Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

  • Membros

Retornamos ontem depois de quase uma semana no arquipélago de Hugo Chaves, mais especificamente em Los Roques. Para quem não conhece, Los Roques fica a 176 km ao norte de Caracas e é um Parque Nacional com cerca de 1.800 habitantes e 2 carros, isso aí, um para transporte de mercadoria e outro para coletar o lixo.

Nossa viagem iniciou no domingo (dia 21/10) com vôo da Gol de São Paulo para Caracas. Na realidade o aeroporto fica em Maiquetia, cerca de 50 km da capital venezuelana. Devido ao horário do vôo para Los Roques ficamos uma noite nesta cidade, a qual não tem nada para fazer e nos aconselharam a não sair do hotel. E pelo o que ouvimos de Caracas, também não tem muito o que fazer e tem que se cuidar com a violência.

No outro dia pegamos um vôo às 9 da manhã pela companhia Chapi Air, também conhecida como La Pequeña Gran Línea Aérea! Depois de ser abordado por um carinha querendo fazer câmbio, carregar e empacotar a mala e um lugar no vôo, conseguimos fazer o check-in pagando US$ 4 de excesso de bagagem! O avião que nos apresentaram foi um Trislander BN2-A-MKIII com os pneus da direita carecas (fiquei na torcida para que os da esquerda também estivessem carecas, assim o avião ficaria mais harmônico)! Por dentro é praticamente uma Kombi, com 7 bancos duplos, possibilitando 14 pessoas viajarem. Ao entrar no avião um dos pilotos grita lá da frente que os botes salva-vidas estão na bolsa da frente do assento, que não pode fumar e, para relaxar a gurizada, largou uma piadinha que não pode caminhar pelo corredor! Piadinha tradicional, pois na volta também usou o mesmo script. Quando olho para trás, vejo que estamos em 13 pessoas....humm...tomara que o assento vazio seja para algum Santo!

Mas vamos lá, no tempo nublado, o Trislander se posiciona na pista com seus pneus carecas e arranca em zigue-zague. Nem preciso comentar do barulho! Ao acelerar sinto um papel nos meus pés, abaixo a cabeça para dar uma olhada e ao ler vejo que é uma marcador de livro com o Salmo 91. Alguém conhece o Salmo 91? Pensei: fudeu! É um sinal! Quando começo a ler: "esperanza mía...." humm, beleza tem que ter esperança mesmo, "debajo de suas alas estarás seguro"! Falei para Clarissa: "Relaxa, que vai dar tudo certo!" E assim partimos para um vôo de 45 minutos e um pouso seguro na pista quase dentro do Mar do Caribe! Ao descer vimos que o aeroporto é basicamente um quiosque com 3 ou 4 guerreiros coletando a taxa de turista e anotando numa planilha os dados das pessoas que irão embarcar.

A partir daí foi só alegria! Se existe um lugar próximo do paraíso, Los Roques é sério candidato. Para quem já foi a Cabo Polônio no Uruguai, penso que Los Roques lembra bastante, só que é no meio do Caribe com sol e calor o ano inteiro.

Na ilha principal, Gran Roque, não tem uma praia para tomar banho, somente uns bares e pousadas na areia e os barcos todos atracados. Sendo assim, pegamos uma lanchinha com um casal espanhol que veio no nosso vôo e fomos para a Ilha de Madrisquí, a mais perto de Gran Roque. Ficamos até o final da tarde num dia pseudo nublado e quente, curtindo um frecobol e os pelicanos kamikases que mergulham para pescar uns peixes.

No dia seguinte, devido ao fuso de 2:30, acordamos cedo. Aproveitamos para subir o morro e ir até o farol! Na real, o farol está abandonado e o caminho até lá é batalhoso! Em seguida descemos e pegamos a lancha para Cayo de Agua, a mais bonita de todas as ilhas.

Cayo de Agua fica a uns 50 minutos de Gran Roque e nossa lancha estava com 8 pessoas + nosso experiente comandante com seu fiel aprendiz. Após alguns banhos e pequenos saltos, chegamos por volta das 10:30! Nosso velho comandante já nos adiantou que voltaríamos umas duas da tarde, pois a tendência era piorar o vento, sábio comandante! Cayo de Água é pouca coisa melhor que o paraíso, pois é uma ilha bem estreita e em uma das partes fica somente uma faixa de areia de uns 2 metros para cruzar até a outra parte da ilha. No dia que estávamos lá, esta faixa estava coberta por água até a cintura e as ondas dos 2 lados se chocando, mas deu para cruzar caminhando "sob" as águas tranquilamente.

A volta foi a principal aventura da semana, como disse nosso sábio comandante, a coisa estava piorando. Os primeiros 15 minutos saindo de Cayo de Água é alto mar, então as ondas estavam relativamente grandes e numa lanchinha guerreira parecíamos que estávamos no mar em fúria! Frio na barriga foi fichinha, a lancha dava cada salto e batia no mar a moda pelicano kamikase! A coluna velha ficou doendo por uns 3 dias e a quantidade de água que entrou no barco não vale nem comentar.

Chegamos tranquilos em uma outra ilha chamada Dos Mosquises, a qual tem um projeto de "tortugas" marinhas! Após uma pequena aula, libertamos duas delas para o Mar do Caribe! Seguimos para uma outra ilha chamada Espenquí para um mergulho com estrelas do mar e outros habitantes marinhos!

Na quarta-feira nos lançamos para Crasquí, uma ilha mais perto, cerca de 20 minutos! O dia estava bem ventoso e até os passeios para Cayo de Água e outras ilhas mais distantes estavam cancelados. Crasquí é outro paraíso de águas claras e que tinha bem pouca gente. Apesar de termos nossa Cava (geleira), optamos por comer um peixe no restaurante local com a companhia de uns lagartinhos negros!

Ah...Crasquí foi a primeira praia que eu fui que tem espinho! Isso mesmo, a gurizada vai caminhando e de repente se grudam uns espinhos no pé. Mas é Caribe e uma praia com espinhos é mais um diferencial de Los Roques! Encerramos o dia passando por Noronquí para ver outras "tortugas", só que agora já nadando!

Nos últimos dois dias optamos por ficar em uma outra ilha próxima chamada Francisquí. Na realidade existem 3 Francisquís, a de Bajo (para o pessoal do Kyte Surf), a de Medio e a de Arriba. Na quinta fomos para a de Arriba que tem uma parte de água bem rasa e transparente que é palhaçada! A foto abaixo diz tudo!

E na sexta fomos para Francisquí del Medio! Mais uma que as fotos dispensam comentários.

Às 5 da tarde de sexta regressamos pela Chapi Air até Maiquetia, mas desta vez ficamos na primeira fila e deu para fazer umas fotos. À noite pegamos o vôo para São Paulo e depois POA!

Resumindo, nos 5 dias em Los Roques fomos a 8 de cerca de 40 ilhas! Algumas que ouvimos falar bem e não fomos foi Bajo Fabián que é uma ilha, ou basicamente, um morro de areia. Pensamos em ir, mas por causa do vento não deu. Tem a Boca de Cote para fazer mergulho com oxigênio (custa US$ 95 por pessoa com 2 cilindros) e Cayo Carenero que um cara de Caxias do Sul que encontramos lá falou que era legal. Mas na real, real mesmo, é tudo muito parecido! E a função de ficar 3 horas e ter que pegar uma lancha para ficar mais uma hora em outro lugar e depois trocar de novo, cansou um pouco a gente. Depois de Cayo de Agua, que é imperdível, optamos por ficar nas ilhas mais perto e aproveitar a praia!

E Adios Chaves, qualquer outra informação é só entrar em contato!

DSC_6740.JPG.f713bc00559320af60cf5bf2b847aa9f.JPG

DSC_7033.JPG.4db02e67be3b07b309fb0c72da988cf7.JPG

DSC_6820.JPG.8cf476c4bfe84db0d80b0e5230b12383.JPG

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...
  • 2 semanas depois...
  • Membros

Oi Isiza! Eu fiz o câmbio com um cara que nos pegou no aeroporto de Caracas. Na Venezuela o câmbio é bem complicado, o oficial é 4 bolivares por dolar, mas eu fiz a 10 por 1. Quando estávamos voltando, um brasileiro disse que conseguiu por 13 por 1. Não vale a penas fazer o câmbio oficial e nem usar cartão de crédito, pois a fatura virá com o oficial. Ah...e no aeroporto não aceitam dolar no freeshop e nem para comprar comida. Vale guardar uns bolivares para a saída. Resumindo: tenha cuidado, mas faça o câmbio com alguém do hotel ou de agência de turismo (caso tenhas comprado um pacote ou algo do tipo). Espero que tenha ajudado! Abraço!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...