Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Mochileiros.com

Berlim

Posts Recomendados


Voltei da minha viagem à Copa e passei no total uns 8 dias em Berlim. A cidade foi a minha preferida de toda a viagem (bateu AMsterdam, Praga e tudo mais).

 

Fiquei mesmo no Heart of Gold e o albergue é excelente. Talvez o único defeito seja poucos banheiros (3 por andar pra cada sexo), mas o problema é que se a pessoa entra pra tomar banho e tranca o banheiro vc nao consegue entrar nem pra lavar a mão na pia. Quarto muito bom e bem arejado pra aguentar o calor de mais de 30 graus que fez, café da manhã muito bom a 3,50 e internet a 5 euros/2 horas. O bar serve um chopp chamado Gösser excelente a 2,30 a caneca de 500ml.

 

Quanto à cidade nem preciso falar, td foi dito nos posts acima. Visitamos até o museu dos Ramones, o único no mundo segundo eles dizem! Ah, um ponto legal a noite é a Oranienburger Strasse, mtos restaurantes asiáticos e mexicanos, imbiss, baladinhas e baladinhas exclusivas pro publico masculino hehe

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Passei uns 10 dias em Berlin e deu pra conhecer bastante coisa da cidade. Dei sorte de pegar tempo bom nestes dias todos ... a cidade estava toda eufórica com o calor, muita gente na rua, nos parques, estava bem legal mesmo.

 

O bairro que mais gostei pra sair em baladas é Mitte, próximo a Hakesher Market e Orienenburgstrasse citada acima. Lá tem lugares mais alternativos incluindo a Kunsthaus Tacheles http://www.tacheles.de/ ... um lugar pirado ... [Kunsthaus=casa de arte]

 

Gostei muito do Tiergarten, era meu ponto de passagem de quase todos os dias. O sol se punha as 9 da noite ... sempre passava por lá pra curtir o por-do-sol e esfriar a cabeça e relaxar um pouco.

 

É uma cidade linda com uma estória única. Não diria que é a cidade mais linda que conheci mas isso não vem ao caso. Vale a pena conhecer sim ... Outra coisa que senti: Tem uma energia pesada nos céus de Berlin. Num determinado momento, "viajando" nas idéias, eu falei pra minha amiga que Berlin era a cidade das almas perdidas ... :o)

 

Comi muito bem lá e achei que os preços são até baixos se vc evitar restaurantes mais transados. Tem uma excelente opção de comida asiática (deliciosa) a 4 ou 5 euros o prato. Tem também um esquema mais fast food como bratwurst e outras wursts ; são diferentes tipos de salsicha servida com um paozinho francês ou com batatas, um cathup ou mostard, um pouco de curry ... muito bom pra quem não está de dieta e come salsichas sem problema. Outra coisa típica são os Doner Kebab um sandubas turco recheados com carne daqueles churrasco grego ... muito comum por lá. Meu ultimo jantar foi uma feijoada num restaurante brasileiro chamado Copa Brazil.... , http://www.coppa-brazil.de

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caros Amigos,

Aqui vai o relatório sobre a minha viagem a Berlim :wink:.

A capital da Alemanha era um dos destinos que ainda não conhecia e que “estava debaixo de olho”. O campeonato do Mundo de Futebol era na Alemanha e então pensei … que tal aproveitar para “sentir” o ambiente do Mundial e visitar Berlim. Parecia ser uma boa ideia, restava saber se o evento não iria inflacionar os preços. Em Dezembro comecei a preparar a viagem e reparei que em termos de passagem aérea ainda se conseguiam bons preços. Também consegui encontrar um hotel barato, apesar de muitos já estarem esgotados 6 com meses de antecedência (os efeitos do Mundial).

Para chegar a Berlim, escolhi a Air Berlim (com a obrigatória escala em Palma de Maiorca para quem é de Lisboa). Paguei 162€ pela viagem, e aconselho esta companhia aérea, é muito boa mesmo :wink:. Escolhi voar para o aeroporto de Tegel e por isso paguei mais 10€, mas este aeroporto é mais central e o voo chegava 40m mais cedo (já cheguei bem de noite). No regresso utilizei o aeroporto da antiga RDA, o Schonefeld.

Berlim é uma grande cidade, com mais de 3 milhões de habitantes, mas uma cidade bastante segura e tranquila. A rede de metro/comboio é extensa, mas a cidade é bastante plana e fácil de andar. Como algumas das zonas mais importantes a visitar “são vizinhas” (fazem fronteira) torna-se cómodo visitar a cidade.

A última viagem à Europa tinha sido à dispendiosa Suíça, estava à espera de as coisas em Berlim serem bem caras, afinal estava no país mais rico da UE. Nada disso :wink: , e isso foi uma agradável surpresa. Berlim não é uma cidade cara para padrões europeus. Talvez devido ao facto de ainda se sentir a os efeitos da integração da RDA na restante Alemanha, ao facto de parte de Berlim ter pertencido ao subdesenvolvido leste, o nível de vida em Berlim ainda não é como em Frankfurt ou Munique. Em pleno Mundial de Futebol os preços eram bastante aceitáveis.

Em termos de história mais actual, destaco três grandes acontecimentos: a destruição da cidade na II Guerra Mundial, a separação da cidade através do famoso Muro (uma das maiores aberrações da humanidade) e a reunificação. Em termos de história e do “aqui se passou” … Berlim deve ser a primeira escolha quando se escolhe visitar a Alemanha.

A comida: fiz algumas refeições a 5€, comendo as tradicionais salsichas e os Kebabs. Para beber: muita cerveja (infelizmente não muito fresca).

Fui a uma praia fluvial junto ao Muro, fui ao Museu Ceck Point Charlie e aconselho ir a localidade vizinha de Postdam. Alem disso visitei os principais pontos turísticos do guia de Berlim.

Gostei da cidade :!: , tive muita sorte com o tempo (sempre calor), não achei cara para padrões europeus, muita história, muita segurança. Aconselho vivamente :!:

Um abraço português,

 

Jopeg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ola pessoal!

Já estou de passagem comprada para outubro e a ansiedade só aumenta!

Vou antes para Munique para pegar o ultimo dia da Oktoberfest e conhecer um pouco daquela cidade. Depois disso, estou pensando em 4 dias em Berlin, mas nao sei se é muito/pouco.

O que mais me interessou até agora é o Complexo de museus(www.museumsinsel-berlin.de).

 

Eu tenho o "Guia Criativo para o viajante independente na Europa", e no mapa parece que as distancias sao curtas entre as principais atrações.

Será que da pra fazer os passeios a pé?

O guia sugere andar pela Unter den Linden vindo da Alexander Platz até o Tiergarten.

 

Vou ficar no AO Hostel Berlin ZOO(pelo que vi aqui no forum, parece ser muito bom.. ou nao?) e aproveitar isso pra andar ali por perto no Europa Center, por exemplo, e outros pontos que possam ser interessantes.

 

Pontos que mais me chamaram atenção até agora: Brandenburger Tor, Reichstag, Rotes Rathaus e ao Museumsinsel.

O que voces me indicam? É longe ou da pra fazer isso tudo a pé? Seria melhor pegar um onibus?

 

O Guia também sugere pegar os onibus linha 100 e 200, que fazem uma espécie de citytour, passando pelos pontos mais famosos. O passe da cidade é valida pra essas linhas?

 

O que mais posso visitar por lá? Sei que é meio cedo pra pensar em tudo isso, mas quero sair daqui com um bom planjamento.

 

Qualquer dica ou informação é sempre bem vinda!

 

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Maguinho estou colocando o relato da minha viagem na Alemanha, escreva para o consulado e solicite mapas da Alemanha eles mandam para vc. inclusive de Berlin.

Relato de viagem

Do Palácio de Brandburg até a torre da vitótia e de lá para o portão de Brandeburgue é uma avenida só mas tem que pegar bus é distante o resto pelo mapa da para air a pé, digo do portão de Brandeburg até os museus é bom ir de bus também, acho que 3 dias para Berlin bem andada dá, sem noitada acordando cedo.

Vindo da Holanda de carro, nosso destino principal era Berlim, reservamos umas horas para conhecer Bremen, uma cidade medieval, muito bonita, destaca-se a praça, a igreja e suas casas merecem dar uma olhadela, e não nos arrependemos valeu a visita seguimos para Hanover,

Hanover é também uma cidade muito antiga e bonita, tem como característica, uma faixa vermelha pintada na calçada que inicia na estação ferroviária e segue por todos os pontos turísticos, fomos em tudo a pé, o trajeto da umas 04; 00 horas, como anoitece tarde, aproveitamos entre chopes e passeio, o máximo do dia. Seguimos para Berlim, mas dormimos numa cidade chamada Magdesburg uns 150 km de Berlim, uma cidade normal que não estava no roteiro, mas como era muito tarde procuramos um hotel encontramos um muito bom, e com um café matinal de encher os olhos, ali tiramos a barriga da miséria, acho que a garçonete uma senhora de idade ficou assustada vendo duas pessoas consumirem um mundo de guloseimas, seguimos a Berlim.

De posse dos mapas fomos direto ao Castelo de Brandemburg, era segunda-feira e o Museu Egípcio que fica na entrada, estava fechado, assim como o Castelo, mas deu para passear pelo imenso jardim, seguimos pela Avenida Tiegardem que é uma reta só, Chegamos à Torre da Vitória, um lindo monumento, ainda com marcas de tiros nas paredes da segunda Guerra, ao lado fica o Zoológico, com um imenso parque, é da li onde sai o bus que faz todo trajeto dos pontos turísticos, custo E$ 2, 00, seguimos em frente até o Portão de Brandemburg, o principal monumento de Berlim, Estacionamos o carro na área do estacionamento do Parlamento onde levamos uma multa por estacionar em local não permitido, Passeamos a pé pelo centro comercial da Sony, é indescritível a sua arquitetura, passeamos no centro comercial e entre chopes e lanches, seguimos para a parte velha de Berlim, conhecemos a Catedral, os Museus por fora a Praça de K Marx etc. e fomos à torre de TV, onde da para ver toda Berlim de cima, Nos hospedamos num hotelzinho anexo a um posto de gasolina localizado um pouco fora da cidade e curtimos o resto da noite tomando cerveja e comendo lingüiça e pinga trazida do Brasil, no outro dia seguimos para repassar uns monumentos em Berlim, Anotem, esta cidade depois de recuperado todos os pontos turísticos deverá ser tão atrativa como Londres ou Paris vale à pena conhecer, seguimos para colônia, são 500 km fizemos em cinco horas, chegamos à colônia e deu tempo para visitar a maior Igreja Gótica do Mundo, esta era a missão alias é o que vale, ali estão enterrados os Reis Magos, a estação de trem fica em frente da Igreja, da para visitar e seguir viagem se quiser, seguimos para Bruxelas e Paris onde vou relatar separado

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dicas com roteiro

Pessoal, gostaria dos comentarios de vcs para meu roteiro de 4 dias em Berlin. Me digam se está sobrecarregado ou atrações que eu deveria substituir:

 

dia 1

Sachsenhausen Concentration Camp

Berliner Mauer

Neue Synagogue

Tacheles

 

dia 2

Reichstag – chegar muito cedo – muita fila

Wall Victims Memorial

Brandenburg Tor

Free Tour (nao sei se faço a normal ou a de bike)

Kaiser-Wilhelm-Gedächtniskirche (igreja bombardeada)

Tiergarten

 

dia 3

Potsdam

Potsdamer Platz

Sony Center

Daimler City

 

dia 4

Haus am Checkpoint Charlie

Judisch Museum

Topographie of Terror

World Time Clock

Berliner Dom

Pergamon Museum

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lucas como te falei de Praga vc esta muito minucioso no roteiro, duvido aqui também que vc siga ele, o roteiro dia 2 e 3 acho que vc até pode fazer num dia do Castelo de Brandeburd começando cedo, visitando a torre da vitória vc ainda chega cedo no portão de Brandeburg, vaiaté o sony e se for rápido vai até a torre de tv ver o por do sol. Fique frio sem muitas minúncias. Acho que vc vai ter tempo de tomar umas cevas no Sony , Ha tem um super mercado ali perto para almoçar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caros Amigos,

Deixo aqui o relatório da minha recente visita a Berlim onde fiz todo o percuso do Muro.

Este é um relatório algo diferente já que não vou mostrar as maiores atracções de Berlim, mas sim uma parte específica da cidade … a sua divisão através do famoso Muro de Berlim.

 

Um pouco de história

 

O Muro de Berlim (em alemão Berliner Mauer) foi uma realidade e um símbolo da divisão da Alemanha em RFA - República Federal da Alemanha e RDA - República Democrática Alemã. Este muro, além de dividir a cidade de Berlim ao meio, simbolizava a divisão do mundo em dois blocos ou partes: Berlim Ocidental (RFA), que era constituído pelos países capitalistas; e Berlim Oriental (RDA), constituído pelos países socialistas simpatizantes do regime soviético. A famosa “Cortina de Ferro” …

Para travar o êxodo de muitas pessoas que emigravam para a RFA, o secretário para questões de segurança do governo da RDA, Erich Honecker (o “pai do Muro” e futuro líder da RDA), decidiu iniciar a construção do Muro na madrugada de 13 de Agosto de 1961, dele faziam parte 66,5 km de gradeamento metálico, 302 torres de observação, 127 redes metálicas electrificadas com alarme e 255 pistas de corrida para ferozes cães de guarda. Esta é uma das partes que mais confusão me faz, é que o Muro foi construído de “um dia para o outro” dividindo famílias, amigos, impossibilitando imediatamente muitas pessoas de fazer a sua “vida normal” … a partir desse dia Berlim não voltou a ser a mesma.

Este muro provocou a morte de mais de uma centena de pessoas, muitas ficaram feridas e milhares aprisionadas nas várias tentativas de o atravessar.

Depois de 28 anos de existência, o Muro de Berlim caiu na noite de 09 de Novembro de 1989, acto inicial da reunificação das duas Alemanhas. Muitos apontam esta noite como o fim da Guerra-fria e da divisão do mundo em dois blocos. Antes da sua queda, houve grandes manifestações que, entre outras coisas, pediram a liberdade de viajar. Além disto, houve um enorme fluxo de refugiados ao Ocidente pelas embaixadas da RFA e pela fronteira recém-aberta entre a Hungria e a Áustria. O impulso decisivo para a queda do muro foi um mal-entendido entre o governo da RDA. Na tarde do dia 9 de Novembro houve uma conferência de imprensa, transmitida ao vivo na televisão alemã-oriental. Günter Schabowski, membro do Politburo do SED, anunciou uma decisão do conselho dos ministros de abolir imediatamente e completamente as restrições de viagens ao Oeste. Esta decisão deveria ser publicada só no dia seguinte, para anteriormente informar todas as agências governamentais. Mas quando um jornalista lhe perguntou quando é que a medida entrava em vigor, Günter Schabowski … hesitou e disse: já !. Pouco depois deste anúncio houve notícias sobre a abertura do Muro na rádio e televisão ocidental. Milhares de pessoas marcharam aos postos fronteiriços e pediram a abertura da fronteira. Nesta altura, nem as unidades militares, nem as unidades de controle de passaportes haviam sido instruídas. Por causa da força da multidão de pessoas, e porque os guardas da fronteira não sabiam o que fazer, a fronteira abriu-se no posto de Bornholmer Straße, às 23 h, mais tarde em outras partes do centro de Berlim, e na fronteira ocidental. Muitas pessoas viram a abertura da fronteira na televisão e pouco depois marcharam à fronteira. Como muitas pessoas já dormiam quando a fronteira abriu-se, na manhã do dia 10 de Novembro havia grandes multidões de pessoas querendo passar pela fronteira. Os cidadãos da RDA foram recebidos com grande euforia em Berlim Ocidental. Muitos bares perto do Muro espontaneamente serviram cerveja gratuita, houve uma grande celebração na Rua Kurfürstendamm, e pessoas que nunca se tinham visto antes cumprimentavam-se. Cidadãos de Berlim Ocidental subiram o muro e passaram para as Portas de Brandenburgo, que até então não eram acessíveis aos ocidentais. O Bundestag interrompeu as discussões sobre o orçamento, e os deputados espontaneamente cantaram a hino nacional da Alemanha.

 

Restam pequenos trechos do Muro e está marcado no chão o percurso que o muro fazia quando estava erguido. Ainda é possível observar as diferenças entre as duas partes da cidade, algo que faz de Berlim uma cidade única e cheia de história, algo que me apaixona.

É isso que vos vou mostrar de seguida … Berlim, a divisão da cidade.

 

Um abraço e espero que gostem deste post algo diferente e carregado de história :wink:

 

Jopeg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora



×
×
  • Criar Novo...