Ir para conteúdo

Carta 1 - Viagem a Aracaju - Chamado para o Emanuel


Posts Recomendados

  • Membros

Carta 1 - Viagem a Aracaju - Chamado para o Emanuel

 

 

Oi Rachel, nesse presente texto vou falar da minha viagem para Aracaju, onde viajei no dia 14/12/2010 (Terça-Feira) e cheguei no sábado de Manhã (18/12/2010), e fui visitar e conhecer uma amiga da internet e acabei dormindo em comunidade católica onde sentir o chamado para o "Emanuel" que se chama o primeiro ano de formação para se tornar consagrado da igreja católica.

 

Nessa viagem fui conhecer uma amiga da internet onde já conversava a muito tempo. Já até havia conversado com ela por telefone, havia dito a ela que ia no final da semana, mas acabei indo durante a semana. Eu pensava que ir de carro alternativo era mais barato, mas saiu um pouquinho mais caro. Fui de João Pessoa à Recife, e de Recife a Palmares na divisa de Pernambuco e Alagoas. Como já era de noite não tinha mais carro alternativo para Maceió, então tive que dormir uma noite numa pousada em Palmares. Depois, no outro dia fui de manhãzinha para Maceió de carro alternativo e de Maceió fui para Arapiraca. De Arapiraca fui então a Aracaju. Cheguei na quarta-feira a tarde e fui conhecer essa minha amiga da internet. Passei bem uma hora conversando com ela no apartamento dela, e depois fui na igreja do bairro dela saber se pudia dormir lá. Então o padre me indicou o abrigo da comunidade Shalom e/ou a Toca de Assis. Fui lá na comunidade Shalom, e lá para às dez horas da noite uma menina lá resolveu minha situação e a responsável por telefone me autorizou a dormir no abrigo da comunidade Shalom para idosos e moradores de rua. A comunidade Shalom tem a parte de encontros e evangelização, a comunidade onde dorme os de comunidade de vida que fica na mesma rua, e o abrigo de idosos e moradores de rua, que fica numa rua bem pertinho no centro de Aracaju. No outro dia de manhã fui conhecer a comunidade Toca de Assis, um abrigo franciscano para idosos e moradores de rua, e ele, o coordenador, autorizou eu dormir lá. Tinha dito a ele que tava de passagem em Aracaju, e que ia na sexta de volta para João Pessoa. Ele disse que já tinha ouvido falar da Doce Mãe de Deus. Ainda pela manhã fui visitar essa minha amiga onde conversamos rapidamente pois ela ia dar aula de reforço e depois voltei para a Toca de Assis e fiquei lá até sexta-feira a tarde onde depois vim para a rodoviária, comprei a passagem de volta e voltei às 23:30 horas para João Pessoa, onde cheguei sábado de manhã.

O interessante é que na comunidade Shalom, e na Toca do Assis, eu disse que frequentava a comunidade Doce Mãe de Deus e disse espontaneamente que ia fazer o "Emanuel" ano que vem. Nessa experiência acabei descobrindo que realmente eu vou fazer o "Emanuel" ano que vem. Quando disse para você um dia que eu faria o "Emanuel" para fazer novas amizades, faz tempo isso, queria dizer na verdade que eu gosto da vida em comunidade cristã e era isso que eu buscava: a vida em comunidade cristã, as festas, a evangelização, os retiros, o grupo de oração, essas coisas. Como sou muito introspectivo fica difícil eu fazer novas amizade, mas acho que vou fazer um pequeno esforço para fazer amizade na comunidade Doce Mãe de Deus, com gente nova. No mais, uma abraço Rachel e que você seja feliz nas suas escolhas.

Sim, quase havia me esquecendo, na quinta-feira de manhã fui a pé até a Toca de Assis, e acabei encontrando um mala, sem mala, um malandro, e passei um pouco de sufoco no nosso final da conversa. Ele parecia bem legal dizendo que tinha duas filhas, que era eletricista e pintor, que havia descarregado umas caixas de manhã. Ele me pediu uma bermuda e uma calça e e tirei da minha mochila e acabei dando a ele, e ainda paguei um lanche para ele. Foi ai que surgiu o problema, ele viu que eu tinha dinheiro e disse no final da nova conversa que era foragido da justiça e que precisava de dinheiro para entrar pelo mangue, pegar um barco e atravessar o rio. Ele me viu com 12 reais na mão e me pediu e tive que dar, depois ficou dizendo que queria o meu dinheiro, o dinheiro que eu ainda tinha, e acabei dizendo uma mentira nobre: disse a ele que ia voltar de carona para João Pessoa e que não tinha dinheiro para voltar de ônibus. Foi então que ele me deixou em paz e seguiu o caminho dele, mas me parece que ele inventou essa história de foragido da justiça. Essa foi minha aventura resumidamente em Aracaju.

 

João Pessoa, Paraíba, Brasil, 19 de Dezembro de 2010, Domingo.

 

autor: Victor da Silva Pinheiro

 

www.recantodasletras.com.br/autores/victorgeo10

www.victorgeo10.blogspot.com

www.myspace.com/victorgeo10

www.twitter.com/victorgeo10

www.fotolog.com.br/victorgeo10

www.youtube.com/victorgeo10

www.facebook.com/victorgeo10

[email protected]

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...