Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Primeira vez na Europa - Itália e França - Jul/Ago de 2012


Posts Recomendados

  • Respostas 35
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

continuando...

 

10º DIA - PARIS

 

Chegamos em Paris pela manhã, por volta das 10 horas. Desembarcamos na Gare de Lyon e tomamos nosso café da manha (Cookie e capuccino). Logo na chegada já notamos a diferença entre Itália e França. O povo italiano é mais eufórico, fala alto, ri alto, possui um maior “calor humano”. Já os franceses são mais na deles, mais frios.

Ali mesmo pegamos a linha 1 do metrô (direção La Défense) e trocamos para linha 7 (direção Villejuif/Ivry) na estação Châtelet. Descemos na estação Place Monge, atravessamos a rua e estávamos em nosso hotel.

 

Paris é muito bem servida de metrô. São inúmeras linhas e estações em qualquer esquina. Os tickets podem ser comprados em máquinas de auto-atendimento que são muito fáceis de utilizar. Acho que é muito difícil alguém ficar perdido por lá.

 

Mapa do metrô de Paris:

http://www.aparisguide.com/maps/metro.htm

 

O check in no hotel seria às 14 horas e ainda era por volta de 11. Guardamos as malas lá e fomos passear pelos arredores do Quartier Latin. Ficamos passeando pelas ruas próximas ao hotel e chegamos até o Pantheon, mas não entramos. Continuamos caminhando até Jardim de Luxemburgo, que por sinal me encantou por demais. Lá ficamos sentados algum tempo, admirando a beleza do lugar, das flores, da fonte... A fome bateu e decidimos caminhar rumo ao hotel, parando pra comer em algum lugar pelo caminho. Paramos em uma lanchonete e comemos um crepe enorme e delicioso (cerca de 7 euros cada).

Chegando ao hotel, fizemos o check in e fomos para o quarto. Ao entrarmos, percebemos que se tratava de um quarto para não fumantes! Imediatamente o Felipe foi à recepção se informar sobre isso, afinal havíamos reservado um quarto para fumantes.

 

Hotel: Desculpe, senhor! O quarto para fumantes só estará disponível amanhã.

Felipe: Como assim? Fizemos a reserva a dois meses. Fomos claros ao reservar o quarto em que se pudesse fumar e vocês nos confirmaram isso por e-mail. Como vamos fazer?

Hotel: Desculpe senhor, foi um erro nosso. Pode fumar no quarto, só peço que fumem próximo à janela para que o alarme não dispare.

Felipe: Ok. Obrigado.

 

Resolvida (mais ou menos resolvida) a pendência do fumar ou não fumar, tomamos banho, arrumamos nossas coisas e saímos para iniciar oficialmente nosso tour em Paris.

Pegamos o metrô (linha 7 – direção Villejuif/Ivry), trocamos para a linha 6 (direção Charles de Gaulle Étoile) na Place d’Italie. Descemos na estação Trocadero, de onde se tem a melhor visão da Torre Eiffel.

 

20120918121401.jpg

 

Ficamos um bom tempo ali conversando, tomando coca-cola e sentindo Paris. Eu precisava olhar bastante aquele cenário para ter certeza de que era real. Parecia um sonho, mas não era... Tiramos algumas fotos e descemos em direção à torre. Optamos por não subir na torre naquele dia, afinal voltaríamos ali nos próximos dias, com certeza.

Passamos pelo Champ de Mars e fomos caminhando sem compromisso. Passamos pelo Centre Pompidou e fomos até o Hotel de Ville, onde acontecia o Live Site das Olimpíadas de Londres e tinha bastante gente assistindo.

 

20120918121411.jpg

20120918121420.jpg

 

Ficamos ali até o anoitecer, o que ocorre quase às 22 horas, no verão.

Entramos em um supermercado (Carrefour) e compramos umas besteirinhas para lanchar no hotel e tomar café da manhã no dia seguinte. Voltamos caminhando até o hotel. Banho e cama!

 

11º DIA - PARIS

 

Acordamos por volta de 7 horas, tomamos café da manhã, banho, fizemos a mudança de quarto, arrumamos nossas coisas e saímos. Pegamos o metrô e descemos na estação Palais Royal Musée du Louvre. Nossa manhã seria dedicada a conhecer o Louvre. Aliás, conhecer não é a palavra mais apropriada, pois para conhecer de verdade o Louvre seria necessário no mínimo uns dois meses, estimo. Prefiro dizer, então, que fomos visitar o Louvre.

 

Ainda no Brasil, adquirimos o Paris Museum Pass, um passe de entrada para os principais museus de Paris, sem enfrentar filas. O dois passes de 4 dias nos custou 108,00 euros + 14,00 euros da taxa de entrega. Recebemos o Museum Pass em casa, três dias após comprarmos. Rapidíssimo!

 

Site oficial de venda do Museum Pass:

http://www.parismuseumpass.com/

 

Com o Museum Pass em mãos, ingressamos ao Louvre sem enfrentar fila alguma. Como não teríamos como visitar todo o museu, escolhemos algumas galerias que mais nos interessavam e, como todo bom turista, fomos ver algumas obras famosas como a Monalisa, Vitória de Samotrácia, Vênus de Milo, entre outras. Visitamos também o acervo egípcio. O Louvre estava lotado, a quantidade de orientais faz-nos duvidar se estamos mesmo na Europa ou no Japão, na China... Em determinado momento encontramos uma turista oriental (tinha cara de chinesa, mas não sei se realmente era) que resolveu tirar fotos com TODAS as esculturas da galeria e o pior, colocando as mãos. Eu já estava incomodado vendo aquilo. Será que ninguém informou a ela que não pode colocar a mão nas obras??? Logo a funcionária do museu veio chamar-lhe a atenção, mas confesso que, se ela não fizesse isso eu mesmo faria. Que pessoa sem noção!!

 

20120918122239.jpg

A quantidade de gente querendo ver a Monalisa

 

20120918122247.jpg

20120918122257.jpg

 

Após o Louvre, fomos visitar o Jardim das Tuileries e o Museu de L’Orangerie, onde se encontram algumas obras de Monet. Com o Museum Pass não é necessário pagar o ingresso. Almoçamos ali perto e seguimos para a Praça da Concórdia.

 

20120918123101.jpg

20120918123115.jpg

20120918123122.jpg

 

Nós já estávamos com as pernas formigando de tanto andar e decidimos ir ao hotel descansar um pouco. Pegamos o metrô e em poucos minutos chegamos ao hotel. Tomamos um banho e tiramos uma soneca de uma hora, mais ou menos. Lá pelas 18 horas pegamos novamente o metrô e fomos ao Arco do Triunfo (O museum pass cobre a entrada). Visitamos o interior do arco, o terraço panorâmico, tiramos algumas fotos e fomos passear pela Champs-Élysées. Lá estão algumas das melhores e mais caras lojas do mundo. Entramos em algumas lojas, mas não compramos nada. Decidimos deixar as comprinhas para o último dia da viagem.

 

20120918123833.jpg

20120918123840.jpg

20120918123854.jpg

20120918123906.jpg

 

Visitamos ainda o Grand Palais e Petit Palais mas não entramos em nenhum deles, apenas ficamos observando a parte externa. Logo em frente se encontra a ponte Alexandre III que é muito bonita. Fomos até lá para conhecê-la. Voltamos ao Louvre para vê-lo iluminado e tirar algumas fotos noturnas. O Louvre fica lindo iluminado. Sentamos perto da pirâmide principal, ficamos ali conversando e observando os casais de namorados. Uma coisa me chamou a atenção: Tinha vários casais gays (tanto de homens quanto de mulheres) namorando. É uma coisa muito natural e ninguém olha com espanto. Nesse momento percebi que o Brasil ainda tem muito a aprender.

 

20120918124140.jpg

20120918124152.jpg

 

Já passava de 23 horas quando decidimos pegar o metrô e tomar rumo de casa, digo, hotel.

Banho e cama!

 

continua...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Bruno, show de bola seu relato!

 

Curiosamente, eu estive nas mesmas cidades que você (com exceção de Milão) no mesmo período deste ano!

 

Vi o cartaz do Gilberto Gil em Veneza e pensei rindo: "Até aqui?" rs

 

Sobre essa questão de pessoas mal educadas em museus, também enfrentei a mesma coisa. Primeiro tem os barulhentos que ficam batento altos papos e rindo. Mas o pior foi um cara que encontramos no Ufizzi que fazia questão de ver todas as pinturas grudado na tela, atrapalhando todo mundo que queria ver.

 

Ficarei no aguardo da continuação do relato.

 

Abraços

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Olá Bruno

Parabéns pelo relato estou adorando, mas fiquei com uma dúvida... vc concluiu? rs

 

Tb estou na torcida para que parem de fumar! hehe ::otemo::

 

 

Oi Viviane, obrigado!!

Ainda não conclui o relato. Faltam alguns dias de viagem a relatar. Estou escrevendo aos poucos pois meu tempo ta curto...rsrs

Hoje escrevo mais um pouquinho!

abraços

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Bruno, show de bola seu relato!

 

Curiosamente, eu estive nas mesmas cidades que você (com exceção de Milão) no mesmo período deste ano!

 

Vi o cartaz do Gilberto Gil em Veneza e pensei rindo: "Até aqui?" rs

 

Sobre essa questão de pessoas mal educadas em museus, também enfrentei a mesma coisa. Primeiro tem os barulhentos que ficam batento altos papos e rindo. Mas o pior foi um cara que encontramos no Ufizzi que fazia questão de ver todas as pinturas grudado na tela, atrapalhando todo mundo que queria ver.

 

Ficarei no aguardo da continuação do relato.

 

Abraços

 

Obrigado Diogo!

Se bobear a gente se esbarrou por lá.. rsrs

Sempre tem esses "malas" nos museus, né? Fico impressionado com a atitude dessas pessoas.

Grande abraço!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

continuando...

 

12º dia – PARIS

 

Acordamos por volta de 8 horas, tomamos banho e saímos. Sentamos em um café próximo ao hotel e pedimos um cappuccino e um croissant.

Pegamos o metrô e fomos direto ao Musée d’Orsay. Com o museum pass não se paga a entrada. O museu se localiza em uma antiga estação de trem e abriga obras maravilhosas, de artistas como Van Gogh, Monet, Degas, entre outros. Vale, e muito, a pena visitá-lo.

 

20120921232924.jpg

20120921232938.jpg

 

Ao sair do Orsay, seguimos passeando pelas ruas de Saint-Germain des Prés. Paramos em uma barraquinha e compramos um crepe de queijo com coca-cola e sentamos em frente à igreja de Saint Germain para comer. Em seguida, visitamos a igreja e seguimos caminhando.

Fomos até a Ilê de La Cité e lá visitamos a Sainte Chapelle (Santa Capela) e a Conciergerie (mais uma vez sem pagar a entrada).

A Santa Capela é uma capela gótica muito bonita. Consiste de duas capelas sobrepostas, a inferior reservada aos funcionários e moradores do palácio, e a superior para a família real. Os vitrais da capela são belíssimos.

 

20120921234203.jpg

20120921234213.jpg

 

Na Conciergerie visitamos a prisão onde ficou Maria Antonieta, antes de ser guilhotinada. Foi uma visita interessante.

Na entrada, os seguranças ficaram encucados com uma imagem de minha mochila que aparecia no Raio-X. Danaram a falar em francês comigo perguntando algo sobre "luneta", imaginei que estivessem falando sobre óculos. Tirei o óculos da mochila, mas a imagem estranha continuou no raio-x. Por fim, acabei esvaziando a mochila inteira (morto de vergonha!) e bem no fundo, eis que surge o tripé da câmera. Os segurança começaram a rir e falar "trrrripi", "trrripi"... Erá o tripé o grande causador da estranha imagem que me fez passar tanta vegonha. Mesmo com todo esse transtorno, os seguranças foram extremamente educados o tempo todo.

 

20120921234237.jpg

20120921234302.jpg

 

Quando saímos de lá, já era por volta de umas 15 horas. Decidimos retornar ao hotel e repetir a soneca do dia anterior. Assim fezemos.

Acordamos revigorados, tomamos um bom banho e seguimos caminhando até o Pantheon, que é bem pertinho do nosso hotel. Mais uma vez não entramos, pois já estava fechado. Ficamos ali algum tempo e descemos novamente até Jardim de Luxemburgo, onde ficamos até quase o pôr do sol. Saímos porque já estava na hora de fechar.

Não canso de repetir que uma das coisas mais gostosas de Paris é sentar naquele Jardim e ficar lá sem pensar em nada, apenas admirando sua beleza e relaxando. Faz muito bem pra alma! É um lugar que mantém-se livre dos grupos de turistas orientais que sempre chegam agitando. Lá não tem isso, graças a Deus.

 

20120921235016.jpg

20120921235037.jpg

20120921235047.jpg

20120921235101.jpg

 

Após o maravilhoso Jardim de Luxemburgo, pegamos o metrô em direção à Torre Eiffel, para vê-la iluminada. Novamente fomos ao trocadero, onde sentamos na grama e ficamos olhando a Cidade Luz. É lindo ver a torre iluminada e mais lindo ainda é vê-la nas horas cheias (22 h, 23 h, 00 h, etc) quando começa a piscar. É emocionante...

Ficamos umas 2 horas ali e descemos em direção à Torre. Nessa altura do campeonato, eu já estava apaixonado pelo crepe parisiense e decidi parar para comer mais um... Dessa vez foi de Nutela e me dá água na boca só de lembrar.

 

20120921235709.JPG

 

Ainda ficamos algum tempinho ali próximo à torre e logo depois pegamos o metrô em direção ao hotel.

Banho e cama!

 

13º dia – PARIS

 

Acordamos bem cedinho e fomos tomar café na rua. Comemos novamente um croissant delicioso acompanhado de um cappuccino forte. Como os cafés e cappuccinos de Paris são fortes. Eu amei isso, não curto café fraco...

Pegamos o metrô e saltamos próximo à Notre Dame. Enfrentamos a fila que ainda não estava muito grande e entramos na Catedral. Lá dentro, têm-se a opção de visitar o tesouro, que é pago. Não me recordo bem, mas acho que custaram 14 euros as duas entradas. Achei interessante visitar pois curto bastante esse lance de ver relíquias religiosas, ostensórios, vestimentas, etc.

 

20120922114209.jpg

20120922114222.jpg

20120922114238.jpg

 

Saímos da Notre Dame e pegamos o metrô para Montmatre onde visitamos a Basílica de Sacré Coer (Sagrado Coração). Quando entramos na igreja estava terminando uma missa. Apesar de serem de estilos diferentes e não caber comparação, eu gostei mais da Sacré Coer que da Notre Dame. Ficamos algum tempo dentro da igreja e em seguida saímos para almoçar nos arredores. Tinha uma banda católica de jovens cantando ao lado da igreja. A música deles estava gostosa de ouvir.

Sentamos em um restaurante ali perto e pedimos um prato que não me lembro o nome (risos). Só sei que era uma carne muito macia, com batatas, champignons e cenouras. Estava gostoso! Pagamos uns 30 euros no total.

Passeamos um pouco por ali, entramos em algumas lojas e depois voltamos à frente da Basílica. Tiramos algumas fotos e descemos a escadaria.

 

20120922114653.jpg

20120922114705.jpg

 

Fomos ao Moulin Rouge, para conhecê-lo, ao menos externamente. Olhamos algumas vitrines de produtos eróticos e demos boas gargalhadas. Por ali se acha todo tipo de produto que se pode imaginar. Desde uma simples camisinha até os mais bizarros objetos masoquistas.

 

20120922115213.jpg

 

Pegamos novamente o metrô e seguimos em direção à La Défense. Saltamos próximo ao Grande Arco, que faz jus ao nome. Ali encontra-se uma Paris moderna, de prédios altos e envidraçados. É completamente diferente da Paris a que estamos acostumados.

Aproveitei o telefone público da praça para ligar para o Brasil e dar um alô para minha mãe. Passeamos um pouco pela praça e entramos no shopping que tem ali. O shopping é bem grande, bonito e moderno. Ficamos olhando as vitrines, visitamos algumas lojas e tomamos um café. Quando saímos estava chovendo um pouco e corremos até a estação de metrô.

 

20120922115241.jpg

20120922115258.jpg

20120922115308.jpg

 

Novamente no metrô, saltamos próximo à Ópera de Paris, que é ma-ra-vi-lho-sa! Pelo que sei, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro foi inspirado nela. De lá, fomos à Galeria Lafayette, onde ficamos até fechar. Quase fomos expulsos (risos).

Saímos da Galeria Lafayette e fomos caminhando até a Pont Neuf. No caminho paramos para comer, pedimos um cheese burguer com coca cola, mas não me lembro quanto pagamos.

 

20120922115914.jpg

20120922115924.jpg

 

Na ponte Neuf, compramos um ticket para fazer um passeio no Sena. Compramos para 22:30 h e pagamos 13 euros cada. Fizemos o passeio com a empresa Bateaux Les Vedettes du Pont-Neuf (http://www.vedettesdupontneuf.com/).

Foi um passeio bem legal. É muito bonito ver Paris toda iluminada através do Sena. O passeio sai da Ponte Neuf, passa pela Notre Dame, Ponte Alexandre III, vai até a Torre Eiffel e retorna à Pont Neuf. A duração é de aproximadamente uns 45 minutos.

 

20120922115946.jpg

20120922120151.JPG

 

Após o passeio pelo Sena, caminhamos até a Notre Dame, pegamos o metrô li pertinho e seguimos para o hotel. O dia foi puxado e estávamos muitooo cansados.

 

20120922120247.jpg

 

Tomamos banho e desmaiamos.

 

continua...

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...