Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

Tbm tô querendo ir a Pipa na Semana Santa. Estou pensando em ficar no Pipa Hostel. Ouvi falar mto bem de lá. Tbm estou indo sozinha.

Alguém pode me dar dicas? Se há escolas de surf p esse período para quem nunca pegou em uma prancha? hehehe :)

Qualquer dica é bem vinda! :)

 

 

Oi Adriana!

Sim, tem algumas escolas de surf em Pipa, te indico a que trabalho, Trieb, no Hostel e Surfcamp Zicatela na praia do amor. Tel: (84)9188-8389 o pacote do Zicatela , se nao me engano, está em R$250,00 p pes.

Damos aulas na praia do madeiro.

 

Valeu pela dica, qndo chegar lá, vou dar uma conferida, :)

tem a evolution surf school do meu amigo Gil a melhor de pipa e ainda com a galera mais irada e gente boa do local mandam muito os caras vale e pena. hospedagem tem a pousada praia do amor localizada namesma praia pra quem quer mais privacidade e conforto..vale a pena..

Compartilhar este post


Link para o post

Eu e minha noiva acabamos de chegar de viagem. Dessa vez o nosso paradeiro foi o Rio Grande do Norte, mais precisamente Natal e Praia da Pipa. Estudamos os destinos e decidimos ficar primeiro em Pipa (de 06/03/2011 a 09/03/2011 - Carnaval) para só depois conhecermos Natal (de 10/03/2011 a 13/03/2011).

A primeira dica que devo dar é com relação à hospedagem. Esse quesito merece atenção especial pois pode ser motivo de um desastre na sua viagem. A nossa proposta era pegar uma pousada simples em Pipa, porém com um mínimo de conforto e limpeza. Optamos por contratar a hospedagem pela CVC, que nos indicou a Pousada das Canoas. Imaginávamos que, por ser uma empresa grande, a CVC teria somente pousadas com padrão qualidade aceitável. Porém, não foi o que aconteceu.

Chegamos na pousada às 3h da manhã e, na recepção, um sujeito que parecia ser o vigia nos recebeu, encaminhando-nos ao chalé. O quarto aparentava estar fechado há séculos. O cheiro de mofo era forte. Quando fui usar o banheiro, a tampa do vaso estava toda mofada! Foi trash! O chuveiro não funcionava, só pingava algumas gotas de água gelada (não tinha água quente). A única coisa que funcionava bem era o ar condicionado. Passamos uma noite horrível.

No dia seguinte levei a gerente da pousada até o quarto e mostrei-lhe a situação. Ela nos prometeu que tudo seria resolvido, o que aconteceu. Trocaram a tampa, o chuveiro, limparam o quarto todo, mas o cheiro de mofo só foi saindo com o passar do tempo. Já era tarde. A impressão inicial já havia sido bem ruim. Além disso, o café da manhã deixava a desejar.

Outro ponto ruim da pousada era a localização. Apesar de tudo parecer perto em Pipa, quando forem se hospedar, optem por algo mais perto do centro. Isso faz diferença, pois lá as ruas são muito estreitas e a caminhada é bem desagradável, tendo em vista que praticamente não há calçadas, o que obriga os pedestres a desviar toda hora dos carros. No período noturno, quando já estamos cansados, isso faz toda a diferença. A Pousada das Canoas ficava a cerca de 350mts da Praia do Amor e a cerca de 800mts do Centro, onde fica toda a vida noturna. Parece pouco, mas, como disse, a caminhada é bem ruim pelas ruas de Pipa. Quando eu retornar à Pipa com certeza ficarei em alguma pousada próximo ao Pipa Atlântico ou Toca da Coruja.

Vamos ao que interessa: Pipa! É um lugar mágico, mas que tem alguns “macetes” para que se possa aproveitar o máximo do lugar. Consiga um mapa de Pipa pela internet ou na recepção de sua pousada. Também procure obter a tábua das marés, que é importante para a caminhada nas praias. Com a maré baixa é possível passar de uma praia a outra caminhando. Agora vou falar das praias de pipa, seguindo a ordem do mapa.

 

Praia do Amor

É uma praia linda que tem altíssimas falésias. É freqüentada por surfistas e também tem alguns barraqueiros que vendem comida e bebida. No dia em que fomos, as ondas não estavam muito fortes e o banho foi bem agradável. De lá dá pra ir caminhando em direção ao sul até a pedra que tem a forma de um barril e que deu origem ao nome de Pipa ( os colonizadores portugueses chamavam “barril” de “pipa”). Essa pedra fica em frente ao Mirante do Chapadão. Vale a pena uma ida até este Mirante para uma bela foto, pois a visão é panorâmica. Não sei se é possível o acesso ao mirante pela praia (Procure se informar, mas acho que o acesso é feito somente alto das falésias). Na praia do amor você consegue um guarda sol e uma mesa para sentar, mas como na maioria das praias de Pipa ( com exceção da Praia do Centro) o serviço é ruim e as coisas são caras. Da praia do amor também é possível ir para a Praia do Centro caminhando pela areia, desde que a maré esteja baixa.

 

Praia do Centro

Se o turista vai à Pipa e só conhece essa praia, sai de lá decepcionado. Isso porque a Praia do Centro não tem nada demais. É uma praia com muitas pedras e um paredão de recifes que formam piscinas naturais, digamos, “normais”. Tem muitos barraqueiros e é bem movimentada. Nós fizemos um passeio de barco que vendem ali, com duração de cerca de 1 hora. Esse passeio é legalzinho, pois o barqueiro te leva para ver os golfinhos. Só evite fazê-lo se o mar estiver agitado, pois pode acontecer uma “vomitada geral” (rsrsrs). O “pulo do gato” é ir caminhando pela areia da Praia do Centro até a Praia do Curral (também conhecida por Baía dos Golfinhos). É uma caminhada curta de cerca de 400 mts que só pode ser feita quando a maré está baixa.

 

Praia do Curral (Baía dos Golfinhos)

É um dos cartões postais de Pipa. Quando a maré está baixa, é possível ver um imenso espelho formado pela água e pela extensa faixa de areia, que, aliado às imponentes falésias e ao azul do mar, formam uma pela paisagem. O banho é muito agradável. Há alguns poucos barraqueiros com mesas. É nessa praia que se avistam os golfinhos. O passeio de barco citado anteriormente tem uma parada nessa praia justamente para isso. Quando a maré está baixa (sempre a maré), algumas pessoas arriscam uma caminhada pelas pedras até a próxima praia, a Praia do Madeiro.

 

Praia do Madeiro

Resumindo, possui todas as qualidades da Praia do Curral, com apenas um diferencial: a mata atlântica, que faz dessa praia a mais bonita de Pipa. No alto das falésias, no limite entre esta praia e a Praia do Curral está o Santuário Ecológico (o qual não visitamos). Quando nós visitamos essa praia, nós pegamos uma van no Centro por R$ 1,50, soltamos na estrada e descemos para a praia pela escadaria do Hotel Village Natureza. Na praia é possível fazer aulas de surf e tem um barzinho do próprio Hotel Village na beira da praia. Comemos um petisco legal ali e curtimos a praia. Antes tínhamos ido à Barraca do Jegue e eles simplesmente nos ignoraram. Um péssimo serviço. Essa praia é imperdível.

 

Praia de Cacimbinhas e Praia do Giz

Depois de curtirmos a Praia do Madeiro, subimos a escadaria do hotel e pegamos novamente a van para soltarmos em Cacimbinhas. É uma praia praticamente deserta e lindíssima como as demais. Passamos pela barraca do Chico, mas ela estava fechada. De lá, pela areia, fizemos uma caminhada de final de tarde, passamos pela Praia do Giz e finalizamos nosso dia com o famoso, exuberante e imperdível pôr do sol da creperia do Hotel Marinas, já em Tibau do Sul. Imperdível. Depois pegamos a van retornando à Pipa.

 

Demais Praias

Ao sul de Pipa, depois da Praia do Amor e até a divisa com a Paraíba, estão outras diversas praias, como a Praia de Minas, Barra do Cunhaú, Sibaúma, Baía Formosa e Sagi. Compramos um passeio de Buggy com a empresa Luck para conhecer essas praias e a famosa Lagoa da Coca-cola. Não teve nada demais, a não ser a Lagoa da Coca-cola, que é bem interessante. É uma lagoa localizada entre pequenas dunas. Sua água é bem limpa, sem cheiro e tem cor de coca-cola, devido à decomposição de vegetais. A Baía Formosa também é bem bonita, mas nada comparado à Baía dos Golfinhos. Devo ressaltar também que o nosso bugueiro era muito ruim. Ele corria demais e não parou nos melhores pontos. No final das contas, pelo preço que pagamos (R$ 100,00 por pessoa ), não valeu a pena, a não ser para conhecer mesmo. As praias mais deslumbrantes foram mesmo as de Pipa, que descrevi no início do post e que não gastamos quase nada pra curtir. Para passear de Buggy, é muito melhor ir à Natal e fazer o passeio a Genipabu. Vale ressaltar que em Pipa também tem um passeio no Pau-de-Arara, organizado pelo Bar do Caio, que parece ser bem interessante. Nós íamos fazê-lo mas no dia choveu muito, o que impossibilitou a sua realização.

 

Santuário Ecológico

Não tivemos tempo de visitar, mas dizem que vale muito a pena. Paga-se uma tarifa de R$5,00 para conhecer o parque, que é uma área de proteção e preservação ambiental. Pode ir de van tranqüilo ou caminhando, se tiver disposição.

 

Vida Noturna e Restaurantes

Pipa possui uma avenida principal, chamada Avenida Baía dos Golfinhos. É na verdade uma rua estreita de paralelepípedos onde os carros transitam em baixa velocidade e que quase não tem calçadas. Os principais estabelecimentos estão situados nessa avenida, entre a rua que dá acesso à Praia do Centro e a Pousada Pipa Atlântico (um pedaço de uns 700 metros, aproximadamente). Nesse perímetro estão situados restaurantes variados e alguns bares bem transados. Há de tudo: creperias, pizzarias, sorveterias, etc. Minha noiva disse que o lugar tem um ‘’quê’’ de Garopaba e de Búzios, com muita gente bonita e restaurantes de todos os preços. É só pesquisar que se acham opções baratas ou, para quem quer e pode, lugares mais sofisticados. Comemos uma pizza ótima a R$ 18,00 (oito fatias) na Pizzaria Terraza`s. Também comemos no Espaço Lampião, que é mais caro e mais sofisticado. Gostamos muito. Dizem que é muito boa também a Creperia Céu de Pipa, mas nós não fomos. A Cia dos Crepes (acho que é isso) também é ótima para almoçar e tem preços bem acessíveis. Comemos uma carne de sol deliciosa lá. De um modo geral os restaurantes são muito bons.

 

Bancos e Locomoção em Pipa

Só vi um caixa eletrônico em Pipa que, salvo engano, era do Bradesco, mas que tinha a bandeira do banco 24 horas, mas nem sacamos, pois tínhamos levado dinheiro suficiente.

Muita gente aluga carro em Pipa e sai para conhecer as diversas praias. Pra quem tem disposição de ficar dirigindo é vantagem fazer isso. Por outro lado é possível conhecer as praias daquela região com as vans que circulam por ali (R$1,50). É só se informar. Elas circulam de 15 em 15 minutos. Fizemos isso e foi bem tranqüilo.

 

Bem, galera, sobre Pipa era só isso! No próximo post falo sobre Natal!

Grande abraço a todos e boa viagem!

Compartilhar este post


Link para o post

Oi Adriana, eu vou ficar no Sugarcane. Ainda não fechei o pacote das aulas, estou cotando mas acho que vou fechar antes de viajar.

Vamos marcar sim de se encontrar lá ? Vc vai de Natal ?

 

bjs

Compartilhar este post


Link para o post
Oi Adriana, eu vou ficar no Sugarcane. Ainda não fechei o pacote das aulas, estou cotando mas acho que vou fechar antes de viajar.

Vamos marcar sim de se encontrar lá ? Vc vai de Natal ?

 

bjs

 

 

Então, as aulas ainda é icógnita para mim. Acho q o SugarCane é na mesma rua do Pipa Hostel.. não tenho ctz.. mas pIpa é pequena. Eu tô indo de Fortaleza e vc?!

Compartilhar este post


Link para o post

Então gente, "comprei" ontem a passagem (tirei por milhagem... santa promoção da GOL!).. agora tenho que decidir aonde ficar. Pelo que estou vendo a boa pedida mesmo é ficar perto do centro, não é?

Assim, o melhor hostel seria o Pipa hostel? Tem outra opção de hostel por perto? O sugar cane é no centro? Ainda não recebi resposta desde para saber se ainda há vagas...

 

de qq maneira, espero ter contato com as meninas aí (Adriana e Simone)... tb estou indo "by myself"

 

bjs!

Charlene

Compartilhar este post


Link para o post

O sugar cane eu não sei onde fica, já o Pipa Hostel é perto do centro e foi escolhido o melhor albergue do Brasil!

 

http://www.pipaonline.com.br/noticias/201-melhor-albergue-internacional-do-brasil-esta-na-pipa-

 

Em Pipa nada é mtoooo longe, mas qto mais perto do centro ficar melhor, é onde fica toda a agitação durante a noite, exceto a boate que fica mais perto da praia do amor, mas geralmente a galera sai peregrinando do centro pra boate a pé mesmo!

E como é o esquema das aulas de surfe?? Vou ficar pra semana santa, mas vou um pouco antes, dia 16, boto fé que Pipa deve estar vazia ainda heheh Vou ficar hospedada na Pousada da Vovó, mto boa!

Eu queria aproveitar pra pegar umas aulas de surfe já que vou ficar mto tempo!

Abraçosss e fiquem na paz!

Compartilhar este post


Link para o post

Olá mochileiros!

 

Estou indo à Natal em junho meu namorado e eu para um congresso e vamos aproveitar para passar uns dias em Pipa, lógico!

Nossa idéia é chegar na madrugada entre os dias 01 e 02 de junho (2:00 da manhã) e ir direto para Pipa. Acho que 120 reais para translados (a maioria dos hotéis cobra esse preço) ou para táxi é muito caro. Por isso pensei que poderíamos fazer uma horinha pelo aeroporto e ir para o Posto do Dudu onde passam vários alternativos, certo? É tranquilo chegar até lá do aeroporto? Dá para ir a pé, ou melhor pegar táxi? Já li aqui que tem alternativo saindo de lá as 5:50 da manhã.

 

Olhei váááááárias pousadas e vamos ficar no Albergue da Rose (50,00 por casal) eles tão com um site super legal hhttp://alberguedarose.yolasite.com/

 

Valeu!!! :D

Compartilhar este post


Link para o post

Olá pessoal,

 

Estou indo pra Pipa no dia 12 de abril e pretendo voltar dia 19, antes do feriado. A questão é que fico meio na dúvida de pegar somente um final de semana na cidade, já que li e me disseram, que a noite fica mais animada nesses dias pois o pessoal de Natal vai para lá.

Então, vocês acham que vale a pena passar dois finais de semana para aproveitar a noite de Pipa ou somente um fim de semana é suficiente?

Compartilhar este post


Link para o post

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

  • Conteúdo Similar

    • Por leticia&MV
      Continuando meus relatos de viagem, em DEZEMBRO 2014 fui com meu marido e minha irmã para Paraíba e Rio Grande do Norte.
      Uma viagem incrível. A Paraíba tem uma comida barata e deliciosa, peixes super frescos. Fiquei no Hotel Nord Imperial na orla da Praia de Tambaú.
      O hotel nos disponibilizou um taxista por um valor muito bom, para nos buscar no aeroporto. Foi bem pontual.
      A surpresa é o sol a "pino" às 04:00h da manhã, uma delícia para quem gosta de acordar cedo e ama o sol. 
      O primeiro dia chegamos de madrugada e nos surpreendemos com a alvorada, coisa linda o sol nos recepcionando na praia de Tambaú.
      O Hotel Nord Imperial um espetáculo, café da manhã delicioso, tapioca fresquinha (coma quantas quiser), funcionários nota 10.
      Contratamos um guia para maximizar nossos dias e fazer bastante coisa, valeu muuuito a pena. Ele nos levou nas melhores praias e para comer em lugares baratos e deliciosos.

      A praia dos meus sonhos eu encontrei lá. BARRA DE GRAMAMI, não deixe de ir. Um rio incrível que encontra com a praia de areis brancas. uma extensão de areia a perder de vista, muitos coqueiro na orla. A verdadeira visão do paraíso.
      Fomos a outra praia que não me recordo o nome, mas tiramos muitas fotos em uma falésia. Almoçamos por lá um camarão empanado nota 10. Lembro que arroz, isca de peixe e camarão empanado, macaxeira e pirão, custou para 4  pessoa comendo muito, 80,00 (em 2014). Valeu super a pena. A praia era incrível de linda.
      Outro dia almoçamos na rua lateral do Hotel Nord em uma simples varanda de casa de pescador, onde ele pescava e a esposa fazia a comida. Comemos um peixe com leite de coco delicioso, bataa frita, salada e pirão para 3 pessoas por 40,00 reais (em 2014).
      Se você não conhece mangaba, pare para tomar um suco ou sorvete no Farol do Cabo Branco, é uma fruta deliciosa. O Farol é lindo, voce tira foto no ponto do Brasil mais próximo da Africa.
      Fomos na Praia do Jacaré, que na verdade é um Rio (vá no por-do-sol).

      Lugar maravilhoso, muito romântico e família. No por-do-sol tem um homem que toca Bolero de Ravel. É super relaxante. A feirinha é boa para comprar lembrancinhas, comer uma tapioca. Vende pimenta para tudo quanto é gosto. 
      Comprei Castanha caramelizada de vários sabores por 10,00 reais meio kilo.
      O calçadão da Praia de Tambaú é uma delícia a noite, gente super educada, muitas famílias, policia e guarda municipais.
      Tem uma feira já na Praia de Manaíra, que é tipo uma continuidade da Praia de Tambaú. Comprei um chapéu lindo de couro (tipo boiadeiro) por 60,00 reais.
       
      Depois de alguns dias na Paraíba pegamos um taxi e fomos para Pipa no Rio Grande do Norte.
      o taxi valeu super a pena, pois éramos 3 pessoas, a passagem de ônibus sairia pouca coisa mais barata.
      NÃO ANDE DE ÔNIBUS NO NORDESTE, INCLUSIVE ÔNIBUS DE TURISMO. SÃO PÉSSIMOS. TODAS AS EXPERIÊNCIAS MUITO TRAUMÁTICAS.
      COMO SÃO POUCOS OS ÔNIBUS, ACABA QUE ELES DÃO A VOLTA AO MUNDO PARA CHEGAR EM QUALQUER LUGAR E SÃO PRECÁRIAS AS CONDIÇOES DOS MESMO (EM 2014).
       
      PIPA 
      O taxista que nos levou, foi parando para nos mostrar pontos lindos do local. Parou sob uma falésia (antes de entrar em PIPA) que tem uma vista do mar perfeita, parece o mar da Grécia que aparece nos filmes. Dá vontade de chorar de tão lindo.
      Pipa é gostosinho, pegamos a cidade vazia, aproveitamos os restaurantes, os preços são ótimos para a qualidade da comida. Teve um dia que comi um crepe de camarão que estava delicioso, nem consegui chegar até o fim de tanto camarão que tinha.

      Fiquei na Pousada Cavalo Marinho, em um chalés próximo ao centrinho, em uma morreba, almocei um dia lá e valeu a pena, comida boa e tinha feijão preto. Recomendo a pousada.
      No Rio nós comemos feijão preto, lá eles comem o feijão de corda (verde). Passei perrengue no feijão com arroz.
      BAÍA DOS GOLFINHOS
      Vale super a pena. Saímos da pousada umas 8h da manhã, fomos caminhando. No caminho, várias pessoas oferecendo passeio para ver os golfinhos, nós não compramos. Fomos nos divertindo beirando o paredão da falésia. A água do mar estava começando a recuar, então a areia nos sugava (como se fosse areia movediça, mas voce consegue sair numa boa) isso acontece, pois a areia está sobre as rochas, o ar entra e voce afunda. Que delícia!!! Brincamos muito no caminho e de quebra vimos um lagarto verde gigante tomando sol no paredão da falésia.
      NA REAL: ACHEI QUE A HISTÓRIA DE GOLFINHO ERA ESTÓRIA PARA CRIANÇA DORMIR.
      MAS... de imediato vimos vários, inclusive muitos filhotes, que deram um show a parte. Não precisamos pegar barco, eles estavam se alimentando e nadavam atras dos peixes até quase atolar na areia, então passavam muuuuito perto de nós. Foi a experiência da natureza mais legal que já tive.
      Teve um dia que saímos de Pipa para Sibaúma, pegamos uma combe lotada no centrinho, nos deixou na cidade, fomos andando uns 20 minutos até a praia Barra de Cunhaú. Pegamos uma água cristalina, deitamos em espreguiçadeiras com os pés na água e comemos peixe, camarão e macaxeira (aipim). Que vida boa, por mim não vinha embora nunca mais.
      Ficamos um dia inteiro nessa praia de tão bom que foi.
       
      Partimos para NATAL.
      PEGAMOS UM ÔNIBUS DE PIPA PARA NATAL, DEU A VOLTA AO MUNDO, LOTADO. UM VERDADEIRO HORROR. NÃO FAÇA ISSO!!!
      Em Natal nos hospedamos no hotel Areias de Ouro (2014), próximo a orla da praia do morro do careca. Não gostei do hotel, eles nos deixaram em um quarto ruim no primeiro andar, a hospede sobre nosso quarto andava de salto alto e não nos deixava dormir, expus o caso e pedi para nos trocar de quarto (eu procurei saber e descobri que haviam muitos quartos disponíveis) simplesmente me ignoraram.
      A praia do morro docareca é divertida, muita gente, espreguiçadeira, na época era só consumir, não precisava pagar a espreguiçadeira em si.
      Na praia passa gente vendendo.de tudo.Paguei 25 reais em 50 Camarões com macaxeira.
      DUNAS DE GENIPABU

      Você vai precisar contratar um bugueiro para te levar. São dunas de areia quente, com um litoral lindo. Tem até passeio de camelo.
      Desci de tirolesa da duna para o lago, muito bom. Algumas pessoas ficam vendendo espetinho de lagosta por 5 reais (em 2014), que delícia.
      No final do passeio o guia nos levou a um restaurante ruim e caro, a única coisa que valeu foi a vista incrível.
      O TURISMO EM NATAL É MUITO EXPLORADO, ME SENTI UM POUCO INCOMODADA COM ISSO, JÁ O TURISMO NA PARAÍBA É TRANQUILO, VOCÊ É TRATADO COMO SE MORASSE LÁ, NÃO COMO TURISTA.
      Marcamos um passeio com sr que apareceu no programa Estrelas da Globo. Ele nos levaria para dar uma volta na praia pendurado em um paraquedas colorido que ele puxa com seu jipe. Infelizmente não rolou, ele mal conseguia falar pelo telefone, estava embriagado. Furou no dia do passeio.
      Ainda bem que não adiantei valores!
      Troquei pelo passeio de quadriciculo, foi maravilhoso, inclusive paramos para ver o maior cajueiro do mundo.
      No último dia deixamos para ir ao restaurante Camarões, mas como não aguentavamos mais peixe resolvemos ir a churrascaria Sal e Brasa. Nos buscaram e levaram no hotel. Super recomendo. Só para constar que depois de 30 min na churrascaria já não aguentava mais comer, era muito bem servido.
      No diaseguinte fomos pegar um ônibus de viagem da melhor empresa do Estado para retornar a Paraíba e pegar o avião. Foi desesperador, o ônibus enguiçou, chovia muito e o motorista nos largou no ônibus com as portas trancadas, pedi para abrir a porta batendo no vidro e o mesmo se irritou.
      Mais uma vez,não peguem ônibus no nordeste.
      Amei os dois estados, a comida, as pessoas da Paraíba. E pretendo voltar um dia.
      Praias incríveis!!!
    • Por Josafá Félix
      Primeiramente gostaria de iniciar esse relato de viagem agradecendo as inúmeras dicas que retirei daqui, sem toda essa colaboração não seria possível ter decidido minha viagem de férias (um pouco em cima da hora), por isso, resolvi contribuir também contando tudo que fiz em Pipa durante 06 dias e sozinho (mas nunca desacompanhado).
       
      Em março deste ano tive férias do meu antigo trabalho, como não esperava e consequentemente não tinha planejado viajar, me vi no dilema para onde ir (e sozinho) já que ninguém estava disponível para viajar comigo. Então optei em ir para Pipa (um destino relativamente perto de Recife e que ainda não conhecia). Esta foi minha primeira viagem completamente só e ficando em hostel (a partir de agora só quero viajar assim )
       
      Dia 19/03/16:
       
      Saí da rodoviária de Recife às 11:15h no ônibus da Progresso com destino à Natal (é o mesmo ônibus mas você avisa ao motorista que vai descer na cidade de Goianinha, que fica antes e é a porta de entrada para o caminho que te levará a Pipa) chegando por volta das 14:40h. A passagem está custando R$ 63,16 Executivo e R$ 46,10 Convencional (consultado em 15/10/16).
       
      O ônibus te deixará numa parada na pista local da BR que corta a cidade, é só andar um pouco voltando e entrar à esquerda que você já estará no centro da cidade e avistará a Igreja Matriz, é de lá que saem as vans com destino a Pipa, a passagem custou R$ 4,00 e cheguei lá às 16:40h (além de ter esperado um pouco a saída da van, o motorista andou bem devagar para que os passageiros locais pudessem avistá-lo no caminho).
       
      Dentro da van já me apaixonei pelo lugar, é tudo muito lindo! As lojinhas, restaurantes, cada um com sua decoração rústica, as ruas estreitas de calçamento, tudo um charme! Desci na parada da Casa da Farinha, uma padaria bem tradicional de lá e porque fica próximo ao Pipa Hostel, onde me hospedei. E lá vai eu arrastando minha mala de carrinho por todo aquele calçamento misturado com areia, fazendo maior barulho nas ruas tranquilas do vilarejo.
       
      Cheguei no hostel, fiz check-in, deixei minhas coisas no quarto e fui comer algo pois não tinha almoçado e estava morto de fome! Lanchei no Subway que fica na Av. Baía dos Golfinhos, a principal de Pipa. A vista na varanda que fica no andar de cima e na parte de trás é linda, vale a pena ficar!
       
      Dei uma volta pelo centrinho e voltei para o hostel, fiz amizades com a Tati, Edna e Aline e combinamos de sair à noite para comer algo e dar uma volta pela vila. Jantamos pastel de carne de sol que fica ao lado do mercadinho na Praça do Pescador, custou R$ 5,00 e o refrigerante R$ 2,00 e comemos um churros gourmet sabor Nutella por R$ 8,00
       
      Dia 20/03/16:
       
      Acordamos cedo, tomamos café da manhã no hostel e fomos caminhando até a Baía dos Golfinhos. No caminho, ainda no centro da vila, fomos abordados por muitos guias turísticos oferecendo passeio de lancha até a Baía para avistar os golfinhos. Você faz o passeio se curtir andar de lancha, mas é desnecessário, pois todas as praias de Pipa são acessíveis à pé (o litoral da vila não é tão grande) e os golfinhos podem ser avistados da praia mesmo, é questão de sorte.
       
      Saímos da Baía dos Golfinhos às 11h devido ao horário que a maré iria subir no dia, essas informações você consegue na recepção do hostel que ficar. Deve-se atentar muito para isso, pois se ela subir, não consegue sair de lá devido a grande quantidade de pedras que "isolam" a praia. Ficamos pela Praia do Centro e almoçamos num self service na av. principal por R$ 10,00. Passamos a tarde no hostel e demos uma volta no centrinho à noite.
       
      Dia 21/03/16:
       
      Neste dia resolvi fazer um passeio sozinho no Santuário Ecológico que fica na Praia do Madero mas a entrada se dá pela estrada de acesso à Pipa. Basta pegar a van e avisar ao motorista que eles te deixam na frente. A entrada ao Santuário Ecológico custou R$ 15,00 e o ingresso te dá acesso durante o dia todo, podendo sair e voltar quantas vezes quiser até o horário de fechamento, às 17h. Para quem curte natureza vale muito a pena! Lá existem cerca de 16 trilhas com níveis de dificuldades variados, peguei o mapa na recepção e fui desbravar algumas, mas muitas delas se encontram. O bom mesmo é ir andando sem preocupação como fiz e ser pego de surpresa pelos inúmeros mirantes que existem no local, cada um mais lindo que o outro!
       
      Lá dentro do Santuário Ecológico possui o Projeto Tamar, onde é possível ver o esqueleto de diversas espécies de tartarugas marinhas. Desci através de uma escadaria para a Praia do Madero onde encontrei com as meninas e fomos almoçar num self service por R$ 15,00 e decidi não voltar mais para a reserva pois já tinha visto boa parte das coisas por lá.
       
      Após o almoço fomos para a Praia do Amor, reduto dos surfistas que buscam boas ondas (não aconselho a praia para tomar banho de mar devido as ondas serem bastante violentas). De lá seguimos para o famoso Chapadão, uma falésia de tom avermelhada que é possível contemplar o pôr do sol e ver toda a Praia do Amor lá de cima. O acesso se dá pela estrada asfaltada após a Praia do Amor.
       
      Encerramos o dia visitando as lojas do centrinho à noite.
       
      Dia 22/03/16:
       
      Decidimos ir mais uma vez para a Baía dos Golfinhos pela manhã e após isso, nos reunimos e almoçamos no restaurante Jerimum, bem simples e pequeno mas com uma comida deliciosa! Optamos por uma moqueca que foi mais incrementada para servir 4 pessoas e negociamos o valor para R$ 90,00. Nos servimos muito bem com todos os acompanhamentos e ainda sobrou!
       
      Passamos a tarde na piscina do hostel e encerramos a noite andando pela vila.
       
      Dia 23/03/16
       
      Este seria meu último dia, mas estava de coração partido em ter que deixar aquele paraíso e as amizades que fiz no hostel, então todos os meus novos amigos se reuniram e pediram para eu ficar mais um dia e ir embora no dia seguinte (sendo assim, eu teria companhia para voltar para Recife com uma das meninas que iria continuar a viagem dela por lá).
       
      Decisão tomada, resolvi ficar e ainda ganhei um desconto na diária do hostel se eu pagasse à vista . Todos foram um amor!
       
      Então resolvi ficar pelas piscinas naturais na Praia do Centro que se formam com a maré baixa, as crianças adoram! Almocei em outro self service chamado Altas Horas por R$ 15,00 e suco por R$ 5,00 e a comida era mais gostosa e tinha mais variedades. Passei a tarde na piscina do hostel, encerrei a noite pelo centrinho e fui dormir para acordar cedo e pegar a estrada de volta pra casa no dia seguinte.
       
      Dia 24/03/16:
       
      Acordei às 8:30h, tomei café, arrumei a mala e saímos do hostel às 10h. Pegamos a van para Goianinha no mesmo local de sempre. Chegando lá, deve-se atravessar a passarela da BR e ir até o restaurante Mirante do Vale que fica do outro lado, é lá onde os ônibus da Progresso que saem de Natal com destino à Recife fazem parada.
       
      Dica importante: para quem irá para Recife, aconselho comprar a passagem de volta pela internet para reservar o lugar no ônibus. Minha amiga que estava me acompanhando não conseguiu embarcar porque já estava lotado e o próximo ônibus só passaria às 16h. Como eu iria encontrar com minha família em João Pessoa, minha amiga foi comigo e chegando em João Pessoa, comprou outra passagem para Recife. O ônibus de Natal que segue para João Pessoa é da Viação Nordeste e não faz parada no restaurante Mirante do Vale, tivemos que ficar atentos para acenar para o motorista na BR e contamos com a sorte de ter lugar e poder embarcar. A passagem custou R$ 30,00. Por fim, deu tudo certo e seguimos para João Pessoa.
       
      Hospedagem:
       
      Como citei neste relato, fiquei no Pipa Hostel. Vi muitas dicas de viajantes que ficaram hospedados nele e comparei o custo benefício com outros hostels da região e optei por ficar nele também. Além de fazer parte da HI, o hostel tem um ambiente amplo, conta com piscina e oferecem café da manhã simples mas satisfatório (frutas, pães, bolos, café, leite, queijo e presunto além de salsicha ao molho). Fiquei no quarto misto com 8 camas e por duas noites tive o quarto só pra mim . Eles possuem quartos privativos também, localizados no andar de cima, recepção 24 horas e estacionamento (não sei informar se é gratuito). Existem duas cozinhas, uma para os funcionários e outra para os hóspedes (que é livre). Em quase todas as noites, dois cozinheiros de fora utilizam a cozinha dos funcionários para fazerem pratos e serví-los aos clientes, vem gente de fora que não está hospedado no hostel, então é uma boa hora para conhecer outras pessoas (tem muitos gringos). Como na maioria das noites utilizava a cozinha dos hóspedes para preparar algo simples para jantar, optei por não participar pois queria economizar, já que o orçamento foi pequeno, mas no geral o jantar deles não passa de R$ 30,00.
       
      Foi minha primeira experiência em hostel e minha primeira viagem completamente sozinho. Posso dizer com toda certeza que foi a melhor experiência turística que já tive, a sensação de liberdade é incrível, pude me conhecer mais, sou uma pessoa inicialmente tímida, mas fiz amizades que fizeram toda a diferença nessa viagem. Graças aos relatos dos Mochileiros que sempre acompanho me encorajei e decidi ir e a partir de então, só quero viajar assim agora, haha
       
      Outra dica: como viajei para Pipa na semana que antecedeu o feriado de Páscoa (Semana Santa), a cidade já estava bem movimentada, mas nada de exageros. Conversando com uma comerciante e moradora local, ela disse que em feriados a cidade ferve de gente! Segundo ela, é quase impossível andar pelas ruas estreitas e chega até a faltar água e energia devido à grande demanda. Então para quem não gosta de tanto agito (assim como eu), aconselho a viajar antes de feriados, em dias comuns.
       
      Enfim, essa foi minha contribuição, espero ter ajudado alguém. Obrigado e nos vemos por aí!






×
×
  • Criar Novo...