Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Bogotá e Cartagena (de 0° a 50° no mesmo país!)


Posts Recomendados

  • Membros

Pessoal, viajei para a Colômbia entre os dias 23 e 30 de maio. Como não encontrei muita coisa atualizada por aqui sobre Bogotá e Cartagena, vou contribuir com este site.

Bem, fui com minha esposa pelo vôo da Avianca de Fortaleza para Bogotá. O Duty Free de Fortaleza é sofrível, bem fraco. Foram entre 5 e 6 horas de vôo, chegamos por volta das 20:15, hora local. Fui com dólares comprados aqui e troquei uma pequena parte em um câmbio do próprio aeroporto, pois é muito difícil encontrar o peso colombiano no Brasil, além do que ouvi falar que é melhor levar dólar e trocar por lá.

Chegamos no sábado, fomos de táxi para o Hotel, o Parque Suítes 97, um pouco distante do centro cultural de Bogotá, mas com ótimo atendimento dos funcionários, muito bom café da manhã, quarto limpo e confortável.

Na manhã seguinte, domingo, solicitamos um táxi pelo hotel, um pouco mais caro que o normal e também para nos situarmos, e fomos para a Feira de Usaquén, famosa pelos artesanatos. Um primeiro contato muito legal com as ruas de Bogotá, mas também vimos que não rola portunhol por lá, é um espanhol complicado, com letras sendo engolidas. Após a feira, perto da hora do almoço, fomos de táxi comum ao centro. Muito tranquilo o táxi, eles tem uma tabela atrás do banco do passageiro de frente para você onde tem a conversão do taxímetro para o peso colombiano. Chegando ao centro, descemos na Praça Simón Bolívar. Uma tremenda confusão de pessoas. A Catedral de Bogotá é linda por fora, mas bem simples por dentro. O Congresso Nacional tem uma linda arquitetura externa, não entramos e acho que nem pode. De lá seguimos para o Museu do Ouro, a pé mesmo. Entrada franca aos domingos, vale demais a visita. O ponto negativo é a praça que fica em frente, fede urina. Ao lado do museu existem duas galerias de venda de artesanatos, bem interessantes. Dali fomos caminhando para o Museu Botero, mas no caminho paramos para almoçar um Ajiaco (uma sopa bem gostosa e forte). O Museu é muito legal, várias obras de Fernando Botero e outros artistas. Aos domingos, também é gratuito. Quase em frente fica o Centro Gabriel Garcia Márquez, onde tomamos um delicioso café no Juan Valdez. Finalizando o domingo, já no final da tarde, retornamos de táxi para o hotel, onde bem em frente fica a lanchonete El Corral, hambúrgueres com combos equivalentes a R$ 24,00 em média. Muito gostoso.

IMG_1253.JPG.416808ee6fd70f6d5422435266bbe8b6.JPG

Museu Botero

Segunda de manhã, como a previsão era de chuva em Bogotá, fomos para Zipaquirá para visitarmos a Catedral de Sal. Fomos para a Estação Transmilênio Calle 100, compramos o cartão de recarga tipo Bilhete Único de SP e fomo para o Portal Norte. Descendo lá, imediatamente pegamos uma “buseta” para Zipaquirá. O trajeto demorou uns 50 minutos. Descemos, pegamos informação na estação de trem desativada na central turística e caminhamos uns 15 minutos até a entrada do local. Aí o bicho pega um pouco: é uma bela de uma escadaria para enfrentar. É só seguir uma faixa branca pintada no chão. Compramos os ingressos (25.000 pesos por pessoa), aguardamos o guia e fomos em grupo. Dica: deixe para tirar fotos no retorno, pois é cada um por si e fácil de retornar, além de não ter que dividir espaços nas fotos. O lugar é incrível, a ideia de fazer uma catedral ali foi demais. Lá embaixo você vai encontrar lojas com “souvenires”. Almoçamos na Praça de Alimentação, preços justos, e voltamos para Bogotá, já de tarde.

IMG_1385.JPG.3bb09e81446e4381d6194bb2fde51ed5.JPG

Interior da Catedral de Sal

Chegamos em um horário de trânsito caótico, pegamos o transmilênio e comecei a me lembrar do Brasil: ônibus lotado, ninguém dá licença, resultado foi que passamos três paradas para descer, kkkkkkkkk. Chegamos ao hotel, nos alojamos e fomos para o Restaurante Andrés D.C, cuja reserva já tínhamos feito aqui no Brasil. Passeamos pelos arredores, muitas lojas e um Shopping, e depois fomos jantar. Decoração incrível, atendimento vip. Comida excelente, mas peça a carne bem passada. Pedimos ao ponto e veio bem mal passada. Conta um pouco salgada, mas valeu. Picanha deliciosa, uma batata frita graúda e uma cerva Club Colombiana Dourada ótima. Dormimos satisfeitos.

IMG_1420.JPG.dda7d0e67abddc2fce44ec8c23b1533e.JPG

Visual do térreo (Terra) do Andrés

IMG_1425.JPG.c74403dd2f79b92d8fa03219eabe0940.JPG

Picanha e acompanhamentos

Terça deixamos para concluir Bogotá: Cerro de Monserrate(fomos de táxi), subimos e descemos de funicular. São 3170 metro de altitude, linda visão da cidade. De lá fomos visitar o Museu da Esmeralda quase em frente ao Museu do Ouro, no Edifício Avianca. Bem interessante, quase 30 min de duração. Pena não poder tirar fotos. Saímos e fomos visitar a Casa de Nariño, o Palácio Presidencial. Vigilância rigorosíssima. Fizemos a reserva pela internet ainda por aqui. Não se pode entrar com nada: bolsa, celular, máquina fotográfica, uma pena, mas tem lugar para você deixar. Um guia militar nos conduz por alguns locais do interior e narra vários fatos, curiosidades e história. O palácio é show, achei bem mais bonito que a Casa Rosada. Dali seguimos para a Catedral Nossa Sra Del Carmem , linda por fora e uma incógnita por dentro, pois estava fechada, que pena. Fim de tarde, voltamos a Praça Simon Bolívar e tiramos belas fotos no final da tarde, já com a praça com poucas pessoas. Ali perto tem um centro de loja com artesanatos, pequena, mas com bons preços. Retornamos ao hotel e jantamos no El Corral de novo.

IMG_1456.JPG.c10a3be5219d54c1b9d7eabecaa352c1.JPG

Vista do alto do Cerro

IMG_1494.JPG.2ae571b5b3787b510fc9ea2c1071eecd.JPG

Catedral de Bogotá

IMG_1499.JPG.ee26bf01407697ddcb0a62ef0268b7fb.JPG

Congresso Nacional

Ressalto sobre Bogotá é que nunca vi e nem verei tanta polícia na minha vida como vi por lá. Muito educados e atenciosos, parecem formigas. Do aeroporto às ruas, são muitos. A sensação é que se estiverem ausentes, o bicho pode pegar.

Quarta-feira: táxi para o aeroporto. Avião com destino para Cartagena. Um clima bem abafado nos recepcionou. Pegamos um táxi em fomos para o Hotel San Martin, que fica fora da cidade murada. A única ressalva que faço sobre o hotel é o fato do café da manhã ser no quintal, de resto, tudo ótimo: o café, o atendimento, o quarto, os funcionários e a localização. Na própria rua tem uma infinidade de lanchonetes, um supermercado a 50 metros, um Café Juan Valdez por trás da rua e o táxi de leva em no máximo 10 minutos para a cidade murada. Uma dica: diga o destino ao taxista e pergunte o valor da corrida. Normalmente 7000 pesos. Pela noite aumentam 1000 pesos.

Chegamos ao hotel e já saímos para a rua. Destino: Cidade Murada. Com um mapa pego na recepção do hotel para auxiliar, foi muito fácil. O clima da cidade é de pura história. Foi a primeira vez que andei com minha máquina a tiracolo. Em um instante passamos pela Catedral, que não vimos aberta em nenhum dos três dias que estivemos por lá, fomos para a Igreja San Pedro Clover, com visita paga, e com uma praça cheia de estátuas de metal. Seguimos para visitar o Museu da Inquisição, que fica na mesma praça da Catedral. Começamos a andar à esmo, de repente estávamos na Igreja de Santo Domingo, que também estava fechada nos três dias que passamos. Bem em frente tem uma obra de Botero. Começou a anoitecer e retornamos ao hotel.

IMG_1519.JPG.c8e83803221237ca94c7a9816b23e9db.JPG

Praça San Pedro Clover

IMG_1581.JPG.0949588154394f9cdd3ff29355faebca.JPG

Museu da Inquisição

IMG_1634.JPG.ab1a805655b8ac5f2e21d61e240aab7c.JPG

Praça de San Domingos

No dia seguinte vivemos o único momento desagradável. Logo na frente do hotel pegamos um táxi para irmos ao Convento La Popa. Nosso erro: não perguntar o preço antes de irmos. Caímos na conversa de que nos levaria ao convento e também ao Castillo San Felipe. A vista da cidade lá do alto do convento é bela. De lá seguimos para o Castillo, com o taxista sempre esperando. Tremendo mormaço neste dia, dá para suar muito. Os sapatos gigantes ficam bem próximos ao castelo, que na verdade é um forte. Na hora de pagarmos o táxi, na saída, veio a surpresa: o cidadão cobrou 75 dólares. Esperneamos e ele converteu para peso colombiano e reduziu o preço, mas pagamos R$ 150,00. Foi o preço da burrice, pois seria muito mais barato se tivéssemos liberado o mesmo quando chegamos ao convento.

IMG_1784.JPG.01b3fdede5ddc2c0a1da44907ed00d73.JPG

Sapatos Gigantes

Após almoçarmos no McDonald próximo ao hotel, fomos de táxi para o Portal do Relógio. Logo em frente tem duas estátuas de Pégasus muito bonitas, belas fotos podem ser tiradas. Fomos ao Portal dos Dulces, onde tem doces para todo gosto e trocamos um dinheiro, pois tem várias casas de câmbio no local. Fomos andando e tiramos belas fotos na murada, junto ao a estátua da Índia e chegamos ao Café del Mar. Boa música ambiente, vista do mar sem igual, bom atendimento, preços um pouco salgados mas é o preço do momento e do local. Por do sol, vendo pelicanos dando mergulhos para pescar e bebendo um mojito ou uma cerveja club colombiana ao som de rock instrumental é imensurável.

IMG_1967.JPG.f25baf828b8f28ad3b9f2410c16510dd.JPG

Bancada no Portal dos Doces

IMG_1792.JPG.04c0a6a9808dd4db895f23571f04c2a2.JPG

Pégasus e Portal do Relógio ao fundo

IMG_1822.JPG.0d846e4469958a8b4d029bef87dcf919.JPG

Estátua da Índia

IMG_1878.JPG.8fba4abc1f09fd9ba4da1925789efc9a.JPG

Pina Colada e Mojito

Jantamos já próximo ao hotel no Subway, alguns ingredientes diferentes do daqui. Pimenta jalapeno, queijo provolone e recheio de carne suína, só para exemplificar.

No outro dia iríamos para Isla del Rosário, só que a esposa teve um problema de saúde e, infelizmente, não fomos. Já de tarde fomos para o Restaurante La Mulata para almoçar. Vale muito ir. Arroz com coco delicioso, purê de inhame e uma saladinha de tomate picado com creme de abacate sem igual. Para acompanhar, uma generosa limonada de coco. Atendimento vip das garçonetes super simpáticas.

IMG_1889.JPG.70bcb95efd5ea9b4034d81555806be65.JPG

Restaurante La Mulata

IMG_1883.JPG.d3f4f0535a73bc10d7f239148a13de20.JPG

Arroz com Coco

 

Fomos para Mercado Bóvedas, pelo caminho fomos admirando a beleza das casas. Grande variedade de artesanatos para se adquirir lembranças.

Após ingerirmos um delicioso cappuccino no Juan Valdez, tiramos mais algumas fotos pelas ruas e fomos novamente ao Café del Mar para a despedida desse lugar tão especial.

IMG_1893.JPG.4088d8583ce27e4c9ebfe58b6e08c980.JPG

Belíssima arquitetura

 

Resumindo, vale muito ir a Colômbia. Bogotá não é tão atrativo, três dias são suficientes para percorrer os principais pontos turísticos. Já Cartagena.... dá vontade de voltar, o quantitativo de dias vai depender se você irá fazer passeio em ilhas e do tempo que por lá irá permanecer.

IMG_1993.JPG.dbf455866a64b646e926b020a22e3865.JPG

Por do sol no Café del Mar

IMG_2009.JPG.db76a744aa628bfc0689da1e8c89c3ba.JPG

Bairro Bocagrande ao fundo

 

Espero ter contribuído. Boa viagem para quem for!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • 1 ano depois...

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...