Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Maceió - março de 2013 - Relato de viagem (5 dias)


Posts Recomendados

  • Membros

Passei uns dias em Maceió em março de 2013 e resolvi (deixar a preguiça de lado) relatar aqui os dias que passei nesse lugar lindo!

 

(1º dia) 19/03/2013 – terça-feira

Embarquei no Galeão às 12:35 pela Gol, vôo direto, às 15:10 eu já estava pousando em Maceió.

O objetivo inicial da viagem era a apresentação de trabalho em um congresso que estava tendo na cidade, o avião estava repleto de “colegas de profissão”, o que facilitou com que eu dividisse o táxi com mais 3 pessoas. O valor do aeroporto até Pajuçara foi de R$60. Há também a opção do ônibus, por menos de R$3, mas como eu já havia lido aqui no Mochileiros que os horários são escassos, rachei o táxi com o pessoal.

Fiquei hospedada no Maceió Hostel, na unidade de Pajuçara (http://www.maceiohostel.com.br/). Indico este hostel, limpo, ambiente agradável, cozinha equipada, ótimos funcionários, boa localização e preço justíssimo.

Ficamos em um quarto privativo para 4 pessoas com ar condicionado. 4 diárias por R$600, total de R$150 para cada pessoa, por todos os dias de hospedagem.

Depois de tirar algumas coisas da mochila e tomar um banho, fui encontrar umas amigas e passear pela orla. Comemos no quiosque “Tapioca do Val”, tapioca e cuzcuz muito gostosos e bem recheados. Após o lanche continuamos caminhando pela orla e sentamos em um outro quiosque, esse já maior, com tv e som ligado, e ficamos bebendo uma cerveja.

Obs: achei a cerveja muito barata, pagamos R$4 na garrafa de 600ml, aqui no Rio de Janeiro, na orla, vc vai pagar o dobro.

Voltamos caminhando para o hostel, a cidade não é muito movimentada tarde da noite, mas não me senti insegura.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Membros

(2º dia) 20/03/2013 – quarta-feira

 

No dia anterior já reservamos o passeio para o delta do São Francisco. Os próprios recepcionistas do hostel entram em contato com a empresa e nos comunica o horário em que virão nos bucar.

Às 7:30 o ônibus da Jaraguá Turismo (http://www.jaraguaturismo.com/) veio nos buscar. Achei a empresa muito boa, veículos em boas condições, guias atenciosos, pontuais e o pagamento pode ser feito em dinheiro, cartão de débito ou de crédito.

Levamos quase 2h de viagem até Piaçabuçu, cidade a beira do Rio São Francisco, na divisa de Alagoas e Sergipe, de onde sai o barco para o delta. Pegamos uma embarcação com 2 andares e um guia local frutas são distribuídas gratuitamente e bebidas são vendidas na embarcação. A paisagem é linda, vegetação vasta, barquinhos com pescadores.. Depois de aproximadamente 1h a vegetação muda e começam a surgir dunas na paisagem e ao longe se vê a pororoca que se forma no encontro do rio São Francisco com o mar.

A embarcação parou nas dunas, descemos e ficamos por mais de 1h no local. Há diversos vendedores de artesanato, aconselho a comprarem lembrancinhas neste local, foi o menos preço que encontrei durante a viagem. Há venda também de comida e bebida nas barracas.

Subimos as dunas e depois ficamos em uma espécie de lago que surge no meio da areia. Apesar de estarmos na beira do rio São Francisco, a água já é salobra, por se encontrar bem pertinho do mar.

A paisagem do rio, dunas, mar, coqueiros, mata.. é fascinante.

Na volta o guia falou um pouco sobre a opinião da população local sobre a transposição do rio, foi uma verdadeira aula de como a transposição vai afetar negativamente a vida de milhares de pessoas.

Ao retornarmos a Piaçabuçu o almoço já estava servido, comida caseira, farta e deliciosa.

Valor do passeio – R$85 (incluindo ônibus, barco e almoço)

O guia local é pago com as contribuições voluntárias dos turistas e a cerveja a bordo custa R$4 a latinha (Itaipava ou Devassa).

Esse passeio vale muito a pena!!! ::otemo::

101_3034.JPG.3be0b53391361a0784a911dcc5168051.JPG

101_3037.JPG.5afb73e939ff02b80568d92e38ff30fd.JPG

101_3042.JPG.95f91b89ce8f057af93fd28d55250e3a.JPG

101_3045.JPG.9160106b6f2e57e52e6c2db597e64a2e.JPG

101_3028.JPG.21bc0a77c186a19bb80c33ccdb023866.JPG

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

(3º dia) 21/03/2013 – quinta-feira

Este foi o dia do, aparentemente, mais popular passeio da região: 3 praias - Francês – Barra de São Miguel – Gunga.

A primeira parada é na praia do Francês, parada rápida de 20min, só pra pisar na areia, tirar fotos e falar que conheceu.

101_3055.JPG.2f2c8cdead8f03a4ac0fd51a37a51790.JPG

A segunda parada é em Barra de São Miguel, onde há a opção de pegar uma lancha até o Gunga ou seguir no ônibus.

 

101_3069.JPG.ba5c7911a90ff835d92d5d508fccf9f9.JPG

 

Optamos pela lancha e não nos arrependemos. A primeira parada é em uma parede de corais, onde eles param e vc desce, passeia pelos corais, vê peixinhos..

 

101_3089.JPG.046e5fd0f15a3fd79b53f878c80009a2.JPG

 

101_3093.JPG.4e72414abdd6bcee1bce170ccc797b63.JPG

 

A segunda parada é em um “bar” no meio do mar. Cadeiras e mesas ficam em um banco de areia no mar, onde vc senta, bate papo e bebe uma cerveja dentro da água. Os bares na verdade são canoas onde ficam as bebidas conservadas no isopor com gelo.

 

526395_436910043064282_323184177_n.jpg.f9105df477eb4dcc799f8fd3678ddec0.jpg

 

Depois fomos para a 3ª e última praia: Gunga.

Chegamos ao Gunga ainda em êxtase pela paisagem e acabamos sentando no primeiro bar, na verdade as cadeiras e mesas ficam perto do mar, mas são dos bares que ficam um pouco afastados. Os preço da refeição não era dos mais baratos, mas estávamos com fome depois de tantas cervejas e mergulhos. Solicitamos a refeição para 1h depois, pois resolvemos fazer o passeio de bugre para conhecer as falésias, parte que considerei essencial no passeio.

 

101_3100.JPG.51784030c40f98d8512a2b513828642e.JPG

 

101_3174-001.JPG.c8561fa57f4422c46cc48371a01f1ae5.JPG

 

O lugar é lindo, fascinante mesmo. Pegamos o guia Cícero, que ainda foi nosso fotógrafo, quando forem conhecer as falésias vá com ele, muito gente boa. O bugre para nas falésias e para depois em um local onde há um rio (quase seco rs) para tomarmos banho.

Ao retornarmos para a praia do Gunga tivemos a única decepção do passeio: o almoço. :x

Chegamos e ainda tivemos que esperar bastante para a refeição chegar, sendo que já havíamos feito o pedido há mais de 1h. Quando a comida chegou, estava fria e o gosto não agradou. Aconselho a comerem nas barracas que ficam próximas ao local de onde saem os bugres.

Valor do passeio – R$30 (apenas o ônibus)

Lancha – R$25

Bugre – R$30

 

101_3172.JPG.79bf11b141e96f107e5c428322f562da.JPG

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

(4º dia) 22/03/2013 – sexta-feira

 

Esse foi o dia da apresentação do trabalho, passamos a manhã inteira na universidade onde estava acontecendo o congresso. O “passeio” serviu para admirarmos o mar verde da orla de Maceió. Já estive em outras praias lindas do nordeste, fiquei impressionada com o mar de Porto de Galinhas, mas até agora não vi litoral tão bonito como o de Alagoas ( td bem, ainda não conheci Noronha.. :lol: ).

 

101_3260.JPG.e221332199e9cbf8901c0a1303332118.JPG

 

Depois almoçamos em um restaurante (que não sei o nome) na orla de Pajuçara. Ele fica na calçada da praia mesmo, é meio que um quiosque com várias janelas de vidro. A maior parte das mesas fica na parte externa, com vista para o mar.

A comida é deliciosa, há opções de cervejas e o preço é muito justo (prato individual uns R$22).

Visto a comida deliciosa, a cerveja gelada, a vista e o bom papo o almoço acabou adentrando a tarde. Saímos do restaurante, demos um mergulho, mas nem prolongamos o mergulho pq achamos a praia suja, encontramos até uma tampa de privada.

 

101_3262.JPG.c527dac8b3f1091916394e1afea01b88.JPG

 

101_3269.JPG.a7009cf49837f829825e789cb9715273.JPG

 

Fomos até o pavilhão onde são vendidas diversas lembrancinhas. Não achei nada muito interessante, tenho a impressão que as lembranças são sempre iguais no nordeste. Os desenhos das camisetas são os mesmo, os imãs, os enfeites.. Costumo brincar que o que muda é o nome escrito, de resto as lembranças são iguais. O diferencial em Alagoas é a renda filé, típica da região, há trabalhos lindos.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

(5º dia) 23/03/2013 – sábado

 

Acordamos antes das 7h e saímos sem o café pra tentarmos pegar a maré baixa das piscinas naturais da Pajuçara. Já sabíamos que a maré estava alta e que não valia a pena ir até Maragogi, mas já que estávamos em Pajuçara pq não tentar, ne?!

Fomos caminhando até a parte da praia onde ficam as jangadas, fomos abordas por alguns jangadeiros e acabamos optando por um que tinha um “book” sobre o passeio.

A jangada era linda, a mais bem cuidada de todas. O jangadeiro, que infelizmente esqueci o nome, contou que ele que faz a própria jangada e que eles ganham um pagamento semestral para usarem a vela da empresa, essa no caso era da sococo.

Chegamos até as piscinas naturais em 20min +ou-, a maré estava alta, o mar não estava límpido.. A diversão era jogar ração e pão para os peixes e comer picolé. Enfim.. valeu bastante pela paisagem, mas não pela piscina natural em si.

 

101_3275.JPG.373856375c6cbf8772d235b474d4ff1a.JPG

 

101_3321.JPG.b55f3b368efc4f4ebc102842dfc107ce.JPG

 

Passeio – R$20

Almoçamos novamente no restaurante da orla (gostamos mesmo), hostel, banho, arrumar mochila e aeroporto.

Ao contrário da ida, o vôo teve conexão em Salvador, levei hooooras pra chegar no Rio.

 

O litoral de Alagoas é realmente lindo, vale mt a pena uma visita! ::otemo::

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...
  • Membros

Adorei seu relato, apesar de morar em PE não conheço Alagoas ::dãã2::ãã2::'> dá para acreditar? Pretendo conhecer o mais breve possível e por isso adorei você colocar os valores, vou dá uma olhada com mais calma e quem sabe logo logo não faço meu relato desse lugar lindo. Olha o que você achou dá praia do Francês, vale a pena ficar uns dias por lá? É bonitona como se diz???

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...
  • Membros

Rebeca, como assim mora tao pertinho e ainda nao conhece??

 

PE é lindo, mas AL nao fica atras nao.

 

Quanto a praia do Frances, eu so fui de passagem, acho que fiquei uns 20min, no max 30min. A praia é realmente muito bonita, mas fica relativamente perto de Maceió, acho que dá pra fazer um menos de meia hora, estando de carro.

Nao sei informar como é a noite lá e tal, mas se nao tiver nada especial a noite, acho que vale mais a pena se hospedar em Maceió e passar o dia na praia do Frances.. ::otemo::

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Ola pessoinhas do coração, estou de viagem marcada para Maceió entre 11 e 18 de outubro. Sou daquelas que economiza muito para poder sair de casa, não disponho ( infelizmente) de mais de 2 mil reais para gastar em hospedagem transporte aereo e terrestre e alimentação por cada viagem q faço com meu marido. É TUDO BEM CONTADINHO mesmo. rsrsr

Gostaria de saber os preços dos passeios que existem na cidade

Sei de varios, mas os valores que achei foram de 2011.

Alguem teria eles atualizados para q eu possa me preparar certinho para ir em todos q gostei?

Não gostamos de badalaçao, somos aqueles q dormem as 9 d anoite e as 6 da manha estao de pé para curtir a vida do mar e praias desertas.

Adoro esse grupo dos mochileiros!

beijos na alma de todos

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...