Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Fernando Mello

EUROPA CENTRAL 21 dias - Hungria - Austria - Eslovaquia - Rep. Tcheca - Alemanha

Posts Recomendados

[t3]DIA 09/04 - PRAGA[/t3]

 

Acordamos, descemos para o nosso café da manhã, que assim como no dia anterior estava cheio de Italianos.

Saímos do hotel por volta de 09:00h. Como não tínhamos bilhete para o TRAM fomos até a estação do funicular, que fica perto do hotel, e compramos os tickets unitários, com validade de 30min, por 24 CZK cada bilhete.

Íamos para o Castelo de Praga. Existe a opção de ir a pé, até não é longe, mas preferimos ir de TRAM mesmo.

 

O dia estava nublado e muito frio ::Cold:: . O vento é pior, aumenta a sensação de frio.

Pertinho do hotel pegamos o TRAM 22. Este TRAM passa sempre cheio, apesar de não demorar quase nada. Valide o ticket dentro do TRAM nas máquinas e tome cuidado, pois como ele está cheio é comum os pickpocket agirem nele (nós fomos alertados por quem já havia visitado a cidade).

 

Descemos na parada Kralavasky Letohradeck, que a anterior a parada que dá acesso a entrada principal. Nesta parada voc6e acessa diretamente o Palácio real de Verão e passa pelos Jardins Reais. Caso desça na outra e queira ver os jardins terá que voltar. Como queríamos passar pelo jardim optamos por descer ali mesmo.

 

DSC06501.JPG

 

Os jardins são muito bonitos e estavam muito bem cuidados. Vale a pena passar por ali.

 

DSC06502.JPG

 

DSC06504.JPG

 

Há ainda nos jardins uma estufa de plantas enorme.

DSC06505.JPG

 

DSC06506.JPG

 

Chegamos ao CAstelo de Praga, na pátio interno.

O Castelo de Praga é uma das construções mais importantes da cidade. Foi fundado no século IX e atualmente serve como a residência presidencial, antigamente habitado pelos reis da Boêmia. Em seu interior encontra-se Catedral de S. Vito, Torre da Pólvora, Palácio Real do Castelo de Praga, Torre Dalibor, Convento de São Jorge, Palácio Lobkowicz e a Viela Dourada. Tem dois grandes portões (muito bem vigiados) como entrada e saída (um acessado pelo TRAM e outro acessado por quem vem do centro a pé, pela rua Nerudova).

Fomos comprar os bilhetes de entrda. Compramos o bilhete que dá acesso a 7 atrações (as principais a meu ver). Custou 350 CZK por pessoa.

 

logo fomos a nossa primeira atração. Catedral de São Vito:

DSC06513.JPG

 

DSC06514.JPG

 

A Catedral de S. Vito é a casa so tesouro da Boêmia e abriga jóias da Coroa, que rramente ficam em exposição. Seu interior é espaçoso e rico em detalhes. A visitação paga (pois você pode entrar em uma pequena área livre) permite conhecer diversos obejtos preciosos, que Vão de pinturas medievais, vitrais modernos, criptas com túmulos reais além do túmulo de prata de São João Nepomuceno.

 

IMG_20140409_110042198.jpg

 

IMG_20140409_110608278.jpg

 

IMG_20140409_110703699.jpg

 

Túmulo de prata de São João Nepomuceno:

DSC06524.JPG

 

DSC06527.JPG

 

Sáimos da Catedral e fomos procurar a outra atração. A torre de Pólvora.

A Torre da Pólvora era uma 13 torres defensivas que faziam parte das muralhas que rodeavam a cidade velha, mas é a única que se encontra de pé nos dias de hoje. Depois passou a função de armazenagem de pólvora, daí o nome que tem até hoje. No seu interior funciona uma museu com objetos do exército.

 

DSC06532.JPG

 

IMG_20140409_113259637.jpg

 

Seguimos e fomos a Basílica de São Jorge.

É a mais antiga construção religiosa da região do castelo, fundada no século X;

Destaca-se em seu interior a capela de Santa Ludmila, a primeira martir cristã Tcheca.

 

DSC06575.JPG

 

IMG_20140409_114323838.jpg

 

DSC06535.JPG

 

IMG_20140409_114352281.jpg

 

Depois vamos na Viela Dourada. Uma rua, fechada, com acesso somente com o ticket que retrata como eram as casas antigas dentro da fortaleza (onde hoje é o castelo de Praga). Tem algumas casas com móveis, armaduras e muitos equipamentos como facas e lanças.

 

DSC06545.JPG

 

DSC06549.JPG

 

DSC06556.JPG

 

Um pouco abaixo tem o Museu dos brinquedos, que não está incluído no ticket. Por isto não entramos.

Chegamos a um local onde havia salas de torturas (msmorras mesmos). É impressionante os equipamentos utilizados . ::ahhhh::

 

DSC06561.JPG

 

IMG_20140409_125544952.jpg

 

chegamos a um ponto do castelo de onde se vê a cidade. Temos uma belas vista da cidade.

DSC06562.JPG

 

DSC06564.JPG

 

Fomos ao Palácio Rosenberg, porém não podemos tirar fotos de seu interior.

 

Fomos ao Antigo Palácio Real, que também não permitiu fotos em seu interior, somente com pagamento de taxas extras ::bad::

DSC06570.JPG

 

Depois das visitas seguimos até o pátio principal.

DSC06581.JPG

 

Saímos pela outra entrada, que dá acesso a rua Nerudova.

DSC06589.JPG

 

A Rua Nerudova (Nerudová Uvoz) tem edificios em estilo barroco. nela funciona várias lojas e restaurantes. Antes do sistema de numeração, as casas eram indicadaspor símbolos. e nesta rua podemos ver estes símbolos que esão indicados na fachada nas casas.

 

DSC06600.JPG

 

DSC06601.JPG

 

Chegamos a praça da Igreja de São Nicolau. Antes de entrarmos na igreja, fomos almoçar. comemos Goulash, panqueca de espinafre e batatas. bebemos vinho e suco. Pagamos 575 CZK para o casal.

 

Após o nosso almoço (quase café pois já era tarde) fomos a Ig. de São Nicolau. Paga-se 50 CZK para entrar, por pessoa.

A igreja foi construída no século XVIII. Tem grandiosas paredes, uma alta cúpula e a torre do sino. Tem no seu interior diversas pinturas e estátuas, além de um órgão com 2500 tubos, que segundo consta, foi tocado por Mozart. Pode'se subir na torre da Igreja (coom 215 degraus - tô fora).

 

https://lh4.googleusercontent.com/-Bgm_hxAgICg/U4nhEmViI7I/AAAAAAAACdo/7qchopT75Uo/w769-h577-no/DSC06610.JPG

 

DSC06613.JPG

 

DSC06616.JPG

 

DSC06618.JPG

 

DSC06621.JPG

 

Depois da visita a Igreja descemos mais um pouco e chegamos novamente a ponte Charles. Passeamos nos arredores da ponte, entre ruelas e pequenas lojas. Compramos algumas coisinhas.

IMG_20140409_171021546_HDR.jpg

 

IMG_20140409_172417766_HDR.jpg

 

IMG_20140409_172647934_HDR.jpg

 

Atravessamos a ponte Charles e do outro lado seguimos margeando o rio.

 

IMG_20140409_175804414.jpg

 

DSC06635.JPG

 

Fomos voltando devagar para o hotel. Atravessamos o rio novamente e ainda passamos em um pequeno mercado para comprar algumas coisinhas para comer e água.

No outro dia íamos sair cedinho para viajar para Berlim.

Chegamos no hotel já era noite.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

[t3]DIA 10/04 - IDA PARA BERLIM[/t3]

 

Acordamos bem cedinho. Arrumamos tudo e descemos para o café que abria às 7:00h.

Tomamos nosso café e logo descemos com as malas. Fizemos nosso check out. Tudo certinho. ::cool:::'>

Conforme combinado, nosso transfer para nos levar a estação ferroviária chegou na hora marcada, às 07:30h. Como já disse antes pagamos 390 CZK (algo em torno de 14 Euros) para este transfer, para nós 4.

Foi uma Van que nos buscou, assim como no dia da chegada. O dia estava nublado e frio.

Aproveitamos o passeio e ainda deu para tirar foto do prédio da "casa Dançante" (em checo Tančící dům) que é um prédio de escritórios no centro de Praga:

 

DSC06643.JPG

 

Chegamos a estação Ferroviária. Pagamos conforme combinado e entramos. Como já disse o prédio tem um hall de entrada muito bonito, porém você tem que descer as escadas para acessar as plataformas. Embaixo do hall há muitas lojas e fast-food. Neste local você deve ter atenção redobrada com as pessoas uniformizadas que vem te abordar e perguntar (em Inglês) se você precisa de ajuda. Veio um até nós, e eu prontamente respondi que não precisa, que esstava tudo certo.

Não há necessidade de ninguém te ajudar, pois no painel aparecem todas informações do seu trem, basta esperar.

O cara que nos abordou acabou abordando um chinês que estava sozinho. Vimos que ele foi levando o chinês para a plaforma. Coincidentemente o chinês iria pegar o mesmo trem que nós. Já na plataforma o cara indicou para ele o local certo onde deveria embarcar e foi logo pedindo dinheiro. Ele insistia com o chinês que queria mais dinheiro, até mesmo em euros (uma verdadeira estorção) ::bad::::bad::

Portanto, se você tiver alguma dúvida, vá ao guiche, mas te digo que tudo que a gente precisa tem informado nos painéis.

 

DSC06647.JPG

 

Nós compramos nossos bilhetes com antecedência, no site da CD a cia Theca de trens. Estavam mais baratos do que no site da DB ( a cia Alemã).

 

https://www.cd.cz/eshop/default.aspx

 

Nós pagamos 903 CZK (818 CZK + 85 CZK - pela reserva do assento) por pessoa (uns 33 euros). O trem estava marcado para às 08:29h com chegada a Berlim às 13:15h.

Na plataforma tem o diagrama dos trens com as indicações do número de seu vagão.

O nosso vagaão era o 259.

DSC06648.JPG

 

DSC06649.JPG

 

Quando o trem parou na plataforma foi dificil saber qual era realmente o vagão 259, pois a indicação não estava em nehum local visível. Bom sendo assim entramos em um vagão qualquer e logo percebemos a numeração no vidro interno, na porta do outro lado. Descemos e fomos para o nosso vagão então.

 

20140410_092518.jpg

 

Os trens tem cabines de 6 pessoas e são bastante confortáveis, porém o espaço para malas não é suficiente. Como tínhamos marcado os lugares fomos para eles. Na nossa cabine já tinham 3 pessoas (alguém estava sobrando nela). Depois de muito explicar um homem levantou e saiu, provavelmente era ele que estava no lugar errado.

 

DSC06676.JPG

 

DSC06675.JPG

 

A viagem é muito bonita neste trecho. Você vai margeando o Rio Elba. A paisagem é belíssima e vale a pena a viagem.

DSC06651.JPG

 

DSC06662.JPG

 

Aproveitamos e acabamos almoçando no vagão restaurante mesmo. Foi a primeira vez que almoçamos em um vagão restaurante. A comida não é barata, pagamos 24,00 euros para o casal, mas é algo que nunca fizemos e então adoramos almoçar e observar ao mesmo tempo a paisagem da Alemanha.

 

DSC06671.JPG

 

DSC06672.JPG

 

Chegamos em Berlim na hora marcada, às 13:15h. Berlim tem 2 estações (nesta linha). Desemos na central, Hauptbahnhof. A estação é enorme, acho que tem uns 4 andares(entre pisos subterrâneos, no nível da rua e elevados) Mas tudo é fácil de localizar. Subimos e chegamos no hall principal.

DSC06679.JPG

 

Eu e minha cunhada fomos comprar os bilhetes do metrô e também o Berlim Card. Achamos a máquina e compramos o bilhete do metrô - pequeno grupo - de até 5 pessoas, que tem validade até às 03:00h do dia seguinte da validação, com passe ilimitado em todos meios de transportes da área A e B (pois não íamos a área C). por este Bilhete pagamos 16,20 Euros.

Veja no site da VBB (cia que administra o Transporte de Berlim todas as tarifas e tickets):

http://www.vbb.de/en/article/ticket-fares/ticket-fares/5649.html

 

Depois fomos a uma loja de venda de bilhetes e compramos o Berlim Welcome Card. Nós compramos o Berlim Welcome CArd Museumsinsel 72h Berlim (AB), que custou 38,50 euros por pessoa. Além das viagens ilimitadas nos transportes públicos nas zona A e B de Berlim, incluindo aí o Aeroporto de Tegel você tem também reduções de até 50% em mais de 200 atrações e também direito a entrar livremente nos museus da "Ilha" (isto mesmo, Berlim também tem Ilha), que são 5 museus (exposições especiais não estão cobertas).

 

Berlin Welcome Card.

IMG_20140410_150013703.jpg

 

Bom, depois de comprado os passes, nós fomos para o metrô. Não íamos ativar ainda o Berlim CArd, pois íamos ativa-lo apenas no dia seguinte, por isto compramos o ticket de pequeno grupo.

Nesta estação de Berlim passam Linhas do S-Bahn e uma do U-Bahn. Ambas são serviços de metrô. Já tinha nossa rota definida. Pegamos o S-Banh descemos em FriedrichstraBe e lá pegamos o outro S-Bahn descendo em AnhalterBahnhof, chegamos rapidinho em nosso hotel Ibis bugdeg Berlim City PostdamerPlatz.

Fizemos o check in, e depois de nos ajeitarmos no quarto e ainda descansamos um pouquinho. Saimos por volta de 15:30h.

 

Saímos e fomos para o Check point Charles, que era um posto Militar na divisa entre Berlim Ocidental e Berlim Oriental. Rápida explicaçào. Após o final da 2a. Guerra Mundial, Berlim foi dividida em quatro setores a oeste tinha os setores: Francês, Inglês e Americano; a oeste o Setor soviético. Quando da construção do muro de Berlim em 1961, os setores a oeste ficaram na Berlim Ocidental e o setor soviético ficou na Berlim Oriental. No Checkpoint Charlie, de um lado ficava o setor americano e do outro o setor soviético. Parte dele permanece intacta e ainda ficam lá uns caras vestidos de soldados para se tirar foto. (Eles cobram). Esta região é muito interessante da cidade e onde é possivel notar bem a diferença que existia entre os dois lados do muro.

 

DSC06687.JPG

 

DSC06686.JPG

 

Foto antiga do local:

DSC06693.JPG

 

Ali perto está o ChepointCharlie Museum que conta toda a história do muro de Berlim, incluindo as centenas de maneiras diferentes que as pessoas inventavam para tentar cruzar o muro.

 

O local onde existia o muro de Berlim foi todo demarcado no chão (em toda a cidade), indicando que ali passava o muro.:

 

Marca no chão por onde passava o muro de Berlim:

IMG_20140411_095612245.jpg

 

De lá fomos ao museu "Topografia do Terror". Lá perto bem em frente a este museu tem uma parte enorme do muro ainda.

DSC06701.JPG

 

DSC06703.JPG

 

DSC06707.JPG

 

Naquele lugar existiam o quartel-general da GEstapo, o comando central e serviço de segurança da SS e, após 1939, o Escritório do Comando de Segurança do Reich. O que você imagina de mais terrível do holocausto foi planejado ali, naquele local. De um lado, está o Muro de Berlim (um pequeno pedaço) e as ruinas das celas da prisão da Gestapo. De outro, está o prédio do memorial da Topograia do Terror. Nele possui uma exposição de altíssimo nível. São milhares de fotos, cartazes, textos, pequenas filmagens, tudo que se sabe sobre o holocausto e as persiguições nazistas. A entrada no museu e gratuita e ainda tem lum locker.

 

Uma foto "de foto"expostas no local:

DSC06715.JPG

 

Saímos de lá depois de visitarmos o museu e fomos tomar um lanche ali perto.

DEpois seguimos andando e chegamos na PotsdamerPlatz.

 

DSC06727.JPG

 

Este local foi totalmente revitalizado após a queda o muro de Berlim. Tem prédios novíssimos e é um local muito bonito. É o símbolo da Berlim Moderna, nela localiza-se o Sony center (fomos noutro dia).

 

De lá seguimos e passamos pelo memorial das vitimas do holocausto. Parece um cemitério, com mais de 2 mil blocos de concreto.

DSC06735.JPG

 

Continuamos seguindo e alcançamos o portão de Brandenburgo (Brandenburger Tor).

 

DSC06736.JPG

 

O Portão de Brandenburgo é o principal símbolo de Berlim. Foi palco de importantes acontecimentos ao longo da história Alemã. Durante a guerra fria esteve rodeado pelo muro de Berlim e foi um símbolo de separação da cidade (ficou do lado oriental) e ao mesmo tempo da reunificação da cidade, com a queda do muro em 1989. em frente ao portão hoje estão localizadas embaixadas (EUA, França, Britânica).

 

DSC06745.JPG

 

Seguimos mais um pouco a frente e chegamos no prédio do Parlamento Alemão (nossa visita seria em outro dia). Fomos lá para tirar foto a noite. O Local é muito bonito e bem vigiado.

 

DSC06758.JPG

 

Fomos em uma loja ali pertinho e ainda compramos umas coisinhas. Voltamos para o portão de Brandenburgo e de lá pegamos o S-Banh para o nosso hotel.

DSC06760.JPG

 

DSC06763.JPG

 

Chegamos ao hotel as 20:50h. Dia corrido. ::cool:::'> Adorei Berlim, cidade apaixonante.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

[t3]DIA 11/04 - BERLIM[/t3]

 

Descemos para o café às 08:30h. Café bom do hotel Ibis Budget.

SAímos por volta de 09:20h, passamos em um mercado ali perto a caminho do check point Charles novamente. Entramos no museu para vermos e acabamos por deixar para visitar em outra hora. Na verdade, depois que visitamos o "Topografia do Terror" no dia anterior achamos melhor que já tínhamos visto muita coisa.

 

DSC06768.JPG

 

Seguimos em direção a Gendarmenmarkt, uma praça bonita com duas Igrejas identicas, uma em fente a outra, a Catedral Francesa (Franzosischer Dom) e a Catedral Alemã (Deutscher Dom) e ao centro da praça está a Sala de Concertos (Konzerthaus).

 

IMG_20140411_104732202.jpg

 

DSC06784.JPG

 

entramos na Igreja francesa, onde estava ocorrendo uma exposição.

Subimos na torre para apenas ver a exposição rapidamente (tem um elevador).

 

DSC06780.JPG

 

Descemos e fomos entrar na Sala de Concertos, que estava fechda, só abriria às 11:00h.

Continuamos seguindo em direção a Bebel Platz. Esta praça é famosa pela queima pública de livros em maio de 1933, promovida pelos membros da liga de Estudantes da Alemanha nazista e sob comando de A. Hitler. Diz que foram queimados mais de 20 mil livros.

 

DSC06792.JPG

 

A praça estava com o prédio em frente em reformas.

Bem ao lado fica a Igreja de St. Hedwigs .

 

DSC06789.JPG

 

Estava aberta e nós entramos, porém não era permitido fotografar em seu interrior, apesar de ter apenas nós lá dentro e 1 funcionária, não abusamos da norma.

Seguimos de lá e alcançamos a Unter Den Linden, a avenida que começa em frente ao portão de Brandenburgo. Fomos ao Neue Wache, um prédio muito bonito. Em seu interior tem uma unica escultura "Mãe com seu filho morto". Acima dela, no teto do prédio tem uma abertura. Esta escultura simboliza o sofrimento das pessoas na segunda guerra, pois ali (na abertura do teto), passa o frio, o vento, o clima adverso. O prédio foi construído bem antes da segunda guerra e adaptado para receber esta escultura.

DSC06794.JPG

 

DSC06795.JPG

 

Bemao lado do predio está o museu de históra Alemã. Fomos somente no hall de entrada.

DSC06797.JPG

 

Logo chegamos as margens do rio. Nosso objetivo era alcançar a Ilha dos Museus e visitá-los com nosso Berlim Welcome Card.

A região está com obras (expansão do Pergamon Museum).

 

DSC06805.JPG

 

A Ilha dos Museus (em alemão: Museumsinsel) é uma ilha no rio Spree, localizada no centro de Berlim, no distrito de Mitte. A ilha dos Museus é considerada como patrimônio Cultural mundial pela Unesco.

Lá exsitem 5 museus que podem ser visitados com o Berlim Welcome Card.

 

Fomos primeiro no Bode Museum:

Seu nome é uma homenagem ao primeiro curador, Wilhelm von Bode, em 1956.

Abriga uma coleção de esculturas, arte bizantina, moedas e medalhas.

Abriga também uma das maiores coleções de numismática do mundo, de moedas que remetem ao começo da Casa da Moeda, na Anatólia do século VII AC até moedas atuais.

 

DSC06802.JPG

 

Fomos na bilheteria e a moça validou nosso ticket do Berlim CArd, colocando nele a hora exata que estávamos validando e a data (isto à mão mesmo). Depois nos deu um ticket que seria usado juntamente com o cartão Berlim Card para acessar os outros Museus da Ilha. Explicou também que as exposições temporárias não estavam cobertas na visita com o Berlim CArd. Ok, tudo certo e entendido fomos entrar.

 

Os museus de uma forma geral já são uma arte, pelas suas arquiteturas.

DSC06808.JPG

 

DSC06817.JPG

 

Andamos bastante lá dentro e depois saímos e fomos almoçar. Seguimos perto da linha do Tram e almoçamos em uma pizzaria bem embaixo da linha do Trem e metrô(perto da estação FriedrichstraBe). O local é muito agradável e tem vários restaurantes. Comemos pizza, macarrão e bebemos vinho e suco. Pagamos 41,10 euros para os 4.

 

Voltamos a "ilha dos Museus"e fomos entrar no Pergamonmuseum. Para entrar neste museu, como havia um número considerado de pessoas, ficamos esperando a nossa vez de entrar. Eles controlam o número de pessoas que estão dentro do museu, logicamente para não encher demais. Nós esperamos uns 15 minutos para entrar. O Museu tem este nome em homenagem ao Alter de Pergamon, um grande templo grego, datado de 180 a.c., que é uma das principais atarções deste museu. Nós entramos no museu com o nosso Berlim Card. O funcionário olhou nosso ticket e nós passamos.

 

A atração já quase na entrada. A porta de Ishtar foi um dos portais da cidade mesopotâmica da Babilônia. Foi construída por volta de 575 a.C. por ordem do rei Nabucodonosor II no lado norte da cidade.

Dedicado à deusa babilônica Ishtar, o portal foi construído em fileiras de azulejos azuis brilhantes mesclados com faixas de baixo-relevo ilustrando dragões e auroques (um tipo de bovino extinto).

 

DSC06834.JPG

 

DSC06850.JPG

 

DSC06851.JPG

 

Depois alcança-se o Portão do Mercado de Mileto, sua construção data de 100 depois de Cristo.

Consta que esta construção no museu tem 70% de peças originais.

DSC06842.JPG

 

Chegamos ao Altar de Pérgamon. O Altar de Pérgamo é uma magnífica estrutura dedicada a Zeus, originalmente construída no século II a.C. na cidade grega de Pérgamo (atual Bergama, na Turquia).

A construção, que sofrera muito com o tempo e estava destruída, foi escavada, no final do século XIX, em seu sítio original, e suas partes enviadas para a Alemanha por uma expedição arqueológica.

é uma construção gigantesca e assim como as outras ocupa uma sala sozinha somente para ela dentro do museu.

 

DSC06845.JPG

 

Ainda andamos dentro do meuseu e observamos as outra belezas que ele tem a oferecer>

DSC06846.JPG

 

Depois do Museu de Përgamon, fomos ao Neues Museum, ao lado. Da mesma forma entramos com o nosso Berlim Card, sem problemas. Não havia filas de espera.

Suas exposiçòes compreendem peças do antigo Egito, pré-história recente. As instalçòes são espetaculares e o nível da curadoria é impressionante. Sua principal atração éo busto de Nefertiti, de 1340 a.c.. Entramos lá mesmo para vê-la.

 

DSC06830.JPG

 

Infelizmente não é permitido fotografas na sala onde fica o busto da Rainha Egípcia Nefertiti.

Passeamos lá dentro observando as demais obras de arte.

 

DSC06853.JPG

 

Depois saimos. Passamos em frente a Galeria Nacional de Arte (que poderia ser visitado também com o berlim Card), mas não entramos.

 

DSC06867.JPG

 

Também passamos pelo Altes Museum e da mess\ma forma não entramos. Escolhemos entrar mesmo só nestes 3 museus anteriores.

DSC06874.JPG

 

Fomos em direção a Catedral de Berlim. Não estavam deixando entrar mais para visitas, pois iria acontecer um concerto em seu interior às 18:00h e já eram 17:30h.

DSC06873.JPG

 

Pegamos o ônibus 100 (utilizamos nosso ticket do Berlim Card) em frente a Catedral. ele faz um roteiro muito interessante pela cidade de Leste a oeste. Começa na Alexanderplatz e vai até o Zoo da cidade, passa pela Catedral, ilha dos Museus, portão de Brandenburgo, o parlmamento alemão, dentro do Tiegarten até o zoo. Os ônibus são de 2 andares, porém o segundo e todo fechado. É uma linha urbana da cidade, porém fica cheia de turistas. o ideal e sentar-se na parte de cima e de preferência na frente para ir observando a cidade e sua atrações.

Descemos na parada final junto ao Zoo e também junto a estação do metrô (u-Bahn) U9 Zoologischer GArten. Pegamos o metrô U9 sentido Rathaus Steglitz e descemos na estação Walther Scheiber Platz. Ela tem uma saida para dentro de um Shopping onde se localiza a loja da Primark de Berlim (vão abrir outra perto da AlexanderPlatz). fomos lá fazer umas compras de roupas, já que o preços são bons e a qualidade também é boa. Compramos algumas coisas lá. Depois fomos comeer dentro do Shopping, na Pizza Hut. Pagamos 32,50 euros para nós 4.

Depois pegamos o metrô U9 até a estação final da linha Rathaus Steglitz, onde ela se integra a linha S1 (s-bahn). Pegamos o S1 e descemos pertinho de nosso hotel. Detalhe interessante que nesta linha S1 passou a fiscalização dentro do trem e olhou nosso bilhete se estava certo e validado. tudo ok. ::otemo::

chegamos no hotel mais de 22:00h.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

[t3]DIA 12/04 - BERLIM[/t3]

 

Acordamos cedo, tomamos nosso café e saímos. Hoje era o dia de nós visitarmos o Parlamento Alemão (Reichstag).

Pegamos o metrô e descemos na estação Brandenburg Tor. De lá seguimos a pé por uns 5 minutos apenas. O dia estava frio e muito nublado, com ameaça de chuva.

O Parlamento mistura arquitetura antiga com a modernidade de sua cúpula de vidro. A visita é gartuita ::cool:::'> ::cool:::'> e acontece na cúpula e no terraço do prédio. As visitas são agendadas previamente através do site:

 

http://www.bundestag.de/htdocs_e/visits/kuppel/kupp/245686

 

é necessário informar a data desejada para a visita e também os dados das pessoas (visitantes)

Fizemos a nossa reserva com antecedência e recebemos a confirmação por e-mail juntamente com o anexo onde consta os dados da visita, hora, numero de visitantes e outros dados sobre a visita.

Bom, chegamos lá, mostramos os documentos, passamos pelo detector de metais e pelo Raio X.

 

DSC06877.JPG

 

Entramos e logo fomos levados de elevador ao terraço. Lá recebemos um audio guide. Como tinha em português, pegamos ele.

O roteiro é uma caminhada em espiral (por uma rampa) dentro da cúpula de vidro, curtindo a vista da cidade. a medida que você vai avançando na subida da rampa o audio guide vai lhe dando informações automáticas sobre os lugares que você vai avistando (é interessante - ele deve ter um sensor de localização que ativa o audio guide).

 

IMG_20140412_091256277.jpg

 

IMG_20140412_091501423_HDR.jpg

 

IMG_20140412_092926992.jpg

 

Apesar do dia nublado a vista estava boa (claro que estaria melhor com sol).

Portão de Brandenburgo:

DSC06883.JPG

 

você vai ouvindo uma explicação sobre diversos pontos avistados da cidade de Berlim além de narrar fatos históricos e curiosidades sobre a cidade e é claro sobre o prórpio prédio do Parlamento e o próprio Parlamento Alemão.

 

DSC06885.JPG

 

Depois de chegarmos ao topo vamos descendo numa rampa de forma que não encontamos com quem está subindo. Ainda neste ponto da visita a gente recebe informações no audio guide.

DSC06894.JPG

 

Incrivelmente quando já saimos ao terraço do prédio para fotografar o sol estava saindo e as nuvens se dissipando.

DSC06898.JPG

 

Ficamos ali no terraço um pouco e depois entramos, entregamos o audio guide e descemos para sairmos do prédio. É uma visita muito interessante e vale a pena. O dia já estava aberto, com o sol aparecendo. ::otemo::

Pegamos o ônibus 100 em frente ao Parlamento e descemos no final, na AlexanderPlatz.

AlexanderPlatz, uma grande praça que abriga atualmente uma feirinha ao ar livre, um mercado, estações de metrô (U-Bahn e S-bahn) e trem, o hotel Park inn lojas de departamentos como a Galeria Kaufhof (nada barato, mas pode-se entrar lá. Tem de tudo e às vezes pode-se achar algo com preço bom) e outras lojas e restaurantes.

 

DSC06905.JPG

 

Fomos no relógio do planeta ou relógio mundial, onde ele informa a hora nas principais cidades do mundo.

Estava acontecendo uma apresentação de hap no local.

DSC06908.JPG

 

DSC06913.JPG

 

Perto está a torre de TV.

DSC06914.JPG

 

fomos até lá. Havia uma fila um pouco grande para comprar o bilhete. Ganhamos 25% de desconto com o Berlim CArd. Pagamos 9,70 euros por pessoa.

O seu bilhete é numerado e você deve observar num painel a hora certa (provavel) que você poderá acessar a torre.

 

20140412_134502.jpg

 

Bom como estava faltando mais de 1 hora para nosso acesso fomos na subway ao lado e compramos sanduiche para comer. Comemos ali mesmo na praça em frente a torre.

DSC06916.JPG

 

Ficamos ali observando as pessoas e o movimento na praça.

A torre de tv, a Berliner Fernsehturm, é uma torre de radiodifusão. A torre foi construída entre 1965 e 1969 pela República Democrática Alemã, que a usou como símbolo da Berlim governada pela República Democrática Alemã. A torre é facilmente visível de todo o centro e de alguns bairros de Berlim e continua a ser um símbolo da cidade. Existe uma plataforma para visitantes e um restaurante giratório no centro da esfera.

DSC06936.JPG

 

Chegando perto de nossa hora fomos para dentro do prédio e sentamos até sermos chamados.

O elevador sobe rapidinho. Lá em cima havia muita gente mas nada de superlotação. A vista é fantástica. ::ahhhh:: Dá pra ver longe e o dia estava perfeito, nem parece que tinha amanhecido com chuviscos e nublado.

DSC06920.JPG

 

Rio Spree:

DSC06925.JPG

 

DSC06934.JPG

 

Ficamos lá em cima um bom tempo.

Descemos e fomos em direção a fonte de Netuno.

Antes porém entramos em MarienKirche ou Igreja de Santa Maria. Não se sabe ao certo a data da construção do templo e presume-se que ela foi erguida no início do século XIII. Era originalmente um templo da Igreja Católica, foi porém convertida ao Protestantismo durante a Reforma Protestante. A Marienkirche é uma das igrejas mais antigas de Berlim. Dentre os materiais utilizados na construção predomina o tijolo dando-lhe a tonalidade vermelha.

 

DSC06944.JPG

 

DSC06938.JPG

 

DSC06939.JPG

 

Saímos e chegamos a fonte de Netuno:

DSC06954.JPG

 

DSC06945.JPG

 

Fomos depois em uma visita rápida ao prédio da Prefeitura: (Rathaus). Estava de difícl acesso pois estão construindo uma estação de metrô logo em frente.

DSC06957.JPG

 

Seguimos e fomos ver as ruinas da Igreja Franciscana (em alemão: Ruine der Franziskaner-Klosterkirche):

DSC06960.JPG

 

Depois seguimos e fomos a Vila Nicolai:(Nikolaiviertel)

DSC06964.JPG

 

Parece uma vilamedieval, mas na verdade foi construida nos anos 80 em comemoração aos 750 anos Berlim.

DSC06966.JPG

 

DSC06968.JPG

 

DSC06971.JPG

 

O destaque da vila é a Igreja de São Nicolau (NikolaiKirche), do ano de 1230. Considerada a construção mais antiga da cidade. Suas torres Gêmeas no estilo gótico tardio são o destaque.

 

DSC06967.JPG

 

DSC06974.JPG

 

De lá fomos às margens do rio Spree, perto da catedral, para fazermos o passeio de barco pelo rio.

DSC06981.JPG

 

Mais uma vez tivemos desconto com Berlim card.

https://lh3.googleusercontent.com/-NKw2exg97TY/U5NbFC1XUfI/AAAAAAAACrs/xXI36xxXy0k/w433-h577-no/DSC06980.JPG

 

O passeio leva 1 hora.

Chegamos na hora, às 16:30h.

DSC06985.JPG

 

O passeio é muito agradável, você vai observando a cidade e sa consrtuções ao lado do Rio.

DSC06988.JPG

 

Os parques ao longo do Rio estavam lotados de pessoas aproveitando o final da tarde com sol.

DSC06991.JPG

 

DSC06999.JPG

 

A estação Ferroviária Huptbahnhof:

DSC07000.JPG

 

O Passeio é muito agradável e recomendo a todos.

 

Chegamos e de lá fomos novamente na Catedral de Berlim tentar entrar para visitar:

DSC07006.JPG

 

Da mesma forma que no dia anterior também ia acontecer uma apresentação de música e não conseguimos entrar.

Bom sendo assim, pegamos o ônibus 200 e fomos descer lá na Postdamer Platz.

Fomos no Sony Center:

 

DSC07007.JPG

 

DSC07008.JPG

 

Ficamos lá um tempo e mais tarde voltamos para o nosso hotel a pé.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

[t3]DIA 13/04 - BERLIM[/t3]

 

Acordamos no horário normal. Descemos, tomamos nosso café. O hotel estava bem cheio.

Domingo é dia de irmos a feira. Logo saimos e fomos ao Flohmarkt am Mauerpark, uma espécie de mercado das pulgas em Berlim.

SAímos e fomos ao S-Bahn. Tomamos o metrô e descemos na estação Nordbahnhof. Lá pegamos o TRAM e descemos na parada errada.

Mas para nossa surpresa descemos em frente ao Gedenkstätte Berliner Mauer – (Memorial do Muro de Berlim).

O Memorial do Muro de Berlim é um memorial para lembrar a divisão de Berlim e as pessoas que foram mortas ou morreram ao tentar fugir para o lado ocidental. Neste local você poderá conhecer melhor a história do muro, sua construção, seu desenvolvimento, os fatos tristes e trágicos que estão associados com ele.

O memorial se localiza na Bernauer Straße, rua que tem uma história única e trágica, que marca muitos acontecimentos deste capítulo triste da história de Berlim. A rua Bernauer Straße marcava os limites entre os bairros Wedding e Mitte e com a divisão de Berlim em quatro setores após a guerra, a rua acabou ficando em dois setores: enquanto a rua em si pertencia ao setor francês (bairro Wedding), os prédios no lado sul da rua pertenciam ao setor soviético (bairro Mitte). A rua foi palco de fugas desesperadas e dramáticas.

 

DSC07010.JPG

 

IMG_20140413_100018968.jpg

 

IMG_20140413_101437000.jpg

 

Ali encontra-se também a Capela da Reconciliação (Kapelle der Versohnung, em alemão).

 

A Capela da Reconciliação, uma capela oval com fachada coberta com vigas de madeira. Neste mesmo local havia uma igreja protestante, com mesmo nome, e por estar exatamente onde era a “faixa da morte” foi demolida em 1985 pelo governo da Alemanha Oriental. Com a queda do muro e a criação do memorial, foi erguida a capela atual no mesmo local.

 

De lá andamos pela Bernauer StraBe até chegarmos ao MauerPark, onde estava ocorrendo a feira do Mercado das Pulgas.

DSC07017.JPG

 

Lá encontra-se de tudo.BAsta um berlinense fazer uma limpeza em casa e os visitantes do mercado têm a sua disposição uma variedade de mercadorias que vão desde discos de vinil, roupas, utensílios domésticos a móveis usados. Há também livros antigos.

 

DSC07015.JPG

 

Há ainda o biergarten, com cervejas e comidas tipicas alemãs. Aproveitamos e comemos sanhuiches e bebemos sucos lá mesmo, enquanto andávamos pelo movimentadíssimo "mercado a céu aberto" na Mauer park.

Não faltam são artistas se apresentando no local.

DSC07021.JPG

 

IMG_20140413_120625789_HDR.jpg

 

IMG_20140413_121924565.jpg

 

De lá, fomos voltando para a estação do Metrô. (S-Bahn). Já eram mais de 13:30h. Descemos pertinho do hotel e fomos em um restaurante Italiano ali mesmo.

Comemos, ravioli, Spaguetti, sopa da tomate e bebemos vinho e suco. Tudo ficou em 46,05 euros para nós 4. Comda Boa. ::otemo::

 

De lá pegamos o metrô novamente e agora descemos logo na PostdamerPlatz. Lá pegamos o ônibus 200 e descemos em frente a catedral. Era por volta de 14:40 e fomos entrar na catedral.

A Berliner Dom, a maior e mais importante igreja protestante de Berlim, foi construída entre 1894 e 1905.

Como nosso Berlim Card, tivemos desconto no ingresso da catedral e pagamos 4,00 euros por pessoa. A mulher do guiche de venda de bilhete não queria nos dar desconto, pois não estava aceitando a validação do bilhete. Depois de muito insistir ela aceitou.

 

O seu interior é muito bonito. Em seu interior existe um sarcófago (no piso inferior). Há uma capela onde são reallizados batismos e casamentos.

DSC07026.JPG

 

DSC07028.JPG

 

DSC07030.JPG

 

DSC07032.JPG

 

Depois fomos subir a cúpula. Confesso que demorei bastante. primeiro você alcança um museu de depois continua subindo.

DSC07035.JPG

 

Depois de subir e parar várias vezes consegui chegar a parte externa do Domo. Para quem já tinha ido a torre de TV, a vista não impressiona mais, porém achei que valeu a pena chegar ali em cima.

 

Nikolaikirche

DSC07040.JPG

 

Galeria de Arte Nacional.

DSC07041.JPG

 

Vista da praça em frente a Catedral.

DSC07044.JPG

 

Depois de visto tudo, fomos descendo e saimos da catedral.

Nosso destino agora era a East Side Gallery. Pegamos o ônibus 100, descemos pouco antes do Portão de Brandenburgo. Pegamos o metrô U-6 na Franzosische StraBe e descemos 3 estaçõs à frente na HalleschesTor 9integrado a linha U-1). lá pegamos o U-1 e descemos na estação final WarschauerStraBe.

A East Side Gallery é uma galeria de arte ao ar livre situada em uma seção de aproximadamente 1.300 metros, no lado leste do antigo muro de Berlim, que foi preservado da demolição. Está às margens do Rio Spree. As imagens foram feitas em 1990, quando mais de 100 artistas do mundo inteiro realizaram ali suas obras coloridas e cheias de significados. É considerada a maior galeria a céu aberto do mundo. Muitas obras ali foram danificadas por vândalos ou sofreram um desgaste natural ao longo dos anos. A maior parte das obras foi restaurada pelos seus artistas ou receberam nova pintura.

 

DSC07047.JPG

 

DSC07051.JPG

 

DSC07053.JPG

 

DSC07069.JPG

 

O artista Russo Dmitri Vrubel fez o famoso mural "Meu Deus, ajuda-me a sobreviver a este amor fatal" que retrata o beijo dos líderes comunistas Leonid Brezhnev e Erich HOnecher. Este grafite é inspirado na fotografia tirada por Regis Bossu quando Brezhnev, Secretário Geral do PC Soviético visitava a Alemanha Oriental para celebrar o aniversário da Nação Comunista, em Berlim Oriental em 1979. É o grafite mais marcante e mais conhecido no Muro de Berlim.

DSC07066.JPG

 

A tarde estava bonita e fomos voltando as margens do Rio Spree.

DSC07082.JPG

 

Ali pertinho tem um Hostel que fica em um barco atracado. Para quem quiser vai ai umas fotos do local:

DSC07085.JPG

 

DSC07084.JPG

 

 

Depois pegamos o metrô U1 e depois o U6. Descemos na mesma estação e pegamos o ônibus 100. Fomos para o Tiegarten e descemos na praça onde está o Obelisco da Vitória ou coluna da Vitória (Siegessäule, em Alemão).

Foi concluído em 1873 para comemorar as vitórias militares da Prússia sobre a Áustria, Dinamarca e França entre 1864 e 1871.

Uma escadaria de 285 degraus leva ao topo da coluna ::ahhhh:: (impossível subir mais escadas neste dia), onde há uma plataforma de observação.

 

IMG_20140413_200235652_HDR.jpg

 

DSC07103.JPG

 

DSC07102.JPG

 

De lá pegamos o ônibus 100 novamente. Descemos perto do portão de Branderburgo. Pegamos o S-Bahn e descemos no nosso hotel. Já era mais de 20:20h. fomos arrumar as malinhas apra deixar tudo pronto para o dia seguinte.

 

 

[t3]DIA 14/05 - BERLIM - VOLTA PARA O BRASIL[/t3]

 

Acordamos no mesmo horário. O dia estava bem nublado e frio.

Tomamos nosso café e saímos. Fomos na Alexander Platz comprar algumas coisinhas, já que as malas ainda cabiam umas roupinha.

Compramos o ticket do metrô para pequeno grupo (até 5 pessoas) e pagamos 16,20 euros. Com este ticket poderíamos ainda pegar o ônbus para o aeroporto TEGEL, para nós 4.

Fomos na C&A. Compramos umas blusas de frio que estavam em promoção (bem mais barato que aqui no Brasil) e algumas camisas.

De lá voltamos para o nosso hotel. O tempo fechou e começou a chover e o frio pegou. EStava dificil andar na rua. ::Cold::

 

Chegamos no hotel e fizemos nosso check out, antes das 12:00h

Quando a chuva deu uma trégua, fomos para o metrô. Descemos em BrandenburgTor, a saída já é bem no local onde a gente pega o ônibus para o aeroporto de TEGEL.

O ônibus e do tipo comum, porém articulado. Há espaço para malas.

O ônibus nos deixa bem no terminal.

O aeroporto TEGEL não é muito grande como outros aeroportos europeus.

 

DSC07118.JPG

 

Comemos ali mesmo no aeroporto. Pagamos 45,80 euros para o 4.

Depois ficamos por ali mesmo. Nosso voo era às 16:45h. Porém atrasou mais de 1 hora. Na verdade fomos embargar quase às 18:00h. ainda bem que tinha deixado um espaço considerado para o voo de Frankfurt para o Rio.

Chegamos em Frankfurt depois das 19:00h, o tempo estava melhor do que em Berlim.

Fomos para o nosso terminal e acabamos tomando o shuttle interno do aeroporto. É um serviço interno que integra os terminais. O interessante é que é um veículo driverless.

IMG_20140414_190245042.jpg

 

IMG_20140414_190252505.jpg

 

IMG_20140414_190151440.jpg

 

Comemos novamente no aeroporto, uns coisant e chocolate. Pagamos 7,00 euros para o casal.

 

De lá fomos para o nosso portão.

 

DSC07125.JPG

 

Pssamos pela imigação e agora vai... ::Ksimno::

Nada.É bom retornar para casa sim. ::otemo::

Localizado o portão e o avião que íamos voltar para o Brasil.

Um 747-4. Depois que o 747-8 começou a operar no voo Frankfurt/São Paulo, o 747-4 desta rota foi remanejado para a rota Frankfurt/Rio.

 

DSC07126.JPG

 

DSC07128.JPG

 

O voo de regresso ao Brasil foi tranquilho. Serviram como na ida, uns snacks e bebidas de entrada.Depois veio o jantar. Antes da chegada ao Rio serviram o café da manhã.

Vimos na companhia de um casal de portugueses muito simpáticos que moravam na Alemanha e estavam vindo ao Rio de Janeiro pela primeira vez, conhecer a cidade e o Brasil. Agora foi a nossa vez de darmos umas dicas de segurança (principalmente) a eles.

Depois de chegarmos ao Rio (às 06:00h do dia 15/04) tomamos um taxi até o Terminal Novo Rio e de lá pegamos um ônibus para Juiz de Fora (MG).

ë bom retornar e encontrar nossas belas montanhas (mesmo que cobertas pelas neblinas).

 

DSC07129.JPG

 

Bom, chego ao final deste relato.

Agradeço a todos que nos ajudaram a fazer esta viagem, com dicas e ajudas (lá no exterior também), mesmo que elas nunca leiam este relato.

Tudo saiu conforme planejado. Neunhum contratempo, nada de errado. Tudo certinho. Graças a Deus. ::otemo::

Espero poder contar mais estórias e relatos em breve.

Qualquer dúvida podem perguntar. É um prazer ajudar.

Fernando Mello.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...