Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

sidnei_s

Cuba: Havana, Cayo Largo, Varadero, Trinidad, Santa Clara e Vinales

Posts Recomendados

Bom, já viajei para alguns lugares onde o turismo é mais forte e, portanto, há muito mais informação. Contudo, Cuba para os brasileiros ainda não é tão famosa, então acho importante deixar aqui minha contribuição, até porque li muito neste fórum antes de viajar.

Fui à Cuba em lua de mel, passamos por Havana, Cayo Largo, Varadero, Trinidad, Santa Clara e Vinales, nesta ordem.

A viagem foi espetacular e, como esperado, exótica, tendo em vista a situação peculiar deste país.

HAVANA

Fomos de Copa Airlines, a primeira parada foi Havana, onde ficamos na Casa do Joel e Yadilis, casal espetacular, tal como a casa. Havana possui pontos turísticos espetaculares, contudo muitos estão fechados para reformas há anos, como o Capitólio e o Teatro. O valor das entradas nos locais é relativamente barato, tal como é barato ficar em casa de cubanos. Aliás, comparada aos países europeus, Cuba é bem barata, basta escolher as opções certas. O que enche o saco em Havana são as centenas de pessoas que chegam conversando e perguntando "donde és, where are are you from??" Se você for a Havana COM CERTEZA será abordado por essas pessoas, talvez a cada quarteirão, principalmente em Habana Vieja. Elas enchem MUITO O SACO e só querem tirar grana de você, tentando vender produtos falsos ou te levar para determinado restaurante onde recebem comissão ou te fazem pagar alguma bebida. Portanto, a dica: SEMPRE quando algum cubano vier com essa conversinha mole, diga no portunhol mesmo: "amigo, estoy aqui hacien diez dias, yo sei como son las cosas aqui"… Diga isso mesmo que tenha acabado de chegar em Havana, e repita sempre que alguém vier perguntar de onde é. Se você cair na besteira de falar Brasil, eles vao falar de novela e também que tem algum amigo em sao paulo, rio de janeiro ou santa catarina, e aí tentarão te vender algo. No primeiro dia caímos nessa e fomos levado por uma moça a uma "cooperativa"onde estariam vendendo charutos originais a baixo preço,pois somente naquele dia estava ocorrendo um evento da cooperativa. Quando chegamos ao local, entramos num dos casarões velhos de habana vieja, ao lado do capitólio e nos levaram a uma salinha de um "apartamento" onde havia caixas de charutos numa mesa. Tava na cara que era tudo falso, tendo em vista que o preço era menos que a metade que os originais. Pois bem, não compramos nada, falamos que éramos brasileiros pobres e picamos a mula.. mais tarde ficamos sabendo que esse tipo de golpe é comum na cidade. PORTANTO, regra básica em Cuba: NAO FALE COM CUBANO QUE VIER FALAR CONTIGO PERGUNTANDO "HELLO! WHERE ARE YOU FROM? DONDE ES"…. certamente no primeiro dia você já vai perceber que é sempre o mesmo tipo de gente que faz essas coisas.

Tirando essa parte chata, do resto, a atmosfera é incrível, a cidade cheira a rum e charuto e é EXTREMAMENTE SEGURA, como toda Cuba… foi o lugar mais seguro que fui na minha vida, muito mais que europa. Andamos de madrugada em Havana e a sensação era de segurança… apenas tomar os cuidados de praxe como em qualquer lugar. Ah, não perca tempo comprando CUP, essa moeda está caindo em desuso até mesmo entre os cubanos e dificilmente você consegue usá-la. Acabei trazendo de volta alguns CUP`s para lembrança. Restaurantes há várias opçoes de sabores e preços, ande e pesquise. Indico um que fica na plaza Vieja, não lembro o nome mas é muito barato e muito bom. Ande de bicitaxi ao menos uma vez durante a noite, é um lugar único para se fazer isso, extremamente exótico. Converse com o bicicleteiro, eles contam muitas coisas sobre o país. Falando nisso, fiquei impressionado com um detalhe: todos os cubanos que questionei sobre o que acham do país hoje em dia, respondiam que precisam de mudança, todos, sem exceção. Não vou entrar em detalhes políticos, cada um que for lá tire a sua conclusão, até porque todos os países tem os seus problemas.

CAYO LARGO

Depois de Havana, voamos de aerogaviota para Cayo Largo, o paraíso na Terra. É uma ilha onde somente há resorts, as praias são espetaculares, com destaque para a Playa Paraiso, aquilo é de outro mundo, a transparência da água chega a agredir seus olhos. Cayo Largo não tem comparação com qualquer outra praia que conhecemos posteriormente, seja em Varadero, seja em Trinidad. É incomparável. Alguns turistas que estavam lá e conhecemos disseram que já haviam conhecido outras praias caribenhas, mas aquela era demais.. Ficamos em Sol Cayo Largo, creio ser o melhor da ilha.

VARADERO

Após voamos a Varadero, a praia lá também é muito bonita, mas não se compara com Cayo Largo NUNCA. Ficamos no Blau Varadero, ótimo custo benefício, um belo resort.

TRINIDAD

Após Varadero compramos passagem da Via Azul para Trinidad. Essa Via Azul é a melhor companhia que tem em Cuba, mas o serviço é uma PORCARIA. Aliás, vocês vão notar que quase tudo que pertence ao governo é uma porcaria, isso porque os funcionários públicos de lá são como cá (a grande maioria). O assistente do motorista não queria dar a chave do banheiro do busão (sim, fica fechada) para mijar, porque disse que se todo mundo fosse ao banheiro o ônibus iria ficar fedendo, eis que a viagem era longa. Obviamente discuti com ele até o mesmo entregar as chaves. Esse fato é apenas um exemplo. O motorista parava algumas vezes na estrada para fumar, inclusive fumava dentro de um posto de combustível!!! Efim, são perrengues que provavelmente todos passam quando viajam..

Pois bem, Trinidad é uma cidade parecida com Ouro Preto, em um dia você conhece tudo. A praia de Trinidad (Playa Ancon) não vale a pena conhecer, há muitas algas, MUITAS MESMO, a areia não é fina e ainda te cobram propina para utilizar as cadeiras da praia sem prévio aviso, sem placa nenhuma, o que causou muita discussão com todos que estavam lá… o cara chegou com um segurança do lado e com a camisa da Cubanatur cobrando 2 CUCs por cadeira depois que estávamos lá há mais de horas… todo mundo acabou pagando porque nã se sabia o que aconteceria se não pagasse… mas inclusive os cubanos que estavam na praia discutiram com esses bandidos. Enfim, algo que também encontramos no Brasil.

Em Trinidad ficamos na casa Colonial El Patio, que tem um jardim cinematográfico.

SANTA CLARA / VINALES

Para Vinales fomos de taxi, se você pechinchar bem conseguirá um preço super acessível para fazer este tipo de viagem. Viajamos por cerca de oito horas e ficou cerca de 120 CUC`s (não lembro direito, mas ficou bem em conta, levando em consideração a longa viagem). No caminho paramos em Santa Clara para conhecer o Mausoleo do Che os vagões de trem que o Che conseguiu descarrilar na Revolução. Sempre li muito sobre o Che, acho o cara incrível, então valeu muito a pena visitar aquele lugar, estar onde estão seus restos mortais.. o cara foi foda mesmo.

Pois bem, a viagem de taxi teve suas peculiaridades, não havia cinto de segurança e o motorista ia a 140 km/h a viagem toda, apesar da estrada ser relativamente boa e totalmente vazia. usualmente tentava comprar combustíveis no mercado paralelo cubano, pelo que entendi os caminhões de combustível desviam alguma porcentagem e vendem por conta própria a preço menor… cada um ganhando a vida do jeito que conseguem… nada muito diferente aqui do Brasil… na hora do almoço o motorista também tomou 2 latas de cerveja sem qualquer cerimônia… no mais, chegamos em Vinales inteiros. Lá ficamos na casa da Marisol, super custo/benefício, atenciosa e simpática. Vinales é o local para se comprar charutos dos campesinos. Apesar dos charutos de marca serem mais saborosos, lá é muito barato e originais. Ah, jamais se esqueçam de levar repelente, usamos muito em Vinales, até porque é uma área super rural. 2 dias lá são suficientes.

RESUMO

Após retornamos a Havana, ficamos mais 2 dias e retornamos.

Para conhecer Havana de forma razoável, indico ao menos 5 dias; PRAIA? Cayo Largo absolutamente. Comida? Muito arroz com feijão misturado, frango, porco e banana. Não é cara e gostei muito. A cerveja achei muito boa, bucanero, crystal e outras regionais. São todas da mesma empresa estatal.

Internet? Esquece. Celular? Levamos o nosso Tim com roaming internacional. Funcionou até em Cayo Largo, mas é bem caro. Então, se for levar, use somente o necessário. Leve sempre papel higiênico nas andanças. Nas casa e hoteis tem. Também tem coca-cola, fanta etc… tudo produzido no México, mas as bebidas cubanas são muito boas também. Você não vai a Havana tomar Coca Cola, certo? Tome TUKOLA!

Se eu retornaria a Cuba? Quero conhecer outros lugares ainda, mas certamente retornaria, principalmente para Havana e Cayo largo.

Converse com os cubanos que você sabe que não vão querer te vender algo ou te sacanear, vale muito a pena.

Espero ter ajudado em algo, teria muito mais para escrever, mas creio ser isso o essencial.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A parte mais chata de Cuba é o assédio excessivo, mas diferente de você eu simplesmente ignorava todo mundo, fingia que nem ouvia. Chega uma hora que tudo isso cansa, mas daí tem que ter espírito de viajante.

Outro problema que enfrentei foi em relação às casas de familia, em Trinidad a dona da casa mandou que nos buscassem de bicitaxi na rodoviária, até aí tudo bem, no final o cara cobrou uma fortuna por nos ter levado.

SEMPRE mas SEMPRE fique esperto, ignore quem vier falar contigo nas ruas e curta!! Uma coisa interessante que aconteceu comigo, foi que, quando a polícia viu um cubano me abordando na hora veio e o retirou de perto de mim, achei um pouco agressivo.

Acho 5 dias muito pra Havana, mas vai de cada um, pra mim, três foram mais que suficiente.

O que me cansou também em Cuba foi a dificuldade de simplesmente ir num supermercado comprar pão/presunto/queijo pra fazer um lanche, não existe.

Faço viagens economicas e sempre troco o jantar por lanches, mas em Cuba até isso é difícil.

Quanto a Varadero não vi nada demais, aliás não gostei e não voltaria pra lá. A praia não tem nada de diferente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito bacana o roteiro, estou indo em dezembro, gostaria de saber como fez para chegar até Cayo Largo, sei que só se chega de avião. Comprou um pacote lá, ou foi de forma autônoma?

 

Valeu!

:))

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...