Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Paulo Andrade silva

Peru - Equador e Colômbia - De Lima a San Andres - Relatos de um mochileiro solitário!

Posts Recomendados

Agora fica mais viável, não conheço Galápagos mas sei que a cidade base para chegar lá é Guaiaquil que fica cerca de oito horas de Quito. De Quito vc pode ir para Baños se curtir esportes radicais e também conhecer a Laguna quilotoa que fica perto de Latacunga, também pode conhecer Otavalo que está no caminho para a Colômbia.

 

Poderia me ajudar a montar um roteiro nessas condições? Desde já agradeço...

Obrigado

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

MEDELLIN

 

A viagem Bogotá x Medellin custou 70 mil pesos e durou 9 horas, pela expresso bolivariano e sem duvidas foi o ônibus mais confortável em que já viajei, wifi, telas individuais com filmes e musicas um luxo só, viagem super tranquila.

Fiquei hospedado em um hotel bem simples que não lembro o nome, ficava bem no centrao de Medellin, ao lado de uma estação do metro e bem perto da plaza Botero.

Como ficaria só um dia na cidade, não perdi tempo e fui caminhado até a plaza botero que é praticamente um museu a céu aberto, com 23 gigantescas esculturas de bronze, na praça também fica o palácio da cultura e o museu da Antioquia.

Depois peguei o metro e fui até o parque explora, que é composto por mais de 300 atrações que incluem um grande aquário com centenas de espécies, um viveiro de répteis com cobras, sapos e tartarugas, uma exposição com dinossauros robóticos em tamanho real, e jogos interativos relacionados à física, energia, genética e geografia. Em frente ao parque fica o jardim botânico de Medellin, deu uma passada rápida parece ser bem legal, mas não cheguei a conhecê-lo completamente. Voltei ao metro e fui me aventurar pelo metrocable..

O metrocable são teleféricos integrados à rede do Metrô, a subida passa por comunidades que na época do cartel de Medellin eram áreas muito perigosas, a medida que vai avançando a paisagem vai mudando, cruzando montanhas até adentrar as florestas que compõe o parque Arvi.

No fim do dia segui para o aeroporto de Medellin, o aeroporto é bem distante da cidade, taxis são caríssimos, mas existe uma opção bem econômica que são os ônibus que fazem ponto atrás do hotel nutibara no centro da cidade, a passagem custou 8500 pesos em uma viagem de quase 1h30. Chegando lá foi só aguardar a hora de embarcar para Cartagena

 

SAM_4805.JPG.18c3349e3acac69b3cc939e0d1785a8d.JPG

SAM_4756.JPG.0c91eb504ef518590d96e97b0e409cbf.JPG

SAM_4761.JPG.25e7b5663fcb4b297c8a7cef008ab1d5.JPG

SAM_4762.JPG.9e0831ac5d4473ede31bb0f178703306.JPG

SAM_4763.JPG.6abaab8e48de3e303d4ddd97e3150936.JPG

SAM_4795.JPG.ddca8268eac5cf9929e77170d2a9bb91.JPG

SAM_4804.JPG.2c7eb9bc10b64d724edb7165545fa29f.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

CARTAGENA

 

Quando ainda estava em San Agustin, resolvi pesquisar uma passagem de avião para o trecho Medellin x Cartagena, encontrei uma passagem por 150 mil pesos pela Avianca, bem em conta se comparado a passagem de ônibus que custaria 120 mil pesos, sendo assim fui de avião para Cartagena.

Cheguei a Cartagena no inicio da noite e fui de táxi para a pousada Casa Marys, localizada no bairro de getsemani bem perto da cidade amuralhada, fiquei três noites em um quarto privado por 280 mil pesos.

No dia seguinte fui caminhar pela Cidade Amuralhada que é o centro histórico de Cartagena. Percorrer a cidade amuralhada é impressionante! É possível fazer passeios de carruagem típica dos séculos passados percorrendo a maioria das construções ao redor do muro, como palácios, museus e belíssimas construções coloniais, todas bem coloridas e preservadas.

SAM_4898.JPG.34efb46d7354875bb88ea5296205525f.JPG

Terminada a caminhada pelo centro histórico embarquei em um ônibus turístico que percorre os principais pontos da cidade, o legal desse ônibus é que você compra o tíquete e tem direito em descer em quantas paradas quiser, durante o prazo de 48 horas. A minha primeira parada foi para conhecer o imponente Castillo San Felipe de Barajas, a maior obra de engenharia já construída pela Espanha em uma colônia. Ele foi iniciado em 1657 para proteger Cartagena de ataques piratas e é um dos mais importantes da América Latina. Explorar os túneis e galerias do forte é bem divertido, sem contar que é possível ter uma boa vista de Cartagena do alto do castelo.

SAM_4856.JPG.808d2bee1e87e216279ceaa87fc8c429.JPG

Minha segunda parada foi em Bocagrande a região mais moderna da cidade onde estão localizadas as principais redes hoteleiras, alguns restaurantes e as redes de fast foods como KFC, McDonald´s e Burguer King. A praia em si não é nada demais, não lembra em nada uma praia caribenha.

SAM_4870.JPG.5b1e0ac49de0ce2b10390e6491c73a2e.JPG

No dia seguinte fiz o passeio para a playa blanca , o tour começou às 9h30 saindo do Muelle de la Bodeguita que fica próximo a torre do relógio. Depois que todos embarcaram o guia perguntou se alguém gostaria de ir direto para a Playa Blanca, já que no passeio também estava incluso a ida ao Arquipélago do Rosário , resolvi seguir direto para a Playa Blanca. Só vale a pena ir ao arquipélago se você quer fazer snorkeling ou visitar o oceanário. Se não quiser fazer nenhuma destas atividades, vá direto para a Playa Blanca para aproveitar mais o dia nesta praia paradisíaca, mas não se esqueça de perguntar na hora da contratar o passeio se você tem esta opção de seguir direto para a Playa Blanca.

Chegando à Playa Blanca, mal pisei na areia e já fui abordado por diversos vendedores oferecendo tenda ou guarda-sol para passar o dia. O local em que os barcos param é onde está concentrada a grande estrutura da praia e a parte mais cheia de gente, para fugir da muvuca comecei a caminhar até encontrar uma parte mais tranquila.

Só sai da agua para almoçar fiquei o dia inteiro dentro d’água relaxando e admirando a beleza desse lugar.

SAM_4956.JPG.a6b9b6355763b757dea99906de24de22.JPG

A noite fiz um passeio super divertido na famosa Chiva rumbera. As chivas saem da Torre do Relógio, e antes de partir, cada fileira recebe uma garrafa de rum, uma de refrigerante e um balde de gelo para dividir. O serviço é open bar, o que significa que você pode pedir mais se for necessário. Uma banda tradicional, sentada ao fundo do ônibus, se encarrega da rumba e da salsa para a noite.

A festa é liderada por um guia turístico que, além de dar informações sobre os lugares visitados, assume a função de um animador. É ele quem se encarrega de colocar os passageiros para cima, incentivando-os a dançar e a aproveitar a música.

Um dos pontos altos do passeio é a parada no topo da muralha da Cidade Velha, na região de Las Bóvedas, onde todas as chivas se encontram iniciando uma grande festa ao ar livre.

O passeio durou cerca de três horas, e terminou na Plaza dos Coches, em frente a uma casa noturna, quem tivesse interesse poderia dar uma esticada na noite ou voltar para o hotel e ter uma bela noite de sono. Optei pela segunda opção..SAM_4910.JPG.66255d7d898c219eee1617fc0799f288.JPG

SAM_4813.JPG.d10af2b64b0179a557135106a8e13a37.JPG

SAM_4819.JPG.dd9c5966eea5c56c732af1ae2cef6a18.JPG

SAM_4822.JPG.a5133a5bf8b04cc403b838ea0da5ab36.JPG

SAM_4839.JPG.7388314a7f2de86985c449ccae5e1006.JPG

SAM_4864.JPG.d908b75c6f4d7021e734232e8af19074.JPG

SAM_4918.JPG.a4521dab40a08377c7653e3f783d7372.JPG

SAM_4923.JPG.05562f4b79f7688c25e2d5d3e993533e.JPG

SAM_4937.JPG.72c105f46c4b60a28780db147f7c94ef.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

SAN ANDRES

 

Uma semana antes de chegar a San Andres, comecei a pesquisar hospedagem na ilha, e durante essas pesquisas descobri sobre as pousadas nativas, que são casas de moradores que alugam quartos para os turistas.

Mandei e-mail para uma delas e a proprietária me respondeu super educada me informando que não havia vaga, mas me enviou uma relação com o contato de todas as pousadas nativas da ilha, então tive a brilhante ideia de criar um texto base e enviar para uma com copia oculta para as demais, depois disso foi só aguardar as respostas e escolher a melhor opção. Obtive resposta da maioria e os valores variaram de 45 mil a 120 mil pesos, escolhi a que eu achei a mais interessante que foi a "Posada Gladys Place", fiquei seis noites em uma suíte com ar condicionado, frigobar, wifi e tv a cabo por 480 mil pesos. A pousada era bem simples, mas a localização excelente a 100 metros da praia, perto do aeroporto e das principais lojas do centro.

O voo para San Andres saiu de Cartagena e fez uma conexão em Bogotá, na sala de embarque é necessário comprar o boleto para entrar em San Andres, é aconselhável já chegar à ilha com o boleto totalmente preenchido, para não perder tempo na hora de registrar a entrada na ilha.

Cheguei a San Andres no inicio da tarde e fazia um calor infernal, deixei minha mochila na pousada e fui caminhar pelo calçadão da praia Peatonal a principal de San Andrés, com melhor estrutura e mais movimentada. SAM_4977.JPG.ab2c8291feeb5769e39a56c27854f40b.JPG

No dia seguinte fiz o passeio do Aquário combinado Johnny Cay, a primeira parada foi no aquário e chegando lá, você encontra além de um mar maravilhoso uma enorme aglomeração de pessoas: vendedores, turistas, barqueiros...todos juntos em um pequeno pedaço de terra. Na chegada, pode-se guardar os pertences pessoais em um guarda volumes por 5 mil pesos. Ficamos lá cerca de 2h. Aproveitei o tempo para fazer snorkel e apreciar a grande variedade de peixes e tirar muitas fotos. SAM_5033.JPG.9edc50ea0be875069c3ff5b70d229d94.JPG

Ao lado do Aquário, pode-se ir caminhando, com água na cintura, até a ilha que fica ao lado, chamada Haynes Cay.SAM_5028.JPG.49da20066a3369bebc3925a9bc061cb4.JPG

De volta ao barco seguimos para Johnny Cay, por aqui a água também é incrivelmente azul, porém com algumas ondas. Johnny Cay é bem maior que aquário e tem uma boa estrutura, sombras de coqueiros, mesas e tendas de praia com espreguiçadeira, restaurantes e barraquinhas. Caminhando pela ilha, encontrei uma parte mais vazia e até uma pequena piscina natural rasa de água quentinha e transparente, com uma rocha bem grande ao meio, fiquei curtindo a piscininha até a hora de ir embora. SAM_5066.JPG.ed51e79df7406c6d229b43577c53cb44.JPG

No fim da tarde comprei um passeio de barco pela baia de San Andres junto com o mantarraya, esse passeio foi uma grande furada. Eu tinha imaginado quen o mantarraya iriamos interagir com inúmeras arraias, mas na verdade capturam uma arraia e o povo ficou se matando para tocá-la e tirar uma foto, decepção total, depois dando uma olhada com mais atenção percebi que estávamos novamente no aquário, ou seja, venderam gato por lebre. Isso serve como alerta, se quiserem vender pacotes separados pra Aquário e Mantarraya não caiam nessa, porque é o mesmo lugar. SAM_5072.JPG.8ac174405d39a3cb74e9970fed2dcb22.JPG

No terceiro dia fui conhecer o famoso Cayo Bolivar, no local de saída dos barcos conheci um grupo de brasileiros que foram a minha companhia durante esse passeio. Antes do guia começar fazer a chamada para o embarque ele perguntou se alguém sofria de problemas na coluna, ninguém se manifestou e ele iniciou a chamada. Por azar fui um dos últimos a ser chamado e fiquei na primeira fileira do barco, mal sabia eu que o pior estava por vir...

Eu já tinha lido relatos que a viagem até Cayo era complicada, mas não imaginava que seria aterrorizante. No começo todos felizes e sorridentes até chegar a primeira onda que nos jogou meio metro para cima, começava ali meia hora de terror.. Foi punk demais e quem estava na frente como eu sofreu dobrado, quanto mais o barco avançava mais alto éramos jogados para cima, o barco voava e imaginem o impacto quando batíamos de volta na água, cheguei ao Cayo totalmente descadeirado. ::lol4::

Na chegada já deu para perceber que era um destino imperdível. O visual é inesquecível, deslumbrante. O mar super calmo, vários tons de azul, transparente, em alguns pontos parecia uma piscina e em alguns momentos verde, a areia bem branquinha e a tranquilidade que passava era uma delícia. SAM_5189.JPG.72a83f4210e102d592f0586be2f3e2b4.JPG

Em seguida nosso guia reuniu um grupo e fomos fazer snorkel, foi bem divertido, mas acabei voltando com meus joelhos ralados pelos corais, fizemos uma bela caminhada por todos os cantos da ilha e depois ficamos o tempo todo na água batendo o papo e tomando cerveja, no passeio estava incluso água, cerveja, refrigerante à vontade e um delicioso almoço no meio da vegetação. 10969241_770430349704771_1297767619_o.jpg.ee19459800e89eaacb9fe096b2c18661.jpg

Fomos avisados que nosso trajeto de volta seria mais calmo porque não estaríamos mais contra as ondas e sim a favor delas. Mas como o seguro morreu de velho, assim que o guia começou a chamar a galera para ir embora, dei um pulo e garanti um lugar no fundo do barco, mas a volta foi bem mais tranquila realmente, não pulamos nenhuma vez, voávamos sim, mas no ‘pouso’ não era mais aquele impacto nas ondas.

Nesse dia conheci a Luciana e a Talita e combinamos de fazer a “Noche Blanca” que é um passeio noturno feito em um catamarã, onde todos que embarcam devem estar vestidos com roupas brancas. O tour tem duração de três horas e percorre a Baía de San Andrés, com muita música, danças e bebidas, incluindo também um bufê de jantar. Para resumir uma noite bem divertida. 10951003_770430529704753_1555024704_o.jpg.9174a0774d86b3742b6c88f6ecff8860.jpg

No outro dia ainda na companhia das meninas, alugamos um carrinho de golfe e fomos percorrer a ilha, fizemos uma parada na praia de San Luís e depois em Rocky Cay onde um navio encalhado completa a paisagem paradisíaca. Seguimos nosso passeio até a piscinita e o West View, mas como o mar estava bravo nesse dia, essas atrações não estavam abertas ao publico. Fomos então até o Hoyo Soplador, mas também não demos sorte ficamos uns 20 minutos e nada de sopro... Voltamos para o centro tomamos mais algumas cervejas e nos despedimos já que elas voltariam para o Brasil no dia seguinte. SAM_5236.JPG.0696706144d9831b991754d9b94d5911.JPG

O meu ultimo dia em San Andres foi dedicado as compras A ilha conta com lojas especializadas em produtos de marca, é livre de impostos e os duty frees são bem mais baratos que do aeroporto, bebidas, perfumes, chocolates e alguns eletrônicos são muito baratos, acabei fazendo a festa, tive que comprar uma mala pequena para poder trazer as bugigangas.

Depois tive que fazer um esquema de guerra para voltar para o Brasil, por que a franquia de bagagem era de 23 kg e as minhas estavam com mais de 30 kg. Soquei tudo o que eu pude na minha mochila de ataque e na malinha que comprei mais mesmo assim a cargueira ficou com 27 kg, fui rezando fazer o check in, e consegui despachar mesmo estando um pouco acima do peso e não paguei nada, depois foi rezar para não pesarem minhas bagagens de mão, por fim deu tudo certo e consegui chegar ileso no Brasil, só a minha cargueira que foi extraviada, só fui recebê-la 24 horas depois, mas graças a Deus estava inteira sem nenhum arranhão...

E assim terminou esse mochilão de 43 dias inesquecíveis e de amizades para a vida inteira....

,

SAM_5041.JPG.0ea8fd2a9b144c569d8b036538819ca3.JPG

SAM_5061.JPG.b96de6f3fc7d3c2be6fefdf6fbaa1e8e.JPG

10955240_770430846371388_1299908922_o.jpg.6cf19613e9aff16c38caf099909ddf2f.jpg

10961070_770430593038080_1380577719_o.jpg.cd5ad40b9162ff0020337c654a594859.jpg

10967386_770430579704748_1347871183_o.jpg.38551f20b9b3b78696dccf966882b01d.jpg

SAM_5142.JPG.1940ac5e24abf5c89d605fbf2b9f84a2.JPG

SAM_5151.JPG.718089f1e7afd14e9647e3830e286eee.JPG

SAM_5153.JPG.a070d9989ca4ed42b5de993258249ae7.JPG

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora



×
×
  • Criar Novo...