Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Santiago Vina del Mar Valparaíso. Viagem rápida, dicas práticas.


Posts Recomendados

  • Membros

Olá pessoal. Bem, há um número absurdo de brasileiros no Chile.. então, há também muitas dicas, roteiros e etc aqui na internet. Mas como sempre, o pessoal viaja na maionese falando bem de restaurantes, etc, e esquece de dar aquelas dicas práticas, para quem, como eu, gosta de viajar e fazer tudo “por conta própria”. Voltei essa semana de Santiago, e pretendo ir lá mais algumas vezes, gostei muito, e claro, deixei de ver e fazer muita coisa ainda. Vamos lá

 

 

Free-Shops (São Paulo, Buenos Aires, Santiago): são bem semelhantes, tanto na ida, quanto na volta, os preços praticamente estão tabelados. Eu sempre deixo para comprar as coisas em São Paulo na volta, mas se quiser algo muito específico, dê uma boa olhada nos três e não hesite em comprar.

 

Aeroporto de Santiago: fica bem distante do centro da cidade, cerca de 30 minutos. Se você optar por ir de táxi até o centro gastará em torno de R$ 100,00. As outras opções são pegar um transfer compartilhado. Você pode reservar pelo whatsapp (ou no site) o da empresa Delfos. Eu usei esse transfer na volta, e gostei, passaram pontualmente na hora marcada no hostel, e fiz pelo whatsapp. Me mandaram um número de reserva (tipo localizador), véspera pedi para recepção do hostel ligar la, e ver se estava tudo ok (desconfiado sempre), mas foi sem problemas.

 

Na ida, até o centro, como só tinha uma mochila, fui de ônibus e metro. Pegue ônibus da TURBUS (azul) que sai da frente do aeroporto, por CH$ 1500,00. E desca na estação final (San Pablo), ou desca na penúltima (Pajaritos), ambas têm metro. Ai é só fazer a conexão com o metro mais próximo do seu hostel/hotel. O metro nos horários intermediários é tranquilo, não cheio. Custa CH$ 630,00.

 

Hospedagem: Optei em ficar no Rado Hostel, e foi uma escolha acertada. Ele é padrão hotel, com instalações muito boas. Fiquei no quarto compartilhado para 8 pessoas. Possui uns armários enormes, muito bom para guardar as coisas (cadeado). Fica próximo ao metrô Baquedano, e fica no “coração” da vida noturna de Santiago (Bella Vista). No hostel haviam praticamente só brasileiros. Uma área de convivência bem legal e grande, com um terraço bacana, rolou até churrasco da galera por lá.

Um amigo nosso estava no Kombi Hostel, ai próximo, mas alegou que o lugar era meio sujo, e com gente estranha, hehe. Acabou migrando para nosso Hostel.

 

 

 

Nights: A rua Pio Nono é cheia de bares (estilo de galera universitária) e na outra rua paralela há alguns bares mais “chics”. Fora o pátio Bella Vista, que é uma espécie de shopping de bares e barzinhos. Uma long neck sai por uns R$ 12,00. Mas a cerveja de litrão no lado universitário sai por uns 8 a 10 reais. Vale a pena. Cerveja Escudo não gostei, muito doce. Tome a Crystal.

 

Fui numa balada chamada Chocolate, CH$ 4000,00 para entrar. Era até legal, grande... uma banda ao vivo, fazendo altas performances, e depois DJ. Baladinha light, sem pegação igual no Brasil, as chilenas são bonitas, mas recatadas. Procure ir a uma festa chamada “Miercoles Po”, ela é intinerante, ocorre ás quartas-feiras, voltada principalmente para turistas, estrangeiros entram de graça. Na semana em que eu estava, ela ocorreu nessa boate Chocolate, e lotou, mais de 1000 pessoas. Bacana. Outra balada legal la é o Bar Constituicion, atrás do Pátio Bella Vista.

 

Fui um dia ainda numa balada chamada X Factory. Um pouco mais longe do Bela Vista, ela ocorre no quarto andar de uma velha fábrica, o estilo é psy-trance, rave, sei lá o que. Balada mais de molecada jovem, pessoal dançando feito uns doidos (balinha?). Meio estranho, não recomendo.

 

Câmbio: essa semana estava em torno de 220 a 230 o peso chileno. O melhor lugar para trocar é na Rua Augustina, centro. Há várias casas de câmbio uma do lado da outra. No Pátio Bela Vista há uma também, só que com cotação menor.

 

Ônibus e metrô: para andar de ônibus por Santiago, você precisa comprar um cartão magnético (Bip Bop) nas estações de metro, e recarrega-lo. Quando for embora, pode devolver o cartão e resgatar seu dinheiro, ou vender a outro turista que está chegando, ou trazer de recordação, hehe. Vale a pena, porque nem todos os pontos turisticos as vezes são servidos por metrô, e táxi em Santiago é caro. Para andar de metrô, não é necessário, voce pode pagar em dinheiro nas estações, mas se tiver o cartão, basta encosta-lo na catraca do metrô, fica mais fácil. O metro, como eu falei, achei tranquilo, Não peguei hora do Rush feroz, mas um dia, pegamos a torcida do Universidad do Chile indo pro jogo.. nada de mais, apenas alguns gritos e cantos. Não tão perigoso quanto topar a Gaviões da Fiel em São Paulo.

 

 

Passeios:

 

Walk city tour. Há um grupo em Santiago que oferece um tour a pé de graça pelo centro da cidade e os seus principais pontos. O tour todo leva cerca de 4h. As saídas são diárias as 10h e as 15h da Plaza das Armas, basta procurar por um pessoal com camisetas vermelhas, que serão os guias do passeio. São quase 15 pontos visitados, com direito á explicações em ingles e espanhol. Como não existe “almoço grátis” ao término do passeio os guias pedem alguma contribuiçãozinha. Mas se voce, como eu, não tem muita paciencia para andar em grupos grandes, e parar toda hora para explicações, você pode apenas pegar o mapinha do centro (disponivel na portaria dos Hosteis) e seguir o mesmo trajeto do walk tour por conta própria, é moleza. Assim você pode ir no seu ritmo, visitar apenas o que interessa, etc etc.

 

Concha Y Toro. É outro passeio que você não precisa fazer por agência. Basta reservar ela internet antes (ou pelo telefone, como eu fiz, na recepçao do hostel). E seguir para lá. Desca na estação Mercedes, você irá sair em frente há um shopping center, de lá peque um micro onibus até a vinicola. Basta perguntar aos populares, é fácil. O ônibus custa 600 pesos. Saindo do centro até a vinicola, você gasta 1h30 mais ou menos. Faça o tour mais barato, de 9000 pesos. A vinicola é muito bonita, dá direito a degustação de 4 vinhos, e no final você ainda ganha uma taça de presente. Os panfletos disponiveis na recepção do hostel dão desconto de 10% nesse tour. Há outras vinícolas que o pessoal disse ser mais interessante, mas não pude conhecer, Concha Y Toro é a mais “clássica”, só tinham brasileiros lá, praticamente.

 

Vina del Mar e Valparaíso: Eu ia fazer esse passeio por conta própria, metro + Onibus, porem, no hostel fechamos um grupo de 11 pessoas e acertamos com uma van, ficou 25000 pesos por cabeça, incluindo um guia. Foi bem melhor, pois sozinho, teria que andar ambas as cidades a pé, talvez não veria tudo em um dia só. Sem contar que Valparaíso é toda de inclinações e montanhas, não iria conseguir subir tudo em um dia. Portanto se tiver um grupo, vá de van, procure uma agencia, negocie.... o preço normal desse passeio é 35000 pesos.

 

Na hora do almoço eles levam todos os grupos a um restaurante chamado Castillo del Mar, muito bonito, vista linda, porém um pratinho de nada sai lá por 60 reais. Fique atento.

 

Neve!

Bem, o orçamento dessa viagem ficou curto, numa próxima pretendo ir esquiar e etc. O dia de esqui, incluindo tudão, roupas, equipamento, aula, entrada, van.. estava saindo em media 350 reais por pessoa em Valle Nevado. Farelones estava fechado, pouca neve. Mas é mais barato. Há uma outra chamada Portillo, pelas fotos, lindo, lindo lugar, pesquise, vale a pena ir la.

 

É isso pessoal espero ter ajudado um pouco. Quero voltar ao Chile em Janeiro, pra curtir as praias em Vina del Mar, e julho novamente para finalmente curtir uma neve.

 

Qq coisa me procurem no Facebook: /lucasbirigui

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Nos próximos dias relatarei minhas experiências sobre a viagem que fiz a Santiago,com seus pontos turísticos e melhor forma de se deslocar na cidade,assim como a Vina del Mar e Valparaíso. Prometo que deixarei tudo mastigadinho para vcs não terem trabalho,economizarem e aproveitarem ao máximo a viagem. Me aguardem. Abraços!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...
  • Membros

Pessoal o rado Hostel é meio caro para casais... as vezes compensa ficar num hotel mesmo. Mas as instalações são muito boas, recomendo mesmo. As vezes se vc quer se enturmar mais, memso estando em casal, vale a pena.

 

A média de gasto, pra vc almoçar, jantar, tomar umas cervejinhas, etc, etc.. taxi e outras eventualidades fica na casa duns 100 dolares o dia. Isso com muita folga. Exceto os passeios ai, a parte. Vina del Mar e Valparaiso vale a pena conhecer sim, é muito bonito. Mas o bat-volta de um dia é o suficiente. Como eu falei, se vc for por conta, pode acabar gastando o mesmo que por agencia, por ter de usar taxis e etc, pra andar nos diversos pontos da cidade. Entao, faça as contas.

Boa viagem pessoal.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...