Ir para conteúdo

Colômbia Chévere: Bogotá e San Andrés em 11 dias (2014)


Posts Recomendados

  • Membros de Honra
Oi, Camila!

Sou sua fã! Obrigada pelos elogios. Um guia... ¿por que no? rs

 

Ai que fofa ::kiss::::kiss::

 

Eu tava quaaaaaase mudando meu plano das férias (que é de volta ao Peru, mas dessa vez ao Norte!) pra Colômbia, mas vai ficar pro ano que vem! Mas tô apaixonada, que lugar lindo, tá louco!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Pat Alves, bom dia,

 

Em junho vou passar 14 dias na Colômbia, Bogotá,cartagena, san Andrés e providencia. Amei o seu relato e está me ajudando muito, porém tenho uma duvida em relação ao saque no banco Santander, por que vale mais a pena sacar ao invés de trocar dólares? Quais as taxas foram cobradas? O IOF cobrado foi de quanto?

 

Muito obrigada pelo seu relato ::otemo:: Amei! ::love::

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Oi!

 

Eu sempre usei muito o saque em viagens no Exterior, exceto em países cujo câmbio paralelo é muito alto em relação ao oficial: Argentina e Venezuela. Dinheiro em espécie só o suficiente para o oficial da imigração não cismar comigo (Europa e EUA). Depois que a Dilma resolveu aumentar o IOF na calada da noite de 2013, passei a sempre ler os relatos mais recentes possíveis para saber o que levar para Colômbia. Cada relato falava uma coisa. A maioria falando da vantagem de levar dólar. Eu acabei deixando pra resolver tudo em cima da hora (sonhando com a queda do dólar). O dólar não caiu, eu esqueci de sacar dinheiro antes de embarcar. Acabei fazendo uma mescla de tudo.

 

Vamos lá:

 

No aeroporto de Bogotá, casa de câmbio Aerocambios, eu troquei:

400 USD = 772.000 COP a um câmbio de 1 USD = 1.930 COP

600 BRL = 420.000 COP a um câmbio de 1 BRL = 700 COP

 

Os 400 USD que eu tinha, eu troquei com câmbio de R$ 2,45. O que significa que eu troquei 400 dólares por R$ 980. Então, R$ 980 = U$ 400 = 772.000 pesos ----> 1 real dá 787,75 (trocando dólares em Bogotá)

Já trocando reais com pesos, a cotação estava R$ 1 = 700 pesos. Vantagem para o dólar.

 

Dois dias depois, eu saquei 700.000 COP no Serv Banc. O Serv Banc cobra uma taxa de saque de 6.500 pesos. Olhando o saldo da conta, os 706.500 pesos resultou em R$ 812,74. O banco descontou de IOF: 52,84. Então, os 706.500 pesos deram 865,58 reais descontados da minha conta. O que dá arredondado, a cotação de 1 real = 816 pesos. Vantagem para o saque.

 

Assim, para mim no período da viagem (28/03 a 07/04), o melhor dos mundos foi usar o saque em conta corrente, depois o dólar e por último o real. E isto também serviu para a minha amiga que é correntista do Itaú.

 

Talvez por isso é que dizem que não se deve colocar todos os ovos em uma única cesta. Se as coisas continuarem desse jeito, eu acho interessante levar dólares e usar o saque em C/C.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

COMPRAS

 

Para os praticantes do esporte comprar, a ilha mostrou-se um bom lugar para comprar perfumes e malas. Minhas amigas compraram também bebidas. Então, para quem está pensando em comprar perfumes por lá, sugiro anotar os preços dos perfumes desejados no Dutty Free daqui do Brasil e comparar com os de lá. Nós não arriscamos, compramos na Rivera. Inclusive, na Rivera, eles estavam dando desconto para quem pagava no cartão (crédito ou débito). Há também promoções de perfumes do dia.

 

Se sobrar pesos, não se preocupe. Gaste no aeroporto de Bogotá (aeroporto padrão Fifa), além de ter o Crepes y Waffles, há um free-shop enorme com uma loja da MAC com estoque dos batons que estavam em falta no free shop do Galeão.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 ano depois...
  • 1 ano depois...
  • Membros
Oi, pessoal!

 

Há poucos dias voltei de uma viagem à Colômbia. Conheci Bogotá e San Andrés. Foi um prazer retornar ao Caribe e conhecer o tão falado mar de sete cores. Aproveitamos o período de onze dias e conhecemos a capital, Bogotá com um frio de 15°C! Aprendemos um pouco da história nos tempos da América Espanhola no museu do Ouro e conhecemos a 1a. maravilha colombiana, a Catedral de Sal de Zipaquirá. Sem contar com o sol a pino em San Andrés todos os dias.

 

Valeu muito a pena a viagem. O ganho de cultura foi bom, as paisagens são lindas mas o melhor de tudo foram as pessoas que a gente encontrou no caminho: duas senhoras paulistas superviajadas e uma turma gente finíssima de Goiânia. Obrigada, Maria do Carmo, Gláucia, Estêvão, Mariane, Juliana e Rafa! Sem vocês a viagem não teria tanta cor! Espero que as pessoas que leiam este relato encontrem pelo caminho brasileiros tão legais e tão receptivos quanto vocês! ::otemo::

 

Deixo o relato de viagem e algumas dicas práticas sobre os lugares onde passei. Espero que seja de bom proveito. Boa viagem!

 

Introdução

 

“Ué, Caribe na América do Sul? Eu pensei que Caribe fosse na América Central...”

 

O arquipélago de San Andrés, composto das ilhas de San Andrés, Providencia e Catalina, é um território que está sob o domínio da Colômbia desde os tempos da Coroa Espanhola mas geograficamente está mais próxima da costa da Nicarágua do que da Colômbia. Isto é motivo até hoje de protesto do governo nicaraguense.

 

 

 

Várias pessoas se surpreendem quando ouvem falar no nome "Isla de San Andrés". Principalmente, quando falo que há falo que eu estive no Caribe colombiano. Para quem não sabe, de fato o mar caribenho está a leste da América Central mas também está ao norte da América do Sul. É conhecido em muitas regiões como mar das Antilhas.

 

Como tudo começou

Retornar ao Caribe era mais do que uma promessa feita a mim mesma desde que eu conheci um lugar incrível chamado Los Roques. Pesquisando aqui e ali, ouvi falar em San Andrés, mais um destino caribenho pertencente a um país sul americano. Por ocasião do destino, este desejo se realizou agora há poucos dias.

 

Nosso perfil de viajante

Nós somos amantes de praias, principalmente com águas cristalinas e mar tipo piscina, com alguma sombra por perto e sempre preferindo ficar em apenas em uma única praia por dia. Não somos do tipo supereconômicas mas não fazemos parte do turismo de luxo. Valorizamos o nosso dinheirinho conquistado com esforço mas de vez em quando, nos permitimos um pouco mais. Era a primeira vez no Caribe das minhas amigas e a minha segunda vez.

 

A compra da passagem

Em outubro de 2013, surgiu uma promoção da LAN/TAM para San Andrés, divulgada pelo site MD. Para quem mora no Rio, a maioria dos voos incluía duas conexões (Bogotá e São Paulo) e muitas horas de voo. Eis que minha amiga teve a excelente ideia de ver os preços no site da Avianca. Queríamos ficar uma semana em San Andrés porém o preço da passagem determinou a duração da viagem: 11 dias. Como ficar alguns dias em Bogotá não alterou o preço, dividimos os dias assim: 3 dias em Bogotá e 8 dias em San Andrés. Compramos as passagens por R$ 697.

 

Lição aprendida: quando tiver alguma promoção de passagens promovida pela companhia X, não deixe de ver no site da concorrente. As passagens podem também estar com promoções, a diferença é que muitas vezes não são divulgadas com tanto alarde. ::otemo::

 

O roteiro planejado

 

1° dia | 28/03 (sex):Aéreo GIG-BOG pela manhã. Uma volta na Candelária

2° dia | 29/03 (sáb): Free tour pelo bairro da Candelária. Museu do Ouro. Museu Botero. Noite no Bogotá Bier Company

3° dia | 30/03 (dom): Catedral de Sal em Zipaquirá

4° dia | 31/03 (seg): Visita ao palácio presidencial Casa de Nariño. Cerro de Monserrate. Aéreo BOG-ADZ à noite.

5° dia | 01/04 (ter): Praia Spratt Bright (mais conhecida como Peatonal)

6° dia | 02/04 (qua): Volta a ilha com o carrinho de golf. Parada em La Piscinita e West View. Aquanautas.

7° dia | 03/04 (qui): Cayo Bolívar

8° dia | 04/04 (sex): Acuario e Johnny Cay. Mantarayas

9° dia | 05/04 (sáb): Mergulho batismo

10°dia | 06/04 (dom):Praias (San Luis, Rocky Cay ou Spratt Bright)

11°dia | 07/04 (seg): Aéreo ADZ - BOG à tarde. Conexão de 5h em Bogotá.Aéreo BOG - GIG às 22:00

 

Este roteiro foi mudado ao longo da viagem à medida que tínhamos informações com moradores e outros turistas. Assim, nosso roteiro final foi este:

 

1° dia | 28/03 (sex):Aéreo GIG-BOG às 08:05. Uma volta na Candelária

2° dia | 29/03 (sáb): Free tour pelo bairro da Candelária. Museu da Esmeralda. Museu do Ouro. Cerro de Monserrate. Jantar no André Carne de Res em Chia.

3° dia | 30/03 (dom): Catedral de Sal em Zipaquirá.

4° dia | 31/03 (seg): Visita ao palácio presidencial Casa de Nariño. Aéreo BOG-ADZ à noite

5° dia | 01/04 (ter): Praia Spratt Bright (mais conhecida como Peatonal)

6° dia | 02/04 (qua): Volta a ilha com o carrinho de golf. Parada em La Piscinita e West View.

7° dia | 03/04 (qui): Cayo Bolívar

8° dia | 04/04 (sex): Acuario e Johnny Cay.

9° dia | 05/04 (sáb): Day use no Decameron Rocky Cay

10°dia | 06/04 (dom): Acuario

11°dia | 07/04 (seg): Aéreo ADZ - BOG à tarde. Conexão de 5h em Bogotá. Aéreo BOG - GIG às 22:00

 

Oi,

Tudo bom? Primeiramente, parabéns pelo relato! Sou = a vcs! Turismo sem luxo é TUDO.

Gostaria do seu contato para tirar algumas dúvidas, pode ser? Vou fazer meu mochilão de 32 dias.....Agora em agosto..... Gostaria de tirar algumas dúvidas.

Um abraço,

Danielle

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 5 semanas depois...
  • Membros
Oi, pessoal!

 

Há poucos dias voltei de uma viagem à Colômbia. Conheci Bogotá e San Andrés. Foi um prazer retornar ao Caribe e conhecer o tão falado mar de sete cores. Aproveitamos o período de onze dias e conhecemos a capital, Bogotá com um frio de 15°C! Aprendemos um pouco da história nos tempos da América Espanhola no museu do Ouro e conhecemos a 1a. maravilha colombiana, a Catedral de Sal de Zipaquirá. Sem contar com o sol a pino em San Andrés todos os dias.

 

Valeu muito a pena a viagem. O ganho de cultura foi bom, as paisagens são lindas mas o melhor de tudo foram as pessoas que a gente encontrou no caminho: duas senhoras paulistas superviajadas e uma turma gente finíssima de Goiânia. Obrigada, Maria do Carmo, Gláucia, Estêvão, Mariane, Juliana e Rafa! Sem vocês a viagem não teria tanta cor! Espero que as pessoas que leiam este relato encontrem pelo caminho brasileiros tão legais e tão receptivos quanto vocês! ::otemo::

 

Deixo o relato de viagem e algumas dicas práticas sobre os lugares onde passei. Espero que seja de bom proveito. Boa viagem!

 

Introdução

 

“Ué, Caribe na América do Sul? Eu pensei que Caribe fosse na América Central...”

 

O arquipélago de San Andrés, composto das ilhas de San Andrés, Providencia e Catalina, é um território que está sob o domínio da Colômbia desde os tempos da Coroa Espanhola mas geograficamente está mais próxima da costa da Nicarágua do que da Colômbia. Isto é motivo até hoje de protesto do governo nicaraguense.

 

 

 

Várias pessoas se surpreendem quando ouvem falar no nome "Isla de San Andrés". Principalmente, quando falo que há falo que eu estive no Caribe colombiano. Para quem não sabe, de fato o mar caribenho está a leste da América Central mas também está ao norte da América do Sul. É conhecido em muitas regiões como mar das Antilhas.

 

Como tudo começou

Retornar ao Caribe era mais do que uma promessa feita a mim mesma desde que eu conheci um lugar incrível chamado Los Roques. Pesquisando aqui e ali, ouvi falar em San Andrés, mais um destino caribenho pertencente a um país sul americano. Por ocasião do destino, este desejo se realizou agora há poucos dias.

 

Nosso perfil de viajante

Nós somos amantes de praias, principalmente com águas cristalinas e mar tipo piscina, com alguma sombra por perto e sempre preferindo ficar em apenas em uma única praia por dia. Não somos do tipo supereconômicas mas não fazemos parte do turismo de luxo. Valorizamos o nosso dinheirinho conquistado com esforço mas de vez em quando, nos permitimos um pouco mais. Era a primeira vez no Caribe das minhas amigas e a minha segunda vez.

 

A compra da passagem

Em outubro de 2013, surgiu uma promoção da LAN/TAM para San Andrés, divulgada pelo site MD. Para quem mora no Rio, a maioria dos voos incluía duas conexões (Bogotá e São Paulo) e muitas horas de voo. Eis que minha amiga teve a excelente ideia de ver os preços no site da Avianca. Queríamos ficar uma semana em San Andrés porém o preço da passagem determinou a duração da viagem: 11 dias. Como ficar alguns dias em Bogotá não alterou o preço, dividimos os dias assim: 3 dias em Bogotá e 8 dias em San Andrés. Compramos as passagens por R$ 697.

 

Lição aprendida: quando tiver alguma promoção de passagens promovida pela companhia X, não deixe de ver no site da concorrente. As passagens podem também estar com promoções, a diferença é que muitas vezes não são divulgadas com tanto alarde. ::otemo::

 

O roteiro planejado

 

1° dia | 28/03 (sex):Aéreo GIG-BOG pela manhã. Uma volta na Candelária

2° dia | 29/03 (sáb): Free tour pelo bairro da Candelária. Museu do Ouro. Museu Botero. Noite no Bogotá Bier Company

3° dia | 30/03 (dom): Catedral de Sal em Zipaquirá

4° dia | 31/03 (seg): Visita ao palácio presidencial Casa de Nariño. Cerro de Monserrate. Aéreo BOG-ADZ à noite.

5° dia | 01/04 (ter): Praia Spratt Bright (mais conhecida como Peatonal)

6° dia | 02/04 (qua): Volta a ilha com o carrinho de golf. Parada em La Piscinita e West View. Aquanautas.

7° dia | 03/04 (qui): Cayo Bolívar

8° dia | 04/04 (sex): Acuario e Johnny Cay. Mantarayas

9° dia | 05/04 (sáb): Mergulho batismo

10°dia | 06/04 (dom):Praias (San Luis, Rocky Cay ou Spratt Bright)

11°dia | 07/04 (seg): Aéreo ADZ - BOG à tarde. Conexão de 5h em Bogotá.Aéreo BOG - GIG às 22:00

 

Este roteiro foi mudado ao longo da viagem à medida que tínhamos informações com moradores e outros turistas. Assim, nosso roteiro final foi este:

 

1° dia | 28/03 (sex):Aéreo GIG-BOG às 08:05. Uma volta na Candelária

2° dia | 29/03 (sáb): Free tour pelo bairro da Candelária. Museu da Esmeralda. Museu do Ouro. Cerro de Monserrate. Jantar no André Carne de Res em Chia.

3° dia | 30/03 (dom): Catedral de Sal em Zipaquirá.

4° dia | 31/03 (seg): Visita ao palácio presidencial Casa de Nariño. Aéreo BOG-ADZ à noite

5° dia | 01/04 (ter): Praia Spratt Bright (mais conhecida como Peatonal)

6° dia | 02/04 (qua): Volta a ilha com o carrinho de golf. Parada em La Piscinita e West View.

7° dia | 03/04 (qui): Cayo Bolívar

8° dia | 04/04 (sex): Acuario e Johnny Cay.

9° dia | 05/04 (sáb): Day use no Decameron Rocky Cay

10°dia | 06/04 (dom): Acuario

11°dia | 07/04 (seg): Aéreo ADZ - BOG à tarde. Conexão de 5h em Bogotá. Aéreo BOG - GIG às 22:00

 

Oi,

Tudo bom? Primeiramente, parabéns pelo relato! Sou = a vcs! Turismo sem luxo é TUDO.

Gostaria do seu contato para tirar algumas dúvidas, pode ser? Vou fazer meu mochilão de 32 dias.....Agora em agosto..... Gostaria de tirar algumas dúvidas.

Um abraço,

Danielle

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...