Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Patagônia de carro - Perguntas e Respostas


Posts Recomendados

  • Membros de Honra

Daniel

 

Eu que te indiquei ficar em 5 saltos, por experiência própria , como é só para passar uma noite, é melhor do que entrar em Neuquem e ficar rodando...

Em 5 saltos o hotel fica logo na entrada, bem perto da ruta, e a cidade é pequena, mas tem tudo o que precisa.

 

Sobre o rípio, é beeeeeem diferente de estrada de terra, rípio são seixos rolados, pedras lisas, redondas e soltas, sem aderência,

Rodar grandes distãncias é perigoso e cansativo sim, mas não impossível, mantenha sempre abaixo de 80/h ::mmm:

 

Eu rodei aproximadamente 160 km em um trecho com rípio bem consolidado, entre 3 lagos e piedrabuena, pelo meio do deserto, foi rápido, fiz em 2 h ::otemo::

No outro dia demorei mais de 1h em apenas 20km no acesso a punta tombo, e quase capotei em uma curva... ::ahhhh::

 

Dizem que é proibido levar galões de gasolina no carro, mas todo mundo leva, pq falta muita gasolina...

Eu fiquei muitas horas em filas....e fiquei sem gasolina em 3 lagos, no meio do nada...tive sorte que um cara "arrumou" 10 litros a 15 pesos o litro. ::putz::

 

A ruta 40 tem muitos trechos em obras, fica ligado!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 397
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Galera Gostaria de agradecer a todos, em especial Lucky pelas dicas e ajuda durante o ano que passou e dizer que eu e meu marido aumentamos a lista das pessoas contaminadas pela patagônia....rsrsrs.Q

  • Membros

Vamos conhecer o rípio então!

 

Para todos os efeitos, apesar de ter planejado a viagem para 26 dias, tenho mais 4 dias de sobra para quaisquer eventualidades, como comentei anteriormente, meu compromisso não é com o tempo e velocidade, apesar de que ficarei muito feliz se conseguir seguir o roteiro a risca.

Se sentir que a estrada ta pesando, nada me impede de mudar o roteiro, parar um pouco antes, tirar algum destino do planejamento.

Apesar de ser a primeira, não pretendo que essa seja a ultima viagem, tem muita coisa que quero conhecer com mais calma.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Ola ddaneluz,

 

sei que muita gente leva galões de gasolina no carro, como que também sei os acidentes que tem ocorrido por isso, mas no verão, quando a temperatura e alta dentro de um carro.

Hoje em dia você não deve ficar sem gasolina já que tem postos por todos os lados. Planeje bem as paradas com ajuda do site www.ypf.com/GUIA/Paginas/Mapa.aspx?entidad=itinerario# . Ai podes inclusive colocar para buscar os Postos que estejam somente na estrada. As demais companhias como Shell, Petrobras, etc. também tem essa info nos sites, mas YPF e quem mas Postos tem no sul.

 

Estrada de terra e totalmente diferente ao ripio, e mais ao ripio Argentino que são pedrinhas mas pequenas que no ripio Chileno.

O ripio e exatamente como explico Adriano e alem de nunca superar os 80Km/h, anda no maximo em quarta marcha para manter as revoluções do motor, evita entrar nas curvas muita velocidade, usa moderadamente os freios e nunca uses o freio acima da curva (só caso de emergência); tenta frear com as próprias marchas e se tem que pisar o freio fazer com toques intermitentes para evitar que as rodas se bloqueiem. O problema e quando você se confia (nas retas) e por ser pedras pequenas da para andar rápido, só que a aderência que você tem e nula, já que o chão embaixo dos pneus são todas essas pedrinhas que estão “agarradas a nada”. Não exagero quando falo que vi uma família inteira morta depois do carro ter capotado.

 

Me entenda, só quero tentar ajudar para que tua viajem seja um total sucesso.

Abraço!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Valeu pelas dicas, principalmente no que diz respeito aos postos.

 

Tenho o mapa do Proyecto Mapear no meu GPS da Garmin que também dá uma visão boa dos postos de gasolina no trajeto. Estou realmente em duvida com relação a levar ou não um galão extra, mas tendendo mais para não levar.

 

Com relação a dirigir no rípio, tenho lido muito sobre o assunto e acho que já fui bem avisado sobre os perigos. Não tem muito o que fazer por enquanto, só esperar chegar e tomar os cuidados necessários.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

ddaneluz

 

No final do ano passado fui a patagônia de carro, e presenciei falta de combustivel no interior da AR ( rota 40).

Fiz um roteiro inverso ao seu porque achei que a volta seria muito tediosa, desci até o Ushuaia pelo litoral

 

Os proplemas começaram depois de El calafate:

El Chalten tem um posto, tinha combustivel, mas a preço de ouro.

Depois fui até Gobernador Gregores, cheguei no fim da tarde. Um único posto e estava racionado, 100 pesos por carro; expliquei a cituação pro frentista e consegui encher o tanque e o galão que levava (dei uma propina pro camarada). Na manhã seguinte já não havia mais combustivel.

Seguindo para proximo posto, Bajo Caracoles, sem combustivel.

Nas covas de las manos fiquei sabento que Perito moreno também estava sem combustivel. Detalhe, previsão de chegada para 5 dias

 

Depois fui para o chile por paso roballos

 

Te diria para verificar como está a situação naquela região atualmente.

 

Abraço

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Cara

 

Esta situação é crônica....a anos que é assim...e só piora..

É inacreditável rodar pela estepe ver as bombas de petróleo a todo vapor e os postos de combustível sem gasolina...

Seria cômico se não fosse trágico!

Eu sabia que era assim e fui assim mesmo, pra tudo se dá um jeito.

O pior que pode acontecer é ficar horas e horas numa fila e ter que pagar bem caro pela gasolina...lei da oferta e da procura..rsrsrs!

 

Abs!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Argentina e Combustivel.

 

Ha muitos anos os governantes negam a populacao q este seja um problema cronico e de nivel nacional, a Argentina enfrenta problema de desabastecimento a muitos anos, e isto ocorre no Pais inteiro, de Norte a Sul, e o apice deste desabastecimento aconteceu em dezembro de 2011, lembro da noticia por volta de 23 de dezembro, No hay nafta em Capital Federal, qualquer um que consiga ter um pensamento logico, ja consegue imaginar qual o cenario no resto do Pais...

 

Estive algumas vezes na Patagonia, Chilena ou Argentina, e em todas presenciei filas imensas nos postos de combustiveis argentinos. ( a ultima em janeiro de 2011)

 

Da mesma forma ja estive varias vezes pelo Norte da Argentina, a mais recente em janeiro de 2012, nesta vindo de San Pedro de Atacama so consegui combustivel em Salta, em nehum posto ate mesmo dentro de Jujui havia gasolina. Atravessar o Chaco tambem nao foi facil, sempre enfentando filas ou esperando o caminhao chegar com o combustivel.

 

Nunca fiquei sem, mas o problema existe, e deve estar dentro da logistica da viagem, conhecer a capacidade de combustivel do veiculo, media em diferentes altitudes e autonomia. E como fazer para ampliar esta margem caso haja necessidade. Existem galoes de metal estilo militar com capacidade de 20 litros, que nao vazam ou exalam cheiro, mas lembre-se de nunca encher totalemente, para deixar espaço para expansao dos gases, a e gasolina nao explode sem contato com faisca, o calor nao causa pre-ignicao neste combustivel.

 

Os foruns sao muito importantes, mas temos q tomar cuidado e filtrar as informacoes declaradas. Pesquisar em jornais dos locais q visitararemos, tambem ajuda.

 

E tambem procurar informaçoes em foruns especificos, por exemplo tecnicas de pilotagem em solo de uso 4x4, no www.4x4brasil.com.br

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Minha última viagem para Argentina foi no verão de 2008 e naquela época já encontrei problemas para abastecimento na região da Patagônia. Não havia a total falta de combustível mas era racionado, isto é, no máximo 30lts por veiculo. Para encher um tanque tinha que, às vezes, fazer peregrinação pelos postos e encarar filas. Parece que a coisa piorou muito. :shock:

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Meus amigos Mochileiros, isto que vou dizer não significa que vocês não tenham vivido isso. Essas coisas acontecem e aqui e o lugar indicado para contar as experiências, mas volto a dizer que e bom recomendar ir marcando os lugares onde carregar (planejar), mas não sei se e bom criar tanto pânico.

 

A meados de 2011 em Argentina se viveu um problema de combustível principalmente por dos fatores: o aumento do parque automotor e a baixa (ou nula) produção de Repsol-YPF. Desde esse momento ate agora só a meados deste ano e por culpa de um paro do Sindicato de Transporte teve esses problemas descritos.

 

Por outro lado, uma coisa e pensar que o Governo nega algo, e outra e que a realidade amostre que assim seja, coisa que não e. A passar de morar no Brasil a 8 anos, vou a Argentina 3 vezes por ano, em 3 cidades diferentes e as vezes outras, mas alem disso estou cheio de família e amigos que não percebem para nada essa falta de combustível mencionada.

 

Repetindo, sempre e melhor parar a carregar planejadamente para não passar apuros, e no caso de Perito Moreno e a Ruta 40 entre Teka ate El Chalten deve se planejar “muito bem”. A tempo que não passo por lá.

 

Abraços

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...