Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

copaes

CANCUN - PLAYA DEL CARMEN - COZUMEL (Com parada no Panamá)

Posts Recomendados

Nossa viagem foi realizada entre os dias 31/05 e 14/06/2013, onde conhecemos um pouco da cidade do Panamá e a Riviera Maia (Cancun, Playa del Carmen e Cozumel).

 

1- Passagem Aérea.

 

Compramos com a Copa Airlines (http://www.copaair.com). Voamos de Brasília para Cancun, com uma conexão na cidade do Panamá.A grande vantagem da Copa é não ter que ir para a cidade do México (caso não faça parte do seu roteiro, que foi o caso). A Copa possui um bom atendimento e um bom serviço de bordo, oferecendo sempre jantar e um lanche pouco antes da chegada ao local de destino.

Na compra da passagem, tínhamos a opção de ter uma conexão de apenas 2 ou 3 horas ou de 12 horas. Optamos pela conexão mais longa, pois assim tivemos tempo de fazer um city tour na cidade do Panamá. Adianto que valeu muito a pena conhecer a cidade do Panamá.

 

2- Hotéis

 

Ficamos hospedados em Cancun, Playa del Carmen e Cozumel. Reservamos todos os hoteis pelo booking.com (http://www.booking.com), o que nos possibilitou avaliar melhor as condições dos hoteis. Não tivemos problemas com as reservas. Em todos os hoteis as reservas estavam confirmadas.

Em Cancun, ficamos hospedados 2 vezes, logo que chegamos e nos últimos dias.

O primeiro hotel foi o Aquamarina Beach Hotel ([email protected]), no começo da zona hoteleira de Cancun e a beira mar. O hotel é 3 estrelas e a diária custou cerca de USD 77,00, sem café da manhã. Possui internet WIFI grátis na área da recepção. No quarto a internet não chega. O detalhe negativo deste hotel foi que, ao chegarmos, o recepcionista nos colocou num quarto muito bom, porém com um forte cheiro de cigarro. Isto, apesar de termos pedido, no ato da reserva pelo booking.com, um quarto para não fumantes. Pedi para trocar, mas só havia disponível um quarto inferior. Acabamos ficando no quarto com o cheiro de cigarro. Abrimos todas as portas e janelas e o cheiro melhorou um pouco, mas não passou. Como positivo, o hotel possui um bom restaurante, que serve almoço e jantar, no sistema de buffet, por cerca de USD 15,00 por pessoa.

Depois de irmos a Playa Del Carmen e Cancun, retornamos a Cancun para mais 2 dias, antes de retornar ano Brasil. Desta vez, ficamos num hotel melhor, o Casa Maya ([email protected]). É 5 estrelas, mas acho que se enquadraria melhor como 4 estrelas. É um bom hotel, também a beira mar. O custo foi de cerca de USD 110,00 a diária, com café da manhã. O quarto é muito bom e com vista para o mar. O ruim é que para acessar a internet WIFI, é preciso pagar uns usd 10,00 por hora. Um absurdo. O café da manhã é do tipo buffet, onde você se "acaba" de comer. O hotel também possui bons restaurantes, com refeições a uns usd 15,00 por pessoa, o buffet. É melhor que o Aquamarina.

Nosso segundo local de hospedagem foi em Playa del Carmen. Aí, ficamos no Condohotel Fabíola ([email protected]), que é mais simples, mas é excelente. Este hotel, na verdade, são apartamentos tipo estúdio, com quartos bem completos, com ar, banheiro privado, cofre, TV a cabo, cozinha completa e internet WIFI grátis. O proprietário, Patrizio, é muito atencioso e se preocupa com os detalhes, como disponibilização de um garrafão de água para beber. As toalhas são trocadas diariamente. É muito bem localizado e silencioso. Fica bem perto da quinta avenida de Playa del, a uns 2 quarteirões. Recomendo muito este hotel. Preço: usd 64,00, sem café da manhã. Outro detalhe importante, é que perto do hotel tem um supermercado Walmart. Ao final de nossa estadia, tinhamos que ir ao Ferry para ir a Cozumel. O proprietário, Patrizio, fez questão de nos levar em seu carro até bem perto do local de embarque.

De Playa del Carmen, fomos para Cozumel, onde passamos 4 noites. Ficamos hospedados no hotel Flamingo ([email protected]). Diárias: usd 79,00, com um pequeno café da manhã continental incluso. Hotel localizado no centro de Cozumel, perto de restaurantes, mercadinhos, centros de mergulho, etc. Possui quartos espaçosos, com tv a cabo, chuveiro quente, internet WIFI grátis. Apesar de o café da manhã ser continental (frutas, suco, e pão com geléia e manteiga), é bem gostoso. Eles oferecem a opção, pagando a parte, de complementar o café da manhã. A coisa ruim é que o hotel não possui elevador. Mas, são apenas 3 andares. O pessoal do hotel é super atencioso, especialmente o Ivan, que geralmente está lá no período da tarde e noite.

 

3- Agências de Turismo Utilizadas

 

a) Riolando Fajardo - Conexão Panamá. Email: [email protected] ou [email protected]. F: 507-65784858. O Riolando é um brasileiro que mora na cidade do Panamá e trabalha como guia turístico. O custo de 8 horas com ele, para até 4 pessoas, é de usd 100,00. Ele pega você no aeroporto e o deixa de volta após os passeios. Sua Van possui água mineral a disposição, biscoitos e barra de cereal. Ele é muito interessado e estudioso, procurando explicar para os turistas um pouco da cidade, inclusive da parte histórica. Recomendo bastante.

b) Alvaro Tours (http://www.alvarotours.com). F: +52.998.883.1959. Email: [email protected].

Descobrimos o Álvaro e sua agência através do mochileiros.com. Confirmo tudo o que o pessoal fala dele. É muito atencioso e faz tudo para agradar. Seus passeios são bem organizados, sendo alguns exclusivos. Fizemos com ele o transfer de chegada e saída para Cancun, por usd 55,00 o casal; transfer de ida para Playa del Carmen, por usd 55,00 o casal; Chichen Itza especial, por usd 69,00 e Tulum especial, por usd 75,00, por pessoa. O detalhe negativo do Álvaro é que ele não responde emails. Mandei vários emails para ele e nada de resposta. Até que resolvi ligar para ele por skype (tem um link de acesso através do site dele). A partir daí o tratamento mudou. Ele e sua esposa, Flor, foram muito atenciosos e conseguimos reservar todos os passeios que queríamos. Já saímos do Brasil com tudo reservado.

 

c) Centro de Mergulho Bull Sharks (http://www.bullsharksdivingcenter.com). Calle 2 nte between 5ta ave and seashore. F: 52 (984) 8032741. Contratamos 2 passeios com este centro de mergulho. Mergulho no Cenote Chac Mal, usd 110,00, por pessoa e Tubarão Baleia, usd 140,00, por pessoa. Sua proprietária Karla, é uma simpatia só. O difícil é você sair de lá rápido, pois ela fala demais. É uma pessoa séria, sempre nos informando os detalhes do passeio e até não nos recomendando fazer alguns passeios, tendo em vista que o tempo não estava bom. Para o passeio do tubarão baleia, ela nos recomendou e vendeu o passeio da operadora Ocean Tours, que segundo ela, era a melhor operadora que ela conhecia. A vantagem desta agência é que um dos guias é instrutor de mergulho. Também possui um bom serviço na embarcação. Outro detalhe é que agência devolve seu dinheiro se não ver nenhum tubarão baleia (foi o que ocorreu conosco - mas, acabei não pedindo o dinheiro de volta, pois achei que o pessoal do barco se esforçou muito para achar o único tubarão baleia do dia, entre todos os barcos que saíram para procurar o bicho - mais detalhes adiante).

 

4- Roteiro (dia a dia):

 

Nosso roteiro foi o seguinte, por ordem: Cidade do Panamá, Cancun, Playa del Carmen, Cozumel, Cancun.

 

1º dia- Chichen Itzá - Cenote Ikkil – Valladolid

 

Este é um passeio diferenciado organizado pela agência Álvaro Tours. Vale muito a pena. As ruínas são muito bonitas e preservadas. Os guias explicam muito bem a história delas. No local, há muitos vendedores de artesanato. Aconselho comprar lá que é muito mais barato do que comprar na loja de souvenirs que a excursão para na ida para o passeio. Os produtos são praticamente os mesmos. O passeio inclui um almoço tipo buffet, no cenote Ikil, que por sinal é muito bom para banho. É pequeno e profundo, mas é super legal, principalmente depois de passar horas em pé nas ruínas. A cidade de Valladolid, é legal, mas não tem nada demais. A visita se concentra mais na igreja. O ruim, é que na parte da tarde deste primeiro dia em Cancun, acabamos pegando uma super tempestade, que acabou estragando um pouco. O legal é que não pegamos chuva nas ruínas.

 

2º dia - Isla Mujeres

 

Para este dia, tinhamos contratado com o Álvaro a excursão para ver os enormes tubarões baleia. Porém, por conta das chuvas, o passeio foi cancelado. Acabamos indo para a Isla Mujeres. Para chegar, pode-se ir por conta, ou de excursão. Fomos por nossa conta. Pegamos o Ferry no El Embarcadero, perto do nosso hotel. Pagamos usd 17,00 para ir e voltar. Há mais outro ponto de saída da zona hoteleira, em playa tortugas. Viagem super tranquila. Lugar muito bonito, de águas super transparentes. Vale muito o passeio. Infelizmente, pegamos um pouco de chuva, o que acabou evitando que conhecessemos toda a ilha. Para conhecer a ilha, você pode alugar uma moto escooter, por uns usd 25,00 o dia, ou um carrinho de golfe, por usd 50,00 o dia. Acabamos não alugando nada por conta da chuva fraca. Preferimos ficar num restaurante na praia. A chuva deu uma trégua e conseguimos aproveitar um pouco da ilha. Lá, os artesanatos são bem em conta. Basta pesquisar um pouco. O chato da ilha é ter que aguentar a quantidade imensa de vendedores oferecendo passeio de lancha, para fazer snorkel, ou aluguel de carrinhos de golfe ou moto. A dica é que há muitas lojas para alugar moto ou carrinho de golfe. Portanto, vale dar uma pesquisada.

 

3º dia - Cancun - Playa Del Carmen

 

Neste dia, devido às chuvas insistentes, contratamos o transfer do Álvaro, a usd 55,00. Dá para ir de ônibus tranquilamente, no entanto, chovia demais. Pegar o transfer foi a melhor coisa que fizemos. Em Playa del Carmen, aproveitamos o dia para conhecer a 5ª avenida, principal avenida da cidade, muito agitada e badalada. Possui diversas lojas, desde lojas com roupas de marca, souvenirs, restaurantes, lojas de passeios, etc... A cidade é uma graça, especialmente a região do entorno da 5ª avenida. O grande diferencial de Cancun, é que lá você consegue fazer tudo a pé. Lá se consegue ver muito mais gente nas ruas. Lembra um pouco praias badaladas do Brasil, como Porto de Galinhas. Outra grande vantagem é estar bem mais perto de alguns passeios importantes, como a maioria dos cenotes e parques temáticos, além de Tulum.

 

4º dia - Playa Del Carmen

 

Neste dia, mais uma vez, amanheceu chovendo bastante. Tínhamos programado fazer Tulum, com a agência do Álvaro. Chegamos a acordar cedo, mas recebemos uma ligação do Álvaro, adiando o passeio. Resolvemos então ficar em Playa e passear pela cidade e organizar a programação para os próximos dias. Foi aí, que conhecemos a agência Bull Sharks, e sua simpática proprietária, Kárla. Tendo em vista o tempo ruim, resolvemos fazer uma coisa que não estava em nossa programação inicial, mergulhar em cenote. Fomos convencidos pela Karla que seria super tranquilo e seguro. Estávamos com medo, por causa da morte de uma casal de brasileiros paulistas, um ano atrás. Depois de ouvir várias histórias sobre o acontecido, vimos que a morte ocorreu porque eles não seguiram as normas mínimas de segurança que todo mergulho deve ter, especialmente mergulho de caverna. Bom, fechamos o passeio para o dia seguinte. Neste dia, ainda aproveitamos para passear um pouco pela praia de Playa Del Carmen. Sentamos num restaurante de praia e comemos um prato típico de lá, o pescado inteiro frito (prato que temos muito em nosso Brasil, especialmente no meu querido nordeste). Gostoso, mas um pouco sem gosto. O detalhe é que em quase todos os restaurantes de lá, eles oferecem de entrada uns nachos com algum molho, que geralmente é bem picante. Ahh, como eles gostam da tal pimenta. Apesar de não apreciar muito, nunca provei tanta pimenta na minha vida como no México.

 

5º dia - Mergulho no Cenote Chac Mol

 

Sim, foi neste Cenote que o casal de brasileiro morreu. Mas, criamos coragem e fomos lá. Nosso guia, dive master, era um francês, daqueles chatos, mas super correto. Gostei disso. O cara gostava de tudo certinho. E isso me deu mais tranquilidade, por ver que ele era bem responsável. O que tranquilizou ainda mais, foi que ao chegarmos ao local dos 2 cenotes que mergulharíamos, vimos que teríamos muita companhia. Tinha muita gente para mergulhar. Acho que mais de 30 mergulhadores no mesmo local. Bom, o primeiro mergulho foi no cenote Kukulman. O interessante é que a parte superior do cenote é de água doce. Quando vamos afundando, chegando perto dos 12 metros de profundidade, a água começa a misturar com água salgada e ficar meio embassada. O interessante também é sentir que a água do mar é bem mais quente que a água doce, do rio subterrâneo. Bom, o mergulho foi super tranquilo. O detalhe do mergulho de caverna é que sempre se mergulha em locais onde é possível ver a luz do dia, mesmo que seja longe. É diferente de mergulho de cova, onde realmente se entra em locais sem nenhuma luz. Aí, só para mergulhadores com curso técnico de caverna. Para mergulhadores com curso básico de mergulho, já é possível fazer o mergulho que fizemos. O segundo mergulho foi no famoso Chac Mol. Este deu um pouco mais de medo, por causa do histórico e porque a parte superior da caverna estava com a água turva, por conta das chuvas. Mas, chegando na parte mais abaixo, a partir de uns 3 metros de profundidade, a água estava super transparente. O mergulho foi fantástico. Muitas formações rochosas interessantes e uma paz imensa. Valeu muito a experiência.

 

6º Dia - Xel-Ra

 

Este é um parque de água fantástico. Você paga usd 79,00 pelo dia, com direito a comida e bebida livre o dia todo, além de equipamentos de snorkel, boias, etc.. Parque muito legal. Possui uma lagoa salgada muito boa para snorkel, além de um rio onde é possível descer fazendo snorkel ou em bóias. Para os que gostam, há ainda nado com golfinhos e peixes boi. Como não gostamos de animais em cativeiro, nem pensamos no assunto. Ficamos imaginando o quanto os golfinhos devem sofrer nos treinamentos para ficarem dóceis e obedientes como ficam nesses cativeiros para turistas. Lugar de golfinho é no seu habitat natural, o mar. Nós humanos, se quisermos, que vamos atrás deles no mar, como em Fernando de Noronha. Bom, protestos à parte, o parque é bem legal. Come-se bem, bebe-se bem e aproveita-se muito bem a estrutura do parque. Para chegar, a partir de Playa Del Carmen, pode-se ir de excursão ou por conta. Fomos, mais uma vez, por conta. Há uma praça central, na esquina da 15ª avenida com a calle 2 norte, onde há várias vans lotação que vão para Tulum e região. Basta dizer que vai para Xel-Ra que o motorista para na estrada, bem perto do parque. O melhor é o preço, menos de usd 4,00. Na volta, pode-se pegar as Vans na beira da estrada, basta acenar com a mão.

 

7ºdia - Tulum - Cenote Dos Ojos -Playa Akumal

 

Finalmente conseguimos fazer o passeio do Álvaro para Tulum e região. A excursão veio de Cancun e nos pegou em nosso hotel em Playa. De lá, fomos a Tulum. As ruínas são bonitas, mas bem menores que Chichen Itzá. Mas, são bonitas. O melhor é a vista do mar do caribe de lá. Fantástica. Aproveitamos para tirar muitas fotos. Nosso guia, Lino, explicou muito bem a história do local. De lá, fomos para o Cenote Dos Ojos, onde fizemos um snorkel fantástico, adentrando para dentro das grutas do cenote. Muito legal. O guia nos forneceu lanternas, máscara e nadadeiras (tudo incluso no preço da excursão). Apesar da água fria, o passeio foi bem legal. De lá, fomos para Playa Akumal. Linda. Fizemos outro snorkel (guiado pelos guias da excursão), onde foi possível ver algumas tartarugas. Durante todo o passeio, os guias tiram fotos do grupo e, no dia seguinte, é possível pegar as fotos num CD, na agência do Álvaro (também por conta do preço da excursão).

 

8º dia - Excursão Tubarão Baleia

 

Este foi o grande motivo de termos viajado no mês de junho para Cancun e região, já que a temporada dos tubarões baleia vai até setembro. Devido às chuvas, esse passeio deixou de sair por diversos dias. Foram mais de 5 dias sem ter o passeio. Bom, os tubarões baleia são encontrados em alto mar, na região da Ilha Contoy e Ilha das Mulheres. Para chegar ao local onde eles ficam, navega-se em lancha rápida por pelo menos uma hora e meia. Para quem enjoa, é bom tomar um remédio anti enjôo, como dramim.

O passeio se resume a uma caça implacável no mar, em busca dos bichos. E não vão achando que eles ficam sempre no mesmo lugar, pois não ficam. O pessoal da lancha vai na proa, olhando o mar em busca dos bichos.

Infelizmente, para nossa decepção, o passeio não foi bom, pois, devido ao resquício do tempo ruim, ainda não era possível encontrar os tubarões baleia. Na verdade, nós até tivemos sorte de ter encontrado um deles. Mas, quando caímos na água, o danado afundou.

Bom, coisas da natureza. Não era nosso dia. Como consolo, ficou o fato de que, dentre umas 30 lanchas no mar, nós fomos a única que pelo menos viu um tubarão baleia.

Cheguei a pensar em pedir os usd 140,00 pagos de volta, mas, diante do esforço dos guias da lancha para encontrar o animal, acabamos desistindo. Acho que quando se busca algo na natureza, há sempre o risco de encontrar ou não. Depende muito das condições climáticas, que ainda não eram tão favoráveis, e do fator sorte, o que parece não tivemos muito.

Ao final do passeio, retornamos para Playa Del Carmen, pegamos nossas malas no Condohotel Fabíola, e seguimos para pegar o Ferry para a ilha Cozumel, onde ficamos por 4 noites. Chegando no terminal de atracação dos ferrys, arrastamos nossas malas até o Flamingo Hotel, que ficava a umas 4 quadras. Muito tranqüilo achar o hotel. Fomos muito bem recebidos pelo funcionário de plantão, que nos deu um bom quarto e nos orientou sobre lugares para comer.

 

 

9º dia – Cozumel

 

Anteriormente, já havíamos reservado mergulho para o dia seguinte, com a Deep Blue Diving. Muito boa operadora, recomendo.

Sim, o principal motivo de irmos a essa ilha foi merguhar. E, é o melhor a se fazer por lá. Vale muito a pena mergulhar em Cozumel. O mar possui águas incrivelmente transparentes. A visibilidade passa fácil dos 30 metros. Para quem é mergulhador há um bom tempo e já mergulhou em vários lugares do mundo, nosso caso, a vida marinha não é lá essas coisas não, mas tem o trivial, como tartarugas, arraias, moréias, muitos peixes pequenos. Chegamos a ver um tubarão Black Tip, mas muito longe. Vimos alguns tubarões Lambaru, ou Lixa (são tubarões de arrecife – ficam dormindo em algum cantinho dos arrecifes). Mergulhos bem tranqüilos e belos. Vale a pena.

 

10º dia – Cozumel

 

Dia reservado novamente a mergulhar. Foram mais 2 ótimos mergulhos. Os mergulhos em Cozumel podem ser para iniciantes ou mesmo para mergulhadores avançados, como eu e minha esposa. Tem para todos os níveis e é muito bonito.

 

11º dia – Cozumel

 

Este dia foi dedicado a fazer um tour pela ilha. Para tanto, alugamos uma moto scooter. A ilha tem várias opções de aluguel e o preço não é caro. Demos uma volta pela ilha, começando pelo lado mais deserto da ilha, onde o mar é mais agitado, cheio de ondas. Mas, é incrivelmente belo. A estrada beira o mar e dá para fazer várias paradas no caminho. Ao final da parte de mar agitado, há entrada para o parque nacional, onde se paga uma taxa para poder ter acesso. Lá, pode-se ver uma lagoa com jacarés e no final tem uma belíssima praia, onde se pode fazer um ótimo snorkel e curtir uma boa praia. Também há um farol onde se pode subir para ver o visual. Vale a pena passar algumas horas nesse lugar.

Ao sair do parque, continuamos o tour pelo lado de mar calmo da ilha. O detalhe é que este lado é quase todo construído e para ter acesso às praias, é preciso, muitas vezes, entrar em algum bar ou estabelecimento. Mas, há umas poucas praias pelo caminho onde é só parar a moto e entrar no mar. Fica o alerta para passar repelente, pois essas praias são cheias de pernilongos, daqueles que te deixam louco.

 

12º dia – Cozumel – Playa Del Carmen – Cancun

 

Este dia foi dedicado a retornar para Cancun. Logo cedo, pegamos o Ferry em Cozumel em direção a Playa Del Carmen, onde basta seguir para o terminal e pegar o ônibus para a rodoviária de Cancun. O detalhe é que o ônibus não passa nem para no setor hoteleiro. Chegando na rodoviária, pegamos um táxi para o hotel Casa Maya, onde ficamos por mais 2 dias. Tiramos o resto do dia para aproveitar um pouco de Cancun.

 

13º dia – Cancun

A idéia inicial era ir para a Isla Mujeres novamente. Mas, como o hotel era a beira mar e possui uma praia muito bela em sua frente, resolvemos ficar por lá mesmo e caminhar um pouco pela praia. A caminhada acaba sendo meio aventureira, pois as construções invadem o mar em alguns pontos, forçando-nos a entrar no mar para conseguir passar. Mas, é tranqüilo. Com o calor que estava fazendo, eu até achava bom entrar no mar.

 

14º dia – Cancun – Cidade do Panamá – Brasília

 

Dia de regresso. Acabou-se o que era doce....

Tínhamos reservado com a Álvaro Tours o transfer para o aeroporto. Lá pelas 4 horas da madrugada uma Van passou no hotel e nos pegou, deixando-nos a tempo no aeroporto. Os vôos de regresso foram bem tranqüilos.

 

Bom, Cancun, Playa Del Carmen e Cozumel, são lugares que valem a pena. Mas, deve-se ter cuidado para não ir na época de chuvas, pois estraga a viagem.

Dúvidas adicionais, podem escrever para [email protected].

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Estive na região em meados de maio, acabei pegando o sol rachando todos os dias, fiquei 4 em Cancun e 5 em Playa del Carmen. Gostei muito de Playa, se soubesse que gostaria tanto, teria ficado dois dias em Cancun, um para ir até Isla Mujeres(valeu pelo mergulho com golfinhos e Playa Norte, que foi uma das mais bonitas que vi na viagem). Fechei todos os passeios com o Alvaro, mesmo ficando em Playa, a Van nos buscava no nosso Hotel. Um destaque para Akumal, uma praia que não dá vontade de ir embora, muito linda mesmo, restaurante top na praia, tartarugas, raias, peixes lindos. A comida em Playa também me agradou mais, quero muito voltar um dia, Playa é um paraíso. Cozumel também foi legal, fiz o Snorkel pq disseram que veríamos mais paisagens, já que íamos em lugares de maior profundidade. Em Xel-ha vi uma barracuda tão grande do meu lado que quase infartei. Para gastar pouco com comida em Cancun tem um lugar chamado Tay'coz, um sanduíche de U$ 1,50, gostoso pra caramba, tendo em vista que em Cancun tudo que eu comi tinha pimenta. Fiquei no Panamá 4 dias na volta, mas era melhor ter gastado mais uns 3 dias em Playa...rs. Não fiz o mergulho com tubarão baleia, depois me arrependi amargamente...rs.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...