Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Emerson David

ALGUÉM QUE CHEGOU RECENTEMENTE DE ISRAEL OU JORDÂNIA OU EGITO PARA DAR DICAS?

Posts Recomendados

Estou indo em Maio/02 para estes destinos e gostaria de saber, de quem possa ter passado recentemente por lá, como estão as coisas, preços, locais, etc...

Obrigado

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vou em setembro pra lá, se puder me dar algumas dicas ficarei muito grato Emerson.

Gostaria de saber sobre os custos, quando você gastou em média sem contar o aéreo, o visto você tirou aqui ou pegou lá no cairo mesmo? Os deslocamentos foram fáceis ou teve algum tipo de complicação nos transportes principalmente nos que cruzam as fronteiras Egito-Jordânia Jordânia-Israel e Israel-Egito?

Se puder me ajudar com algumas destas questão ficarei profundamente grato!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vou em setembro pra lá, se puder me dar algumas dicas ficarei muito grato Emerson.

Gostaria de saber sobre os custos, quando você gastou em média sem contar o aéreo, o visto você tirou aqui ou pegou lá no cairo mesmo? Os deslocamentos foram fáceis ou teve algum tipo de complicação nos transportes principalmente nos que cruzam as fronteiras Egito-Jordânia Jordânia-Israel e Israel-Egito?

Se puder me ajudar com algumas destas questão ficarei profundamente grato!

 

Olá Pedro, quanto aos procedimentos de fronteira entre Egito/Israel/Jordânia eu escrevi uma postagem aqui no Mochileiros relatando como foram nossas experiências por lá, em abril/2014:

jordania-perguntas-e-respostas-t30375-45.html#p950034

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala Pedro, beleza?

Velho, desculpa a demora prá responder, mas após uma viagem dessas eu me desligo totalmente dos sites, blogs, etc.

Meu camarada, eu fui sem nenhum visto, peguei e paguei todos nas respectivas fronteiras. Foi tudo tranquilo. Inclusive em Israel onde o cara te faz mil perguntas. Basta não mentir nem esconder nada que entra tranquilamente, a menos que você esteja lá prá bombardear o país. No mais, tudo na tranquilidade.

Eu sou um cara sem frescura e que me amarro pegar busão para ir de lugar em lugar. Tem vez que dá até para arriscar uma caroninha, dependendo do lugar e com quem. Descolei 2 x nessa viagem. Uma com uma garota russa que conheci no Abraham Hostel em Jerusalem (de lá para Masada, Mar Morto e Ein Gedi) e outra de Jerusalem para Dahab. Ao todo gastei uns 4.500,00 reais (de 02/05 a 24/05). Comendo bem, bebendo bem, dormindo em bons lugares. Achei Israel acessível, Jordânia caríssimo e Egito quase de graça. Senti um frio na espinha na entrada de Israel (as tais 1000000 perguntas), travessia de Israel para Jordânia (o cara disse "No JOrdan for you. Get back to Israel". 10 minutos depois voltou rindo e dizendo que era brincadeira. Quase sujei as calças. Segundo ele, o primeiro viajante pela manhã eles fazem essa "sacanagenzinha") e nas 5 paradas do busão de Dahab - Egito para o Cairo (de madrugada, na auto-estrada absolutamente escura, deserto de um lado e outro, frio prá caralho. Havia um holandês que perdeu o passaporte e tinha que ir até o CAiro para tirar outro ou sei lá, e em cada parada entrevistavam o cara com fuzil na cara e tanques de guerra amarelos ligados, é mole?). No mais, o povo egípcio é tranquilo, muito pidões de grana e incomodam às vezes, mas dá prá tirar de letra. Basta colocar óculos de sol na cara e fingir ser conhecedor do local (Ok, thanks. No, thanks. I don't need this, I don't want that). No mais, é isso. Tranquilidade total. SE precisas me mande e-mails com dúvidas. [email protected]

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala Emerson. Vi a sua pergunta e achei interessante compartilhar algumas informações com você sobre esses países impressionantes que eu visitei há duas semanas.

A minha viagem foi toda esquematizada por mim mesmo e viajei sozinho, comprei a passagem SP-Tel Avivem Maio deste ano para embarque dia 01/08, porém depois de algum tempo estourou aquele conflito todo, o que acabou me deixando com receio, mas mesmo assim mantive o roteiro. Meu plano inicial era chegar em Tel Aviv, porém depois que um míssil caiu perto do aeroporto algumas companhias aéreas cancelaram os vôos para Tel Aviv. Por conta desta possibilidade de cancelamento e de eu ir parar em um país totalmente nada a ver (teve um voo dos USA - Tel Aviv que foi desviado para Paris !!!) eu decidi entrar no oriente médio por Amã, na Jordânia. Eu optei por tirar o visto para a Jordânia aqui pelo Brasil para duas entradas (super rápido e simples, fica pronto no dia seguinte), porém dá para comprar o visto no aeroporto por USD50 se eu não me engano, ou se for atravessar por terra em uma das 3 fronteiras entre Israel e Jordânia, também se pode comprar pelo mesmo preço. Se atente ao detalhe de que por terra, das três fronteiras, somente em uma delas é possível comprar o visto, que no caso é a fronteira mais ao Sul, perto da travessia para Petra. Eu atravessei no sentido nos dois sentidos: da Jordânia para Israel e de Israel de volta para a Jordânia. De Israel para a Jordânia foi super de boas, porém na travessia de Jordânia para Israel por Allenby Border foi uma aventura sem precedentes, ainda mais se tratando de um período de guerra... Eu saí de táxi de Amã as 08:00h e fui até o posto da Jordânia, onde tem todo aquele procedimento igual ao de aeroportos. Depois disso eles pegam seu passaporte e então um ônibus te leva até o posto de Israel em Allenby. Quando eu cheguei em Allenby, estavam uns 45 graus, e a fronteira estava abarrotada de Palestinos, peguei filas enormes para bagagem, raio x, checagem de documentos e finalmente entrevista. Na hora da entrevista, a mina começou com o interrogatório, com perguntas do tipo: "Quais pontos turísticos você vai visitar em Jerusalém...?" Nessa hora quase que eu respondi "O Coliseu, animal!", mas me mantive calmo...kkkkkkk Enfim ela deixou meu passaporte retido as 10:00h da manhã e mandou me chamarem pelo nome. Eu e mais uns Japoneses, italianos, alemães e franceses ficamos retidos para essa tal de entrevista, certamente porque eles queriam conhecer quem eram os loucos que estavam fazendo turismo em um país que está em guerra. Ás 17:00h me chamaram pelo nome, depois de ficar o dia inteiro esperando, na salinha mais perguntas do tipo: "Porque você está visitando um país que está em guerra?" Como eu já havia entrado em contato com as embaixadas de Israel em SP e do Brasil em Tel Aviv e ambas me disseram que mesmo em guerra o turismo permanece funcionando normalmente, expliquei para a mulher da imigração que estava informado a respeito de tudo e que confiava na segurança de Israel. Levei meu cartão e visitas da empresa onde trabalho e isso deixou a mulher mais tranquila, pois sabia que eu não era terrorista. Passando a fronteira, peguei um shuttle até Jerusalém por 42NIS, porém o exército fechou a estrada, pois naquele dia teve um atentado terrorista com uma escavadeira, então eles fecharam todas as entradas da cidade. Depois de algum tempo abriram novamente as entradas e seguimos viagem e finalmente cheguei em Jerusalém.

Passada aventura da chegada, me deparei com Jerusalém que é maravilhosa e segura, desde que se hospede do lado israelense (fiquei no CAPITOL HOTEL - coloque no hoteis.com) e não do lado da Cisjordânia... conversei com Japoneses que levaram gás de pimenta e pedradas na rua do hotel por não serem muçulmanos. Do lado Israelense é maravilhoso e seguro, nunca me senti tão seguro em um país como em Israel, você simplesmente desliga o botão brasileiro de "vou ser roubado", o medo de Israel não é de andar sozinho na rua de dia ou de noite, o medo real é de grandes aglomerações, onde atentados terroristas normalmente acontecem, porém não frequentemente. No geral, Israel é muito cara (1 lata de Coca Cola= 16 Shekels= R$8,00 / água 12 Shakels e assim vai). A cidade antiga é linda, e por favor pechinche os preços, a melhor estratégia é olhar com desdém para as coisas, diga que não precisa e saia andando, a cada passo que você der eles abaixam os preços.

Na Jordânia é tão seguro quanto, a cidade é meio suja, mas riquíssima culturalmente e também cara já que 1 Dinar = R$3,00, mas dá para sobreviver de boas, a comida é boa e tem bons restaurantes por toda a downtown (fiquei no Hotel ARAB TOWER, bem no centro da Downtown), onde eu recomendo que você se hospede em Amã. Para ir para Petra, você pode ir de Táxi por uns 60JD e mais o ingresso para visitar Petra que custa mais 50JD, meio caro! Eu optei por alugar um carro em Amã e dirigir pelo deserto até Petra, inclusive passei uma noite com os beduínos em uma acampamento, recomendo fortemente (THE ROCK PETRA BEDOUIN CAMP - coloque no google). País maravilhoso, especialmente Petra.

Depois de tudo isso fui para o Cairo com visto tirado aqui pelo Brasil e com um pouco de receio depois de tudo o que ouvi a respeito, pois o povo de lá deve ter feito estágio aqui no Brasil, então eles aprenderam a bater carteira, roubar celular, te dar troco errado além de ficarem o tempo inteiro pedindo esmola. Para passeios, recomendo que você compre aqueles pacotes que normalmente são vendidos no Hotel, pois assim vai ter sempre um guia egípcio acompanhando você, o que te dá mais segurança. A cidade é bem suja, mas como a Jordânia, muito rica culturalmente. O passeio pelas pirâmides, o museu do Cairo e o Rio Nilo, são passeios imperdíveis. As coisas no Egito são muito baratas, muito mesmo. O hotel que eu fiquei tinha vista para as pirâmides e ficava de frente para a Esfinge, o quarto com vista para as pirâmides custava R$70,00 a diária, quase de graça, o meu Hotel se chama (GUARDIAN GUEST HOUSE - coloque no Hotéis.com e veja, recomendo).

Escrevi bastabnte, mas espero ter te ajudado, se tiver alguma dúvida pontual, me avise que voltarei a te escrever.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigos, bom dia. Estou buscando passagens para Israel e gostaria de saber se 15 são suficientes para Israel e Petra. Não pretendo visitar a Capital da Jordânia, porém Israel eu gostaria de ver tudo e mais um pouco. Tanto que nem pretendo visitar o Egito, uma que 15 dias é pouco tempo, e outra que meu foco é Israel, rotas religiosas, litoral, mar morto, tel aviv...

 

Sou marinheiro de primeira viagem e estou bem perdido sobre que roteiro fazer aproveitando o máximo de cada lugar, sem grandes correrias.

 

Não sei quantos dias são suficientes em cada local e, se seria necessário, ao invés de 15, uns 20 dias.

 

Meu ideal seria 15 dias, pois me restam outros 15 no meio do ano para conhecer outro destino, mas não quero sacrificar meu suado dinheiro, se precisar de 20 nesta ocasião para aproveitar tudo, pensarei a respeito.

 

Obrigado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa Tarde Taciolour. Quando estive em Israel, em virtude da guerra, acabei me mantendo somente em Jerusalém pois infelizmente tive que cancelar a minha estadia em Tel Aviv, porém em todo caso, conheci bem as localizações da região e as possíveis rotas. Creio que 15 dias sejam suficientes, já que se você sair de férias em uma sexta feira, o final de semana acrescentaria mais dois dias, o que já seriam 17 dias. Minhas sugestões de cidades seriam: Tel Aviv, Haifa, Nazaré, Tiberias, Jerusalém, Belém, Jericó, Masada e Mar Morto. De Masada você pode atravessar a fronteira mais ao sul, onde você pode comprara o seu visto Jordaniano diretamente na fronteira, assim você visitaria Petra, que é o principal do país. Com relação ao que visitar, como a lista é muito extensa, sugiro que você consulte um dos livros da lonely planet, ou como quem não quer nada, entre em contato com alguma agência de turismo e consiga algum folder de turismo religioso, assim você vai ficar sabendo de tudo, não vai pagar nada e pode escolher o que fazer. Eu entrei no site da embaixada de Israel em SP e mandei um e-mail para eles perguntando se eles tinham algum material informativo de turismo, então eu mandei meu endereço para eles e recebi na minha casa um monte de catálogos com todas as informações que se possam imaginar sobre o país. Você pode alugar um carro em Israel, pois é bem barato, e fazer todo esse roteiro dirigindo, isso certamente vai enriquecer muito mais a sua viagem. Na Jordânia, para visitar Petra na própria cidade de Petra, existem inúmeros hotéis desde os mais requintados até hostels, no entanto, recomendo que você passe uma noite e um acampamento beduíno no deserto, é uma experiência única. Normalmente pensamos em acampamentos no meio do deserto como alguma coisa meio inóspita e de difícil acesso, no entanto é super confortável e seguro, além de conhecer a cultura do povo beduíno, que é impressionante. Por noite no acampamento o preço é de 30 Dinares (R$ 90,00), para comer a comida que eles preparam, você paga mais 14 Dinares, porém têm várias opções de snacks e outros restaurantes na cidade. O acampamento se chama THE ROCK PETRA BEDOUIN CAMP. Tem um programa da Band que se chama " O mundo segundo os Brasileiros", se você procurar no youtube o episódio da Jordânia, eles vão te mostrar inúmeros detalhes do país, inclusive o meu amigo participou do programa levando a equipe até Petra, e se hospedou neste acampamento na gravação do programa, você certamente vai gostar da experiência, eles mostram tudo no programa. Se prepare para andar em Petra, pois aquilo tudo fica no meio do nada, caso queira poupar as suas pernas, você pode fazer a visita de camelo, cavalo ou de burrinho, de cavalo e camelo até o tesouro que é a atração principal, porém para subir os 800 degraus irregulares para chegar até o monastério, somente os burrinhos conseguem chegar, mas caso tenha espírito aventureiro, sugiro que faça tudo a pé, pois é muito bacana.

Caso precise de mais orientações, é só perguntar.

ABÇ!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...