Ir para conteúdo

Everest - Perguntas e Respostas


rgnovelli

Posts Recomendados

  • 3 meses depois...
  • Respostas 184
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Colaboradores

Hendrik,

Você que esteve no EBC, mora na Europa, saindo da Paraiba, me diz o que é mesmo o "Down Jacket". Me parece que é essencial na parte mais alta, ou nos momentos de parada, quando o corpo esfria. Tenho olhado muitos sites de forum. Fico sempre na dúvida sobre qual roupa levar. E não consigo "traduzir" nas lojas brasileiras o que seria "Down Jacket". Não me parece ser "insulada". Enfim, também fico na dúvida se levo algo mais impermeável e ao mesmo tempo "respirável". Goretex ou melhor (qual?). Onde comprar? Brasil ou KTM?

 

O carinha "Espaceman347" no http://trekinfo.com/forums/showthread.php?t=3066&page=4 refez todo o seu material, o que levaria ou não, eliminado muita coisa. Foi em Dezembro (bem mais frio do que quando vc foi), pelo visto é muito calorento, talvez um australiano que ia suar muito no Brasil...

 

Depois faço mais perguntas. Até...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

Hendrik, obrigado, você esclarece bem, seus relatos são ótimos (humorados e detalhados). Ajuda muito.

 

A experiência local é importante. Estive no extremo Saara Marroquino, por 8 dias, e descobri que o material “dry fit” (seca rápido) não era o ideal (com o excesso de suor e areia fininha, parece que os canaliculos emtupiam ,ficava “meio” impermeável, muito quente, e a pele seca). A "velha" camiseta Hering de ALGODÃO, manga comprida, se tornou o MÁXIMO: Excelente isolante térmico (o calor fica lá fora), mais confortável, fazia um micro-clima ÚMIDO em volta do meu corpo, e também melhor PROTETOR solar (“pano”). Rapidamente mudei para calça comum de algodão; chinelos como os Bérberes (aposentei a bota), turbante (aposentei meu super chapéu, com filtro UV, etc). Se ficasse mais tempo compraria uma “djellaba”, a bata deles. (gente, algodão só no deserto. No ambiente úmido e frio bom é lã...).

 

 

Por conta da previsão de noites gélidas no Saara já comprei parte do material do Everest (nem usei, ficou na vila M’Hamid, engraçado né?).

-- Tenho: uma camada base para perna e tronco e mãos, tenho 2 gorros, 2 balaclava, luvas fina, uma calça de Fleece.

-- Tenho Dois blusões fleece (tecidode 100g/m2 e de 200, penso que deverei comprar o grossão de 300: assim teria as opções 100, ou 300, ou 100+300. Outra opção seria 200 e 300 (talvez quente demais se tiver um Down Jacket, mas calor com muitas camadas, é só tirar, pior é faltar...).

 

 

-- Devo buscar um bom CORTA-VENTO ( Em KTM encontra-se marcas boa com facilidade, que tenha zipers para ventilar debaixo do braço, bolsos para lanche, etc? Ou só tem imitações, como você disse? Qual o material do seu azul ? Aqui achei um da Trilha e R... , modelo "Andes", de Goretex, fleece interno separável, bolsos e zipers de ventilação, por R$400,00. Acharia melhor e mais barato em KTM?

 

 

“Não que não se ache coisa boa lá.”-- Pois é! Será que posso achar um bom DOWN JACKET, de marca, por lá? Seria um investimento definitivo. Aquela foto sua dos gringos descendo o Cho La, a Jaqueta deles, amarela, com capuz, parece ser leve, quente, e "chique"... Eu pretendo também atravessar o KONGMA LA (5535 metros)...

 

 

“Se EU fosse fazer o trek de novo, levaria umas boas camadas básicas (bem quentes) - 3 para os pés, 1 para a perna, 3 para o tronco e 1 para as mãos.”

-- Treis para o tronco seria para trocar a suada pela seca , à noite, ou usar as treis de uma vez? , ou não ter que ficar lavando com água congelante?

 

-- E para os pés seriam a camada básica seriam 3 meias tipo Liner (mais finas)?, acrescentando as de lã merino (sem mal cheiro) para a parte alta? Imaginei que para atravessar o Cho La seriam um meia base, e duas de lã. Você usaria quantas meias agora, no Cho La? no Brasil encontra-se meias de lã Merino (FoxRiver, de R$75,00), e fina "x-static Liner", de R$50,00).

 

-- Minha maior dúvida técnica agora é a calça:

A CALÇA para caminhadas iniciais seria uma reforçada, certo? (Para sentar no chão). E seria a MESMA calça acima dos 4000-5000m? , vestindo por baixo uma “camada básica e outra média”?

Serve para atravessar os passes? Cho La e subir o Chokung, Kokyo ou Kala Patar.(vento e frio e/ou neve) ou vestiria outra Diferente, uma impermeável, corta-vento? (penso em ir em novembro).

 

-- Aqui achei uma (Climatic) com reforço, de Dry Tech, ”resistência” à água 1.200 mm, reforço nos pontos chaves de rip-stop, zíper na parte inferior, forro encima de tela, e embaixo de nylon (não gostei desse náilon, deve suar feito o cão...), por R$170,00. Me parece muito impermeável, pouco respirável. Talvez só sirva pro Cho La. Talvez nem isso.

Outra calça “impermeável fabricada com a exclusiva membrana Triplepoint®. Altamente impermeável e respirável, provê extrema proteção contra chuva, vento e neve” da Alpine por R$400. e outras, e outras...

 

-- A bota já tenho, comprei há dois anos, numa liquidação da Salomon (pode até colocar semi-crampons), só é meio pesada (uns 750-800 gramas cada). Devagar vou chegando lá...

Abraços,

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Namastê!!! Estou 3 anos atrasado com relação às msg sobre o Himalaia. Mesmo assim, ouso colocar aqui minha opinião, com o máximo respeito. Fui ao Nepal em outubro de 2008. Escolhi o Annapurna. Fiquei 16 dias na montanha, partindo de Pokhara e subindo até Mutkinath. 4.000 m de Altitude. Fabuloso, só que bastante dura a subida. Contratei carregadorque falava inglês. Não é para iniciantes. Eu era! Mas a temperatura é amena nessa época do ano. Não tem rododendros florescidos.Mas a paisagem da metade em diante é belissima. De tirar o fôlego. Fui sozinho. Mas seria bom ter companhia. Da próxima, se eu for, irei para o Everest. Recomendo.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Namastê! Fui ao Nepal e subi o Annapurna em outubro de 2006. Até 4.000 m (Mutkinath era o nome do lugar). A coisa não é para principiante. Eu Era! Mesmo assim aproveitei muito! Recomendo contratar carregador. Além de se tornarem bons parcerios (são humildes e confiáveis), é muito difícil carregar a mochila montanha acima. Eu mal podia com o cantil. Adiei de abril/maio para outubro por causa da revolução Maoista. Mas agora teminou e o país está em plena paz. Em outubro o clima é semelhante ao do nosso verão. Só é frio um pouco ao amanhecer e à noite. De dia, suei muito.Só levei uma blusa e várias camisetas de algodão. Um chapéu de páno ou boné. Capa de chuva ou poncho. A subida é dura. É preciso não ter medo de atravessar pontes pênseis.

Foi muito bom o trek. Mas é preciso alguma experiência.

Namastê.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Olha, eu acho que é prá trekker iniciante, sim. Mas claro, quem quer fazer uma coisa dessas sem ajuda, tem de planejar um pouco e seria muito melhor que já tenha feito algum tipo de trek e dormido em um saco-de-dormir antes, hehehehehe.

 

De resto, é só ir no seu tempo, um passo atrás do outro.

 

Chegar em Namche Bazaar é fantástico. Vila em terraços numa encosta, logo acima dela ou após ela, numa curva da trilha, cê vê um enorme paredão de montanhas enormes. O Evereste vai estar lá. O Ama Dablam, considerada uma das montanhas mais bonitas do mundo, também vai ser perfeitamente visível. Tudo parece tão perto... mas ainda faltam dias de caminhada prá chegar lá.

 

Mas vale a pena!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 2 semanas depois...
  • Colaboradores
"Se tu vai sozinho, precisaria de walk-talkie prá que?

--Estou procurando um amigo para ir junto... E poderia também usar eventualmente o walk-talkie com o guia...

 

O Kongma la não conhecia até chegar em Lobuche, onde conhecemos uns caras, acho que uns italianos, que tinha vindo por ali. Disseram que era dureza e com certeza é menos usado. Com sorte você será o único na trilha! o Cho la, ao contrário, tem sempre gente (nas horas apropriadas, claro

--É... Parece ser meio barra o Kongma La, parece ser super inclinado no topo, andando na lateral, sem trilhas...

 

Já que você tomou o interesse em passes, sugiro que na volta por Gokyo, depois de cruzar o Cho la sentido Khumbu-Gokyo, veja o passe Gokyo-Thami, o Renjo la. Pelas conversas, parece ser mais usado pelos carregados e caravanas de yak que por trekkers. 5390m e você aproveita prá conhecer outro vale, belíssimo, da regiões, onde se encontra um dos templos budistas mais antigos do Nepal, nas rochas de uma encosta."

---O Renjo La é o terceiro passe que lhe falei. Talvez seja interessante começar por ele, depois o Cho La, e após o Acampamento Base, decidir se sobe o Kongma La ou não: Se estiver muito dificil (sentido subidão primeiro, indo pro leste), é mais fácil voltar para Lobuche...

 

 

Chukung É CARO, viu? se prepare prá coçar a carteira e ver porções miseráveis no prato...

Suponho que vá subir os Chokungs, né?"

---Hehehe, passar fome é ruim... Ainda mais gastando mais de 5000 mil calorias por dia. Penso em Subir o Chukung Ri, não sei se faria a segunda parte que você fez, até o pico, pois não gosto de arriscar em altura (pelo que entendi, tem que andar na crista, ida e volta do pico).

-- Também penso em fazer um trek no vale, indo para o norte, até o pé do Lho tse. Deve ser um paredão animal, quase reto, subindo até 8516 metros, e vc lá embaixo...

 

Abraço,

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Olá pessoal,

sou inciante no mochileiros.com, mas gostaria de compartilhar tb minhas aventuras.

 

Estarei indo para a Ìndia e posteriormente para o Nepal e gostaria de saber se alguem já realizou uma viagem para estes países e quais dicas podem sugerir.

 

Tb estou tentando conseguir uma carona de navio para lá, alguem tem alguma idéia???

 

Valeu

Abraços.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 4 semanas depois...
  • Membros

Pessoal,

 

Apesar de ter me afastado um pouco das discussoes do tópico o plano continua... e novembro.. se Deus quiser.. vai ver a sua concretizacao.. tenho interesse em Langtang, Annapurna e talvez algo mais perto do Everest..

Estou à disposicao..

O meu grande dilema agora é o vôo do Brasil para Kathmandu.. alguem já chegou a alguma conclusao sobre o melhor percurso custo/benefício ?

Valeu pelas dicas dadas pelo Hendrik, André e demais..

Enriqueceram muito a discussao..

 

Boas trilhas a todos !!!

 

José LuiZ

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...