Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Machu Picchu (Cuzco - Vale sagrado - Machu Picchu - Lima) 21 a 25 de setembro de 2012


Posts Recomendados

  • Membros

Esse grande passeio foi decidido de última hora, com apenas 3 dias planejando e colendo informações. Foi útil, mas não suficiente... Mas sempre vale a pena os imprevistos. Passar 4 dias no Peru, para conhecer o vale sagrado dos Incas, a cidade de Cusco, Machu Picchu e Lima.

 

Bom, para entrar em machu picchu ta muito burocrático e não é barato, principalmente a escolha do transporte que te levará. Não consegui comprar uma das trilhas, que é para huyana picchu, o pico mais elevado da região, com limite diário de 400 pessoas. Com poucos dias e querendo conhecer tantos lugares, fiz a opção mais cara de ir de trem e com pacote de agência. Tudo comprado no albergue que fiquei. Depois de andar por varios lugares (os preços são muito parecidos) e decepcionado por ter esgotado o ingresso para huyana, decidi me aliviar de trabalho mesmo. kk

Preços: Passeio pela cidade e vale sagrado com transporte e guia saiu por S/ 75 (soles). São dois dias e mais de 16 lugares. O boleto saiu por S/ 130 (a entrada em todos os lugares). Ida a machu picchu, com hospedagem em aguas calientes, trem e ingresso foi S/ 605, ou U$ 220... (sinistro).

 

1 dia

 

Avião com conexão Lima - Cusco (a visão de Lima me assustou um pouco). Como havia tratado o transporte com o hotel, me acomodei e me ferrei. Haha, qd cheguei em cusco não tinha ninguém para me pegar. Sem o endereço do albergue e sem internet, quase chorei. Peguei táxi e o cara me deixa no lugar errado. O jeito foi relaxar, andar e sair perguntado se conheciam o albergue. (se não tivesse pago, ficaria em outro). Dp de 2 horas, finalmente o meu descanso. Nessa caminhada aproveitei a vista, vi preços dos passeios e bufei muito. Nossa, como a altitude matou minha disposição, mas não me entreguei. Tomei chá de coca Kkk e, dp de comprado o pacote turístico, fui caminhar para conhecer o centro e almoçar as 7 da tarde... Kkk dp disso, dormi e fiquei papeando com pessoal do albergue. A noite é bem badalada, mas o tal papo do primeiro drink free é "so para las chicas". Kkk cansado e com dor de cabeça (altitude), achei melhor não beber, ja que não é nada tão diferente das grandes cidades. Fiquei papeando de novo no albergue e escrevi isso aqui.

 

 

2 dia

 

Hoje fui conhecer os templos sagrados de Cusco da era Inca. Antes fui comprar o boleto turistico e comer iguarias, como tamale (algo apimentado que não sei o que é) e um milho grande com queijo. Pelas ruas oferecem muita coisa, desde massagens a cogumelos alucinógenos Kkkk, muito interessante, mas não tenho como arriscar minha integridade física.

 

O mais emocionante dos templos foi o qorikancha, o templo do sol, o mais importante. Havia uma adoração a elementos naturais como sol, lua, estrelas, arco íris e água, tudo voltado para noção de equilíbrio e sustentação da vida. Esse templo do sol era coberto de ouro e aclopava os outros templos, cada um dedicado a uma divindade representante dos elementos mencionados. Riquíssimo, meus neurônios ainda estão processando a enxurrada de informações recebidas. Dedico uma descrição especial a esse templo pois ele foi saqueado e no lugar dele foi construída uma igreja católica! Pura dominação cultural. Para efeito de comparação, é como se o Vaticano virasse um terreiro de macumba. Confesso que chorei la, vendo as paredes quebradas para dar lugar a obra do colonizador.

 

Depois seguimos para outros templos afastados de cusco: Saqsaywaman - fortaleza e templo (diz-se que era a cabeça da puma), q'enqo, puka pukara e tambomachay - uma intrigante queda d'água para banhos rituais. Testei todo meu fôlego de um reles morador de uma planície litorânea, mas confesso que ja estou me habituando e muito viciado no chá de coca! Kk

 

O resto do dia foi descansar, comer, papear e postar fotos. Não tenho menor disposição para noitadas aqui....

 

3 dia

 

Acordei 7 horas da manhã para arrumar a mochila que levei para o vale sagrado e, no dia seguinte, para o tão sonhado Machu Picchu. Deixei minhas coisas no armário do albergue, pois só se deve levar nesse trajeto o necessário para 2 dias e 1 noite. Muito ansioso. O grupo pegou ônibus umas 9h a caminho do vale sagrado - locais de plantações e pequenas cidades. Tudo muito bonito e humilde no estilo peruano-indígena de ser. Dessa vez fui mais cauteloso e peguei o endereço e o nome do albergue que ia ficar em Aguas Calientes, caso não aparecesse ng para me pegar. (dp do trauma do 1 dia...)

 

Visitamos o sitio arqueológico de Pisaq, que foi uma cidade Inca pequena com grandes terraços agrícolas e cemitério para a "plebe". O caminho acompanha um rio que deságua no Atlântico pelo Rio Amazonas, muito legal. Foi gratificante observar mais de perto as montanhas e pequenas áreas de produção agrícola atual. Nessa cidade, foi possível perceber que a arquitetura inca famosa das pedras super polidas sem qq argamassa é só para os templos ou para realeza. Não deixa a desejar pela engenhosidade de construir em montanhas, numa área sísmica. Impressionante como todo sistema de esgoto e abastecimento de água era pensado. Em ollantaytambo, a cidade seguinte, esses sistemas ainda funcionam, pois a cidade não foi descaracterizada. Não pude ficar muito tempo lá pois tive que pegar o trem para aguas calientes.

 

O final do dia teve q ser dedicado a amenizar o máximo minha ansiedade. Comprei lanche para levar na trilha, conheci essa pequeníssima cidade (levei meia hora, andando devagar) e me preparei para tentar dormir cedo para acordar as 4:30 do dia seguinte.

 

4 dia

 

Ja teve uma sensação de plena satisfação, como se o paraíso te oferece uma paz celestial e seu corpo flutuasse mesmo preso a gravidade? Imagina isso elevado a 3° potência, além do fato de ser inalcançável uma descrição sobre o que é estar em Machu Picchu.

 

O dia começou as 4:30, me arrumei, esperei o café do albergue e dp fui para a ENORME fila para pegar o ônibus de subida para o paraíso. Os tickets foram todos arranjados no albergue, assim como o guia. Tem como ir a pé, mas é mais ou menos uma hora de caminhada. Se quer fazer trilha lá, não seja pão duro e guarde as energias para subir para huyana picchu ou montanha picchu.

 

Cheguei as 6 horas, passei pelo controle e ja comecei admirando os terraços agrícolas incas e a vista para quem esta abaixo de Maccho Picchu. Depois fui apreciar o sol surgindo nas nuvens. Quando esse ídolo dos incas disse a que veio, percebi que tinha esquecido o protetor solar. (não seria eu, caso não tivesse esquecido nada Kkkk), o jeito foi contar com a simpatia e pedir emprestado, agradeço a um casal suiço e depois a um casal alemão durante a trilha. Nenhum dos educados japoneses ou abastados americanos me ajudaram Kkk.

 

É lindo, muito lindo! A história, o lugar, as montanhas. Tudo muito ainda na base da suposição, especula-se que lá seria uma central de estudos (cidade universitária), ou resort da nobreza. Fato é que foi abandonada para concentrar o máximo de pessoas na luta contra os colonizadores. De difícil acesso, os espanhóis nunca chegariam la e a cidade ficou preservada em seu estado original Inca. Algumas áreas sugerem que a cidade ainda crescia, estava inacabada quando teve que ser desocupada. Incrível, apaixonante, revoltante e hipnotizante! A arquitetura e planejamento urbano da um show em cidades atuais, principalmente considerando o fato de terem sido construídas em área sismicas e de alta altitude, há 500 anos atrás. Fora o sistema acústico e a milimétrica precisão das sombras formadas pela posição das pedras e do sol para determinar as estações do ano. Não tinham problemas com cheias dos rios e usavam suas margens para produzir alimento, perfeita harmonia com a natureza. Quem era mais inteligente? Os incas ou espanhóis que tiveram suas casas destruídas nas enchentes e terremotos, além do fato de, uns 50 anos antes, ainda achavam que o sol girava sobre a terra que seria um disco? Kkkkkkk

 

Depois disso, fui para a trilha da montanha picchu, o pico mais elevado da região. Da muito medo, mas vale a pena. Aconselho a amigos, não para minha mãe. Se estava triste por não ter conseguido a entrada para hyuana, terminei por me considerar sortudo, pois se tivesse pego os ingressos para onde queria, não teria conhecido a montanha picchu.

 

Fiquei lá das 6 até as 14, só na trilha foram umas 4 horas de caminhada... Kkk como só pegaria o trem de volta as 18 horas, aproveitei o significado de Aguas Calientes e fiquei nas piscinas termais, um luxo! Kkk Tudo sensacional. Cheguei em cusco umas 23 horas e fui dormir.

 

5 dia

 

Como meu vôo teria escala de 10 horas em Lima, decidi incluí-la no meu tour. Em Lima, percebi que o paraíso tinha ficado nas alturas mesmo. Cidade típica do 3° mundo latino americano, é sinistra pela distribuição de renda e serviços de transporte. O Rio é sua inspiração... Se por um lado tem bairro riquinho e enfeitado para a nobreza e pros turistas, tem o outro lado caótico e horroroso para a plebe... Nem sinal de trânsito existe para o povão! A elite, como sempre, se isola num sistema exclusivista e caro, criando monopólios incentivado pelos órgãos oficiais.

 

Quando fui perguntar sobre transporte no aeroporto, fui informado que só havia taxis, numa tarifa de 50 soles. (gastei 5 para voltar...). Isso na área oficial do turismo. Como ja tinha lido algumas coisas na internet, ignorei e sai do aeroporto, lógico, dp de assegurar que o GPS funcionava e com uns 70 soles para qq perrengue para voltar. Na porta, o preço dos taxis baixou para 45, ate chegar a 30. Não existe taxímetro. Peguei, ainda tava aprendendo.. Mas tb queria ir logo para a praia famosa e rica.

 

Miraflores é linda, como qq bairro burguês. assim como Barranco, outro bairro. Não quis fazer o trajeto turistico colonial católico dp de ter visto a maravilha dos incas destruída por esses colonizadores, decidi ir para a área pobre, pegando um sistema de ônibus que eles chamam de metropolitano (a única coisa regulamentada no transporte, eu acho). Andar por esses bairros foi me sentir como um peruano de verdade... Entrar na frente dos carros para atravessar, pegar vans caindo aos pedaços, ver casas feias, ruas sujas, carros velhos. Nenhum problema com carros velhos, mas se tivesse em havana, não em Lima, dp de ter ido a Miraflores. Enfim, bom para conhecer, jamais para morar ou aconselhar passar as férias.

 

Conclusão

 

Viagem maravilhosa. Realizei um sonho, conheci muitas pessoas e um lugar maravilhoso. Façam isso. Não pensem que é coisa de rico. No total, devo ter gasto uns 2000 reais (com passagem, hospedagem e passeios incluídos), o preço de um celular smartfone que vejo na mão de geral...

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Pera aí, bateu o desespero agora hehehehe, estou chegando em Lima dia 22 e 23 estou em Cusco, como assim que você gastou 220 dólares para ficar ir até Macchu Picchu. Meu Deus, estou indo ficar 10 dias, estou levando uns 850 dólares, será que não vai dar?

Já estou com passagem LIMA - SP Ida e Volta comprado, Lima - Cusco comprado.

Então são 850 dólares para a volta de Juliaca ou Arequipa para Lima + passeios e hospedagens. Será que vai dar?

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

220 é o preço em média para ir de trem até machu picchu, com as entradas. O resto é mais barato. Fiquei só 3 dias em cusco. Fora que tem passeios mais baratos, já que tu tem mais tempo, tem um que é de ônibus, leva de 2 a 3 dias, e deve custar uns 120 dólares... Em lima, não pegue taxi no aeroporto, pechinche. Não tenho noção de hospedagem em lima.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 1 mês depois...
  • 1 mês depois...
  • Membros

O bilhete do vale sagrado comprei la mesmo. Tb n tinha conseguido comprar nos sites. N sei como é em maio, mas quando fui, em setembro, não teve fila. É super aconselhado pegar esse ticket, pois incluí todo o vale e fica mais barato. É num lugar perto da praça das armas, bem tranquilo de chegar, cheguei até la perguntando mesmo. Vale mt a pena. É possível em alguns parques dar o jeito brasileiro e entrar no truque, mas não acho que valha a pena o risco de ser barrado. Kkk Atenção, esse ticket não incluí o de machu picchu, esse comprei no albergue, junto com o pacote de trem e a trilha que queria fazer.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...