Ir para conteúdo

FOZ DO IGUAÇU - JANEIRO DE 2014


Posts Recomendados

  • Membros

Olá,

Sempre olho no site mochileiros.com para programar minhas viagens, então me sinto na obrigação de contar a minha viagem também.

A última viagem que fiz foi para FOZ DO IGUAÇU. Achei que não podia morrer sem conhecer uma das maravilhas da natureza.

Terça (21/01) –

Cheguei à tarde, depois do almoço e me hospedei no Hostel Paudimar Falls. Este hostel fica no centro de FOZ, numa região mais nobre da cidade. Assim que cheguei fiquei interessada nos passeios. Mas percebi que o cara que me atendeu no hostel ficou me enrolando.

Acabei ficando no hostel mesmo, pois o cara avisou que era para eu descansar, caso contrário veria os pontos turísticos rápidos e ficaria entediada, pois havia escolhido vários dias (21 a 29 de janeiro).

Até aí tudo bem. Mas para o dia seguinte gostaria de ir na ITAIPU e não sabia que precisava de reservas para os passeios. Poderia ter feito isto na terça.

Estava no quarto sozinha, mas tinha feito amizade com um brasileiro e seus 3 amigos de gerações de alemães: 1ª , 2ª e 3ª gerações.

A segunda geração de alemães é que me explicou assim: a 1ª geração são alemães nascidos na Alemanha, são mais tradicionais; a 2ª geração são filhos de alemães nascidos fora da Alemanha, são mais assanhados; a 3ª geração são os filhos da segunda geração, esses são doidos mesmos.

Realmente, a segunda geração estava louca para transar com as moças do hostel, mas a terceira geração era porraloka. Eu estava achando tudo engraçado.Não conseguia parar de rir. Não acreditam que a primeira geração era santa, pois não era.

IMG_8440.JPG.eb5b2837209bce891006f917b5b6b4fa.JPG

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 33
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

Quarta (22/01) -

Enfim, decide ir a ITAIPU BINACIONAL, mas não sabia sobre as reservas. Como janeiro é época de alta temporada, são muitos turistas na cidade, então você precisa reservar os passeios com um dia de antecedência, caso contrário não haverá vagas. Lá na ITAIPU BINACIONAL são 6 tipos de passeios pagos a parte junto com a entrada:

1-ECOMUSEU

2-POLO ASTRONÔMICO

3-VISITA PANORÂMICA (sem ar condicionado)

4-CIRCUITO ESPECIAL (com VISITA PANORÂMICA inclusa e ar condicionado)

5-TEST DRIVE

6-REFÚGIO SILVESTRE

Eu fiz o circuito especial somente, não tinha vaga nos outros. O TEST DRIVE e o POLO ASTRONÔMICO estavam com problemas e não recebiam visitas no dia que fui. Mas gostaria de ter ido no ECOMUSEU e no POLO ASTRONÔMICO. Disseram que dá para reservar pelo site ou por telefone. A falta de informação do albergue me fez ficar na mão.

Gostei do passeio, mas estava muito calor, o ar condicionado ajuda a aliviar um pouco.

IMG_8448.JPG.e62a0b688b231bf6b995a857b1f7e6f5.JPG

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Quinta (23/01) –

Fiz amizade com uma turma de brasileiros e uma alemã e decidimos ir para o lado argentino das CATARATAS DO IGUAÇU. O hostel faz o translado com uma van no valor de R$35,00 (preço janeiro de 2014) saindo às 09 da manhã no horário do Brasil (inclusive horário de verão), valor próximo do translado de ônibus. Até aí tudo bem. O problema foi o horário e a falta de informação.

O cara não quis receber o valor de pagamento com antecedência (dia anterior) e ficou para acerta tudo na hora de ida. Foi todo mundo pagar o valor de entrada + van em reais para ter direito ao voucher, exceto a alemã que não informaram nada.

 

A gente perguntou a ela: Você já pagou?

Alemã: Não, pagou o quê?

Aí, informamos a ela e ela disse: Perguntei duas vezes ao rapaz e ele não me informou nada.

 

Documentos em mãos, vouchers e lanche fomos para as cataratas na van. Saímos quase 09:30, por causa das faltas de informações.

Chegando na barreira Brasil-Argentina, foi quase uma hora esperando para atravessar.

Depois chegamos as Cataratas e ficou combinado estarmos no local para retorno no Brasil às 17 horas do horário brasileiro, isto é, às 16 horas do horário argentino.

Eles sempre vão falando que dá tempo para tudo, mas caso tenham curiosidade procurem o mapa do local: o parque é enorme!

 

Uma moça de Recife/PE, que tem prótese, ficou sentindo dores no corpo, pois fizemos o passeio correndo para conseguir ver tudo. Pois vocês sabem como é turista: olha, tira foto, olha de novo, tira foto com os amigos, filma... isso em todos os mirantes.

No lado argentino o macuco (janeiro de 2014) está mais barato. Existem dois tipos de macuco (na argentina eles não chamam de macuco): náutico (só o passeio de barco) e o gran aventura (passeio de barco + trilha).

 

Eu fiz o gran aventura. Não compensa. A trilha vai pela mata, mas em cima do caminhão e é correndo, para mim que sou bióloga não compensou. A barulheira do caminhão espanta qualquer coisa viva. Não vale a pena. Faça só o náutico, é mais barato e você sentirá as cachoeiras.

No passeio de barco do náutico ou gran aventura eles passam pelas cachoeiras, mas antes de entregam uma bolsa para guardar suas coisas e não molhar, pois o barco entra debaixo das cachoeiras.

 

Aqui mais uma dica: vá de óculos. Tanto faz ser de Sol ou grau, mas vá de óculos, pois quando entra na cachoeira a queda da água é forte e incomoda muito os olhos. Fiquei com os olhos praticamente fechados. O meu olho direito inchou a noite. Nada grave. Mas quem estava de óculos aproveitou mais.

Como fiz a opção do gran aventura não consegui visitar todo o parque inferior.

 

Começamos a comer e descobrimos que duas pessoas não foram avisadas para levar lanche. O preço dos lanches e água do lado argentino são absurdos. Uma água com 750 mL custou R$ 8,00 (janeiro 2014). Compramos mais água e compartilhamos o lanche com os que não tinham.

Às 17 horas do horário do Brasil tínhamos que retornar. Apesar da correria, o lugar é lindo.

De qualquer forma, gostei muito de lá, pena que foi pouco tempo.

 

Acho mais vantajoso acordar cedo, comer um lanche comprado em dia anterior e ir de ônibus (pegará ônibus para PUERTO IGUAZU e chegando na ARGENTINA o motorista indica o local para pegar o outro ônibus para ir as cataratas. Só tem um detalhe: você terá de andar com pesos (dinheiro argentino), pois o parque não aceita reais. Você ficará mais a vontade e não ficará preso a horário. Caso puder levar uma garrafa térmica para água seria bom, pois o calor aqui é de derreter.

 

À noite fomos comer numa pizzaria (MEGA PIZZA próximo a Mc Donalds) que custava 18,99 (janeiro 2014) o rodízio com pizzas doces e salgadas, batatas fritas, frango frito, espaguetes e sorvetes (o de flocos e abacaxi eram bons, os outros não eram tão bons, meio aguados).

IMG_8668.JPG.f5c23f435721fca50e5b8419b80f53ef.JPG

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Na sexta feira (25/01), fomos cataratas do lado brasileiro. Dá para ir de ônibus, pois o ponto do ônibus é próximo ao hostel. Fomos cedo. Levamos lanche e água.

É encantador. Fiquei maravilha. Não consigo fazer comparações como a maioria faz, pois sou bióloga e para mim é a mesma catarata. Essa distinção de Brasil e Argentina é coisa nossa e não da natureza. A natureza é perfeita.

 

Lá tem diversos passeios, mas já havíamos feito pelo lado argentino. Tinha muito arco Iris, tiramos muitas fotos. Tudo muito lindo.

 

Saindo fui fazer o passeio de helicóptero. Nunca havia voado antes de helicóptero. Foi a primeira vez e fiquei maravilhada. Dá vontade de fazer três vezes. Muito bonito.

Lá eles aceitam dividir no cartão de crédito nacional em 3 vezes sem juros. Foi o que fiz, o preço foi R$255,00 (janeiro 2014). Pena que não ganhei na mega sena.

 

Paramos para o lanche e fomos para o parque das Aves. Achei tudo lindo. Muito mesmo. Como é período de alta temporada, as aves que você pode tirar foto segurando estavam de férias, isso é muito estressante para elas. Mas tirei várias fotos perto.

É tudo muito lindo. Encantador.

 

Á noite tive de voltar a pizzaria por causa do meu colega que gosta de comer muito.

IMG_8916.JPG.561ff604407b4615ff92ef3c2275f94d.JPG

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Sábado

 

Fomos ao Ciudad Del Este/PARAGUAY. Fomos eu e a moça de Recife/PE. Cada uma precisava de uma máquina fotográfica nova.

 

Fomos avisados por pessoas que já tinham ido:

 

1 – levar dinheiro, de preferência dólar (eles aceitam euro, real, guarani e pesos. Na casa de câmbio você compra dólar por R$2,45. Caso queira levar reais para o Paraguai a valor de cambio nas lojas é de R$2,55 (janeiro 2014). Exemplo: eu comprei uma câmera fotográfica por 500 dolares (500 x R$2,45 = R$1225,00), mas como não tinha dólares suficientes paguei em reais e ficou mais caro (500 x R$2,55 = R$1275,00). Valores de janeiro de 2014.

 

2- As pessoas vão ficar de abordando para ir às lojas, ignore e siga em frente. Não dê atenção, pois ele grudará em você.

 

3- Ande com a bolsa do seu lado para sua segurança.

 

4- As ruas são muito sujas, esburacadas e o comércio é amontoado. Cuidado com a fiações, são assustadoras.

 

5- Não seja racista e preconceituoso. Não atravesse a alfândega a pé, existem pessoas ruins em qualquer lugar do mundo.

 

6- Ao comprar um eletrodoméstico ou eletrônico, observe o produto e a caixa.

 

7- A loja SONY vende tudo menos produtos da SONY. Ficamos com a impressão de coisas falsificadas, pois as caixas eram estranhas.

 

8- Lojas recomendadas: MADRI CENTER; NISSEI; MEGA ELETRÔNICOS; MONALISA (é boa, mas é tudo muito caro, é um shopping mais chique).

 

9 - Dias de quarta e sábado tem muitos sacoleiros na cidade, então pode ser que a cidade fique mais cheia.

 

Avisaram que o povo paraguaio era muito feio, achei eles parecido comigo, também tenho parentesco indígena. As moças paraguaias deixam os cabelos grandes. Como queríamos um prato típico a vendedora da Nissei nos recomendou comer o chipa guazu, tipo de bolo salgado feito com milho e queijo. Já tinha comido em Bonito/MS, adorei novamente.

 

Pesquisamos preços a manhã inteira e só compramos a tarde.

 

Fui para comprar uma GOPRO HERO 3, mas preferi comprar uma CANON T3i Rebel e um creme da Victoria's Secret na Nissei.

Fiquei feliz com as minhas compras, mas gostaria de ter levado uma GOPRO também.

Eles aceitam cartão internacional, mas cobram taxas de 5% no valor do produto para cartão débito ou 10% para cartão crédito. De qualquer forma, não é recomendado uso de cartões por causa de clonagens.

Foto0342.jpg.a4510861270f0ed7df305a9df73626ab.jpg

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Domingo

 

Meus colegas de hostel foram embora. Gostaria de conhecer o marco das 3 fronteiras, mas todos avisavam sobre o abandono pela parte brasileira e paraguaia. Fiquei com medo e me explicaram que ir pelo marco argentino era melhor. Então decidi ir para Puerto Iguazu. Comprei alguns pesos com um cara do hostel, mas não foi um cambio muito vantajoso para mim, mas como era domingo não tive outra opção.

 

Fui com 200 pesos, mas em todos os lugares eram aceito dolares, euros e reais,o problema era o troco. No ônibus conheci um casal de São Paulo que estava passeando por Foz, Paraguai até a Argentina. Eles queriam conhecer o marco das três fronteiras. Como era domingo algumas lojas estavam fechadas, mas não todas.

 

Descemos do ônibus e vimos uma loja FREDDO e compramos refresco a base de sorvete de manga. Muito bom! O dia estava muito quente e refrescou muito.

Fomos a feirinha, mas a maioria das lojas estavam fechadas. Tinha muitos alfajores a venda. Comprei três.

 

Andamos até o marco, no meio do caminho tinha um monumento feito na rocha, achei muito bonito. Andei muito, é longe, mas valeu a pena.

Achei estranho o fato do casal estar usando calça jeans e tênis no calor daqueles, mas não perguntei o porquê, fiquei imaginando se seria motivo religioso.

 

Tiramos fotos no marco e eles falaram que iriam até o Icebar.

 

Eu: Que Icebar? Achava que isso só existia na Europa.

Eles: Tem aqui, em Puerto Iguazu. Custa 140 pesos, uns 40 reais.

Eu: Eu vou.

E fomos. Pegamos o ônibus no marco das três fronteiras e eles nos deixaram em frente no bar.

 

Eu achava que para entrar neste tipo de bar, eles te davam roupas de inverno para todo o corpo. Eles dão somente o casaco e as luvas. Aí eu entendi porque o casal estava usando calças e tênis.

Mesmo assim estava decidida a ir. Fui e quando entrei recebi um copo de gelo para bebida. Bebi um bebida e larguei o copo. Mas foi esfriando (estava -7ºC) e pedi mais bebida.

 

Eu: Quero mais bebida.

Barman: Cadê o seu copo, é individual.

Eu: É esse daqui (foi o primeiro que vi na frente).

 

Estava de vestido e chinelo e com um frio daqueles, não iria ficar com nojos. Eu comecei a beber uma bebida atrás da outra para aguentar e comecei a dançar como uma doida. Na hora de sair parecia um picolé. Aí o rapaz (do casal) queria saber o ônibus para ir a rodoviária de Puerto Iguazu e retornar a Foz. Mas resolveu perguntar a um hippie.

 

Eu falei para ele: Acho que é melhor perguntar ao dono do Icebar.

Rapaz: Hippies sabem tudo.

Rapaz: Onde fica a guarita para pegar o ônibus sentido rodoviária?

Hippie: Só ir nesta direção, daqui uns 600 metros vocês verão a guarita.

 

Andamos cerca de 3 quilômetros e nada de guarita. Um cara ofereceu um taxi para nós e pagamos R$15,00 para ir a rodoviária.

 

Almoçamos em um restaurante relativamente fino para o tanto que paguei 22 reais.

 

Ao ir para a rodoviária, nos separamos, pois queria ir ao CREMOLATTI provar os sorvetes argentinos e o casal queria retornar a Foz rapidamente, pois iriam para Assunção, capital do Paraguai, à noite.

 

Adorei o sorvete da Argentina, consistente e com gosto. Nunca vi igual no Brasil.

 

Cheguei no hostel e pulei no piscina.

IMG_9210.JPG.7f3fce4582fe7659dde93a8beb1d879c.JPG

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Segunda feira (27/01)

 

Acordei tarde e enviei um cartão das Cataratas do Iguaçu para meu irmão caçula. Sempre procuro fazer isto nas viagens.

 

Depois lanchei e fui a Mesquita. Gostaria de ter ido para um momento de preces, mas fiquei com vergonha de ficar lá esperando. Não possuo mesmo credo que eles e fiquei com receio de ofender com minhas excessivas perguntas. Isso sem contar que estava de vestido. Mas eles me emprestaram a roupa para entrar lá.

 

Mas pessoas manoteiras de alma de manota, então eu perguntei para senhor da mesquita

Eu: O que é aquela caixa de presente aparecendo na televisão?

Mulçumano: É Meca! (respondeu como se fosse a coisa mais óbvia do mundo).

Hummm... doeu...senti uma vontade de sumir...

 

A tarde fiquei na piscina e á noite fiquei na companhia de dois franceses e um brasileiro conversando. Eram muito engraçados. Eu fiquei falando que era bióloga e eles começaram a falar de baratas, eu detesto baratas: "La cucaracha, la cucaracha... lá lá lá lá (http://www.youtube.com/watch?v=4-TTyhBqdJ0)".

 

Os rapazes franceses não são muito limpos nos dentes, sabe quando dá para ver os rejuntos de sujeira... mas são educados com mulheres, não olham com aquele desprezo como os latinos costumam olhar para as mulheres.

 

Eu sonhei com muitas baratas a noite e não consegui dormir.

IMG_9298.JPG.cea258f135fb4357d841d64e00dbb6b3.JPG

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Terça Feira (28/01)

 

Eu acordei e estava querendo muito retornar a alguma catarata, mas como bióloga. Não é o ideal, pois o excesso de turistas da alta temporada (janeiro 2014) espanta tudo.

 

Decidi ir as cataratas brasileiras. Mas um francês que conheci no hostel quis ir comigo. Avisei que iria como bióloga, mas acho que ele não entendeu.

 

Indo como bióloga: binóculo, máquina profissional e celular com cantos de aves (esse eu não levei). Aí você fica observando, tira uma foto, observa mais... é um jeito mais lento de ir, muito chato para o típico turista. Eu adoro.

 

Acho que o francês ficou um pouco apaixonado e queria me fazer companhia.

 

Fomos cedo e ele até que é legal, mas franceses tem um jeito um pouco diferente de nós.

 

Eles são polidos com mulheres, isso não é mito, é verdade. Eles não vem de forma depreciativa como a maioria dos latinos homens.

 

Fomos as cataratas. Tirei muitas fotos com a câmera digital nova. Mas ainda não sei utilizar todos os recursos.

 

Gostaria de ter ido para o passeio trilha do poço preto de bicicleta, são uns 9 quilômetros, mas o francês era fumante e fiquei imaginando se ele iria dar conta. Percebi que ele não tinha ido para este tipo de passeio.

 

Ele quis ir ao MACUCO SAFARI. Eu topei. Como já disse eu já tinha ido ao MACUCO SAFARI das cataratas do lado argentino, chama-se GRAN AVENTURA.

 

O passeio começa com um caminhão pequeno que vai por uma trilha. A mata é bem fechada e o caminhão não é tão barulhento como o argentino.

 

Depois temos de andar um pouco a pé, descer e subir escadas. Como a mata é muito fechada, existe a possibilidade de aparecer bichos como cobras, lagartos, aranhas... o tempo todo as pessoas são alertadas.

 

No final da trilha tem o passeio de barco, mas existem armários para você guardar as coisas, custou R$5,00 (janeiro 2014). Sabe como é: o que é de graça as pessoas não dão valor, então pagando ninguém some com as chaves. Eu sou professora em escola pública e sei como as coisas funcionam.

 

Foi bem legal, como eu já tinha ido no GRAN AVENTURA e tive problemas com os olhos, neste eu levei o óculos escuro para proteção. Meus olhos só não incharam, mas ficaram irritados.

 

Durante o macuco tem um rapaz que filma e tira fotos com um câmera GOPRO HERO 3. Depois eles vendem as fotos.

 

Retornamos para o ponto inicial com o caminhão pequeno.

 

Achei o passeio de MACUCO SAFARI (R$170,00 valor de Janeiro de 2014) mais interessante e organizado do lado brasileiro.

 

Caso queira só entrar na água, compensa fazer o NÁUTICO (cataratas argentinas), mas caso queira se aventurar mais compensa fazer o MACUCO SAFARI do lado brasileiro.

 

Depois retornamos para o hostel. No meio da estrada tem um loja de chocolates artesanais, mas fiquei com preguiça de descer do ônibus e depois ter esperar outro.

 

Na verdade, eu fiquei o trajeto acompanhada com o francês, então fiquei sem graça porque percebi que ele não curtia muito aventura.

 

Eu disse a ele durante o MACUCO para ele por a mão na água para sentir a força da água... quando ele foi por, foi como um gato entrando em água.. sabe como é aquela reação?

 

Eu percebi que os brasileiros e os argentinos estavam gostando dos passeios. Mas o francês não me pareceu tão empolgado.

 

Ele me pareceu um pouco apaixonado, mas eu sou um pouco fresca na hora de paquerar os rapazes. Os franceses não gostam de banho e, o que mais me incomodou, eles não escovam os dentes. É sério! Dá para perceber, é meio nojento. Não sei se o rapaz tinha mau hálito, pois ele fumava muito, então para mim, ele tinha cheiro de cigarro.

 

Ele queria uns beijinhos, mas não rolou, mas ele foi muito educado. Em nenhum momento faltou com respeito ou ficou me tocando.

 

A alemã que estava no meu quarto tomava banho e escovava os dentes, mas acho que não é muito o hábito dos franceses.

 

Retornamos para o hostel e depois fiquei na piscina.

IMG_9461.JPG.1daefbe30e04338809b3ccb1c931169d.JPG

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Quarta feira e último dia

 

Acordei cedo e fui para o templo budista. O ponto do ônibus fica próximo ao hostel.

Demora um pouco para chegar, mas o ônibus deixa quase na frente do templo.

 

É um templo bonito, muitas estátuas e natureza, mas gostaria de pedir informações sobre religião... sem dar manotas...

Mas não tinha ninguém para atender.

 

Só vi uma mulher contando que precisava de ajuda, estava em momentos difícieis e que estava indo lá aos domingos para participar dos cultos.

 

Queria comprar um sino budista, mas meus parentes são muito católicos e fiquei sem graça de ofender.

 

A tarde fui embora.

 

Eu gostei do passeio, mas fiquei incomodada com a falta de informações.

IMG_9514.JPG.1f12bdd0f3def03ff2ebcb920987feab.JPG

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

Mto bom o relato...tb pretendo ir pra Foz mas no feriado de junho no meio da Copa. Tenho certeza que vai estar lotaado, maaaaaaas é oq tem pra vez kkkkkkkk

na real meu objetivo por mais esquisito q possa parecer é comprar uma canon t3i e uma GO PRO tb, vc comprou onde a sua canon??´

to sempre de olho na mega eletronicos, monte carlo e o preço não tem mta diferença e as duas parecem ser confiáveis.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...