Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Bolívia, Chile e Peru - 30 dias inesquecíveis


Posts Recomendados


  • Respostas 593
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Hola chicos de Brasil!!!   Vou relatar minha experiência nesse tradicional mochilão entre Bolívia Chile e Peru que aconteceu entre os dias 01 e 30 de junho. Lembrando que o fato de ser comum

Em 2022 farei essa viagem novamente. Bolívia, Chile e Peru, 10 anos depois. Aguardem.

Olha ai Sorrent, depois de 8 anos, o relato ta bombando ainda!!!! hahahaha Melhor relato do mochileiros!!! hahaha Top

Posted Images

  • Membros
Ah sim!! Qual é a sua opinião depois dessa viagem sobre mulheres viajando sozinhas? Acha que dá problema? Lembrando que seria meu 1º mochilão...

 

Você tocou num ótimo assunto Cris. Eu nunca vi problema algum em mulher viajar sozinha, antes mesmo de fazer esse mochilão, acho que tem muito machismo nisso aí até mesmo por parte das mulheres. Os riscos que as mulheres correm viajando sozinhas são os mesmo que qualquer pessoa corre. Uma coisa que eu percebi depois de uma extensa pesquisa extremamente profissional nos pubs :twisted: é que tem muitas mulheres européias viajando sozinhas ou em dupla, isso é extremamente comum por lá e o que me pareceu é que esse medo é coisa do brasileiro.

 

Uma coisa que eu aprendi é que ladrão gosta de gente medrosa e desatenta, seja homem, mulher ou indeciso. Fora isso, o risco de alguem te apontar uma arma é igual para mim.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

"Pesquisa extremamente profissional" eh? ::lol3:: Bueno...acho mesmo que deve ser um pouco de machismo da minha própria parte. Parece besteira pra mta gente...mas eu tenho meio pânico de me perder...ou de ficar em um lugar perigoso sozinha...principalmente se for a nt...mas pelo que eu estou lendo aqui nos mochileiros isso eh extremamente normal. Ou esse medo sai de mim ou n vou mochilar nunca! ::hein: E vem cá...qual é seu nível de inglês? Eu ainda to aprendendo espanhol...será que conseguiria me virar só com ele?Ou ta difícil? ::sos::

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

Cara vou te dizer uma coisa! já li vários relatos sobre a Bolívia e vi muitas fotos também, mas você foi o único colocou fotos de bolivianas lindas no relato ::lol4::::lol4:: eu já tava pensando que na Bolívia só tinha mulher feia e com uma porrada de saias coloridas ::otemo::::otemo:: estou indo dia 7 vc não quer me dar seus contatos? vou dizer para elas que sou teu irmão mais velho ::lol4::::lol4::::lol4::

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Viajar, muitas vezes envolve estar em lugares desconhecidos afinal essa é a graça do negócio então o risco sempre vai haver então vai de cada pessoa colocar na balança e avaliar até que ponto vale a pena correr o risco. Eu acho que nada supera o fato de você poder tirar suas próprias conclusões então se tiver vontade mesmo, vá mas tome todas as precauções possíveis e se esse medo for besteira vai desaparecendo com o tempo (ou senão, é paranóia mesmo hahahah) e como eu disse no começo do relato, não tem como ficar sozinho(a) nessa viagem, estão todos no mesmo clima de descontração, muito mais abertos a novas amizades. Um copinho de qualquer coisa com alcóol e todo mundo ja é amigo. ::otemo::

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Cara vou te dizer uma coisa! já li vários relatos sobre a Bolívia e vi muitas fotos também, mas você foi o único colocou fotos de bolivianas lindas no relato ::lol4::::lol4:: eu já tava pensando que na Bolívia só tinha mulher feia e com uma porrada de saias coloridas ::otemo::::otemo:: estou indo dia 7 vc não quer me dar seus contatos? vou dizer para elas que sou teu irmão mais velho ::lol4::::lol4::::lol4::

 

 

Hahahahhaa cara eu pensei a mesma coisa que você. Acho que dei sorte viu pois não vou negar, a maioria por lá é do tipo "não pego mas nem pagando promessa", quase todas lá poderiam se chamar Graça........... desGraça, sem Graça, Nem de Graça...... enfim ::lol4:: Já que você está indo te digo uma coisa, vá feliz porque elas adoram brasileiros, tava me sentindo, sei lá, o George Clooney na Bolívia hahahahha. Se quiser te passo uns contatos bons :twisted:

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

13° Dia - Voo sobre as linhas de Nazca

 

Bom pessoal, vou contar como foi o voo, partindo de onde o Sorrentino disse que pegamos uma van separada.

 

Pois bem, a Van nos levou até um pequeno aeroporto de onde saiam os voos para as linhas de Nazca. Não tenho fotos, mas posso dizer que era pequeno e parecido com um terminal rodoviário. Pelo que entendi, existem várias "empresas" que vendem os voos. Inclusive existem voos para umas outras linhas em Nazca que eu nem sabia que existia, chamada de Linhas de Palpa. :o

 

Chegando lá nosso "guia" nos entregou alguns papéis para preencher, nada de mais. Depois disso passamos num detector de metais e ficamos aguardando em um espaço com demais pessoas que iriam realizar o passeio, de outras "empresas".

 

20120903224320.JPG

Saulo, Eu e Beatriz aguardando o voo.

 

Depois de esperar cerca de 20 minutos um guarda veio e nos chamou pelo nome. Levantamos e o acompanhamos até a parte de fora, onde nosso guia nos aguardava. Ele nos explicou sobre as linhas (eu perdi essa parte pois estava filmando), e também nos deu um folder ilustrativo, com todos os detalhes como tamanho e nome dos desenhos, conforme a foto abaixo:

 

20120903224601.JPG

Foto da Beatriz, folder explicativo com tamanho das imagens, nomes e trajeto do avião.

 

Depois disso ele nos acompanhou até o pequeno avião onde mais 2 gringas já estavam esperando. Nosso voo foi feito em um avião para 7 pessoas (ou seja, 5 turistas + piloto e co-piloto). Aqui vale dizer o seguinte, existem "várias" opções de voo sobre as linhas. Divididos basicamente assim: voo rápido, que passa por cerca de 5 imagens e dura cerca de 10 minutos, e voo completo, que passa por todas as imagens e dura cerca de 30 minutos. Além disso, existem 3 tipos de aviões, com capacidades diferentes de tripulantes (4, 5 e 7 - o que eu fui e mais barato) e com alturas diferentes em relação ao solo (um voa mais alto, logo se vê as linhas menores, outro mais baixo, que se vê as linhas maiores, em escala obviamente, e outro médio). Nosso passeio foi o voo completo, não sei em qual altura, e custou cerca de 70 dólares.

 

20120903225053.JPG

Here we go!

 

Quando entramos no avião o piloto e co-piloto já se apresentaram e nos disseram para colocar os fones. Desde então a comunicação passou a ser feita através deles, e eles explicaram que iriam passar 2 vezes por cada figura, para que os tripulantes do lado direito e esquerdo pudessem ver pela sua janela. E lá fomos nós.

 

20120903225455.JPG

Ready to fly!

 

O voo é tranquilo (apesar de dar a impressão constante que aquele pequeno avião vai cair hehehhehe), e também é difícil não ficar enjoado. Não digo que todos vão passar mal mas, eu nunca fiquei enjoado com nada seja viajando em Serra, brincadeiras, parques de diversão, enfim, e dessa vez nesse voo eu fiquei um pouco. Ninguém chegou a passar mal, mas como o avião vira toda hora para os dois lados, dá uma certa reviravolta no estomago.. heheh

 

Por fim, quanto as linhas, não preciso dizer muita coisa né? heheh Segue uma foto do tamanho que pudemos ver pela janela. Vale dizer que a cada linha o piloto informa qual seu nome, qual seu tamanho, ele também avisa quando vai mudar para o outro lado e qual será a próxima figura, tipo um robozinho. :D

 

Depois de terminar o passeio voltamos com a mesma van até o hostel onde o pessoal aguardava, e o resto vcs já sabem. ::otemo::

 

20120903225721.JPG

Na pedra mais escura, bem ao centro.. é chamado de Astronauta, acho que tem que abrir a foto pra conseguir ver.. e ao vivo da pra ver um pouco melhor.

 

20120903225857.jpg

Foto com zoom e photoshop. :mrgreen:

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Sorrent,

 

vou reforçar o comentário de todo mundo... o relato está simplesmente SENSACIONAL!!!! Já li outros antes de ir pra Europa, mas nada q chegasse aos pés do seu... kkkkkkk

Domingo eu e uma amiga minha resolvemos fazer um mochilão no segundo semestre do ano q vem e esse roteiro foi um dos q comentamos. Vim ao site ontem e o seu relato foi o primeiro q li da América do Sul... não consegui parar... já mandei seu relato e o vídeo (SENSACIONAL TB) pra minha amiga e se eu pudesse pegava a mochila agora e ia...

Nunca fiz mochilão, será o primeiro de muitos... tava na dúvida entre América do Sul e América Central, mas depois de ler o seu relato existe uma forte tendência a fazer um igual... kkkkkkkk

Vc já tinha feito algum antes?

 

Ps.: pego a Noni COM CERTEZA kkkkkkk

 

Dri.rutka

 

seu relato da subida do vulcão me fez ficar com vontade de testar meus limites, deve dar uma sensação muito boa depois (se eu conseguir completar). Tem 3 meses e meio q eu to firme na corrida e voltei pra musculação. Se continuar assim até o mochilão quem sabe... rsrsrs

Mas confesso q o problema vai ser deixar de farrear à noite pra ficar bem no dia seguinte... kkkkkkk

Vc gastou quanto na viagem toda?

Já tinha feito mochilão?

Estou querendo ter uma ideia para escolher os destinos do meu primeiro mochilão...

 

Bjos

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Dri.rutka

 

seu relato da subida do vulcão me fez ficar com vontade de testar meus limites, deve dar uma sensação muito boa depois (se eu conseguir completar). Tem 3 meses e meio q eu to firme na corrida e voltei pra musculação. Se continuar assim até o mochilão quem sabe... rsrsrs

Mas confesso q o problema vai ser deixar de farrear à noite pra ficar bem no dia seguinte... kkkkkkk

Vc gastou quanto na viagem toda?

Já tinha feito mochilão?

Estou querendo ter uma ideia para escolher os destinos do meu primeiro mochilão...

 

Bjos

 

Hahah.. fica tranquila que com preparo é possível completar a subida sim! Como disse, não é um bicho de 7 cabeças, mas acho que meu relato foi bom pra vcs se prepararem pro pior. :wink:

Eu fui o segundo que mais gastei dos 6 que fizeram o trajeto todo (de Sta Cruz até Sta Cruz), gastei cerca de 5.000,00. O que incluiu mochila, botas, meias de trekking, roupas para o frio, um óculos (pois o meu estava na mochila e foi roubado no aeroporto), correrias pra buscar carteirinha de vacinação, ida e volta ao aeroporto de SP, e até mesmo todos os chocolates e sorvetes que pude comer, pois já que estava lá, quis aproveitar ao último e conhecer ao máximo hehehe..! ::otemo::

Além disso eu fiz praticamente todos os passeios.. exemplo: nesse passeio que custou 70 dólares, só 3 fizeram.

 

Já tinha feito 1 mês antes uma pequena viagem a Ilha Grande/RJ, com direito a mochila e barraca, mas é bem diferente do mochilão, pois fiquei em um só lugar.

 

Não se preocupe se é o seu primeiro mochilão, dá pra ir tranquilo e os macetes a galera aqui sempre fala, como sempre pedir desconto, pesquisar preços, ter um roteiro definido e se preparar pra conhecer muita gente interessante. :wink:

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

14° Dia - Paracas x Huacachina

 

Acodamos e exceto Saulo que não bebe, ainda estávamos meio baleados da noite anterior e fomos tomar café, simples mas servia seu propósito. Os dois pra dar uma incrementada pediram alguns ovos mexidos ou como carinhosamente chamávamos, "huevitos" hahaha, eles acharam que estava incluso no café mas na hora de pagar a conta tiveram um surpresa. Cuidado com os Huevitos ::otemo:: .

O Passeio sairia naquela manhã então já fizemos o check-out e deixamos nossas mochilas guardadas la no hostel. Enquanto isso Adriano, Saulo e Fernando decidiram fechar com o Mcgyver também o passeio da Reserva de Paracas para o período da tarde. O Adriano deve relatar isso também. Eu não não estava muito afim, vi umas fotos do lugar e a explicação do cara e não me interessei muito pareciam só mais praias e o dia não estava tão bom para praia, estava meio nublado, o Adriano disse que curtiu, vamos esperar o relato dele.

Tudo pronto, seguimos então para o local de onde as lanchas partiam para as Islas Ballestas. Essas Islas são bem legais você chega próximo delas e pode ver uma enorme concentração de pássaros, pinguins, leoes marinhos, elefantes voadores etc. É a maior concentração de cocô de pássaros que você vai ver na sua vida e o cheiro lembra uma granja, mas tudo bem, vale a pena. ::otemo::

Chegando no píer havia uma fila grande com as pessoas que iriam para o passeio, são várias lanchas que saem juntas. Na fila alguém passa recolhendo a taxa de embarque e depois todos vão se acomodando. Dei sorte e fiquei no primeiro assento, é bom pois não tem nenhum cabeção na sua frente e como não sou muito alto, isso faz diferença hehehe.

 

20120904140725.JPG

 

20120904140758.JPG

 

Como disse, o dia não estava tão bonito, e lá venta bastante pois a lancha é aberta então não esqueça de levar uma blusa. No caminho já é possível ver alguns leões marinhos na água e dizem que se você der sorte vê golfinhos também. Eu não vi. Uma hora paramos para ver o famoso candelabro que é uma figura enorme desenhada num morro. Dizem que foram pinguins intergaláticos que vieram e fizeram ele. ::hãã::

 

20120904140846.JPG

 

20120904140944.JPG

 

Até chegar às islas demora um pouco, quase 30 min mas é bem legal. Chegando lá você fica dando voltas e o guia vai explicando um monte de coisas. Saem algumas pérolas tipo: "estão vendo aquela gaivota de patas vermelhas? Então o nome dela é Gaivota de Patas Vermelhas" hehehhehe. Só lembrando que terão muitos pássaros voando sobre você. Lembra daquela música dos Mamonas Assassinas que dizia: "já tem pomba com mira a laser, o tiro sai sempre fatal". Então a dica está dada. hahaha ::lol4::

 

20120904141726.JPG

 

20120904141648.JPG

 

20120904141837.JPG

 

20120904154851.JPG

 

20120904142020.JPG

 

20120904142115.JPG

 

20120904142232.JPG

 

20120904142322.JPG

 

20120904142419.JPG

 

20120904142508.JPG

 

Na hora de voltar ainda pudemos ver algo que eu achei muito interessante, o guia disse que é o banho matinal dos pássaros. Vários deles saem numa "fila" gigantesca e vão dar um mergulho no mar, são milhares, nunca tinha visto algo parecido. curti. Depois de rodar muito por lá, ver milhares de pássaros e dar risada do andar engraçado dos pinguins nós voltamos. Vale muito a pena esse passeio e num dia ensolarado deve ser melhor ainda, até pra tirar fotos.

De volta a paracas fomos ao hostel pois os outros tinham que acertar a ida até a reserva. Mcgyver disse que o carro ia passar em aguns minutos para buscá-los então aproveitamos para ir almoçar. Quem advinhar o que fomos comer, ganha um prêmio. ::hãã2:: Ceviiiche e é claro fomos no tal quiosque do faz-tudo, fica bem próximo do hostel, sentido praia, uns 300 metros aproximadamente. Cara nesse dia esbanjamos, pedimos ceviches e mais ceviches, arroz com frutos do mar, peixes, fritas e o escambau. O problema é que todas as porções já eram grande, resultado, sobrou. Aqui no Brasil tudo isso custaria muito caro mas lá você empolga tanto e sai pedindo tudo pois é muito mais barato e alias a comida é muito boa.

 

20120904162547.JPG

 

Enquanto almoçávamos, chegou a van para buscar os 3 para irem à reserva e eles sairam meio que às pressas. Nisso fiquei com Beatriz e Anália e nós estávamos estragados da noite anterior pois dormimos pouco e queríamos dar uma descansada. Dei a idéia de pedir pra pra ficarmos no quarto do hostel, elas achavam que não ia dar certo pois já tinhamos feito o check-out. Bem, pedir não mata ninguem certo? fomos lá e falei com a moça da recepção, expliquei nosso caso e perguntei a que horas os quartos eram arrumados, ela respondeu (não lembro o horário) mas ainda faltava um pouco então fiz cara de cachorro sem dono e pedi pra ela deixar a gente cochilar um pouco até o pessoal voltar (usei o argumento de eles terem fechado o passeio com a agência do hostel, etc). no final a tia cedeu e disse que poderíamos dormir por uma hora no quarto. huhuhuh ::otemo::. Fomos para o quarto e aquela 1 hora salvou o dia.

Mas deu uma hora exata e a tiazinha foi nos acordar. Já mais dispostos fomos então dar uma volta na praia, fomos na feira de artesanatos que tem lá, enfim ficamos rodando. Na praia tem uns tiozinhos que ficam andando pra lá e pra cá com uns pelicanos, parecem bichos de estimação mesmo, acompanham o dono onde els vão. Esses caras ficam lá fazendo graça com os turistas, tiram fotos, deixam a gente jogar peixe pra eles, tudo em troca de algumas moedas.

 

20120904145022.JPG

 

20120904144933.JPG

 

20120904145211.JPG

 

20120904145337.JPG

 

20120904145145.JPG

 

Depois de algumas horas, Saulo, Adriano e Fernando voltaram do outro passeio, nos contaram, mostraram fotos. Compramos algumas cervejas no mercado e ficamos mais um pouco enrolando na praia.

 

20120904162706.JPG

 

20120904145700.JPG

 

20120904145725.JPG

 

20120904145752.JPG

 

20120904145919.JPG

 

Já era final da tarde e seguiríamos para Huacachina. No dia anterior pegamos algumas dicas com Mcgyver sobre como iríamos pra lá pois ele também trabalha na empresa de ônibus, lembra? heheh. Pelo que ele disse só há um ônibus por dia pra lá que saia às 10:30 da manha então não servia pra gente mas como ele tem sempre uma carta na manga, disse que tinha um amigo que nos levaria lá de carro por um preço camarada. hehehe essa cara conseguia de tudo. Voltamos lá e acertamos com ele o transporte, não lembro o preço mas saiu até mais barato do que o ônibus eu acho. Huacachina não é tão longe, são cerca de duas horas de carro.

Pouco depois o tiozinho apareceu pra nos buscar, arrumamos tudo no carro e fomos. O legal é que o carro era meio velho, nem o velocímetro funcionava, o cara ia no "faro" mesmo hehehe. Acho que todos dormimos no carro.

Acordamos, por sorte vivos e no começo da noite chegamos em Huacachina. Pra quem não sabe, Huacachina é um pequeno vilarejo (nem sei se seria a maneira correta de chamar ela), enfim é um negócio minúsculo rodeado por dunas e com um lago no meio, um oásis literalmente, muito show, imperdível.

O nosso motorista nos deixou num hostel que ele conhecia e já fomos ver os preços, achamos muito caro e ficamos sabendo que tinha outro ali perto (nada é longe em Huacachina rss) e fomos lá ver. Fica bem de frente para o lago e chama-se Desert Nights, é filiado à Hostelling International, bacana o lugar e estava mais barato que o outro e tinha até cofre eletônico no quarto, ficamos por lá então. Quarto para 8 pessoas mas só estávamos nós 6.

 

20120904152206.jpg

 

Tomamos um banho e fomos aproveitar a noite. Ao lado do hostel tem um restaurante com preços muito bons, tem também uma galeriazinha com algumas lojas, ali achamos uma ainda aberta e vendia vinhos e outras bebidas, hahahah não deu outra, compramos mais alguns suprimentos indispensáveis e fomos pra praça. Acho que nem preciso dizer que o resultado mais uma vez foi todo mundo borracho ::hãã2:: . Tinha um barzinho lá tocando umas músicas e estava alto então ficamos ali perto e deu pra curtir também. O lugar não estava cheio mas Huacachina é muito estilosa. curti muito.

 

20120904153500.JPG

 

20120904153703.JPG

 

20120904153851.JPG

 

20120904153815.JPG

 

Mais uma vez a madrugada chegou e lutamos para caminhar em linha reta até o hostel. Dormimos e dessa vez sem preocupação de acordar cedo.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...