Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Viagem que foi a maior viagem


marcos.loren

Posts Recomendados


  • Respostas 110
  • Criado
  • Última resposta
  • Membros de Honra

CONTOS MOCHILEIROS!!!

 

Galera, estou produzindo uma revista de turismo voltada pro viajante independente, abordando destinos, comportamento, cultura, história e esportes radicais. É um projeto de conclusão do meu curso de jornalismo e terá lançamento no final de outubro!

 

Sempre acompanho o fórum e, por influência desse tópico, acabei criando a editoria Contos Mochileiros. Nele o viajante que tiver histórias engraçadas ou interessantes, sempre acompanhada de fotos, pode ser um colaborador da revista. Tendo seu texto e fotos publicados e creditados!

 

Para que a história seja selecionada, é fundamental ter fotos relacionadas com a matéria. Como prêmio, os colaboradores selecionados ganharão edições impressas em casa dos dois primeiros números da revista, no final de outubro!

 

Quem tiver interessado, ou quiser saber mais informaçoes sobre a revista, só entrar em contato pelo email: [email protected]

 

Um grande abraços pra todos!

 

Jeferson

www.carona.pop.com.br

Link para o post
  • Membros de Honra

Na expedição que fiz para o Peru, o grupo que estava comigo, tinha intenção de passar o natal em San Pedro de Aracama, no Chile. Deveriamos chegar lá no dia 24, mas na subida da Cordilheira o jeep do meu namorado começou a dar os primeiros sinais de problemas. Por causa da altitude, os jeeps já não andavam mais. Tivemos problemas com o motor e radiador. O carro esquentava muito rápido e tivemos que parar várias vezes, até que o carro parou de vez! Chegamos na fronteira guinchados e não podiamos mais passar. Pedimos para dormir num dos alojamentos. Resumo: Passamos nosso natal na aduana, com uma mulher vomitando a noite toda, num frio desgraçado de -10°, só com sacos de dormir no chão, uma maldita árvore de natal pequena que, um infeliz colocou pra tocar música, enquanto os policias, faziam o natal deles, regado de comida e bebida e claaaro...rindo da nossa cara, hahahaha. No dia seguinte nenhum dos jeeps queriam pegar, tivemos que empurrar geral e depois seguimos viagem até chegar em San Pedro.

Link para o post
  • Membros

gente!!

que comedia, estou no trabalho e devez em quando solto umas risadas, que os clientes não entendem nada. Daí dou aquelas risadinha pra dentro e meus olhos lacrimejam. Fui pra casa ontem pensando nas estorias que li e doida pra ler outras.

 

tchurma, manda mais estorias pela mor de Deus!!

Tudo de bom este topico.

 

Parabens a todos!!

 

manhã

Link para o post
  • Membros

Ola pessoal, realmente tem algumas histórias divertidas.. mas depois que passou tudo fica engraçado né..rs*

Eu tive várias situações engraçadas, ou diferentes ao longe de viagens que fiz, mas essa me veio a cabeça agora, é bem curtinha, e as outras eu vou contando ao longo do tempo!!

Estava eu em Natal, indo para a Rodoviária, pois precisava comprar minha passagem para ir para João Pessoa, era na parte da manha, tinha tomado meu café da manha no Albergue.. e estando no ônibus, sento tranquilamento esperando chegar no Rodoviária, e fico vendo as paisagens, as ruas, e por ai vai.... quando derrepente, olho para o lado..(engraçado como a gente acaba sempre olhando para a situação no momento em que ela acontesse, nunca depois..risos) e vejo um cara de camiseta e shorts sentado do lado de uma moça, e no exato momento que olhei.. ele com toda calma do mundo, tranquilamente eleva seu dedo até um dos lados de sua narina e assopra.. neste momento sai um negócio estranho de seu nariz (todos podem imaginar o que era né!!) e vai direto para o chão, e fica lá estatelado no meio do ônibus.. eu neste momento comecei a sentir meu café da manha se mexendo, eu fiquei doido, queria sair pela janela.. e fiz a unica coisa que poderia.. olhei para o elemento.. virei a cabeça, levanteio e fui sentar no fundo do ônibus, isso claro depois de tomar todos os cuidados para não pisar em algo estranho no meio do ônibus!!! gentem, nunca torci tanto para chegar em um determinado lugar como aquele diz!!

É isso, depois eu mando mais histórias de minhas viagens!!

Beijos e abraços!!

João Henrique

Link para o post
  • Membros

O que o relaxo por não querer buscar informações faz. Fui pra Jeri por Parnaíba e Camocim. Perguntei no guinche da Guanabara se tinha ônibus de Jeri pra Fortaleza. Disseram-me que não. Daí comprei a passagem de Camocim até Fortaleza, lá em Parnaíba o que me obrigava a, quando voltasse de Jeri, passar Camocim novamente. Quando cheguei em Jeri, descobri que tinha um ônibus que levava até Fortaleza por R$ 30, e eu já tinha pago R$ 42 na passagem de Camocim pra Fortaleza, fora o que gastaria pra chegar até Camocim, que seria mais ou menos 40 reais. Sorte que encontrei uma alma caridosa que me levou por 15 reais. Mas chegando lá em Camocim por voltas de meio-dia, tive que esperar até 9 da noite o ônibus até Fortaleza. Estando em Fortaleza, perguntei que horas o ônibus pra Natal partia. 23 horas - me respondeu a moça da Nordeste. No último dia em Fortaleza, fiquei até 9 da noite na feirinha da Beira Mar, procurando umas pulseirnhas com o nome Fortaleza (ô coisinha difícil de encontrar) e corri pra pousada que tava hospedado, no centro. Saí da pousada umas 10 da noite rumo a rodoviária e, pro meu desespero, ônibus que levava até a rodoviária não passou o que me obrigou a pegar um táxi. Cheguei lá as 10:30 da noite e quem disse que consegui comprar a m#%@ da passagem pra Natal? Tudo lotado e a próxima seria as 5 da manha. Passei a noite toda na Rodoviária e, diferente de Camocim, não tinha ninguém pra conversar, todos dormindo (o que parecia um desafio dormir nuns bancos de plásticos presos no cimento, mas com o cansaço foi o jeito). Chegando em Natal, liguei prum amigo meu que mora lá pra ficar na casa dele. Ele tava ocupado e não pode ir me buscar mas ensinou como chegar na casa dele. "Pega o ônibus tal, desce na parada tal, vira, desce e chegou" Tudo bem, se não fosse eu ficar esperando umas quatro horas a b#$%@ do ônibus que nunca vinha. Pior que eu perguntava pras pessoas no ponto de ônibus se tal ônibus passava e eles diziam que passava, outros diziam que não tinha certeza. Até que um molequinho disse que passava, mas do outro lado da avenida. Quando cheguei na casa de meu amigo todos estavam preocupados pensando que tinha me perdido.

É. Essas são as coisas que agente aprende nessas andanças. Aprendi que não dá pra ser assim tão independente. Precisamos de muuuitas informações antes de fazermos nossas viagens. Só passei por essas pq não tive interesse de perguntar antes. Ligar pros lugares é fundamental. Se informar é preciso e muito importante. Por isso que tem esse fórum. Graças a galera aki eu não passei por piores. E olha que antes eu achava que tava tudo planejado certinho. Mas não me arrependo. Continuem assim pois acho que uma viagem sem burradas, não eh uma viagem legal.

falow

mizael

Link para o post
  • Membros

Essa da informação é muito importante ...

 

Em uma das minhas andanças resolvo fazer toda a costa de SC, de mochila. Estava indo a Praia do Rosa, peguei um bus de Garopaba até a Praia do Rosa. Pedi p/ o Motorista me avisar quando cheguei. Para minha surpresa, tenho que descer na faixa. Dali olhei p/ frente e vi uma placa ... Praia do Rosa, siga. Ao invez de pedir informação descido ir sozinho, com uma mochila que pesava uns 26 quilos ...

Enfim ... caminhei muito. Começa a chover ... a mochila começa a pesar + ainda. Ninguem dava carona p/ um mochileiro ensopado.

Depois de umas 4 ou 5 horas chego na praia. Sob um forte temporal. Para meu desespero, não se pode acampar la, pois era considerado reserva ecologica. Precisaria voltar ... mas não tinha mais pernas.

Vai anoitecendo e a chuva não para um minuto.

Vejo uma camionete do Ibama, e peco carona, e eles não podem dar. No desespero, espero eles ir até a praia, e entro na caçamba, so a lona.

Espero alguns minutos e camionete começa a andar. Fiquei lá até parar. Dai desci. Os fiscais me viram e arrumam o maior tumulto.

Conversa vai conversa vem ...me liberam (isso é quase 22hs).

 

Enfim ... consigo acampar no quintal da casa de um Senhor, muito gente fina.

 

Gente ... informação é tudo. Poderia ter evitado isso tudo, com uma simples pergunta, assim que desci do onibus. Hoje, em dia me comunico muito mais e procuro saber mais sobre o local.

 

Vivendo e aprendendo ...

 

Falow.

Link para o post
  • Membros

Ola Povo!!

Realmente esta questão de informação é fundamental!! aconteceu outra situação comigo, que hoje eu dou risada, mas na época foi terrível!!!! Estava eu saindo de São Luís - MA, e indo para Barreirinhas - MA, nos Lençóis Maranhenses, muito bem, vacilei e não saquei dinheiro em São Luís imaginando que chegando lá eu o faria, pois como tinha conta na Caixa Econômica, lá teria uma.. doce engano, chegando lá desci e logo fui procurar um banco, e nada, comecei a me desesperar, e então procurei uma lotérica, que servia para sacar, e a dita lotérica estava fechada.. ai já imaginou, meu desespero começou, até dor de barriga estava dando.. estava com uma amiga que me dizia para eu ficar tranquilo, que daríamos um jeito, eu até ouvia, mas meu estômago não, ai encontrei um banco do Brasil.. viva, meus problemas estavam resolvidos, pois como tinha cartão de Crédito, poderia sacar no cartão, mesmo pagando uma fortuna de juros, mas tudo bem, seria melhor do que perder a viagem, e chegando na agência, minha surpresa, o banco estava fechado, pois já eram depois das 14:00 (eles fecham sedo nestes lugares, e no caixa Eletrônico não estava funcionando.. ai meu desespero foi total, não enxergava saída para meu problema, mas tudo bem, pensei, vou encontrar uma saída, foi então que andando pelas ruas da cidade avistei um casinha com uma placa na porta (Posto Bancário), vcs não imaginam minha alegria, parecia uma criança quando ganha sua primeira bicicleta, entrei devagar no lugar, olhei em volta, estava suando frio, olhei para a moça e entreguei meu cartão.... ela me pergunta. "quanto vai sacar?", ai eu disse um valor que era o dobro do eu precisava para aqueles dias, mas como estava em desespero não pensei em nada, ai a mulher sacou, quando eu ouvi a maquininha imprimindo o recibo, e ela me entregando o dinheiro, minhas pernas até amoleceram, senti um alívio que só sentia quando nos finais de ano na escola descobria que tinha conseguido passar de ano.. rs*. Infelizmente por causa deste motivo, deixei de curtir um dia de viagem, só me preocupei, e é por isso que recomendo, não deixem para depois o que vc pode fazer hoje!!

 

Beijos e Abraços

JHenrique

Link para o post

Arquivado

Este tópico foi arquivado e está fechado para novas respostas.

Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.

×
×
  • Criar Novo...