Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Suelih

Zig-zag pelos Andes : Mendoza, Santiago, Las Lenas, Cordoba, La Serena, Copiapo, Fiambala, Antof.La Sierra, Tafi del Val

Posts Recomendados

10/Jan. Antofagasta de La Sierra

 

Saímos de Fiambalá, pegamos a Ruta 40 novamente, passamos por Belén.

Após Belén abastecemos o carro no último posto de combustível que existe até chegar em Antofagasta de La Sierra. Este posto fica bem no entroncamento da 40 com a estrada para El Penón.

Aliás em A.de La Sierra não tem posto de gasolina. Existe uma pessoa que vende combustivel em galões, mas nem sempre tem.

O que fizemos foi o seguinte, calculamos que o tanque cheio daria para ir e voltar até Antofagasta, mas nao daria para os passeios lá. Estes passeios iríamos de qualquer forma fazer com os guias locais, em caminhonetes 4x4. Então fomos tranquilos.

 

A estrada até El Penon, no início tem partes boas e partes ruins. As partes ruins são justamente onde a estrada passa pelo leito de rios, às vezes secos e com pedras, às vezes com a água correndo, às vezes só um filetezinho de água. Depende da intensidade da chuva e se ela aconteceu há pouco tempo. Na pior das hipóteses você terá que esperar por algumas horas o rio baixar, em caso de chuva intensa. E no percurso da estrada tem várias vilazinhas e vimos máquinas (tratores) próprios para "aplainar" e limpar a estrada após a enxurrada. A população local também depende da estrada desimpedida. Nós passamos por alguns riachos, mas a maioria estavam secos.

 

598db0742396c_DSC01843-Cpia.JPG.75f19d764a71d8704102eb09dbfe13e6.JPG

598db074293f5_antofagasta-Cpia.jpg.9b7899ea15d56e502fe5288d0e3caade.jpg

598db0742ec0e_Suris2-Cpia.jpg.71f8e67d562f80e89ef3363c8ee5fe1f.jpg

 

 

 

Chegamos em Antofagasta de La Sierra, já maravilhados com a paisagem que tivemos na estrada.

A vila é bem pequena, tem algumas pousadas e uma hosteria, alguns mercadinhos e restaurante.

Nos instalamos a primeira noite numa cabana de adobe (Casa de Piedra, 540 pesos para 5) e no dia seguinte fomos para a Hosteria Municipal (640 pesos, 2 dorm.)

Na Hosteria servem além do café da manhã (incluso na diária) o jantar, pago á parte. Tem também alguns bons vinhos da região para os amantes dessa bebida, e para nós que somos brasileiros (considerando o real valorizado frente ao peso) acaba saindo muito barato! Ehh alegria!

 

598db07433e5d_DSC01881-Cpia(2).JPG.c9ca3905b88a0239711faf4463507d72.JPG

598db0743949d_antof.sierra-Cpia.jpg.1acabae42b2d082ad3d0fa7a8420fcb5.jpg

598db07538e58_DSC01891-Cpia.JPG.eecfdada6ebacc7a2af0421b15431d40.JPG

598db0743d3f7_DSC01942-Cpia.JPG.e0d5f5f373f8071ebe0a78d72796743c.JPG

 

 

Sobre os passeios, existem vários, alguns dá pra fazer por conta própria, outros só com guias.

Contratamos para o dia seguinte o passeio longo, o circuito grande que engloba a Laguna Grande, a travessia da cratera do vulcão Galán e no final o Salar do Hombre Muerto. Este tour fizemos com o guia Sergio.

A paisagem é belíssima, principalmente a laguna com os milhares de flamingos, a nascente brotando água a 90 graus C, as lavas vulcânicas, os campos amarelos da paja brava, os vulcões. Eu particularmente achei cansativo, foram 13 horas de circuito, andando a 30, 40 ou no máximo 50 Km/h e no final fica um pouco repetitivo. Na parte do Salar do Hombre Muerto o dia já estava quase escurecendo e deste ponto ainda tinha mais 1 hora e meia até chegar em Antofagasta. Enfim, terminamos o passeio já eram umas 9h da noite mortos de cansados e minha cunhada com uma dor de cabeça terrível (embora tenha tomado oxigenio durante o passeio). O fato é que passamos o dia inteiro na altitude de 4 mil pra cima!. Voce pode combinar com o guia para o passeio ser mais curto ou mais rápido.

Para esse passeio pagamos 2.200 pesos no total. (o lanche é por nossa conta).

 

598db074415df_DSC02203-Cpia.JPG.48d4e08b6aa412a379e8d11c7bdaadda.JPG

598db0744568a_DSC02321-Cpia.JPG.bbaffe425e1d1e4b9434bcab8378e1b0.JPG

598db074494f2_DSC02330(1)-Cpia.JPG.e6a7bf4f5fb8ce2ab72b4336e01e0812.JPG

 

 

Se valeu? Valeu sim, mas poderia ser mais rápido nos lugares menos interessantes pois acaba ficando muito repetitivo. Penso que outros guias façam mais rápido, o Sérgio disse no começo do passeio que ele costuma ir beeem devagar. Mas não precisava ser assim tãããoo devagar né!...

 

DSC02422(1).JPG.fde93de2bb237fdb6d9e3a7378c0d435.JPG

A chuva no nosso encalço.

 

Uma fato interessante, uma grande parte do passeio foi dentro da cratera do Vulcão Galán, que mede 40 Km de diâmetro! Havia vários outros pequenos vulcões e lagunas dentro.

 

598db074521fb_Antofagastadelasierra-Cpia.jpg.c43083354d4fd31f4cf691a061d1a451.jpg

DSC02348(1).JPG.345695a588a82f4686fb47b4ee0c3be4.JPG

598db0744d3e9_DSC02482-Cpia.JPG.cedfcc2d527879d5d43d6d11d4d7bb51.JPG

 

11/ Jan. Antofagasta (Campo de Piedra Pomez)

 

Para este dia contratamos Ariel, um guia bem atencioso mas que trabalha só nas férias escolares. Ele é professor em Belén e sua mãe tem um restaurante em Antofagasta. Ele nos levou ao Campo de Piedras Pomez, que fica perto de El Penon. A sensação de andar nas pedras porosas imensas, aquele branco todo é incrível! Vejam pelas fotos.

 

598db0745ca98_DSC02539-Cpia.JPG.fe47f2e45a5e7a1b4aa3ae615c860cba.JPG

598db07a7a894_DSC02658-Cpia.JPG.1a9ea28d7ea86dde2b6b58d7b6601957.JPG

598db074618cf_DSC04598-Cpia.JPG.8a87a674d11fcc411d0db8241e63f7dd.JPG

598db07466758_emcimadapedrapome-Cpia.jpg.febaf572a7bde59ee88eac6d672e0583.jpg

598db0746ae82_nocampodepedraspomez2-Cpia.jpg.605244a366a3f53d92fa42a241adfd02.jpg

 

Levamos cerca de 3 horas no total para este passeio. Pagamos 1.000 pesos para o guia e foi muito bem gasto! (Ariel não faz o tour do circuito grande).

Pegamos nosso carro no entroncamento da estrada (havíamos deixado ele lá porque para o Campo só é possível ir de 4x4). Nos despedimos de Ariel e fomos almoçar em El Penon. Há uma ótima hosteria lá com restaurante e também pode-se contratar guia por lá. Uma sugestão seria fazer o tour das Pedras Pomez na ida quando passar por El Penon, ou caso nao tenha guia disponível, deixar agendado para o dia da volta.

 

598db07527a63_DSC02542-Cpia.JPG.71b102fac1b9b56d1610196db3ee75d7.JPG

598db0752bbab_DSC02733-Cpia.JPG.03d2271a1c39ed10fe94f98196fe30d0.JPG

 

Chegamos ao final do dia, ou melhor, á noite em Amaicha del Valle, isso devido a um pneu furado provavelmente numa travessia de um dos vários rios/riachos que atravessamos.

Hotel - 450 pesos (2 dorm).

 

 

12/Jan. Ruínas de Quilmes

 

De manhã enquanto consertávamos o pneu do carro, visitamos o Museu Pachamama. Muito bonito, várias esculturas e desenhos em mosaico no chão, paredes e muros. Muitos cactos ornamentando o grande jardim. Gostamos muito.

Após o Museu fomos visitar as Ruínas de Quilmes, distante apenas uns 10 Km de Amaicha.

Pagamos o ingresso de 100 pesos total (para 5). Bem interessante e muito bem preservado.

O povoado de Quilmes era muito grande e ainda tem muito material a ser escavado. O conjunto é bem bonito visto de cima.

 

598db0752f8ec_DSC02994-Cpia.JPG.e990ed6c95f60150c85088e3a61902b4.JPG

598db07533b83_DSC03023-Cpia.JPG.da43e003ba069889d6d24e68d06e86ee.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

13/Jan. Tafí del Valle

 

Já conhecíamos também de outras viagens, mas sempre é bom voltar para um lugar bonito e que tenha gostado.

A vila tem muito comércio, restaurantes e pousadas. Nas férias (tanto de verão ou de inverno) o pessoal de Buenos Aires vem passar a temporada aqui, então é bem animada a noite.

Passeamos pelo centrinho à noite, jantamos e compramos depois queijos de cabra e empanadas (especialidades da vila).

Dormimos no Hotel ATEP - 325 pesos TPL (sem café). O café da manhã tomamos numa panaderia perto do centrinho, onde compramos também várias medialunas para viagem.

 

598db08b7ca6a_floresdocampoemTaf-Cpia.jpg.6753ae018ca625b8e160ab08884c2a6a.jpg

598db08b8a17e_DSC05034-Cpia.JPG.67e31b5105e56d0468274e07b2f0ef7f.JPG

 

 

14/Jan. Roque Saenz Pena

 

Já estamos no caminho de volta para o Brasil.

A viagem estava tão boa mas uma hora tem que retornar não é!?...

Deixamos Tafí, subimos e descemos toda aquela íngreme Sierra del Aconquija, passamos a abra do Infernillo ( 3.000m).

Passamos depois por Quimili para abastecer , e então chegamos no retão interminável do Chaco. Em Quimili encontramos 2 motociclistas brasileiros que voltavam de Ushuaia. É muito bom encontrar com conterrâneos e trocar informações.

Paramos para pernoite em Roque Saenz Pena. Ótimo hotel com um ótimo restaurante.

Passamos no supermercado e compramos dulce de leche, azeite de oliva e outras guloseimas para levar para casa.

 

Hotel Gualok Atrium - 925 pesos (2 quartos).

 

15/Jan. Puerto Iguazu

 

Neste dia novamente passamos o dia todo naquelas retas intermináveis do Chaco, sem mais montanhas, nem picos nevados, nem lagunas azuis.... Já ficamos com saudades... Mas também estava feliz por estar chegando em casa, saudades da terrinha também!

 

Pernoite em Puerto Iguazu. Hotel _________ 130 reais para 5. Aceitam reais!

Jantar no La Rueda, demorooou para sair a comida, mas estava uma delícia! Recomendo! (Também aceitam pagamento em reais)

 

598db08b81cdb_DSC03337-Cpia.JPG.2d204af0f5769c4147d79554bce4888a.JPG

 

16/Jan. De volta ao Brasil!

 

Deixamos Puerto Iguazu, passamos pelas Aduanas (a brasileira continua às moscas, sem nenhum agente, entra qualquer um sem nenhum controle).

Termina assim nossa grande aventura! Sem contratempos maiores, nem com a polícia caminera, nem problemas mecânicos, apenas tivemos um pneu furado e alguns de nós sofremos do mal da altitude (isso foi ruim!) mas já sabendo disso, fomos preparadas com remédios e tomamos oxigenio onde tinha disponível.

 

Levamos a grande parte do dinheiro em reais, quase não usamos o cartão de credito. Valeu muito levar em dinheiro pois o câmbio estava muito favorável para o real.

Em Cordoba trocamos todo nosso real na época com a cotação de 1 real = 4,10 pesos. Hoje, devido á grande inflação na Argentina, o real deve estar valendo muito mais. Está uma boa época para nós brasileiros visitar nossos hermanos!

 

Então pessoal, como disse no início, meu relato foi bem enxuto, sem muitos detalhes, apenas muitas fotos para ilustrar.

Quem quiser mais detalhes ou informações pode escrever/postar. Responderei com prazer!

 

598db08b8636d_DSC02766-Cpia.JPG.f1e233f6054cbae1d9f2146c5bde6cac.JPG

 

Hasta la vista a todos y gracias por la lectura!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Linda viagem Sueli!

Quase os mesmos lugares que fui... O Campo de Piedra Pomez é uma coisa linda, né? Aliás, toda a região... Parabéns pelo relato e pela viagem...

Bjs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oii Hlira

Obrigada, sim, vale a pena este roteiro, é muito bonito.

 

 

Oláa Carla!

 

Sim, primeiramente quero agradecer a você, foi lendo o seu relato (e vendo as suas fotos) que me animei a fazer esta viagem!

Muito linda a região de Antofagasta! Valeuu!

Qual será o seu próximo destino!?

Beijoss.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fantástico o relato, parabéns! Estou pensando em sair de La Serena com destino à Argentina (San Juan, Rioja ou outra cidade mais ao norte). Alguém sabe se há ônibus que fazem esse trajeto?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
13/Jan. Tafí del Valle

 

Já conhecíamos também de outras viagens, mas sempre é bom voltar para um lugar bonito e que tenha gostado.

A vila tem muito comércio, restaurantes e pousadas. Nas férias (tanto de verão ou de inverno) o pessoal de Buenos Aires vem passar a temporada aqui, então é bem animada a noite.

Passeamos pelo centrinho à noite, jantamos e compramos depois queijos de cabra e empanadas (especialidades da vila).

Dormimos no Hotel ATEP - 325 pesos TPL (sem café). O café da manhã tomamos numa panaderia perto do centrinho, onde compramos também várias medialunas para viagem.

 

[attachment=3]flores do campo em Tafí - Cópia.jpg[/attachment]

[attachment=0]DSC05034 - Cópia.JPG[/attachment]

 

 

14/Jan. Roque Saenz Pena

 

Já estamos no caminho de volta para o Brasil.

A viagem estava tão boa mas uma hora tem que retornar não é!?...

Deixamos Tafí, subimos e descemos toda aquela íngreme Sierra del Aconquija, passamos a abra do Infernillo ( 3.000m).

Passamos depois por Quimili para abastecer , e então chegamos no retão interminável do Chaco. Em Quimili encontramos 2 motociclistas brasileiros que voltavam de Ushuaia. É muito bom encontrar com conterrâneos e trocar informações.

Paramos para pernoite em Roque Saenz Pena. Ótimo hotel com um ótimo restaurante.

Passamos no supermercado e compramos dulce de leche, azeite de oliva e outras guloseimas para levar para casa.

 

Hotel Gualok Atrium - 925 pesos (2 quartos).

 

15/Jan. Puerto Iguazu

 

Neste dia novamente passamos o dia todo naquelas retas intermináveis do Chaco, sem mais montanhas, nem picos nevados, nem lagunas azuis.... Já ficamos com saudades... Mas também estava feliz por estar chegando em casa, saudades da terrinha também!

 

Pernoite em Puerto Iguazu. Hotel _________ 130 reais para 5. Aceitam reais!

Jantar no La Rueda, demorooou para sair a comida, mas estava uma delícia! Recomendo! (Também aceitam pagamento em reais)

 

[attachment=2]DSC03337 - Cópia.JPG[/attachment]

 

16/Jan. De volta ao Brasil!

 

Deixamos Puerto Iguazu, passamos pelas Aduanas (a brasileira continua às moscas, sem nenhum agente, entra qualquer um sem nenhum controle).

Termina assim nossa grande aventura! Sem contratempos maiores, nem com a polícia caminera, nem problemas mecânicos, apenas tivemos um pneu furado e alguns de nós sofremos do mal da altitude (isso foi ruim!) mas já sabendo disso, fomos preparadas com remédios e tomamos oxigenio onde tinha disponível.

 

Levamos a grande parte do dinheiro em reais, quase não usamos o cartão de credito. Valeu muito levar em dinheiro pois o câmbio estava muito favorável para o real.

Em Cordoba trocamos todo nosso real na época com a cotação de 1 real = 4,10 pesos. Hoje, devido á grande inflação na Argentina, o real deve estar valendo muito mais. Está uma boa época para nós brasileiros visitar nossos hermanos!

 

Então pessoal, como disse no início, meu relato foi bem enxuto, sem muitos detalhes, apenas muitas fotos para ilustrar.

Quem quiser mais detalhes ou informações pode escrever/postar. Responderei com prazer!

 

[attachment=1]DSC02766 - Cópia.JPG[/attachment]

 

Hasta la vista a todos y gracias por la lectura!

estou viajando na viagem de vcs, parabéns! quero ressaltar que o que mais me chamou a atenção foi o fato de vcs fazerem um roteiro bem diferente do que estou acostumado a ver (eu já fui duas vezes ao chile, uma de moto e outra de carro), ::otemo:: bem, eu tenho uma pergunta: quero fazer uma viagem para argentina, chile até a colombia sem limite de tempo (só de grana ::hãã2::::hãã2:: ), somos um casal e devo ficar em campings, vamos cozinhar a comida também pra economizar mais!!! , etc etc, e eu queria que vc me desse a sua opinião da seguinte forma: me desse uma ideia de roteiro com indicação de tempo e os locais que vc (em meu lugar) ficaria mais dias , pode ser? um abraço!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Eli, desculpe a demora só vi o post hoje. Como sugestão de roteiro eu traçaria da seguinte forma, de acordo com o que ví e mais gostei durante minhas viagens:

Argentina: Salta / Purmamarca / subida dos Andes pelo Paso Jama - Atacama (Chile)

Chile: S.P.Atacama / Tocopilla / Ruta 1 beirando a Costa / Arica

Peru: Arequipa / Chivay (Canion del Colca) / Cusco / M.Pichu / Nasca / Lima

No meu relato sobre o Peru eu falo um pouco sobre as estradas, os lugares e algumas dicas . Não calcule a viagem por KM e sim pelo tempo gasto, nas estradas sinuosas dos Andes as vezes leva-se o dia todo para percorrer apenas 300 km....

Para além do Peru eu nao fui então nao posso dar pitacos. Espero ter lhe ajudado um pouco. E lembre-se, nao se atenha a um roteiro rígido, sempre tenha um plano B, C, seja flexível e curta muito a viagem, sem pressa!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Suelih! Seu texto é muito bom, gostei mesmo, e a cada trecho fui olhando no google maps e streetview pra acompanhar um pouco melhor por onde passaram. Sensacional, parabéns!

 

Quando puderem respondam pra quais lugares da Argentina e Chile gostariam de ir numa próxima viagem!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Minuano obrigada pelo elogio, a viagem foi realmente muito boa! Já fizemos algumas viagens pela Argentina/Chile, Peru/Bolivia, todas com características únicas e marcantes. Gostaria de voltar numa próxima oportunidade para a região do Sul do Chile e passar pela Ruta Austral que foi a estrada que não fizemos quando fomos a Ushuaia. (Já estávamos há um mes na estrada e cansados do rípio, optamos por subir pelo asfalto do lado Argentino, desde Los Antiguos até Bariloche.) Ví que planeja sua próxima viagem para o sul do Chile também! Muito legal! Qualquer coisa pode me escrever e bons ventos para tí! Abraços!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por tocadearanha
      [info]O objetivo deste tópico é trocar informações e reunir depoimentos e dicas sobre a cidade de San Juan e os parques próximos - Parque Provincial Ischigualasto e Parque Nacional Talampaya, nas províncias de San Juan e La Rioja. Hospedagem, alimentação, agitos e locomoção. Se você já conhece alguma destas localidades conte para nós como foi sua experiência, seja ela negativa ou positiva. Para isso basta clicar no Botão Responder![/info]
       
       
      Esta região deveria estar na mira de nós, turistada brasileira (fora os que jogam latinhas de cerveja pela janela)! Há lugares muito legais para se visitar. Procurem ver nos sites das províncias neste site: http://argentour.com/es/mapa/index.php.


×
×
  • Criar Novo...