Ir para conteúdo

Mochilão Dakar - Argentina, Chile e Bolívia - dez/13 - dessa vez acompanhada ¿Por qué no?


Posts Recomendados

  • Respostas 69
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros de Honra
adorei! mas tem como você me responder uma coisa??

pagou quanto de são pedro para Uyuni com a cordillera? vou fazer esse trajeto também e ainda não decidi como!

obrigada =)

 

Oi Anna :)

 

Paguei CLP 94000 (ou USD 185, mas valeu mais a pena pagar em peso na época) para o passeio de 3 dias. Com certeza você consegue mais barato fazendo o caminho inverso, mas achei essa a melhor opção em SPA. Eu jurei que tinha escrito no relato e pelo jeito eu esqueci... dei uma caçada no meu caderninho e é esse o preço mesmo :)

 

Qualquer outra dúvida, estamos aí!

 

Beijos

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Dia 23

 

Esse dia foi a ida para Copacabana. Não foi minha primeira (nem a segunda na verdade, rs) vez na cidade mais charmosa da Bolívia então estava bem tranquila...

 

Mentira! ::mmm: Como estávamos em alta temporada e já estávamos percebendo que estava difícil conseguir reserva em La Paz, eu estava meio apreensiva em não tem feito a reserva para Copa. Aí um fdp de um brasileiro cara que tava esperando o ônibus no hostel também tava falando com umas meninas que ele ia passar reto por Copa porque não tinha conseguido vaga em nenhum lugar e talz... Pronto, fiquei doida! Fiquei as 3 horas e tanto de viagem super encanada, pensando nas possibilidades se não conseguíssemos lugar por lá. Um desespero só...

 

E nem foram 3 horas e tanto, que é o normal, porque tava um trânsito do demônio em El Alto e o motorista fez até uns caminhos muito alternativos por dentro de umas ruas estreitas... medo!

 

Chegamos em Copacabana morrendo de fome (e eu de medo) e fomos correndo (lógico que é só força da expressão, com mochila, na altitude e na subida, fomos bem devagarzinho mesmo) até o Hotel Utama, que é sempre um oásis na viagem. A diária no quarto de casal com direito a chuveiro elétrico e tv a cabo foi de bs 100 e incluído o melhor café da manhã da viagem! =) Todo o stress por nada, tinha vaga em vários lugares... ::prestessao::

 

Fomos comer a famosa e deliciosa trucha do titicaca em um restaurante qualquer (não tava nada demais então eu não me preocupei em anotar) e umas 4 da tarde subimos o Cerro Calvário.

 

Nessa subida eu fiquei meio puta com uma coisa que eu vi, uma família local subindo também e o garoto, com uns 18 anos, por aí, com sua mãe e seu pai, estavam pixando uma pedra com o nome da família. Eu fiquei puta da cara, achei um absurdo mas infelizmente não ia fazer nada... quem sou eu pra falar de costumes locais? Mas pra mim isso é vandalismo... =/

 

Fora isso, tava cheio de gente lá em cima fazendo os rituais pra Pachamama, assim como se faz no Brasil pra Iemanjá nos fins de ano... vários barquinhos cheios de pedidos e agradecimentos. É legal mas tb só vai sujeira pra dentro do lago (ok, estou crítica hoje.... rs)

 

Bom, não preciso nem falar que a subida do Cerro vale a pena! Todo o cansaço é recompensado por uma das vistas mais bonitas da cidade e do Lago:

 

DSC00778.JPG.df26c953722fc5783359b8beced007fc.JPG

 

DSC00776.JPG.b4e6a25819d278559c5c42d9fbab9d7a.JPG

 

A noite, milagrosamente rolou uma paceña GELADA! EEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!!!

 

Dia 24

 

Acordamos e, depois de tomar o café mais gostoso da Bolívia (olhem a foto, tô falando sério :) ) fomos até o porto para irmos até a isla del sol. Custou bs 30 e fomos em cima do barquinho.

 

598db0a645eae_Semttulo.png.b6e62697465c8edae0ce2ce2b4cf9d37.png

 

DSC00805.JPG.4cdde4a6346d49430d14d9af702a9b40.JPG

 

A ida foi bem tranquila. Descemos na parte norte da ilha e fizemos o trekking atravessando. Rolou um momento 'estamos perdidos' mas depois acertamos a rota e fomos até o fim. Acho que é um trekking indispensável e mesmo sem preparo físico nenhum você consegue dar conta... vai devagarzinho, no seu ritmo, fé e força dá pra chegar no final. Pra vocês terem noção, chegamos ao fim uma hora e meia antes do primeiro barco sair, então, no pior do pior dos casos, ainda sobrariam 2 horas e meia (considerando a saída no último barco).

 

DSC00819.JPG.281d7a9def29726ec8f572b5abd23cfb.JPG

 

DSC00829.JPG.9028497d9b82629a72e576ecc5d176e3.JPG

 

Na chegada, paramos um pouco, comemos um sanduiche e ficamos lá curtindo a tarde.

 

Uma coisa que percebi de diferente entre 2011 e 2013 foi o lado sul da isla. Muuuuuuito mais opções de locais pra ficar, alguns muito bonitos mesmo e com cara de hotel mesmo. Deu pra perceber que investiram muito em turismo por lá.

 

A noite... hmmm... comemos um monte! Comi ceviche de trucha, que eu estava morrendo de vontade fazia tempo já =)

 

Dia 25

 

De manhã demos uma andada por Copa... mas não deu pra aproveitar muito, já que tava chovendo. Fomos na catedral, passamos pelas barraquinhos, olhamos tudo... Como nosso ônibus de volta para La Paz seria só as 13 horas, ficamos morgando lá mesmo.

 

De repende encontramos os Neozeolandeses que fizeram o salar com a gente! No meio da rua, andando a toa... Aí pronto, entramos num restaurante e ficamos batendo papo e comendo.

 

Na hora do ônibus, nos despedimos da galera e fomos para a agência.

 

A volta pra Copa foi um capítulo a parte. Sentamos no ônibus e um casal de brasileiros sentou nas poltronas ao lado... Papo vai, papo vem... Descobri que eles eram o casal do relato mais romântico do mochileiros a Laritza e o Alexandre (o aletucs), do relato de pedido de casamento na isla. São uns queridos! Ficamos contando histórias (váááárias bizarras!) de mochilões o caminho todo! A viagem voou, chegamos e La Paz rapidinho. ::otemo::

 

Chegando em La Paz, fomos direto pro Loki (de novo) porque já tínhamos reservado. Um grupo de brasileiros que estava no ônibus também tava com a intenção de ficar no Loki mas não tinham reserva, falamos que tava cheio que nem adiantava ir lá porque não ia rolar... tinha lista de espera. Mas não escutaram a gente e foram... chegaram uns 5 minutos antes que a gente e quando entramos no hostel eles tavam saindo, acabando de receber o 'não temos vagas'... Mas eu avisei, né! Hmpf...

 

Dia 26/27

 

Segue uma sequência de dias a toa em La Paz.... Férias das férias! =)

 

Primeiro que tava chovendo demais e não tava rolando sair. Segundo que o dia 26 era o dia 31 de dezembro e, obviamente, o dia 27 o dia 1º. Lembra que estávamos homeless dia 1º de janeiro? Então, usamos esse dia a toa pra decidir nossa vida, procurando um outro hostel. No fim das contas, quando fizemos o check out dia 1º, surgiu uma vaga no loki mesmo e acabamos ficando lá direto, rs... Se a gente soubesse não tinha empacotado nada!

 

IMG_0580.JPG.8252cf9293e4c2cf37d6fcb4b0a8d5e3.JPG

 

IMG_0584.JPG.b8cf17eedd392df65ccbaab522eb57be.JPG

 

Pra completar, rolou uma festona de reveillon no Loki. Foi bem massa que estávamos comemorando a virada de hora em hora (telesena?) de acordo com os países. Então na hora do Brasil, sobe aquele espírito patriota na galera e sempre anima demais (e isso foi duas horas antes do reveillon boliviano). Foi bem divertido! E alcoolico... bebemos demais, exageramos no rum com coca (já falei que na altitude você fica bêbado mais rápido?) e fomos dormir cedo, não devi ser nem uma da manhã.

 

IMG_0585.JPG.2d22ecfb44c37359846afc437754559d.JPG

 

O dia 27 foi só ressaca...

 

E eu nunca fiquei tão feliz de termos o problema com o ônibus e o terminal estar fechado dia 1º... pensa na gente viajando 18 horas de ônibus até Santa Cruz de la Sierra de ressaca!?

 

Dia 28

 

Fomos para o aeroporto logo cedo e ficamos lá esperando nosso voo da BOA, que deu uma atrasadinha, mas nada demais... A qualidade dos serviços da BOA me surpreendeu, tá melhor que a Gol, serviram até um lanchinho. =)

 

Em Santa Cruz, pegamos um taxi para o Jodanga, que já tínhamos reservado tb... mas nem precisava pois estava as moscas. Meio que todo mundo tinha passado o reveillon por lá fez o check out naquele dia pela manhã. Tava mega vazio mesmo. Assim como a cidade em si, andamos um monte lá atrás de um lugar pra comer e não tinha nada aberto!!! Demos uma volta na região e tudo fechado... as moscas também. Vai entender. Os preços atualizados tem lá no site do Jodanga!

 

Passamos o dia lá, o hostel tem uma puta estrutura, piscina até! Vale a pena para esse clima relax =) Conhecemos mais uns brasileiros por lá, uns no fim e outros no começo da viagem, é bem legal essa troca de informações com a galera, ainda mais que tá começando, cheio de expectativa. Acabamos nos juntando pra comer uma pizza a noite ali perto do hostel.

 

Arrumamos tudo e nos preparamos pro fim da viagem, voltar pra casa no dia seguinte =(

 

IMG_0591.JPG.ff2c7c1e3b2f5a43a04a19b3effd9db8.JPG

 

Dia 29

 

Esse dia foi a volta. Ahhhhhhhhhhhhhhhh...

 

A única coisa que precisava deixar registrado foi a falta de respeito da Gol com os consumidores. Nosso voo atrasou mais de 4 horas! Ok, essas coisas acontecem, mas foi uma total falta de informação... Ficamos sabendo do horário previsto muitas horas antes de sermos informados pela Gol, já que estávamos monitorando o site da infraero, que tem os horários de saídas dos voos do Brasil... Foi supercansativo, o nosso voo era previsto pra hora do almoço e ficamos lá, sem comida e sem infos. Aí nos deram um cuñape de almoço! Quem almoça um pão de queijo, gente? ::toma::::toma::

 

Mas ok, sem stress, voltamos pra casa mais tarde do que o previsto mas chegamos bem e cheios de histórias pra contar ::otemo::

 

 

 

 

Bom, terminei! Ufa!!! Se tiverem alguma dúvida, se eu esqueci de colocar algum preço, se quiserem dar pitaco, a vontade!

 

Beijos e obrigada por acompanharem =)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

enfim....

kkkkk

relatar aos poucos tb pode ser um bom modo para que a viagem continue presente.

"fora do classicão", mas terminou em alto estilo, passando por copacabana !!

aliás, passou por tanta coisa, poeira, calor, neve, altitude, grandes experiências

valeu !!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra
enfim....

kkkkk

relatar aos poucos tb pode ser um bom modo para que a viagem continue presente.

"fora do classicão", mas terminou em alto estilo, passando por copacabana !!

aliás, passou por tanta coisa, poeira, calor, neve, altitude, grandes experiências

valeu !!

 

Realmente, mochilão dos extremos: sol, chuva, neve, cacto, deserto, areia, sal :)

 

Ah, mas não tem como deixar passar a oportunidade de voltar... Eu amo a Bolívia, não consigo fugir ::love::

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 semanas depois...
  • Membros

Oi Camila,

 

Obrigadíssima pelo teu relato, me elucidou muitas dúvidas! Estou planejando fazer Salta/Jujuy, Uyuni e Atacama em setembro, anotei várias de suas dicas!

Você "reclama" muito pouco da altitude, passeando por alguns fóruns, li um comentário que me deixou meio espantada, alguém disse que foi parar na UTI por causa da altitude! Como foi essa questão para você? Você tomava/fazia alguma coisa para amenizar os sintomas ou não sentiu muito isso?

 

Outra questão, por que você foi até Tilcara para fazer Purmamarca arredores, a La Posada não leva? Não vi isso no menu deles...

 

Obrigada!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...