Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Duas amigas, duas malas, 3 países - Peru Bolivia e Chile - AGO/2014


Posts Recomendados

  • Membros

IMG_9009.JPG.6030dd4726f8dbf731f2e2a03bd58aa3.JPG

 

Dia 9 - Copacabana

Na noite anterior o cansaço tinha batido. Acordamos meio em cima da hora e fomos comer algo. O café não estava incluso na diária, mas no restaurante que fica no andar de cima do Hostel tem várias opções a preços pseudo justos.

Corri na recepção para pedir uma ajuda. (Nosso plano para o dia seguinte incluía uma passagem de La Paz para Uyuni pela Todoturismo, que segundo várias recomendações era a melhor empresa para fazer esse trajeto de ônibus. Nossa ideia inicial, era ir de La Paz para Oruro onde pegaríamos um trem com destino a Uyuni, mas o trem tem dias específicos durante a semana e nós não conseguiríamos chegar a tempo. Tentei de toda maneira comprar a passagem da TodoTurismo já do Brasil, mas o máximo que consegui fazer foi reservá-la e no e-mail de confirmação estava escrito, com todas as letras, que você deve fazer o pagamento até as 14h do dia anterior, no escritório deles em La Paz. O dia anterior era hoje e em poucos minutos estaríamos num barquinho rumo a ilha do Sol. Tentei telefonar antes de partirmos, mas ninguém atendia, por isso pedi ao rapaz que estava na recepção do Hostel para que fizesse a gentileza de ligar para a agência e comunicar que estávamos em Copacabana, mas que com toda certeza estaríamos em La PAZ a tempo, e pedir encarecidamente que não cancelassem nossa reserva!:) O mocinho foi super solícito e saímos correndo para não perder o bote, quer dizer, barco.

 

Já eram 8:28:54 e os barcos saem às 8:30. No meio da correria morro abaixo um senhor nos parou oferecendo o ticket e compramos com ele mesmo. Nem lembro quanto paguei! Entramos no barco, tomei meu VONAU (tenho um problema sério de enjôo ::xiu::) encostei no banco e DORMI kkkk

O percurso entre Copacabana e a ilha dura aproximadamente 2h e o cenário é lindo (ao menos os flashes que eu vi). Fazia muito frio em Copacabana quando acordamos e como tínhamos decidido que não faríamos a caminhada do norte ao sul da ilha, fui com minha bota mega cheia de pelos, uma calça térmica e casaco. Mas ao atracarmos no Norte da ilha percebi a encrenca em que tinha me metido! Estava calor, íamos subir um bocado e tudo o que eu queria naquele momento era meu TÊNIS!! Comecei a sentir um pouco de dor de cabeça... não sei se era o calor, o "mareado"... até que o guia que nos acompanhou colheu uma plantinha e me pediu para que a cheirasse... e puft! Em 5 minutos bye bye dor de cabeça!

 

IMG_9123.JPG.930a873e1bc3ce9583d380fb4f9b6219.JPG

 

Dica Alguns dos barquinhos que saem com destino a Isla del Sol tem cara de bote e de que vão afundar a qualquer momento! Por isso tente chegar um pouco mais cedo e escolha em qual deseja embarcar!

 

IMG_9125.JPG.0133d7697d79d6b2a866710b4180390a.JPG

 

O cenário ao norte da ilha é lindo, nosso guia tinha bastante conhecimento de história e nos explicou tudinho!! Ele apontou o caminho para quem iria até o sul da ilha a pé (São 3h de caminhada, quem fez achou legal mas disse que a paisagem não muda muito e é bastante cansativa) e voltou com quem seguiria de barco. Ao atracarmos ele nos avisou que deveríamos estar de volta as 15:30 e deu tempo livre para que desfrutássemos daquele mini povoado. O estômago já estava reclamando e fomos comer algo. Fomos guiadas pela plaquinha de Wi-Fi, mas depois de sentadas descobrimos que ele não estava funcionando ::putz::, mas aproveitamos para desfrutar do visual e comer uma pizza!! Fomos atendidas por um garçom fisioterapeuta, de terras tupiniquins, alma nômade e muito gente fina!!

Sentamos às margens to Titicaca e me deu aquele aperto no coração... tudo muitoooo sujo! Era um pato morto, misturado com latinhas, garrafas pet, papéis... não entrava na minha cabeça como que um cenário tão lindo podia estar tão abandonado.

 

IMG_9094.JPG.c794667197791ce935204920e6501e15.JPG

 

Já de volta a Copacabana decidimos que queríamos ver o pôr do sol do Mirador, como o sol já estava baixo no horizonte pegamos um taxi para nos levar rápido! Pegadinha!!! Não tem como chegar até lá de carro! Ele nos nos deixou aos pés de um morro muito íngreme! (Sou mineira de beagá... para falar que um morro é íngreme é porque está quase a 90 graus kkk)... tentamos subir o mais rápido possível, mas a 4.000 metros de altitude essa proeza é quase impossível. Quando chegamos ao Topo, mais uma vez, um cenário incrível, BUT.... muito muito muito lixo!!

 

Vou ser bem sincera... Copabacana ficou marcada na minha cabeça não pela beleza natural, mas pelo lixo... Sei que a higiene na Bolívia é extremamente precária, mas o volume de lixo acabou, ao menos para mim, ofuscando tudo de lindo que o local tem a oferecer.

 

GOPR9299.JPG.ca42ba8e52ae3ba681528969daa09c2e.JPG

 

De volta ao hotel descobri que nosso amigo da recepção tinha concluído com êxito sua tarefa e nosso bus estava confirmado para o dia seguinte!! ::otemo:: Única exigência era a de que chegássemos em La Paz até as 13:00! Papo vai papo vem, começamos a conversar sobre a travessia do Uyuni! Falei sobre as empresas com quem estava pensando em fechar o passeio e as com quem não fecharia de maneira alguma e de cara ele já bombou a Colque e Thiago Tours que também estavam na minha lista negra rs... Comentei que minha intenção era fechar o tour assim que chegássemos em Uyuni...nisso ele franziu a testa e sugeriu que fossemos na agência de viagens do Hotel Rosário de Copacabana, pois eles tinham um pacote diferenciado, com hospedagens um pouco melhores, quartos duplos e garantias de que o carro seria bom!! Como não tínhamos nada a perder fomos até a agência ver os valores e aproveitamos para caminhar um pouco pela cidade, fomos atendidas pela Jenny que foi muito atenciosa e nos sugeriu que fossemos diretamente a agencia em La Paz no dia seguinte. Copacabana tem uma única rua mais turística, que é cheia de restaurantes interessantes e lojinhas de artesanato. Aproveitamos para comprar algumas lembrancinhas e fomos jantar já que no dia seguinte pegaríamos o BUS das 08:00.

 

PESSOAL, vou fazer um update com as fotos de Copacabana mais tarde!

 

Dia 10 - Copacabana --> La Paz --> Uyuni

Acordamos bem cedo, pois o Bus local saía de Copacabana às 8:00 e precisávamos estar em La Paz até às 13h. Arrumamos as coisas e fomos até a recepção pedir um taxi. Parece que durante o fim de semana nenhum taxista trabalha e descer com as malas até a rua de onde saem os buses era impossível. Depois de tentar ligar para todos os motoristas da cidade e o horário cada vez mais apertado nosso amigo da recepção teve a excelente ideia de pegar um daqueles carrinhos de jardim e descer as ruas afora com as malas dentro. A situação era meio inusitada, mas deu certo! Quando chegamos o super Boliviano BUS Cobra já estava com os motores ligados. A passagem custou 20 e poucos Bolivianos e pagamos ali mesmo.

 

IMG_9129.JPG.2d634d99cefe34a17789bc56162b9679.JPG

 

O percurso entre Copacabana e La Paz é bonito, mas é necessário fazer uma travessia. O ônibus vai em uma balsa e os passageiros em outra. Não me lembro agora quanto tivemos que pagar pela travessia. É preciso ficar atento ao seu Bus, conhecemos um casal de brasileiros que precisou esperar por uma segunda balsa, enquanto isso o ônibus chegou ao outro lado antes deles, não os esperou voltar e foi embora com as malas e cuia. Os dois tiveram que fazer quase que uma perseguição de filme... pegaram um taxi e saíram estrada a fora atrás do ônibus fujão, foram parados pela polícia que achou que eram eles os fugitivos e revistaram o taxi inteiro atrás de drogas enquanto o ônibus se afastava cada vez mais. No final deu tudo certo, mas é bom ficar atento.

 

Chegamos a La Paz por volta de 11:30. O ponto final destes ônibus locais entre Copacabana e La Paz é o cemitério da cidade (sim, também fiquei com essa mesma interrogação na cabeça :?: rsrs... ).De lá pegamos um taxi e fomos direto para o escritório da Todo Turismo que fica em frente ao Terminal Rodoviário.

 

O escritório da empresa é super arrumadinho o que já me passou uma confiança maior sobre o serviço prestado por eles.(Se optar por fazer o trajeto em um ônibus convencional, vai pagar algo em torno e U$$20,00, com a TodoTurismo o valor é de U$$36,00, mas depois de ouvir relatos de pessoas que foram no mais barato acho que a diferença vale a pena). Nesse momento a Drika lembrou que tinha esquecido o saco de dormir dentro do Cobra, artigo imprescindível para sobreviver ao Uyuni! ::ahhhh:: Como eu também queria comprar algumas coisas decidimos ir ao hotel Rosário olhar o tour para o Salar, (seguindo a indicação do pessoal de Copacabana), e depois iriamos nos aventurar na "25 de março tamanho cidade" que é La Paz.

 

O ônibus só sairia às 21:00, deixamos as coisas no escritório da empresa e fomos até a Turistur no Hotel Rosário. Como tinha funcionado super bem o esquema de fechar o pacote no hotel em Cusco, acabamos fechando com eles, que nos garantiram que no primeiro dia de Salar teríamos um quarto duplo num hotel de sal com local para tomar banho e no segundo dia nosso alojamento seria básico, mas um pouco melhor que a média. A empresa que efetivamente presta o serviço para eles em Uyuni é a Blue Line, dei uma pesquisada no trip advisor antes de fechar e não encontrei reclamações que representassem perigo de vida. O valor do Pacote foi de US$186,00 +200 Bolivianos para pagar a entrada na Isla del Pescado e na Entrada do Parque Nacional dos Flamingos (os Bolivianos você tem que levar contigo). A moça nos passou uma lista de itens básicos de sobrevivência rs.. (água, protetor solar, lanterna, toalhas umedecidas, soro fisiológico, saco de dormir, toalha, boné, snacks). E fomos às compras.

 

Vou abrir um parêntesis aqui : Durante toda a viagem conversei com uma galera que tinha feito o tour e pedi indicações de empresas. Li 19767 vezes por aqui para fechar o pacote na manhã que chegasse em Uyuni. A que teve melhores indicações foi a Cordillera Traveller, eu estava decidida a fechar com eles, mas a comodidade de já chegar lá com o tour fechado falou mais alto! Então vai aqui um conselho pela 19768 vez: FECHEM O PACOTE EM UYUNI!! Você vai pagar uns US$50,00 a menos pelo mesmo serviço!! E me arrependi de não ter fechado com a Cordillera Traveller. Me pareceu a agencia mais séria do local, o serviço é muito melhor e o preço é similar.

 

Nesse altura do campeonato eu já não tinha mais roupas limpas, muito menos onde lavar... então comprei uma calça de tecktel e um casaco quentinho impermeável por preço de banana. Comprei meias novas, boné, uma calça térmica e a Drika comprou seu saco de dormir! Se você for fazer um roteiro similar ao nosso e não tiver saco de dormir deixe para comprá-lo em La Paz! Lá você encontrará um excelente da "North Face" pelo mesmo preço que paguei por um basicão na netshoes aqui. Outra coisa que comprei que salvou a pátria foi um carregador veicular para telefone que custou 20 Bolivianos! Eu uso muito a câmera do iphone e você não terá tomadas dando sopa nos alojamentos.

 

Voltamos para a TodoTurismo e aproveitamos o WI-FI enquanto esperávamos pelo ônibus.

O ônibus é semi-leito, mas é confortável, limpo e o serviço de bordo é ótimo, com direto a travesseiro, cobertor, filminho, jantar e café da manhã. Dormi a viagem toda e quando acordei a impressão era de que estávamos fazendo um rally no deserto, por isso é importante um motorista experiente e um BUS em boas condições.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 41
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros
Ótimo relato, mto bem detalhado.

Qto pagaram pelo trecho La Paz Uyuni, na TodoTurismo?

Vcs chegaram a ver qual o preço cobrado pela Cordillera Tarveller?

Abc

 

Olá Marcos,

 

Pagamos U$$186,00 dólares.

No site da Cordillera Traveller http://www.cordilleratraveller.com/ eles falam que é U$$185,00 pelo site, mas acredito que comprando lá em Uyuni seja um pouco mais barato!

 

Abraço,

 

Carol

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...
  • Membros de Honra

Carol, acompanhando seu relato. Cara, vc falou do lixo em copacabana, eu me impressionei bem mais com o lixo em uyuni. quanto a fechar o tour do salar em La Paz, foi mancada mesmo, eles prometem mundos e fundos porque sabem que dificilmente a pessoa volta pra reclamar, por isso fechar lá na hora é bem melhor, sem contar que rola a pechincha básica da bolivia.

Eu não levei e não senti falta do saco de dormir no salar, mas sei lá, vai do frio de cada um. abraço.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Carol, acompanhando seu relato. Cara, vc falou do lixo em copacabana, eu me impressionei bem mais com o lixo em uyuni. quanto a fechar o tour do salar em La Paz, foi mancada mesmo, eles prometem mundos e fundos porque sabem que dificilmente a pessoa volta pra reclamar, por isso fechar lá na hora é bem melhor, sem contar que rola a pechincha básica da bolivia.

Eu não levei e não senti falta do saco de dormir no salar, mas sei lá, vai do frio de cada um. abraço.

 

Olá Alectus,

 

Poisé... desta vez o saco de dormir quebrou um galhão! Pegamos -20 graus a noite no salar e os cobertores do alojamento estavam nojentos. Salvou literalmente!

Vacilamos mesmo!

Muito lixo em toda a Bolívia..minha vontade era arrumar um saco de lixo e sair catando tudo kk..

abraço

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Primeiramente peço desculpas pela demora em continuar o relato, mas o trabalho apertou muito e tive alguns outros problemas pessoais no caminho. Mas vamos lá senão daqui a pouco já n lembro de mais nada rs.... (brincadeira)

 

Dia 11 - Uyuni

Chegamos em Uyuni aproximadamente às 08:30 da manhã e a moça do balcão da Todo Turismo se prontificou a ligar para a Blue Line para que nos buscassem. Em 15 minutos uma moça meio mau humorada chegou chamando os nossos nomes. Pegamos um taxi e em 2 quarteirões estávamos no escritório da Blue Line. O local era simples, não tinha banheiro e nenhum outro passageiro também, mas ainda era cedo. Depois de uma noite viajando e já cientes do que nos aguardava nos próximos dias, pagamos 5 bolivianos para usar o vestiário de um hotel bem trash que ficava em frente à agencia. Mão tapando o nariz, um pseudo banho de lencinhos umedecidos (nessa horas sempre lembrávamos do relato do Nogy e o Cat Shower rsrs..) e estávamos prontas para a aventura. A moça da agencia nos aconselhou a comprar 4 litros d'agua por pessoa, alguns snacks e também fomos trocar algum dinheiro.

Quando voltamos para agência dois casais de franceses com cara de poucos amigos também aguardavam a excursão. Nos entreolhamos e já pensamos (putz! serão 3 dias, nós duas e dois casais) até que do nada apareceram mais duas francesas e o horário de saída já se aproximava. Éramos 8 pessoas... ou seja... algo estava errado e alguém iria sobrar. Com seis franceses na jogada é claro que sobrou para a gente! Sem nenhum tipo de aviso prévio nos jogaram para uma empresa que ficava do outro lado da Rua a EMPEXSA...

me senti um pouco frustrada! Depois de tanto pesquisar, olhar tours, ler relatos, acabamos caindo em uma empresa completamente desconhecida e aquela história de que reservar com uma empresa não garantia que a viagem seria feita com ela aconteceu com a gente!

Ao chegarmos próximas ao carro ficamos conhecendo o Max, um americano viajando Solo que seria um dos nossos companheiros de viagem e parecia ser muito gente fina O Jeep era novo, estava em bom estado e o motorista apesar de muito sério me pareceu ser bastante experiente! Nisso já fiquei mais tranquila... até que minha tranquilidade se dissipou num grito de que estávamos atrasados (apareceu uma interrogação gigante da na cabeça kkk... Que culpa eu tenho se estamos atrasados??? Tô aqui desde 8:30 da manhã!!). Entramos no carro crentes e já comemorando que viajaríamos só nos 3 num super conforto...rsrsrs... INGENUIDADE... Até que paramos em outra agência onde entrou um casal de Colombianos e depois em mais uma onde uma espanhola embarcou. Pronto! O carro estava completo, e naquele momento tive certeza que nosso carro era o dos renegados! Pobres viajantes que sobraram nas agências kkk...

Alejandro, nosso motorista que conseguia ser mais seco que o Deserto de sal já estava impaciente com o atraso e colocava a culpa na gente. Ao chegarmos em nossa primeira parada surge a primeira pérola fruto da doçura de Alejandro! "Eu só responderei a perguntas referentes aos locais nos quais estamos! Estamos no cemitério de trens, só respondo sobre o cemitério de trens... se me perguntarem sobre Laguna Colorada, não respondo! Vocês turistas não prestam atenção e depois falam que não aprenderam nada!" Ouvimos mudos e saímos calados do carro, até que rolou a primeira gargalhada do tipo: " Esse cara está de zuação né?????"

O cemitério é bem legal e nos divertimos subindo nas carcaças dos trens durante uns 30 minutos.

 

 

Atrasamos 5 minutos para voltar ao a carro e novamente... esporro! kkk... O Alejandro era tão grosso com a gente que ele parecia aqueles gravações de roteiro de city tour. Ficava calado o o tempo todo e só começava a falar quando chegava perto do monumento. E se você perguntasse algo, é claro... Ele não respondia!! kkk...

Paramos nos Ojos del Salar onde é possível ver a imensidão de sal, tirar fotos em perspectiva e dali seguimos para o monumento das bandeiras, que são bandeiras de vários países fincadas em um platô de sal.

 

 

O almoço era gostosinho, llama, quinoa e legumes, mas como disse o Max o das outras mesas parecia bem mais apetitoso! rsrs... No meio do nada não dá para esperar um banquete...

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...