Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Alter do Chão - 12 a 17/10/2012


naibalderramas

Posts Recomendados

  • Membros

E aí, galera mochileira! Finalmente criei coragem pra escrever meu primeiro post, bem caseiro, dentro do próprio estado, mas uma viagem inesquecível, como vocês verão nas fotos!

 

Ano passado, por volta de Agosto conseguimos uma promoção da TAM com passagens a Santarém R$300 ida e volta, um achado, já que esse costuma ser o valor de um trecho apenas.. Passagens compradas, iniciamos a árdua tarefa de reservar hotel/pousada.. Inicialmente queríamos no BeloAlter (que falarei mais a frente), porém não havia vagas! Quando compramos a passagem não percebemos que era um feriado prolongado, e pior, bem no Círio de Nazaré, época sagrada para estar em Belém com a família.. :cry: Mesmo assim decidimos manter a viagem..

 

Acabamos conseguindo quarto na Pousada do Mingote ( http://www.pousadadomingote.com.br/ ), pagamos R$120 a diária para duas pessoas.

 

Como meu namorado já conhecia a cidade, decidimos alugar um carro e usar o GPS para nos locomover, o que foi uma ótima idéia!

A locadora chama-se Nominal ( 0xx93-91561943/0xx93-35361048), acertamos tudo por telefone e nos passar modelo/placa do carro, de modo que quando desembarcássemos o carro já estaria nos esperando com a porta aberta e a chave embaixo do tapete! :o Se não me engane, foi R$90 a diária..

 

Saímos de Belém às 10h, chegamos no charmoso aeroporto de Santarém por volta de 11:30 e lá estava nosso carro! Um siena, com mais de 100.000km rodados, meio sucateado, mas inteiro! Pegamos a estrada direto a Alter do Chão, é superfácil achar o caminho, só há uma estrada saindo do aeroporto, se for reto vai-se a Santarém, no meio do caminho tem um trevo indicando a direção de Alter..

 

553650_4594192734882_1212343000_n.jpg.9b233f98cd09fef7efcaeb8feaa61155.jpg

 

Chegando no vilarejo o primeiro choque: LOTADO! Como era feriado, a praia estava absurdamente cheia, com direito a carros com megaparelhos de som tocando brega, muita gente por todos os lados, terrível pra quem achava que ia ter um encontro com a natureza.. Fiquei frustrada!

A segunda frustração foi que eu pensava que a Ilha do Amor, aquela praia das fotos famosas, ficasse longe da vila, mas na verdade fica BEM EM FRENTE a vila! E nessa época o rio estava tão seco que não precisava de barco para atravessar, até os cachorros chegavam caminhando! Resultado: praia mais cheia ainda! :(

 

30745_4671609950264_1640953393_n-1.jpg.5a53496427ed222306a782dad577103a.jpg

 

10239_4619078517011_2108653861_n-1.jpg.7a9abbb06ea9f195bedb28e67f5ed5ea.jpg

 

525083_4625720923067_1442085338_n.jpg.fb9a5af1cd0a355543cfa3d63499056b.jpg

 

A pousada ficava bem na pracinha central, era grande, porém sem nada regional.. O quarto grande e muito limpo, com um colchão ótimo, ar condicionado e água quente. Adorei!

A dinâmica da vila é muito simples: uma via principal de chegada, no final dessa via uma curva à esquerda e estamos na Orla. Seguindo a Orla encontra-se a praça, onde fica também o trapiche onde é a travessia para Ilha do Amor.

 

Saímos para almoçar e acabamos conhecendo o restaurante que nos alimentaria em praticamente todas as noite: Farol da Ilha, quase na esquina da Orla com a Pracinha.. Pedimos Pirarucu fresco, que nunca havia provado, AMEI! Recomendo muito! Tem de várias formas, na folha de bananeira, de forno, frito, com molho.. Comemos quase todas, cada dia era um diferente. E o garçom era uma simpatia: Seu Cabeça! Ele diz que atendeu o Rei Charles, quando este foi a Santarém, mas depois descobrimos que isso era história de pescador.. :lol: O preço ficava em torno de R$50 o prato bem servido para duas pessoas.

 

Após o almoço decidimos ir ao BeloAlter, outro hotel, pois não desistimos de ficar hospedados lá.. e Acabou que havia uma desistência, desse modo conseguimos um quarto para os três últimos dias/duas noites, da viagem! ::otemo::

 

Voltamos ao Hotel, onde dormimos um pouco.

 

A noite saímos para jantar e ficamos chocados com a quantidade de pessoas com notebooks na praça. Só no último dia entendemos o porquê: há wi-fi grátis ::hahaha:: do NavegaPará, programa do Governo do Estado. Aproveitem, o sinal muito bom!

 

No segundo dia decidimos ir a Santarém, assinar o contrato do carro (precisava, né) e almoçar com um amigo.. A cidade é sem graça e MUITO quente, acho que um dos lugares mais quentes que já fui na vida! E, infelizmente, pouco preparada para o turismo. Na Orla de Santarém vemos o encontro dos Rios Tapajós e Amazonas, suas águas correm juntas, sem se misturar, é lindo demais!!! Pena que não havia um restaurante, barzinho, ou mesmo bicicleta vendendo ao menos uma água mineral em toda orla.. Ah, uma cerveja bem gelada pegando um ventinho e tendo essa vista linda.. #ficadicaproscomercianteslocais

 

543199_4619073156877_1493280572_n.jpg.6ad28eca11aaa5f72f57802b939d32d9.jpg

 

Há um restaurante muito famoso, chamado Varanda, porém nosso amigo nativo nos fez uma surpresa impagável! Levou-nos a um restaurante pouco conhecido, chamado Segredo do Beco, que para nossa surpresa, já foi inclusive citado em matéria do The New York Times ( http://frugaltraveler.blogs.nytimes.com/2011/03/08/nightlife-and-beaches-in-brazil-for-less-than-the-cost-of-rio/?hpw ) Vale muito a pena!!! Fica no alto da cidade, então é bem ventilado (graças a Deus! ::lol3:: ) e EXTREMAMENTE barato! Cerveja supergelada e costela de Tambaqui pra uma pessoa R$10! Bem servido e DELICIOSO!! Vale muito a pena conhecer!

Segredo do Beco: Passagem Vista Alegre, 638

 

540979_4597944748680_1407061329_n.jpg.3a98b07532775305479ee2d077b1fb72.jpg

 

De lá voltamos para Alter, que continuava lotada, e decidimos fazer um dos passeios de Barco.

Há vários barqueiros negociando no trapiche que dá acesso à Ilha do Amor, acertamos a Ponta do Cururu por R$60 a ida e volta, sem tempo limite para ficar por lá..

O passeio é supertranquilo, em lancha pequena a motor, em 30 minutos chegamos a uma preciosidade, quilometros de praia sem construção nenhuma! É terra a perder de vista! E com o mais chocante: água MUITO verde! Tinha umas algas que deixavam a cor assim, como eu nunca tinha visto antes!

 

426268_4619085677190_265286077_n.jpg.f3b6d1be5a34a4690209c6c218d36a92.jpg

60378_4619087957247_227446292_n.jpg.9b533ab85010ed0ceb3f54f610f97185.jpg

578379_4619086037199_2094407757_n.jpg.e6314b38810f240717f81069ca53f672.jpg

306529_4619086557212_709005486_n.jpg.ebddb0a98308a10a440ecdfa1dcea2ba.jpg

553978_4619088957272_1361343821_n.jpg.4b421da88b7e72559bba0072434527b7.jpg

431669_10151197170568903_1247913793_n.jpg.3f788fb0db458bbca14da47b2246ce09.jpg

 

Menos de 10 minutos lá e começamos a ver uma movimentação estranha na água: BOTOS!! ::hahaha:: Um grupo de botos ficou nadando por lá, a uma distância segura, mais ou menos 20m, mas de onde dava pra vê-los perfeitamente. Todas as pessoas lá, umas 20 no máximo, ficaram encantadas! hehehehehe

O por-do-sol não foi tão bonito, mas valeu muito o passeio! Recomendo a todos.. Decidimos voltar lá dois dias depois, aí sim pegamos uma puesta inesquecível, falo mais daqui a pouco!

 

No dia seguinte decidimos dar uma segunda chance a Ilha do Amor, atravessamos andando para a Praia, escolhemos uma barraquinha e sentamos numa mesa com os pés dentro d'água!.. Eis que meu namô foi dar um mergulho e voltou indignado! Adivinhem o que aconteceu!!!! Encontrou um mega cocô boiando!! :shock::o::dãã2::ãã2::'> ::xiu:::o:cry::(:roll: Fomos embora na hora!!! Decidimos então nos refugiar no BeloAlter, aquele outro hotel, que tem uma praia particular na Lagoa Verde.. Eles aceitam pessoas na praia, bem como consumo no restaurante do hotel, muito bom!

 

485893_4619098437509_34039028_n.jpg.c8f4178ed390d5467e9a80e47c43e53c.jpg

527376_4619080357057_437607530_n.jpg.13e097df3807c8cf8cc56649c224eef8.jpg

47519_4619098037499_421807796_n.jpg.a7fbda8b6aba791f538c276bf458c4e6.jpg

247643_4625701642585_1173589805_n.jpg.8566dcbb6cb513871ce9b3df2142770d.jpg

 

Nesta noite decidimos não comer peixe e sim tomar um tacacá supercheiroso que havia na pracinha.. Pra quem não conhece, tacacá é uma comida feita com o caldo da mandioca (tucupi), camaão seco, jambú (uma folha típica da região que deixa a boca dormente) e goma (uma papa que fica no fundo da cuia e serve para manter quente a comida, mas pode comer também!) - essa descrição deve parecer ridícula pra quem é da terra, mas espero que sirva pra quem é de fora.. ::hãã2::

Aí veio uma pergunta inesperada: "doce ou azedo". AHN???!!!!! A sra pode repetir por favor? Como assim??? Explico, aqui em Belém só há um tipo de tacacá, mas parece que por aquelas banda a galera tem o hábito de acrescentar açúcar no Tacacá.. Chocante!!!! Pedi um azedo e mesmo assim achei que tava adocidado.. Ou seja, quando vier a Belém prove um Tacacá legítimo!!!

 

Continuando após esse "piti" (ataque de nervos) regional... No dia seguinte decidimos experimentar uma praia nova: Pindobal! Fomos de carro mesmo, 30 minutos, descobrimos o caminho perguntando aos locais ( ::hãã2:: ) Uma praia mais popular, com pessoas muito simples que pareciam nativas do local.. Pedimos uma porção de "charutinhos" e meio Tambaqui na brasa.. Além de umas 5 cevejas.. Deu no total R$70. Ah, só em cash, nada de cartão.. :cry:

Nessa praia há restos de trilhos de ferro, que faziam parte da estrada de ferro da época em que Henry Ford criou uma cidade para exploração da nossa borracha (faz teeeeeempo!)

550673_4619082557112_672963700_n.jpg.68fa1c7657ba0d8f9a8a1bde5df13ef3.jpg

307904_4619084397158_113351944_n.jpg.d923be76cac00f8193ccfba007e810be.jpg

253134_4625698842515_383635659_n.jpg.20b9e800cdd4224f3fa1e9bfa83928fc.jpg

375811_4619084077150_187754247_n.jpg.1404ae562dd1128c787549817b916af1.jpg

536542_4619082837119_1466225406_n.jpg.851e2fc504e346ed1aa01187ff4618b7.jpg

 

Conversando com o barqueiro soubemos de outros passeio de barco e um chamou muito nossa atenção: Igarapé do Macaco! Resolvemos então agendar para o dia seguinte, também R$60, sem duração fechada.

Nessa tarde, ao chegarmos da Ponta do Cururu trocamos de hotel para o BeloAlter (http://beloalter.com.br)

Este é um dos hotéis mais famosos da região, o mais caro e por isso o mais disputado.. Quando fomos em outubro, não havia mais reservas disponíveis para dezembro e primeira metade de janeiro! :o

É um hotel bem integrado com a natureza, tem uma praia privada, piscina, um terreno enorme cheio de árvores e vários animais espalhados.. Fomos presenteados com macaquinhos, pássaros, iguanas, borboletas! Além de ipês amarelos floridíssimos! :D

A diária foi R$180, mas valeu a pena!

198644_4625717402979_329983868_n.jpg.466998216757b413a9a2e78cbc2bdfa7.jpg

247288_10151197272743903_1123330798_n.jpg.7bef26d3c2ebaab89a6d2cdc1aff6cd0.jpg

155108_4625716282951_1647335266_n.jpg.e46d1c5367844662201a95baa8d00c6a.jpg

389509_4625699682536_1910461700_n.jpg.dd6a2d41a5022b9762d699b48d35321c.jpg

247288_10151197272743903_1123330798_n.jpg.7bef26d3c2ebaab89a6d2cdc1aff6cd0.jpg

267753_10151197272223903_1539788423_n.jpg.d66c4c76e2b546ae783806c06912ab6e.jpg

 

Às 9h da manhã do dia seguinte saímos para o Igarapé do Macaco, que fica passando pela Lagoa Verde.. Ao longo da viagem fomos vendo garças, gaviões e várias outras espécies de aves. Fomos entrando numa região em que as árvores ficam cobertas durante as cheias, por esse motivo seus troncos são escuros, formando uma floresta que parece cenográfica! Muito lindo! Seguimos até chegar num ponto onde o barco não progredia mais pelo fundo raso. Descemos e o rio se continuava num corrego transparente, com direito a peixinhos, troncos caídos, lindo! Nosso barqueiro nos deixou encantados com o cenário e foi pescar seu almoço! Ficamos pouco umas duas horas e voltamos.

 

602518_10151197200978903_1214413550_n.jpg.f1e952f755dae05232a0245b98799b3a.jpg

69496_4625715282926_24118177_n.jpg.ba5e530c870233a93a33dff7c3477bfd.jpg

602518_10151197200978903_1214413550_n.jpg.f1e952f755dae05232a0245b98799b3a.jpg

552524_10151197201273903_1070097161_n.jpg.d990fa6082a02bae5539061061e8df15.jpg

311147_4625712682861_12875984_n.jpg.bd266ea9709237d08d9e8e1dce674f7a.jpg

523034_4625710602809_1561547727_n.jpg.a36d15bca473284a060699f695b55249.jpg

397225_4625705402679_1116292854_n.jpg.5f0b706659491de921dc787899943a8d.jpg

58706_4625711242825_1102758339_n.jpg.48941ab3c423bf8d406adb40a3297b07.jpg

425645_10151197264028903_215031032_n.jpg.a3b558ba0c37cc857c6faa5048c0fd43.jpg

 

continua...

247288_10151197272743903_1123330798_n.jpg.a3bc3860ab3f13fc9e6c9d5c91278899.jpg

Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...