Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

  • Membros

Finalmente nossas férias começaram! Os dias mais esperados do ano, ainda mais, para essa mais nova aventura em nossa vida, uma expedição de carro! Depois de muito nos programarmos e claro deixarmos quase tudo para a última hora, conseguimos sair para viajar, relaxar... E dirigir muito. Ainda está um pouco difícil de desapegar do trabalho e dos problemas cotidianos, mas acredito que isso logo acaba.

 

Ontem ficamos até as 2hrs da manhã arrumando o carro, ou pelo menos tentando ajeitar tudo dentro do carro para sairmos hoje as 6 da manhã! A ansiedade não deixou o sono nos abater, logo que o alarme tocou acordamos ligados no 220V.

 

resize-500x667_foto01.jpg.041b8b5dded5aca8831180d9de9e6322.jpg

 

Bom, os primeiros dias serão beeeem corridos. Como nosso objetivo é curtir a Patagônia, a neve, o friozinho, não iremos parar em muitos lugares legais de se conhecer também. De São Paulo até aqui, Foz do Iguaçu, são aproximadamente 1.050km que nos renderam quase 13hrs ao volante. É bem cansativo sim, mas nada muito absurdo para quem está disposto a dirigir, se não, aconselho parar em alguma cidade após as primeiras 6hrs dentro do carro. Depois de 6hrs as músicas se repetem, o assunto começa a acabar e a grama já não é tão interessante de se olhar.

 

resize-500x375_foto-02.jpg.e302d942fc54e6a639a78b68c9d1d8b0.jpg

 

Depois de 16 pedágios e muito e muito...Pasto, chegamos na metade do caminho. Paramos nos postos somente para abastecer, nosso combinado é gastar menos o possível, sendo assim, nada de petiscos nos restaurantes de estrada, nos abastecemos de muito miojo e bolachas para a viagem. Você que quer comer bem, bom, vai ter que economizar o dobro!

 

Nossa meta é chegar em nossos destinos antes do pôr do sol. Experienciamos hoje como é dirigir a noite em estradas desconhecidas e assim como a frase soa, realmente não é legal, é muito desgastante e perigoso. Então a partir de hoje, não faremos mais viagens com mais de 8hrs de duração, mesmo que isso nos leve alguns destinos desejados. Mas, como tudo tem o lado bom, o pôr do sol nos rendeu uma bela vista.

 

resize-500x375_foto-03.jpg.b4f8efa4f5c531b43e953710c16b1935.jpg

 

Chegamos em Foz! Muita chuva por aqui, já tínhamos nos informado que estava meio ruim a situação aqui e realmente está. Pretendíamos acampar, mas não vai ter jeito, teremos que ficar em Hostel. Nós recebemos uma recomendação do Hostel PAUDIMAR, o local é um Hostel e um Camping também com valores a partir de R$ 25,00 por pessoa! Logo quando chegamos simpatizamos com o lugar e fomos muito bem atendidos, recebemos dicas para a nossa rota, alguns itens de segurança adicionais, que na real não são obrigatórios, mas os policiais a fim de uma gorjeta exigem, segue a dica para quem quer ir para a Argentina de carro e algumas dessas coisas nós nem sabíamos que pediam... Então vou complementar:

 

Cambão

 

Carta Verde

 

2 Triângulos

 

Lençol branco (Sim, nos informaram que eles pedem isso, para caso você bata o carro e venha a falecer, eles terem com o que cobrir o corpo. Bizarro, porém real)

 

Para caminhonetes, adesivo colado de velocidade máxima 110km

 

Colete que brilha (Aquele que sinaliza, nos informaram que os policiais pedem, porque para sair no acostamento precisa estar usando um)

 

Kit primeiros socorros

 

Depois dessas informações discutimos algumas possíveis rotas, porque amanhã de manhã, se não estiver esse chuva tremenda, queremos ver as cataratas e de lá cruzar a fronteira e parar em alguma cidade lá nas terras hermanas. Assim que conversamos bastante, nos levaram para nosso quarto do hostel, logo que passamos pelo bar e área comum, adoramos o clima! Música boa, muitos estrangeiros e principalmente viajantes! Nossa, tem um suiço com um caminhão de luxo, ele está viajando com o cachorro dele, um pastor alemão, adorei!!

 

Agora, precisamos descansar, mas claro, merecemos aquela cervejinha antes da soneca né! Rs

 

Até amanhã gente!

 

resize-500x281_foto-05.jpg.995bb10e11523a48baf1f2a9e92a874f.jpg

 

Dia 02

 

18/06/2014

 

Total 1.700 km Rodados

 

Hoje logo acordamos saudosos do Hostel! O café da manhã foi super reforçado e como bons brasileiros levamos a informação de "All you can eat" bem a sério. Pedimos mais algumas informações e nos apontaram um senhor de uns 60 anos que estava no Hostel, pois ele sabia de tudo do Sul e da Argentina. O nome dele era Miguel, um Argentino muito simpático que logo se interessou pelo nosso destino. Depois de muito conversarmos descobrimos que ele é o Presidente da Hostel International! Adoramos conhece-lo e saber de algumas histórias dele por ai a fora! Essa é a melhor parte da viagem, conhecer pessoas.

 

Saindo de lá, fomos atrás de um mecânico para tirar nosso reboque, porque podem falar que está tapando a placa. Em suma, não vimos as cataratas, o lado brasileiro estava fechado e porque tínhamos que fazer isso também. Saindo do mecânico, em 15 minutos estávamos cruzando a fronteira! Ficamos um pouco nervosos porque nunca fizemos isso de carro.

 

resize-500x333_img-2429.jpg.7a474873d1efbab6c6726d61adfa7eb4.jpg

 

Assim que paramos na cabine o atendente já nos atendeu sorrindo, nos pediu os documentos, a carta verde e nos perguntou para onde iríamos. Como quase todos que contamos, se surpreendeu e deu uma risada "Vocês tem um bom caminho pela frente" (nesse ponto as pessoas só falam espanhol, mas como eu falo portunhol não me arrisco a escrever em Espanhol).

 

Saindo da cabine a polícia estava esperando para fazer a revista do carro. Paramos ao lado do policial, ele também nos perguntou o destino. Como sempre, sorridentes, falamos Ushuaia! E a resposta foi... EU SOU DO USHUAIA! Passamos uns 15 minutos conversando com ele, ele nos passou dicas de como dirigir na neve, onde comprar as correntes, o que precisaremos nas estradas... As pessoas já estavam buzinando atrás da gente, porque é uma fila que se forma para parar com os policiais e ele fingia que estava pedindo documentos! Resumo da ópera, nem fomos revistados e saímos de lá quase que com um amigo da aduana.

 

Logo depois da aduana a primeira cidade que temos pelo caminho é a de Puerto Iguazu. Lá compramos o colete sinalizador e o adesivo de 110km para a caminhonete. Fomos muito bem atendidos também. Dai para frente quem ficou no volante foi o Ga. Como esse começo de estradas pós fronteira tem muitos polícias e não sabemos se quem deve estar ao volante é o proprietário do carro, ele dirigiu os 640km.

 

resize-500x333_img-2459.jpg.7bd9c2a788f1da7dc9aa833652d29f20.jpg

 

Pegamos a Rota 12 e fomos embora! Todos nos falaram que os policiais são bem rígidos nessas vias ou por serem muito certos ou por serem errados, se é que vocês me entendem. De fato existem muitos comandos na estrada, passamos por uns 8, mas não fomos parados em nenhum. Não sabemos se foi o colete (que costuma ser a principal coisa que as pessoas esquecem de levar) que penduramos atrás do banco para ficar visível ou se foi nossa oração diária para Deus que nos tirou dessa, mas ficamos bem felizes por não passar pela situação.

 

A rota 12 é bem bacana, mas é uma reta sem fim. Sem exageros, são quase 400km retos, entre pastos e cidades super pequenas.

 

resize-500x333_img-2445.jpg.e273dbf037313105ae187b50b893bb40.jpg

 

resize-500x333_img-2450.jpg.bce43d57dc16ab7b247206cfe93aa1d9.jpg

 

 

Esse caminho vai beirando a fronteira com o Paraguai é legal acompanhar pelo GPS as distâncias. Tem que tomar cuidado nessa rota porque o povo vai chutado! Não tem radares, ou seja, a galera acha que tá de Ferrari. Nós procuramos manter a nossa velocidade a 110km tanto quanto para um bom desempenho do carro, redução de gasto com gasolina e segurança. Falando em gasolina, SANTO DEUS a gasolina está 15 pesos por aqui, mais ou menos R$ 4,00 POR LITRO. Vimos que teremos que economizar mais ainda.

 

resize-500x281_dsc02633.jpg.a4d86a80665227c35321fb79f281cdbf.jpg

 

Chegamos na cidade de Resistencia uma hora atrasados, mas foi devido ao transito para cruzar a ponte que liga Corrientes a Resistencia. A ponte tem uns 10km e são duas faixas, umas para ir e uma para voltar. É um transito danado, mas mais um vez curtimos o por do sol do carro!

 

resize-500x333_img-2470.jpg.ed25dcfa860fa45705759f0b3e7d9539.jpg

 

resize-500x281_dsc02640.jpg.b32f2da7d96b16e0ef064f5c3b0c943c.jpg

 

Chegando na cidade, passamos um pequeno aperto no hotel na hora do pagamento, o cartão não queria passar, nós precisávamos trocar dólar por peso, enfim no final do certo. Aprendemos que sempre temos que reservar o hotel com um dia de antecedência pela net.

 

Fomos para o quarto e saímos atrás de um mercado. Nossa as coisas estão caras aqui na Argentina! A gasolina, a comida... Compramos o mínimo necessário e fizemos do limão uma limonada! Nos divertimos muito cozinhando escondidos no hotel.

 

resize-500x751_img-2493.jpg.f932a189c1f948a21ed52b1670968b89.jpg

 

Agora vamos curtir um pouco a preguiça e dormir para mais um dia ao volante!!

 

Dia 03

 

19/06/2014

 

Total 2.650 km rodados

 

12 horas de Viagem

 

Muito pasto. De novo.

 

Acordamos bem cedo no hotel, as 6hrs da manhã, abrimos a janela e ainda estava completamente escuro! Já tínhamos deixado nossas coisas arrumadas para de manhã só jogar tudo dentro do carro e ir embora. Descemos, tomamos café com uns pães argentinos muito gostosos e aproveitamos para pegar muitos saches de manteiga e doce de leite para a viagem.

 

A nossa primeira missão do dia era trocar nossos dólares por peso. Estranhamos muito o caminho até agora, as pessoas não sabem passar o cartão de crédito, somente em alguns lugares aceitam cartão de crédito então para evitar mais uma dor de cabeça decidimos trocar uma boa quantia.

 

Arrumamos o quarto fizemos o check out e fomos atrás da casa de câmbio. No caminho vimos um posto de gasolina e paramos para abastecer, mas não foi tão simples. Vimos o posto de gasolina de longe e já saímos na fúria para abastecer, entramos no posto direto em direção a bomba, só que a reação dos frentistas foi muito entranha porque eles ficaram olhando feio para a gente e maior galera nos xingando. Não vimos que para abastecer tinha uma fila imensa na avenida esperando a vez, não sabíamos onde enfiar a cara. Demos a volta e pegamos a fila.

 

resize-500x333_img-2497.jpg.1b369a56f9c8bc59dc9509011a5af714.jpg

 

Saindo de lá fomos atrás da casa de câmbio no endereço que o hotel nos passou. SABE DE NADA INOCENTE. Primeiro o GPS nos mandou para o outro lado da cidade. Pegamos um mapa local e fomos caçando a rua, quando encontramos, não conseguíamos para o carro. Pedi para o Gabriel ligar o pisca alerta que eu ia até lá e já voltava, quando cheguei no número o lugar era um banco, não uma casa de câmbio. De qualquer forma entrei para perguntar se eles trocavam dólar e é claro que a resposta foi não, mas a moça bem simpática me indicou onde a casa de câmbio ficava. Corri no carro falei para o Gabriel ficar me esperando e fui atrás da bendita casa de câmbio. Depois de uns 3 quarteirões, vi uma placa escrito cambio. Sai feliz da vida em direção a ela, quando cheguei, uma placa estaca na porta: CERRADO. Já passavam das 10:00.

 

Eu comecei a rir. A rir mesmo, as pessoas me olhavam com medo. Voltei para onde o Gabriel estava me esperando dando gargalhadas, mas quando virei a esquina, no lugar do carro dele, estava um carro forte. Pensei que eu não seria tão sortuda assim, será que o Gabriel tinha ganhado na loto? Claro que não né, o carro forte estava entrando no banco e tirou todos os carros e taxis que estavam parados perto. Como nosso combinado é sempre voltar no último lugar que nos vimos, fiquei lá esperando ele dar a volta no quarteirão. Depois de um tempo vi ele lá de longe e para tentar quebrar o stress e manter a harmonia, fui saltitando meio que na rua em direção ao carro para fazer graça. É claro que o Gabriel estava tentando pegar sinal de Wi-fi no celular e quase passou em cima de mim.

 

(Não temos fotos do momento, porque né... Não temos fotos)

 

Voltamos ao hotel e perguntamos se eles conheciam alguém que poderia fazer a "funça" de trocar os fucking dólares e eles conheciam! Só que a pessoa não estava. Paramos o carro e fomos batendo de hotel em hotel até achar um que finalmente tinha interesse em trocar.

 

Segue uma ótima dica para que está de olho no cambio.

 

No Brasil trocamos 1 Peso = R$ 0,34

 

Ainda no Brasil, trocamos 1 Dólar = R$ 2,32

 

No "mercado alternativo" ou seja, essas pessoas que trocam o dinheiro por fora, nos ofereceram 10 pesos por 1 dólar. Ou seja, está valendo muito apena trocar real por dólar no Brasil e quando chegar na Argentina, procurar essas pessoas e trocar pelo câmbio mais alto. Acompanhe o pensamento:

 

1 Dólar = 10 Pesos

 

1 Real = 0,34 Pesos

 

1 Dólar = 2,32 reais

 

2,32 reais compram 7,88 pesos.

 

Um aviso para aqueles que querem pegar o carro e descer!

 

A gasolina ao norte da Argentina é extremamente cara, chegamos a pagar 15 pesos o litro, mais ou menos R$ 5,00 por litro! Lembrando que na Argentina ou você compra Nafta (gasolina) ou Diesel, não tem álcool por aqui não. Posso estar enganada, mas acho que o Brasil é o único lugar que tem álcool.

 

Então, abasteça seu carro antes de cruzar a fronteira e encha o máximo de galões de gasolina extra que você puder. O "bicho tá pegando aqui".

 

Já passavam das 11:00 da manhã e nós infelizmente tínhamos que quebrar nossa regra em não dirigir mais de 8hrs para evitar a noite... Era uma viagem de 12 horas pela frente, 940km. Pelo menos, no caminho, fizemos algo que queríamos fazer há muito tempo, cozinhar na estrada!

 

resize-500x333_img-2513.jpg.48f1fa1eb627e21e62fbbd006503e986.jpg

 

 

resize-500x281_dsc02646.jpg.beff932c1d713ced744432ac7d3a5cae.jpg

 

 

Muitas e muitas horas de estrada atá Vila Carlos Paz! Mais um pôr do sol na estrada.

 

resize-500x281_dsc02647.jpg.8a2470b54bc08fa4a1602db93b47780a.jpg

 

Chegando em Carlos Paz, no APAIXONAMOS pela cidade! Cidade linda, tranquila, com cara de outro país. As pessoas foram super agradáveis e demos muita sorte no hotel, pagamos barato para um ótimo local. Lindo, lindo o lugar, já estamos pensando em quando iremos voltar para curtir a cidade.

 

Como chegamos muito tarde, fomos comer algumas deliciosas empanadas fora e passear um pouco pela cidade, lá tem um lago lindo para sentar e ficar contemplando e finalmente começar a sentir frio!

 

resize-500x281_dsc02657.jpg.70db602591b7e5bab6c56ba18b927b9f.jpg

 

Amanhã iremos curtir um pouco mais a cidade!! Até lá

 

Dia 04

 

20/06/2014

 

Total 3.250 km rodados

 

07 horas de viagem

 

Perrengues...Muitos perrengues rsrs

 

Acordamos em Villa Carlos Paz relativamente cedo para curtir um pouco. A cidade é toda rodeada por montanhas e venta muito nas ruas! Achamos uma delícia. Lá parece ser bem legal para acampar e curtir as montanhas, fazer trekking e escalada! Nos programamos para sair ao meio dia, sendo assim somente demos uma volta pelo grande lago e as ruas simpáticas.

 

resize-500x333_foto03.jpg.08fad2698a0719d867444a6bd40855cc.jpg

 

resize-500x281_foto01-1.jpg.10cad21eb642ab4163ef95a44202ef9e.jpg

 

http://syscall.ws/static_img/266775/resize-500x333_foto05.jpg

 

Bem esse nosso dia, não foi lá aquelas coisas. Parece que quando você acorda com o pé esquerdo tem que dormir de novo para as coisas voltarem ao normal. Tudo começou pela internet. Como nós dependemos de wi-fi para nos comunicar, sempre estamos atrás de algum lugar que nos possibilite a tanto. A internet do hotel estava ruim e não conseguíamos reservar o próximo hotel em Mendoza. Saímos caçando sinal pela rua e assim que achamos reservamos rapidamente um hostel e fomos embora.

 

Nosso tanque estava quase vazio, mas tínhamos um galão cheio na caçamba, pensamos em parar na próxima cidade para abastecer porque lá a gasolina estava absurdamente cara, assim fomos embora. Até esse ponto tudo ainda estava lindo, as estradas começaram a mudar e nós começamos a subir e subir.

 

resize-500x333_img-2587.jpg.37db4556231d8a7aaf738da8e8727ebc.jpg

 

resize-500x333_foto05.jpg.37cdaf090d2e26c5d4dda8d654a5ce5e.jpg

 

Ao mesmo tempo que subir é legal, gasta gasolina... E o nosso tanque chegou na reserva. Paramos na estrada, fomos curtir a vista, tudo lindo, até decidirmos encher o tanque. Pegamos a gasolina e fomos abrir o tanque e...quem disse que conseguíamos? É certo que os frentistas tem um curso avançado de como conseguir destrancar a portinha do tanque de caminhonetes. Estava impossível e acabamos desistindo e ao mesmo tempo descobrimos que a cidade mais próxima estava a 50km. Ah...e nessa o celular do Gabriel caiu no chão e quebrou.

 

Fomos o caminho inteiro mudos. E o tempo parecia que não passava e a gasolina indo embora. Até que achamos um posto... De gás. Paramos lá e pedimos ajuda para abrir e nem eles conseguiam, parecia que uma pecinha tinha quebrado e a portinha não abria. Nós desesperados e os Argentinos "Mas, me diga de novo porque vocês não estão no Brasil vendo o Mundial?" hahahah. Depois de algum tempo, conseguimos abrir!! Abastecemos o carro e dirigimos até um posto de gasolina 10km de lá e enchemos o tanque o galão. Ficamos felizes de novo.

 

resize-500x333_img-2648.jpg.a54b85b1e23cc95d927c1ff59f04f91a.jpg

 

Enfim fomos para Mendoza. Começar a ver os Andes de longe não tem explicação, é lindo! Achamos engraçado que para entrar na província de Mendoza você passa em uma mina Aduana. Tem revista e tudo e um pedágio bem do caro. Seu carro ganha até um "banho" afim de descontaminação.

 

resize-500x333_img-2666.jpg.5e5e8b310f55bce38214c0d873794022.jpg

 

Bom chegando em Mendoza havíamos reservado um quarto no HOSTEL RUCA POTU. Chegamos onde o GPS nos mandava, era um local muito escuro, até feio. Perguntamos onde ficava o hostel e ninguém conhecia e ainda nos alertaram para tomar cuidado que a região era perigosa. Uma amiga ligou lá e eles somente falaram que realmente o Hostel ficava escondido e era difícil de achar.

 

Um parenteses: Mandamos uma mensagem para o Hostel explicando o porque não aparecemos e resposta que recebemos foi: Comprem um GPS. Sendo assim, passem longe desse Hostel.

 

Já estava ficando tarde e é feriado na cidade. Tudo com pouco movimento e já ficamos assustados por nos falarem que era perigoso e não conseguíamos internet de jeito nenhum para procurar outros lugares. Paramos em um posto e perguntamos para uma pessoa que estava abastecendo qual era a rua mais conhecida e tal que os turistas iam e eles nos indicou a Rua Las Heras.

 

Realmente lá é o point. Mas, tudo estava lotado, depois de muito tempo encontramos uma espelunca com vaga. O lugar era estilo "O Iluminado", mas pelo menos encontramos. Fomos estacionar o carro e o Gabriel torceu o pé... Há dois dias de escalarmos o Vallecitos. BOOOOOOOUA.

 

Deixamos as coisas no Hotel e fomos até o mercado comprar comida, a coisa boa foi que finalmente pudemos usar o cartão de crédito. Mas, chegando no hotel e vendo direito a carne que compramos, ela estava quase estragando.

 

Bom, começamos a cozinhar o que tínhamos, mas no meio o gás butano do nosso fogareiro acabou e o outro estava no carro, que estava no estacionamento a 3 quadras dali.

 

Desencanamos de tudo e fomos dormir. hahahah Quem disse que seriam só flores!!

 

Aprendizagem do dia: Nem tudo o que é muito barato é bom.

resize-500x333_foto06.jpg.400c6638145c72eb8d8e0418d59ba9df.jpg

resize-500x333_img-2634.jpg.3c49315464e175c7799708aeee59aa3a.jpg

resize-500x889_foto02.jpg.98f57140e79da1dbec8d9365b5e03ef1.jpg

resize-500x333_foto03.jpg.18e55690fedb036847272b0c9d743e4d.jpg

resize-500x281_foto01-1.jpg.2d0d581fa92b46ff61399a5d54f54268.jpg

resize-500x889_foto02.jpg.08d4785d56a644a984ccee79157deddf.jpg

resize-500x333_img-2587.jpg.3779d4680a4396ba2bd5ac0d6d8a35e2.jpg

resize-500x333_foto05.jpg.ed6527ad68dc33342a77361cfef616ea.jpg

resize-500x333_foto06.jpg.9775d49fd7aee32d5d5939adbec6366a.jpg

resize-500x333_img-2648.jpg.0b599d4071254a19a138a8d101f262aa.jpg

resize-500x333_img-2666.jpg.2077f78f6d0468f171b298a7bbd01120.jpg

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...