Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Trilha Inca - Machu Picchu - 4 dias e 3 noites


Posts Recomendados

  • Membros

Há mais de 1 ano tenho tentado bolar meu relato da viagem Bolívia - Peru completo. Como a coisa está difícil de sair, achei melhor postar primeiro sobre a Trilha Inca!

Fiz no ano passado, 2011. Em Junho de 2010 entrei em contato com a agência El Dorado para saber como era. O Marcelo disse que as inscrições abririam em Janeiro. Deixei meu nome e dos meus amigos (Felipe, Yodel e Camila) e ele nos avisaria.

Dito e feito. Assim que abriram, ele me enviou um e-mail. Fizemos o depósito da metade do valor em Fevereiro, 2011. Na época, o valor total da trilha era UU$ 330,00 (com a cotação a R$1,79).

Durante 1 ano fui comprando aos poucos as coisas que eu não tinha. Bota, lanterna de cabeça, saco de dormir para baixas temperaturas, cantil, canivete... Comecei a fazer academia pra pegar uma resistência, porque minha vida era sedentária ao extremo! Haha!

Eu sairia de Férias em Julho e de SP dia 3, então joguei a reserva para dia 18 para curtir a trip tranquila, sem correrias (farei um outro tópico com o relato completo!). Uns 4 dias antes, já em Cuzco, fomos à agência efetuar o pagamento da segunda parte do valor e acertar os 'detalhes'!

 

Enfim, vamos lá! \o/

 

Carregando:

Uma mochila de 60 litros (Sem marca)

Saco de Dormir - Nautika -7ºC.

Isolante térmico

1 troca de roupa (revezei os dias)

Cantil / Camelbak

 

20121021011001.JPG

 

TRILHA INCA - 4 dias e 3 noites - 1º dia

 

A Van passou no Hostel que estávamos às 7h da manhã, passamos para pegar os outras pessoas do grupo. Estávamos em 9 BRASILEIROS! Ainda no caminho um deles percebeu que esqueceu o passaporte e tivemos que voltar. Ainda bem que ainda estava perto! (LEVEM O PASSAPORTE!) :P A Van faz um caminho longo e interessante até o lugar que a trilha começa (que eu esqueci o nome rs). Lá, tomamos um super café reforçado, compramos nossos cajados, protetor solar, labial... O legal da parte do cajado (um cabo de vassoura) é que como eu sou baixinha, na lojinha mesmo o rapaz cerrou pra mim! Haha! Ficou certinho!

 

Abastecidos, ansiosos, com medo e expectativa, fizemos uma roda, nos apresentamos... Eu e a Camila éramos as únicas mulheres. Tínhamos 2 guias, o Ciro e o Hirwyn. O Paulo era ex professor de Ed. Física, o filho dele estava completando 18 anos e ele deu a Trilha de presente. Os outros: Rafael e Flávio eram de uma cidadezinha do Paraná, primos do Murilo, que era de Jundiaí, como a Camila! Eu, Fe e Yodel somos de São Paulo.

 

Ficamos esperando nossas autorizações chegarem lá na 'portaria'. Muita gente entrando. Tudo pronto, carimbamos LINDO nosso passaporte na entrada e bora lá!!!

 

Ciro disse que o primeiro dia era tranquilo. Ele ia explicando tudo sobre o caminho, sobre as plantas, sobre as trilhas. Paramos algumas vezes para ver a paisagem (que é um absurdo de linda). Estava Sol, mas não é aquele calor mega, sabe?

Estávamos no Pique da Globo! Hahaha! O primeiro dia é mais plano, as subidas não passam de 30 min, acho.

Depois de umas 2h andando, nos deparamos com 2 meninas voltando de burrinho. :shock: Já deu uma gelada no ânimo! Haha! Comentei com a Camila, 'meu, por que será que ela tá voltando?' Deu aquela coisinha de 'será que eu aguento?'. Continuamos.

Logo chegamos no acampamento para almoçar.

Os porteadores levam tudo! Chegamos, o almoço estava quase pronto! Descansamos, comemos (e muito bem). Sempre com a entrada de sopa. Eu que não suportava sopa, aprendi a gostar! Comidinha caprichada, tudo limpinho. Eles só falavam com Ciro em Quechua. Legal demais de ver!

 

20121021011242.JPG

 

No acampamento o banheiro não tem vaso (viu meninas?)! Com o tempo a gente acostuma. Continuamos até umas 17h. Para chegar no acampamento que deu uma cansadinha. Era numa subidinha 'legal'. E eu não tinha me acostumado bem com a altitude. Sentia uma dificuldade pra respirar às vezes.

No acampamento não tinha luz. Nem no banheiro. Daí vem a utilidade da lanterna de cabeça. Também não tinha banho. Hahaha! Lenços umedecidos pra-que-te-quero! Levei 2 trocas de roupa. Me troquei já com a que iria usar no dia seguinte.

As barracas já montadas, a jantinha ficando pronta, cheirando bem no acampamento... Hummm. Esse dia eu até repeti a sopa! rs

Esses momentos dentro da barraca eram bons demais. Nos interagimos muito bem... Muitas risadas!

Ficamos vendo o céu.

Nunca tinha visto tantas estrelas, tão perto, tão intensas. Muito frio debaixo de todo aquele céu tão escuro.

Foi o céu mais lindo que eu já vi - que já vimos.

E depois ainda tinha um leitinho com chocolate pra gente dormir bem, ó!

 

Dormi com a Camila. Confesso que mesmo colocando as mochilas nos cantos da barraca, passei frio e demorei para dormir. É bem válido aquele negócio de fazer uns poli-chinelos antes de entrar no saco de dormir. Eu já tinha deitado, quando lembrei disso e fiquei com preguiça. Hahaha! Me lasquei! Tinha levado uma manta, me enrolei nela dentro do meu saco e acabei dormindo.

 

TRILHA INCA - 4 dias e 3 noites - 2º dia - Agora a Porra ficou séria!

 

Já tinha lido que era o mais tenso, mas literalmente, pagamos - e em Dolar - pra ver.

5:30 da manhã os porteadores batem na barraca 'Buenos dias! Buenos dias!' Com uma xícara de chá de coca pra começar o dia.

Não tem como esquecer o cheiro dele dentro da barraca.

Nos levantamos, escovamos os dentes, arrumamos as mochilas e nos encontramos na barraca para o café da manhã.

Panqueca! Gente, Panqueca! Com chá de coca, pão com manteiga... Comemos bem.

Ciro nos preparou para o que viria. Seriam 6 horas seguidas. Um dia só de degraus, sem parada para almoçar. Nos deu uma maçã, laranja, barrinha de cereal, chocolates, bala de coca...

 

Assim que saímos, a Camila, que é fotógrafa, pediu para um porteador carregar o equipamento dela. Por 20 Dolares eles fazem a trilha do dia. Eu queria ser 'machona', só dei meu saco de dormir pra ele carregar. Durante o dia me arrependi disso. Devia ter pago 200 pra ele ME carregar! Hahahah!

 

O dia estava nublado, garoava. Eu não tinha capa nem pra mim e nem pra mochila. Fudeu!

Fazíamos paradas para juntar o grupo. Eu esse dia fiquei para trás com o Fe e o Yodel. Felipe estava com dores no joelho, e o Yodel além de ter um joelho 'meia-boca' (Hahaha, que ele não me leia!) é fumante e tem bronquite! Hahahahaha!

Uma das paradas, onde tem umas mulheres vendendo refrigerantes, água, salgadinho e etc, eu comprei uma capa de chuva. Essas tipo de estádio de futebol.

 

Sentei numa pedra para descansar e tomei O CAPOTE. Sei lá como eu caí de lado e não tive reflexo pra fazer nada! Ainda agarrei a pedra com a unha! HAHAHAHA! Deve ter pedaço dela até hoje cravado naquela pedra! :cry: Que dor! Depois que eu fiz a alegria da galera com o espetáculo, continuei.

 

20121021011833.JPG

 

No meio do caminho tinha uma mulher com um barrilzão vendendo Chicha e vários porteadores comprando. Comprei um copão e sentei pra tomar. Olha, gostoso não é! Mas achei que deu um upzinho no meu cansaço.

Continuamos nós 3. Chegou uma hora que eu subia 2 degraus e parava 5 minutos. Foi tenso.

 

O tempo todo parecia que eu estava dentro de um quadro. Muitos penhascos, llamas e veados lááááááá em baixo na paisagem.

Os porteadores passavam correndo carregando tudo. A gente tem bota, tem cajado... Os caras usam sandália, chinelo. Quando se ouve que eles estão chegando, temos que encostar na montanha e dar espaço para eles.

 

20121021012119.JPG

 

20121021012317.JPG

 

Minha mão começou a doer, não conseguia mexe-la direito. Estava exausta, com medo. Pensava em desistir. Mas nem desistir eu podia, porque tinha que pagar e eu não tinha dinheiro! Aqueles degraus não se acabavam nunca.

Quase virei oferenda para PacchaMama. Hahahaha!

Eu senti frio, medo de não conseguir, medo de voltar pra minha casa dizendo que não consegui, senti saudade... Eram subidas infinitas! Quando a gente achava que tinha chegado num cume, era apenas uma curva pra gente subir mais 2h.

Finalmente nós 3 chegamos ao cume. Muita neblina. Estávamos acima das nuvens, tinham picos nevados.

Chegamos, o Fe e o Yodel sentaram para comer a maçã deles. Eu não queria.

Queria começar a descer logo, chegar no acampamento e pronto. Ilusão minha achando que a descida seria muito mais fácil.

 

Assim que eu me direcionei ao primeiro degrau pra descer, que eu olhei pra baixo, foi um vento que ergueu minha capa improvisada, e fez com que ela voasse no meu rosto, desequilibrei. Comecei a chorar. Que nem criança mesmo! Fui chorando sozinha. Aí o Hirwyn veio logo atrás. Mais calma eu vi láááá longe a fumacinha do acampamento. Desembestei a caminhar.

 

20121021012634.JPG

 

Que eu cheguei na barraca, estavam todos lá sentados - menos o Fe e o Yo.

Me aplaudiram, me abraçaram. Todos nós falamos sobre a trilha. Os dedos do Caio também ficaram duros de frio. A Camila que mesmo com o peso reduzido da mochila sentiu dificuldade. Logo os meninos chegaram. Comemos, nos trocamos e ficamos na barraca brincando de coisas como ' adivinhe a celebridade' Hahahaha! O acampamento era muito aberto. E próximo tinha uma subida TENSA. Ciro disse que começaríamos por ela e contou a lenda de uma mulher que morreu na trilha. :shock:

O Fábio dormiu comigo e com a Camila. Encostamos nossos sacos de dormir, nos encaixamos e dormi que nem bebê.

 

 

TRILHA INCA - 4 dias e 3 noites - 3º dia - Tá chegando!

 

Novamente os porteadores nos acordaram 5:30 com o chá de coca. Fomos tomar o café e partimos.

A subida é essa da foto, logo atrás o acampamento.

Já estávamos meio calejados. Subimos devagar e bem.

O terceiro dia é o mais tranquilo mesmo. A paisagem é a mais linda, visitamos ruínas, o caminho é mais mais gostoso de fazer.

O grupo andou no mesmo ritmo. Juntos. O tempo também ajudou muito.

Apesar de ser o dia mais longo, foi o que eu curti mais a paisagem, os sentidos já estavam mais equilibrados e estávamos na pegada, sentindo a trilha, sentindo o tempo, o clima.

Renato estava com piriri. HAHAHAHAHAHA! Ele sumia nas trilhas, coitado.

Uma llama apareceu correndo muitoooo na trilha! Hahaha! Por um momento achei que ela fosse fazer boliche conosco! Bem na hora eu chamei a Camila pra fotografar.

 

20121021012845.JPG

 

Almoçamos, descansamos e voltamos para a caminhada. O dia rendeu muito!Chupei minha laranja de ontem com a melhor das vistas.

Quando chegamos no acampamento, Ciro disse que teríamos um jantar especial de despedida. Após o jantar, os porteadores se apresentaram, nós nos apresentamos e em agradecimento fizemos uma vaquinha e demos à eles. Foi pouco em comparação ao que eles fazer. É um absurdo as condições que eles andam pelas trilhas carregando barracas, gás, alimentos, panelas...

Comemos muito bem, conversamos, rimos e dormimos mais cedo, porque levantaríamos às 4h. A Camila dormiu com o Fe e o Yo. Eu dormi com Murilo e Flávio porque o Renato não tinha condições de dividir a barraca com ninguém. Hahaha! 8)

 

 

TRILHA INCA - 4 dias e 3 noites - 4º dia - \o/

 

4h os porteadores bateram na barraca, tomamos o chá, nos arrumamos para já pegar a trilha antes das 5.

Tomamos café e fomos. Lanterna de cabeça, cajados... E 'É nóis!'.

Ficamos sentados na trilha esperando o parque abrir. Ansiosos.

Abriu, fomos juntos... Muita neblina quando o dia começou a amanhecer. Um friozinho! Uma trilha gostosa de fazer também.

Tinha degrau, uns paredões de pedra...

Já era umas 8h quando chegamos ao Portal do Sol. Machu Picchu estava lá, debaixo de toda aquela neblina. Esperamos, fizemos festa, comemoramos... E nada. Até ameaçou a aparecer, mas... Não.

 

20121021013147.JPG

 

Começamos a descer. Ansiosos, felizes, animados, suados, meu cabelo estava imundo! Hahahaha!

As llamas deixam a paisagem mais fantástica ainda. Conhecemos tudo com o Ciro. Foi quando paramos num canto, com vista direta para as montanhas... Ele nos colocou lado a lado e disse para agradecermos as montanhas e Pacchamama, que nos permitiu conhecer e fazer parte delas.

'Quando você saúda a montanha, a montanha saúda você.' Ele disse para batermos 3 palmas devagar. Batemos.

Aquilo ecoou montanha a fora, que eu nunca mais vou esquecer o retorno daquelas palmas, aquele momento, aquela conquista.

O guarda deu uma bronca no Ciro de cima de uma das pedras, mas quem se importou? Nem ele mesmo! Haha!

O mundo em que o homem não interfere por mal é perfeito. Olhar, sentir, apreciar...

 

20121021013350.JPG

 

Eu passei frio, calor, chuva vento, cansaço, medo, saudade, orgulho... E no final, ganhei uma bagagem pesada e gostosa de carregar por todos os dias da minha vida. Era o meu sonho estar lá. Eu consegui e ainda com direito de carimbo de 'MACHU PICCHU 100 AÑOS' no passaporte.

 

20121021013553.JPG

 

Desculpem-me. Esse relato é mais pessoal do que com dicas técnicas, eu sei... Mas acabei esquecendo de valores, nomes, tempo, Km... :|

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 42
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Colaboradores

HNNN...Seguinte, já que você me deu a oportunidade de perguntar aehaehiaeae.. vou perguntar!! ::mmm:

 

Acha que é possível fazer esta trila sem guias? digo, ela é bem visível? é permitido? tu poderia localizar o ponto de partida dela no maps? Passaport é necessário?

 

Valww !! ^^

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Pessoal,

 

Fizemos a trilha inka tradicional em julho de 2012 e como não sou tão bom com as palavras quanto alguns mochileiros resolvi colocar os 04 dias de trilha em vídeos no You Tube.

Os links de acesso são:

1o. dia:

2o. dia:

3o. dia:

4o. dia:

Curtam lá porque fiz questão de fazer um bom apanhado do que vocês podem enfrentar nessa trilha árdua, mas maravilhosa e inesquecível.

Fiz a trilha pela empresa Machupicchubrasil e foi excelente e sem nenhum contratempo.

Só tenho um importantíssimo conselho a fazer: LEVE MENOS PESO POSSÍVEL. O ACONSELHADO É LEVAR PESO EQUIVALENTE A 10% DO SEU PESO. Como minha avó já me dizia: "Quem não escuta conselho escuta coitado".

Qualquer dúvida estamos a disposição.

Abraços

Beto

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Oiii!

Então, Dalvan03...

 

Não tem como fazer a trilha sem contratar uma agência local. Ouvi alguma coisa de que há um tempão podia...

Mas hoje em dia não.

Sobre o passaporte, não sei te dizer porque como eu já tinha o meu, acabei usando pra tudo. E todo mundo que

estava comigo também tinha. Capaz que aqui no site você encontre relato de quem tenha ido sem! Essa eu fico

te devendo!

 

Um beijo!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Ai é tão reconfortante ler um relato desses! :D Falta pouco pra minha viagem, eu fico torcendo pra que tudo dê certo... e ler outras histórias é simplesmente uma das partes mais gostosas e mais prazerosas do planejamento! Quanto mais perto fica a viagem mais as coisas vão ficando "reais".

 

Parabéns pelo relato, eu amei... é bem pessoal, mas isso é ótimo, pois é algo que a gente também quer, saber como é, o que acontece, o sentimento que envolve! Muito legal muito legal mesmo! Curti por você aqui lendo...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...
  • Membros
Ai, Barbara! Que bom que gostou! Aproveita muito, muito, MUITO! Fotografe tudo e mais um pouco!

Você vai sentir saudade dos cheiros, gostos, frio... Por todos os dias da sua vida! :D Uma ótima viagem!

Beijos!

 

 

Hhahaha obrigada! Vou aproveitar sim...

Quando eu voltar conto como foi, espero trazer ÓTIMAS memórias, isso fica pra sempree!

 

Beijos!!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 4 semanas depois...

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...