Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

  • Membros

iai galera belê? ::otemo::

 

é verdade que a gente SONHA em tirar fotos sensacionais nestes locais mas esquece dos perrengues.

estou me preparando pro primeiro mochilão e vou pra patagônia e decidi levar minha nikon e a gopro. Das lentes: escolhi a 24-70mm por que a ideia é fotografar a paisagem com qualidade e tenho a meia tele [70mm]. a idéia de levar um tripé eu já abandonei por que cada 100 gramas a menos, é importante! Já passei umas poucas e boas com troca repentina de temperatura no equipamento quando comecei a trabalhar neste ramo... ::grr:: trabalhava fotografando balada e o local tinha ar condicionado central... quando iá pra área externa, tinha que esperar a câmera voltar a temperatura normal. na primeira vez que passei por isso quase tive um troço, não sabia o que estava acontecendo! ::sos::::hein:

 

eu acrescentaria mais 2 coisas:

 

:arrow: tomar cuidado com exposição e balanço de branco; geralmente a máquina não "enxerga" corretamente a exposição e aí aquele clique liiiindo vai ficar subexposto.. e você passa raiva. A foto pode ficar mais "azulada" que o normal também! verifique antes e se puder, invista num filtro UV que já ajuda a corrigir esse problema e dá uma protegida na lente da camera. pra tentar não congelar o equipamento, deixe próximo ao corpo mas quem for fazer longas exposições... acho que a idéia de vestir a camera com EVA com o rlicq falou é uma boa, eu colocaria 1 sacola plástica também.. deixando só um buraco pra frente da lente. nunca testei mas fica a idéia aí né? sei lá se aguentaria um time lapse de uma noite toda.. mas pode ser que ajude. ::essa::

 

:arrow: uma macete pra camera não dar "tilt" com o choque de temperatura e condensar na hora que voltar do passeio é colocar ela num saco plástico para que se descongele aos poucos. o processo leva em torno de 2 horas. :mrgreen:

 

achei um link que fala [em inglês] dessas dicas! ::hãã2::

https://www.bhphotovideo.com/explora/photography/tips-and-solutions/infographic-essential-tips-cold-weather-photography

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Membros
(...) a idéia de levar um tripé eu já abandonei por que cada 100 gramas a menos, é importante!(...)

Francis, só uma dúvida.

Aquele 1,5kg do tripé causa um problema temporário... já a frustração de perder uma foto, será eterna.

Como pretende lidar com a frustração de não conseguir fazer uma boa foto pela falta de tripé?

(PAUSA, VOLTO NESSE ASSUNTO ABAIXO)

 

Já passei umas poucas e boas com troca repentina de temperatura no equipamento quando comecei a trabalhar neste ramo(...)

Na verdade não tem trocas repentinas de temperatura... em campo a lente condensa porque ocorrem coisas como tudo esta molhado dentro da barraca (sua respiração / transpiração esta fazendo isso), porque o orvalho esta molhando tudo, da grama a rocha... É como o carro com vidro molhado pela manha.

 

 

(...)cuidado com exposição e balanço de branco(...)

Na verdade o balanço de branco é a menor das menores preocupações, basta fotografar em RAW. Mas a dica é muito válida para quem fotografa em celular, câmeras básicas, ou é teimoso em usar JPG.

 

(...) ficar subexposto.. e você passa raiva.(...)

O ideal é ficar no ponto, claro! Mas, minha experiência pessoal na frente do LightRoom diz que uma foto sub exposta pode ficar muito boa se comparado a uma foto super exposta.(estourada).

 

Quando o sol bate em um lugar com céu claro e você inclui um lugar com sombra na composição você tem que escolher entre sub exposição e super exposição. (Imagens clássicas como nascer do sol nas torres com o lago abaixo ainda na sombra são exemplo). Minha experiência, sub exposição da melhor resultado, estourou, vc não recupera nuvens, detalhes, etc. Clarear no computador é bem mais fácil que escurecer.

 

(DESPAUSA, VOLTANDO NO ASSUNTO)

Você, acostumada a eventos, usando flash, bem....

Na paisagem não tem flash. Se quiser uma foto sem sombras, partes subexpostas parte estouradas, tem que fotografar na hora mágica. Hora mágica é 15 minutos antes e depois do nascer do sol. O melhor resultado que encontro é geralmente 15 antes do nascer do sol e 15 depois do por do sol. É uma ótima luz, mas..... TEM QUE TER TRIPÉ.

 

By the way, o artigo que você citou, é muito bom, mas parece ser realmente focado na realidade do hemisfério norte. Explico. Lá, é comum você sair de casa, e no seu próprio quintal bater fotos a -20C e entrar de volta para dentro de casa a +20C.

Quando você vai para a patagônia e vai fotografar natureza, essas condições não existem..... lá fora nem é tão frio assim, e muito menos o hostel não é tão quentinho assim também, e ainda pior sua barraca esta longe de ser quentinha....

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
(...) a idéia de levar um tripé eu já abandonei por que cada 100 gramas a menos, é importante!(...)

Francis, só uma dúvida.

Aquele 1,5kg do tripé causa um problema temporário... já a frustração de perder uma foto, será eterna.

Como pretende lidar com a frustração de não conseguir fazer uma boa foto pela falta de tripé?

(PAUSA, VOLTO NESSE ASSUNTO ABAIXO)

 

Já passei umas poucas e boas com troca repentina de temperatura no equipamento quando comecei a trabalhar neste ramo(...)

Na verdade não tem trocas repentinas de temperatura... em campo a lente condensa porque ocorrem coisas como tudo esta molhado dentro da barraca (sua respiração / transpiração esta fazendo isso), porque o orvalho esta molhando tudo, da grama a rocha... É como o carro com vidro molhado pela manha.

 

 

(...)cuidado com exposição e balanço de branco(...)

Na verdade o balanço de branco é a menor das menores preocupações, basta fotografar em RAW. Mas a dica é muito válida para quem fotografa em celular, câmeras básicas, ou é teimoso em usar JPG.

 

(...) ficar subexposto.. e você passa raiva.(...)

O ideal é ficar no ponto, claro! Mas, minha experiência pessoal na frente do LightRoom diz que uma foto sub exposta pode ficar muito boa se comparado a uma foto super exposta.(estourada).

 

Quando o sol bate em um lugar com céu claro e você inclui um lugar com sombra na composição você tem que escolher entre sub exposição e super exposição. (Imagens clássicas como nascer do sol nas torres com o lago abaixo ainda na sombra são exemplo). Minha experiência, sub exposição da melhor resultado, estourou, vc não recupera nuvens, detalhes, etc. Clarear no computador é bem mais fácil que escurecer.

 

(DESPAUSA, VOLTANDO NO ASSUNTO)

Você, acostumada a eventos, usando flash, bem....

Na paisagem não tem flash. Se quiser uma foto sem sombras, partes subexpostas parte estouradas, tem que fotografar na hora mágica. Hora mágica é 15 minutos antes e depois do nascer do sol. O melhor resultado que encontro é geralmente 15 antes do nascer do sol e 15 depois do por do sol. É uma ótima luz, mas..... TEM QUE TER TRIPÉ.

 

By the way, o artigo que você citou, é muito bom, mas parece ser realmente focado na realidade do hemisfério norte. Explico. Lá, é comum você sair de casa, e no seu próprio quintal bater fotos a -20C e entrar de volta para dentro de casa a +20C.

Quando você vai para a patagônia e vai fotografar natureza, essas condições não existem..... lá fora nem é tão frio assim, e muito menos o hostel não é tão quentinho assim também, e ainda pior sua barraca esta longe de ser quentinha....

 

 

oi rlcq! desde já: muito grata por todas as informações e relatos! [tem ajudado bastante a montar meu roteiro e diminuir os grilos das cabeça com isso ::dãã2::ãã2::'> :D:D ]

 

então!

eu faria essa viagem sozinha e pensar em completar o maciço paine com tudo nas costas.. hmmnn.. deu medo :?

MAS agora cogito levar o tripé porque uma amiga resolveu que vai! então a distribuição de peso fica melhor ::otemo::

 

Sei que as condições no hemisfério norte podem não se aplicar mas é interessante se informar a respeito. Mas é aquela coisa: por ser a primeira viagem nesse estilo, eu fico cagada de medo de dar alguma zebra com o equipamento. Caaaara imagina alguém que mora numa cidade que faz 40°C com frequência e ir encarar os ventos patagônicos? se eu não virar um picolé antes, volto e conto tudo o que aconteceu! hahaha ::Cold::::lol4::

O RAW deveria ser usado sempre (mas nem sempre é o que ocorre) e as vezes por descuido se acaba se fu.... depois na edição. ::toma::

Sobre o flash, hora mágica; eu comecei fotografar sem ele [pra fazer fotos de shows e ambientes noturnos e o uso do flash era proibido] e concordo com você que pra foto ficar perfeita, há a necessidade do tripé! (neste caso)

Já tenho algumas "fotos programadas" na cabeça e será nas horas mágicas que serão feitas ::love:: Pra quem quer escolher um ponto legal, ou saber as horas mágicas de cada local da cidade ou ponto que está, tem um app chamado TPE (the photographers ephemeris), pode ser baixado grátis do site http://photoephemeris.com/

vi também que tem um outro chamado "golden hour" mas nunca usei.

 

agora é aquela expectativa grande né? hahahaha que venha o vento, o frio, perrengues e muitas fotos! ::otemo::::Cold::8)::tchann::

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...
  • Membros
iai galera belê? ::otemo::

 

é verdade que a gente SONHA em tirar fotos sensacionais nestes locais mas esquece dos perrengues.

estou me preparando pro primeiro mochilão e vou pra patagônia e decidi levar minha nikon e a gopro. Das lentes: escolhi a 24-70mm por que a ideia é fotografar a paisagem com qualidade e tenho a meia tele [70mm].

 

 

Você vai quando pra Torres, moça?

 

 

E qto ao tripé, é chato p cacete mesmo carregar... mas eu insisto.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...
  • 5 meses depois...
  • Membros

Eu vou levar minha Dslr para fazer o circuito W em Torres del Paine, ainda sou iniciante e tenho apenas duas lentes uma 18-55mm do kit e uma 55-250mm, entretanto para economizar peso estou pensando em levar apenas a lente 18-55mm...entretanto fico com um pouco de medo de caso encontrar um Puma não conseguir fotografa-lo com maior zoom pela falta da outra lente...

oh dúvida!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...
  • Membros
Eu vou levar minha Dslr para fazer o circuito W em Torres del Paine, ainda sou iniciante e tenho apenas duas lentes uma 18-55mm do kit e uma 55-250mm, entretanto para economizar peso estou pensando em levar apenas a lente 18-55mm...entretanto fico com um pouco de medo de caso encontrar um Puma não conseguir fotografa-lo com maior zoom pela falta da outra lente...

oh dúvida!

Eu levaria as duas!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 meses depois...
  • Membros

Olá, espero que o tópico ainda esteja aberto.

Estou indo para Patagonia ano que vem com meu namorado, ele já foi uma vez e essa é minha primeira. Porém, ele não fotografa (no máximo com compacta) e estou com algumas dúvidas. Principalmente com relação a lentes.

Tenho uma macro, 100-400 e 18-55. Estou pensando em investir numa grande angular como a 10-18 (uso canon) ou na 18-135 por pensar que teria uma lente mais versátil e talvez não precisaria levar a 100-400 que pesa praticamente 3kg. Como vamos fazer o camping até TDP evitar peso é sempre uma boa ideia.

P1: Vocês acham que vale a pena realmente levar uma tele??

Gosto e faço algumas fotos de natureza na cidade onde moro. Aqui o inverno costuma ser bem definido e ter temperaturas entorno de (10 a 6 graus C), mas claro não chega a 0C por exemplo. Pensando na possibilidade de chuva ou qualquer evento que ocorra aguá comprei a um tempo uma capa de chuva que protege a câmera e tem só um buraco para enfiar a mão (fazer a foto) e para lente. Estava lendo sobre congelar etc...pensei em revestir essa capa com EVA. Porém fica a duvida:

P2: Não é pior manter a temperatura da camera/lente diferente da ambiente? (Já que é exatamente isso que causa a condensação).

Li em algum lugar nao lembro onde que aquele protetores camuflados de lente ajuda a manter a temperatura da mesma mais "agradavel":

P3: Acham que isso pode ser uma solução?

Realmente esse problema da condensação me preocupa bastante pois eu ainda uso uma camera de entrada (Canon T5) e diferente das mais robustas supostamente ela não foi feita para esse tipo de ambiente e uso.

Como já mencionei vamos de mochilão, então não pretendo levar bolsa especifica para camera dai pensei foi levar a maquina em um saco a prova d'água com um potinho de silica desumidificante dentro para as horas que não estiver fotografando ela ir perdendo a água que adquiriu. 

O que acham?

 

Desde já obrigada,

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...