Ir para conteúdo

Construindo uma Espiriteira (Fogareiro a Álcool)


Posts Recomendados

  • Membros de Honra

ah, esse é o clássico pepsi can stove... vc pode fazer no mesmo esquema com outras latas.

 

acho ele um pouco trabalhoso... hehehehehe, embora sejha muito popular, a ponto de ter até página na wikipéida!

 

tenho só brincado com esse padrão:

http://www.freewebs.com/jasonklass/paintedstove.htm

 

ele já sefve de suporte para a panela tb!

 

[]s

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 semanas depois...
  • Membros

senhores,

 

Eu também adoro essas "gambiarras"( e gostei, dessa...)!!!

 

Mas nós somos formadores de opinião, esse forum é acessado por milhares de adolecentes duros ou mesmo pão-duros doidos para fezer uma merda! Voces assim como eu sabem que trilha não é lugar para gambiarra, pelo contrário é o último lugar para que algo dê errado. Pagamos muito caro por equipamentos importados só pela certificação do UIAA. E uma espiriteira não custa R$ 10,00 na loja de consntrução mais próxima. E esses moleques são uns lambões, para essa espiriteira vazar dentro duma barraca pouco custa, e aí merda feita... mais um virando estatística negativa para o nosso esporte.

 

Eu não sei não, mas quase todos acidentes em trilha foram ocasionados ou por falha humana (um total despreparo para a atividade) ou por falta de equipamentos adequados. aí quando um retardado desses morre, culpam o esporte que é perigoso e proibem a sua prática no determinado local.

 

Precisamos montar um tópico contra a improvisação e despreparo para ir pro mato, quer seja para escalar, vazer trilha, rapel ou mesmo acampar.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

é fio.

o problema, agora, é que temos um monte de neófitos sem noção indo pro mato, sem preparo, sem experiência prévia.

 

assim como tem brasileiro que nunca entrou num museu na vida, um dia compra um pacotim da CVC e vai a primeira vez na vida num museu justamente no louvre (só pra tentar tirar uma foto da monalisa), sempre tem gente que nunca fez uma trilha na vida e vai pra trilha inca, ou pra torres del paine, ou simplesmente vai direto fazer a travessia petrô-terê.

 

estão queimando as etapas introdutórias, os "testes", as ambientações. fogareiro a gente testa bastante em casa antes de levar pra fora. assim como saco de dormir: primeiro se dorme com o saco na própria cama, depois na sala, no chão... até acostumar. barraca se treina bastante montar e desmontar em casa, no quintal (aí a desgraça, tem gente que cresceu sem quintal), pra aprender a montar rapidinho na trilha enquanto tá trovejando e a chuva ainda não caiu. bota se usa muito em cidade antes de levar pra trilha. mochila se carrega com muita tralha por aí antes de ir pra trilha, e etc.

 

mas aventureiro wannabe tem um monte por aí. comprando barraca de 4 estações pra acampar no nordeste, por exemplo. esses são os moleques lambões, como vc disse. tá cheio, em tudo quanto é área (no futebolzim de final de semana, tem neguim que deixa de ir jogar pq não conseguiu comprar a chutueira do ronaldim... não seria melhor gastar tempo e dinheiro aprendendo a chutar antes?)

 

espiriteiras, no final das contas, é pra quem já tem um certo conhecimento da coisa. lá na gringolândia, é coisa de trilheiro velho, experiente, que sabe que não precisa de um msr xgk pra uma trilha de final de semana no verão, onde no máximo o cara vai precisar esquentar um pouco de água prum café ou ché e/ou pra um miojão ou outra comida instantânea de trilha.

 

é a extrema sotifiscação da simplicidade. mas pra isso é preciso experiência e planejamento.

 

inté.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 4 meses depois...
  • Membros de Honra

bom. fiquei um tempinho sem mexer em espiriteira, ganhei um fogareirim a gás da minha namorada, um azteq innova, fui brincar no parque nacional da serra dos órgãos (tá nos relatos), penei pq tava com quase 18 kg nas costas e resolvi mudar o caminho....

 

em resumo, voltei a brincar com álcool. nesse meio termo, esses tempos, de brincadeira, usando minhas ferramentas habituais, um victorinox handyman e uma agulha de costura, fiz um fogareirinho na linha do q o tolomeli colocou o link ali em cima. mas fiz de uma lata só de guaraná antártica.

 

fiz o seguinte:

 

marquei 2 cm de altura na base, cortei ali.

 

marquei um cm de altura pra baixo da curva da lata, em cima. na curvatura, fiz diverso furos com a agulha.

 

cortei tb.

 

quardei o "miolo" da lata, a parte de alumínio que sobrou entre as duas partes seccionadas.

 

na parte de cima, alarguei o buraco que já existe.

 

peguei a parte do meio, que sobrou, e fiz o tunel, a parede interna. encaixei tudo.

 

consegui fazer um open top que dá pra apoiar a panela em cima, e funciona bem uns 10 minutinhos, protanto bem mais o q precisa pra um miojinho básico.

 

arranjei uma marmita. dum tamanho que queria. paguei 3,50

 

comprei 70 cm de chapa de alumínio na casa de material de construção aqui perto. tem 30 cm de largura. paguei 6 reais...

 

hj cortei uma tira de 70X9cm. como o gfogareiro permite apoiar a panelinha, a folha é só pra fazer o pára vento. ainda não fiz os furos de respiro, mas prendio com 4 clips de papel e fui testar.

 

primeiro que acendida aquela coisa eu não conseguia colocar a panela no lugar. o fogareirozinho não tava tão poderoso da última vez... coloquei um canecão com cabo.

 

ferveu cerca de meio litro de água em menos de 4 minutos, deve fazer menos na panelinha com tampa. e o fogo tava muuuuito alto!

 

assim que montar o conjunto, inclusive arranjando um cabo pra panela, posto aqui os resultados e talvez algumas fotos. vamos ver se consigo manter o conjunto completo abaixo de uns 300 gramas. daí copnsigo uns 700 gms de peso do conjunto total inclusive com combustível, pra uns 4 dias no mato. isso levando uma outra espiriteira de reserva...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

bom, afora o cabo pra panela, o sistema tá montado.

 

sem o cabo:

colher, caneca, pára-vento (com o clip que o segur ano lugar, grande, q pode ser substituído por dois pequenos... e mais leves!), panelinha com tampa, duas espiriteiras e um pratinho mínimo pra eventualmente esquentar a espiriteira: 275 gramas.

 

consumo das espiriteiras: 50 ml de álcool pra funionar por cerca de 12 a 15 minutos. 40 segundos, +/- aquecendo o álcool.

 

tempo pra fever meio litro de água: cerca de 4 minutos.

 

tempo pra fazer um miojo: cerca de 5 minutos (basta colocar o miojo na água fria, antes de acender o fogo.

 

dá pra recuperar quase metade dos 50 ml de álcool colocados, depois de tirar a panela do fogo...

 

pesei tb uma garrafinha de álcool, com 500 ml: 450 gramas no total. dá pra umas 15 refeições. ou seja, dá pra levar uns 350 ml pra 3 ou 4 dias, com folga, fazendo um miojão ou sopa pronta, e esquentado água prum chá ou café (não abro mão de umas duas canecas de café com leite, de manhã).

 

cerca de 500 gramas pro sistema todo e combustível pra 4 dias. falta apenas o cabo, que, na pior das hipóteses, será aqueel cabo universal da montana, em aço, e que pesa 60 gramas. 560 gramas não é um peso grande....

 

pesei tb a panela leiteira que eu usava antes: 300 gramas. 400 do cartucho de gás (230 g. de carga). 260 do fogareiro.quse um kg.

 

consegui portanto reduzir o peso pela metade.

 

é... pra trekking solo, no brasil, e pra quem não vai ficar horas cozinhando, esse tipo de sisteminha é o melhor mesmo. se ainda tivéssemos aqui os cartuchos de 110 grams de carga, poderia-se pensar num leve fogareiro a gás numa panelinha de titânio, no estilo do combo pocket rocket da msr.

 

inté!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

He He He!!!

 

Ocê, já entrou no site www.zenstoves.com lá é o paraíso das espiritairas.

 

Eu tenho duas, uma turbinada como a sua e outra menor que fiz com lata de energético e pressurizada(só com os furos laterais e no fundo o orificio para abastecer é fechado com um parafuzo), o fogo é bem mais controlado parece uma trempe de fogão, ideal para fazer café com uma cafeterinha italiana. agora com as linhas de alimentos prontos da Swift e outras marcas é só esquentar não precisa mais cozinhar. é muito mais prático e leve. conceito "ligth and fast"

 

Inté...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Silnei unpinned this tópico

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...