Ir para conteúdo

Sozinho, Panamá - Costa Rica - Guatemala - Belize e Mexico (Março 2015 - 31 dias)


Posts Recomendados

  • Membros

"A felicidade só é verdadeira se for compartilhada"

Olá, Eu tinha que compartilhar e dividir minhas experiencias para retribuir a ajuda que os mochileiros me deram para fazer essa viagem.

Foi meu primeiro mochilão, fui sozinho, mas conheci muitas pessoas legais durante a viagem.

Não fiz muitas anotações sobre esse mochilão, mas vou tentar me lembrar e postar meus relatos.

 

Minhas passagens de Ida(Panamá) e Volta(Cancún) saíram por volta de 2200,00 reais, pela CopaAirlines.

Levei algumas roupas, um celular para tirar fotos e com Skype caso precise, um celular de reserva, uma câmera cybershot, meu carregador portátil que foi muito útil, adaptadores de tomadas que precisei usar em todos os lugares, e minha mochila cargueira de 45 da The north Face, que me serviu muito bem para os 31 dias.

 

Levei em dolares 2200,00, me sobraram 181 dolares.

Eu tinha estimado aproximadamente 69 dólares por dia, incluindo diária de hostel, alimentação, transporte e alguma atração turística.

 

Logo no embarque ao entrar no avião eu tive um problema com os acentos, por algum motivo uma pessoa pegou o mesmo lugar que eu; conversei com um comissário de bordo que deixou eu escolher um outro lugar para sentar. Eu pensei que tinha resolvido; mas, mal sabia que isso iria trazer um outro problema no Voo de Volta, entretanto, a viagem continuou.

 

Eu já tinha combinado pela internet com uma outra mochileira, a Janine, para rachar o taxi, pois ela iria fazer um mochilão também na America Central, nossos roteiros eram diferentes, porém, os primeiros quatro dias iriamos nos mesmo lugares.

 

Aqui o que seria o meu roteiro inicial, porém, fiz muitas alterações durante a viagem e tive que tirar algumas coisas.

America%2BCentral%2BMexico%2B2015%2B-%2B1

 

28/02/2015 - sábado- Primeiro dia;

Chegamos no aeroporto do Panamá as 9:50hs mais ou menos isso, o voo chegou adiantado.

Pegamos um taxi, que ficou em 30 dolares a viagem, indo direto para o hostel.

O taxi passou em frente ao Lunas Castle onde eu me hospedei, mas primeiro deixou a Janine no hospedajecascoviejo, eu tinha combinado que iria a pé até meu hostel a partir do hospedajecascoviejo, pois são muito perto um do outro. Mas, eu consegui me perder no caminho, por incrível que pareça, mas depois de um tempo eu me encontrei e deu tudo certo.

Me lembro que almoçamos no Mercado de Marisco, coisa assim o nome, não saiu muito caro e comemos um ceviche. Deve ter saído uns 25 dolares.

Depois do almoço seguimos para o Canal do Panamá, sempre quis ver o Canal do panamá, me lembro em 2011 quando visitei a usina hidrelétrica de ITAIPU o guia turístico tinha falado que ITAIPU e o Canal do Panamá estão entre as maravilhas da engenharia moderna, então pensei que deveria conhecer o Canal.

Pegamos um taxi, ficou em torno de 15 dolares, o taxista deu muita volta eu acho, e por ser sábado tinha muito transito para chegar no Canal.

Entrada 15 dolares.

Gostei muito, achei super interessante ver as comportas abrindo e fechando rsrs, com 77,1 quilômetros de extensão, liga o Oceano Atlântico (através do Mar do Caribe) ao Oceano Pacífico. Eu achei que valeu apena.

Demoramos para ir embora do canal, não tínhamos o bilhete único para pegar ônibus para retornar, e ficamos esperando um taxista aparecer, começamos a pensar que teríamos que voltar a pé.

Depois do canal retornamos para o hostel para combinar San Blás para o dia seguinte.

 

Vista do Hostel Luna's Castle.

15%2B-%2B1

 

Luna's Castle

FB_IMG_1429095602235.jpg

 

Dentro do hostel

15%2B-%2B5

 

Chapéu é que não falta no Panamá, casco viejo

FB_IMG_1429095420685.jpg

 

Centro de visitantes MiraFlores, Canal do Panamá

15%2B-%2B1

 

Olha o Barco passando, Canal do Panamá

15%2B-%2B7

 

 

01/03/2015 - Domingo - San Blás

San Blas tem 365 ilhas, mas só 36 delas são habitadas. Quem vive lá são os Kuna Yala, povo indígena que tem um modo de vida, cultura e leis próprios, fonte mochilãotrips.

No domingo acordei as 4:30 da manhã, pois a van para San Blás iria as 5:00hs.

Arrumei minha mochila para levar algumas coisas, porém, tive um contratempo; as mochilas grandes não são levadas para San Blás, normalmente os mochileiros deixam as malas grandes no Hostel para cuidar, pois bem, eu ia deixar, mas na recepção do Hostel não tinha ninguém, e não sabia com quem pegar a chave do locker para guardar a minha mochila cargueira, ai fiquei sabendo que eu teria até as 22:00 do dia anterior para guardar minha cargueira no locker, moral da história, tive que levar minha cargueira também para San Blas.

E nesse dia conheci mais três brasileiros que estavam indo para San Blas Jéssica, Rodrigo e Amanda.

Como alguns mochileiros já devem ter relatado, antes de ir para San Blas as Vans passam no supermercado para poder comprar algumas coisas para viagem, como por exemplo: água, comida, repelente, protetor solar, e logo depois segue viagem.

As vans passam por umas estradas bem onduladas com muitas curvas e sobe e desce, depois te deixam em um porto para você pegar um bote com os nativos que cuidam das ilhas.

A viagem de bote molha demais e leva uns 40 minutos.

Ficamos na ilha Senidup do lado ilha Franklin, duas noites, total de 187 dolares

Chegando lá o tempo não estava bom, estava com cara de chuva e o sol estava demorando para sair.

Mas mesmo assim deu para curtir a ilha nesse dia.

 

Achando que a viagem de barco até as ilhas seria tranquila." inocente, sabe de nada ".

DSC02576.JPG

Alojamentos

DSC02583.JPG

Alojamentos

DSC02579.JPG

 

Tempo fechado

DSC02577.JPG

 

DSC02638.JPG

 

481145_10203993362169484_5529027325264041058_n.jpg

 

Fim do dia

p6brPFjkn3YbrLlO6Dz-bCCCHeB2XOBWI-E23_s3_94=w958-h719-no

 

02/03/2015 - Segunda-Feira- San Blás

Lavem o Sol Tchururu Tchururu

Nesse dia, o tempo abriu e fechei o tour para as outras ilhas por 15 dolares. vale muito apena

 

Começando o Dia

DSC02671.JPG

 

DSC02680.JPG

 

DSC02682.JPG

 

DSC02687.JPG

 

 

15%2B-%2B1

 

15%2B-%2B3

 

 

03/03/2015 - Terça-Feira- Panamá City

Na terça-feira retornamos para Panama city e cada um seguiu o seu roteiro, a galerinha que estava comigo foram para Bocas del Toro e eu segui para Costa Rica. Eu já tinha comprado o tickt de ônibus antecipado da TicaBus pela internet pelo http://www.ticketbuscr.com.

Nesse dia fiquei caminhando pelo Casco Viejo,Cintra Costeira, Albrook, e fora isso não fiz muita coisa.

O ônibus para Costa Rica saiu as 23:55 hs, o ônibus é bem frio, frio mesmo, parece uma geladeira.

 

 

FB_IMG_1429095411320.jpg

 

Cintra Costeira

FB_IMG_1429095598195.jpg

 

O espiral prédio espelhado, fica no bairro São Francisco

FB_IMG_1429095608727.jpg

 

 

04/03/2015 - Quarta-Feira- Costa Rica PURAVIDA - San Jose

Cheguei no terminal de San Jose as 15:35 hs, durante a viagem eu consegui fazer amizade com um casal Costa Riquenhos, pessoas muito boas, me pagaram até o taxi do terminal ao meu Hostel, me deram o número de telefone e me falaram que eu poderia pedir ajuda para eles sobre qualquer coisa.

Fiquei no hostel pangea. se não me engano eu paguei 13 dolares a diária, fiquei duas noites.

Chegando em San José fui caminhar na cidade, passei em frente ao teatro nacional.

Nesse dia já perguntei no hostel como chegar no Vulcão Poás, me explicaram que eu teria que pegar um ônibus no terminal Tuasa para Alajuela e depois pegar outro ônibus no terminal de Alajuela direto para o Vulcão.

 

Hostel Pangea

15%2B-%2B12

Teatro Nacional

15%2B-%2B1

Teatro Nacional

15%2B-%2B2

 

 

05/03/2015 - Quinta-Feira- Costa Rica - Vulcão Poás

Nesse dia acordei as 6:00hs da manhã para ir para o vulcão, caminhei até o terminal e peguei o ônibus, levou uma hora para chegar em Alajuela, chegando lá descobri que o ônibus para o Vulcão saí as 9 e pouco, que azar, cheguei muito, então fui tomar um café e depois voltei para o terminal.

Chegando no parque fui direto para o Vulcão, dei sorte de ir direto, pois minutos depois a fumaça do Vulcão encobriu a cratera e não dava para ver mais nada. Nunca tinha visto um vulcão na minha vida, gostei muito, achei incrível;

No Vulcão eu também pudi conhecer mais brasileiros, eu conheci uma família muito Legal que estavam viajando na Costa Rica,Márcia, Marco e Marcos filho, mais pessoas legais para a lista de viagem, tornando a viagem melhor.

Não é possível entrar no rio dentro do Parque, mas o nosso guia nos levou em lugar fora do parque que podíamos entrar no rio.

 

Vulcão Póas

15%2B-%2B5

 

Vulcão Póas

FB_IMG_1428318698729.jpg

lagoa do boto

 

15%2B-%2B9

 

 

06/03/2015 - Sexta-Feira- Costa Rica - Indo para La Fortuna

Nesse dia, novamente acordei cedo, fui para o terminal de ônibus alguns metros do hostel para pegar um ônibus para La fortuna.

Para variar, choveu no final do dia e não consegui ver o vulcão arenal.

Chegando em La Fortuna, logo saindo do terminal, eu fechei o tour do Rio Celeste para o dia seguinte, o cara me cobrou 80 dolares, o dia inteiro e com comida, depois de ter fechado o tour eu fui para o hostel Arenal Backpackers Resort . Um hostel com cara de resort mesmo, muito legal, bonito, fiquei duas noites, paguei 15 dolares a diária. Eu achei que valeu.

 

 

Parque La Fortuna

DSC02840.JPG

 

Parque La Fortuna

DSC02839.JPG

 

Hostel

11022567_10204008912718238_5632279740276996620_n.jpg

 

Hostel

DSC02844.JPG

 

 

07/03/2015 - Sábado- Costa Rica - Tão sonhado Rio Celeste;

Nesse dia, como de costume, só para variar, acordei cedo, umas 07:00 hs, arrumei minhas coisas que iria levar para o tour do Rio Celeste.

Eu tinha combinado de sair em frente ao mesmo lugar que fechei o tour, cheguei cedo lá, fui tomar um café la perto, paguei muito caro o café, acho que foi o café mais caro da minha vida, não vou dizer quanto que paguei em respeito as pessoas que estão lendo.

Então, as 08:30hs a Van saiu, a van passa em um super mercador para você comprar algumas coisas para a viagem.

O rio fica no Parque Nacional Volcán Tenorio, na entrada eles te oferecem botas apropriadas para chuvas por 4 dolares, eu achei que meu tênis daria conta, me arrependi de não ter pago pelas botas, foi uma trilha difícil, muita lama, e choveu um pouco durante a ilha.

Mas valeu apena, o Rio realmente impressiona com a sua cor.

 

DSC02877.JPG

 

A mudança de cor do rio

10919035_10204015763369500_4629686745304548951_n.jpg

 

DSC02875.JPG

 

DSC02875.JPG

 

Fui de azul para combinar..errei no tom..ignorem essa parte.

DSC02855.JPG

 

Catarata

DSC02871.JPG

 

Lugar onde entramos nos Rio Celeste, é fora do parque.

DSC02879.JPG

 

08/03/2015 - Domingo- MonteVerde

Nesse dia, acordei cedo para variar, eu tinha fechado o boattaxi com a mesma agência que fechei o tour do Rio celeste, paguei 20 dolares, incluso a van até o lago arenal, o boat até o outro lado do lado e a outra van para me deixar no hostel.

Eu fiquei duas noites em Monteverde Backpackers, 10 dolares a viagem, gostei do hostel, achei bem rústico, aconchegante.

Na cidade não muitas coisas para fazer mesmo, ventava demais e é uma cidade com muitas ladeiras, cansa um pouco caminhar pela cidade.

Chegando em Monteverde eu procurei a SkyAdventures para fechar o tour das Puentes Colgantes, paguei 30 dolares.

Nesse dia também visitei um serpentário por 14 dolares, muito interessante mas nada a comentar.

 

09/03/2015 - Segunda - Feira- MonteVerde

Nesse dia, acordei cedo para variar novamente, fui para o Tour, no total foram cinco pontes no qual a ultima ponte é a maior.

No tour você pode escolher o guia, se será em inglês ou espanhol. O tour é composto pelas pontes e algumas trilhas entre uma ponte e outra.

O tour achei rápido, eu poderia ter fechado outro tour, fiquei a maior parte do tempo restante vagando sem rumo em MonteVerde.

 

DSC02941.JPG

 

DSC02901.JPG

 

DSC02929.JPG

 

DSC02902.JPG

 

 

10/03/2015 - Terça-Feira-San José O Retorno.

Nesse dia retornei para San Jose, porque o ônibus para Guatemala sairia de San José as 03:00hs do dia 11/03/2015, e seria uma viagem cansativa.

Nesse dia visitei o Museo de Ciencias Naturales La Salle, é barato para entrar, nesse Museo contém diversos fosseis e réplicas de esqueletos de dinossauros, como eu sou fãn de JurassicPark, então eu curti muito;

 

11044552_10204033464172009_2135101272831550852_n.jpg

 

DSC02973.JPG

 

11034183_10204033440731423_2937657550103498057_n.jpg

 

 

11/03/2015 - Quarta-Feira- Nicarágua - Honduras e El Salvador.......... no ônibus....dureza

Paguei uns 110 dolares mais ou menos pela passagem de ônibus da TicaBus, comprei uns dias antes, fui de classe executiva por causa do horário e porque chega um dia antes do ônibus de turismo, e a alimentação estava incluída.

Foi muito cansativo, ao passar pelo Lago Nicarágua morri de vontade de ficar para ir a ilha ometepe. Pela viagem vi muitas paisagens incríveis, de canyons, chapadas, vulcões, apesar de ser cansativo a vista era boa.

Achei tenso as fronteiras, principalmente entre Honduras e El Salvador em que o Policial me fez um interrogatório no ônibus, e teve os cães farejadores também, achei um trecho meio perigoso.

Cheguei em El Salvador as 23:00 hs, me hospedei em um hotel da TicaBus por 24 dolares, estava muito cansado e precisava descansar.

Os ônibus da TicaBus param obrigatoriamente em El Salvador e partem no dia seguinte as 06:00 hs, isso te obriga a ficar em hotel deles ou em um hotel perto do terminal para ficar fácil no dia seguinte.

 

12/03/2015 - Quinta-Feira Guatemala Antígua

Nesse dia acordei as 5:00hs, o ônibus saiu um pouco antes das 06:00hs, a viagem foi mais tranquila por eu já ter descansado na noite.

Chegamos na Guatemala as 11:10 hs, chegando no terminal da Ticabus já tinha uma van de saída para Antígua, então eu aproveitei e fui junto com um grupo de mochileiros que estavam indo nessa van, nesse grupo de mochileiros tinham duas americanas, um alemão e um australiano.

Durante a viagem eu escutei eles conversando que iriam ficar em um hostel que seria mais barato de onde me hospedaria. Quando a van chegou em Antígua, e começou a distribuir as pessoas em seus respectivos hosteles, ao chegar no hostel desse grupo de mochileiros eu resolvi saber quanto era a diária, era 8 dolares e não precisava de reserva, então resolvi ficar nesse hostel mesmo, tropicana hostel.

 

Antigua

11045366_10204046923068473_3545125446859952107_n.jpg

 

Comida tipica

10646786_10204046951429182_2116128632509235199_n.jpg

 

Arco Santa Catalina

DSC03022.JPG

 

Hostel Tropicana

11071498_10204047125113524_5958039414914383735_n.jpg

 

13/03/2015 - Sexta-feira - Guatemala Antígua - Cerro de La Cruz

Da noite do dia 12 para o dia 13 eu passei mal do estomago, então eu achei melhor ficar um dia ocioso pela cidade, para melhorar. Então resolvi fazer umas caminhadas pela cidade e conhecer o Cerro de La Cruz, um mirador que da para ver toda a cidade de Antígua.

É de graça, você faz uns 35 minutos de caminhada e chega lá, uma trilha bem tranquila.

Nesse mesmo dia eu já fechei os shuttle's para Semuc Champey, hostel em Semuc Champey, shutle para Flores, reservei o hostel Los Amigos e um shutle para Belize, para deixar no porto do watertaxi San Pedro, para ir para Caye Caulker.

Fechei com a http://guatemalaroyaltours.com, conversei com o Hector, um cara super gente boa. Eles ficam perto da praça principal de Antígua, como o Hostel Los Amigos só fazem reservas pelo telefone, então a agência ligou para o hostel e reservou um quarto compartilhado para mim.

Não me lembro o valor, mas na hora achei o preço justo.

 

Cerro de La Cruz

11058632_10204051035371278_7898097828903577449_n.jpg

 

Cerro de La Cruz

11058505_10204051017410829_3523857507179690762_n.jpg

 

Cerro de la Cruz

DSC03000.JPG

 

14/03/2015 - Sábado - Guatemala - Coban/Lanquin/Semuc Champey

Combinado para sair as 08:00hs seria mais um dia cansativo, eu achei um viagem longa, mas nesse dia conheci a Juliana, uma brasileira que estava também viajando sozinha pela América Central, não parecia que era brasileira, só soube porque ela me disse que era brasileira rs.

O Shutle te deixa em Lanquín, e em Lanquín, cada hostel já tem os seus receptores para levar em cada hostel, para chegar nos hostel você sobre um pau-de-arara; porquê a estrada é muito ruim para carros normais.

Esse dia achei bem ruim, pois cheguei lá de tarde e como só tinha eu que iria para o El Portal, então pediram para eu esperar mais quinze pessoas que só chegaram as 20:00 hs, ou seja, fiquei lá plantado sem poder fazer nada em Lanquín.

 

Hostal

DSC03101.JPG

 

Hostal

DSC03044.JPG

 

Hostal

DSC03043.JPG

 

15/03/2015 - Domingo- Guatemala - Semuc Champey

Eu tinha escolhido El Portal por estar mais próximo de Semuc Champey, e realmente é bem perto, eu fui a pé, acordei bem cedo para aproveitar bem o dia, caminhei uns 5 minutos, paguei 50 queztales, se eu fechasse com o hostal sairia por 55 queztales.

Você faz uma trilha meio pesada, muita subida e pedras no caminho, você pode ir para o mirador ou direto para as piscinas, eu resolvi ir direto para o mirador.

Vale muito apena, eu achei incrível, você tem que visitar esse lugar se você estiver na Guatemala.

 

DSC03070.JPG

 

DSC03068.JPG

 

10690030_10204074574599744_3759478906433380376_n.jpg

 

 

16/03/2015 - Segunda-feria- Guatemala - Flores, dia da zica

Acredito que toda viagem da um probleminha, acredito que todo mochileiro já teve que improvisar para resolver alguma coisa na viagem.

Bom, estava marcado para sair as 07:00hs o pau de arara que vai até lanquím para você pegar o seu shuttle, como eu já tinha pago tudo antes era somente eu chegar em Lanquím e pegar o shuttle para Flores, mas, tive um contratempo. A caminhonete(pau de arara) nos deixou em um ponto em que os shuttle chegariam para nos levar, porém, era algo meio desorganizado, porque você não sabe qual é o seu shuttle até que falem o seu nome em uma lista, é meio que na base da confiança; então, continuando, chegando lá, os shuttle começaram a chegar, eles chegavam e os motoristas gritavam para onde estavam indo. Chegou um shuttle para Flores, eu achei que era o meu, entretanto, o rapaz que trabalhava no El Portal me disse que não era esse, e eu não subi no shuttle, mas, o motorista do shuttle que estava indo para Flores olhou o meu ticket e disse que era, eu não soube em quem acreditar, então eu entrei no shuttle e a viagem seguiu normalmente; horas depois de viagem o motorista para a vam em Lanquím, no mesmo ponto em que subimos, então me diz para descer, me disse que não poderia me levar, me disse que eu estava no shuttle errada, me disse que não trabalhava com agência de turismo que eu fechei o transfer, bem ignorante mesmo, eu surtei, eu questionei ele, " como você me pede para subir e agora que não tem mais nenhum shuttle aqui você me pede para descer no meio do nada.." o motorista me disse que ele não tinha culpa, e eu também disse que não tinha culpa; ficam os discutindo por alguns minutos, tinha mais pessoas no shuttle também, então, para não atrapalhar a viagem deles eu perguntei para o motorista quanto que ele cobrava para levar para Flores, ele me cobrou 20 dolares, eu paguei ele e a viagem seguiu normal.

Moral da história, eu deveria ter escutado o rapaz do El Portal e perdi 20 dolares.

Enfim, chegamos em Flores no final do dia, fui para o hostel Los Amigos, e tudo certo, hostel super legal, muita vibe, e não paguei caro.

Nesse mesmo dia, fechei o tour para Tikal para o dia seguinte, o transporte de ida e volta e entrada.

 

17/03/2015 - terça-feria- Guatemala - Tikal

Nesse dia acordei as 4:30hs pois a Van sairia as 5:00hs, é bom ir cedo nas ruínas para conseguir subir nos templos para tirar fotos.

Chegamos lá em Tikal, eu e a Juliana que conheci indo para Lanquím, não optamos por guia, porém conseguimos nos perder rs, mas depois de uns minutos nos achamos.

Fiquei impressionado com as ruínas, gostei muito, vale muito apena.

 

DSC03139.JPG

 

11050321_10204078882667443_8288435957987484047_n.jpg

 

Ilha de flores

DSC03212.JPG

 

18/03/2015 - Quarta-Feira Indo para Belize

Nesse dia novamente acordando cedo, para ir para Belize, não tive problemas com o shuttle que contratei em Antígua conforme já mencionei.

O shuttle saiu as 05:30hs, foi a viagem mais tranquila que tive. Chegando próximo da fronteira com Belize subiu um cara fazendo cambio de moeda, pois somente aceitam em quetzal o imposto para dar saída da Guatemala na fronteira, eu já tinha uns trocados sobrando então não tive problemas.

Porém, um argentino não cambiou e só tinha notas de 100 dolares, eu achei melhor ajudar ele na fronteira, eu tinha uns 20 quetzales sobrando, emprestei para ele e depois ele conseguiu me pagar, porque não ajudar los hermanos ?

Eu não tinha planos para Belize, eu tinha chegado adiantado, sobrou uns dias no meu roteiro que eu não tinha previsto, só percebi quando cheguei em Belize.

Eu fui para Caye Caulker, uma ilha bem descolada, mais apropriada para mochileiros, diferente da Ilha San Pedro ,em Caye Caulker tem muita coisa para fazer, muitos tours bem legais, eu achei um pouco caro as coisas lá; em Belize eu quis economizar para gastar no México, então fiz nenhum tour, fiquei apenas curtindo o mar e a ilha, fiquei até o dia 21/03/2015 em Caye Caulker.

Nesse tempo de Belize eu também reencontrar os Mochileiros que tinha conhecido no Panamá o Rodrigo e Amanda; e também reencontrei a Juliana que conheci na Guatemala, foi bem emocionante.

Me hospedei no Dirty McNasty's Hostel, gostei muito, achei tranquilo, um bom café da manhã, melhor panqueca que já comi, paguei 15 dólares a diária, mas achei que valeu apena.

 

15%2B-%2B26

 

15%2B-%2B19

 

15%2B-%2B10

 

21/03/2015 - Sábado - Indo para México Play del Carmen.

Nesse dia peguei o WaterTaxi as 08:30 hs; o boat faz uma parada na ilha San Pedro para fazer imigração, e depois segue para Chetumal no México, foi uma imigração tranquila.

Eu pensava que não iria conseguir ir para Playa del Carmen assim que chegasse em Chetumal, eu tinha programado ficar um dia em chetumal, porém, chegando em chetumal vi que tinha um shuttle indo para Playa del Carmen, então aproveitei e mudei meu roteiro, fui direto para Playa del Carmen.

Como eu não tinha planejado esse dia em Playa del Carmen, eu cheguei lá sem hostel reservado, então procurei um restaurante com wi fi e pesquisei na internet um hostel para me hospedar, fiquei hospedado no Vive La Vida, 11.50 dólares a diária. Gostei do hostel, bem localizado, bom atendimento, porém, achei ruim as camas, é muito quente e não tinha café da manhã; mas deu para dormir.

Nesse dia já fechei um tour para a ChiChen Itza, fechei com a EasyTour, em quase todas as ruas de Playa del Carmen tem algum agente da easytour.

Eu paguei 50 dolares, incluso um almoço, visita a uma cidade que poderia ter passado direto, Cenote Ik Kil e por fim ChiChen Itza, com os tickets incluídos.

 

22/03/2015 - Domingo- Cenote Ik Kil e ChiChen Itza.

Nesse dia o ônibus passou no hostel a 08:00hs e foi passando nos outros hoteis para pegar mais pessoas.

Estava incluso no tour passar em um cidade histórica que não me recordo o nome, porém, eu achei a visita desnecessária, nos deram apenas 40 minutos para ficar lá, eu acho que poderia ter deixado passar. Logo depois seguimos para o Cenote Ik Kil, e assim eu achei que valeu a pena, senão me engano o Cenote Ik Kil tem 60 metros de profundidade, é muito bonito. Te cobram 4 dólares pelo guarda-volumes, te cobram 3 dólares para usar o colete salva-vidas, como eu não sei nadar e queria voltar para o Brasil para escrever meus relatos, então eu paguei os três dólares para usar o colete salva-vidas, mesmo assim fiquei com medo rsrs.

Depois teve o almoço que já estava incluso, com comidas típicas do México, e depois do almoço seguimos para ChiChen Itza uma das Sete maravilhas do mundo moderno.

Chegamos lá umas 13:30 hs, estava muito lotado e ainda era domingo.

Eu achei realmente incrível e você tem que visitar se estiver no México, fiquei impressionado.

Nesse dia conheci a Norah, uma mochileira da Suíça, ela me uma dica para o que fazer no dia seguinte; ela me falou da Playa Las Palmas, que fica logo do lado de Tulum, ela me disse para pegar um coletivo para Tulum que custa 20 pesos, chegando em Tulum eu poderia ver as ruínas de Tulum, e depois pegar um Taxi para ir para a Playa Las Palmas, o taxi custou 40 pesos para ir e 20 pesos para voltar.

 

Cenote

2015-03-22%252013.08.34.jpg

 

DSC03308.JPG

 

DSC03326.JPG

 

23/03/2015 - Segunda-Feira- Tulum - Playa las Palmas

Nesse dia acordei as 08:00hs e peguei um coletivo para conhecer as ruínas Tulum, eu achei bonito, mas não tão bonito quanto Chichen Itza, mas valeu apena mesmo assim. Logo depois de Tulum eu peguei um taxi para Playa las Palmas, gostei muito, uma praia com menos pessoas que Playa del Carmen, valeu muito apena.

 

Tulum

FB_IMG_1428025645487.jpg

 

FB_IMG_1428025623168.jpg

 

Playa las Palmas

FB_IMG_1428025594700.jpg

 

24/03/2015 - Terça-Feira - Playa del Carmen,

Bom, nesses dias não acordei cedo, peguei esses dois para conhecer a Playa del Carmen, ficar no mar, caminhar pela Quinta Avenida.

Um dia de tranquilidade, porque afinal, era minhas férias também.

 

25/03/2015 - Quarta-Feira - Indo para cidade do México.

Nesse dia fui para o terminal da ADO para pegar o ônibus para o Aeroporto de Cancún. Viajei pela AeroMexico, meu voo saiu as 12:52hs, cheguei na cidade do México as 15:00hs. Chegando no Aeroporto peguei um taxi por 15 dólares, fui para hotel Hotel Marlowe, que bobagem...

Eu tinha reservado esse hotel pelo site do http://www.hoteis.com. No site eu tinha entendido que seria 999 pesos no total das três noites (que já estava salgado) Chegando lá, surpresa, na verdade eram 999 por diária, então ficou 2997,00 pesos ou 195, uma paulada; eu já estava terminando a viagem e não tinha muita coisa, por isso, eu tive que cancelar o Hotel de Cancún, porque eu vi que o dinheiro não iria dar, mas no final isso foi bom.

Nesse dia eu apenas caminhei pela praça Zocalo, praça histórica e super bonita, nesse dia também eu busquei informações de como chegar nas piramides de Teotihuacan, pelas agências de tour sairia por 900 pesos, eu achei muito caro para a minha situação, pergunteis nas bancas de jornais se sabiam como chegar em Teotihuacan, me explicaram que teria que pegar um ônibus para Central del Norte e depois mais um ônibus para Teotihuacan, e saiu bem mais em conta.

De noite fui no Salon Corona, um bar restaurante bem legal; lá eu perguntei para o Garçom se ele sabia qual ônibus que eu tenho que pegar para chegar na central del norte para pegar um ônibus para Teotihuacan, então ele me pediu um momento, ele chamou o gerente e me disse que só aceitam em dinheiro, na hora pensei que era melhor eu fazer umas aulas de espanhol.

 

Praça Zocalo

15%2B-%2B1

 

Palacio Bellas Artes

DSC03381.JPG

 

26/03/2015 - Quinta-Feira - Teotihuacan.

Nesse dia acordei as 08:00hs, peguei um onibus para central del norte, e na central del norte peguei outro ônibus para Teotihuacan, chegando Teotihuacan paguei a entrada.

Foi as ruínas mais impressionantes que já vi, e eu já tinha passado por Tikal, Tulum e ChichenItza.

A piramide de Teotihuacan é muito alta e é possível subir nela, se você aguentar, cansa um pouco.

De manha tinha muitas escolas, então foi meio difícil, mas novamente valeu o esforço. Na hora de embora o ônibus demorou demais, tive que esperar muito.

 

15%2B-%2B7

 

15%2B-%2B1

 

27/03/2015 - Sexta-Feira - City Tour México City.

Eu fiz a bobagem de usar o ônibus de turismo, não achei que compensou, demorou demais para sair, tinha muito transito, fiquei mais tempo dentro do ônibus do que nas atrações turísticas,

Eu fiz o circuito centro histórico e circuito museus, no circuito museu eu entrei no Museu Casa Azul Frida, sempre quis conhecer esse lugar, porém, para tirar fotos você precisa pagar em dinheiro 60 pesos, e eu só estava com o cartão pré-pago, não aceitavam dólares, não consegui tirar fotos.

 

Praça Zocalo

b02VbE3CHzvGuFDHqGdiVZoIziI6eMAuS0z5QfpG97s=w958-h719-no

Monumento da Revolução

imtgHaaml6TPc8YFfrL8TF1K5p8TZ7ejkXtuCJlk7i4=w958-h719-no

Ángel de la Independencia

DSC03386.JPG

Museu Frida

15%2B-%2B2

 

28/03/2015 - Sábado - Cancún.

Nesse dia não fiz muita coisa, apenas caminhei pelo centro histórico, depois do almoço eu comprei o bilhete único e carreguei com 50 pesos mexicanos para pegar o ônibus para o aeroporto. Meu voo para Cancún era para sair as 16:30, porém teve um atraso e o avião saiu quase as 18:00hs, acabei chegando tarde da noite em Cancún e não consegui fazer nada.

Eu me hospedei nos Hostal Haina, onde eu passaria as duas ultimas noites, muito bom o atendimento, boas camas, café da manhã, só um detalhes que era meio afastado. paguei 9,90 a diária.

 

29/03/2015 - Domingo- isla Mujeres.

Nesse dia pela manhã conheci uma Francesa, então resolvi conversar com ela para pedir umas informações sobre as praias de Cancún, ela me disse que as praias estavam mais com os hoteis e tinha muito turistas, ela me sugeriu ir para Isla Mujeres, ela me ensinou como chegar lá, então eu peguei a minha mochila e fui.

Peguei um coletivo para porto juarez por 20 pesos, chegando tinha uns cara vendendo tours para isla mujeres, eu achei interessante e eu fechei um tour que

tinha Snorkeling, tirar foto com um tubarão e com o almoço incluso.

Nesse dia eu conheci a Claubt, Cleyde e Filipe e seus filhos, uma família de brasileiros muito legal, super gente boa,fiquei a maioria do tour com eles.

De noite de uma volta na Praça Caracol para fechar a noite, lugar onde tem o CocoBongo, HardRock Cafe e o mascará.

Peguei um ônibus as 09:00hs infelizmente eu não pedi para me avisarem qual o ponto que era para descer, então acabei passando e tive de pegar outro ônibus de retorno rsrsrsrs...mas tranquilo, eram só 10 pesos, fiquei um pouco lá, vi o movimento e depois fui embora, pois eu já estava cansado do dia.

 

Isla Mujeres

15%2B-%2B6

Isla Mujeres

15%2B-%2B10

Isla Mujeres

DSC03403.JPG

 

15%2B-%2B3

 

15%2B-%2B2

 

30/03/2015 - Segunda-Feria - Cancún - São Paulo - O Retorno ruim

Bom, nesse dia não acordei cedo como de costume, apenas dei umas voltas para comprar umas lembranças para a família.

Meu voo de retorno tinha escala em Panama City e previsto para chegar em São Paulo as 06:30hs do dia 31/03/2015;

Meu voo estava marcado para sair as 16:05hs; eu resolvi ir para o aeroporto bem antes para caso tenha algum problema eu consiga resolver; e dessa tive um grande problema com a CopaAirlines.

Eu tive um problema ao fazer checkin e despachar minha mochila cargueira, os funcionários da Copa não conseguiam fazer checkin pelo fato de constar no sistema da CopaAirlines que não tinha realizado o voo de IDA, constava que eu não tinha feito checkin em São Paulo do dia 28/02/2015.

Então eu expliquei que fiz o checkin normal, mas não foi tão simples assim, eles começaram a achar que eu tivesse entrado no México por uma outra companhia aérea, começaram a duvidar de mim, chegou ao ponto de me cobrarem o comprovante de embarque do dia 28/02, e eu não tinha mais esse comprovante, então, o funcionário disse que eu teria que pagar a diferença da tarifa por eu não ter embarcado no voo de ida, uma diferença de 280 dólares, e eu só tinha 171 dólares, eu não tinha mais da onde tirar dinheiro. Comecei a ficar desesperado, pois não iriam me deixar embarcar de jeito nenhum, a não ser que eu pagasse a diferença, fiquei nervoso e comecei a discutir, eu me lembro que eu quase gritando dizia "Eu não tenho culpa que a CopaAirlines não fez meu checkin em São Paulo."

Passei por quatro funcionários da CopaAirlines, até que o quarto funcionário, um senhor com muita calma me pediu o meu Passaporte e me pediu para esperar, eu disse para esse funcionário que não sabia o que fazer, eu não tinha dinheiro para pagar a diferença e não tinha encontrado o comprovante de embarque do dia 28/02.

Eu até falei para Deus " Deus me ajuda senão eu vou ficar aqui, eu entrego em tuas mãos esse problema..." e fiquei esperando, nisso conheci um casal que tinha sido roubados em Cancún, eles tinham perdido tudo também e estavam desesperados também, e ficamos nos apoiando.

Depois de quase uma hora de espera, o senhor que estava me atendendo me veio com muita paz e me disse que eu não tinha mais problemas, me disse que verificaram que no meu passaporte tinha o carimbo de entrada e saída do Panamá, e que isso já era o suficiente; lembro-me que fiquei muito feliz e disse ao senho da Copa "Dios Bendiga ..." a sensação de alívio foi incrível.

Logo após isso tentei ajudar o casal que tinham sido roubados, mas não consegui fazer nada, e os funcionários do aeroporto também não queriam ajudar muito. Depois de um tempo eles conseguiram embarcar também, e no final todos conseguimos voltar para a Pátria Amada Idolatrada Brasil.

Foi o momento mais complicado da viagem toda, nunca tinha passado por isso, fica de experiencia, sempre agora eu guardo os comprovantes de embarque.

 

Do meu roteiro eu exclui algumas coisas como por exemplo o spring break, Canopy na Costa Rica, NightWalk na Costa Rica, Copan entre outras coisa, porém, o mochilão foi a melhor viagem que já fiz até agora.

Conhecer a América Central é conhecer praias paradisíacas, vulcões, cachoeiras, trilhas, rios com águas puras e cristalinas, ruínas arqueológicas, cidades patrimônios da humanidade, muita cultura e um povo que aprendeu a conviver em harmonia com a natureza.

Voltaria 1000 vezes para América Central.

 

“Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver” Amyr Klink

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros
Massa o relato e a trip.

Fui para Guatemala em Janeiro e lendo seu relato eu lembrei do Cerro de La Cruz em Antigua, tinha planejado subir lá mas por algum motivo esqueci de colocar no planejamento e lá nem lembrei

::lol4::::putz::::toma::

 

 

abraço.

 

 

heheh obrigado, poxa, como você pode esquecer o Cerro ? rsrsrs

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros
Massa! Já fui pra Costa Rica e vendo suas imagens bateu saudade de La Fortuna e Monteverde. Ainda volto pra fazer Panamá, Guatemala e Belize!

 

abraços

 

 

Valew....

Costa Rica acho q foi o país que mais gostei...

Panamá, Guatemala e Belize, lugares fantásticos ..vale apena

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

  • Conteúdo Similar

    • Por caio.andrade555
      México, Belize e Guatemala
      Relato de Viagem
       
      Olá, Mochileiros. Meu nome é Caio Andrade, sou de Manaus – Amazonas, e junto com minha esposa, Gilci Helena, somos apaixonados por viagens.
      Diferente do que aconteceu com o Mochilão que fiz pelo Peru-Bolívia-Chile, eu não encontrei quase nenhuma informação sobre o mochilão México-Belize-Guatemala. Então, eu fui coletando informações isoladas de outros relatos e também do Instagram da maravilhosa Gabi (@viajandocomgabi). Por este motivo, resolvi fazer este relato o mais rápido possível.
      Gostaria de informar (e pedir desculpas para quem gosta) que este relato não terá fotos, mas apenas o relato detalho junto com valores, pois é isso que realmente importa. Caso você queira ver algumas fotos e alguns vídeos sobre o roteiro, visite o meu perfil no Instagram (@caioandrade.adv).
      Gostaria de ressaltar que 
      Então, vamos ao que interessa!!!
       
      Roteiro, Duração e Transporte
      O meu mochilão começou em 12.06.2019 e terminou em 03.07.2019, e perfiz o seguinte roteiro: Cancún (Mex) > Tulum (Mex) > Caye Caulker (Blz) > Flores (Gua) > Antígua (Gua) > San Cristóbal de Las Casas (Mex) > Cidade do México (Mex).
      Todo o meu trajeto foi feito por ônibus e shutles (minivans). No México, a empresa que domina o transporte é a ADO, que atende todo país. Para montar minha planilha de gastos, eu entrei no site da ADO, simulei os trajetos e obtive os valores. O site não aceita compras com cartões internacionais. Porém, comprando com antecedência no guichê da ADO, assim que você chegar no México, você terá descontos absurdos. Por exemplo: o trajeto San Cristóbal – Cidade do México estava custando cerca de 1.600 pesos, mas como comprei com dois dias de antecedência, ele saiu por 870 pesos.
      Já na Guatemala, os trajetos são feitos por shuttles (minivans), que são extremamente desconfortáveis, sem encosto para sua cabeça e você não consegue descansar. Ainda procuramos em varias agencias uma minivan que tivesse encosto para cabeça, mas TODOS não tinham. Então, prepare o seu corpo e o seu emocional.
       
      Hospedagem
      Todas as minhas hospedagens foram reservadas pelo Airbnb, pois queria pagar tudo antes da viagem e também porque eu queria ter mais comodidade e privacidade. A hospedagem é um dos pequenos luxos que eu e minha esposa nos permitimos durante a nossa viagem. Rsrsrs
      Uma dica muito importante: como eu não sabia os valores de certos passeios e precisava montar minha planilha de gastos, eu entrei em contato com o hotel que havia reservado e perguntei os valores dos passeios, visto que todos os hotéis de cidades turísticas oferecem esse serviço. Também já fiz isso pelo booking e funciona também.
       
      Qual moeda levar
      NÃO LEVE REAIS. Fiz isto apenas uma vez quando fui para o Chile e me arrependi. Muitos “nacionalistas” pregam que temos que devemos levar reais, pois, se levarmos dólares, faremos dois câmbios e pagaremos mais. MENTIRA. Já viajei para Chile, Argentina, Bolívia, Colômbia, Uruguai, Venezuela, Peru e Equador, e em TODOS esses países, eu tive mais vantagem levando dólares do que reais. Sem contar que algumas cidades pequenas, como Antígua, San Cristóbal, Caye Caulker, não têm casa de câmbio que aceitem reais.
       
       
      1oDia – 12.06 (Cancún – México)
      Primeiramente, queria destacar o programa fidelidade Km de Vantagens, do Ipiranga. Foi graças a ele que consegui comprar milhas aéreas da Multiplus pela metadade do preço regular, o que me deu uma economia de mais de R$1.600.
      O voo de Manaus para Cancún estava muito caro. Pesquisando, encontrei uma passagem mais barata para a Cidade do México. Como eu queria ganhar tempo, comprei uma passagem pela Interjet, empresa low cost, para Cancún e saiu mais barato.
      Nosso voo chegou em Cidade do México às 07:30h e logo fui fazer o câmbio dos dólares que levei. No terminal 1, há excelentes cotações. Quanto mais distante do portão de desembarque, melhor será a cotação. Consegui um câmbio de USD 1 = 18,07 pesos mexicanos no CI Banco.
      No aeroporto, comprei um chip. O mais barato com internet ilimitada por 10 dias custa 100 pesos. Comprei um chip no primeiro quiosque que vi por 300 pesos e andando mais um pouco descobri esse de 100.
      Fizemos nosso check-in na Interjet e chegamos em Cancún às 15h. Fora da sala de desembarque há um guichê da ADO que oferece translado para a estação do centro por 86 pesos. Na estação da ADO, compramos nossa passagem para Tulum e tivemos desconto. Pegamos um táxi para o nosso apartamento.
      Nosso apartamento ficava localizado bem em frente ao Mercado 28, um mercado de artesanato e restaurantes, e a 15min andando da estação ADO. Não ficamos na zona hoteleira, pois estava muito caro.
      Desfizemos as malas, trocamos de roupa e fomos andar pela cidade. Almoçamos/jantamos no Mr. Habanero; pedimos tacos e burritos. Em quase todos dos restaurantes mexicanos, são oferecidos nachos com molhos picantes como entrada, sem qualquer custo.
      Passamos no supermercado e compramos água, café e sabão.
       
      Gastos:
      Chip: 300 
      Café espresso: 112
      Chip: 100
      ADO (do Aeroporto para o Centro): 172 (86 p/p)
      Passagem para Tulum: 238 (119 p/p)
      Taxi da rodoviário para o hotel: 80
      Mr Habanero: 410
      Supermercado (água, sabão e café): 47,60
      TOTAL: 1459,60 pesos
       
       
      2oDia – 13.06 (Cancún – México)
      Como eu e Gilci estávamos comemorando dois anos de casados, resolvemos fazer uma sessão de fotos. A sessão foi na Praia Delfines, uma praia muito linda e com poucas pessoas. Depois das fotos, fomos para o apto trocar de roupa, pois ele estava de vestido e eu de roupa social. 
      Resolvemos voltar para a praia Delfines. Todos os ônibus com a sigla R2 e a palavra Hotel passam pela zona hoteleira e pela praia Delfines. Muito fácil de chegar. Passamos o dia na praia, comi algumas mangas e piñas coladas. Na praia, há um letreiro de Cancún e sempre tem fila para tirar fotos.
      Voltamos para o apto e comemos sushi no restaurante Akky, o mais barato que encontramos.
       
      Gastos:
      Ônibus: 24 (12 p/p)
      Salgadinhos: 35,50
      Manga: 35
      Pina colada de 1 litro: 150
      Manga: 30
      Ônibus: 24 (12 p/p)
      Tacos: 99
      Helado: 30
      Sushi Akky: 418
      Total: xxxx pesos mexicanos
       
      *Desculpe qualquer erro ortográfico. Estou escrevendo do aeroporto internacional da cidade do México. Na próxima postagem, irei ter mais cuidado. 
       
       
×
×
  • Criar Novo...