Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Andersonhander

Punta Arenas e Puerto Natales - Torres del Paine, Isla Magdalena

Posts Recomendados

Sul do Chile

 

12 de janeiro de 2014

 

torres34431.jpg

 

O povo chileno pareceu-me de certa forma orgulhoso de sua nação. Há muitas bandeiras do Chile por todos os lugares. Apesar de o Chile ser um país bastante diverso de norte a sul, tive essa a impressão (posso estar enganado) de haver uma identidade nacional fortalecida ali, especialmente devido às guerras com os países vizinhos como ocorreu com a guerra do pacífico.

 

painesflores.jpg

 

Os chilenos não olham tanto para as pessoas na rua (ou fingem não se preocupar em olhar) como os brasileiros. Eles agem muito naturalmente com os estrangeiros (especialmente os europeus) e não os idolatram a todo custo como no Brasil.

 

torresee.jpg

 

O país é organizado, as cidades são desenvolvidas e parecem potenciais prósperos para o futuro. É evidente também a desigualdade econômica no Chile. Achei o país, de maneira geral, caro. Há, no entanto, alguns produtos mais baratos do que no Brasil. Para compras, por exemplo, tênis lá é muito barato. Eu me arrependi profundamente de ter comprado um tênis no Brasil e não lá, antes de viajar. Encontrei um modelo semelhante ao meu pela metade do preço. Um amigo comprou um tênis que aqui no Brasil também custaria o dobro do que ele pagou. Iogurte (NESTLÊ) custa 40 centavos a unidade.

 

torresdelpainesse.jpg

 

Nesses dezoito dias perambulando pelo Chile de norte a sul, percebi que é comum as pessoas enterrarem familiares nas ruas/estradas. As estradas e costa chilena parecem grandes cemitérios. Até mesmo as cidades têm essa caraterística. Em Antofagasta, era comum as pessoas enterrarem nas calçadas, próximas à praia, seus familiares, que provavelmente morreram lá. E eles não colocam apenas cruzes, colocam fotos (eu vi um pequeno outdoor com a imagem de uma garota, com asas e algumas frases, era uma homenagem) dos entes falecidos. Talvez os chilenos lidem de uma maneira diferente da nossa com a morte e com a memória. É interessante também perceber que nessas covas em plena calçada/estrada/rua há sempre uma bandeira do Chile, sempre. Eu não consigo imaginar jamais isso no Brasil devido a nossa maneira de lidar com a memória, a necessidade do esquecimento: “o que passou passou”, “pare de ressuscitar defunto”, “esquece isso”, “quem vive de passado é museu” …

 

parquenacional.jpg

 

No Brasil pode fazer sentido comermos batata, macarrão e carne ou ainda, purê de batata, macarrão/arroz e carne. Muitos estrangeiros, no entanto, não concebem em uma mesma refeição batata e macarrão, pois esses alimentos pertencem à mesma categoria, ambos são carboidratos. Eu já havia percebido isso em outros países, relembrei-me dessa fato no Chile, achei interessante comentar.

 

adiy.jpg

 

A paisagem no sul do chile é completamente diferente do centro e do norte. As montanhas ao sul são repletas de árvores. Há muitas casas de madeiras. Ainda no verão, as cidades são frias. E quanto mais ao sul, mais fria é a cidade. Estive em Puerto Montt, em Punta Arenas e Puerto Natales. Puerto Montt é uma cidade cara. É um pouco fria em relação a Santiago, mas o frio de lá é suportável em relação ao de Puerto Natales e é mais forte do que o do deserto de Atacama.

 

20140105_114253.jpg

 

 

Puerto Montt não me pareceu uma cidade interessante. Não há muito o que fazer por lá, mas é inevitável passar por lá para ir à Punta Arenas. Punta Arenas é uma cidade muito bonita, interessante e barata. A cidade possui umas árvores lindas, diferentes de todas que já vi. Parece brincadeira, mas o cemitério da cidade é um ponto turístico, arquitetura lindíssima, repleto dessas árvores que mencionei.

 

torrespaines.jpg

 

Há muitas atrações nessa cidade, recomendo o tour pela Isla Magdalena, uma pequena ilha habitada por centenas de pinguins. E há tantos pinguins na ilha, que os estrangeiros que chegam lá por barco é quem ficam intimidados. A circulação na ilha, no entanto, é limitada em função da preservação do local e dos animais.

 

20140107_102745.jpg

 

Puerto Natales é uma cidade interessante também, embora seja bastante pequena. A cidade é abrigo daqueles que querem conhecer as Torres del Paine. Fiz o tour de um dia no parque Torres del Paine. Os chilenos fazem propaganda de que o parque é a oitava maravilha do mundo, não sei o valor dessa afirmação. Talvez eu esteja sendo bastante criterioso para dizer isso, mas o que valida o meu discurso é o fato de eu ter conhecido muitas cidades no Chile e vários outros continentes.

 

20140107_104354.jpg

 

img_3692.jpg

 

20140107_103135.jpg

 

img_3694.jpg

 

Mais relatos em: andersonhander.wordpress.com

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ola, irei fazer uma viagem e Dez ao sul do Chile, ficarei em Puerto Varas e dps irei a Puerto Natales para ir ao parque, terei 2 dias para o parque.

Você fez o tour por conta própria??

Tenho a intenção de fazer 2 trilhas, a do glaciar e das torres, você considera que tem como faze-las sem fazer o percurso inteiro??

Obrigado por enquanto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Welington.

Não, fiz o tour com uma agência (conheci o parque sentado em uma van rsrs). Na verdade, combinei com o pessoal do hostel onde fiquei. Fiz a reserva com eles e no outro dia a van estava cedo na porta do hostel. (O hostel é de uma família muito simpática - Hostal Geminis. Café da manhã excelente).

No parque, há apenas uma área de alimentação com preços muito elevados, e você paga duas vezes para entrar no parque (você vai ver quando chegar lá).

Sobre as trilhas, acho que rola de vc fazê-las sim, embora o parque seja imenso... mas as grandes atrações mesmo são as Torres e o glaciar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Huum entendi, mas como assim pagar 2 vezes???

A nossa intenção é ir de carro fazer a primeira trilha no primeiro dia, dormir por lá, em algum refúgio e no outro dia fazer a trilha das torres..estou estudando a viabilidade disso ainda, caso fique ruim vai ser um passeio desse de van mesmo...e sobre o passeio quanto custou?? Vale a pena? Consegue ver bastante coisa do parque?

 

Obrigado pela ajuda

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Wellington, só vi o seu questionamento agora.

Há duas paradas no parque e você paga nas duas. Sinceramente, eu não entendi o porquê (e não me lembro rsrs)... se alguém souber...

O passeio custou por volta de 100 reais (não me recordo mais), se alguém estiver mais atualizado... :D

O passeio vale muito a pena, pois o local é LINDO, diferente de nossas paisagens no Brasil. Quando você chega próximo das Torres, é incrível... E o passeio vale muito a pena, pois você passa quase todo o dia no parque e passa, praticamente, por todo o parque (o passeio encerra às 18h). A van faz várias paradas para que os turistas tirem fotos, almocem. O problema é a ventania. Venta demais!!!!

 

Karla, obrigado. Tenho certeza de que você vai gostar muito do passeio. Volte para deixar o link com sua experiência.

 

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito legal seu relato... aborda outros aspectos do Chile, diferentes de vários relatos sobre a região que já li por aqui!

Uma dúvida: quando você fez sua viagem para o sul do Chile? Como estava o clima?

 

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Fabrício! VLw!

Saí do Brasil no dia do natal (2013) e fiquei lá até o dia 10 de janeiro de (2014). Em santiago fazia MUITO CALOR (entre 20 e 24 C). Em São Pedro de Atacama, durante o dia, fazia calor, também. No final da tarde para início da noite, em alguns dias, senti frio (mas nada absurdo). Rumo ao sul do Chile a temperatura vai caindo. Faz MUITO frio em Puerto Montt e Punta Arenas. De dezembro a janeiro é verão no Chile (as temperaturas são como as nossas, a não ser mais no sul). Frio mesmo é em julho.

 

Bruna, obrigado!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá!!

 

Muitas dúvidas em ir de Punta Arenas até Puerto Natales, passeio de um dia. Pois seguirei para Ushuaia. Será que vale a pena?? Grata.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Gerhard Jahn
      Fala raça!
      Tô felizasso em poder compartilhar essa experiência com vocês. Fiz o mochilão na companhia do meu irmão Kevin Jahn e minha cunhada Carol Jahn em janeiro/fevereiro de 2020, dormindo em barraca, hostels, Airbnb e até no chão do aeroporto (pra dar aquela emoção a mais).
      Apesar de ter sido uma das melhores experiências que já vivi, foi bem difícil planejar essa viagem, então espero que essas poucas informações iluminem quem está cogitando conhecer essa região. De início vou focar apenas nas questões mais relevantes (roteiro, custos e o que levei na mochila), e aos poucos vou relatando os acontecimentos da viagem, principalmente o trekking em Torres del Paine e El Chaltén.

       
      ROTEIRO
      Dia 1: 23/01/20 - Floripa > Santiago > Punta Arenas
      Dia 2: 24/01/20 - Punta Arenas > Puerto Natales - Conhecemos o Estreito de Magalhães pela manhã e em seguida pegamos o ônibus para Puerto Natales. Final da tarde compramos as comidas para TdP
      Dia 3: 25/01/20 - Puerto Natales > Torres del Paine - Ataque ao Mirador Base de las Torres, acampamento no Camping Central
      Dia 4: 26/01/20 - Torres del Paine - Travessia até o Valle del Francés, acampamento no Camping Italiano
      Dia 5: 27/01/20 - Torres del Paine - Ataque ao Mirador Fracés e travessia até o Camping Paine Grande, onde acampamos
      Dia 6: 28/01/20 - Torres del Paine > Puerto Natales - Acabamos ficando de molho no Camping Paine Grande até a chegada do catamarã
      Dia 7: 29/01/20 - Puerto Natales > El Calafate - Ficamos mais de duas horas na aduana Chile/Argentina, foram mais de 8 horas de viagem ao total
      Dia 8: 30/01/20 - El Calafate - Dia de conhecer o Glaciar Perito Moreno, não fizemos o Mini Trekking mas foi ótimo pra tirar um dia pra descansar
      Dia 9: 31/01/20 - El Calafate > El Chaltén - Chegando em Chaltén já fomos direto para a Laguna Capri montar acampamento, final da tarde fizemos um ataque ao Fitz Roy
      Dia 10: 01/02/20 - El Chaltén - Descanso na cidade
      Dia 11: 02/02/20 - El Chaltén > El Calafate - Chorrillo del Salto pela manhã e viagem de volta a Calafate após o almoço
      Dia 12: 03/02/20 - El Calafate > Puerto Natales > Punta Arenas - Chá de ônibus nesse dia
      Dia 13: 04/02/20 - Punta Arenas > Santiago > Floripa

      TOTAL GASTO: R$ 4700,00 (joguei o valor um pouco pra cima porque posso ter esquecido de algo)
      Os valores estão por pessoa e na moeda utilizada no momento da compra.
      DESLOCAMENTOS: R$ 3.526,00.
      Passagem aérea ida/volta + seguro viagem + bagagem de mão + cargueira despachada + assento reservado + taxa de embarque: R$ 2760,00 pela LATAM, de Floripa à Punta Arenas com conexão em Santiago.* Ônibus Punta Arenas-Puerto Natales ida/volta: CLP $ 15.000,00 Ônibus Puerto Natales-Torres del Paine ida/volta: CLP $ 16.000,00. Transfer Guarita-Camping Central: CLP $ 3.000,00. Catamarã Camping Paine Grande-Guarita: CLP $ 23.000,00. Ônibus Puerto Natales-El Calafate ida/volta: CLP $ 34.000,00. Ônibus El Calafate-El Chaltén ida/volta: ARS $ 2400,00.  Van El Calafate-Perito Moreno ida/volta: ARS $ 1200,00. *Pelo meu monitoramento só o valor da passagem variou na época entre R$ 1900,00 a R$ 2400,00. Comprei com três meses de antecedência e confesso que há uma semana antes da viagem o preço ainda estava na mesma faixa.
      HOSPEDAGENS: R$ 506,00.
      Puerto Natales 
      Hostel Bella Vista: R$ 55,00 c/ café da manhã e aluguel de equipamentos de trekking, inclusive ganhamos de presente um gás da host Ni Torres del Paine (vou detalhar melhor no tópico exclusivo de TdP) Camping Central: USD $ 21,00. Camping Italiano: Free, grátis, na faixa. ~não recomendo Camping Paine Grande: USD $ 11,00. El Calafate
      Airbnb Groovy Dooby Doo: R$ 59,00. ~não recomendo El Chaltén
      Camping Laguna Capri: Free, grátis, na faixa. Hostel Rancho Apart: ARS $ 1250,00, quarto compartilhado. *valores por noite
      **foram 10 noites, na primeira passamos no avião e na última no chão do aeropoto.
      ENTRADAS: R$ 200,00.
      Entrada do parque Torres del Paine: CLP $ 25.000,00. Entrada do parque Los Glaciares - Perito Moreno: ARS $ 800,00. ALIMENTAÇÃO: R$ 350,00.
      Restaurante no Chile: em torno de CLP $ 3.500,00. Restaurante na Argentina: em torno de ARS $ 600,00. Mercado para Torres del Paine: CLP $ 6.600,00. Mercado para Fitz Roy: ARS $: 660,00. Compras nos aeroportos, rodoviárias, snacks, frutas e etc. COTAÇÕES
      R$ 1,00 = CLP $ 190,00 (Aeroporto de Santiago) R$ 1,00 = CLP $ 170,00 (Punta Arenas) R$ 1,00 = CLP $ 165,00 (Puerto Natales) R$ 1,00 = ARS $ 16,50 (Restaurante Casimiro em El Calafate, apesar de ter a melhor cotação de Dólar, Euro e Real, aqui é clandestino devido aos problemas políticos-econômico da Argentina)  
      VESTUÁRIO E EQUIPAMENTOS
      O segredo é focar em roupas e equipamentos apropriados para a região. A fama da Patagônia ter uma instabilidade climática não é um exagero, tu literalmente vai viver as quatro estações e todos os tipos de condições em um único dia.
      O que eu levei na minha mochila Forclaz Trek 900 50L + 10L:
      1x Calça modular - Tecido de secagem rápida e que não propagada corte 1x Fleece (0 a 7 ºC) - Uso um com zíper pra ser prático e ajudar a regular a temperatura corporal 1x Jaqueta impermeável (2000 mm) corta vento - Conhecida também como anorak, acabou passando a água em uma das tempestades em TdP 1x Calça segunda pele técnica - Usei a viagem toda, até por baixo dá bermuda 2x Blusas segunda pele - Uma técnica pra caminhada e uma mais quente pra dormir 1x Calça impermeável (2000 mm) - Precisei usar em vários momentos 3x Camisetas curtas Dry Fit - Acabei usando só duas 4x Cuecas de Microfibra  - Secagem muito rápida, foi excelente 2x Meias técnicas de trekking - Nunca tinha usado e fez muita diferença, deveria ter levado pelo menos 4 1x Meia térmica - Usei apenas pra dormir e foi muito bom para deixar as outras respirando 1x Bota de trekking impermeável - Confesso que a minha segurou a água mas a palmilha e solado eram fracos, sugiro comprar uma palmilha boa 1x Havaianas - Usei pra tomar banho, no avião e nas cidades (BRASIIIIIL) 1x Bermuda de banho - Usei bastante nos hostel, todos lugares tem calefação então sugiro levar algo curto pra dormir 1x Luva de fleece para trekking - Usei poucas vezes, somente quando chovia nos lugares mais frios de TdP 1x Protetor de orelha de fleece - Baita acessório, ajuda até pra dormir quando ainda tem luz 1x Cachecol - Acabei usando só pra dormir em virtude do meu saco de dormir ser patético 1x Touca de lã - Usei uma vez, protetor de orelha já resolve 1x Toalha de Microfibra - É item obrigatório, já uso há anos 1x Mochila de ataque 30L - Usei muito pra fazer compras, lá não tem sacola plástica 1x Bastão de trekking - Recomendo dois, a grande maioria das pessoas utilizava um par 1x Shoulder Bag - Ideal pra levar documentos e dinheiro, já tinha costume de usar nos acampamentos em Floripa, pra não deixar nada na barraca dando sopa 1x Barraca de trekking - Uso a Quechua Quick Hiker 2, tenho um vídeo falando sobre ela 1x Saco de dormir para 15 ºC - Não morri mas não passei bem haha sugiro um para 0 ºC 1x Isolante térmico - Uso um egg crate Nature Hike, é importante que o isolante seja bom, foi o que me salvou 1x Kit cozinha - Não pode levar o gás no avião 1x Lanterna de cabeça - Quase não usei porque escurece tarde (22:00) e amanhece cedo (05:00) 1x Kit Primeiro Socorros - Aconselho a levar medicamentos específicos, como antibióticos dose única, antitérmico, anti-histamínico, relaxante muscular 1x Silver Tape - Não usei, mas aconselho levar porque dá pra usar até pra tapar rasgos em roupas. 1x GoPro Hero 7 Black + Bateria extra + Carregador Duplo externo + Micro SD Card extra - Sou fã de GoPro, acho muito útil num lugar como esse que chove toda hora 1x Power Bank 20.000 mAh - Usei muito, apesar de ter entrada USB nos ônibus e tomada em alguns campings
      RESERVAS EM TORRES DEL PAINE
      http://www.conaf.cl/parques/parque-nacional-torres-del-paine/ (camping gratuito)
      https://www.verticepatagonia.cl/home (lado esquerdo do W)
      https://www.fantasticosur.com/en (lado direito do W)
      PASSAGENS DE ÔNIBUS
      https://www.bussur.com/
      https://www.recorrido.cl/ 
      http://www.busesfernandez.com/ 
       
      Espero que a leitura tenha sido útil, logo menos continuo o relato.
      Abraço a todos,
      Gerhard Jahn.
       
    • Por Marcelo Manente
      Em breve iniciarei o relato da aventura que está acontecendo neste momento.
      Estou hoje em Chile Chico, Chile. Seguindo para a Carretera Austral.
      Muitos perrengues, problemas da viatura, mas lugares maravilhosos para compensar tudo isso.
      Vou tentar fazer um relato com os custos de quase tudo que eu lembrar.



×
×
  • Criar Novo...