Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Indicação de guia na chapada diamantina.


Posts Recomendados


  • Respostas 24
  • Criado
  • Última resposta
  • 6 meses depois...
  • 8 meses depois...
  • Membros

Então galera... voltei hoje da Chapada. Fiquei em Lençóis e havia contratado antes de ir pra lá um guia para 5 dias de passeio. O nome dele é Ricardo, mais conhecido como Tim, e a escolha por ele foi péssima. O cara é marrento, mentiroso, cheio de conversinha (ainda mais que éramos 3 mulheres), dirigia em altíssima velocidade e de forma muito imprudente, por mais de uma vez quase nos envolveu em sérios acidentes na estrada, alterou nosso roteiro, não quis devolver o dinheiro de uma quarta amiga que já havia pago 50% do valor acordado mas teve que desistir da viagem na véspera por problemas pessoais, arrumou kaô no hostel em que nós estávamos (que por sinal é excelente. Hi Hostel, super indico), e depois ainda descobrimos que nem carteira de motorista ele tinha. Enfim... o guia Ricardo (Tim) é furada! Além de tudo isso, ele nos garantiu que haveria um horário de retorno a Salvador, que não havíamos encontrado em site nenhum, mas que ele afirmou repetidas vezes que tinha e daria para comprar a passagem na hora. Era mentira! Perdemos meio dia de passeio e uma diária no hostel, pois tivemos que antecipar nossa volta a Salvador por causa da informação errada passada por ele.

Ficamos com ele dois dias da viagem, no terceiro dia foi o guia Alberto, mais conhecido como Bel. Pra mim é o melhor guia de Lençóis. Muito bom! Ele é antigo na cidade, foi garimpeiro, e conhece aquilo lá como ninguém. Além de ser super calmo e paciente, ele conhece detalhes da história de Lençóis que nenhum outro guia conhece tão bem. Tenho o contato dele, caso alguém queira. Mas ele só faz guiamento de passeios de trilha e caminhada. Os atrativos que precisam de carro ele não faz.

Para o quarto e quinto dia, ficamos com o guia Hernandes (Hernandes Muniz). É um guia muito bom, preocupado, atencioso e super recomendado (Hernandes Muniz). Também tenho o contato dele, caso alguém queira. Hernandes também trabalha em parceria com o guia Bel. Quando é trilha ou caminhada, ele indica Bel (ou faz ele mesmo).

Tanto Bel, quanto Hernandes são associados na ACVL, que é a associação dos guias de Lençóis (Associação de Condutores e Visitantes de Lençóis). Essa associação faz um trabalho muito bacana e foram fundamentais para não termos mais problemas com o guia que havíamos contratado inicialmente. Fomos muito bem recebidas na associação, nos ouviram e não quiseram discutir sobre quem estava certo ou quem estava errado. Se responsabilizaram pela troca do nosso guia, mesmo a contratação tendo sido feita sem intervenção da associação. Embora não tivessem nada a ver com a contratação que fizemos, resolveram nosso problema com o guia Ricardo. Eles se responsabilizaram pela troca de guia, devolveram o dinheiro que o guia havia se recusado a devolver, reformularam nosso roteiro e depois se entenderam com ele nos deixando fora da confusão. A ACVL salvou nossa viagem.

Link para o post
  • 1 mês depois...
  • 2 semanas depois...
  • 8 meses depois...
  • Membros

OI Dani,

 

Vc pode me passar, por favor, o contato desses guias?

 

Estou indo passar a virada do ano no Vale do Capão, mas antes gostaria de fazer a trilha do Vale do Pati para fechar o ano com chave de ouro!!

 

Obrigada!

Meu email: [email protected]

 

Então galera... voltei hoje da Chapada. Fiquei em Lençóis e havia contratado antes de ir pra lá um guia para 5 dias de passeio. O nome dele é Ricardo, mais conhecido como Tim, e a escolha por ele foi péssima. O cara é marrento, mentiroso, cheio de conversinha (ainda mais que éramos 3 mulheres), dirigia em altíssima velocidade e de forma muito imprudente, por mais de uma vez quase nos envolveu em sérios acidentes na estrada, alterou nosso roteiro, não quis devolver o dinheiro de uma quarta amiga que já havia pago 50% do valor acordado mas teve que desistir da viagem na véspera por problemas pessoais, arrumou kaô no hostel em que nós estávamos (que por sinal é excelente. Hi Hostel, super indico), e depois ainda descobrimos que nem carteira de motorista ele tinha. Enfim... o guia Ricardo (Tim) é furada! Além de tudo isso, ele nos garantiu que haveria um horário de retorno a Salvador, que não havíamos encontrado em site nenhum, mas que ele afirmou repetidas vezes que tinha e daria para comprar a passagem na hora. Era mentira! Perdemos meio dia de passeio e uma diária no hostel, pois tivemos que antecipar nossa volta a Salvador por causa da informação errada passada por ele.

Ficamos com ele dois dias da viagem, no terceiro dia foi o guia Alberto, mais conhecido como Bel. Pra mim é o melhor guia de Lençóis. Muito bom! Ele é antigo na cidade, foi garimpeiro, e conhece aquilo lá como ninguém. Além de ser super calmo e paciente, ele conhece detalhes da história de Lençóis que nenhum outro guia conhece tão bem. Tenho o contato dele, caso alguém queira. Mas ele só faz guiamento de passeios de trilha e caminhada. Os atrativos que precisam de carro ele não faz.

Para o quarto e quinto dia, ficamos com o guia Hernandes (Hernandes Muniz). É um guia muito bom, preocupado, atencioso e super recomendado (Hernandes Muniz). Também tenho o contato dele, caso alguém queira. Hernandes também trabalha em parceria com o guia Bel. Quando é trilha ou caminhada, ele indica Bel (ou faz ele mesmo).

Tanto Bel, quanto Hernandes são associados na ACVL, que é a associação dos guias de Lençóis (Associação de Condutores e Visitantes de Lençóis). Essa associação faz um trabalho muito bacana e foram fundamentais para não termos mais problemas com o guia que havíamos contratado inicialmente. Fomos muito bem recebidas na associação, nos ouviram e não quiseram discutir sobre quem estava certo ou quem estava errado. Se responsabilizaram pela troca do nosso guia, mesmo a contratação tendo sido feita sem intervenção da associação. Embora não tivessem nada a ver com a contratação que fizemos, resolveram nosso problema com o guia Ricardo. Eles se responsabilizaram pela troca de guia, devolveram o dinheiro que o guia havia se recusado a devolver, reformularam nosso roteiro e depois se entenderam com ele nos deixando fora da confusão. A ACVL salvou nossa viagem.

Link para o post

Arquivado

Este tópico foi arquivado e está fechado para novas respostas.


×
×
  • Criar Novo...