Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

leocaetano

Deserto do Atacama - Informações importantes

Posts Recomendados

Meus amigos,

 

Em fevereiro de 2010, eu e minha mulher, Núbia, fizemos uma aventura mochilona por Chile (San Pedro de Atacama), Bolívia (Salar de Uyuni, La Paz e Copacabana) e Peru (Puno, Nasca e Lima).

Na época, planejamos fazer a subida de algum vulcão em San Pedro de Atacama, mas achamos pouquíssimos relatos e dicas deste tipo de passeio aqui no fórum.

O objetivo deste meu tópico é poder compartilhar a experiência que tivemos com este que foi o ponto alto da viagem.

Peço que este tópico se mantenha restrito a este assunto (vulcões em San Pedro de Atacama), pois para os outros assuntos e locais em que passamos, há informação suficiente em outros tópicos aqui do "Mochileiros".

 

Quais empresas fazem este tipo de passeio?

Encontramos duas agências que fazem a subida aos vulcões:

- Vulcano Expediciones: http://www.vulcanochile.com, [email protected], Calle Caracoles, 317.

- Nomade Expediciones: http://www.sanpedrodeatacama.net, [email protected], Calle Caracoles, 163.

Me lembro de conversarmos com uma agência boliviana também, mas que não inspirou muita confiança.

 

Qual o preço do passeio?

Vai depender de qual vulcão você deseja subir.

Os preços parecem ser meio tabelados, pois eram os mesmos em ambas as empresas. A moeda é o peso chileno:

Licancabur: 5916 m, 2 dias. CLP 140.000

Sairecabur: 6006 m, 1 ou 2 dias. CLP 80.000

Lascar: 5450 / 5600 m (duas crateras. É o único ativo), 1 dia. CLP 80.000

Toco: 5616 m, 1 dia. CLP 55.000

Kimal: 4220 m, 1 dia. CLP 60.000

Putana: 5850 m, 2 dias. CLP 120.000

San Pedro: 6170 m, 3 dias. CLP 250.000

 

Qual vulcão e agência escolher?

Nós chegamos em San Pedro com a ideia de subir o Licancabur. É um vulcão extinto e, na sua cratera, há uma lagoa maravilhosa formada pelo degelo da neve. Mas os guias e o dono do albergue onde nos hospedamos foram categóricos: não deveríamos tentar subir o Licancabur por não termos experiência em montanhas. Ele é muito mais íngrime e difícil que os outros.

Optamos, então, pelo Lascar, que é único vulcão ativo do norte do Chile (há outros ativos, mas na região centro-sul do país).

Fomos com a empresa Nomade Expediciones, pois o cara deu um desconto de CLP 10.000. Ou seja, pagamos $70.000. A outra empresa não quis diminuir nem um centavo, mesmo sendo duas pessoas.

É caro? Sim, é, mas como não fazíamos ideia de quando teríamos esta oportunidade novamente, resolvemos pagar.

 

Dicas de preparação

Uma forma de se adaptar à altitude e fazer um "teste" para ver se você aguenta o tranco é fazendo o passeio dos "Gêiseres El Tatio" antes de subir os vulcões (há muita informação sobre este passeio aqui no "Mochileiros". Basta você garimpar).

Os gêiseres estão a 4000m aproximadamente, então são uma ótima prévia pra você ver se aguenta o tranco de altitude. Além do que o passeio em si é imperdível.

Outra dica é não exagerar em comida pesada na noite anterior ao passeio. Ajuda a evitar enjoos durante a subida.

Compre também umas barras de cereais para levar durante a subida, mas nada de coisa pesada!

Leve protetor solar, pois o sol castiga lá do alto.

 

Relato

Nosso guia passou no albergue as 4 da manhã, conforme combinado.

Além de mim e da minha esposa, outras 3 pessoas participaram da aventura: 1 paulista e 2 chilenos.

Depois de uma hora na estrada, o guia entrou dirigindo em meio às montanhas.

Só aí já valeu metade do passeio: ver o dia nascendo e a luz do sol refletindo nas montanhas foi muito bonito.

A subida do vulcão começa na altitude de 4850m.

As instruções passadas pelo guia foram: iríamos em fila indiana dando passos curtos e caminhando em zigue-zague. A respiração é feita pela boca e deve ser bem "profunda" (não achei palavra melhor pra expressar).

De hora em hora, o guia parava para darmos uma descansada. Eu aproveitava pra ver a beleza da vista lá de cima.

Um dos chilenos estava mal e eu pensei que ele não aguentaria. O ruim disso é que, se o cara passasse mal, todos nós voltaríamos e a subida seria abortada. O outro brasileiro parecia tranquilo.

Apesar de um certo nervosismo no início, eu estava curtindo muito o passeio. Fiquei preocupado com minha mulher, porque ela costuma passar mal quando fica muito tempo sem comer.

Depois de 4h30min de uma caminhada sem fim, chegamos na cratera do vulcão. Todos comemoramos o sucesso da empreitada.

A sensação é indescritível: ver aquela cratera gigantesca na nossa frente, saindo fumaça pelas paredes, foi demais!!!

Você que está lendo isso deve estar se perguntando: e a lava? Não, você não vê lava. Vê apenas fumaça saindo pelas paredes. Dá pra perceber também aquele cheio de ovo podre característico de enxofre. É o mesmo cheiro dos gêiseres.

Lá de cima, a visão é espetacular. Dá pra ver os picos de várias outras montanhas e outros vulcões.

Os dois chilenos pareciam mortos lá no topo. Um deles estava muito mal mesmo.

Eu e minha esposa não sentimos nenhum tipo de enjoo. Eu sentia uma certa falta de ar quando me levantava bruscamente, mas nada que atrapalhasse o passeio.

Ficamos ali na cratera literalmente "viajando" por uns 40 minutos, até começarmos a descida.

A descida é feita trotando e em linha reta (não em zigue-zague, como na subida). Levamos uma hora para descer e chegar no carro do guia.

Terminada a descida, lá embaixo, nossa cabeça estava explodindo.

Entramos na van e voltamos para San Pedro.

 

Análise

Gostei muito do serviço do guia da Nomade Expediciones (não me lembro do nome do sujeito). Ele tem uma cara de chato e uma pose de "quem se acha", mas a verdade é que as dicas dele na subida (principalmente em relação à respiração) ajudaram no sucesso da empreitada.

Não aconselho ninguém a fazer o passeio com algum guia boliviano, simplesmente pela economia. Afinal de contas, é um passeio arriscado. Também não aconselho a juntar uma turma grande pra diminuir o preço. Quanto mais gente, mais chance de alguém passar mal e o passeio ser abortado (ou você vai deixar o sujeito lá morrendo e continuar?).

Como eu disse antes, é um passeio caro, mas a experiência foi inesquecível. É inexplicável ter na sua frente um buraco gigantesco que dá no centro da Terra. A visão da paisagem e do horizonte lá do alto também é demais.

 

Fotos e vídeo

http://picasaweb.google.com/fernando.valadao/SanPedroDeAtacamaChile#

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá todos! Bom recomendo todos os passeios que foram citados acima. Mas para quem não tem muita grana por exemplo eu recomendaria o Valle de la Luna e os Geysers del Tatio. O primeiro por se ter um pôr-do-sol simplesmente único e o segundo por obter uma grande quantidade de Geysers relativamente fortes, já que os Geysers que acompanham o passeio do Salar de Uyuni por exemplo, são bem mais "tímidos" por assim dizer.

Abraços!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá, acabei de chegar do Deserto do Atacama (março/2011) e uma dica preciosa é sobre as passagens para Calama. Comprei as passagens de ida e volta Santiago-Calama-Santiago através do site da LAN Chile, aqui mesmo no Brasil, usando cartão de crédito. O preço é muito mais baixo que no site Lan Brasil ou qualquer outra empresa, mas há opção de ir pela sky ou Pan. Paguei R$ 326,00 ida e volta e não há nenhum problema no embarque, a única coisa ruim é que não pode trocar ou desistir. O traslado Calama-San Pedro de Atacama ficou em US$ 18,00 pela agência Licancabur. Outra dica bacana é comprar os passeios em uma única agência, os meus foram comprados na Inca Huasi Tours na Calle Toconao e paguei o equivalente a R$ 170,00 por tudo, uma bagatela que incluiu o Vale da Lua e vale da morte + geiser el tatio + lagunas cejar + salar + Tara + bike. Foram 4 dias de passeios incríveis, maravilhosos, valeu muito a pena pq o Deserto é um lugar único e a agência nos proporcionou várias opções legais, os guias Cristian e Marcos foram ótimos, nos levaram em locais que outras agências não levam e quase todos os passeios incluem salgadinhos (batatas chips e amendoim e bebidas como pisco Souer, vinhos e refris à vontade, no passeio dos geisers inclui café da manhã. Fiquei hospedada no Hostal Sumaj Japal (tem site) e paguei o equivalente a US$ 23,00 por dia em quarto privativo com banheiro. Qualquer dúvida, avisem. Beijos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu e minha esposa passamos 4 dias incríveis em San Pedro de Atacama. Lógico que não dá pra acertar 100%, mas as dicas aqui do forum ajudaram bastante mesmo. Por isso mesmo, aí vai a minha contribuição:

 

- Transporte para o Chile: Se você tiver milhas da Gol ou American Airlines, use-as. Elas te levam até Calama. Senão tem, o jeito é comprar a passagem mais barata até Santiago, e depois ir para Calama pela Sky Line.

- Trasnporte Calama - San Pedro: Os taxis no aeroporto de Calama cobram 10.000 pesos para fazer o transfer. As agências de San Pedro costumam cobrar um valor parecido. Nós pegamos um taxi até a rodoviária (3.000 pesos) e de lá, um ônibus da Tur bus por 1.600 pesos.

 

- Onde ficar: Nosso Hostal foi o Lickana ([email protected]). Saiu USD36,00 a diária para o quarto com banheiro privativo. Tem centenas de pousadas parecidas, mas tente sempre uma que fique perto da rua principal (Caracoles). É em volta dessa rua que as coisas acontecem, onde ficam as principais agências, restaurantes, agito, etc

 

- Passeios: Os imperdíveis (na ordem) são: Geiser Tatio, Laguna Salar, Lagunas Altiplânicas, e Vale da Lua e da Morte. Mas as opções são diversas. O tour astronômico também é incrível. Além disso, é possível ir aos vulcões, aos salares bolivianos, salar de tara, termas de puritana e por aí vai. Depende do tempo de estadia, do fôlego e do bolso de cada um.

 

- Agências: Tem para todos os gostos / bolsos / expectativas. Se você tem grana, e quer conhecer os locais com uma certa mordomia, procure a Grado 10. Eles tem um ônibus/caminhão fantástico, servem aperitivos e cafés da manhã incríveis, mas cobram por isso. Fechamos os nossos passeios com a Atacama Connection. Agência razoável, com preço bom (se fechar 4 passeios o preço cai pela metade!!), mas com uma van hyundai lotada que faria uma sardinha enlatada se sentir numa cama king-size. Vi pessoas reclamando de operadoras, que vendiam pacotes de outras agências e ficavam a mercê destas para confirmar ou não os programas. Ou seja procure uma agência mesmo. A Cicis (logo acima) foi pela Inca Huasi que agora se chama Inca North. Fica na Tocanao entre a Caracoles e a Le Paige. Acabamos indo para Puritana com eles. Carro excelente, ótimo preço. Porém fomos com um dos donos que não quis se passar por guia. Deixou um pouco a desejar pela falta de informação.

 

- Alimentação: Procure o menu do dia. Você pode comer por 7.000 pesos entrada + prato principal + sobremesa num restaurante de primeira MESMO (la Staka ou Adobe, p.e). Outros, mais simples, mas com ótima comida e com o mesmo sistema, cobram um pouco menos (4.300 pesos). Se a grana estiver curta mesmo, vá para o campo de futebol, ou para as empanadas (1.400 pesos e valem a visita da mesma forma).

 

- Por fim, não deixe de: 1) Alugar uma bike por pelo menos 1/2 período. Pode ir para as ruínas de Pukara de Quitor a 3 km do centro, ou para o vale da lua (um pouco mais longe). Mas faz toda a diferença para entender a dinâmica e como os moradores da cidade transitam. As bicicletas são novas, eles oferecem cadeado, capacete e câmara reserva (3.000 pesos para 6 horas);

2) Tomar um café e uma torta no café mediterrâneo - em frente à igreja, na Padre Le Paige, nos bancos que dão para a praça;

3) Na volta de tatio, comer uma empanada e uma quesadilla no povoado de machuca (7 habitantes!!);

4) Manter alguns períodos vazios, para você curtir a cidade e ao mesmo tempo se recuperar dos programas mais pesados - aqueles em altitudes maiores.

 

Qualquer dúvida, entrem em contato! Alexandre

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Para atualizar, os preços estão bem maiores em tudo, comida, hospedagens e tours. O La staka e adobe, nem estavam oferecendo menu do dia, mas sim refeições individuais por esse preço: 7.ooo, tendo outros mais caros ainda. Hospedgens por 36dolares com quato privativo, acho que nem albergue mais.... e andar de bike naquele calor tem que ter muita disposição!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa tarde a todos

 

 

Acabei de retornar do Atacama e fiz os seguintes passeios:

 

Lagunas Altiplanicas e Salar do Atacama;

Vale de la Luna e Vale de la Muerte;

Lagunas Cejas;

Geisers del Tatio.

 

Esses passeios eu fiz com a agencia Touristour... agencia seria, competente, com guias qualificados e otimo atendimento... valeu muito a pena... não é a mais barata, porem não quis arriscar transformar um sonho que tinha em um pesadelo. Valeu muito a pena... cumpriram com tudo, serviços, horarios, etc. Não tenho o que reclamar.

Paguei 80.000 por todos os passeios.

Recomendo.

 

Fiz tambem o passeio para o forte PUKARA DE QUITOR... esse é possível ir a pé... fica a 3kms de SPA. Esse não fiz por agência, fui na caminhada... tranquilo... a entrada do parque custa 3.000 pesos. Obs: Vale lembrar que esse parque fecha as 19hs, por isso não deixe para ir tarde... são dois "morros" para visitar... a vista de cima do segundo morro (o mais alto) é muito bonita e rende ótimas fotos, com o visual todo de SPA e o vulcao Licancabur ao fundo! Show!

Recomendo

 

Abraços!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cotação para 2013 na agência Colque Tours para Salar Uyuni , GEYSERS DEL TATIO e LAGUNA CEJAR fiz a cotação por email

 

http://www.colquetours.com/main.php?lang=id2

 

SALAR DE UYUNI 3

P03SPUY

Tiempo: 3 días

1er Día: Salida de San Pedro de Atacama (08:00 hrs.), Migración e Ingreso a la Reserva Nacional, visita a Laguna Blanca, y traslado a Colchani pasando por Uyuni llegando aprox. Hrs. 18:00. Hospedaje en hotel de Sal.

2do Día: Visita del Salar de Uyuni, ojos de sal, caminatas, Isla Incahuasi (conocida como Pescado), ruinas y Hostal en frente del Salar de Uyuni.

3er Día: Visita de los pueblos y lagunas altiplánicas (Cañapa, Hedionda y Ramaditas), Árbol de Piedra, Laguna Colorada, Geysers "Sol de Mañana", Termas de Polques, ?Damas de Piedra?, Laguna Verde, Laguna Blanca y transporte a San Pedro de Atacama (llegando cerca de las 18:00 hrs.).

PRECIO NETO POR PERSONA. USD 590 en servicio privado (calculado en base a 2 personas).

INCLUYE: Transporte, alimentación y hospedaje.

NO INCLUYE: Ingresos a la Reserva Bs. 150, Isla Incahuasi Bs. 30, migración Boliviana BS. 21.

RECOMENDACIONES: Llevar lentes oscuros, protección solar, y ropa abrigada.

tenemos tambien un programa de 4 días en servicio regular:

SALAR DE UYUNI CLASICO

CÓDIGO: P02-ASP03-04

Tiempo: 4 días

1er Día: Salida de San Pedro de Atacama (08:00 hrs.), Migración e Ingreso a la Reserva Nacional, visita a Laguna Blanca, Laguna Verde, Termas, Geysers "Sol de mañana", Laguna Colorada y refugio básico.

2do Día: Desierto de Siloli, Árbol de Piedra, Lagunas (Ramaditas, Hedionda y Cañapa) y pueblos altiplánicos y hostal en frente del Salar.

3er Día: Visita al Salar de Uyuni, la Isla Incahuasi (conocida como Pescado), artesanías, Uyuni , Alota y refugio básico-

4to Día: Retorno a San Pedro de Atacama llegando aprox. a las 14:00 horas.

TARIFA POR PERSONA: 90.000 Pesos Chilenos en servicio compartido.

INCLUYE: Transporte, refugio, hostal, alimentación.

NO INCLUYE: Bebidas, ingresos a la Reserva Bs. 150, Isla Incahuasi Bs. 30.

RECOMENDACIONES: Llevar lentes oscuros, protección solar, ropa abrigada y bolsa de dormir

PROGRAMA: GEYSERS DEL TATIO

CODIGO: P05-CSP1/2

Tiempo: Medio día

Salida a las 04:00 a.m. de San Pedro de Atacama, Visita al Campo Geométrico del Tatio, Visita a los Baños Termales y retorno a San Pedro visitando la cordillera de Saciel llegando a hrs 12:30 p.m.

INCLUYE: Transporte Turístico y Desayuno.

NO INCLUYE: Bebidas y entradas de 3.500$

TARIFA POR PERSONA: 20.000 Pesos Chilenos en servicio compartido.

LAGUNA CEJAR

TIEMPO: Medio día

Salida de San Pedro de Atacama a hrs. 15:00, visitaremos Laguna cejar, Ojos del Salar, Salar de Atacama (Tebiquinche), retorno a hrs. 19:30 aprox.

INCLUYE: Transporte Turístico.

NO INCLUYE: Ingreso al Salar de Atacama 2.000$

RECOMENDACIONES: Llevar gafas y bloqueador solar

TARIFA POR PERSONA: 20.000 Pesos Chilenos en servicio compartido.

Puede reservar por e-mail hasta 10 días antes con sus datos personales (nombre completo, nacionalidad y número de pasaporte) o en oficina hasta 2 días antes.

Si tiene alguna pregunta o comentario por favor no dude en escribir.

Saludos cordiales,

Fabiola

COLQUE TOURS

BOLIVIAN CHILEAN TOUR OPERATOR

Agencies: La Paz:

Off 1.- Mariscal Santa Cruz av. 1003, Casanovas bl. of. 205,

Ph.: +591 - 2 - 2408230 Fax: +591-2- 2150073

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

San Pedro é uma cidadezinha muito pequena que mais parece uma cidade cenográfica. Fica no deserto mais árido e mais alto do mundo, a 2.400 metros de altitude. Não tem asfalto, concentra-se em torno de uma praça e de uma rua principal (Caracoles). Os estabelecimentos são pequenos e de apenas um andar e boa parte das construções são de adobe. A economia da cidade é essencialmente baseada no turismo. Há três maneiras de se chegar lá: de ônibus, pela Turbus – desde Santiago são 24 horas de viagem – de avião até a cidade de Calama, que fica a 100k de San Pedro ou de carro pela Ruta 5.

 

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

 

Clima: como em todo deserto o clima varia muito, de temperaturas negativas à noite a 40º durante o dia.

Melhor época: Dizem que de setembro a dezembro, pois a possibilidade de chover é quase nula e a temperatura a noite é mais amena, além de ainda não ser alta temporada. Eu fui em janeiro, não vi nenhum inconveniente, mas a cidade estava muito cheia e tudo era bem mais caro.

Quanto tempo ficar: no mínimo três e no máximo seis dias. Depende de sua disposição e do que você quiser fazer.

O que levar: protetor solar, protetor labial, hidratante para pele, boca e cabelos, lubrificante ocular, soro para o nariz, óculos de sol com proteção UV, lanterna (de preferência aquela que você prende na cabeça, apenas para o passeio ao Valle de La Luna) e uma mochila pequena para levar todos estes itens aos passeios. Uma lanterna para circular a noite pelas ruas, há pouca – ou nenhuma – iluminação fora do eixo central da cidade.

O que vestir: pelo clima ser extremamente seco, mesmo sob temperaturas altíssimas você não transpira ou sofre com o calor, então durante o dia o melhor é se cobrir o máximo possível, pois a exposição aos raios ultravioleta é potencializada pela altitude, mas com roupas leves e frescas. Roupas de ginástica são bem-vindas, chapéus (eu tive uma queimadura no couro cabeludo) e tênis para caminhada, de preferência aqueles resistentes à água. Para o passeio para a Laguna Cejar você vai precisar de chinelos, roupas de banho e toalha – se você for corajoso, o mesmo para os Geisers del Tatio. Para a noite, gorros, luvas, meias grossas, cachecol e o casaco mais quente que você tiver, não se esqueça que a temperatura é negativa, o frio é de cortar. Meninas: cabelos presos o tempo todo, trança é a melhor opção.

Quanto levar: leve o máximo possível em dinheiro e em pesos chilenos, eu levei alguns dólares e não me serviram de nada. Cento e cinquenta mil pesos chilenos para mim foram mais que suficientes para hospedagem + alimentação + passeios pela agência + entrada nos lugares + aluguel de bicicleta + algumas comprinhas. Isso foi em alta temporada, para cinco dias e ainda sobrou. Não estou contanto com as passagens de ida e volta para San Pedro.

Onde se hospedar: Hostal Tuyasto - Rua 28 de Agosto, nº 529.

Onde e o que comer: Comidas leves e bastante líquido. Alimente-se bem, pois a altitude e a mudança de clima mexem muito com o nosso metabolismo. Evite bebidas alcoólicas. Os pratos lá são muito generosos na quantidade, sempre há uma entrada, o prato principal e o acompanhamento. Mesmo o individual dá tranquilo para dois. Para comer bem e por um preço razoável eu indico o Taterka (sete mil pesos com bebida e serviço). Para fazer uma extravagancia indico o Estaka, é bem caro, mas a comida é maravilhosa e a decoração é demais (a partir de dez mil pesos só o prato). Ambos aceitam cartões de crédito e débito e ficam na Caracoles. Um “bizu”: havia uma senhora que cozinhava no almoço na casa em frente ao nosso hostel, a comida era simples e boa a um preço mínimo, cerca de três mil pesos. É exatamente em frente ao Tuyasto, na rua 28 de Agosto. É a primeira casa à direita logo na entrada da rua. É uma casa mesmo, nada indica que há algum comércio ali.

Fuso horário: -1h (horário de Brasília)

 

Como funcionam os passeios*

 

Geisers del Tatio: Saída no hotel às 4h da manhã e retorno por volta das 14h. Café da manhã incluído.

Valle de La Luna: Saída as 16h da agência, retorno às 21h. Não inclui lanche.

Laguna Cejar: Saída as 16h da agência, retorno às 21h. Lanche incluído.

Lagunas Altiplânicas: Saída do hotel às 7h da manhã, retorno às 14h. Café da manhã incluído.

Tour astronômico: Há vários horários e em três idiomas: inglês, espanhol e francês, você escolhe na hora da reserva. Um ônibus sai da Caracoles no horário marcado e na volta te deixa no mesmo lugar, se o seu hotel for longe do centro, eles te levam até ele. Inclui uma bebida quente, normalmente chá, café ou chocolate quente. Da saída da Caracoles até o retorno, tem cerca de 2h30 de duração.

 

*Informações baseadas na agência World White Travel, mas o esquema não costuma variar de uma agência para outra.

 

Links úteis

 

Twitter oficial de San Pedro: @portalsanpedro

Site oficial da cidade: http://www.sanpedroatacama.com/

 

Matérias interessantes

 

Fortes chuvas fecham acessos em San Pedro de Atacama - http://oglobo.globo.com/boa-viagem/fortes-chuvas-fecham-acessos-em-san-pedro-de-atacama-3989032

O deserto do Atacama em tons de aquarela - http://oglobo.globo.com/boa-viagem/o-deserto-do-atacama-em-tons-de-aquarela-8187711

 

O que ninguém se lembra de dizer:

 

… a viagem de ônibus de Santiago a San Pedro de Atacama é de cerca de 24h.

… comprar passagens de avião para vôos domésticos já lá no Chile e em empresas nacionais é bem mais barato do que comprar daqui, mesmo que seja a poucos dias do embarque.

… por conta disso, as passagens de avião de ida e volta de Santiago à Calama são mais baratas que as de ônibus.

… de meio-dia às 16h não há passeios e boa parte do comércio fecha.

… a maioria dos hotéis não oferece café-da-manhã porque quase todos os passeios já têm refeições incluídas.

… que a Laguna Cejar é o único passeio que você deve ir de chinelos, para todos os demais, bons tênis de caminhada.

… para todos os passeios você deve levar roupas tanto para o frio quanto para o calor, pois eles se estendem por muitas horas, atravessando o dia ou a noite.

… que o passeio para o Valle de La Luna é o único que exige algum esforço físico e mesmo assim não é lá um grande esforço.

… que só há dois bancos na cidade.

… que os restaurantes da Caracoles e grande parte das agências aceitam sim cartões de débito e crédito.

… porém, as agências cobram uma pequena taxa (normalmente 5%) para os pagamentos em cartões.

… os hotéis só aceitam pagamento em dinheiro (“en efectivo”, como dizem por lá).

… o Sol lá só se põe depois das 20h.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...