Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Angie_Z

Itália em 15 dias: Roma, Veneza, Verona, Florença, Pisa, Siena, San Gimignano, Napoli, Costa Amalfitana e Capri - fotos e gastos - ago/2013

Posts Recomendados

A oportunidade de viajar para a Itália veio com a “promoção” da Ibéria no final de junho, com a qual pagamos R$1.250,00 na passagem ida-volta com as taxas, com saída de Foz do Iguaçu e destino a Roma.

Tivemos pouco mais de um mês para programar tudo. Os hotéis foram reservados ainda do Brasil, pelo Booking.com, depois de muita pesquisa aqui e no tripadvisor. O Roma Pass, ingresso para o Museu do Vaticano e os bilhetes de trem para viagens longas (entre cidades) também foram comprados do Brasil, pois viajamos em alta temporada e tínhamos receio do preço subir.

Li aqui no fórum que agosto não é um bom mês para viajar para a Itália pois é o mês em que os italianos saem de férias e as cidades ficam desertas. Mas constatamos isso em poucos momentos, como em Verona num domingo de manhã, e em alguns momentos em outras cidades, mas no geral tudo funcionava normalmente. Para quem ficar receoso de viajar em agosto para a Itália, para nós isso não foi um empecilho, o que incomodou mesmo foi o clima, pois estava muito quente.

Ah, nunca esqueçam de validar os bilhetes de trem antes da viagem, seja dentro da cidade seja para fora. Nos trens entre cidades eles conferiram nossas passagens, e quem não validou tem que pagar multa.

E quem não se importar, dá para andar com garrafinha de água porque em todas cidades tem fonte com água potável. Assim dá para economizar uma graninha com água e abastecer as garrafas na rua.

Aqui segue o relato dos nossos 15 dias na Itália, com informações sobre os passeios, pontos turísticos, hotéis e gastos diários. Espero que ajude na programação da viagem de vocês! Preparem-se para comer muito bem e ver lugares maravilhosos!

 

DIA 1 – Roma

Chegamos no aeroporto Fiumicino às 14 horas e, após pegar as bagagens, fomos até a loja do Roma Pass para validar nosso passe, pois já tínhamos comprado pela internet e depois compramos os bilhetes de ônibus no guichê da empresa Terravision para irmos do aeroporto até a estação Termini.

O serviço do ônibus é bastante desorganizado, tinham muitas pessoas aglomeradas e nenhuma fila e não tinha ninguém para colocar sua mala no bagageiro. Foi um empurra-empurra, mas colocamos e subimos no ônibus e em 40 minutos estávamos na Termini.

Reservamos o Hotel Ferrarese, que fica à 3 quadras da Termini. É um hotel bem simples, o banheiro estava um pouco sujo, mas o sinal da wifi era bom e gostamos bastante da localização, porque facilitava muito pegar trem/metrô a parti dali, além de terem vários restaurantes e lojinhas de souvenir na região.

Após um banho, saímos para comer nosso primeiro prato de massa italiana e conhecer a Igreja Santa Maria Maggiore e a Piazza Vittorio Emanuelle. A praça é bem simples, nada demais!

IMG_1977.JPG.71fc6dc2ed4ac5527be6e64e32a68dba.JPG

Gastos do dia (individual):

- 1 água 750ml: 2,10 euros.

- 1 bilhete de ônibus terravision: 5,00 euros.

- Roma Pass 3 dias: 34,00 euros.

- mapa da cidade: 3,00 euros.

- frutas, água e suco: 5,50 euros (para os dois).

- jantar (massa muito boa - restaurante elettra, ao lado do hotel Ferrarese): 10,00 euros.

 

DIA 2 – Vaticano

Pegamos o metrô na Termini e fomos até a estação Otaviano e de lá caminhamos até o Museu. A fila para quem não tinha ingresso era imeeeeensa, todos embaixo do sol numa fila interminável! Por sorte havíamos nos programado e comprado no Brasil os ingressos para o Museu do Vaticano para às 09h (primeiro horário de visita).

Começamos nossa visita pelo caminho mais curto, porque queríamos aproveitar para entrar na Capela Sistina quando ainda não estivesse lotada, então fomos direto até lá e deixamos para olhar as obras que estavam no caminho depois de visitar a Capela Sistina (ou seja, saímos da Capela e refizemos o caminho, mas agora olhando e tirando fotos). Quando chegamos na Capela Sistina já tinham algumas pessoas, mas estava praticamente vazio perto do que ficou depois. Conseguimos sentar e ficar admirando a obra, muito encantador! Depois fizemos o caminho completo pelo Museu.

Em seguida fomos à Praça de São Pedro, almoçamos e aguardamos nosso passeio à Necrópole do Vaticano (reservas feitas com antecedência através do email: [email protected]; enviar email com nome, nacionalidade, número de participantes, dia de disponibilidade e idioma do tour – esse passeio evita a fila para entrar na Basílica). Foi muito legal esse passeio, com dados históricos interessantíssimos, e o término dele é dentro da Basílica de São Pedro. Optamos por não subir e apreciar a vista devido ao calor escaldante e ao cansaço que já nos consumia (estava insuportavelmente quente neste dia). Após visitar a Basílica fomos até o Castel Sant’ Agnello. De tardezinha (só escurece mesmo às 21h) fomos ao Coliseu ver o pôr do sol, foi muito bonito!

IMG_1063.JPG.3c67d2b095d1e3509027a62e79411f99.JPG

capela.jpg.5c871a28b16551da416399be679836cc.jpg

IMG_2010.JPG.4f8b21baa2cc4bcc7661e48952b182e9.JPG

IMG_2072.JPG.7a48b0ea8958ea18cb17114ddc93ac7d.JPG

IMG_2125.JPG.7fb78cd690f841eef948c42dc6cce99c.JPG

IMG_2127.JPG.ec87b9eaf28e0ac9daf8568125e7c37b.JPG

Gastos do dia (individual):

- Ingresso Museu do Vaticano: 20,00 euros.

- Internet e impressão do ingresso Necrópole do Vaticano: 0,75 euros.

- Ingresso Necrópole do Vaticano: 13,00 euros.

- Jantar: 9,00 euros.

 

DIA 3 – Roma

Outro dia com muito calor, no qual foi indispensável carregar uma sombrinha para se proteger do sol.

Visitamos o Coliseu logo cedo, depois o Palatino e o Fórum Romano. Para esses três pontos turísticos o Roma Passa valeu a pena demais! As filas eram muito longas e ficar esperando com aquele sol não deve ter sido fácil.. Nós chegávamos e já entrávamos no local. Passamos bem rápido pelo Palatino, estávamos exaustos por causa do calor e os locais que queríamos conhecer com mais atenção estavam fechadas para reforma!

Após o almoço fomos até a Igreja Santa Maria in Cosmedin onde fica a Boca della Veritá (conta a lenda que a boca mordia a mão dos mentirosos) e depois fomos para as Termas de Caracalla, onde me decepcionei muito! É preciso muita imaginação para recriar o que foram as Termas com as poucas ruínas que sobraram lá.

No final do dia fomos para a Fontana di Trevi e tinha muuuita gente! Ficamos um tempão lá apreciando e tirando fotos! Eu me surpreendi, achei que a Fontana fosse bem menor, é enorme e linda! E conforme foi anoitecendo as luzes da fonte foram ligando e deixando o monumento ainda mais bonito! Ali perto tem a sorveteria que aparece no filme Comer, Rezar e Amar: Il Gelato di San Crispino.

Para fechar a noite fomos até a Piazza Spagna, que tinha um clima bem gostoso com música ao ar livre. Na volta (22H) passamos na Fontana Di Trevi novamente, que continuava lotada.

IMG_2196.JPG.72c1f2f26152d99c3b493398659c721e.JPG

IMG_2230.JPG.dbd677d1372b98b093b75dc221e02dc2.JPG

44667_490030381072358_153422895_n.jpg.b0b969cf83ff8b2b805457da8cb18a4c.jpg

Gastos do dia (individual):

- Almoço: 10,00 euros.

- Jantar: 7,00 euros.

 

DIA 4 – Roma -> Veneza

No final da tarde iríamos para Veneza, então levantamos, tomamos café e arrumamos nossas malas. Fomos novamente à Fontana di Trevi, que estava menos lotada de manhã mas também estava menos encantadora (gostei bastante do efeito das luzes). Em seguida fomos para a Piazza Veneza conhecer o enorme monumento Vittorio Emanuele, depois fomos para o Pantheon, que tem entrada gratuita, e para a Piazza Navonna, bem lindinha com exposição de telas e restaurantes bonitos.

Almoçamos em um dos muitos restaurantes espalhados pelas ruas, que tinha promoção de massas. Seguimos caminhando pela Via del Corso, onde estão várias lojas bacanas (Zara, Ferrari, GAP, Nike, Adidas, H&M..), e depois fomos até a Piazza Giuseppe Garibaldi. Não lembro até onde pegamos o metrô, sei que descemos na região do Vaticano e caminhamos rápido por uns 40 minutos até chegar na praça! Como a praça fica num lugar bem alto, a vista de lá é muito bonita, é um lugar gostoso para relaxar, mas nós tínhamos que pegar o trem para Veneza e não pudemos ficar muito. Na volta pegamos o ônibus 64 até a Termini.

Fomos ao hotel buscar as malas e de lá pegar o trem para Veneza-Mestre. A viagem durou cerca de 3 horas e foi bem confortável, tinha restaurante e wifi no trem. Para ficar tranquila, levei uma corrente tipo de bicicleta para prender as malas, pois li relato de pessoas que tiveram as malas furtadas.

IMG_1438.JPG.4ed117996e8bf64e4def97e17d79cd7d.JPG

IMG_2531.JPG.25fae0a20fef3c61e79ff676f92ab5fd.JPG

IMG_2310.JPG.8dc0c000cd3faf32d4bc4926aa2b143a.JPG

IMG_2292.JPG.3c078b33f0c725dfd4f662a22f2767f5.JPG

IMG_2319.JPG.1fe8eaea322789005d3655f4a37e01f0.JPG

Gastos do dia (individual):

- Hotel Ferrarese (3 noites com café da manhã + 12 de imposto + 15 de ar condicionado): 207,00 euros para os dois (quarto duplo).

- Almoço: 5,00 euros.

- Sorvete: 2,50 euros.

- Frutas e água no trem: 5,60 euros.

 

DIA 5 – Veneza

Ficamos em Mestre, nosso hotel era mais uma pousadinha, chamado Vila Teresa. Fica à 3-4 quadras da estação de trem e a recepcionista foi bem atenciosa. Avisamos por email que iríamos chegar após o horário do check-in e a recepcionista foi até o hotel no horário combinado.

Comi dois croissants de chocolates muito gostosos em uma padaria perto do hotel e depois pegamos o metrô para Veneza.

Veneza é linda! Achei muito encantadora! Caminhamos muito por lá, fomos até a Piazza San Marco, subimos no Campanário e vacilamos por não termos entrado na Basílica de San Marco e no Palácio Ducale! Ficamos pensando e o tempo passou, mas todos falaram que a Basílica é incrível por dentro!

Fomos até a Ponte Rialto, Ponte dos Suspiros, a Academia e fizemos o passeio de gôndola completo de 50 minutos com um casal e duas crianças russas, estávamos negociando com o gondoleiro um passeio de 30 minutos mas eles chegaram e resolvemos ir juntos e fazer o passeio mais longo.

Depois fomos atrás de souvenirs legais (comprei uma máscara pequena, mas linda) e voltamos para Mestre.

IMG-20130810-WA0017.jpg.097786c5ab96edd7779f9104bb50fd63.jpg

IMG_1574.JPG.167b2d7ea5bfb7f2c43a72b22d75ce87.JPG

IMG_2422.JPG.698960f9a5d7d049780954107a6384f3.JPG

IMG_2436.JPG.6b45a3ec3c490f3ce24f7378f9668834.JPG

IMG-20130810-WA0052.jpg.94b177eb6514677beee71030c2fab2df.jpg

IMG_2485.JPG.5607cbe6ec23cd82dbe1c1f8c352f986.JPG

Gastos do dia (individual):

- Café da manhã: 3,00 euros.

- 2 bilhetes de metrô: 2,80 euros.

- Hotel Vila Teresa (2 noites sem café da manhã + imposto): 123,60 para os dois (quarto duplo).

- Ingresso Campanário (torre): 8,00 euros.

- Almoço: 6,00.

- Passeio de gôndola: 30,00 euros (130 no total).

- Souvenirs: 15,00 euros.

- Mercado (jantar): 4,20 euros.

 

DIA 6 – Veneza -> Verona -> Florença

Enquanto meu irmão foi para Modena conhecer o Museu e Fábrica da Ferrari, eu fui para Verona.

Já tínhamos as passagens de trem, e saímos bem cedo de Veneza. Eu cheguei em Verona +- uma hora depois. Era um domingo e estava deserto, tudo fechado.

Comecei a visita pelo Castelvechio e ponte do castelo, depois visitei a Arena, que achei meio decepcionante para quem já entrou no Coliseu, a casa de Julieta, onde coloquei o cadeado com a minha inicial e do meu namorado no mural dos cadeados. Também visitei a Piazza Bra, Piazza Erbe, andei uns 30 minutos procurando o jardim e não encontrei (e não tinha ninguém na rua para dar informação) e desisti de entrar no local para ver a tumba da Julieta porque custava 7 ou 8 euros e não achei que valesse a pena.

Meu trem para Florença era às 19h e eu tinha deixado a mala na estação de trem. O depósito de bagagem é grande e espaçoso, coube minha mala de rodinha nada pequena tranquilamente.

Cheguei em Florença já era noite e fui a pé da estação Santa Maria Novella até nosso hotel, chamado Novella House.

20130811_111427.jpg.8562f05d188b02b22bfde8e8b939631f.jpg

IMG_2597.JPG.e23fd9361644c4299386907d509a4409.JPG

20130811_112436.jpg.27857393d72ce562242a1c8b73baf4bf.jpg

20130811_122853.jpg.b9519edc01891bda1bbe1be2c6462d40.jpg

Gastos do dia (individual):

- Café da manhã: 1,80 euros.

- Almoço: 3,40 euros.

- Ingresso Arena: 6,00 euros.

- Tortelete de morango: 3,00 euros.

- Souvenirs: 2,00 euros.

- Mix de frutas: 2,70 euros.

- Depósito de bagagem: 8,50 euros.

- Banheiro estação do trem: 0,80 euros.

 

DIA 7 – Florença + Pisa

O Hotel Novella House é muito bom! Quarto bem espaçoso e com afresco no teto, a localização é ótima (perto da estação SM Novella), só o café da manhã que é fraquinho: um croissant e uma bebida, servido num bar perto do hotel.

Nosso primeiro dia em Florença foi uma segunda-feira, em que os museus e outros atrativos estão fechados. Começamos o dia com visita à Ponte Vecchio e queríamos visitar o Palácio Pitti, que estava fechado. De lá fomos para a fila gigantesca da Duomo (na qual ficamos por 2 horas, no solzão) e aqui vai um conselho: só entre se não tiver claustrofobia e bom condicionamento físico; são quase 500 degraus em escadaria circular. Eu achei a cúpula muito bonita, mas as 2 horas na fila tinham me animado para ver mais!

Quase em frente da entrada para a cúpula fica a loja da Lindt! Experimentem o sorvete, é bom demais!

Não entramos no Batistério, já ficamos satisfeitos com a cúpula e a catedral, e não subimos no Campanário porque vimos Florença do alto da cúpula.

O cansaço era tanto que almoçamos ali na praça da Duomo – onde não era tão barato, mas achei Florença mais cara que Roma para alimentação – e depois compramos uma passagem de trem e fomos para Pisa.

Caminhamos meia hora até a Torre de Pisa. Eu adorei, acho que de perto parece mais inclinada! É legal ver o desnível na base da torre. Depois de muitas fotos, aproveitamos para comprar uns souvenirs e voltamos para a estação para voltar para Florença, e chegamos lá bem de noite e fomos procurar um lugar para comer.

Ah, o Firenze Card custa 72 euros, não compramos porque não valera a pena para nós, mas para aqueles que pretendem visitar várias e várias atrações e que vão em alta temporada pode ser uma boa ideia por causa das filas!

IMG-20130811-WA0002.jpg.2ef93e43453601e50961eb9e54add03b.jpg

IMG_2671.JPG.b7aa58dfd3db214cb913ab5bc61efcaa.JPG

IMG_2638.JPG.c9487a42e51660cc46ebfc10e5896320.JPG

66819_491655290909867_233742484_n.jpg.0d34f9ab933266d3db151aa9e2b5769d.jpg

1170712_491655460909850_424007236_n.jpg.31823cb2e073c5b1212572f7163097d9.jpg

IMG-20130812-WA0009.jpg.87887c748a003634f5e1804bbc91a557.jpg

Gastos do dia (individual):

- Hotel Novella House (4 noites + café da manhã + imposto): 292,00 para os dois (quarto duplo).

- complemento do café da manhã: 2,00 euros.

- ingresso para a Duomo: 8,00 euros.

- chocolate Lindt: 2,00 euros.

- almoço + suco: 10,00 euros.

- sorvete Lindt: 2,50 euros.

- passagem de trem para Pisa: 8,00 euros.

- passagem de trem para Florença: 7,90 euros.

- souvenirs: 3,00 euros.

- jantar: 11,00 euros.

 

DIA 8 – Florença

Neste dia o objetivo era visitar a Academia e a Uffizi, mas as filas eram imensas! Então meu irmão comprou ingresso para visitá-las no dia seguinte e nós fomos conhecer a Santa Croce, que abriga o túmulo do Galileu, Maquiavel, Michelangelo, dentre outros.

Fomos à Piazza San Marco pois a bilheteria da Academia fica bem pertinho, Piazza do Palácio Vecchio e no final do dia fomos caminhando (mas para quem quiser visitar a longa escadaria recomendo ir de ônibus – nº12 ou 13 do ponto de ônibus na estação de trem) até a Piazza Michelangelo para ver o pôr do sol. Vale muito ir até lá! A vista é linda demais, a mais bonita de Florença na minha opinião.

Para jantar fomos ao Restaurante Zázá, recomendado por uma brasileira que vive em Florença. Gostamos muito!! Fica próximo à Capela Médici, tem um ambiente super agradável e comida deliciosa. 1kg de bisteca fiorentina custa 38,00 euros.

IMG-20130813-WA0010.jpg.7c62d8c3290d03c87ce9ef199fe4b7cd.jpg

IMG-20130813-WA0009.jpg.d075a98b59c040142affb73b09b01ed0.jpg

IMG-20130813-WA0012.jpg.f7172c902219b16ea05fa932b107dc7a.jpg

IMG-20130813-WA0013.jpg.24484f46150b7d6f56d28e11f11aebf1.jpg

Gastos do dia (individual):

- Croissant (café): 1,00 euro.

- Ingresso Santa Croce: 6,00 euros.

- Capa para cobrir as pernas na Santa Croce: 1,00 euro (estava de shorts).

- Almoço: 10,00 euros.

- Sorvete: 3,00 euros.

- Souvenirs: 27,50 euros.

- Frutas: 2,00 euros.

 

DIA 9 – San Gimignano + Siena

Como meu irão tinha agendado os ingressos para a Academia e Uffizi para o dia 15/08, aproveitamos para fazer um passeio pela Toscana.

Para ir à San Gimignano é preciso pegar um ônibus ou trem até Pogibonsi e de lá outro ônibus para San Gimignano. Optamos por fazer tudo de ônibus e compramos as passagens na hora, o terminal de ônibus fica ao lado da estação de trem, mas como a estação é gigantesca é bom pedir informações lá, pois é difícil explicar.

San Gimignano é uma gracinha! Um clima apaixonante percorre aquela cidadezinha. Chegamos perto da hora do almoço e sentamos em um restaurante na Piazza Cisterna. De sobremesa tomamos sorvete na Gelateria Dondoli, em que foi eleito o melhor sorvete do mundo (tem mais de uma sorveteria que anuncia ter o melhor do mundo, mas a correta é essa que eu indiquei; na entrada da sorveteria está escrito os anos em que ganharam o prêmio de melhor sorvete; é muito bom, tomei um de nutella incrível!). Passeamos mais um pouco pelas ruelas, passamos pela Piazza Duomo e fomos até o jardim da cidade para apreciar uma vista muito bonita da paisagem da Toscana.

Compramos as passagens de ônibus para ir a Siena em uma padaria logo na entrada da cidade. Não é difícil achar a rua pois San Gimignano é toda murada e a entrada à cidade é por uma única rua.

Chegamos em Siena e fomos direto para a Piazza del Campo, em seguida fomos conhecer a Duomo e lá aconteceu algo muito legal: começou um desfile com trajes medievais e bandeiras e de repente percebemos que era um dos eventos que antecede o Palio de Siena (nós estávamos em Siena numa quarta e a corrida ocorreria no domingo). Seguimos o desfile até a Piazza del Campo, onde já se aglomeravam muitas e muitas pessoas, e resolvemos ficar por ali para ver o que ia acontecer. Todas as sacadas estavam lotadas, assim como as praça e as arquibancadas. As contradas também estavam espalhadas pela praça, vestindo as cores da respectiva contrada, com bandeiras e gritando hinos. Depois chegaram os cavalos e teve uma espécie de corrida. Esperamos mais de uma hora e durou 60 segundos, mas eu amei participar dessa tradição tão importante! Não sei explicar muito bem o que foi esse evento, mas foi emocionante!

Já era bem tarde quando terminou e fomos a pé (cerca de 30min) até a estação de trem e compramos nossas passagens. O trem pára em Empoli e é preciso trocar de trem lá para chegar em Florença.

598da92cddcb4_sangimi.jpg.581ab593aac6ac1dc54a51f5267ba532.jpg

20130814_145242.jpg.c4d38a148a1613bc696f0a3eefd9d8a1.jpg

20130814_140118.jpg.e585ecfaec5b01b0d11fbd45f20af707.jpg

IMG-20130814-WA0013.jpg.5d3d5e4698d3de5764447ab3ba0e8238.jpg

IMG-20130814-WA0015.jpg.41ceb555a531da26209401151878739b.jpg

Gastos do dia (individual):

- Ônibus para San Gimignano: 6,80 euros.

- Almoço: 8,00 euros.

- Sorvete: 3,00 euros.

- Vinho de San Gimignano: 16,00 euros.

- Ônibus para Siena: 6,00 euros.

- Trem de Siena para Florença: 8,60 euros.

- Jantar: 7,50 euros.

 

DIA 10 – Florença -> Napoli -> Sant’Agnello

Acordei sem hora para levantar, primeira vez nos últimos 10 dias, arrumei as malas e dei uma última volta pela cidade enquanto meu irmão foi conhecer a Uffizi e a Academia.

De tardezinha partimos, de trem, para Napoli. Ao desembarcar, seguimos as placas que indicavam a linha “Circumvesuviana” e compramos nossas passagens para Sant’Agnello. Como bem alertado, é um choque andar com esses trens (sujos, velhos, pixados e sem ar-condicionado), depois das viagens com a Trenitalia, mas 2 horas de viagem não matam! Hehe

Em Sant’Agnello, fomos caminhando até nosso hostel, que ficava a 15 minutos de caminhada da estação. Sorrento é a última parada da linha, mas escolhemos Sant’ Agnello como nossa base para visitar Capri e a Costa Amalfitana, principalmente porque não encontramos hotéis dentro do nosso orçamento em Sorrento.

Ficamos no Hostel Seven Rooms e eu recomendo! Estávamos em um quarto para 6 pessoas e era bem organizado. O Hostel é muito bonito e decorado, no último andar tem um terraço onde fica o bar e “restaurante” que proporciona uma vista linda. É um lugar bem gostoso para fazer uma refeição no final do dia. Também adorei o café da manhã, o melhor dentre os que tivemos nos outros hotéis.

IMG-20130813-WA0014.jpg.b1b90000c286e1a1d43190b6506a7d37.jpg

20130815_161307.jpg.336a26389dbaf0945a720f535845ab72.jpg

20130816_203611.jpg.9ee5a6bf9f4876e0488a3359d13b6a1a.jpg

Gastos do dia (individual):

- Hostel Seven Rooms (3 noites + café da manhã + imposto): 192,00 euros para os dois (dormitório para 6 pessoas com banheiro dentro do quarto).

- Almoço: 9,50 euros.

- Sorvete: 3,50 euros.

- Chocolates Lindt: 3,00 euros.

- Lanche mc donalds: 4,35 euros.

- Passagem Napoli-> Sant’Agnello: não anotei.

 

DIA 11 – Costa Amalfitana

Após um café da manhã com muito croissant e nutella, pegamos o trem até Sorrento e logo na saída, do outro lado da rua, vimos uma fila para aguardar o ônibus que faz uma espécie de tour pela Costa Amalfitana: pára em várias cidades ao longo da Costa Amalfitana, assim é possível descer em uma e conhecer e depois pegar o ônibus para a próxima.

Dica: sentar do lado direito na ida e esquerdo na volta para apreciar a vista.

Compramos as passagens que nos davam direito a circular pela Costa o dia todo e nossa primeira parada foi Positano. Foi a cidade que eu mais gostei, onde aproveitamos para tomar banho de mar mediterrâneo (é lindo demais)! Em seguida fomos para Amalfi, que eu achei menos charmosa. A praia estava lotadíssima, assim passeamos um pouco e seguimos para Ravello. Demos uma volta bem grande em Ravello, tanto que visualizamos Amalfi de dois sentidos opostos e depois disso pegamos o ônibus para voltar para Positano, mas a viagem foi tão cansativa (ficamos de pé uma boa parte do percurso e o ar condicionado não funcionava) que acabamos indo direto para Sorrento, só que tinha muito congestionamento (estávamos lá no feriadão de Ferragosto – 15/08) e acabamos chegando no hostel bem mais tarde do que o previsto.

Ah, em Amalfi me informei sobre o passeio à Gruta Esmeralda, que fica um pouco antes de Amalfi. O passeio de barco até lá 10,00 euros + 5,00 euros para entrar na Gruta.

IMG-20130816-WA0003.jpg.cf4d89ffbded59010b60ff15f1013b20.jpg

IMG-20130817-WA0033.jpg.af1570abf2bd44a53d3e4f8a6839b979.jpg

Gastos do dia (individual):

- Passagem de trem Sant’Agnello-Sorrento: 1,30 euros.

- Água: 2,00 euros.

- Almoço: 7,00 euros.

- Jantar: 6,00 euros.

 

DIA 12 – Capri

Outro passeio para o qual estava animadíssima: conhecer Capri.

Pegamos um trem até Sorrento e de lá fomos caminhando até o porto, é perto, uns 10 minutos de caminhada, a parte ruim é subir a escadaria que dá acesso ao porto na volta!

Compramos na hora as passagens do ferry para Capri e 40-60minutos depois estávamos lá. Logo que você desembarca tem uma banquinha vendendo o tour em Capri por 17,00 euros. Li recomendações para comprar ali mesmo e foi ótimo!

A dica que dou é para sentar no fundo do barco, nas laterais, posição estratégica para tirar fotos.

O passeio começou pela gruta azul e quem quisesse entrar era só trocar para um barquinho menor, além de pagar a taxa de entrada na gruta. Nós fomos e foi lindo! A cor do mar é incrível, parece que tem um canhão de led no fundo do mar. E os barqueiros ficam cantando músicas, é muito legal.

Quem não quer fazer o passeio de parco pode ir até a gruta de ônibus (não lembro qual) e descer uma escadaria que dá até na gruta e dali você pega um barquinho.

Em seguida passamos pela gruta branca e gruta verde e o barco ia bem pertinho para tirar fotos. Eles indicaram outras atrações menos importantes que esqueci de anotar.. Depois passamos pelos faragliones e voltamos para o porto. O passeio durou em torno de 1 hora.

Depois de almoçar ficamos um pouco na praia pública, ao lado do local em que compra as passagens de funicular e depois pegamos o funicular (o trenzinho vertical) para subir em Capri (a cidade mesmo) e de lá um ônibus para anacapri. A dica é ir até o Monte Solaro, a vista é alta mas muito bonita.

Depois pegamos um ônibus para marina picola, tem uma praia privativa lá, mas fomos para apreciar a vista dos faragliones. Enquanto em Anacapri a vista é beeem do alto, da marina picola é como se fosse no “térreo” e as rochas estão bem a vista, relativamente perto.

Rodamos mais um pouco e já era hora de voltar para Sorrento..

IMG-20130807-WA0019.jpg.225d597b78bec5380d2ec7ac80197ddb.jpg

20130817_115941.jpg.30b41ee0c425a7f2beaa63314730cafd.jpg

IMG-20130817-WA0019.jpg.4a9b69b7ba6fa033e8d38d856ebe47b1.jpg

20130817_114858.jpg.07a88ec6e9b26d1a1e3ababb824da90f.jpg

IMG_2835.JPG.2b8a9f766e368eea9506bde29a7bc315.JPG

Gastos do dia (individual):

- Passagem de trem Sant’Agnello-Sorrento: 1,30 euros.

- Ferry ida/volta Capri-Sorrento: 27,90 euros.

- Tour de barco em Capri: 17,00 euros.

- Taxa de entrada na gruta azul: 12,50 euros.

- Gorjeta para o barqueiro: 2,00 euros.

- Almoço: 11,00 euros.

- Funicular: 3,60 euros.

- Ônibus: 5,40 euros.

- Sorvete: 2,50 euros.

- Salada + iogurte (foi o jantar): 4,20 euros.

 

DIA 13 – Pompeia e Napoli

Chegamos em Pompeia era quase meio dia e fazia muuuito calor. Nossa ideia era de visitar as ruínas em 2 horas, mas acabou passando de 4.

Indispensável levar sombrinha ou boné para quem vai no verão. É tudo aberto e muito calor. Até a água que saía da fonte vinha fervendo.

Apesar disso eu adorei o passeio. É uma história muito triste, mas foi a tragédia que nos permite conhecer e recriar na nossa imaginação o que era aquele lugar antes do Vesúvio derramar suas cinzas por ali..

Para organizar nossa visita pegamos um mapa que eles dão na entrada e circulamos o que achávamos mais importante (e foram várias coisas) e depois é caminhar! Chegamos no local e pegávamos o guia para saber exatamente o que era aquilo, para poder entender melhor. Para quem não vai alugar um áudio-guia, acho bem interessante ter um guia completinho em mãos.

Para almoçar tem um restaurante para cima do Fórum, preços normais, nada de exorbitante.

Em seguida fomos para Napoli e me assustei ao chegar lá! A cidade é muito feia, fiquei com bastante medo. Nosso hotel ficava bem perto da estação, pq só paramos lá para dormir, no outro dia iríamos cedinho para Roma.

Gastos do dia (individual):

IMG_2844.JPG.1625279ad5bc8ee8f03e0be856ebea1a.JPG

IMG_2882.JPG.63b45da3402af06dda6ec5e847da08b6.JPG

IMG_2426.JPG.80f96ef66ecfba99f79519cff96d7b71.JPG

- Passagem de trem Sant’Agnello-Pompeia: 2,20 euros.

- Depósito de bagagem em Pompeia: 3,00 euros.

- Ingresso Pompeia: 11,00 euros.

- Almoço + água: 5,50 euros.

- Trem para Napoli: 2,90 euros.

- Jantar: 10,00 euros.

- Hotel Ideal Napoli (1 noite com café da manhã + imposto): 41,00 euros.

 

DIA 14 – Roma

Tiramos esse dia para comprar souvenirs, passar mais uma vez pelo Coliseu e aproveitamos para visitar o Campidólio (mas o Museu Capitolino estava fechado – era segunda), fomos conhecer o Fórum de César, de Augusto e o Mercado Trajano.

Queríamos ir para o outlet Castel Romano, li várias indicações de que tem várias marcas legais com preços bons, chegamos a comprar a passagem de ônibus para ir e voltar (compra em frente ao terminal Termini, na mesma rua em que ficam os ônibus da Terravision, mas do outro lado da rua), mas desistimos depois que o ônibus chegou e as pessoas estavam brigando para conseguir entrar! O ônibus já estava lotado e só deixou uns 3 passageiros subirem. A desorganização me desanimou e passamos o dia caminhando sem rumo e comprando suvenirs.

IMG_2510.JPG.5bc30ffa2fa8032010b65db0a4130801.JPG

IMG_2511.JPG.f2f23a9697837486ab92c40b89573f5f.JPG

Gastos do dia (individual):

- Hotel Ferrarese (1 noite com café da manhã + imposto): 69,00 euros para os dois.

- Almoço: 9,50 euros.

- Trem: 2,50 euros.

- Jantar: 12,00 euros.

- Sorvete: 2,00 euros.

 

DIA 15

Era hora de voltar para casa! Adeus massas e sorvetes deliciosos!

Como nosso voo era de tarde, passeamos na região ao redor do hotel para comprar mais umas coisinhas, comemos uma bela massa na hora do almoço e fomos para o aeroporto Fiumicino de ônibus, pegamos ali na Termini mesmo. Tinham ônibus de 2-3 empresas ofertando o transporte até lá por 4-5 euros, muito acessível.

Com isso encerramos nossos 15 dias muito bem aproveitados na Itália!

Espero que o relato ajude vocês a se programar, e qualquer dúvida é só perguntar! Tive o cuidado de anotar tudo durante a viagem para passar para vocês.

20130820_125529.jpg.5f0c6f7fb9e5b5b7dfdb8dccc6d4159a.jpg

Gastos do dia (individual):

- Almoço: 10,00 euros.

- Ônibus para o aeroporto: 4,00 euros.

- Jantar aeroporto em Madrid: 6,00 euros.

- Café da manhã em São Paulo: 12,00 reais.

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post

Amanhã posto o resto do relato, pessoal!

Quem tiver dúvidas é só perguntar.. O empenho de anotar tudo é justamente para ajudar os próximos mochileiros :D

Compartilhar este post


Link para o post

Olá Angela, tudo bem?

Estou indo pra Europa fica um mes fazendo curso, depois pretendo mochilar por uns 10 à 15 dias com foque na Italia!

 

Qual foi o custo total deste teu roteiro?

(tirando passagens aéreas Brasil x Europa)

Muito bomm o relato, estarei acompanhando!

Compartilhar este post


Link para o post

Luis Casanova, o custo total da viagem foi de 5-6 mil reais, já incluído a passagem aérea (R$1.250).

Já terminei de escrever, só falta adicionar algumas fotos.

Se precisar de ajuda posta aqui! 10-15 dá para aproveitar bem a Itália :D

Compartilhar este post


Link para o post

Nossa, que barbada essa viagem com 5- 6 mil reais!

Seu relato está ótimo, por favor, termine! Estou programando minha viagem para agosto do ano que vem, espero conseguir preços bons como voce!

Compartilhar este post


Link para o post

Angela , PARABENS... pela viagem/roteiro. !! Otimo relato com todos custos detalhados para os mochileiros.rs.

 

A modelo que aparece em algumas fotos embelezou ainda mais as paisagens/lugares !!!

 

Voce conseguiu cruzar a Italia de NOrte a Sul em 15 dias. Muita gente diz que são necessários pelo menos 10 dias para a trinca Roma-Veneza- Florença....

 

Ano que vem quero fazer algo parecido.

 

A experiencia que voce teve, se fosse fazer de novo o que mudaria ? Digo por exemplo, numero de dias em cada cidade, sequencia de cidades, qual aumentaria ou diminuiria?

 

Este hotel em Roma que voce comentou do banheiro sujo, era banheiro compartilhado ?

 

Abraco...

Compartilhar este post


Link para o post

maybe12, eu já finalizei o roteiro :D

 

Joao Alexandre, pois é, estruturamos o roteiro muito bem e deu tempo para cobrir todos esses lugares com qualidade!

Acho que foi ótimo assim, em Florença cheguei a ficar entediada.. haha

Eu não mudaria a sequência de cidades, achei que ficou bem legal o sul no final da viagem, para relaxar.. Mas, se fosse com namorado/marido, acrescentaria um dia em Veneza e conheceria Burano, que fica ao lado.

Se o objetivo é relaxar mais na praia, daria para colocar 2 dias de Costa Amalfitana, mas fui feliz com um dia só.

 

O Hotel Ferrarese, em Roma, tem banheiros privativos mesmo, acontece que a limpeza não era das melhores sabe? O atendimento é bem legal, mas achei a sala de café escura, poucas opções para o café da manhã, e o banheiro um pouco sujo.

Compartilhar este post


Link para o post

Angela!

Adorei seu roteiro. Bem como gostaria de fazer.

Você tem uma planilha/arquivo com a logística da viagem detalhada?

Vocês conseguiram ir à praia algum dia?

Compartilhar este post


Link para o post

Renatinhacv, eu comecei a fazer uma planilha de gastos antes da viagem, mas lá anotei tudo num caderno e desisti de passar para o note! hehe

De hospedagem deu 454,00 euros e de passagens de trens 150,00 euros (referente às passagens que comprei na internet, de longa distância; para deslocamentos locais compra-se na hora e são baratinhas).

Mas todos esses gastos estão detalhados acima, por dia.

 

Nós fomos à praia sim, duas vezes! Veja na parte de Costa Amalfitana e Capri.

Compartilhar este post


Link para o post

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.



×
×
  • Criar Novo...