Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Patagônia e Terra do Fogo (Argentina/Chile aluguel de carro)


Posts Recomendados

  • Membros

Prezados

 

É importante não esquecer de dar as dicas (atualizadas e fresquinhas) após a viagem. Este site orienta muitas pessoas, a maioria como leitor anônimo, e em muito tem me ajudado. Fizemos o roteiro El Calafate, Chalten, Torres Del Paine, Porto Natales, Punta Arenas e Ushuaia. Alugamos um carro (em 4 pessoas) na 1ª e entregamos na última dessas cidades. Então segue o relato e algumas dicas.

 

Levei dinheiro em reais e fiz o câmbio, um pouco no bco de La Nación no aeroporto de Bs Aires a $1,46 e uma boa parte no centro, na Rua Sarmiento, 444 (fica a 2 quadras da Rua Florida), a $1,52, onde comprei um pouco de pesos chilenos também a um bom câmbio. Em Punta Arenas e Puerto Natales, achei o câmbio desfavorável, $180 e $200 por um real (o que dá 5 x 1 a relação peso chileno x real, qdo o normal é em torno de 4 x 1 – apagando os 3 últimos zeros) e $160 chilenos por um peso argentino. Em Ushuaia, por outro lado, estava bom: $1,50 pesos argentinos por real.

 

Como não conhecíamos este trajeto, pudemos palmilhar o caminho dirigindo e parando onde queríamos. Mas para quem pretende alugar carro, fica bem mais barato retirar e entregar na mesma cidade e fazer os trechos entre cidades por ônibus ou avião (nesse caso comprando as passagens com dois meses de antecedência – Punta Arenas a Ushuaia estava a U$74,00 dólares em Outubro pela Lanchile, para voar em Janeiro de 2009). Uma opção que sairia a metade dos custos, em nosso caso, seria alugar em El Calafate e rodar entre o glaciar Perito Moreno e El Chalten. Em 4 pessoas, creio que o custo seria menor que os transfers para esses lugares. Alugar outro em Puerto Natales e rodar por Punta Arenas e Torres Del Paine e alugar um para rodar Ushuaia e arredores (encontramos um casal de portugueses fazendo isto).

 

Encontramos gasolina em todas as cidades por onde passamos (incluindo Chalten e Esperança), mas aconselha-se abastecer sempre que encontrar um posto nas regiões mais remotas. Com exceção de El Chalten, onde o preço, pelo o que me lembro, beirava os $3,00 pesos, no restante os preços variaram de $2,18 a $2,60 na Argentina (inclusive Ushuaia) e $470 a $520 no Chile. Em qualquer das cidades, o preço da gasolina era menor que no Brasil. O diesel estava com o preço um pouco abaixo (cerca de 5%) do da gasolina.

 

Em El Calafate e Chalten os preços são em dólar, mesmo quando convertidos para pesos. Como o dólar subiu para $3,5 para os argentinos, eles repassaram para a alimentação, hospedagem e transporte, encarecendo em muito essas cidades (que vive de turistas europeus). O ticket para o Parque dos Glaciares, para visitar o Perito Moreno, subiu de $40 para $60 pesos no dia 06/01/09 e o barco para o passeio em frente esta geleira subiu de $35 para $50 pesos. O passeio pelos glaciares do Lago Argentino além de caro já não compensa, pois só é possível se aproximar até 12km de barco do Upsala, devido aos icebergs no verão.

 

As estradas estão bem pavimentadas (asfalto na Argentina e cimento no Chile), com exceção de 30 km de cascalho (rípio) entre Calafate e Chalten, que estão em bom estado e sendo asfaltados. De Chalten para o norte, rumo a Bariloche, não fomos, mas só aconselham ir com carros grandes (camionetes) devido aos 400 km de rípio. Além desses 30 km, pegamos trechos de rípio em T.del Paine (cerca de 200 km incluindo o caminho novo P.Natales – T.d.Paine) e no caminho para Ushuaia (107 km). Indo com cuidado, não é preciso proteção extra para o carro, pois esses trechos estavam em bom estado e sendo pavimentados. Para o sul de Calafate, evitamos o rípio indo por Esperança – é bem rápido.

 

Com exceção do passo fronteiriço para Ushuaia, que não fecha, o restante parece fechar às 20hs, inclusive o que passamos em Rio Turbio, sendo importante programar-se para não ter de dormir na estrada.

 

Dormir nos refúgios de T.del Paine sai o dobro do preço em relação a média dos hostales de P.Natales. Qto às Hosterias, os preços são mesmo estratosféricos. Compensa fazer a base em P. Natales, sair bem cedo de carro e retornar no mesmo dia. Se quiser, volte nos dias seguintes ao parque. Está pavimentado até Cerro Castilho (o caminho velho).

 

Em Punta Arenas, além das pinguineras, vale a pena visitar a Zona Franca (roupas e eletrônicos a 1/3 do preço no Brasil).

 

Para Ushuaia, o caminho por Punta Delgada é mais longo, mas dura o mesmo que por Porvenir. No primeiro, o cruzamento do Estreito de Magalhães dura cerca de meia hora e no segundo duas horas e meia. Neste último ainda há o problema dos ventos fortes que balançam muito o ferri e por mais tempo, e ainda são cerca de 170 kms de rípio de Porvenir até a fronteira (San Sebastian). São 10 a 12 horas de Punta Arenas a Ushuaia. No posto do YPF de Tolhuin thá uma lanchonete com um menu a $15,00 pesos que é uma super refeição.

 

Algumas fotos estão em:

patagonia-fotos-t31553.html#p343016

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 4 meses depois...

  • Membros

Olá. Eu estou querendo fazer um roteiro semelhante agora em julho com um carro alugado na argentina mas está muito difícl encontrar uma locadora que permita atravessar a fronteira com o Chile. Todas falam que é muito burocrático e não fazem. Isso me parece má vontade, mas enfim, se você se lembrar da locadora que usou, eu preciso urgente de dicas de locadoras que permitam essa travessia.

 

abrç

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Não tivemos dificuldade alguma. Creio que todas as locadores de El Calatate fazem o trâmite com facilidade. Praticamente você só paga a taxa, que já não me lembro se foi cerca de 200 pesos.

 

Se você vai passar em Punta Arenas, considere alugar o carro lá e consulte os preços. É que esta cidade chilena é Zona Franca e o aluguel do carro creio que saia sem os impostos. Além disso, você pode alugar modelos melhores.

 

Em Ushuaia também é Zona Franca e o aluguél é mais barato.

 

Uma opção que eu faria hoje, já que já fiz o percurso por terra, seria um misto de deslocamento aéreo entre Calafate, Punta Arenas e Ushuaia, e aluguél de carro para deslocamento local. Se comprar com antecedências as passagens aéreas pela região podem sair bem baratas. Cheguei a ver em Dezembro, o trecho P.Arenas-Ushuaia por 74 dólares pela LanChile, para voar em Janeiro.

 

Algundo carro em Punta Arenas ou Puerto Natales, pode-se visitar o Parque Torres del Paine por vários dias hospedando-se em Puerto Natales, o que pode sair por menos da metade do preço em relação à hospedagem no parque.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 1 ano depois...
  • Membros de Honra

Oi!

Pretendo alugar um carro em El Calafate e fazer El chalten e Puerto Natales. Lendo o relato acima me espantei com a última frase: sai mais barato ir todos os dias ao Parque TDP e dormir em Puerto Natales do que dormir dentro do parque... Alguém sabe se isso é ponderável?

Obrigada!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...