Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Viñas em Santiago - Perguntas e Respostas


Posts Recomendados


  • Respostas 193
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

Pessoal,

 

 

Concha y Toro, na minha opinião tb é muito fraca. Fui quarta-passada na Undurraga e vale muuuuuito a pena.

 

Já indicaram aqui, mas repito: para chegar basta pegar o metro até a Estación Central, atravessar até o Terminal San Borja e pegar o bus para Talagante (1.000 pesos). Ele passa em frente à vinicola em cerca de 40 minutos. Para voltar é só pegar o bus do outro lado da rua, onde há um ponto.

 

Preço, 8.000 pesos - visitação de 1h30 com ótimas explicações sobre todo o processo de produção do vinho (o guia era extremamente simpático e as pessoas estavam amassando uma colheita da uva Pinot Noir quando fui), sobre a história do vinho no Chile, o armazenamento, etc. No final, degustação de 4 tipos de vinho e vc leva uma bela taça pra casa ainda.

 

Abraços,

Daniel

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 semanas depois...
  • Membros
Pessoal,

 

 

Concha y Toro, na minha opinião tb é muito fraca. Fui quarta-passada na Undurraga e vale muuuuuito a pena.

 

Já indicaram aqui, mas repito: para chegar basta pegar o metro até a Estación Central, atravessar até o Terminal San Borja e pegar o bus para Talagante (1.000 pesos). Ele passa em frente à vinicola em cerca de 40 minutos. Para voltar é só pegar o bus do outro lado da rua, onde há um ponto.

 

Preço, 8.000 pesos - visitação de 1h30 com ótimas explicações sobre todo o processo de produção do vinho (o guia era extremamente simpático e as pessoas estavam amassando uma colheita da uva Pinot Noir quando fui), sobre a história do vinho no Chile, o armazenamento, etc. No final, degustação de 4 tipos de vinho e vc leva uma bela taça pra casa ainda.

 

Abraços,

Daniel

 

 

Gente o Daniel esta certíssimo !

Eu tinha reserva na Concha e decidi não ir porque todo mundo com quem conversei por lá me disse que o negócio é tipo Disneylândia, saca? E essa não foi só a opinião da Brasileirada, uma Californiana que manja muito de vinhos que eu conheci me disse o mesmo, a Chilenada me disse o mesmo, até Argentinos e Holandeses concordaram. rs

 

Eu fui a Undurraga e recomendo muitíssimo. O German, o guia do tour em espanhol, é uma figura e de quebra faz piadinha com Argentino (sorry galera, mas foi muito engraçado). Você conhece tudo o que existe por lá, inclusive a produção que no caso da Concha não se passa nem perto, a degustação comporta 4 vinhos e toda e qualquer dúvida é esclarecida e os preços das garrafas são melhores que nos mercados.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Fui hoje à Undurraga e gostei muito, tudo perfeito. É tudo isso que disse a Iara e o German é muito bom guia. Mesmo quem não entende absolutamente nada de espanhol consegue entender e rir, é claro. Vimos de verdade o processo de fabricação do vinho, nada de vídeos e demais enganações de outras vinícolas.

 

Pra chegar lá, volte algumas páginas e verá um ótimo passo-a-passo. Só acrescento que você paga a passagem diretamente no ônibus, não nos quiosques, que não é qualquer ônibus que vai pra Talagante que passa lá (pergunte sempre ao motorista) e que mesmo sendo bom pedir a ele pra te lembrar onde é a parada, é só prestar atenção ao seu lado direito, quando chegar numa estrada um pouco estreita, no nome da vinícola.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Acabei de retornar do Chile e durante minha estadia por lá reservei um dia para conhecer dois vinhedos, Concha Y Tora e Cousino Macul. Fiz essa opção pela facilidade logística, visto que ambas possuem facil acesso através da linha azul do metro.

Visitei primeiro a Concha Y Toro e ao contrario do que muitos escreveram por aqui fiquei surpreso de forma positiva... optei pelo tour basico e de fato existe a degustação de duas taças de vinho apenas (uma de vinho branco e outra de vinho tinto) mas isso é informado previamente por isso não me senti lesado... mas você pode optar por outra opção mais completa, e é claro, mais cara. Vale lembrar que mesmo no tour basico, você leva pra casa a taça de vinho. Fui durante a semana por isso não oi necessario reserva antecipada. O atendimento foi muito bom, o guia foi simpatico, atencioso e explicou varias coisas interessantes... o lugar é muito bonito e tivemos acesso às parreiras que estavam carregadas e pudemos experimentar à vontade varios tipos de uvas, sem nenhuma restrição. Concordo que de fato a Concha é um pouco comercial mas nada que tenha atrapalhado o passeio. De forma geral achei que foi um passeio agradável e valeu apena ter conhecido.

Depois seguimos através do metro para a Cousino Macul.

A Cousino é uma empresa familiar, não é tão comercial quanto a Concha, mas achei interessante a historia deles. Em relação a reserva, para esse passeio havia feito a reserva antecipada mas creio que não tem problema em realizar o tour sem a reserva antecipada. Eles mostraram como era o processo antigo e como é o processo hoje (A Concha não mostrou nada de processo)... pudemos presenciar as mulheres trabalhando na separação das uvas e tudo bem explicado pelo guia no qual não me recordo o nome mas foi muito simpatico e falava um pouco em portugues. Tambem pudemos degustar dois vinhos no qual pedi uma dose extra e o guia completou até a boca!!! rsrs. Saí de lá levemente "simpático" ou "borracho" como se diz em espanhol...rsrs. Lembrando que aqui você tambem leva a taça de vinho pra casa. O ponto negativo foi que não visitamos as parreiras, mas isso não atrapalhou o passeio.

Fazendo um balanço final, foi muito bom visitar os dois vinhedos, pudemos ver duas empresas diferentes, uma mais comercial (Concha) e outra mais familiar (Cousino) nas quais que de forma geral completaram o passeio.

Recomendo.

Abraços!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

É realmente um enorme desperdício ir ao Chile e visitar apenas a Cyt por ser popular dentre os brasileiros.

 

Caso vc não seja enófilo e vá a Santiago apenas para passeio, compre vinhos em suas refeições, procure pedir pelo

 

vinho da casam que pode ser vendido em taças.

 

Mas recomendo fortemente que visitem ao menos duas vinícolas....

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...
  • Membros

Olá Amigos,

 

Nunca estive no Chile, mas já estou com viagem marcada para novembro ::otemo:: . Mas como sou um apreciador de vinhos, especialmente os tintos, e já tomei muita coisa boa produzida no Chile, pretendo visitar algumas vinicolas perto de Santiago.

 

Como eu disse, nunca estive lá, então não posso dar dicas de qual é mais fácil de ir, ou qual tem o melhor tour, mas posso dar alguma dicas de vinícolas que produzem excelentes vinhos e, infelizmente, não são tão conhecidas entre os brasileiros quanto a concha y toro.Pelo menos qui no site muito pouca gente se refere á elas.

 

Se alguém já visitou alguma delas, favor compartilhar as informações. Praticamente não temos relatos de visita á essas excelentes vinícolas.

 

Nos arredores de Santiago:

 

Haras de Pirque - excelentes vinhos. Pretendo ir, até por que eles também criam cavalos lá, e como estarei com crianças, pode ser legal.

Quebrada de Macul - produz o excepcional Domus Aurea...imperdível para quem aprecia um vinho tinto mais potente e carnudo.

Almaviva- sem cometários. O Almaviva é um ícone dos vinhos chilenos.

Tarapacá - O seu Cabernet Sauvignom Etiqueta Negra é um "senhor vinho". Parece que tem tour de charrete pela vinícola.

 

Vale de Casablanca:

 

Morandé - A sua linha Edicion Limitada tem me proporcionado excelentes momentos eno-etílicos hehehe. Vinhos de excelente qualidade.

 

Vale do Conchagua:

 

Casa Lapostolle: Em minha opinião esta entre as duas, ou três melhores vinícolas do Chile. A sua linha Cuvee Alexandre é ótima. O Cuvee Alexandre Syrah 2007 dá até vontade de chorar quando a garrafa acaba rss, de tão bom.

Vina Montes: Sem palavras. Vinhos de excelente qualidade em qualquer uma de suas linhas. Os vinhos reserva, descansam em barris de carvalho francês, 24hs ao som de canto gregoriano para receber boas vibrações rss. Não sei se esse é o segredo do sucesso, mas que os vinhos são bons, há eles são!

 

Como eu estarei com crianças, não vai dar para visitar muitas vinicolas, e nem dará para ir muito longe (vale do conchagua vai ter de ficar de fora :( ).Mas pretendo selecionar bem as vinicolas que irei.

 

Abraços

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Chile regiões vinícolas, guia de informações

 

Lacerda.

 

O link acima te remete ao Guia dos vinhos do Chile, ali vc conseguirá grandes informações.

 

Quanto às melhores vinícolas: Tarapacá, Undurraga, Almaviva são ótimas quanto à qualidade de seus vinhos.

 

No vale de Casablanca eu te indico: casas del bosque e loma larga. São todas de fácil acesso.

 

Pinot noir é a principal casta tinta da região e chardonay a branca.

 

[creditos]Falando de vinhos, disponível em: http://falandodevinhos.wordpress.com/2008/03/07/chile-regioes-e-uvas/, acesso em 11/05/2012 às 12:49 h[/creditos]

 

Abaixo tem as vinícolas por região, só faltam as do Valle Casablanca.

 

20120511124849.jpg

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

os preços dos tours variam entre CLP 8.000 e CLP 17.000, dependendo da quantidade de vinhos e agregação de harmonizações.

 

Quanto a onde comprar vinhos, nos supermercados tem vários e muitas vezes mais em conta que nas vinícolas, daí tu não precisa ficar carregando.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...