Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

Eu gostaria de conhecer a selva no comeco de Fevereiro, mas ateh agora soh achei tours muito caras (o problema eh que estou sozinho entao tenho que pagar o preco + 50% para o meu proprio camarote -- eh o unico jeito, eles dizem.). Eu acho que esse negocio de pegar um barco por uns 2 ou 3 dias e conhecer o encontro das aguas, indios, etc eh uma boa, mas nao estou disposto a pagar mais do que R$400.

 

Entao voces conhecem alguma tour por esse preco? E se eu for pra Manaus sem nada programado, voces acham que eu posso conseguir algo por la? E se alguem quizer ir junto, fala ai!

 

Indo para o Brasil em uma semana!!!

 

Eduardo

 

acho q consegue sim. Cut the middle man, do it yourself, as simple as that! Mas tem q garimpar com paciencia. La em manaus tem a hidroviaria, q eh olhando para o rio para a direita do mercado de peixes, uns dez minutos andando pela margem do rio. Pergunte por la, tem gente q vai saber te dar dicas de como fazer os roles mais baratos.

Compartilhar este post


Link para o post

Alguem conhece alguma comunidade ou ecovila perto de Manaus? Tem outras comunidades que posso visitar e ficar um tempo em um esquema mais mochileiro? Vou passar 12 dias agora em Fevereiro..queria ficar em uma comunidade na selva mesmo. Alguem conhece campings perto de manaus que tenha bastante contato com a natureza?

Existe comunidades indigenas que são abertas para visitacao e talvez negociando podemos ficar lá alguns dias?

Obrigado

Compartilhar este post


Link para o post

A aldeia do pagé Raimundo, apesar de meio turística, me pareceu interessante pra quem procura este tipo de contato... Mais selvagens não sei nenhuma...

Compartilhar este post


Link para o post

Algúém sabe qual é o preço do ônibus e/ou taxi do aeroporto centro. Vi o preço no Manaus - Guia de informações, mas gostaria de saber se está atualizado, já que vou sozinha e o taxi complica salvo achar um racha na hora..

Compartilhar este post


Link para o post

V

Algúém sabe qual é o preço do ônibus e/ou taxi do aeroporto centro. Vi o preço no Manaus - Guia de informações, mas gostaria de saber se está atualizado, já que vou sozinha e o taxi complica salvo achar um racha na hora..

voce tem 2 opções, ou vai de ônibus normal que custa 2,25 ou pode pegar um executivo que custa 2,50. a diferença é que o convencional é maior e nao tem ar condicionado, já o executivo é um micro ônibus e tem ar condicionado, mas ambos demoram então é mais viável pegar o primeiro que passar!!

Compartilhar este post


Link para o post

Alguém sabe me responder se o porão do alemão... funciona todos os dias... pretendo passar uma semana entre manaus e presidente figueiredo em março deste ano...

outra... com poucos dias... quais são as coisas interessantes de se fazer em manaus?

encontro das águas esse eu não quero perder, o que mais posso fazer com 3 ou 4 dias em manaus?

abraços a todos!

Compartilhar este post


Link para o post
Alguém sabe me responder se o porão do alemão... funciona todos os dias... pretendo passar uma semana entre manaus e presidente figueiredo em março deste ano...

outra... com poucos dias... quais são as coisas interessantes de se fazer em manaus?

encontro das águas esse eu não quero perder, o que mais posso fazer com 3 ou 4 dias em manaus?

abraços a todos!

nando,

o porão do alemão funciona de 4ª à sabado à partir das 21:00, eu nao frequento, mas dizem q o melhor dia é 4ª feira!!

de uma conferida no site: www.poraodoalemao.com.br .

o encontro das águas é, sem dúvida, o cartão postal que todos querem conhecer em manaus, se voce for contratar um pacote em alguma agencia eles vao te dar várias opções, se voce puder me especificar um pouco sobre o q tem curiosidade e vontade de conhecer posso lhe ajudar de uma forma mais objetiva. ex: um passeio visando mais o contato com a natureza ou um tour pelos pontos da cidade de maior facilidade de acesso!!

como voce tem até março posso lhe ajudar com tranquilidade!! eu vou com frequencia à pres figueiredo, sendo q nao exatamente na cidade, vou na vila de balbina, que é um distrito ligado à cidade, é lá que fica a Hidrelétrica de Balbina, é a usina responsável pelo maior desatre ambiental da história do brasil, mas ela está em pleno funcionamento e é muito bonita, principalmente à noite devido a sua iluminação.

Compartilhar este post


Link para o post

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

  • Conteúdo Similar

    • Por Lu Costa
      Novo Airão é uma cidadezinha há 200 km de Manaus. Vc segue pela Ponte do Iranduba e pega a AM 070, em direção à Manacapuru. 
      A estrada está em obras e em alguns trechos tem que ter paciência mas no geral é tranquila a viagem.
      Nos ficamos na pousada Novo Airão, fuça longe 2 km  da sede do município mas era mais barata. A pousada super vale a pena , estávamos em 4 e nobquarto era limpo, confortável, com bom banheiro, piscina e estacionamento. Se vc está de carro super recomendo. Se não está, melhor ficar na Cidade mesmo (embora os preços sejam mais altos).
      Saímos de Manaus às 10h, fomos sem pressa, almoçamos na estrada, existem bons restaurantes. Fizemos algumas paradas e só chegamos em Novo Airão às 16h. Deixamos as coisas na pousada e fomos para a cidade. O CAT (centro de atendimento ao turista) estava fechando mas quando as atendentes nos viram nos esperaram  (achei mto legal isso).
      Elas nos deram dicas ótimas e um mapa mto bacana com os pontos principais Cidade.
      Fomos até a orla e à cooperativa de barqueiros mas não havia ninguém lá.  um senhor que mora em frente e vende coco nos deu o contato de um barqueiro da cooperativa. Ligamos e acertamos passeio para o outro dia.
      A noite jantamos em restaurante chamado TAPEREBAR , uma delícia de lugar. Avaliei no maps.
      Na manhã seguinte fomos passear pela cidade, existem fantásticas cooperativas de artesanato. Visitamos duas: Fundação Almerinda Malaquias, um lugar lindo com uma proposta social bacana que produz artigos em madeira e a loja de artefatos de cestaria. O pessoal é super bacana, explica bem e tem paciencia com os turistas.
      Almoçamos no restaurante Flor do Luar, um flutuante super bacana com uma comida deliciosa e preços relativamente altos mas que super vale a pena.
      Fomos ao nosso passeio de barco, o barqueiro é super experiente e nos levou para um passeio de 2h que viraram 3h. Custou 300 reais e poderia ir até 8 pessoas mas como só éramos 4, pagamos a lotação completa. Passeamos por Anavilhanas, que é lindo, vimos espelho d'água, mtos pássaros e a natureza exuberante.
      Ele ofereceu irmos à Prainha mas estávamos cansados.
      Fomos jantar no taperebar e dormir.
      Na manhã seguinte acordamos cedo, tomamos café e fomos para a Pousada  Cirandeira Bela. Para entrar vc paga 5 reais e o recepcionista é ótimo. Quase nos convenceu a ficar mas os quartos são meio salgadinhos. um pessoal que tinha pernoitar lá falou super bem.
      Passamos o dia na pousada, lá tem restaurante, igarapé geladinho, atendimento mto bom e mtas belezas naturais.
      Todos os lugares foram avaliados no maps, caso desejem ver.
    • Por Tayná Venturini
      Boa tarde Pessoal!
      Estou indo para Boa vista, mas queria passar uns 5 dias em Manaus, alguém já conseguiu fazer Stopover com as companhias aqui do Brasil?
      Minha ideia era sair de SP, ficar uns 3 dias em manaus, ir para Boa vista, passar 10 dias, na volta passar mais uns 5 dias em manaus e ai vir para SP, 
      Tayná,
    • Por fmoreira
      Em 2019, voltei à Manaus para trabalhar por uma semana e consegui esticar o fim de semana e então me aventurei à fazer as Anavilhanas por minha conta, escapando dos hotéis de selva (como o Anavilhanas Lodge e o Mirante do Gavião). Afinal, quase quatro mil para um pacote individual está longe léguas do meu orçamento. Então minha viagem foi no modelo econômico.
      O Parque Nacional de Anavilhanas foi criado em 2008, antes a área era classificada como unidade de conservação por um decreto de 1981. 70% do parque está localizado em sua maioria em Novo Airão, distante aproximadamente 180 Km  de Manaus, foi criado com o objetivo de preservação do arquipélago fluvial, um dos maiores do mundo, com mais de 400 ilhas e 60 lagos, em uma área de mais de 3.500Km2. No início de novembro, o rio ainda estava na seca, ou baixa, que vai de setembro a fevereiro. Foi minha primeira vez na amazônia nesse período: anteriormente eu havia ido em 2005 em abril e em 2017 em junho, ambas na cheia , que vai de março a agosto. São paisagens distintas e dessa vez as praias tiveram seu charme. Mas, pensando bem, ainda prefiro a cheia, com seus igapós e pode ser impressão, mas a luz é mais interessante, além dos espelhos d'água tornarem a paisagem um tanto mais atraentes que na seca. 
      Então vamos à logística... Para chegar à Novo Airão você tem algumas opções: ônibus que sai do terminal rodoviário de Manaus cujo trajeto leva 6 horas (acho que vai parando em todas as cidadezinhas do caminho), alugar um carro (não viável no meu caso, porque o custo x benefício era alto já que eu estava sozinha), pagar um transfer pela pousada (também não viável pelo preço de 360 pratas cada trecho) ou encarar o taxi lotação, que foi o meu caso, que custou R$60/trecho e eu tive a maior sorte, ao chegar no ponto estava saindo um carro e tinha uma vaga. Nessa modalidade são duas horas e meia. O ponto fica na Avenida Cirilo Neves (acesso à Ponte Rio Negro), do outro lado do Supermercado CO, tem um placa indicando Sindicato de Taxi de Novo Airão (tel.: 92 99428-0595). Os carros vão saindo conforme fecham as quatro vagas. Eu fui com um motorista muito fofucho chamado Roney, que me deixou na porta da pousada. Na volta, marcamos um horário e ele já esquematizou um horário e um outro motorista também foi me buscar.
      Fiquei hospedada na Pousada Bela Vista, que reservei pelo whatsapp (92 99229-6667), que é super bem localizada na beira do rio, em uma área um pouco mais alta, mas com acesso direto ao rio negro (e como estava na baixa, à praia). Os quartos são simples, mas são limpos, tem ar condicionado, frigobar, chuveiro forte e uma café da manhã bem gostoso. A piscina é bem legal também (e eu raramente uso), mas é uma excelente opção para o fim da tarde, acompanhada de uma cervejinha e o bar tem uma opção variada delas. A própria pousada disponibiliza os passeios em parceria com um agência, que são caros caso não consiga dar a sorte de entrar em algum grupo, que normalmente são formados de casais e cada barco tem capacidade para quatro pessoas. Eu dei sorte, porque no dia que cheguei havia um casal na recepção fechando o passeio do dia seguinte com um filho de 12 anos e eu consegui me encaixar como o quarto integrante. Para uma pessoa sozinha pagar R$1.300 pelo passeio inteiro, sai super caro.
      Fizemos o passeio completo, com parada para banho em um praia de areias clarinhas no meio do rio, visitando as Grutas do Madadá com caminhada na mata com um guia local que foi mostrando esconderijos das taturanas, o segredo das plantas medicinais utilizadas pela população, depois seguimos para as ruínas de Airão Velho (e ao sair pegamos um senhor temporal com raios cruzando o céu em uma quantidade de meter medo). Em seguida fomos até o Parque Nacional do Jaú, onde ficamos na base esperando o temporal passar. No caminho de volta paramos em um local que só é possível na baixa, para ver os petróglifos (gravuras rupestres gravadas em rochas). Eu, particularmente, achei o passeio meio cansativo e acho que teria gostado mais de fazer o de meio período, mas não sei se vão aos mesmo lugares. O que mais gostei foi da parada nas ruínas. Fotograficamente foi meio frustrante: aquele lugar merecia um espetacular pôr do sol.
      Eu passei duas noites lá e achei super suficiente. No dia da chegada eu jantei na pousada, cujo restaurante é bem bom. Na noite seguinte eu fui à uma hamburgueria bonitinha perto da pousada, chamada Saloon do Alex, que tinha uma comidinha boa, cerveja gelada e rock rolando no som ambiente. Na manhã seguinte, o dia do meu retorno, eu fui até o flutuante dos botos (aproximadamente uns 500 metro da pousada), mas estava fechado por um problema com a tempestade do dia anterior. Fiquei chateada, porque eu tinha que retornar à Manaus e não pude fotografar os lindos botos cor de rosa. Assim, da próxima vez que eu for à Manaus, vou ser obrigada a dar uma nova esticada à Novo Airão, espero que na cheia.
      Para ver o post completo e as fotos: https://www.flaviamoreirafotografia.com/manaus e no instagram: lugaresfotogenicos
    • Por Aprazzivel
      Oi, sou de Manaus.
      E recentemente criei um site falando sobre:
      o que fazer em Manaus,
      o que fazer em Roraima.
      Além de outras dicas. Confere lá.
      E se surgir alguma dúvida pode entrar em contato no instagram que respondo mais rápido (@aprazzivel)
    • Por Aprazzivel
      Oi, sou de Manaus.
      E criei um site recentemente falando sobre o que fazer em Manaus, e seus arredores. São várias dicas para incrementar nas suas viagens!
      Dicas sobre o Amazonas.
      E se surgir alguma dúvida pode entrar em contato no instagram que respondo mais rápido (@aprazzivel)


×
×
  • Criar Novo...