Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Entre para seguir isso  
13furlan

De carro de Santa Bárbara d'Oeste-SP a Santiago do Chile - 22 dias

Posts Recomendados

Antes tarde do que nunca!

 

Fiz uma viagem de carro saindo de Santa Bárbara d'Oeste, interior de São Paulo, até Santiago do Chile, passando pelo Uruguai e Argentina, no final do ano passado, começo desse ano.

 

A viagem teve um total de 22 dias. Vou colocar os relatos dos primeiros dias, e depois conforme eu for fazendo vou colocando também.

 

* Estou tentando fazer os relatos o mais completo possível.

 

 

[t1]Roteiro[/t1]

Dia Data Saída Chegada

1º 22/12/12 Santa Bárbara d'Oeste Florianópolis

2º 23/12/12 Florianópolis Porto Alegre

3º 24/12/12 Porto Alegre Montevideo

4º 25/12/12 Montevideo passeios

5º 26/12/12 Montevideo passeios

6º 27/12/12 Montevideo Buenos Aires (Buquebus)

7º 28/12/12 Buenos Aires passeios

8º 29/12/12 Buenos Aires passeios

9º 30/12/12 Buenos Aires Mendoza

10º 31/12/12 Mendoza passeios

11º 01/01/13 Mendoza passeios

12º 02/01/13 Mendoza Santiago

13º 03/01/13 Santiago passeios

14º 04/01/13 Santiago passeios

15º 05/01/13 Santiago passeios

16º 06/01/13 Santiago Mendoza

17º 07/01/13 Mendoza Alta Gracia-Córdoba

18º 08/01/13 Córdoba Corrientes

19º 09/01/13 Corrientes Foz do Iguaçu

20º 10/01/13 Foz do Iguaçu passeios

21º 11/01/13 Foz do Iguaçu passeios

22º 12/01/13 Foz do Iguaçu Santa Bárbara d'Oeste

 

 

[t1]Investimentos[/t1]

Hospedagem: R$ 2.466,28/ 2 pessoas

Alimentação: R$ 668,75/ 2 pessoas

Combustível: R$ 1.77,46

Pedágio: R$ 391,57

Passeio: 378,78/ 2 pessoas

Estacionamento: R$ 140,73

Despesas extras: 1.244,69 (manutenção do carro, seguro carta verde, etc)

 

TOTAL: R$ 7.064,27

 

 

 

[t1]1º Dia (22/12/12, sáb): Santa Bárbara d’Oeste a Florianópolis[/t1]

Total de Km percorridos no dia: 837,2

 

Saímos de Santa Bárbara d’Oeste às 4h40 com intenção de chegar a Florianópolis antes das 14h, parando para almoçar. Porém enfrentamos sucessivos congestionamentos até chegarmos a Curitiba, pouco depois das 14h.

 

Com isso, resolvemos conhecer alguns pontos turísticos da cidade, pois se continuássemos até Floripa chegaríamos a noite e perderíamos nosso dia. Fomos a Ópera de Arame e ao Parque Tanguá.

 

- Ópera de Arame

Tempo do passeio: 1h40

Endereço: Rua João Gava, bairro do Pilarzinho (mapa: http://goo.gl/kjqq8N)

Visitas: terça a domingo, das 8h às 21h

Investimento: Grátis

 

A Ópera de Arame é um teatro construído todo em aço com estrutura tubular e teto de policarbonato transparente, que lembra a fragilidade de uma construção em arame. Projeto do arquiteto Domingos Bongestabs. Foi inaugurada em 1992. O auditório tem capacidade para 1.604 espectadores, seus bancos são feitos em tela de arame e revestidos por almofadas, este espaço estava fechado para visitação.

 

dsc04728-570x379.jpg

 

dsc04729-570x379.jpg

 

dsc04730.jpg

 

dsc04731-570x379.jpg

 

Deixamos o carro no estacionamento gratuito, onde há uma loja de lembrancinhas e guarita.

 

dsc04796-570x379.jpg

 

dsc04794-570x379.jpg

 

Passando a guarita dá para ver a ópera. Para chegar nela tem que passar por uma passarela sobre o lago que cerca parcialmente o teatro.

 

dsc04791.jpg

 

dsc04735-570x379.jpg

 

Neste lago há vários peixes e aves, um paredão rochoso e uma cascata de 10 metros.

 

dsc04712-570x379.jpg

 

dsc04740-570x379.jpg

 

dsc04751-570x379.jpg

 

dsc04773-570x379.jpg

 

dsc04769-570x379.jpg

 

Cuidado com seus objetos, principalmente os pequenos. Todo o piso (pelo menos o espaço que visitamos, exceto o térreo) é vazado, como um bueiro e os objetos podem cair e se cair no lago já era!

dsc04726-570x379.jpg

 

As entradas do auditório ficam no segundo andar, como o piso é vazado é bom evitar ir de saia e vestido (nem preciso falar porque), também evite ir com chinelos ou tamancos, pois eles podem enroscar na estrutura (piso) e você pode cair.

 

Nas proximidades da ópera está a Pedreira e o Espaço Cultural Paulo Leminski, juntos formam o Parque das Pedreiras. Não visitamos este espaço, o mesmo estava fechado.

 

Aproveitamos para almoçar no Ópera Café, um bistrô muito bom e com preços justos.

 

dsc04753.jpg

 

dsc04759-570x379.jpg

 

DSC04756-570x379.jpg

 

- Parque Tanguá

Tempo do passeio: 1h10

Endereço: Rua Oswaldo Maciel, bairro do Pilarzinho (mapa: http://goo.gl/oGoe1l)

Horário de funcionamento: diariamente das 8h às 18h

Investimento: Grátis

 

mapa_pq_tangua.jpg

 

O Parque Tanguá também possui estacionamento gratuito, paramos nosso carango e fomos conhecer o parque. Ao lado do estacionamento tem um posto policial.

 

Entramos no parque pelo portal principal, seguimos pelo jardim Poty Lazzarotto, depois pelo jardim em estilo francês, onde tem um espelho d'água ao centro, no final desse grande jardim há um belvedere (leia-se mirante).

 

dsc04814-570x379.jpg

 

dsc04801-570x379.jpg

 

dsc04800-570x379.jpg

 

dsc04808-570x379.jpg

 

Conhecemos o belvedere onde dá para ver de cima a cachoeira, o lago e a parte baixa do parque. Ali também tem decks metálicos, sanitários, loja de lembrancinhas, bistrô e duas torres. Subimos uma torre, mas de lá só dá para ver o jardim francês, o espelho d'água e algumas casas ao redor do parque.

 

dsc04805.jpg

 

dsc04817.jpg

 

dsc04834-570x379.jpg

 

dsc04849-570x379.jpg

 

dsc04851-570x379.jpg

 

dsc04852-570x379.jpg

 

Na parte baixa do parque têm dois paredões rochosos, pista para caminhadas, espaço para churrasco, lagos e túnel escavado na rocha que une dois lagos. Atravessando o túnel - por uma passarela sobre as águas dos lagos - chegamos na parte baixa da cascata e do outro lado do paredão rochoso.

 

dsc04868-570x379.jpg

 

dsc04871.jpg

 

dsc04873.jpg

 

dsc04883.jpg

 

dsc04880-570x379.jpg

 

dsc04877.jpg

 

Este parque está situado nas antigas pedreiras da família Gava junto ao rio Barigui, foi inaugurado em 1996. O parque fica em Curitiba e faz divisa com Almirante Tamandaré.

 

Depois, já às 17h30, partimos para Floripa. No caminho paramos na "Parada Havan", em Barra Velha-SC (mapa: http://goo.gl/LTwDd2), onde há uma replica da Estátua da Liberdade, com mirante para a cidade e oceano. Ele pode ser acessado por escadas ou elevador. A entrada é gratuita.

 

dsc04908.jpg

 

dsc04920-570x379.jpg

 

dsc04927-570x379.jpg

 

Seguimos viagem.

 

A meta era chegar a Floripa às 14h e curtir a ilha, porém os congestionamentos nos obrigaram parar em Curitiba para descansar. Chegamos às 22h na Ilha, cansados dormimos.

 

dsc04944-570x379.jpg

 

- Hospedagem em Florianópolis

O Hotel Veleiro está um pouco abandonado, mas a gente gosta dele por ele ser simples, econômico e por ficar próximo ao centro e da entrada/saída da ilha.

 

O café da manhã é bem servido, além de frutas, pães e bolos, tem salsicha e ovos cozidos.

 

Ficamos no quarto com vista para o mar e continente, com frigobar, TV, wi-fi e banheiro privado.

 

- Rota

Utilizamos quatro rodovias e passamos por 14 praças de pedágio:

- Rodovia dos Bandeirantes: uma das melhores estradas do Brasil, triplicada e alguns trechos com 4 e 5 faixas. Com pedágios.

- Rodoanel Mário Covas: duplicado, asfalto em excelente estado. Com pedágios.

- Regis Bittencourt: duplicada, com alguns trechos de serra e pista simples, com obras de duplicação. Tráfego intenso de caminhões. Asfalto regular. Com pedágios.

- BR-101: duplicada, asfalto em bom estado. Tráfego intenso de caminhões. Com pedágios.

 

- Investimentos do dia

Hospedagem: R$ 120,00*

Alimentação: R$ 23,00*

Abastecimento: R$ 208,00

Pedágios: R$ 39,20

 

* Valor para 2 pessoas

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

[t1]2º Dia (23/12/12, dom): Florianópolis a Porto Alegre[/t1]

Total de Km percorridos no dia: 493,4

 

A meta do dia era acordar bem cedo e ir até o Morro da Cruz, porém com o dia anterior foi muito cansativo acabamos dormindo até mais tarde. Tomamos café e saímos de Floripa às 9h30, sentido Porto Alegre. Fomos pela BR101, enfrentamos um pequeno trecho de congestionamento que não durou mais de 30min. Chegamos a Porto Alegre às 15h.

 

dsc04969-570x379.jpg

 

Passamos pelo Estádio Beira Rio (do Internacional), mas ele estava em obras e também por ser domingo não estava aberto para visitação.

 

dsc04971-250x166.jpgdsc04973-250x166.jpg

 

Chegamos à Pousada e tivemos a boa notícia que em POA só anoitece às 21h, isso nos animou a conhecer um pouco da cidade. O pessoal da pousada nos passou algumas informações, dicas, folhetos e mapas.

 

Deixamos nossas coisas lá e fomos almoçar no Shopping Praia de Belas, que fica próximo a pousada. No Shopping têm várias opções, comemos um prato básico (arroz, feijão, carne e salada), por R$10,00/cada. O estacionamento ficou R$5,00. Daí fomos para a Usina do Gasômetro.

 

- Usina do Gasômetro

Tempo do passeio: 1h

Endereço: Av. Presidente João Goulart, 551 (mapa: http://goo.gl/EmoGTs)

Investimento: R$5,00 (estacionamento)

 

Nesse local funcionava uma usina termelétrica com projeto inglês, movida a carvão mineral, inaugurada em 1928 e desativada em 1974, por conta da poluição que ela causava. Hoje tombado e depois de passar por reformas esse complexo é um Centro Cultural. É um dos pontos mais tradicionais para ver o famoso pôr-do-sol da cidade, às margens do Lago Guaíba.

 

20121223_1-379x570.jpg

 

20121223_-2-250x166.jpg20121223_-3-250x166.jpg20121223_-7-250x166.jpg

 

20121223_-5-133x200.jpg20121223_-12-133x200.jpg20121223_-4-133x200.jpg20121223_-6-133x200.jpg

 

20121223_-8-250x166.jpg20121223_-9-250x166.jpg20121223_-10-250x166.jpg

 

20121223_-11-250x166.jpg20121223_-13-250x166.jpg

 

- Rua Gonçalo de Carvalho

Tempo do passeio: 15 minutos

Endereço: Rua Gonçalo de Carvalho (mapa: http://goo.gl/2oKpFd)

Investimento: Grátis

 

Pedimos informações sobre essa rua na Pousada, nos informaram que a rua não a "mais bonita do mundo" como dizem e que porto-alegrense tem essa mania de achar tudo que é deles o "melhor do mundo". Mesmo assim fomos até lá tirar nossa própria conclusão.

 

Já na chegada fomos abordados por flanelinhas, a dica é passar por eles e parar no próximo quarteirão, lá não tem a presença deles. Você fica mais a vontade e economiza uma graninha.

 

dsc05033-250x166.jpgdsc05028-250x166.jpg

 

Realmente a rua não é lá essas coisas, com certeza no Brasil há ruas mais bonitas que essa. Seu calçamento é em paralelepípedo e em suas calçadas com quase 500 metros estão enfileiradas mais de cem árvores da espécie tipuana, que formam um túnel verde. Essa foi a primeira rua a ser declarada "Patrimônio Histórico, Cultural, Ecológico e Ambiental" pela prefeitura e foi incluída na rota dos pontos turísticos de Porto Alegre.

 

dsc05026-250x166.jpgdsc05036-250x166.jpgdsc05034-250x166.jpg

 

Porém há muitos prédios na rua que tiram a beleza natural da via. Em Colonia del Sacramento passamos por ruas mais bonitas que essa, leia o relato com fotos.

 

- Parque Farroupilha (Redenção)

Tempo do passeio: 40 minutos

Endereço: Av. João Pessoa (mapa: http://goo.gl/ED9XmE)

Investimento: Grátis

 

Estacionamos o carro em frente ao Mercado Público do Bom Fim. Tinha flanelinhas, mas conseguimos driblá-los. Seguimos a pé pela Av. José Bonifácio que estava fechada para o trânsito de veículos, estava tendo feirinha.

 

dsc05038-250x166.jpgdsc05037-133x200.jpgdsc05058-133x200.jpg

 

Entramos no Parque pelo Monumento ao Expedicionário, seguimos até a Fonte Luminosa e ficamos um pouco por ali observando os gaúchos. Eles realmente gostam desse tal chimarrão, era raro ver famílias e pessoas sem garrafas térmicas e cuias.

 

dsc05044-250x166.jpgdsc05043-250x166.jpg

 

O Parque da Farroupilha foi inaugurado em 1935. Possui diversos jardins, parque de diversões, trenzinho e pedalinhos, orquidário, mini zôo, solar, espelho d’água, Café do Lago, Posto da Brigada Militar e Auditório Araújo Viana, o parque conta ainda com 38 monumentos e mais de 8 mil árvores de diversas espécies. Tudo isso espalhado em mais de 35 hectares.

 

dsc05053-570x379.jpg

 

dsc05042-250x166.jpgdsc05056-133x200.jpgdsc05039-250x166.jpg

 

Depois de conhecer alguns pontos turísticos de Porto Alegre, voltamos para a Pousada e dormimos.

 

- Hospedagem em Porto Alegre

Ficamos hospedados na Pousada do Parque, no bairro Menino de Deus. O quarto privado para duas pessoas, com banheiro compartilhado, café da manhã simples, estacionamento e internet sai por R$90,00 a diária.

 

Ela é um pouco distante do centro, você vai precisar do carro para ir aos passeios. O carro fica na garagem da casa anexa a Pousada.

 

- Rota

Fomos pela BR-101 até Osório-RS e BR-290 até Porto Alegre. Os trechos saindo de Florianópolis e chegando a Porto Alegre são duplicados, os demais são de pista simples ou em obras de duplicação. Pagamos 2 pedágios neste trecho.

 

- Investimentos do dia

Hospedagem: R$ 90,00*

Alimentação: R$ 40,40*

Abastecimento: R$ 118,75

Pedágios: R$ 5,80

Estacionamento: R$ 5,00

 

* Valor para 2 pessoas

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

parabens amigo,

 

sou de piracicaba, (aki do lado ::otemo:: ), estou desejoso de fazer uma viagem semelhante a sua, muito boas as sua dicas,

espero que vc termine todos os dias do relato, e se vc pudesse gostaria de saber o custo total da viagem ::mmm: ,

 

desde ja agradeco

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

[t1]3º Dia (24/12/12, seg): Porto Alegre a Montevidéu[/t1]

Total de Km percorridos no dia: 879,4

 

Acordamos bem cedo, tomamos café e às 7h50 partimos rumo a Montevidéu. Uma viagem longa. Passamos pela Estação Ecológica do Taim, pela primeira vez atravessamos a fronteira do Brasil e fizemos paradas para conhecer alguns pontos do litoral uruguaio.

 

Entre Porto Alegre e Chuí, na altura da cidade de Rio Grande, a BR-471 corta a Estação Ecológica do Taim, a velocidade fica reduzida a 60 km/h pelo risco de algum animal atravessar a pista. Há vários animais atropelados na rodovia.

 

dsc05068-250x165.jpgdsc05065-250x166.jpgdsc05075-250x166.jpg

 

Paramos em um posto para almoçar. Restaurante self-service, comida boa e barata, mas não lembramos o nome do posto e não temos foto, ele fica aproximadamente a 115km de Chuí, na BR-471. Foi um almoço bem rápido.

 

Chegamos em Chuí às 13h50. Encontramos uma cidade bastante movimentada e um trânsito confuso na avenida que é a fronteira do Brasil com Uruguai. Paramos por ali e para procurar uma casa de câmbio, são várias, porém com pressa não pesquisamos e trocamos na Cambio Nelson, que estava mais próxima do carro. Com câmbio de R$ 1,00 para U$ 8,50 (pesos uruguaio).

 

Fomos direto para a aduana, pois esquecemos que no Uruguai a gasolina era mais cara que no Brasil. Em Porto Alegre pagamos R$ 2,74 no litro da gasolina e no Uruguai $U 37,70 (R$ 4,44). Portanto, abasteça antes de atravessar a fronteira. Abastecemos no posto ANCAP com a Super 95.

 

Os procedimentos na aduana foram rápidos, duraram menos de 30 minutos.

 

- Veja a documentação necessária para entrar no Uruguai

 

dsc05090-250x166.jpgdsc05098-250x166.jpg

 

Na altura do quilometro 300 da Ruta 9, a estrada transforma-se uma pista de emergência para aviões, com 6 km de extensão, que eventualmente era utilizada por aviões que faziam a rota Montevidéu - Porto Alegre ou São Paulo, após a estrada ser fechada aos carros pela força militar.

 

pista_de_pouso-570x427.jpg

 

- Parque Nacional de Santa Teresa

Tempo do passeio: 2 horas

Endereço: Ruta 9 (mapa: http://goo.gl/maps/f8aHj)

Investimento: R$2,00 (ingresso por pessoa)

 

Fizemos nossa primeira parada no Parque Nacional de Santa Teresa, localizado a 35 km da aduana. Por ser segunda-feira a Fortaleza Santa Teresa estava fechada para visitação. Tiramos algumas fotos externa e nos passaram a informação que havia praias no Parque.

 

dsc05101-570x379.jpg

 

dsc05103-570x379.jpg

 

dsc05108-133x200.jpgdsc05112-250x166.jpgdsc05114-250x166.jpg

 

Com o carro, fomos até a praia, descemos por uma área de camping, algumas casas e banheiros. Um espaço agradável e cheio de árvores. Ficamos surpresos com a vista da praia, sem dúvida, um dos pontos marcantes da nossa viagem.

 

dsc05126-570x379.jpg

 

dsc05127-250x166.jpgdsc05118-250x166.jpgdsc05120-250x166.jpg

 

As praias são extensas e com grande faixa de areia, tudo bem preservado e limpo.

 

Próximo da Playa de la Moza tem estacionamento e para quem quiser passar um dia por lá, no meio dela há um restaurante, porém como já havíamos almoçado apenas passamos por ele. Estávamos cansados e fazia calor, ficamos um tempo na praia nadando e relaxando.

 

dsc05143-570x379.jpg

 

dsc05142-250x166.jpgdsc05151-250x166.jpgdsc05137-250x166.jpg

 

- Punta del Diablo

Tempo do passeio: 35 minutos

Endereço: Ruta 9 (mapa: http://goo.gl/maps/IG7x7)

Investimento: Grátis

 

Há 15 Km ao sul de Santa Teresa está Punta del Diablo, um vilarejo charmoso com uma praia movimentada. Conforme fomos entrando no povoado, fomos nos sentindo dentro do cenário de um filme na Califórnia. As casas são de madeira e coloridas, as ruas de terra e com vários quadriciclos andando por elas junto aos pedestres.

 

Estacionamos o carro próximo a Playa de los Pescadores, onde, do lado direito, há uma península com algumas construções abandonadas com pinturas em grafite, monumento "De Artigas a Bolivar" e vista panorâmica das praias.

 

dsc05155-570x379.jpg

 

dsc05184-250x166.jpgdsc05156-250x166.jpgdsc05172-133x200.jpg

 

dsc05182-250x166.jpgdsc05154-250x166.jpgdsc05160-250x166.jpg

 

Seguindo viagem sentido Montevidéu, pela Ruta 9, fomos parados pela polícia "rodoviária". O guarda, bastante sereno, pediu o documento do carro, do motorista e a carta verde. Ele checou a documentação e viu que estava tudo certo.

 

Em seguida nos perguntou se sabíamos porque ele havia nos parado, respondemos que não. Estávamos com a lanterna acesa, ele então nos explicou que tínhamos que ascender os faróis ("faro largo") nas estradas o tempo todo. Ele apenas nos orientou, sem cogitar a aplicação de multa. Ascendemos o "faro largo" e seguimos viagem.

 

No caminho até a capital uruguaia, pagamos dois pedágios: na Ruta 9, km 177 e na Ruta General Liber Seregni, km 33. Ambos U$ 55,00 (R$ 6,47) cada. E vimos algumas peculiaridades: um carro que é piada no Brasil, não pelo carro em si, mas pelo nome "Chana", o Cerro Pan de Azúcar e placas indicando 75 Km/h de velocidade máxima.

 

dsc05186-250x166.jpgdsc05193-250x166.jpgdsc05197-250x166.jpg

 

Chegamos em Montevidéu no anoitecer, era noite de natal e tinha muitas famílias nas ruas, na beira das calçadas, montando suas grelas para fazer o tradicional prato uruguaio, a parrillada. Infelizmente não tiramos fotos.

 

Após uma longa viagem, nossa noite de natal foi de descanso.

 

 

- Mapa do dia

[googlemap]https://www.google.com/maps/ms?msid=211817074823829532138.0004dbbfa54e08ecf7864&msa=0[/googlemap]

 

- Hospedagem em Montevidéu

Ficamos no Hotel Califórnia, na rua paralela a principal avenida de Montevidéu, perto da Ciudad Vieja. Fomos muito bem recepcionados, nos levaram para um quarto no 4º andar. O piso do corredor e do quarto é de carpete. O quarto tem banheiro privativo, frigobar, ar-condicionado, TV, ventilador  e vista para a rua. A cama é grande e confortável.

 

O café-da-manhã conta com várias opções de frutas, pães, recheios (manteiga, cheddar, doce de leite, entre outros), leite, café, iogurtes, sucos e croissant (salgado e doce).

 

Além do wi-fi no quarto, o hotel também tem um computador disponível aos hospedes na recepção, com acesso a internet.

 

O estacionamento que tem convênio com o hotel fica dobrando o quarteirão, na mesma calçada. As vagas do hotel ficam no último (4º ou 5º) andar do estacionamento.

 

- Rota

Quase todo trajeto é pista simples, apenas alguns trechos são duplicados. A pavimentação de todas as rodovias utilizadas neste trecho é muito boa, são elas: BR-116 (até Pelotas), BR-392 (até o distrito de Quinta), BR-471 (até a fronteira com o Uruguai), Ruta 9 (até Pan de Azúcar) e Ruta Interbalnearia (até Montevidéu).

 

- Investimentos do dia

Hospedagem: R$ 143,20*

Alimentação: R$ 17,00*

Abastecimento: R$ 118,00

Pedágios: R$ 54,44

Passeios: R$ 4,00*

 

* Valor para 2 pessoas

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

parabens amigo,

 

sou de piracicaba, (aki do lado ::otemo:: ), estou desejoso de fazer uma viagem semelhante a sua, muito boas as sua dicas,

espero que vc termine todos os dias do relato, e se vc pudesse gostaria de saber o custo total da viagem ::mmm: ,

 

desde ja agradeco

 

 

Faça a viagem sim!

** Ainda não sei exatamente o custo total da viagem, mas foi em torno de R$ 3 mil/pessoa (indo 2 pessoas por carro). **

Atualizei o primeiro post e coloquei os valores da viagem, o total foi: R$ 7.064,27, para 2 pessoas

Valeu o elogio :D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Total de Km percorridos no dia: 57,4

 

Tiramos o dia para passear pela Ciudad Vieja (Centro Histórico) de Montevidéu. Era feriado de Natal, estava nublado e a temperatura em torno dos 20°. Mesmo o hotel ficando a 1,4 km da Ciudad Vieja resolvemos ir para lá de carro, para aproveitar ir ao mercado e de lá para outro ponto de Montevidéu.

 

A cidade estava bastante tranquila, quase não tinha trânsito e pouca gente circulava nas ruas, muita delas turistas. Estacionamos o carro ao lado da Plaza Independencia, dava para escolher vaga. Não teve cobrança da "zona azul".

 

DSC05233-150x150.jpgDSC05317-150x150.jpgDSC05220-150x150.jpg

 

Demos uma volta pela praça que fica na Av. 18 de Julio, no limite entre a Ciudad Vieja (Centro Histórico) e Ciudad Nueva (Cidade Nova). No centro da praça tem uma grande estátua e mausoléu do herói uruguaio General José Artigas.

 

DSC05218-570x379.jpg

 

DSC05211-150x150.jpgDSC05243-150x150.jpgDSC05241-150x150.jpg

 

DSC05221-150x150.jpgDSC05210-150x150.jpgDSC05207-150x150.jpg

 

Foi nessa praça que perdemos uma nota de PU$ 1.000,00, cerca de R$ 118,00. A nota estava no bolso e provavelmente em algum momento que o celular foi tirado do bolso a nota caiu no chão sem percebermos.

 

Ao redor da praça estão alguns prédios que chamam a atenção de quem passa pelo local:

 

O Palácio Salvo, inaugurado em 1928. Prédio que tem arquitetura particular, feita pelo italiano Mario Palanti (o mesmo que construiu o Palácio Barolo, em Buenos Aires), possui 95 metros de altura e por muitos anos foi considerado o prédio mais alto da América do Sul.

 

DSC05217.jpg

 

DSC05227-150x150.jpgDSC05222-150x150.jpgDSC05224-150x150.jpg

 

O Edifício José Artigas (Palácio Estévez), fica na mesma calçada do Palácio Salvo, seguindo à esquerda. Foi construído por Francisco Candelario Estévez, após a família Estévez entrar em crise financeira o governo uruguaio comprou o edifício, que  serviu como sede governamental até 1985.

 

A Torre Ejecutiva (Torre Executiva) fica ao lado do Palácio Estévez, atravessando a rua. É um prédio com vidros azuis, onde funciona a sede da presidência do Uruguai. O presidente Pepe Mujica, faz seus despachos no 11º andar.

 

DSC05256-150x150.jpgDSC05237-150x150.jpgDSC05247-150x150.jpg

 

Atravessando a rua tem o famoso Teatro Solis. Infelizmente, nesse dia ele não estava aberto para visitação. Quem empresta o nome ao teatro é o espanhol Juan Díaz de Solis, que foi comandante da primeira expedição européia a penetrar no Rio de la Plata.

 

DSC05245-250x166.jpgDSC05242-250x166.jpg

 

Na frente do Teatro, do outro lado da rua, é o Edifício Ciudadela e no começo da Rua Sarandi fica a Puerta de la Ciudadela, que foi construída no século XVIII para proteger a então colônia espanhola dos possíveis ataques dos portugueses pelo Rio de la Plata.

 

DSC05252-150x150.jpgDSC05303-150x150.jpgDSC05230-150x150.jpg

 

Depois fomos comprar algumas coisas no mercado Ta-Ta, na Av. 18 de Julio. Pegamos pão, queijo, presunto (jamón), alface (lechuga), cerveja e água (5 litros). Gastamos PU$ 374,62 (R$ 44,10). Tirando as duas cervejas Patricia que pegamos, ficou PU$ 234,62 (R$ 27,60).

Para pagar testamos o cartão de débito internacional do Santander, pedimos para o caixa passar no débito e o mesmo, um tanto confuso, após chamar outro funcionário, passou o cartão na função crédito. Na hora achamos estranho ter que assinar. O caixa disse que lá era assim mesmo. Na pressa nem lemos e assinamos, depois já à noite, percebemos que ele havia passado na função crédito, o que gera IOF de 6,38%. Ao longo da viagem só conseguimos usar a função débito para sacar dinheiro nos caixas eletrônicos. A "desculpa" dos caixas é que nosso cartão (múltiplo) tem chip e por lá (Uruguai, Argentina e Chile) cartões com chip só são aceitos no crédito.

Depois de guardarmos a compra no carro avançamos a Rua Sarandi sentido Ciudad Vieja:

 

DSC05259-150x150.jpgDSC05262-150x150.jpgDSC05299-150x150.jpgDSC05264-150x150.jpgDSC05273-150x150.jpgDSC05292-150x150.jpgDSC05276-150x150.jpgDSC05291-150x150.jpgDSC05288-150x150.jpgDSC05280-150x150.jpgDSC05318-150x150.jpgDSC05319-150x150.jpg

 

Queríamos ir até o Mercado do Porto, porém quanto mais avançávamos ao Centro Histórico mais inseguros a gente se sentia, aí começou a ventar muito forte e dar sinal de chuva. Resolvemos voltar e continuar o passeio com o carro. Passamos por ruas da Ciudad Vieja e tiramos fotos da Parroquia Nuestra Sra de Lourdes y San Vicente Palotti. Depois seguimos pela avenida que beira o Rio de la Plata.

 

DSC05323-150x150.jpgDSC05366-150x150.jpgDSC05364-150x150.jpg

 

Fomos até o Parque Rodó, onde seus serviços também não estavam funcionando. Vazio e um tanto sinistro, com alguns moradores de rua dormindo pelo parque. Demos uma volta pelo lago, passando pelo castelo, fonte e monumento José Enrique Rodó.

 

DSC05335-150x150.jpgDSC05333-150x150.jpgDSC05355-150x150.jpgDSC05336-150x150.jpgDSC05346-150x150.jpgDSC05342-150x150.jpgDSC05341-150x150.jpgDSC05344-150x150.jpgDSC05345-150x150.jpgDSC05350-150x150.jpgDSC05351-150x150.jpgDSC05353-150x150.jpg

 

Após quase uma hora passeando pelo Parque Rodó continuamos nosso passeio por Montevidéu, fomos sentido Estádio Centenário.

 

DSC05356-150x150.jpgDSC07752-150x150.jpgDSC07758-150x150.jpgDSC07761-150x150.jpgDSC07764-150x150.jpgDSC07766-150x150.jpgDSC07768-Obelisco-a-los-Constituyentes-del-1830-150x150.jpgDSC07770-150x150.jpgDSC07771-150x150.jpg

 

DSC07775-250x166.jpgDSC07773-250x187.jpg

 

O estádio também estava fechado. Voltamos ao hotel, às 17h40, guardamos as compras, comemos e descansamos para ir ver o pôr do Sol no Rio de la Plata. A margem do Rio de la Plata fica a mais ou menos 3 km do hotel, cerca de 10 minutos, de carro.

 

DSC05388-150x150.jpgDSC05382-150x150.jpgDSC05380-150x150.jpgDSC05392-150x150.jpgDSC05396-150x150.jpgDSC05405-150x150.jpg

 

Assista o vídeo com o pôr do Sol:

 

 

Logo voltamos e dormimos cedo, para ir a Punta del Este no próximo dia. Do estacionamento ao hotel, na esquina da frente, fica o prédio da Jefatura de Policía.

 

DSC05408-150x150.jpgDSC05407-150x150.jpg

 

- Mapa com nossos passeios do dia

 

[googlemap]https://www.google.com/maps/ms?msid=211817074823829532138.0004db6ded3ce2973f6e1&msa=0[/googlemap]

 

- Hospedagem

 

- Investimentos do dia

Hospedagem: R$ 143,20*

Alimentação: R$ 44,10 (PU$ 374,62), tirando as cervejas: R$ 27,60**

Prejuízo: R$ 118,00 (PU$ 1.000,00)

 

* Valor para 2 pessoas

** Compra em mercado

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Total de Km percorridos no dia: 350,8

 

Reservamos este dia para fazer um "bate-volta" para Punta del Este, uma das cidades mais badaladas do Uruguai. Aproveitamos para conhecer a tranquila e bela José Ignacio, a 35 quilômetros de Punta.

São 136 quilômetros de Montevidéu a Punta del Este. Saímos de Montevidéu ao meio dia e chegamos a Punta às 14h15. O céu estava com algumas nuvens, mas o Sol predominava. Ventava muito e a temperatura não estava agradável para a prática do banho de mar.

 

Nosso objetivo era conhecer o famoso Monumento al Ahogado, ou "La mano". Seguimos pela rua que contorna o rio/mar, até chegarmos ao ponto mais austral do Uruguai, a Praça dos Ingleses.

 

Nessa praça, tem o marco da foz do Rio de la Plata, que de tão largo, não dá para saber o que é rio e o que é mar. Além deste marco, na praça tem heliponto e o Canto de las sirenas, que são estátuas de sereias.

 

dsc05433-150x150.jpgdsc05418-150x150.jpgdsc05426-150x150.jpg

 

Fomos até o Farol de Punta del Este, construído em 1860, que estava fechado para visitação. Em frente tem uma praça, onde funciona a Estación Meteorológica e atrás dela está a Iglesia Nuestra Señora de la Candelaria.

 

dsc05441-570x379.jpg

 

dsc05448-150x150.jpgDSC05446-150x150.jpgDSC05450-150x150.jpg

 

dsc05445-150x150.jpgdsc05452-150x150.jpgdsc05443-150x150.jpg

 

Voltamos para a avenida beira-rio/mar até chegarmos à estátua da Virgen de la Candelaria.

 

dsc05453-150x150.jpgdsc05456-150x150.jpgDSC05465-150x150.jpg

 

dsc05462-150x150.jpgdsc05457-150x150.jpgdsc05466-150x150.jpg

 

Enfim chegamos a Playa Brava, onde fica um dos pontos mais famosos de Punta: o Monumento al Ahogado, ou La Mano. Esta obra em concreto, aço e plástico, foi feita pelo chileno Mario Irarrázabal, em 1982.

 

dsc05515-570x379.jpg

 

DSC05467-150x150.jpgdsc05488-150x150.jpgdsc05529-150x150.jpg

 

dsc05530-250x166.jpgdsc05531-250x166.jpg

 

Ficamos um tempo por ali, o mar estava gelado e ventava muito. Não arriscamos dar um mergulho.

 

Punta del Este não nos agradou, por ser uma espécie de Guarujá/Balneário Camboriú uruguaio, porém sem trânsito. Resolvemos então ir até José Ignacio, uma pequena cidade a 35 km do monumento, em busca de melhores paisagens.

 

No caminho passamos pela ponte ondulada "Leonel Vieira". Não tiramos foto da ponte, mas o blog "Meus Roteiros de Viagem" gentilmente nos cedeu uma foto dela:

 

DSC08364-570x321.jpg

 

Em 45 minutos chegamos a José Ignacio. Saímos de uma cidade onde grandes edifícios predominavam o horizonte, para chegar a uma cidade onde a única construção mais alta que as casas era o farol.

 

dsc05473-250x166.jpgdsc05606-250x166.jpg

 

Fomos visitar o farol, construído em 1877, que fica entre as Playas Brava e Mansa. A visita é PU$ 20,00 por pessoa. Do alto dá para ver boa parte de José Ignacio e até alguns prédios de Punta del Este.

 

dsc05619-570x379.jpg

 

dsc05553-150x150.jpgdsc05557-150x150.jpgdsc05651-150x150.jpg

 

dsc05563-150x150.jpgdsc05571-150x150.jpgdsc05609-150x150.jpg

 

dsc05579-250x166.jpgdsc05603-250x166.jpg

 

Há uma grande confusão nas informações dos nomes das praias de José Ignacio, nós  estamos seguindo as informações oficiais do site da cidade.

pan_jose_ignacio-570x123.jpg

 

Depois de conhecer o farol fomos até a Playa Brava, não havia muita gente na orla. Ficamos um tempo ali descansando na areia.

 

dsc05627-570x379.jpg

 

dsc05658-150x150.jpgdsc05550-150x150.jpgdsc05671-150x150.jpgdsc05639-150x150.jpg

 

Havia centenas desses "ovos" espalhados pela areia da praia, alguns secos e murchos, outro cheios de água e com "bolhas". Ainda não descobrimos o que é isso. Se alguém souber, por favor, comente.

 

Retornamos para Montevidéu às 18h10. A viagem durou 2h35, chegamos ainda de dia. No Uruguai, assim como em Porto Alegre, anoitece às 21h.

 

dsc05674-250x166.jpgdsc05678-250x166.jpg

 

Assista no vídeo abaixo parte dessa nossa viagem:

 

Às 22h10 fomos ao tradicional Baar Fun Fun, que fica a 1,5km do hotel, experimentar a famosa "la uvita" e conhecer o tango uruguaio.

 

dsc05755-379x570.jpg

 

dsc05693-250x166.jpgdsc05698-250x166.jpg

 

dsc05732-150x150.jpgdsc05703-150x150.jpgdsc05701-150x150.jpg

 

Além das "la uvita", pegamos uma porção chamada "Julio Sosa", são vários petiscos, achamos muito caro, mas era uma das mais em barata da casa. No total pagamos PU$ 520,00 (R$ 61,20).

 

dsc05715-150x150.jpgdsc05741-150x150.jpgdsc05744-150x150.jpg

 

Abaixo parte das apresentações de tango que vimos nessa noite:

 

Quando era meia noite e meia chegamos ao hotel, antes passamos pela Plaza Independencia e tiramos algumas fotos.

 

dsc05758-570x379.jpg

 

dsc05765-150x150.jpgdsc05768-150x150.jpgdsc05762-150x150.jpg

 

- Mapa do dia

[googlemap]https://www.google.com/maps/ms?msid=211817074823829532138.0004dbbf01e9cfdf502b4&msa=0[/googlemap]

 

- Rota

Fomos pela Ruta IB (Interbalnearia) "General Liber Seregni", de Punta del Este até José Ignacio fomos pela Ruta 10 e voltamos de José Ignacio pela Ruta 10, 104, 9 e Ruta IB, todas estão em bom estado. Pagamos 4 pedágios, a PU$ 55,00 cada, todos na Ruta IB (Interbalnearia) "General Liber Seregni", nos quilômetros 82 e 33, ambos na ida e na volta.

 

- Investimentos do dia

Hospedagem: R$ 143,20*

Alimentação: R$ 61,20*

Abastecimento: -

Pedágios: R$ 25,90 (PU$ 220,00)

Passeios: R$ 4,70

 

* Valor para 2 pessoas

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa tarde,

 

Continuo acompanhando seu relato atraves do queimando asfalto, esta muito bom,

veja se vc consegue sanar uma duvida minha, o buquebus e necessario comprar antecipado, o valor que aparece no site e peso argentino ou uruguaio,

se for possivel gostaria do site onde vc efetuou a compra.

desde ja agradeco.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Boa tarde,

 

Continuo acompanhando seu relato atraves do queimando asfalto, esta muito bom,

veja se vc consegue sanar uma duvida minha, o buquebus e necessario comprar antecipado, o valor que aparece no site e peso argentino ou uruguaio,

se for possivel gostaria do site onde vc efetuou a compra.

desde ja agradeco.

 

Eu comprei antecipado pelo site da Buquebus. Quando comprei era em pesos argentino, mas foi cobrado em dólar no cartão de crédito. Hoje entrei no site da Buquebus para ver, entrei em www.buquebus.com e cliquei na bandeira brasileira, fiz a busca e apareceu abaixo das opções de barco/horário esse texto:

TARIFAS EXPRESADAS EN PESOS URUGUAYOS. TODOS LOS IMPUESTOS Y TASAS NACIONALES E INTERNACIONALES ESTÁN INCLUIDOS, exceptuando pasajeros uruguayos al que deberán sumarle impuesto asignado por el Ministerio de Turismo.

La compra online de pasajes NO emite factura con RUC, de necesitarla deberán efectuar la compra por telefono o personalmente.

Nesse link: http://www.buquebus.com.uy/BQBWebV2/web/Compra

 

Se possível compre antecipado, se comprar 90 dias antes você terá um bom desconto. Não sei se é possível comprar na hora.

 

Abraços!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Boa tarde,

 

Continuo acompanhando seu relato atraves do queimando asfalto, esta muito bom,

veja se vc consegue sanar uma duvida minha, o buquebus e necessario comprar antecipado, o valor que aparece no site e peso argentino ou uruguaio,

se for possivel gostaria do site onde vc efetuou a compra.

desde ja agradeco.

 

Eu comprei antecipado pelo site da Buquebus. Quando comprei era em pesos argentino, mas foi cobrado em dólar no cartão de crédito. Hoje entrei no site da Buquebus para ver, entrei em http://www.buquebus.com e cliquei na bandeira brasileira, fiz a busca e apareceu abaixo das opções de barco/horário esse texto:

TARIFAS EXPRESADAS EN PESOS URUGUAYOS. TODOS LOS IMPUESTOS Y TASAS NACIONALES E INTERNACIONALES ESTÁN INCLUIDOS, exceptuando pasajeros uruguayos al que deberán sumarle impuesto asignado por el Ministerio de Turismo.

La compra online de pasajes NO emite factura con RUC, de necesitarla deberán efectuar la compra por telefono o personalmente.

Nesse link: http://www.buquebus.com.uy/BQBWebV2/web/Compra

 

Se possível compre antecipado, se comprar 90 dias antes você terá um bom desconto. Não sei se é possível comprar na hora.

 

Abraços!

 

 

Beleza mais uma vez obrigado,

coloquei o endereco com UY no final e deu certo, PESOS URUGUAIANOS, fiz o cadastro e vou tentar comecar os preparativos, pois sao muitos, coloquei a viagem para 10 meses a frente, penso em chegar ate ushuaia, espero k de td certo, mas o medo as vezes toma conta, viajar com esposa e filha requer cuidado,

e ainda tem seguro carta verde, pid, vacinacao, itens obrigatorios no veiculo,

 

mas os relatos aki tem me encorajado,

 

te mais.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  



×
×
  • Criar Novo...