Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

1 Motorhome, 1 trailer, 6 pessoas + 2 Fridas - em Perrengues pela Europa


Posts Recomendados

  • Membros de Honra

[align=justify]Para quem ainda não sabe eu moro em Gotemburgo,Suécia.

 

Não tenho muita paciencia para escrever relatos :mrgreen: , resolvi escrever por causa de algumas loucuras que venho encontrando entre os vários tópicos nos Roteiros de viagens e para aqueles que pretendem alugar um motorhome para sua viagem pelo velho mundo.

Espero que eles leiam. :roll:

O foco deste relato : perrengues , micos e algumas boas risadas.

 

Os atrativos turísticos serão mencionados superficialmente porque não há o que acrescentar ao que já foi relatado no fórum.

 

Informação prática.

6 pessoas gastamos, exceto souvenires e objetos pessoais, em 20 dias , 6 países, em torno de 4500,00 euros. O que dá uma média de 37,5 pessoa/dia.

 

Preparativos

 

Quando preparavamos a viagem de vinda de meus primos para a Suécia, por diversas vezes conversamos a respeito de um pequeno tour pela Europa .

Nessas conversas descobri que o interesse deles era vago e ignoravam totalmente o que poderiam ver por aqui exceto Paris.

Então pensei , ok monto um roteirinho CVC e concentro o passeio em Paris.

Dica: Concentre sua viagem no lugar que realmente te interessa.

 

Pois bem , chegaram em uma sexta feira e por mais que eu tivesse alertado quanto ao fuso horário , aff ja sabem ne, dormiram ate tarde no dia seguinte. Como aqui é tudo pertinho e concentrado nao teve muito problema em conhecerem o principal com direito a parque,IKEA e passeio de barco em 2 dias e meio.

Dica: No dia do desembarque na Europa , reserve para descansar ,se chegar à noite descanse a manhã seguinte .

 

Calma pessoal o motorhome chega a seguir.

 

Como nosso motorhome é para 4 pessoas dormirem, isso no papel ,porque na realidade 3 pessoas .

Antes de chegarem estavamos com o dilema, onde irão dormir? Resolvemos entao comprar um trailer .

Entra aí um perrengue, a questão de peso. Acima de 3500kg tem que ter carteira E , coisa que não temos e não daria tempo para tirar, portanto o problema aumentou , achar um trailer com até 700kg que coubesse pelo menos 3 pessoas para dormir. ::mmm:

Ta certo nos campings tem os chales, pela hora da morte , mais caros que os hoteis F1, descartados desde o início.

Dá –lhe busca , até que encontramos um perto de Estocolmo.

Perfeito , tão bonitinho o Piccolo.

 

A viagem

 

Partimos cedo na terça feira com destino a Berlim , descendo via Dinamarca , onde pode atravessar de duas maneiras . Uma via Helsingborg ( Suécia ) Helsingör ( Dinamarca) parar e visitar o castelo Kronborg ou via ponte/tunel Malmö ( Suécia ) Copenhagem ( Dinamarca).

Unânime ponte.

 

Chegamos em Copenhagem no final da manhã e como o desinteresse em visitar museus, igrejas e castelos era total passeamos à pé pelo centro descendo stroget ( rua fechada mais famosa da cidade) até o palácio Amalienborg , de lá até Nyhavn onde localizam aquelas casinhas coloridas "garradinhas" umas nas outras com trocentos restaurantes , seguindo até a pequena sereia. Este passeio foi feito em 3 horas debaixo de um vento danado.

 

Dica:Não repita a façanha se você não tiver na companhia de alguem que conheça o local.

Caso queira visitar pelo menos um palácio , prefeitura , igreja, reserve pelo menos 2 dias .

 

Seguimos viagem pelo final da tarde , próxima parada Berlim.

 

Ok não chegamos no mesmo dia , apesar de ser perto, as estradas alemãs vivem em obras e isso retarda a viagem.

Dormimos em um posto de gasolina há uns 100 km da capital alemã, por causa do horário , não encontraríamos o camping aberto.

Dica: A maiorida dos campings abrem às 08:00 e fecham as cancelas às 23:00h.[/align]

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 83
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros de Honra

[align=justify]Dia seguinte cedo, digo, eu meu marido e a mulher do meu primo acordamos cedo e quase precisamos de uma banda de música para acordar os outros 3.

Ainda não tinham acostumado com o fuso horário, o que é perfeitamente normal.

Enfim após um banho(2 euros/pessoa) e café da manhã( opção mais barata 4euros ) no posto seguimos .

Frida trabalhando lindamente nos levou direitinho para o camping.

 

Não havia reservado , mas não teve problema pois ainda inicio de temporada .

Dica: entre junho e setembro , eventos e feriados reserve com bastante antecedência.

 

Instalados , os dois veículos , luz ligada, gás ligado , compramos os bilhetes integrados ônibus/ metrô para o centro da capital.

Este camping tem o básico , nenhum luxo como piscina, sauna, mas o essencial, energia , banheiro limpo e próximo ao centro. Tem alguns quartos que alugam e dão o nome de hotel.kkkk

 

Dica:Os campings na Alemanha(como a maioria dos estabelecimentos pequenos) só aceitam cartões de credito alemães.

 

O nome do camping é Hotel & City camping Berlin .

São 2 unidades a melhor é Camp 1 , onde ficamos em Spandau bem perto de Tegel .[/align]

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

[align=justify]Chegamos ao centro de Berlim .

Comecei a perceber apartir dalí que a viagem realmente seria superficial , pois mais uma vez a recusa em entrar nos locais turísticos foi unânime. Como já conhecia , repeti a dose de Copenhagem.

 

Castigo pra turista que não quer entrar nos locais é faze-lo andar. :twisted:

 

Descemos um ponto antes do devido, foi porque eu errei mesmo , fomos à pé passando pelo parlamento , que pela primeira vez gostaria de ter entrado principalmente quando vi GRATIS na plaquinha. Perguntei para a mocinha na porta , ela disse que tem que reservar .Afffff

 

De lá ao portão é pertinho , caminhando devagar , apreciando os jardins , dia bonito.

Como dizem os mineiros garramos no portão, ficaram deslumbrados e por ali ficamos um bom tempo, fizemos um lanche e seguimos até o muro.

Paradas para fotos, memorial , prédios , praça , caminhando até o muro onde finalmente consegui convencê-los a visitar.

De lá até o checkpoint Charlie 2 quadras , fotos , fotos e mais fotos.

Comemos logicamente Bratwurst com batatas , pegamos o metro para Alexanderplatz.

 

Andar de metro em Berlim é tranquilo,mapa fácil de entender e bem sinalizado.

Acontece que estavam em reforma de uma das linhas e justamente de onde estávamos até Alexanderplatz, tivemos que fazer baldeação , pegar o ônibus até Potsdamerplatz e de lá até Alexanderplatz.

 

Aí veio mais um perrengue só que esse cômico.

Os retardados aqui sem saber o que estava acontecendo , esperando o trem seguir viagem e nada , de repente estávamos sozinhos no vagão, desconfiamos que havia algo errado, uma senhora muito gentil tentou dizer que tinhamos que sair do trem , por fim ela entrou e nos puxou pela mão para mostrar.

Saimos da estação meio oncotô , proncovô?

Até que vimos um ônibus sem nada escrito mas todos entravam nele, fomos com a onda .

Ao entrarmos no dito, achei que tínhamos entrado no onibus errado , desci do onibus e toda a penca atráz e meu marido bravo demais porque estavamos no certo e o fiscal la na rua rachando de rir dos capiaus aqui.

Esse perdido durou quase uma hora ao chegarmos na Alexanderplatz desabou uma tempestade, acabamos por entrar no shopping e esperar a chuva parar.

A torre? Só por fora pois já anoitecia.

 

A vantagem de viajar entre a primavera e o verão é que os dias são longos e aproveita-se mais, desde que não chova. :D

 

Pegamos o metrô de volta para o camping, meus turistas mortos de tanto andar desistiram de pegar uma balada forte na cidade e foram dormir.

 

Abri então uma bela loira alemã e relaxei porque também não sou de ferro, mas pra acompanhar meu ritmo tem que ser bão das pernas! ::hahaha::

 

Precavidamente , havia pago apenas 1 noite no camping .

 

O roteiro eu fiz mas não programei o tempo em cada lugar , exceto Paris, primeiro porque não gosto de ficar andando que nem relógio e depois é mais complicado quando envolve mais pessoas.

Portanto segue a dica: Pague sempre dia a dia o camping , vc nunca sabe se vai gostar ou não do lugar e eles não costumam reembolsar.

 

Como o que viram estavam satisfeitos seguimos dia seguinte Potsdam.[/align]

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Antes de seguir viagem tenho que mostrar o quão bizarro , estranho , incomum ficou um motorhome puxando um trailler.

 

Algumas pessoas passavam e olhavam sem entender direito , o que era muito gozado.

Um homem chegou a me perguntar porque estávamos puxando um trailler , se tinha cama no motorhome. ::lol3::

 

Pensando bem, incomum mesmo! ::hahaha::

 

Outra parte do relato segue amanhã.

 

20120809170318.jpg

 

20120809170341.jpg

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

[align=justify]Seguimos no dia seguinte para Potsdam e de lá para Praga.

 

A diferença entre hospedar em uma casa móvel e um albergue é que vc nao precisa arrumar a mochila , mas tem que ,tirar e guardar fios, esvaziar o tanque de esgoto em local apropriado, encher o tanque de água, desligar o gás, travar todas as portas internas, olha que são muitas viu, além de tomar café , lavar a louça , subir os pézinhos (sim os motorhomes e traillers além de rodas têm pés) só então partir.

Agora imaginem fazer isso dobrado numa mesma viagem.

Achamos melhor dividir tarefas.

 

Dica: Se você não estiver no espírito de acampar , procure um Albergue e não acampe pois vai passar raiva.

 

Meu marido montava e desmontava toda a parafernália ,eu cuidava de explorar o camping e descobrir locais para esvaziar o banheiro, esgoto, cozinha, lavanderia além de fazer as compras para café e lanches e o café da manhã sempre por minha conta, a mulher do meu primo cuidava da limpeza, o filho mais novo o responsável pelos pézinhos ,a minha afilhada cuidava do Píccolo e o namorado dela da água.

Mesmo assim com tarefas divididas não demorava menos de 2 horas para sairmos de algum camping e o pior é que tirando encher a água e esvaziar o esgoto , nada mais pode ser feito com antecedência,começamos a adiantar apartir de Praga pois a experiência para sair de Berlim foi trágica.

Tinha calculado sair as 08:00 só saímos as 10:00.

Ok ok , férias, primavera , dias longos , não estressei com isso.

 

Frida ligada e programada.Destino Potsdam.

Ou vocês sabem quem é a Frida , desconfiam ou não estão interessados em saber.kkkkk

 

Sim a Frida é um GPS .

Este já temos há um ano e sempre nos levou nos lugares, é modelo , o Nüvii qualquer coisa da Garmim.

Só que Frida tem um problema de vez em quando ela fica rebelde e faz o que ela quer.

Dito e feito

 

Frida programada , saimos do camping , rindo do “fun” do meu marido quando está bravo. Ele faz um som com o nariz fun e fecha a cara. Porque saimos tarde do camping. Ele é meio SS , tudo tem que ser marcado , planejado ,cronometrado e retinho , eu hehehe sou o oposto. Imaginem a dupla.Mas sempre acaba cedendo e rindo junto.Acaba tudo em pizza mesmo! ::otemo::

 

Do camping até Potsdam não é longe, até certa altura do trajeto tudo normal ,de repente comecei a notar que havia algo estranho com o caminho.

Já tinhamos ido até Potsdam antes e sempre passamos pela rodovia.

E a Frida acabou por nos mandar via estrada local, o que foi ótimo, pois a paisagem muito bonitinha , as casinhas típicas, as vacas cansadas, enfim tudo que não se vê passando pela auto Estrada.

Só que o Dr cronometro fica estressado quando alguma coisa sai fora do planejado e logicamente a culpa é minha porque não programei a Frida direito , eu mexo em tudo e por aí vai entre resmungos e funs , e eu nemmmm aí , pó xingá , estava achando aquele caminho muito legal e nem estava preocupada se ia ou não me levar a Potsdam.

 

Dica: Se estiver perdido ,não entre em pânico , entre em algum lugar e peça indicação

 

Acalmada a fera, chegamos em nosso destino, demos uma volta pela cidade , as casinhas em estilo Dutch ( estilo das casas holandesas) , parques , sorveteria, hehe não errávamos uma, até chegarmos no palácio Sanssouci.

 

Nesse tour notei que a Frida estava meio desbaratinada e ficou dando voltas no quarteirão , mas achamos.

 

Descemos e desta vez não perguntei nada, entrei comprei as entradas para visitar o palácio, meu marido ficou no motorhome, era bagunça demais pra cabeça dele.

 

Visita feita , turistas apaixonados pelo palácio, começaram então a perceber o quão importante é entrar nos locais e saber sua história.

Sanssouci despertou-lhes a curiosidade.

 

Dica: Mesmo que não seja apaixonado por museus , castelos , palácios , visite pelo menos um deles em cada destino.

 

Voltamos para o estacionamento e antes de partir resolvi dar uma “ajustada” na Frida pra ela não ter mais um ataque de rebeldia.

 

Próximo destino Praga[/align]

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

[align=justify]Almoçamos no caminho para a Rep Tcheca , ainda na Alemanha.

 

Na divisa compramos a vignette ( que é um selo pedágio) para 10 dias, 7 € por veículo.

Surgiu alí uma dúvida comprar para os dois ou só pra um visto que o outro era um puxadinho.

Arriscamos compramos só um.Deu certo .

Chegamos em Praga no final da tarde .

 

Frida desta vez comportou-se muito bem , nos levou até o camping que já havia programado desde o início da viagem.

 

Como disse antes, não havia reservado os campings , porém salvei os endereços no GPS e por medida de segurança no Dropbox do celular.

 

Chegamos ao camping e pang. Em reforma!

Fomos muito bem atendidos pela dona do local , porém apesar de ter aceitado que ficássemos lá, não poderia oferecer as facilidades básicas.

Agradecemos e fomos para outro.

Este Segundo foi a Frida quem achou,coincidentemente retornamos a um camping onde já havíamos tentado hospedar num inverno mas estava fechado.

Nada de especial , apenas um enorme lote com o básico , funciona junto uma pensão

Acampamos por lá mesmo.

 

Havia escolhido o camping anterior por ser mais próximo ao centro ( sempre verifico a proximidade com o centro), porém o outro não ficava longe , era só pegar o bonde e 15 minutos depois já chegava no centro de Praga.

 

Dica: Mesmo que não faça reserva é bom checar com o camping se está funcionando , nem sempre o que mostra na home page é a realidade.

Dica:Ficando hospedado em camping próximo ao centro , evita trânsito com o motorhome ou trailer pela cidade , além do que acaba por ver um pouco mais além do que a parte turística.

 

Montamos toda a parafernalia no camping e fomos cuidar de fazer algumas coisas pendentes como lavar roupas.

 

Dica: Viajar de motorhome é sinônimo de economia de espaço, malas enormes não são bem vindas, portanto o ideal é levar roupa para uma semana e lavar quando necessário.Neste tempo aproveita para descansar porque vida de turista não é facil.

 

Em todos os campings que fiquei até hoje ofereceram a opção máquina de lavar e de secar, fichas na recepção ou em automáticos dentro do camping .

Neste camping custam 6 euros para cada uma, para economizar , lava-se tudo misturado .

Coisas que normalmente não fazemos em casa.

 

O que agradou no local foi que o banho era quente e com água corrente, sem ter que ficar apertando o botão ou colocar fichas.

 

Uma das muitas coisas que aprendemos quando acampamos é tomar banho economico . As fichas duram entre 4 e 7 minutos, quer dizer o freguês já tem que entrar ensaboado. :mrgreen: E os chuveiros aperta aperta são extremamente irritantes, mas funcionam. ::cool:::'>

 

Dica:Em chuveiro aperta aperta ,deixe sempre a primeira vez correr água porque normalmente vem fria , exceto quando alguém já usou recentemente o mesmo.

 

Como tinha WiFi gratis no camping, a geração facebook foi logo para os computadores a fim de contarem sobre a viagem para os amigos e parentes, descarregar fotos, carregar baterias.

 

Enquanto as roupas estavam na máquina , pegamos o bonde eu e a mulher do meu primo e fomos ao supermercado.

 

Macarronada noturna , feita no fogão do camping.Passamos horas conversando , colocando fofoca em dia e rindo dos “funs” do Marcos.

 

Todos avisados , dia seguinte levantar , tomar cafe e pegar o bonde.

Bem , não é tão simples assim.

 

Fazer café , limpar o banheiro químico , lavar a louça, tomar banho , tudo isso demanda tempo,combinamos sair lá pelas 10 horas.

 

A passagem dá pra comprar no próprio camping , eles fornecem o mapinha com horarios e foi sussa.

 

Passamos uma boa parte do dia no centro , curtindo a cidade .

Do ponto do bonde até o centro é perto, passamos por lojas de grifes famosas , neste dia concentramos as atenções na parte baixa da cidade, curtindo a praça do relógio, os bares e cafeterias, ruas e feirinhas, lojas de souvenir , enfim , andamos bastante.

 

Voltamos ao camping , fizemos uma gororoba descansamos um pouco e de tardinha resolvemos retornar ao centro.

 

Os mais novos dormiram, chamamos mas não deu resultado.Fomos eu e a mulher de meu primo , sassaricar pelo centro.

Lá pelas tantas eles acordam descobrem que perderam a companhia. ::hahaha:: Ligaram e convencemos para irem sozinhos de bonde.

Nada complicado nem dificil ,mas por inexperiencia estavam com medo. Com muito custo chegaram.Estava tendo um show na praça.

Ó nois lá dançando no meio do povaréu. ::hahaha::

Voltamos bem tarde para o camping.

 

Desta feita havia pago 3 pernoites pois começava a perceber que o bichinho do conhecer estava começando a atacar meus turistas.

 

Perrengue do dia foi meu intestino ter desandado. O que muito causou inveja nos parentes que estavam “arrolhados” desde a Suécia.kkkkkkk Nada sério , passou logo no dia seguinte estava boa.

 

Esse lance de ir ao banheiro for a de casa é psicologico , quando comecei a acampar , só ia ao banheiro quando não tinha mais como segurar e morrendo de vergonha.Agora? Well, agora fiquei sem vergonha e meu intestino trabalha normalmente como se estivesse em casa.

Dica: Se tem problema psicológico com intestino duas opções hospede-se num hotel ou resolva-o antes de viajar.

O dia seguinte trocamos o centro pela parte antiga e moderna, ponte Carlos, castelo , passeio de barco, Fred e Ginger.

Dia inteiro fora, retornamos ao camping no final do dia.

O nome do camping Pension and Camp Dana Troja

 

E aí ficamos ou não mais um dia em Praga?

Não, seguimos para Salzburgo.[/align]

 

.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...