Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

SAN PEDRO DE ATACAMA – SALAR DE UYUNI (Dez/2012) – 7 dias PARTE 1


Posts Recomendados

  • Membros

Olá a todos

Esta é a primeira parte do relato da viagem que fiz no final deste ano (2012), realizado com minha namorada Julia. Uma viagem para conhecer o Deserto do Atacama e o Salar de Uyuni, entre os dias 23/12 e 31/12. Este relato tem a intenção justamente de fornecer informações e sugestões acerca desta viagem, incluindo fotos, dicas, valores atualizados, e etc. A viagem durou 9 dias, incluindo a saída e chegada, no qual conhecemos San Pedro de Atacama e, como já foi dito, o Salar de Uyuni.

 

Primeiro de tudo, agradeço o mochileiros.com, sem o qual não teríamos recolhido tantas informações e sugestões para nossa viagem e os colaboradores que frequentam este site. É incrível a quantidade de informações, acompanhadas de fotos, criticas e sugestões, com tamanha precisão e qualidade que encontramos por aqui. Qualquer dúvida ou sugestão, fiquem à vontade de perguntar através do relato, mensagem particular, email, etc. Este relato será dividido por dias, já que foram relativamente poucos, e tenho tudo anotado no caderno que me acompanhou por toda a viagem (e que eu, extraordinariamente, consegui preencher religiosamente). Então vamos lá!

 

20130118145920.jpg

 

 

PLANEJAMENTO

 

Iniciamos nosso planejamento cerca de 4 meses antes da viagem, utilizando como principal fonte de consulta o site do mochileiros.com e outras fontes na internet. Aproveitamos os dias de natal e do recesso do fim do ano dos nossos respectivos trabalhos para fazer esta viagem e como ponto de partida compramos nossas passagens saindo de Recife com direção a Calama (Chile) pela TAM/LAN, companhias aéreas recentemente fundidas o que facilitou um pouco a viagem (por mais a LAN demonstre ser uma companhia pequena e meio bagunçada). A passagem aérea saiu por R$ 1.591,13 por pessoa, ida e volta.

Abaixo segue nossa planilha de planejamento com datas, hospedagens e outras informações que montamos antes da viagem.

 

20130118151156.jpg

 

Nesta fase de planejamento nos organizamos bastante principalmente com relação à roupas e roteiros que deveríamos fazer. Se você está programando esta viagem pela primeira vez, verá que são muitas as informações, os passeios e os preparativos para uma viagem como esta, portanto tenha certeza, você não está só nessa agonia! 

Na verdade, agora que passou é que temos a certeza do quanto isso foi bom e também o quanto é importante para qualquer viagem. Compramos roupas de frio (algumas na internet, outras aqui em Recife mesmo), o que se mostra de extrema importância, já que iríamos pegar frio de -10 graus, sol forte de meio dia e muito vento por todos os cantos. Como somos de Recife, não temos isso por aqui, o que tornou tudo um pouco mais desafiador.

 

Com relação à hospedagem, a única reserva que fizemos foi para as 3 primeiras noites em San Pedro de Atacama, já contando que iríamos passar 3 noites no passeio do Salar do Uyuni (que depois se revelaram só 2 noites, devido à mudança de trajetórias – vou explicar mais na frente) e mais uma noite em San Pedro na volta. No outro dia já voltaríamos para casa. O hostel que reservamos foi o Mamatierra (calle Pachamama), pelo hostelworld.com. Já havia entrado em contato com eles anteriormente (e com tantos outros), mas vimos que era melhor fazer pelo site mesmo para facilitar pagamento e etc. Procuramos informações por aqui, mas sobre o Mamatierra não encontramos nada especifico, nem positivamente nem negativamente. Escolhemos este muito mais baseados no contato com eles por email e telefone e nas classificações no hostelworld.com. De fato, não nos arrependemos nem um pouco, mesmo estando à menos de 10 minutos da rua principal de San Pedro. Pagamos $ 14.000 pesos chilenos na diária por pessoa, nestas primeiras 3 noites, em um quarto com duas camas e banheiro compartilhado do lado de fora, sem muito luxo mas com uma recepção boa por parte da equipe do hostal e em um local limpo e bem conservado. Como as datas tavam meio em cima, acabamos ficando mais duas noites após o retorno do Salar do Uyuni.

 

Com relação aos passeios em San Pedro e ao tour do Salar do Uyuni, deixamos para fechar tudo lá mesmo, como foi amplamente divulgado por aqui. Já tínhamos pesquisado bastante sobre o que, como e onde fazer, portanto já estávamos de certa forma preparados. Inclusive agradeço imensamente o mochileiros.com neste quesito, realmente encontramos relatos bem esclarecedores. Assim, deixamos tudo para fechar na hora, tendo a chance de pesquisar melhores preços e dar uma pechinchada sempre que possivel. Acabamos fechando os passeios em San Pedro com a Maxim Experience e o Salar do Uyuni com a Colque Tour. A principio, não tivemos problemas graves com nenhuma das duas, só umas curiosidades “aventurosas” com a Colque mesmo, mas nada de mais. Mais na frente vou entrando em detalhes sobre cada passeio...

 

Com relação ao dinheiro, levamos dólares, sem dúvida a melhor opção. Além de ser uma moeda que dificilmente teríamos problemas em trocar, encontramos uma rua com varias casas de cambio. Ressalto apenas que é fundamental ter as notas em bom estado (sem rasgos, notas amassadas ou coladas), caso contrário as casas de câmbio irão rejeitar o dinheiro (como aconteceu comigo). Eles são bastante exigentes com relação a isso... Calculamos inicialmente o que precisaríamos para completar a hospedagem e comprar os passeios. Fora isso calculamos por cima um consumo básico por dia e levamos um dinheiro a mais. Acabou que os cálculos foram todos acima do esperado e ainda deu pra voltar com uns dólares no bolso ^^

 

Por fim, com relação à altitude (que havíamos lido bastante sobre as dificuldades e etc) não nos atingiu fortemente, mas nem por isso deixei de me cuidar. Como San Pedro já se encontra à mais de 2.000m acima do nível do mar e o Salar do Uyuni à quase 4.500m, nos cuidamos um pouco, mascando coca em alguns passeios (geysers El Tatio, por exemplo) e tomando chá de coca pela manhã também (minha namorada se recusou varias vezes, mas quando viu que realmente ajudava, começou a tomar). Realmente encontramos algumas figuras que passaram mal, mas no geral se você se cuidar um pouco, não terá problemas para enfrentar a altitude. Ah, não esqueça da água! Muita água!

 

 

DESCRIÇÃO

 

23/12 – SAN PEDRO DE ATACAMA

 

Chegamos no aeroporto de Calama às 16:30 do dia 23/12, após sair de Recife e fazer conexão em São Paulo e Santiago. Já havíamos reservado o transfer de Calama para San Pedro com o próprio hostel (com duração de cerca 1:10h) por 12.000. Geralmente o preço é esse, mas ouvimos falar de empresas que fazem por 10.000. Na duvida fechamos com este com o próprio hostel. Um senhor nos estava esperando com a clássica plaquinha com meu nome... Tomamos o transfer (um carro desses grandes, uma van para mais de 10 pessoas) acompanhados de um gringo e fomos em direção à San Pedro. Como a viagem tinha sido cansativa, esse trajeto foi meio chato, mas foi bom para entrarmos no clima do deserto e na paisagem doida que estávamos conhecendo. Chegamos em San Pedro por volta das 17:30h, com o dia ainda claro (nessa época, só escurece por volta das 21:30h) e o transfer nos deixou direto no hostel. Fomos muito bem recepcionados e como se não bastasse a agonia da chegada, já fomos introduzidos ao tema dos passeios, pois o hostel também oferecia pacotes para os passeios em San Pedro.

 

AQUI, uma breve avaliação do hostal:

 

Hostal Mamatierra (Calle Pachamama, 615)

Valor diária: $14.000 (quarto duplo com banheiro compartilhado) – 3 diárias

Avaliação: Localizado razoavelmente bem, à menos de 10 minutos caminhando do centro (há locais bem mais perto do centro), porém em uma rua tranquila e movimentada. Ótimo café da manhã, internet WI-FI (mas que só funcionava perto da recepção ou na cozinha), muito limpo e bem agradável. Enfim, nada a reclamar. Além disso a equipe que trabalha lá é muito gente fina. Não esqueça de conhecer Dóncan, um cachorro cego do ex-dono.

 

Preferimos aguardar antes de fechar os passeios com o tour do hosal e saímos pra dar uma volta pra conhecer a cidade e fechar os passeios. Voltamos com nosso calendário fechado, contendo passeios em San Pedro, tour a pé e bike e também o Salar do Uyuni já incluído e devidamente pago. Como disse anteriormente, fechamos os passeios de San Pedro pela Maxim Experience e o Salar do Uyuni na Colque Tour (ambas agencias localizadas na Calle Caracoles, a principal da cidade). Além disso, tem varias lojas que alugam bicicletas à $4.000 meia jornada ou $7 ou 8.000 o dia inteiro. Com isso retornamos ao hostal tranquilos e com a agenda cheia de atividades ao longo da semana.

Queríamos incluir também um tour astronômico, porém chegamos na agência lá especializada (atentem que existem vários passeios, mas só um realmente é o que falam bem) e havia um papel pendurado na porta dizendo que naquela semana não haveria tour astronômicos pois era lua cheia e estava nublado. Enfim, acabamos meio tristes, mas com um dinheirinho economizado. Realmente queríamos fazer o tour, mas enfim né. Quem sabe na próxima...

Ah, nesse breve passeio por San Pedro aproveitamos também para comprar água (um botijão de 5 litros) e trocar dólares em peso chileno, já para pagar os passeios e tudo mais. Em vários lugares notamos que se aceita dólar também, mas acaba que o cambio fica meio confuso na hora de fazer as contas. Melhor andar com pesos mesmo, para evitar o estress...

 

SUGESTÃO n.1:

pegue um papel e deixe tudo anotado, inclusive os horários e valores pagos, só para ter em mente a programação e deixe num local de fácil visualização... Quando estiver lá há vários dias, isso vai te ajudar a lembrar qual o programa do próximo dia.

 

PASSEIOS

 

Os valores dos passeios em San Pedro de Atacama ficaram assim:

 

Empresa: Maxim Experience

Lagunas Altiplanicas/Salar de Atacama: $ 40.000 (para duas pessoas)

Geysers El Tatio: $30.000 (para duas pessoas)

Valle de la Luna: $ 14.000 (para duas pessoas)

 

IMPORTANTE:

Somados a estes valores, já consideramos mais $12.000, que é o correspondente às entradas dos parques (sim, não estranhem a necessidade de pagar praticamente em todos os parques já que estes demandam alguns custeios, como funcionários, guias, limpeza de banheiros, etc.

Ah, leve carteira de estudante, você vai encontrar alguns locais que aceitam a meia entrada!

Esse valor já contém uns descontinhos que choramos na hora da aquisição dos pacotes, mas basicamente notamos que os preços costumam ser bem parecidos. O que vai mudar mais é se um passeio ou outro dura o dia todo ou não, se inclui café da manha, almoço, e etc. Isso é bom ficar atento.

E também ir com a cara do vendedor né. Fomos bem recebidos por uma senhora nessa agência, isso facilita a negociação.

 

Os valores do Tour para o Salar de Uyuni:

 

Empresa: Colque Tour

Tour San Pedro – Salar – San Pedro (2 noites e volta no terceiro dia à tarde): 160.000 (para duas pessoas)

Alimentação (café da manhã, almoço e janta) com as duas hospedagens incluídas – uma noite antes do Salar de Uyuni, no pueblo de Alota, e outra noite na cidade de Uyuni.

 

Aqui encontramos um caso curioso, e que no final das contas não conseguimos esclarecer de fato: o passeio que até então havíamos planejado era adquirir o tour para 3 noites e voltar no 4 dia. Porém desde a primeira agência nos foi dito que uma região pelo qual o carro do tour passava na Bolivia estava em conflito com povos locais. Não entendemos bem o motivo, mas fato é que não estavam sendo feitos os passeios de 3 noites, pois havia esse trecho interditado pelo exercito. Além disso, se a agencia realmente fizesse esse tour, teria o risco da policia nos parar e mandar voltar para San Pedro. Achamos estranho, mas realmente nos foi confirmado em outras agencias.

Resumo da história: adquirimos o pacote para 2 noites, o qual tinha um trajeto diferente, que não passava por umas lagoas que dizem ser muito bonitas nem a arvore de pedra e etc. O caminho de ida foi passando por Calama e depois subindo para Ollague. Neste mapa em anexo fica claro a diferença dos roteiros. O estranho foi que depois conhecemos algumas pessoas que haviam adquirido esse pacote das 3 noites, mas ficamos sem saber no que realmente deu.

 

SUGESTÃO n.2:

Antes de sairmos do hostal, a recepcionista nos indicou um lugar pra gente comer rápido e barato. Estavamos cansados e só queríamos comer e dormir. Daí, no final da Caracoles, numero 362, depois do cruzamento com a Calle Toconao, do lado esquerdo se encontra um local simples para comer sanduiches. No cantinho direito desse amplo espaço funciona o Estrella Negra, um local que faz umas empanadas deliciosas vegetarianas, por um preço muito bom. O local realmente é bem simples, mas se você quer algo rápido, gostoso e barato, essa é a pedida. Além disso, acaba conhecendo um lugar diferente com comida bem feita.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

continuando com a segunda parte do relato (contendo fotos e muito mais)

 

==================

 

24/12 – SAN PEDRO DE ATACAMA

 

1° dia oficial em San Pedro. Segundo nosso calendário, haviamos fechado com a Maxim Experience para conhecer o Salar de Atacama + Lagunas Altiplanicas + Parada em Toconao.

Marcamos às 07h da manhã, com duração até às 15h, porém a van só chegou às 07:40h. Ficamos um pouco preocupados com o atraso, mas uma moça no hostal disse que era normal um pouco de atraso. A van nos pegou lotada, com gringos de todas as partes: espanhois, alemães, franceses e nós, brasileiros.

Fomos direto ao Salar do Atacama, onde foi servido o café da manha (ja incluso no pacote), muito bem servido em uma módica estrutura, na qual foi cobrada a taxa de acesso e onde encontramos banheiro e a minima estrutura para se cobrir um pouco do sol. Não estava calor. O lugar é bem interessante, não tão "Salar" quanto imaginavamos, porém foi um ótimo começo de passeio. Observamos flamingos e outros passaros. A seguir, fotos podem descrever melhor o passeio até aqui...

 

20130122002616.JPG

chegando em San Pedro

 

20130122002731.JPG

 

20130122002823.JPG

 

20130122003008.JPG

Salar de Atacama

 

Saindo do Salar, partimos para as Lagunas Altiplanicas, situadas à 4.500 metros de altitude. Após subir bastante e deixar para trás o salar e toda a região que compreende San Pedro e o entorno (cerca de 1:30h depois), paramos já na entrada das lagunas, onde nos foi cobrada outra taxa de entrada.

Estas lagunas se encontram nos pés de 3 vulcões, um deles ainda ativo, sem contar os grandes Licancabur e Laskar, que nos acompanharam durante praticamente todo o trajeto. Estas lagunas são incriveis, lindas e localizadas em uma paisagem de dificil acesso. A primeira que visitamos (Laguna Meñique), fica nos pés destes montes e vulcões, onde podemos observar animais exoticos, como o "vicuno" e um pato estranho com cornos. Estes animais são um dos poucos a sobreviverem em tal atitude, e por isso existe todo um cuidado com eles. Após uma breve parada no banheiro, seguimos a pé por um trajeto até chegarmos à outra laguna, a Laguna Miscanti. Ambas lagunas possuem uma coloração muito particular. Nas fotos a seguir, podem ser admiradas com mais detalhes.

 

20130122003131.JPG

Chegando nas lagunas altiplanicas

 

20130122003217.JPG

 

20130122003307.JPG

 

20130122003411.JPG

 

20130122003544.JPG

 

Tomamos a van extasiados pela paisagem, mas também um pouco mareados pela altitude, principalmente minha namorada. Na volta paramos para tirar algumas fotos em um pequeno povoado e depois em Toconao, cidadezinha referencia onde demos mais uma paradinha para conhecer, e já vamos voltando para chegar às 15h em San Pedro.

 

20130122003714.JPG

paradinha estratégica em Toconao pra tomar uma água e pegar uma sombra

 

À tarde descansamos um pouco antes de dar uma volta por San Pedro e saímos para conhecer um pouco. A questão de escurecer tarde é ótimo, pois facilita para que possamos dar uma boa volta sem se preocupar. Paramos em um bar bem legal, na frente da pracinha, para tomar uma cerveja e comer unas tapas (o bar não é la muito barato - gastamos cerca de $8.000 em duas cervejas e umas tortillas fabulosas) e fomos atras de outro mais acessivel para jantar na nossa "ceia de natal". Praticamente todos os restaurantes oferecem menus incluindo uma entrada, um prato principal e um postre (sobremesa). Decidimos ficar em um lugar simples, com menu de $5.000 para cada. Ainda tomamos um happy hour de mojito (2x$4.000) e a comida estava ótima.

 

20130122004018.JPG

 

20130122004108.JPG

 

20130122004254.JPG

 

20130122004414.JPG

 

 

25/12/2012 - SAN PEDRO DE ATACAMA

 

O dia 25 deixamos para alugar bicicletas na parte da manhã, com um trajeto livre de exploração para às 16h irmos conhecer o Valle de la Luna com um tour (sempre com a Maxim Experience). Nosso combinado era sairmos umas 9h, mas acabamos nos atrasando um pouco. Essa é a vantagem de ter alguns horarios livres, assim pode-se descansar mais e fazer o que se quer. Alugamos 2 bicicletas por $6.000 (meia jornada) e fomos conhecer Pukara de Quitor, um lugar no entorno de San Pedro, onde antigamente foram construidas as proteções da cidade. Uns 15 minutos chegamos e deixamos as bikes amarradas logo abaixo do monte. A vista de cima é maravilhosa, com San Pedro aos nossos pés e os vulcões de fundo. O dia foi bonito e realmente foi um ótimo passeio para conhecermos esta area. Depois das fortificações, ainda fizemos um outro trajeto cansativo, tendo outra vista la de cima. As fotos falam por si só...

 

20130122004715.JPG

bike em San Pedro

 

20130122010530.JPG

 

20130122010759.JPG

 

20130122010906.JPG

Pukara de Quitor

 

20130122011014.JPG

água pra hidratar

 

20130122011131.JPG

nosso companheiro que nos segui desde a agencia de aluguel de bikes até as ruinas

 

Depois dessa subida, ainda tinha uma outra do lado. Com dificuldade, conseguimos subir até o topo.

20130122011306.JPG

 

20130122011351.JPG

 

20130122011457.JPG

 

20130122011538.JPG

 

20130122011620.JPG

 

20130122011718.JPG

e uma sombrinha no topo pra recuperar as forças...

 

Queriamos seguir de bike até a garganta del diablo e outros, porém tinhamos que voltar para comer e organizar as coisas antes do outro passeio. Nisso, aproveitamos para dar outra volta em San Pedro (agora de bike). Às 16h estavamos na frente da agência, na calle Caracoles, para pegar o tour do Valle de la Luna. Devo dizer que este passeio me agradou muito, senão o melhor de todos....Belissimas paisagens que vimos pela frente, ao longo da tarde. Espero que as fotos consigam transmitir um pouco disso tudo...

Começamos pelo Mirador de Cari e o Valle de la Muerte, que nos oferecem lindas vistas da paisagem na qual estamos inseridos. O Valle de la Muerte, inclusive, é justamente para onde estavamos olhando de manhã, do ponto alto que estávamos na manhã do mesmo dia (Pukara de Quitor).

 

20130122011841.JPG

 

20130122012006.JPG

 

O Valle de la Luna, esse sim é o maximo!

Ao entrar no parque (e pagar a entrada de $1.500 - para estudantes!) encontramos um complexo de miradores, cavernas e montes que podem ser visitados e explorados. Na primeira parada, entramos em uma caverna com cerca de 30 metros na escuridão completa. A saída nos surpreende com uma escalada para sair do buraco e quando chegamos la em cima, uma linda vista!

20130122012121.JPG

 

20130122012206.JPG

 

Retornamos ao carro que nos levou para conhecer as 3 Marias, um conjunto de pedras que, segundo o guia, foi nomeado assim por remeter à Maria com Jesus crucificado. Imaginação à parte, realmente é uma ótima parada, ainda mais com a Lua começando a surgir no fundo. Tiramos fotos e seguimos para o por do sol la em cima, que para chegar la passamos por um estreito com muito vento. O pôr do sol foi demais! Valeu a pena a escalada para chegar la em cima e ver aquela beleza! Ainda dei uma de aventureiro e fui escalando até chegar onde não dava mais, para pegar umas boas fotos.

 

20130122012358.JPG

 

20130122012448.JPG

 

20130122012554.JPG

 

20130122012634.JPG

 

20130122012707.JPG

e por fim, o por do sol no Valle de la Luna

 

Como o guia nos tinha avisado, após o sol desaparecer por trás das montanhas, bateu um vento frio e forte, que fez com que todo mundo quisesse ir embora. À noite, já de volta a San Pedro, a van nos deixou no centro e decidimos aproveitar para jantar, sempre procurando o melhor menú. Encontramos um carinha no meio da rua divulgando seu restaurante. Fomos la e não nos arrependemos. Comemos otimamente - pagando $4.000 o menú (mais barato e mais gostoso do que no dia anterior) e voltamos pra casa satisfeitos. Ao chegar, tivemos que arrumar as coisas para o tour do Salar de Uyuni, com saída prevista para às 5h.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 1 mês depois...
  • Membros

Relato excelente, informativo, claro, sem frufru. E lindas fotos! Parabéns pelo olhar (e depois me passa o modelo da sua câmera).

Vou fazer o mesmo roteiro com meu namorado no meio do ano e também só teremos 7 dias. Espero que seja tempo suficiente.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...