.JPG

Ouro

 

Voltamos para nossa suíte no hotel, guardamos as coisas e logo saímos para almoçar. Demos uma volta pelo centro, passamos por alguns lugares de higiene questionável até achar um lugar bom. Achamos um restaurantezinho com almoço por 6 soles com sopa de entrada e prato principal, comemos duas vezes hehehe valeu a pena. Depois disso ficamos dando uma volta pela cidade só passando o tempo mesmo. Voltamos pro hostel, transferi os videos da Gopro pro Hd, usamos a internet etc etc

 

20120903155152.JPG

 

20120903155225.JPG

 

20120903155301.JPG

 

Quando os outros voltaram do voo, falamos sobre o lugar barato para almoçar e eles foram lá, enquanto isso ficamos passando o tempo na piscina, a tarde toda ficamos só enrolando.

 

No final da tarde fomos procurar o ônibus para Paracas, não compramos nada antecipado, tudo na hora. Pegamos algumas informações no hotel e seguimos até a empresa de ônibus, fica perto, fomos andando mesmo. Compramos nopssa passagem para aquela tarde mesmo. O engraçado foi que Saulo, Fernando e Adriano foram comer num fast food próximo à emprersa de ônibus, tipo um Mc Donalds mas com tudo de frango e pediram um combo doido lá, só que o busão iria sair em poucos minutos e quando viram o tamanho do prato pediram pra colocar pra viagem. O ônibus todo foi fedendo a frango e isso rendeu boas risadas (e talvez ódio por parte de alguns passageiros heheh), ou seja, cuidado com o tamanho do combo de frango. Saimos de Nazca por volta de 17:00 e o percurso até Paracas dura umas 5 horas.

 

OBS: Estou tentando localizar o nome do hotel que ficamos em Nazca mas ta difícil, eu perdi algumas folhas que tinham umas anotações. se eu achar, edito aqui.

 

Chegamos em Paracas tarde ainda naquela noite, não sabiamos muito sobre o lugar, nem onde ficar, nem nada, a única coisa que tínhamos certeza é que fariamos o passeio das Islas Ballestas no dia seguinte.

Paracas é bem pequena e logo que chegamos o ônibus parou em frente a alguns hostels na Av. Paracas, tinham 3 um ao lado do outro, como a gente não tinha noção de onde ir ficamos por lá mesmo até porque a aparência dos hostels era boa e tambémjá era noite, não tinha como ficar andando pra lá e pra cá. Logo que saimos do ônibus, um cara do hostel veio falar com a gente oferecendo estadia e passeio mas como sempre, fomos olhar as outras possibilidades antes. Nos dividimos e cada um entrou num hostel pra saber como era e quanto era. Eu fui no da ponta com Saulo mas o japonês que nos atendeu foi muito sacana, nos disse um preço quando entramos mas depois no final disse, outro, só por essa sacanagem já perdeu pontos e os quartos nao eram tão bons quanto o do primeiro que vimos. Nos juntamos e discutimos sobre onde ficaríamos e acabamos ficando no Refúgio do Pirata (http://www.refugiodelpirata.com/index.php). Embaixo desses hostels funcionavam algumas agências, e outras empresas e o engraçado é que o funcionário que nos recepcionou trabalhava no hostel, na agência de turismo, na empresa de ônibus e ainda tinha "quiosque" ali perto, se duvidar ele também vendia facas Ginsu ::hãã2:: . O cara era tipo o Mcgyver e isso rendeu boas piadas.

Ele nos explicou sobre o passeio da Islas Ballestas e outros que podiam ser feitos. Depois de alguma conversa fechamos com ele mesmo a hospedagem e o passeio das Islas por 60 soles se não me engano mais uma taxa na hora de embarcar para as islas, entre 5 e 10 soles. Ele ainda no ofereceu um passeio pra Reserva de Paracas mas ficamos de decidir no dia seguinte se faríamos.

Fiquei com Saulo, Adriano e Fernando num quarto e as meninas ficaram em outro. Quarto bom, banheiro privado, chuveiro quente, recomendo.

Era noite mas ainda não tão tarde então ainda dava pra aproveitar. Tomamos banho e depois que todos se arrumaram, passamos num mercadinho ali perto, compramos algumas coisas indispensáveis nesse tipo de situação, praticamente um kit de sobrevivência, salgadinhos, refrigerante Vervess ::tchann:: , Inka Cola e uma garrafa de Pisco puro. Não é o Pisco Sour, aquilo é uma bebida feita com Pisco, esse é bem forte, parece uma vodka.

 

20120904125806.JPG

 

20120904125920.JPG

Combinação do capeta. Refrigerante Evervess e Pisco. Não repita isso em casa

 

Munidos de tudo isso, tivemos nossa noite adolescente e ficamos bebendo e falando merda na praia. Aquele Pisco é forte e não demorou muito e todos estavam rindo sozinhos ou seja, recomendo hahahaha. Ficamos sentados perto do que parecia ser uma mansão ou um condomínio e teve uma hora que um seguraça veio reclamar mas no final ele ficou lá um pouco comendo salgadinho com a gente, heheheh o Pisco ele recusou. Essa foi a noite do "Viva el Peru, Carajo". Quando estávamos cruzando a fronteira do Chile com Peru, o Saulo e Fernando viram um adesivo num carro com essa frase ai virou piada pra viagem toda, pra qualquer coisa alguém mandava um "viva el Peru, Carajo", bebados então heheheh.

Já no começo da madrugada, voltamos para o hostel trançando as pernas de alegria (Pisco) e uns já capotaram num canto, ainda ficamos conversando um pouco e depois outros também se foram. No final das contas vi que eu era o único por lá e não estava com sono, culpa do Pisco e dos cochilos no ônibus então resolvi dar uma volta pela praia. Não vou negar, estava mais "alto" que o Empire State e andar pela orla de uma praia vazia num país totalmente diferente era uma sensação estranha. Andei bastante por aquele calçadão deserto, parei, me dei conta de que era a primeira vez que estava vendo o Pacífico, refleti sobre algumas coisas até bater a vontade de voltar para o hostel. Do jeito que entrei no quarto capotei na cama, nem me troquei nem mesmo mexi no lençol. Acho que foi a cama mais fácil de a camareira arrumar hehehhe. Minha mãe já dizia "filho, não beba" hahahahah.

 

 

Praticamente todos que vieram falar comigo sobre o relato comentam sobre a Noni hahaha, cada um tem uma teoria. Prometo que no últmo post do relato vou revelar o segredo. Até lá são só especulações hahahah!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Mais uma duvida:

Quanto a carregar eletronicos durante a noite, eu fiquei em um hostel em SP nos ultimos 2 dias e lá tinha uma tomada dentro do armario, entao da pra deixar carregando lá dentro durante a noite, e nesses lugares q vc foi como é?

E tbm quanto a computadores nos hostels, eles tem algum pra poder passar fotos e videos pro hd externo (quero filmar bastante, mas tbm tirar diversas fotos).

E em dezembro-janeiro vc axa q é uma boa época pra ir, ouvi um pessoal dizendo q tem muito chuva aí já daria certos problemas com locomoção e tal?

E por fim (já foram diversas perguntas :D), nessa época (dezembro-janeiro) vc axa q dá pra ir q nem vc, sem reservar praticamente nada e fazer isso tudo lá, principalmente hostels e passeios pagos??? (Considerando q com a teoria do fim do mundo nesse ano, é bem provavel q muitas pessoas de diversas nacionalidades irão pra lá na msm epóca, acredito eu). To na terceira pagina do topico ainda mas to axando bem completo. Vlw mais uma vez pela ajuda..

ahh e no Peru precisa do passaporte msm?? Eu achava q por toda essa parte da américa do sul só era necessário a identidade.

 

 

Nos Wild Roverstem computadores pra galera usar sim, alias pelo que vi em todos os hostels "grandes" há pcs pra galera usar. Eu não aconselho usar os pcs do hostel, quase perdi todas as minhas fotos ao conectar minha máquina num pc que provavelmente estava com vírus, compensa muito mais ir a uma lan house, eu passei a fazer isso depois da minha experiência.

No WR não tem tomada dentro do locker do quarto, somente na recepção.

Cara, eu fui em junho, não posso te dizer como é em janeiro mas digo o seguinte, peguei alta temporada no Peru e não tive problema nenhum.

 

 

Muito boa a sua viagem!!! ::otemo:: Um dos melhores relatos que já li. Estou querendo fazer uma viagem parecida quando terminar meu curso de espanhol então as dicas são bem vindas! :D

Ps. estoy enamorada...muy lindo usted...jejejeje. ::kiss::

 

Muito obrigado Cris (olha a intimidade hehehe). Te mandei uma MP.

 

 

 

Oi Rafa!!!

Meooo que relato bom demais de ler!!!

Eu particularmente tava total interessada na parte de SPA (que viajo agora em outubro pra lá)... mas agora deu vontade de ir pra Bolívia e Peru tb!!!

Parabéns!!

Dúvida: carteirinha de vacina internacional pra SPA é necessário??

bjs!!

 

Juliana, SPA é incrível mesmo, cidadezinha muito gostosa, tenho certeza que irá adorar. A carteirinha internacional de vacinação (somente para febre amarela) teoricamente é necessária para entrar nos 3 países mas ninguem pede. Caso queira fazer não é difícil, basta ir a um posto da Anvisa com o certificado de vacinação contra a febre amarela (vacina gratuita nos postos de saúde)

 

Bjs

 

 

 

Parabéns pelo relato!

 

Começei a ler, e não consegui parar..rs li até o este último post!! Pretendo fazer essa trip em julho ou agosto próximo!!

Quanto ao mal da altitude, não teve problemas com isso? Você postou as fotos da sua trip em algum site, ou blog, ou face? eu gostaria de ver :) algumas fotos não consegui visualizar aqui no tópico.

 

abraço!

 

Vai acompanhando aí que ainda tem muito mais hehehhe. ::otemo::

Olha, não tive problema nenhum com a altitude mas isso varia de organismo pra organismo, tem gente que sofre até pra subir o degrau da calçada. Só fui sentir uma diferença em La Paz mas nada preocupante, você só cansa mais fácilmente mas nada que alterasse minha rotina, não fiquei preocupado em descansar para aclimatação, nada.

Se você usa o Firefox provavelmente não vai conseguir ver as fotos mesmo, eu tinha o memso problema, sugiro o usar o Google Chrome ou o Opera.

 

 

 

Esse relato só está legal pois estou tentando dar uma idéia de como me senti por lá e como disse no começo foi a melhor experiência da minha vida, não tenho dúvidas de que todos sentirão o mesmo ao fazer essa viagem!!

Bjos pra mulheres e abraço pros homens

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...