Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Bolívia, Chile e Peru - 30 dias inesquecíveis


Posts Recomendados


  • Respostas 593
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Hola chicos de Brasil!!!   Vou relatar minha experiência nesse tradicional mochilão entre Bolívia Chile e Peru que aconteceu entre os dias 01 e 30 de junho. Lembrando que o fato de ser comum

Em 2022 farei essa viagem novamente. Bolívia, Chile e Peru, 10 anos depois. Aguardem.

Olha ai Sorrent, depois de 8 anos, o relato ta bombando ainda!!!! hahahaha Melhor relato do mochileiros!!! hahaha Top

Posted Images

  • Membros

10° Dia - Arica x Tacna x Arequipa

 

Chegamos em Arica umas 5 e pouco da manhã e fomos descobrir qual é o esquema para atravessar a fronteira até Tacna. Não tem muito segredo, o ônibus pára no terminal e você tem que atravessar a rua até o terminal internacional, não tem como dar errado.

Chegando no outro terminal há duas opções, primeiro pegar um ônibus até Tacna ou então usar os táxis. não lembro o valor do ônibus mas o táxi custava 3500 pesos por pessoa. A vantagem de se utilizar o táxi para cruzar a fronteira é que na hora da burocracia você não tem que esperar todas as pessoas no ônibus, somente as outras 3 do táxi. À primeira vista, Tacna é uma cidade bem sem graça não estava nos meus planos ficar nela, nem nos do pessoal que estava comigo então só estávamos de passagem mesmo.

Enquanto o pessoal arrumava alguma coisa, fui a uma lan house no terminal para enviar uma mensagem à Noni pois haviamos combinado de avisar quando estivéssemos indo para Arequipa pois ela iria nos encontrar. Mensagem enviada, voltei ao terminal para pergamos os táxis. Dividimos os grupos em 2 e o taxista então pede nossos passaportes e vai embora, hehe já vi pessoas dizendo que ficam com receio disso e eu até concordo. Na verdade ele vai adiantar os formulários necessarios para a entrada no Peru mas nunca se sabe o que mais ele pode fazer nesse tempo né. :shock:

Uns 5 minutos ele voltou com os passaportes e o formulário preenchido e então seguimos viagem. Essa travessia não é muito demorada, talvez 1 hora e pouco. Chegamos na fronteira e aguardamos alguns minutos pois ela abre às 8:00 da manhã, não tinha muita gente então foi tudo bem rápido. Passaporte, mochila no raio-x, bla bla bla e voltamos pro taxi. Rodamos mais um pouco e chegamos em Tacna. O taxista nos deixou no terminal de ônibus e como não tínhamos nada programado para Tacna também fomos logo procurar ônibus para Arequipa. Olhamos em uma empresa mas não havia ônibus para aquele horário, somente à tarde, olhamos em outra e se não me engano não aceitava cartão de crédito então depois de conversar com alguem do terminal, fomos à empresa Flores que fica a uma quadra do terminal. É grande, não tem como errar. Fomos lá e tinha passagem para às 10:30 eu acho e aceitava cartão então compramos lá mesmo por 15 soles.

Lembrando que nos terminais tanto em Arica quanto em Tacna há casas de câmbio. Em Tacna a cotação estava ruim então fique esperto, pesquise. Tacna é uma cidade bem feia e sem graça. Nela há um morro com vários desenhos, bem inusitado.

20120827201936.JPG

Tacna

 

20120827213441.JPG

Tonight we dine in Tacna (Já assistiu 300?? heheh)

 

Como tínhamos algum tempo livre até embarcar para Arequipa decidimos comer algo pois passamos a noite inteira no busão e ficaríamos o dia todo também. Conversando com algumas pessoas descobrimos que há um mercadão ali perto e resolvemos ir lá comer algo.

 

20120827202455.JPG

Rumo ao mercadão

 

Logo de cara o mercadão não impressionou muito. A higiene do local era bem questionável, principalmente ao ver frangos mortos sobre o balcão sem nenhum cuidado especial :shock:

 

20120827212911.JPG

 

Mas a vida é uma caixinha de surpresas, já dizia Joseph Climber ::lol4:: e resolvemos experimentar o famoso Ceviiiiiiche. Paramos em uma Cevicheria(jura? hehe) e pedimos 2 com um monte de tranqueiras a mais. Ceviche é um prato tradicional por lá. Tem arroz, frutos do mar, peixe cru....uma cacetada de coisas. Foi amor à primeira vista hahahah e depois disso o ceviche passou a fazer parte de nossas necessidades básicas diárias. O prato é grande e bem servido e vc deve estar se perguntando: "mas não é de manhã?". Sim, o povo lá come esse prato de pedreiro até mesmo no café da manhã! Ahhhh ceviiiiche! Aproveitamos o momento de experiências e pedimos Inca Kola para acompanhar ::cool:::'>

Mas ao comer o Ceviiiiiche, cuidado. A Anália achando que estava mordendo tomate, descobriu da pior maneira possivel que era pimenta e deu uma boa mastigada, coitada, ficou vendo estrelas por uns 30 minutos. Geralmente tem pimenta (à paisana hehe) nele.

 

20120827211128.JPG

 

20120827211503.JPG

O primeiro ceviche com Inca Kola a gente nunca esquece

 

20120827212020.JPG

 

Durante a viagem fomos descobrir que o melhor Ceviiiiche que comemos foi esse do mercadão. Quem diria, um lugar em que você pensaria 3 vezes antes de parar pra comer. Apesar da preocupação de bombas nucleares se formarem em nossos intestinos a caminho de Arequipa, comemos e sebrevivemos e digo sem dúvida, se vc quer experimentar o famoso ceviiiiche, pode ir ao mercadão, e vá de estômago vazio. ::otemo::

Depois dessa aventura gastronômica demos mais uma volta pelo mercadão mas nada de muito emocionante e resolvemos voltar para a agência da Flores para esperar o busão. Em Tacna já estava sentindo os efeitos de um descuido meu, os lábios estavam machucados pois não havia passado protetor no salar. Não esqueçam de protetor labial. Então fui até o terminal ver se achava um pra comprar enquanto os outros estavam esperando o ônibus. Pergunta daqui, pergunta dali e comprei um creme de lechuga que dizem servir. Na saída o cidadão que tinha ajudado a gente ofereceu Marijuana para mim e para Anália, mas como não uso, recusei. Então já sabe, se estiver por lá e precisar "reabastecer", basta ir ao terminal de ônibus e pedir para os tiozinhos de lá. Relaxa que você está no Peru, não dá nada. hehehhe.

Voltamos e ficamos esperando o ônibus, atrasou um pouco mas finalmente chegou e seguimos para a tão esperada Arequipa.

 

20120827214419.JPG

O prédio azul no fundo é o da empresa Flores

 

A viagem até Arequipa é longa, não lembro exatamente quantas horas mas saímos de manha e chegamos no final da tarde. Em Tacna faia muito calor então a viagem não foi das mais agradáveis, a sorte era que o ônibus não estava cheio então dava pra levantar, trocar de lugar, jogar stop para passar o tempo hehehe. Durante o caminho algumas moças estram no busão vendendo até a mãe e resolvi me arriscar e comer uma gelatina :? . Só digo para não fazerem a mesma coisa que eu fiz hahahaha ::hãã2::

 

20120827213750.JPG

No caminho

 

20120827214839.JPG

 

Depois de horas no busão, chegamos em Arequipa, como o pessoal não tinha reserva em nnehum hostel sugeri o Wild Rover e então resolvemos ir até lá para ver como era e se valia pena. Não tinha o endereço a os taxistas não conheciam, a sorte é que um deles tinha como ver na internet e conseguiu localizar. o Hostel fica na Calle Ugarte, bem no centro de Arequipa, próximo à Plaza de Armas e a corrida de taxi da rodoviária até lá foi barata, uns 15 soles. O engraçado é o tamanho dos carros em Arequipa hehehe

 

20120827214717.JPG

 

Chegamos no Wild e logo na recepção já encontramos outros brasileiros mas que estavam indo embora, conversamos um pouco e pegamos algumas dicas. Pedimos para ver os quartos antes de confirmar a estadia e não é que o hostel é bom mesmo!!! Não tivemos dúvidas e ficamos por lá, não lembro o preço mas acho que uns 25 soles a diária em quarto para 14 pessoas. Vale cada centavo e se você for solteiro vale o dobro. If you know what i mean! :twisted:

 

20120827215229.JPG

 

20120827215557.JPG

 

Fizemos um breve reconhecimento do local, arrumamos as coisas, tomamos banho e como ainda era começo da noite resolvemos dar uma volta para ver a cara da cidade e comer algo. Nisso quem nos acompanhou foi a Marina, uma brasileira que conhecemos na chegada mas que ia pegar o ônibus naquela noite e seguir viagem. Uma pena, super simpática. Demos uma volta, escolhemos um lugar no centro para comer e ficamos por lá batendo papo. Caraca, como é bom viajar.

 

20120827215917.JPG

 

Depois, nos despedimos da Marina e continuamos nosso passeio por Arequipa. Pasamos por um Mc Donalds e tivemos que provar o Mc Pollo heheheh. Voltamos então para o hostel e fomos beber um pouco no Pub do hostel.

 

20120827220338.JPG

 

O pub do Wild Rover é uma atração à parte. Preços justos e festa todos os dias. Mesmo que não esteja muito cheio eles fazem umas graças lá. Naquele dia era domingo, não estava tão cheio mas mesmo assim fizeram um quiz valendo shots de um drink doido pros vencedores. A impressão que deu é que era só pra divertir a galera mesmo (e conseguiu) pois no final ficou tudo empatado, cada grupo venceu uma rodada ou seja, Drinks para todos. ::otemo::

 

20120827220821.jpg

 

20120827221222.JPG

 

Depois disso demos mais uma volta pela cidade pois não era tao tarde e o pub não estava muito cheio. Fomos na praça, tiramos umas fotos, andamos um pouco, coisas normais de se fazer numa cidade nova.

 

20120827221933.JPG

 

20120827222718.JPG

 

Era mais ou menos meia noite e voltamos pro hostel. Vimos que o pub agora estava um pouco mais agitado e fomos conferir. Estava rolando Karaoke e apesar de não estar tão cheio, os poucos presentes estavam no nível padrão de embriaguez para viajantes. Nego falando alto, meninas cantando sobre o balcão........... ahhhh de volta ao habitat natural. ::lol4::

Já tomamos algumas cusqueñas para não ficar em desvantagem :D e aí foi só bebedeira e conversa fiada até as 2:00 AM com umas alemãs que estavam por lá . (suspiro)

:D

Quando o Pub fechou subimos para o quarto com a coordenação motora devidamente comprometida e capotamos. Não se assuste se vir alguem pelado(a) andando pelo quarto à noite. Wild Rover Lifestyle!!!

 

OBS: Arequipa é uma cidade muito bonita com muitas opções do que fazer. Não deixe de passar por ela, aliás sugiro deixar no mínimo 3 dias pra ela se você tiver condição. A Plaza de Armas é a mais bonita da viagem na minha opinão seguida de perto por Cusco.

Nela tem de tudo, restaurantes, casas de câmbio, mercadinhos, lavanderias, bares. etc etc etc e isso tudo ali no centro

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Sorrent, uma pergunta que esqueci de te fazer no começo do relato:

 

No aeroporto de Viru Viru, conhece algum lugar bom para ponto de encontro?

Um amigo meu chega num vôo minutos depois do meu, só que como agente não conhece o aeroporto, fica complicado

combinar algum local.

 

Em Arequipa tem lojas de equipos pra treking?

Dá pra alugar bastão de caminhada nas agências do Colca?

 

vlw

::cool:::'>

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

O aeroporto Viru Viru é pequeno, acho que mesmo que não queiram, voces vao acabar se encontrando hehe mas uma opção é combinar de se encontrar em frente ao Subway que tem la dentro.

Em Arequipa tem lojas com equipamentos para Trekking sim e tenho quase certeza que é possivel alugar bastões nas agências.

 

No vídeo que o Adriano postou sobre o Sandboard, o primeiro cara é o guia sim, parece muito facil vendo ele descendo mas acreditem, não é hahahah!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

O rapaz, parabens pelo relato, sem duvida o melhor do mochileiros...

Isso vira livro se vc por força cara... eu compraria.

Ae no livro vc poe a parte censurado para vender mais. rsrsrs

 

Deixa eu te fazer uma pergunta... vc viu gente comprando passagem lá em sta cruz na hora, save dizer se foi facil para eles? pegou avião em outro parte? como foi ?

essa passagem barata que vc arrumou guarulhos - sta cruz... viu alguma promoção ou comprou sem pensar nisso ?

abraço e parabens.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Putz Sorrent, vc jah leu isso aki zilhões de vezes, + vai lah novamente: relato iraaadddooo, esse seu!

 

Estou com uma trip de 08 a 23/09 pra Bolívia e Peru, o roteiro é o seguinte.

 

Brasília -> Sta Cruz -> La Paz -> Copa -> Puno -> Cusco (7 dias) -> Lima -> Brasília

 

Consegui descolar 2 dias nesse roteiro (ficando apenas 5 em Cusco), sendo um no dom (16/09) e outro na seg (17/09). Já vi aqui que as agências e o comércio de Arequipa fecha no dom. Como meu roteiro tah apertado, não poderei fazer o Cannyon Del Colca e o El Misti. A dúvida é o seguinte:

 

1) Compensa passar em Arequipa ou sigo direto pra Cusco e fico esse dia lá meio que de bobeira e outro (no final da viagem) em Lima??

 

2) Se compensar, pelo fato de conhecer mais uma cidade, o que você me aconselha a fazer por lá?? Uma coisa que quero incluir é o Convento de Santa Catalina.

 

Abraço!

 

Grato pela atenção!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Pessoal, vou colaborar um pouco também, ok Sorrents?! (:

 

Deixa eu te fazer uma pergunta... vc viu gente comprando passagem lá em sta cruz na hora, save dizer se foi facil para eles? pegou avião em outro parte? como foi ?

essa passagem barata que vc arrumou guarulhos - sta cruz... viu alguma promoção ou comprou sem pensar nisso ?

A primeira parte vou deixar pro Sorrent, quanto a segunda, posso dizer que praticamente todos os brasileiros da nossa turma que compraram passagem saindo de SP pagaram cerca de 500,00 com taxas do voo SP > Sta Cruz. No meu caso saiu por 500 e pouco, com as taxas, e não esperei promoção (mas não faz mal esperar também, né?).

 

1) Compensa passar em Arequipa ou sigo direto pra Cusco e fico esse dia lá meio que de bobeira e outro (no final da viagem) em Lima??

2) Se compensar, pelo fato de conhecer mais uma cidade, o que você me aconselha a fazer por lá?? Uma coisa que quero incluir é o Convento de Santa Catalina.

 

1) Lima pelo que todos dizem não tem NADA pra fazer, só conhecer o bairro de Miraflores.. entre Arequipa e Lima, ficaria com Arequipa. O Cânion eu acho que vc consegue fazer em 1 dia.. o El Misti dura 2 dias, caso vc chegue em Arequipa a noite ou cedo (antes das 8), vc consegue fechar o pacote no mesmo dia, aí vc faz das 9 em diante o passeio do El Misti, que acaba no outro dia final da tarde, aí dá tempo de pegar um bus pra próxima cidade (ACHO que são umas 18 horas até Cuzco).

 

PS: Não sei se vc pretende conhecer o Salar de Uyuni, mas caso positivo, pode deixar Arequipa pra quando for fazer isso, visto que fica muito mais fácil fazer o trecho Uyuni, San Pedro de Atacama, Tacna/Arica e Arequipa (e aí pode incluir linhas de Nazca, oásis de Huacachina e a Reserva Nacional de Paracas - que são lugares maravilhosos também)..

 

2) Salvo engano também tem esse Convento em Cuzco! Fora isso, acho que o Sorrents vai dar umas boas dicas do que fazer em Arequipa no próximo capítulo da viagem. E eu também vou relatar meu passeio até o El Misti.

 

:wink:

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

11° Dia - Arequipa

 

Ficando em albergues, uma coisa que você descobre é que é difícil acordar tarde, talvez pelo barulho e pelo movimento de pessoas ou simplesmente pela vontade de curtir o local. Recuperado da noite anterior, tomei um banho e fiquei só passando o tempo na rede do lado de fora do quarto.

 

20120829144312.JPG

Ta vendo essa cama ai toda zoneada na foto? ficamos indignados ao descobrir que era de uma mulher e que por sinal não era a única do quarto assim não. Elas que têm fama de ser mais organizadas que nós homens nos mostraram que não é bem por aí não, pelo menos as gringas. heheh

 

Depois que todos acordaram e se arrumaram resolvemos sair pra dar uma volta e comer algo. Saulo então pediu algumas informações na recepção sobre onde poderíamos comer um bom Ceviiiiche (nós gostamos muito daquilo, é sério hehe). Munidos de um mapa e fome saimos para rodar pela cidade. Era segunda feira então estava tudo muito movimentado e deu pra perceber que nessa cidade tem tudo que você possa precisar, lojas de equipamento para camping, agências de viagem, lavanderias, casas de câmbio, lojas de souvenir etc. É uma cidade bem bonita tenho certeza que ninguem vai se arrepender mesmo que só passe rapidamente por ela.

 

20120829153251.JPG

 

20120829153400.JPG

 

Andamos bastante e depois de rever o mapa várias vezes com a indicação da recepcionista do WR, chegamos ao El Cebillano (http://www.elcebillano.com) que fica na Calle Misti, próximo à Av. Ejercito. Como era cedo o local estava abrindo ainda mas mesmo assim entramos e logo cedo comemos mais ceviiiiche. :D

 

20120829153129.JPG

 

20120829151516.jpg

Os pratos nesse lugar eram um pouco mais caros. Esse ai da foto por exemplo custava uns 60 soles mas dá pra duas ou três pessoas.

 

Nesse restaurante tivemos a oportunidade de conhecer o garçom mais feliz do mundo heheheh, o cara era engraçado, atendia todo feliz, ia correndo pra cozinha, pode não parecer grande coisa aqui, mas na hora foi engraçado. Ponto positivo no atendimento. Também aproveitei e experimentei a Chicha Morada, uma bebida meio doida feita de milho, bem diferente, uns vão amar, outros odiar.

Ficamos um tempo por lá conversando e depois resolvemos sair e andar mais um pouco. Esse restaurante era um pouco afastado da plaza de armas, uns 20 min andando então já que estávamos por alí quisemos aproveitar e dar uma volta por aqueles lados. Pegamos o mapa e vimos que por ali havia uma praça e um mirante chamado Yanahuara então fomos até lá conferir.

 

20120829154351.JPG

 

20120829154448.JPG

 

20120829154537.JPG

 

20120829154636.JPG

 

Depois de passear um pouco por lá e ver artesanatos, pegamos o caminho de volta e o legal foi notar que no Brasil é comun ver cachorros em praças mas em Arequipa eles tinham llamas (ou sei lá que bicho é esse) deitados na grama hehehe.

 

20120829155249.JPG

 

Antes de voltar pro hostel, ainda ficamos rodando ali por perto da Plaza de Armas, ficamos caçando coisas pra comprar, tem muitas lojas de tranqueiras pra turistas por alí.

 

20120829155534.JPG

 

20120829155611.JPG

 

Me separei deles e voltei pro Hostel pra arrumar algumas coisas enquanto eles iriam andar mais um pouco. já era quase hora do almoço.

Dica: no Wild Rover na recepção há armários pequenos onde você pode colocar seu celular (máquina fotográfica, etc) pra carregar, então vale a pena ter 2 cadeados, uma para o locker do quarto e outro para esse da recepção. Sei que eu outors hostels também há isso.

Um dos passeios mais tradicionais pra quem vai à Arequipa é o Canyon del Coca onde as pessoas vão para ver o Condor que segundo muitos dizem é um urubu gigante hehehe. Como já morei em Goiânia e tinha muito urubu por lá, não estava tão interessado em fazer esse passeio até porque pelo que me informei nas agências, o ideal é fazer o Canyon em 2 dias. Se você fizer em 1 dia, sai de madrugada e fica mais tempo dentro do carro do que fora, não compensa e é muito cansativo. Isso foi o que me disseram.

De qualquer forma eu não ia fazer o passeio e nem tinha muitos planos pra aquele dia então dei uma relaxada no hostel. Quando a fome apertou de novo saí pra comer e aproveitei pra conhecer a Plaza de Armas durante o dia.

 

20120829160917.JPG

Entrada do Wild Rover

 

20120829161013.JPG

 

20120829161104.JPG

 

20120829161147.JPG

 

20120829161218.JPG

 

À tarde no hostel encontrei o pessoal novamente e começamos a pensar no que faríamos no dia seguinte. Adriano iria subir o vulcão El Misti (ele vai contar como foi aqui no relato) e Beatriz iria fazer o Canyon mas eu e os outros não estávamos interessados nisso. Saulo tinha visto uma agência do lado do hostel e falou pra irmos lá ver as opções. Saindo do hostel subindo a rua, umas 2 casas pra cima há uma entrada, como se fosse um pátio, lá tem uma agência. conversamos com o Ivan, cara super gente boa que nos explicou algumas outras opções além daqueles que a maioria da galera já conhece.

Ivan nos explicou que há um downhil para se fazer em Arequipa e que segundo ele é muito melhor que o da Death Road em La Paz mas que exigia mais técnica pois o de La Paz é mto fácil (é, vou comentar depois quando chegar lá). Confesso que fiquei tentado a fazer esse downhill mas como iríamos em grupo tinha que ser unanime. Ivan então nos deu outra sugestão, uma pedalada até um parque que tem por lá e escalada. Seriam uns 15 km de bike até lá e depois algumas horas fazendo escalada. Aí a galera já se animou mais mas antes queríamos ver fotos do passeio pra ver se valeria a pena. Ivan nos disse que as fotos estavam no outro computador na outra agência duas quadras acima, sem problemas, ele pediu pra um funcionário nos levar até lá para mostrar a foto e assim fomos. Menos de 5 minutos depois chegamos na agência e quem estava sentado lá pra nos atender???? O Ivan de novo!!! Caraca, até agora acho que ele fez aquilo só de sacanagem pois achamos que ele tinha um irmão gêmeo hahah o cara é uma figura. Vimos as fotos conversamos e todos toparam sem hesitar. Fechamos por 70 soles por pessoa. Sairíamos no dia seguinte às 7:30 eu acho.

Hoje eu concordo que foi a melhor escolha mesmo afinal o Downhill eu faria de qualquer forma na Death Road então fazer a mesma coisa duas vezes na mesma viagem não parecia o melhor mas fiquei com muita vontade de conhecer esse downhill de Arequipa, quem sabe um dia.

Não sei o nome da Agência mas fica ao lado do Wild Rover, foi pela mesma agência que o Adriano subiu o El Misti, recomendo os caras, pode procurar o Ivan por lá que ele é gente boa.

 

Depois de tudo acertado agora era só passar o dia, aproveitei pra trocar um pouco de dinheiro, andar mais por lá etc etc etc. Contando aqui pode parecer mais do mesmo mas quando você estiver lá vai perceber que não é ::otemo:: . Só o fato de pedir uma informação pra alguem na rua num país diferente com uma língua diferente já era uma aventura hehehehe

Enfim, a noite foi caindo e advinha pra onde todos vão? dormir? nãããão, pro pub. Joguei um pouco de sinuca com anália e beatriz e tomei um cacete, sou mto ruim hehehe. Também comemos algumas coisas no pub mesmo. A comida lá é boa e o preço é justo. dá pra se alimentar só la se você quiser. Nessa noite comemos um troço mexicano que não lembro o nome. Nunca imaginei que iria misturar feijão com abacate em algum momento da minha vida, e o melhor, nunca achei que fosse gostar disso. ::otemo:: .

Como não quero ser repetitivo não preciso nem dizer que a noite terminou com a gente tomando várias por lá né? Como sempre éramos os últimos a sair de lá quando fechava ::tchann::

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...